Você está na página 1de 100

Lista

e-books
01
C O N C U R S O I N S S :
C O M E Ç A N D O D O Z E R O

02
E S T U D A R N Ã O
P R E C I S A S E R
C H A T O

03
E S T U D A R T E M Q U E
S E R S I M P L E S

Munyra Carolina Silva Duarte


Folha rosto

Este e-book está protegido por leis de direitos


autorais. Todos os direitos são reservados.
Você não tem permissão para vender este e-
book nem para copiar/reproduzir o conteúdo
em sites, blogs, jornais ou quaisquer outros
veículos de distribuição de mídia. Qualquer
tipo de violação dos direitos autorais estará
sujeita a ações legais.

Design Gráfico: Aline Viaro


Nesse e-book que eu E explicar de uma por uma,
preparei com muito carinho no estilo “formiguinha” não
tenho algumas informações estava sendo fácil.
preciosas para lhe Foi aí que tive um estalo!
apresentar.
Vou explicar como começar
a estudar para o concurso do
INSS do zero, e como
passar nesse concurso
MUDOU a minha vida e
pode mudar a sua também.
Já sou técnica do seguro
social do INSS há 05 anos.
Portanto, esse e-book partiu
de uma necessidade
recorrente. Mais de uma
centena de pessoas que me
perguntam de forma
Tudo num arquivo só, tudo
assídua:
de uma vez, de forma que eu
“Munyra, como você pudesse gerar valor na vida
conseguiu passar em um de TANTA gente ao mesmo
concurso público federal aos tempo!!!
18 anos de idade?” ou ainda
Fiquei tão empolgada com a
“Munyra, o que você fez ideia de retribuir ao mundo,
para ser aprovada no pelo menos um pouco das
concurso do INSS?” bênçãos que já recebi, que
Se mais de uma centena de esse livro aqui, pra mim, se
pessoas perguntam, acredito trata de uma forma de
que outras milhares também expressar minha
queiram saber. GRATIDÃO!
É por isso que ele é
inssexplicado@gmail.com
totalmente GRATUITO!
De fato, eu tive um trabalhão
Eu programei esse livro pra
pra produzir esse conteúdo
ser bem interativo, então,
de valor para você, foram
tenha caneta na mão (ou
finais de semana e algumas
abra seu bloco de notas do
madrugadas a fora para que
celular) pra fazer anotações
enfim esse e-book
e extrair o que há de melhor
nascesse!
para começar a aplicar o
Mas enquanto eu o fazia, fui quanto antes!
tomada de tamanha alegria
ao pensar em como esse
livro poderia ajudar as
pessoas, fiquei imaginando
todos lendo e aplicando
essas valiosas informações
na vida prática de forma a
superar obstáculos,
progredir nos estudos, ou
dar o primeiro passo em
direção a uma vida estável,
tranquila e feliz.... Que todo
o trabalho valeu a pena!
Portanto, vai ser
ESPETACULAR se você
enviar-me um e-mail
contando como esse e-book
lhe ajudou, qual dica você
mais gostou, ou mesmo se
quiser que eu explique mais
detalhadamente algum
conceito.
sumário
Trabalhar 6 horas por dia (segunda a sexta),
ganhar mais de 5 mil reais por mês e o
requisito é apenas ter ENSINO MÉDIO
completo...
Parece até pegadinha ou um sonho
impossível de realizar para alguns, mas estou
falando do Serviço Público Federal, do qual
eu mesma faço parte do quadro permanente.
Então, eu sei como é bom ter todos esses
privilégios, e tudo isso só foi possível porque
um dia alguém me falou que existia essa
possibilidade.
O nome desse alguém é Jéssica. Uma grande
amiga minha a qual sou eternamente grata!!!
Talvez eu acabasse descobrindo de um jeito
ou de outro, mas o fato é que foi ela quem me
disse sobre o concurso do INSS, sobre o
edital que tinha sido publicado, isso lá em
dezembro de 2011, quando eu tinha 18 anos
de idade.
Nunca poderei esquecer do dia que foi uma
virada de chave em minha vida!!!
Confesso que o que mais me atraiu na época
realmente foi o salário. Tanto é que imprimi o
valor da remuneração B E E E E M grande e
colei na porta do meu guarda-roupa como
