Você está na página 1de 11

1.EM.106.115.11.

P - 2918

GEOMETRIA - TRIGONOMETRIA
Sequência Didática 11 – TRIGONOMETRIA NO TRIÂNGULO RETÂNGULO

Atividade 1
Orientação ao
a) Entre os triângulos abaixo, quais são chamados de triângulos retângulos?
Habilidade foco:
Justifique. (utilize o transferidor se achar necessário)
• Resolver situações-pro-
blema que envolvem
relações métricas e trigo-
nométricas no triângulo.

Habilidades relacionadas:
I II III IV V
• Resolver situações-pro-
blema que envolvem
b) A seguir há três triângulos, todos retângulos. Um aluno anotou neles como representações, opera-
são conhecidos seus lados: ções e propriedades dos
números reais.
• Identificar e classificar

Hipotenusa
Hipo Ca eto polígonos de acordo com
tenu tet t
Cateto

Cateto

sa o Ca as medidas dos lados e


dos ângulos, número de
lados, eixos de simetria,
Cateto Hipotenusa Hipotenusa paralelismo e perpendi-
cularismo dos lados.
Observe essas anotações e, quando necessário, faça as correções. Afinal, • Identificar e aplicar pro-
o que é hipotenusa e o que é cateto de um triângulo retângulo? priedades métricas e
geométricas no triângulo
retângulo.
• Resolver problemas que
envolvem o teorema de
Pitágoras.

c) Você, certamente, já ouviu falar do Teorema de Pitágoras, não é mesmo?


O objetivo desta sequência é levar
Em cada um dos triângulos abaixo, encontre a medida do lado que não o aluno a
está indicada, usando essa relação entre as medidas da hipotenusa e dos • Compreender as ideias de seno,
catetos de um triângulo retângulo. cosseno e tangente no triângulo
retângulo.
x
x • Resolver problemas que envol-
x vem relações trigonométricas
6 20 no triângulo retângulo.
30 25
18 • Saber a origem da palavra trigo-
8 nometria.

Sequência Didática 11 – Matemática 1


Atividade 1 d) Você já ouviu falar na palavra trigonometria? O que ela significa? (Pesqui-
se em diferentes fontes: dicionário, livro didático, internet etc.)
Ao longo dessa atividade os alunos
poderão retomar algumas ideias
a respeito de triângulo retângulo:
conceito, características e Teorema
de Pitágoras. Além disso, há uma
discussão inicial a respeito da
palavra trigonometria. Fique sabendo que...
Respostas esperadas:
a) Apenas os triângulos I e V Em todo triângulo retângulo ABC, com ângulo reto em B e lados com medidas a,
são retângulos, pois têm b e c, temos que:
um ângulo reto. A justi- B a C
ficativa é tão importante • AC é chamada de hipotenusa do triângulo
quanto a identificação dos c
• AB e BC são os catetos b
triângulos retângulos.
A
b) Correções a serem feitas: • b2 = a2 + c2
tudo certo no primeiro tri-
ângulo, mas no segundo A palavra trigonometria é formada por trigono = triângulo e metria = medida.
a hipotenusa foi chamada De modo geral, a trigonometria relaciona as medidas dos lados e as medidas dos
de cateto e um dos cate- ângulos de um triângulo e é bastante utilizada nas áreas de Engenharia, Arquite-
tos de hipotenusa. No ter-
ceiro triângulo todas as tura, Física, Medicina, entre outras.
anotações estão erradas;
aproveite para destacar
que não existe um triângulo
com duas hipotenusas ou com
três catetos. A
tividade 2
Não é necessário que o aluno
apresente definições formais, a) Ao longo da história, os matemáticos fizeram muitas experimentações
mas que fique claro que todo tri- e observaram algumas regularidades. Vamos investigar se há regularida-
ângulo retângulo tem uma hipo-
tenusa e dois catetos, sendo que des nos triângulos a seguir. Observe o triângulo OAB, retângulo em B:
os catetos formam o ângulo reto.
A
c) Aqui retoma-se o uso do Teo-
rema de Pitágoras em cada um
dos triângulos retângulos.
O B
Medidas que faltam: 10, 24 e 15,
nesta ordem.
d) Resposta pessoal. Os alunos
A partir dele, foi criado o triângulo OCD, retângulo em D:
podem usar o que já conhecem
C
sobre o significado de geome-
tria, por exemplo. Não é neces- A
sário que o aluno dê a resposta
exata, pois a explicação é feita
em seguida e será mais bem
O B D
compreendida ao longo da se-
quência didática.
E assim por diante:
G
E
C
A

