Você está na página 1de 7

1.EM.74.82.23.

P - 2918

ÁLGEBRA E FUNÇÕES
Sequência Didática 23 – PROGRESSÃO GEOMÉTRICA

Atividade 1
Orientação ao
Carla comprou um carro e vai pagá-lo em 6 parcelas da seguinte forma: a
Habilidade foco:
primeira será de R$ 500,00, a segunda de R$ 1 000,00, dobrando sempre a
parcela anterior até completar R$ 16 000,00. • Resolver situações-problema que
envolvem progressões aritméti-
a) Complete os valores das parcelas que faltam: cas e progressões geométricas.

(500, 1 000, , , , 16 000) Habilidades relacionadas:


b) Esse conjunto de números constitui uma sequência? Se não, justifique. • Resolver situações-problema que
Se sim, ela pode ser classificada como uma progressão aritmética (PA)? envolvem representações, ope-
rações e propriedades dos núme-
Justifique. ros reais.
• Expressar algebricamente uma
situação-problema.
• Calcular o valor numérico de ex-
pressões algébricas.

c) Existe uma lei de formação para essa sequência? • Resolver situações-problema que
envolvem equação exponencial.
Descreva, em uma frase, essa lei:
Esta sequência didática tem o obje-
tivo de tratar dos conceitos relativos
Das expressões abaixo, assinale aquela(s) que pode(m) descrever essa lei: à progressão geométrica (PG), suas
leis de formação e razão, dos cál-
( ) a1 = 500 ; a2 = a1 . 2 ; a3 = a2 . 2 ; a4 = a3 . 2 ; a5 = a4 .2 ; a6 = a5 . 2

culos do termo geral e da soma de
seus termos.
( ) a1 = 500 ; a2 = a1 + 2 ; a3 = a2 + 2 ; a4 = a3 + 2 ; a5 = a4 + 2 ; A intenção é partir daquilo que os
a6 = a5 + 2 alunos conhecem sobre sequência
e progressão aritmética (PA) para
( ) a1 = 500 ; a2 = a1 ; a3 = a2 ; a4 = a3 ; a5 = a4 ; a6 = a5 construírem esses novos conceitos.
2 2 2 2 2
( ) a1 = 500 ; an = an-1 . 2, com n = 2, 3, 4, 5, 6
a2 a a a a Atividade 1
( ) a1 = 500 ; = 3 = 4 = 5 = 6
a1 a2 a3 a4 a5 Essa atividade tem o objetivo de
reconhecer quando uma sequência
d) Essa sequência é finita ou infinita? é uma progressão geométrica (PG)
e diferenciá-la de uma PA. Ainda, in-
Qual é o seu primeiro termo? formalmente, tratamos da lei de for-
mação de uma PG.
E o último?
a) Completando, temos: (500,
e) Quanto Carla pagará pelo carro? 1 000, 2 000, 4 000, 8 000, 16 000)
b) Sim, é uma sequência. Possível
justificativa: “Não é PA, pois
a2 = a1 + 500, mas a3 ≠ a2 + 500”;
“Não é PA porque a diferença
entre dois termos consecutivos
não é sempre a mesma”.

Sequência Didática 23 – Matemática 1


c) Sim. Algumas respostas possí-
veis: “Depois do primeiro, qual-
quer termo é o dobro do termo Relembrando...
anterior”; “depois do primeiro,
Sequência é um conjunto em que seus elementos estão dispostos em
sempre multiplicamos o termo
anterior por 2” etc. uma certa ordem. Esse caso que acabamos de ver é um conjunto nu-
( X ) a1 = 500 ; a2 = a1 . 2 ; a3 = a2 . 2 ; mérico que obedece a uma regra de formação, portanto é uma sequên-
a4 = a3 . 2 ; a5 = a4 .2 ; a6 = a5 . 2
  cia e, como tem um primeiro elemento e um último, ela é finita.
( ) a1 = 500 ; a2 = a1+2 ; a3 = a2+2; 
a4 = a3+2 ; a5 = a4+2 ; a6 = a5+2
a a
( ) a1 = 500 ; a2 = 1 ; a3 = 2 ;
2 2
a3 a4 a5 Fique sabendo que...
a 4 = ; a5 = ; a 6 =
2 2 2
( X ) a1 = 500 ; an = an-1 . 2, com Na sequência que você acabou de analisar, a partir do termo inicial,
n = 2, 3, 4, 5, 6
o termo seguinte é sempre determinado pelo produto do termo anterior
a a a a a
( X ) a1 = 500 ;  a2  =  a3  =  a4 = a5 = a6 por uma constante q, razão da sequência. Esse tipo de sequência é
1 2 3 4 5