motivação para estudar!
Eu não sabia nada sobre o cargo, sobre as
atribuições , sobre como funcionava o INSS
por dentro, nunca sequer tinha entrado em
uma agência.
Mas percebi que aquele valor de remuneração
poderia mudar a minha vida para sempre.
Inclusive iria proporcionar a melhora na minha
qualidade de vida e da minha família que eu
tanto sonhava.
Para falar a verdade eu achava que eu ia ser
rica se eu ganhasse esse valor.
Mas enfim, rica não fiquei, porque os boletos
não perdoam kkkkkk.
Contudo, posso afirmar que vivo muuuuito
melhor do que antes, isso sim.
Foi a remuneração, portanto, a minha primeira
motivação e interesse nesse concurso.
Só depois que eu realmente entrei é que fui
descobrir maiores detalhes, como por
exemplo, que a remuneração tinha várias
categorias, ou ainda sobre plano de cargos
e carreiras, entre outros detalhes que eu
explico a seguir:
Infográfico salário
Uma ressalva importante é que a Gratificação
de desempenho na Atividade do Seguro
Social – GDASS, que torna a remuneração do
técnico mais robusta, depende uma parte
(80%) do cumprimento das metas da
instituição e outra parte (20%) de uma boa
avaliação individual do servidor.
Contudo, desde que passou a existir essa
gratificação, as metas sempre foram
cumpridas e a gratificação de desempenho
sempre foi paga.
Aí vai depender do servidor cumprir bem a
sua parte individual (20%) para ter direito a
100% do valor.
Antes, o valor dessa gratificação não se
incorporava totalmente à aposentadoria do
servidor, mas depois de um acordo de greve
e a promulgação da lei 13.324/2016, restou
determinado que esse valor faria parte da
aposentadoria do servidor, o que representa
um ganho gigante para a carreira
previdenciária.
Dos 20.633 técnicos do INSS em atividade
(março/2018), temos 5.337 que já estão aptos
a se aposentarem, e acredito que um dos
fatores que mais pesavam na decisão de não
aposentar seria a redução do valor da
remuneração. Mas agora, com essa nova
regra, há a previsão de aposentadorias em
massa no Instituto.
Além disso, mesmo que ninguém
aposentasse, as 1.700 agências do INSS
espalhadas pelo Brasil já estão com déficit de
3.982 técnicos. Somando o déficit + os
servidores aptos a se aposentarem, totaliza a
necessidade de 9.319 técnicos do seguro
social.
_____________________________________________
Para saber mais sobre a lei que incorpora a
gratificação acima mencionada na aposentadoria
dos servidores INSS, clique AQUI.
Se o governo vai autorizar um concurso para
contratar todas essas pessoas não tenho
como afirmar, mas o fato é que o Instituto
precisa de mais gente! E o último concurso
expirou a validade em 05/08/2018. Ou seja,
novos servidores só por meio de novo
concurso agora.
Além da remuneração que expliquei, o técnico
também tem direito a:
Auxílio-alimentação: 458 reais
Auxílio pré-escolar para filhos até 5 anos: 321
reais
Ressarcimento de plano de saúde: 145 reais
em média, mas é variável.
Auxílio-transporte – devolução do valor gasto
com transporte público (-6%).

_____________________________________________
Para saber mais sobre os servidores aptos a se
aposentarem e sobre o déficit de funcionários no
INSS, veja essa nota técnica, clicando AQUI.
Adicional de insalubridade – 10% do
vencimento básico (em torno de 75 reais)
para servidores que trabalham no
atendimento, mas nem todas as agências são
abrangidas com esse adicional.
Adicional de função de confiança – Caso
tenha um cargo de chefia, por exemplo,
receberá um valor a mais que na
remuneração, que varia caso a caso.
Diárias e passagens - Caso se desloque para
treinamentos, cursos ou grupos de trabalho
fora de sua localidade, receberá as diárias e
será reembolsado dos valores gastos com o
transporte.