O B D F H

2
a1) Com uma régua, encontre as medidas indicadas a seguir e a razão
entre elas:
Atividade 2
Após uma revisão de alguns con-
AB ; CD ; EF ; GH ceitos relacionados aos triângulos
AO CO EO GO retângulos e a introdução ao signi-
ficado de trigonometria, os alunos
irão explorar as ideias de seno, cos-
seno e tangente.
ONeste
rientação
sentido, observarão a regula-
ao
ridade que existe entre as medidas
a2) Faça o mesmo para as razões: dos lados de um triângulo retângulo
AB ; CD ; EF ; GH e como são chamados os catetos,
OB OD OF OH de acordo com o ângulo em estudo.
Respostas esperadas:
a) As respostas dependem das
medidas obtidas, mas serão
aproximadamente iguais sem-
pre que se usar a razão entre
O que você observou ao comparar as razões?
lados correspondentes. É uma
regularidade a ser observada.
Os resultados deverão estar
entre 0,40 e 0,43.
b1) Uma resposta possível:
b) Em todo triângulo retângulo, com ângulos de medidas 90°, e , temos cateto adjacente a α
um cateto chamado de cateto oposto ao ângulo e outro chamado de cateto oposto a β
cateto adjacente ao ângulo . O mesmo ocorre com o ângulo .
α
b1) Represente um triângulo retângulo com tais dados e indique esses
catetos.
β

cateto adjacente a β
cateto oposto a α

b2) Em a1, as razões são


cateto oposto a ; em a , as ra-
hipotenusa 2

zões são cateto oposto a .


b2) No item (a1), as razões envolvem: cateto adjacente a

( ) cateto oposto a ( ) cateto adjacente a


hipotenusa cateto oposto a

( ) cateto adjacente a ( ) hipotenusa


hipotenusa cateto oposto a

No item (a2), as razões envolvem:


( ) cateto oposto a ( ) cateto oposto a
hipotenusa cateto adjacente a

( ) cateto adjacente a ( ) hipotenusa


hipotenusa cateto oposto a

Sequência Didática 11 – Matemática 3


c1) sen = 3,5 = 0,7 c) Uma das relações trigonométricas mais conhecidas é o seno. O seno do
5
ângulo , em um triângulo retângulo, é a razão entre as medidas do cateto
c2) sen = 3 = 0,6 oposto ao ângulo e a medida da hipotenusa deste triângulo.
5
c3) O cateto oposto a mede 8, Em cada um dos triângulos seguintes, identifique o cateto oposto a
então sen = 8 0,47. e a hipotenusa e calcule sen .
17
d1) cos = 4,5 = 0,9. c1) c2) c3)
5
d2) O cateto adjacente a mede 12,
então cos = 12 0,92.
13 5 15
d3) A hipotenusa mede 2 2, então 5 17
cos = 2 0,71.
2
e) A construção do triângulo pode 3,5
ser feita com régua e compas-
so, dando confiabilidade tanto
3
às medidas dos lados quanto
ao perpendicularismo entre os
catetos. Incentive os alunos a
explicarem porque o triângulo
é retângulo. As razões a serem d) Outra relação trigonométrica é o cosseno. O cosseno do ângulo , em
determinadas dependem do um triângulo retângulo, é a razão entre as medidas do cateto adjacente
ângulo escolhido. Assim, pode-
mos ter, nessa ordem: ao ângulo e a medida da hipotenusa deste triângulo.
sen = 3 ou 4 ; Em cada um dos triângulos seguintes, identifique o cateto adjacente e a
5 5
4 3 hipotenusa e calcule cos .
cos = ou ;
5 5
cateto oposto a d1) d2) d3)
= 3 ou 4 .
cateto adjacente a 4 3 5
5
Para provar a relação apresenta- 2
da, incentive os alunos a substi-
tuirem os termos da fração: 4,5 2
cateto oposto a
sen hipotenusa
13
= =
cos cateto adjacente a
hipotenusa