d) Essa sequência é finita. Primeiro chamado de progressão geométrica (PG). Então, em uma PG temos:
termo: 500; último termo: 16 000.
1º termo: a1
e) Carla pagará R$ 31 500,00 pelo
carro (basta somar os seis nú- 2º termo: a2 = a1 . q
meros da sequência).
3º termo: a3 = a2 . q
4º termo: a4 = a3 . q
Procure analisar com o grupo o con-
junto numérico ao qual cada ele-
mento da PG pertence: n-ésimo termo: an = an-1 . q, para n  , n ≥ 2, onde a e q são números
• q ≠ 0 alguns autores consi- reais não nulos.
deram a existência de uma PG
de razão q = 0, por exemplo
(7, 0, 0, 0, ...); A razão q é sempre igual ao quociente entre um termo qualquer
(a partir do segundo) e o anterior.
• a1 ≠ 0 alguns autores consi-
deram a existência da PG (0, 0, a2 a a a a
0, ...) em que a1 = 0 e q é um nú- q= = 3 = 4 = 5 = ... = n
a1 a2 a3 a4 an-1
mero real qualquer.
Nesse material de apoio, considera-
remos sempre que a1 e q são reais
não nulos.

2
Atividade 2 Atividade 2
Estimule os alunos a decidirem
Analise as seguintes sequências e responda as questões que se seguem: sobre o tipo de cada PG pela análi-
se de seus termos, informando, em
a) (1, 3, 9, 27, 81, ... , 6 561) cada caso, se é crescente, decres-
cente ou oscilante.
Essa sequência é uma PG? Justifique.
a) Sim, é uma PG, pois a partir do
Orientação
2º termo temos sempre o pro-
ao
duto do anterior por 3 (essa res-
posta pode variar).

b) Dada a PG (-1, -5, -25, -125, -625, ...) b) • -1;


• (-625) . 5 = -3125;
• Qual é o seu primeiro termo?
• o último termo não pode
• Qual é o sexto termo? ser representado, pois a se-
quência é infinita;
• Qual é o seu último termo?
• a razão é 5;
• Qual é a razão dessa PG?
• é uma PG decrescente.
• Essa PG é crescente, decrescente ou oscilante?
c) • negativo;
c) Seja a PG (2, -4, 8, -16, 32, ...) • não;
• é infinita;
• O próximo termo dessa PG é positivo ou negativo?
• razão q = -2, PG oscilante.
• Ela tem um último termo?
• Ela é finita ou infinita? d) • sim;

• Essa PG é crescente, decrescente ou oscilante? • 1 ;


3
• infinita;
d) Considere a sequência ( 1 , 1 , 1 , 1 , ...)
4 12 36 108 • decrescente.
• Essa sequência é uma PG?
e) ( 2 , 6 , 18 , 54 , 162 , 486 ,
3 6 12 24 48 96
• Se for, qual é a sua razão? 1458 , 4374 )
• Ela é finita ou infinita? 192 384
PG de razão q = 3 .
• É crescente, decrescente ou oscilante? 2

e) Dada a PG ( 2 , 6 , 18 , 54 , , , , 4374 )
3 6 12 24 384
• Complete essa PG com os termos que estão faltando.

Sequência Didática 23 – Matemática 3


Atividade 3 Atividade 3
Essa atividade tem a intenção de,
informalmente, chegar à formula Dada a PG ( 3, 6, 12, 24, 48, ...), como podemos calcular o 10º termo dessa PG?
do termo geral de uma PG.
a) Uma forma é calcular termo a termo até chegar ao 10º termo. Faça isso
a) (3, 6, 12, 24, 48, 96, 192, 384,
(use a calculadora).
768, 1536 ...)
a4 = 3 × 23 Escreva como fica essa PG:
a5 = 3 × 24
b) Usando a fórmula:
an = a1 . qn-1
Dá um certo trabalho, não é?
a10 = 3 × 2(10-1) = 3 × 29 = 3 × 512  =
= 1536 Vamos ver se conseguimos encontrar uma fórmula geral que nos dê esse
a11 = 3 × 2 = 3× 2 = 3 × 1024 =
(11-1) 10
resultado:
= 3072
Nessa PG, temos:
a12 = 3072 × 2 = 6144 o nú-
mero confere a1 = 3
(3, 6, 12, 24, 48, 96, 192, 384,
a2 = 3 . 2 = 3 . 21
768, 1536, 3072, 6144 ...)
a3 = 3 . 2 . 2 = 3 . 2 2
a4 = 3 . 2 . 2 . 2 = 3 . 2
a5 = 3 . 2 . 2 . 2 . 2 = 3 . 2

