Você está na página 1de 6

Ritos Iniciais

Estando a sua frente a imagem do Cristo para a bênção, devem ser proferidos os ritos inicias
para a bênção.

Em nome do Pai ✠, do Filho ✠ e do Espírito Santo ✠

R: Amém.

A graça e a paz de nosso Senhor, o Cristo Pantrokrator,


o amor do Pai e a comunhão e sabedoria
do Espírito Santo estejam sempre convosco.

Ou:

Jesus Cristo, anunciado, transfigurado, morto e ressuscitado,


Deus Pai, Criador de todas as coisas e o Santo Espirito,
o qual instituiu o Batismo estejam sempre convosco.

Ou:

A graça e a paz de Deus nosso Pai


e de Jesus Cristo Nosso Senhor,
que é a imagem de Deus invisível,
estejam convosco.

Todos respondem:

Bendito seja Deus que no amor de Cristo nos uniu.

Caso a água ou o incenso que vá ser utilizado não esteja ainda benzido, é possível, se achar
oportuno, realizar a bênção para também utilizar esses sacramentais.

Estendendo as mãos:

Senhor, Pai Santo, olhar benignamente para nós que fomos resgatados pelo vosso Filho e
renascemos no Batismo pela água e pelo Espírito Santo. Concedei que todos os que receberem
a aspersão dessa água, sejam renovados no corpo e na alma e, Vos sirvam de coração puro.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, que é Deus convosco na Unidade do Espírito Santo.

Todos respondem:

Amém.

É feita então a Oração da Coleta, oferecendo no Altar de Adoração as intenções que cada um
dos fiéis traz consigo mesmo. É introduzida, dizendo “Oremos”.
Oração da Coleta

Ó Deus, que pela humilhação do vosso Filho reerguestes o mundo decaído, enchei de santa
alegria os vossos filhos e filhas que libertastes da escravidão do pecado e concedei-lhes a
felicidade eterna. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na. Unidade do Espírito Santo.

Todos respondem:

Amém.

Dando continuidade, é dada uma breve introdução sobre a imagem que será abençoada.

Hoje, somos chamados a estarmos mais perto de Cristo,


que é o Caminho, a Verdade e a Vida, assim como está escrito no pergaminho que segura,
indicando que a Palavra de Deus é nossa guia e tem muito a nos ensinar.
Sua mão direita faz o sinal da bênção, destacando que Ele está sempre disposto a nos
conceder Sua bênção e Sua graça santificante. Apresenta uma face humana, Commented [SA1]:
no entanto uma auréola está em volta de sua cabeça, a fim de apresentar que Cristo
ressuscitou e foi santificado. A inscrição nessa mesma auréola, IC XC, é a abreviatura de seu
nome. A imagem do Cristo Pantocrátor nos traça a figura de Cristo
perfeitamente e hoje aqui está a fim de que receba o Espírito Santo e seja abençoada,
tornando-se então canal de graça para nós.

____________________________________________________________________________

Liturgia da Palavra

Leitura da Carta de São Paulo aos Filipenses. Fl 2, 5-11

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus,
não considerou que
o ser igual a Deus
era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo,
vindo a ser servo
tornando-se semelhante
aos homens. E, sendo encontrado
em forma humana,
humilhou-se a si mesmo
e foi obediente até a morte,
e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou
à mais alta posição
e lhe deu o nome que está acima de todo o nome, para que ao nome de Jesus
se dobre todo joelho,
nos céus, na terra
e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor,
para a glória de Deus Pai.

Palavra do Senhor.
Aclamação ao Evangelho

Deus amou tanto o mundo


que lhe deu o Seu Filho Unigênito
quem acredita n’Ele tem a vida eterna.

Evangelho

✠ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.

Naquele tempo, Jo 3, 14-21


disse Jesus a Nicodemos:
«Assim como Moisés elevou a serpente no deserto,
também o Filho do homem será elevado,
para que todo aquele que acredita
tenha n’Ele a vida eterna.
Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho Unigénito,
para que todo o homem que acredita n’Ele
não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus não enviou o Filho ao mundo
para condenar o mundo,
mas para que o mundo seja salvo por Ele.
Quem acredita n’Ele não é condenado,
mas quem não acredita já está condenado,
porque não acreditou no nome do Filho Unigénito de Deus.
E a causa da condenação é esta:
a luz veio ao mundo
e os homens amaram mais as trevas do que a luz,
porque eram más as suas obras.
Todo aquele que pratica más ações
odeia a luz e não se aproxima dela,
para que as suas obras não sejam denunciadas.
Mas quem pratica a verdade aproxima-se da luz,
para que as suas obras sejam manifestas,
pois são feitas em Deus.

Palavra da Salvação

___________________________________________________________________________

Se oportuno, é possível ser feita uma breve homilia voltada para a pessoa de Cristo e para a
sua obra de Salvação para nós. Pode-se acrescentar detalhes sobre a iconografia do Cristo
Pantrocrátor e de todo o contexto em que se encontra. Caso não se deseje que seja feita essa
breve homilia, é dada continuidade no Rito da Bênção.

Após a Liturgia da Palavra é feita a oração, dando continuidade no Rito da Bênção.


De braços abertos, diz “Oremos”.

✠ Senhor nosso Deus, a quem ousamos chamar de Pai, concedei que por essa imagem
possamos nos aproximarmos de Vós sempre e em qualquer lugar, tendo como inspiração que
Tu és o Caminho, a Verdade e a Vida.