= cateto oposto a
cateto adjacente a
Informe que essa razão recebe
o nome de “tangente“. Escreve-
mos: tg .
e) Desenhe um triângulo de lados 6 cm, 8 cm e 10 cm. Esse triângulo é re-
f) Resposta pessoal; depende
do triângulo desenhado. Vale tângulo? Como é possível saber?
destacar que as medidas serão
aproximadas.
Observe que o ângulo reto deve
ser obtido com instrumentos:
régua e transferidor; régua e

compasso; jogo de esquadros
ou régua e esquadro.

4
Escolha um dos ângulos agudos desse triângulo e chame-o de (ômega).
Determine:
sen = cos =

Agora, vamos encontrar a razão entre as medidas dos catetos:


cateto oposto ao ângulo Orientação ao
=
cateto adjacente ao ângulo

Prove que essa relação é equivalente à relação sen =


cos

A relação sen é mais uma relação trigonométrica. Ela é chamada de


cos
tangente do ângulo.

f) Desenhe um triângulo retângulo qualquer. Com uma régua, encontre as me-


didas de seus lados e, em seguida, encontre as relações trigonométricas
seno, cosseno e tangente dos ângulos que não são retos nesse triângulo.

Fique sabendo que...

Em todo triângulo retângulo, em que um dos ângulos mede , vale que:


sen = medida do cateto oposto ao ângulo
medida da hipotenusa
cos = medida do cateto adjacente ao ângulo
medida da hipotenusa
tg = medida do cateto oposto ao ângulo
medida do cateto adjacente ao ângulo

Sequência Didática 11 – Matemática 5


Atividade 3 Atividade 3
Aprofundando o estudo da trigono- a) O quadrado ABCD a seguir tem lado com medida igual a x. Usando o que
metria no triângulo retângulo, esse
é o momento de estudo das razões já foi discutido anteriormente, calcule:
trigonométricas para ângulos de 30°,
45° e 60°, chamados de ângulos no- D x C
táveis.
Para resolver as atividades, os alunos
podem formar duplas e analisar os x x
triângulos retângulos apresentados.
Respostas esperadas:
A x B
a1) Como AC divide o quadrado
ABCD em dois triângulos retân-
gulos, podemos calcular a me- a1) A medida AC
dida de AC, representada por y, Uma dica: a medida AC pode
aplicando o teorema de Pitágo- ser encontrada em relação a x.
ras:
y2 = x2 + x2 y=x 2 AC é, ao mesmo tempo, a dia-
gonal do quadrado ABCD e a
a2) O ângulo CAB é metade do ân-
gulo DAB, ou seja, é metade de a2) A medida do ângulo CAB hipotenusa do triângulo ABC
um ângulo reto. Portanto, a me- e do triângulo ADC.
dida de CAB é 45°.
x
a3) sen 45° = = 2
x 2 2
x
a4) cos 45° = = 2
x 2 2 a3) sen 45°

a4) cos 45°

b) Observe as relações obtidas a partir da decomposição de um triângulo


equilátero ABC, com lado de medida igual a x:
A A A

60° 30° 30° 30°


x x x x x 3
x
2
60° 60° 60° 60° 60°
B x C B x x C x C
D D
2 2 2

6
Agora, calcule: x
= 1
2
b1) sen 30° =
b1) sen 30° x 2
x 3
b2) cos 30° = 2
= 3
x 2
x 3
b3) sen 60° = 2
= 3
x 2
b2) cos 30° Ob rientação
) cos 60° =
x
2ao
= 1
4
x 2