an = 3 . 2 . 2 . 2 . 2 . 2 . 2 ... = 3 . 2n-1 an = 3 . 2n-1


n-1 vezes

Admitindo que a1 = 3; q = 2 e n  , podemos generalizar para qualquer PG:

an = a1 . qn-1 com a1 ≠ 0, q ≠ 0, n  en>1

b) Usando a fórmula, veja se os números conferem. Aproveite e encontre


os 2 termos seguintes.
A PG fica: (3, 6, 12, 24, 48, , , , ,
, , ...)

4
Atividade 4 Atividade 4
Essa atividade tem o objetivo de en-
Vamos voltar ao problema do carro da Carla, da ATIVIDADE 1. Será que pode- contrar, informalmente, a fórmula da
mos calcular o quanto Carla vai pagar pelo carro sem ter que calcular todas soma dos termos de uma PG finita.

as parcelas e depois somar? Vamos tentar: Aplicando a fórmula:


a1 . qn – a1
1ª parcela: a1 = 500 a1 = 500 Sn =
Orientação q–1
ao
2ª parcela: a2 = 500 . 2 q=2 500 . 26 – 500
S6 =
2–1
3ª parcela: a3 = 500 . 2 . 2 = 500. 22 n=6
500 . 64 – 500
S6 =
4ª parcela: a4 = 500 . 2 . 2 . 2 = 500. 23 1
S6 = 32000 – 500
5ª parcela: a5 = 500 . 2 . 2 . 2 . 2 = 500. 24
S6 = 31500 o mesmo resultado já
6ª parcela: a6 = 500 . 2 . 2 . 2 . 2 . 2 = 500 . 25 encontrado.

Se somarmos todas as parcelas temos:


S6 = 500 + 500 . 2 + 500 . 22 + 500 . 23 + 500 . 24 + 500 . 25 1ª equação

Para continuarmos, vamos usar um artifício, multiplicar essa soma por 2, que
é a razão dessa PG:
2 . S6 = 2 . (500 + 500 . 2 + 500 . 22 + 500 . 23 + 500 . 24 + 500 . 25)
2 . S6 = 500 . 2 + 500 . 22 + 500 . 23 + 500 . 24 + 500 . 25 + 500 . 26
2ª equação

Subtraindo a 1ª equação da 2ª, temos:


2 . S6 – S6 = 500 . 2 + 500 . 22 + 500 . 23 + 500 . 24 + 500 . 25 + 500 . 26
– (500 
+ 
500 . 2 + 500 . 22 + 500 . 23 + 500 . 24 + 500 . 25)
S6 (2 – 1) = 500 . 26 – 500

S6 = 500 . 2 – 500
6

2–1
Fazendo as substituições: a1 = 500 ; q = 2 ; n = 6 e generalizando, temos:

a1 . qn – a1 a1 . (qn – 1)
Sn = ou Sn =
q–1 q–1

a1 . qn – a1 a . (qn – 1)
Podemos então concluir que Sn = ou Sn = 1 nos dão a
q–1 q–1
soma dos termos de uma PG finita, sendo a1 um número real diferente de zero,
q um número real diferente de 1 e n  *.
Agora, usando uma dessas fórmulas, encontre quanto Carla vai pagar e confira
com o valor encontrado na ATIVIDADE 1.