____________________________________________________________________________

Comunicantes Próprios

No Natal e na Oitava
Velai o Vosso olhar sobre nós, sobretudo nesse dia em que celebramos o nascimento do Vosso
Filho Unigênito, Deus de todas as coisas, que ele, como trouxe alegria para sua família e
amigos nessa data, possa nos trazer também o júbilo de estar na Vossa presença e Vos servir.

Epifania do Senhor
Assim como o Senhor foi revelado ao mundo como Filho de Deus, possa revelar-Se para nós
também através dessa bênção, para que conhecendo as verdades de fé, possamos colher
continuamente os frutos da Vossa Redenção.

Quinta-feira Santa
Que através da Vossa imagem como Rei do Universo, possamos Te imitar, na bondade, na
caridade, na pobreza e na humildade, para que com nossas Obras de Misericórdia, possamos
estar cada vez mais próximos de Vós e mais afastados do pecado.

Vigília Pascal ao II Domingo de Páscoa


Concedei também que, comemorando a Vossa Ressurreição, possamos através dos Vossos
ensinamentos ressuscitarmos também em novas pessoas, exultando da Vossa graça
santificante e da alegria Pascal.

Ascenção do Senhor
Rogo que através dessa bênção possamos um dia alcançar a vida eterna e ascender Convosco,
sendo ela fonte de inspiração para deixarmos nossos hábitos do mundo e adotarmos uma
única Verdade, que é Deus, e fonte da Vossa graça santificante.

Pentecostes
Vivenciando um novo Pentecostes, que por meio da Vossa Palavra e Bênção possamos estar
sempre com nossos corações abertos para o Espírito Santo, para que vivamos sempre uma
nova experiência com o Senhor.

____________________________________________________________________________

Prosseguindo com o rito, é proclamado o Prefácio, remetendo a toda a história da Salvação.

De braços abertos:

V. O Senhor esteja convosco

R. Ele está no meio de nós


V. Corações ao alto

R. O nosso coração está em Deus

V. Demos graças ao Senhor, nosso Deus

R. É o nosso dever e a nossa salvação

Na verdade, é justo e necessário,


é nosso dever e salvação dar-vos graças,
sempre e em todo lugar,
Senhor, Pai santo, Deus eterno e todo-poderoso.
Com óleo de exultação,
consagrastes sacerdote eterno e rei do universo vosso filho único,
Jesus Cristo, Senhor nosso.
Ele, oferecendo-se na cruz, vítima pura e pacífica,
realizou a redenção da humanidade.
Submetendo ao seu poder toda criatura,
entregará à vossa infinita majestade um reino eterno e universal:
reino da verdade e da vida,
reino da santidade e da graça,
reino da justiça, do amor e da paz.
Por essa razão, hoje e sempre, nós nos unimos aos anjos e arcanjos,
aos querubins e serafins e toda a milícia celeste,
dizendo a uma só voz.

____________________________________________________________________________

Oração da Bênção

Após a leitura do prefácio, estende-se as mãos sobre a imagem e é feita a Oração de Bênção.

Deus eterno, todo-poderoso e fonte de toda santidade para nós que enviastes Vosso Filho
Unigênito a fim de viver em tudo a condição humana, mas sempre em sua natureza divina,
sendo o Alfa e o Ômega, transmitindo Vossos ensinamentos e Vossa Palavra, o Verbo feito
Carne, e consumando-se o Mistério de nossa Fé, entregando-se como Sacrifício na Cruz para a
salvação do mundo e expiação dos nossos pecados. Vos suplicamos humildemente, pelo Vosso
Sangue derramado no madeiro, reinstaurando uma Nova Aliança, e pela Vossa infinita
bondade, que concedei abençoar ✠ e santificar essa imagem, a imagem do Vosso Amado
Filho, o Salvador, merecedor de todo Louvor e toda Glória, pelo poder e pela força do Teu
Espírito Paráclito, aquele que esteve convosco desde o momento da Criação, passando pela
Salvação e consumando-se no Fim dos Tempos, descei-o sobre essa imagem para que se torne
fonte da Vossa graça santificante e dos Vossos Dons, seja para nós a imagem de Cristo uma
base para construirmos nossos atos e uma inspiração para fugirmos das ocasiões pecaminosas,
alcançando enfim a vida eterna ao lado do trono do Cordeiro Imolado. Humildemente Vos
pedimos que estendas tuas mãos benditas, ensanguentadas, chagadas e abertas sobre essa
imagem, a imagem transfigurada do Cristo que resplandece Convosco em Comunhão com o
Espírito Santificador, para que esteja cheia, exultando da Vossa presença e graça santificante.
Por nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, que é Deus Convosco na Unidade do Espírito Santo.

Todos respondem:

Amém.

Após a Oração de Bênção é feita a aspersão da Água sobre a Imagem de Cristo e, se oportuno,
a imagem também pode ser incensada.

Benção Final

V. O Senhor esteja convosco

R. Ele está no meio de nós

V. O senhor vos abençoe e vos guarde


O Senhor volte o Seu rosto para vós e vos dê a Sua graça
E voltando o Seu rosto sereno o Senhor nos dê a Sua paz.

Todos respondem a cada prece:

Amém

Continua:

Abençoe-vos o Deus, todo-poderoso, o Pai ✠, o Filho ✠ e o Espírito Santo ✠.

O povo responde:

Amém.