c1) Considerando um ângulo


qualquer, podemos dizer que
tg = sen .
cos
b3) sen 60° c2) Usando as respostas já obtidas
em (a), temos:
2
2
tg 45° = =1
2
2
c3) Usando as respostas já obtidas
b4) cos 60° em (b), temos:
1
tg 30° =
2
= 3
3 3
2
c4) Usando as respostas já obtidas
em (b), temos:
c) Retome as atividades anteriores e explique como podemos calcular, a par- 3
tir do seno e do cosseno de um ângulo, tg 60° = 2
= 3
1
c1) a tangente desse ângulo 2

c2) tg 45°

c3) tg 30°

c4) tg 60°

Sequência Didática 11 – Matemática 7


Fique sabendo que...

Em todo triângulo retângulo, em que um dos ângulos mede , vale que:


tg = sen
cos
Os valores mais usados são:

30° 45° 60°


1 2 3
seno
2 2 2
3 2 1
cosseno
2 2 2
3
tangente 1 3
3

Atividade 4 Atividade 4
A intenção aqui é trabalhar com si-
tuações-problema em que os alunos a) Uma escada está encostada em uma parede formando um ângulo de 60°,
precisam pensar em um modelo ma- conforme ilustrado:
temático para chegar à solução, apli-
cando a trigonometria no triângulo
retângulo.
Converse com os alunos sobre a ta- 60° Para calcular o comprimento desta
bela trigonométrica para que eles escada, pode-se utilizar o valor de
saibam que podem resolver proble-
3m cosseno de 60°, uma vez que quere-
mas em triângulos retângulos com
outras medidas de ângulos além dos mos saber a medida da hipotenusa e
estudados aqui. temos a medida do chamado cateto
Respostas esperadas adjacente.
a) Como cos 60° = 1 , se chamar-
2
mos de x o comprimento da es- Calcule, então, o comprimento da escada.
cada, teremos: 1  =  3 x = 6 m
2 x

8
b) Considere a seguinte situação: em uma estação de metrô há uma escada b) O esboço está correto. Pode-se
calcular o comprimento fazen-
rolante que forma um ângulo de 30° com o chão e liga um andar a outro.
A altura do andar mais baixo é de 4,5 metros. Procura-se o comprimento do: sen 30° = 4,5 1 = 4,5
x 2 x
dessa escada rolante. x=9m

Para chegar à solução, um aluno fez o seguinte esboço:

x Orientação ao
4,5 m
30°

Responda:
Você concorda com esse esboço? Em caso afirmativo, encontre o com-
primento da parte que enxergamos da escada. Em caso negativo, faça a
correção necessária antes de calcular esse comprimento.

c) tg 45° = h h = 90. Mas a


c) Você já ouviu falar em Teodolito? 90
altura do prédio ainda deve con-
Veja o que diz o dicionário Michaelis: siderar a altura do teodolito, ou
“Instrumento destinado a medir ângulos seja, a altura do prédio é igual a
90 + 1,9 = 91,9 m.
horizontais e verticais, bem como determi-
nar distâncias e alturas, bastante usado em
trabalhos geodésicos e topográficos.”
Considerando as discussões e aprendiza-
gens, resolva mais uma situação:
Marcos está fazendo medições em seu teodolito. A partir das informa-
ções ilustradas, calcule a altura do prédio.

Uma dica: “h” não é a al-


tura do prédio, mas pode
ser calculado primeiro.
h

45°

1,9 m

90 m

Sequência Didática 11 – Matemática 9


d) Resposta pessoal. Podem ser d) Crie um problema, baseado em uma situação real e que possa ser resolvi-
propostos problemas em que
do por meio das relações trigonométricas que você conhece.
não se conhece a altura, situa-
ções a partir de uma sombra etc.

Fique sabendo que...

Existe uma tabela trigonométrica que pode ser consultada a fim de se


resolver problemas em triângulos retângulos com outras medidas de
ângulos além dos ângulos notáveis.