Sequência Didática 23 – Matemática 5


Atividade 5 Atividade 5 – Resolvendo alguns problemas
Essa atividade tem o objetivo de re-
tomar os conceitos tratados nas ati- a) Na Semana do Meio Ambiente, em junho do próximo ano, uma cidade
vidades anteriores. planejou um grande evento: ao longo da semana pretendem arborizar vá-
a) Dados: a1 = 15 ; q = 3 ; rias ruas da cidade. No 1º dia pretendem plantar 15 árvores, no dia se-
PG (15, 45, 135, , ) guinte pretendem plantar 45, no outro dia 135 árvores e assim por diante,
an = a1 . qn-1 sempre triplicando o número de árvores do dia anterior. Ao final, quantas
a5 = 15 . 35-1 = 15 . 3 4 = 15 . 81 = árvores vão plantar no 5º dia e quantas árvores pretendem plantar nesses
= 1215 Número de árvores 5 dias?
que vão plantar no 5º dia.
a1 . qn – a1
Sn =
q–1
15 . 35 – 15 3645 – 15
S5 = = =
3–1 2
= 1815 Total de árvores plan-
tadas nos 5 dias.
Apesar do uso da fórmula, nesse
caso, os alunos poderão calcu-
lar a4 e a5 e somar os 5 termos.

b) A PG pode ser representada por:


( , , 64, , , , 1024)

3º termo 7º termo

e considerar, inicialmente, ape-


nas uma parte dela
(64, , , , 1024)

1º termo 5º termo

aplicando a fórmula para encon- b) Em uma PG crescente, o 3º termo é 64 e o 7º é 1024. Qual é o seu
trar a razão, pois temos
1º termo?
a1 = 64, a5 = 1024 e n = 5
an = a1 . qn-1
a5 = 64 . q5-1
1024 = 64 . q4
1024
q4 =
64
q4 = 16
q4 = 24
q = ± 2 ; como a PG é crescente,
a razão é q = 2.
Agora, com o valor de q, pode-
mos voltar à PG original e calcu-
lar o 1º termo:
an = a1 .qn-1  

1024 = a1 . 27-1
1024 1024
a1 = = =
26 64
= 16 1º termo da sequência.

6
c) Rui resolveu guardar dinheiro para as férias do final do ano no seu cofri- c) A PG pode ser representada por
(1, 2, 4, 8, 16 ... 64) considerando
nho. Na primeira semana guardou uma nota de 10 reais e decidiu que, a
a quantidade de notas de 10.
cada semana, guardaria sempre tantas notas de 10 quantas já estivessem
Usando a fórmula: an = a1 . qn-1,
no cofre. pois temos an, a1 e q = 2, temos
1ª semana 2ª semana 3ª semana que encontrar n (quantidade
de semanas).
an = a1 . qn-1
O rientação
64 = 1 . 2 n-1
ao
2 n-1
=2 6

n–1=6
n=7 na 7ª semana ele tinha
64 notas. Desistiu depois de
7 semanas, ou seja, na 8ª se-
mana, quando já tinha no cofre
Quando chegou a semana em que ele tinha que guardar R$ 640,00, Rui R$ 640,00.
resolveu desistir, pois não tinha esse dinheiro. Depois de quantas semanas É possível também que a PG
ele desistiu? Quanto dinheiro ele já tinha no cofre? considerada seja (10, 20, 40,
..., 640) levando-se em conta o
montante acumulado em reais.
Nesse caso temos:
a1 = 10; an = 640 e q = 2
an = a1 . qn – 1
640 = 10 . 2n – 1
2n – 1 = 26 n=7
d) Nesse caso temos a1 = 3, q = 3
e n = 5 (2ª a 6ª).
Usando a formula:
a1 . qn – a1
Sn =
q–1

d) Em uma escola, um surto epidêmico começou com 3 alunos que aparece- 3× 35 – 3 3 × 243 – 3
S5 = = =
3–1 2
ram com sintomas na 2ª feira. No dia seguinte mais 9 alunos apareceram
com os mesmos sintomas; no 3º dia, além dos 12 anteriores, mais 27 alu- 729 – 3
= = 363 metade
2
nos foram infectados, e assim sucessivamente, o que significa que cada dos alunos;
aluno infectado contaminou 3 colegas no período de 1 dia. Como a escola
Portanto a escola tem 726 alunos.
não tomou nenhuma medida preventiva, o surto se alastrou nesse ritmo
Obs.: os alunos podem usar
e na 6ª feira metade dos alunos da escola estava contaminada. Quantos estratégias diferentes das aqui
alunos tem essa escola? apresentadas; quando isso acon-
tecer, aproveite para explorá-las
com a turma toda.
Por exemplo:
2ª feira: 3
3ª feira: 3 + 9
4ª feira: 3 + 9 + 27
5ª feira: 3 + 9 + 27 + 81
6ª feira: 3 + 9 + 27 + 81 + 243
Soma: 363 (metade)
Total de alunos: 363 x 2 = 726

Sequência Didática 23 – Matemática 7