10
ANEXO Tabela de Razões
Trigonométricas

Ângulo Sen Cos Tg Ângulo Sen Cos Tg


1° 0,0175 0,9998 0,0175 46° 0,7193 0,6947 1,0355
2° 0,0349 0,9994 0,0349 47° 0,7314 0,6820 1,0724
3° 0,0523 0,9986 0,0524 48° 0,7431 0,6691 1,1106
4° 0,0698 0,9976 0,0699 49° 0,7547 0,6561 1,1504
5° 0,0872 0,9962 0,0875 50° 0,7660 0,6428 1,1918
6° 0,1045 0,9945 0,1051 51° 0,7771 0,6293 1,2349
7° 0,1219 0,9925 0,1228 52° 0,7880 0,6157 1,2799
8° 0,1392 0,9903 0,1405 53° 0,7986 0,6018 1,3270
9° 0,1564 0,9877 0,1584 54° 0,8090 0,5878 1,3764
10° 0,1736 0,9848 0,1763 55° 0,8192 0,5736 1,4281
11° 0,1908 0,9816 0,1944 56° 0,8290 0,5592 1,4826
12° 0,2079 0,9781 0,2126 57° 0,8387 0,5446 1,5399
13° 0,2250 0,9744 0,2309 58° 0,8480 0,5299 1,6003
14° 0,2419 0,9703 0,2493 59° 0,8572 0,5150 1,6643
15° 0,2588 0,9659 0,2679 60° 0,8660 0,5000 1,7321
16° 0,2756 0,9613 0,2867 61° 0,8746 0,4848 1,8040
17° 0,2924 0,9563 0,3057 62° 0,8829 0,4695 1,8807
18° 0,3090 0,9511 0,3249 63° 0,8910 0,4540 1,9626
19° 0,3256 0,9455 0,3443 64° 0,8988 0,4384 2,0503
20° 0,3420 0,9397 0,3640 65° 0,9063 0,4226 2,1445
21° 0,3584 0,9336 0,3839 66° 0,9135 0,4067 2,2460
22° 0,3746 0,9272 0,4040 67° 0,9205 0,3907 2,3559
23° 0,3907 0,9205 0,4245 68° 0,9272 0,3746 2,4751
24° 0,4067 0,9135 0,4452 69° 0,9336 0,3584 2,6051
25° 0,4226 0,9063 0,4663 70° 0,9397 0,3420 2,7475
26° 0,4384 0,8988 0,4877 71° 0,9455 0,3256 2,9042
27° 0,4540 0,8910 0,5095 72° 0,9511 0,3090 3,0777
28° 0,4695 0,8829 0,5317 73° 0,9563 0,2924 3,2709
29° 0,4848 0,8746 0,5543 74° 0,9613 0,2756 3,4874
30° 0,5000 0,8660 0,5774 75° 0,9659 0,2588 3,7321
31° 0,5150 0,8572 0,6009 76° 0,9703 0,2419 4,0108
32° 0,5299 0,8480 0,6249 77° 0,9744 0,2250 4,3315
33° 0,5446 0,8387 0,6494 78° 0,9781 0,2079 4,7046
34° 0,5592 0,8290 0,6745 79° 0,9816 0,1908 5,1446
35° 0,5736 0,8192 0,7002 80° 0,9848 0,1736 5,6713
36° 0,5878 0,8090 0,7265 81° 0,9877 0,1564 6,3138
37° 0,6018 0,7986 0,7536 82° 0,9903 0,1392 7,1154
38° 0,6157 0,7880 0,7813 83° 0,9925 0,1219 8,1443
39° 0,6293 0,7771 0,8098 84° 0,9945 0,1045 9,5144
40° 0,6428 0,7660 0,8391 85° 0,9962 0,0872 11,4301
41° 0,6561 0,7547 0,8693 86° 0,9976 0,0698 14,3007
42° 0,6691 0,7431 0,9004 87° 0,9986 0,0523 19,0811
43° 0,6820 0,7314 0,9325 88° 0,9994 0,0349 28,6363
44° 0,6947 0,7193 0,9657 89° 0,9998 0,0175 57,29
45° 0,7071 0,7071 1 90° 1 0 –

Sequência Didática 11 – Matemática 11