_____________________________________________
Para saber mais sobre a carreira previdenciária,
você pode consultar a lei que a estruturou em 2004,
clicando AQUI.
Uma das maiores vantagens visualizadas por
quem se interessa no concurso do INSS é a
ESTABILIDADE.
E por que ela é tão importante?
É que após 3 anos trabalhados (estágio
probatório) você NÃO pode mais ser
mandado embora!
Exceto, é claro, por alguma falta gravíssima,
como algum crime cometido, e esperamos
que isso nunca aconteça, não é mesmo?
Ainda assim, é necessário todo um processo
judicial e no final uma sentença transitada
em julgado para que um servidor público seja
demitido, de modo que não se corra o risco
dele ser demitido injustamente.
Esse é só um exemplo pra você entender
como a ESTABILIDADE no serviço público
atualmente é forte.
O mais importante é que ter um regime
estatutário não vai permitir que você seja
demitido, por exemplo, por uma crise
econômica, por redução do serviço ou por
incompatibilidade com o chefe.
A estabilidade representa portanto uma
segurança monstra na sua vida!
E quem é que não gosta de poder contar com
um futuro tranquilo, estável, sem turbulências,
sem imprevistos no trabalho, podendo contar
com o seu salário todo mês, faça chuva ou
faça sol?
Além disso, prestando um bom serviço, você
faz a diferença na vida das pessoas, é tão
gratificante que só isso já valeria todo o
esforço.
Quantas vezes já me emocionei junto com a
pessoa enquanto dava a notícia de que
finalmente estava aposentado!!!
E mesmo naqueles casos em que a pessoa
não consegue o benefício, por diversas vezes
saíram totalmente agradecidos da agência por
terem um explicação clara do que aconteceu
e uma boa orientação sobre quais medidas
deveriam tomar para ter o direito dali para
frente ... Portanto, essa sensação de ter
ajudado alguém e melhorado nem que seja só
um pouquinho a vida de um ser humano não
tem preço!
Servidores públicos tem acesso a outras
vantagens além da estabilidade, constantes
na lei 8.112/91, como por exemplo:
a) Licença remunerada de até 60 dias ao ano
para cuidar de pessoa da família (art. 83) -
coisa que quem trabalha regime CLT não tem;
b) Licença de 8 dias no caso de casamento
(art. 97) - na CLT é só 3 dias;
c) Licença luto de 8 dias (art. 97) - na CLT é
só 2 dias;
Inclusive, é importante você conhecer como
funciona o Regime Jurídico (lei 8.112/91) pois
também é matéria do concurso!

_____________________________________
Para saber mais sobre o Regime Jurídico dos
servidores públicos civis acesse AQUI.
A carga horária normal de trabalho do técnico
do seguro social é de 40 horas semanais, ou
seja, 8 horas trabalhadas por dia, de
segunda a sexta feira.
Contudo, em algumas agências existe
Regime de Atendimento Especial – REAT, em
que os servidores se revezam em dois turnos,
trabalhando portanto 6 horas por dia, que é o
caso da agência em que trabalho.
Atualmente, 1052 agências realizam esse
turno estendido e outras 645 não possuem,
portanto a maioria das agências no Brasil
trabalham em turno estendido.
Uma turma de pessoas trabalha das 07h ás
13h e outra turma trabalha das 12h ás 18h,
geralmente.
Para que a agência realize esse turno
estendido, deve cumprir alguns requisitos, por
isso, nem todas possuem essa carga
horária.
Se tiver o turno estendido - REAT, você terá
direito a trabalhar 30 horas semanais (6 horas
por dia) e ainda receber o salário total
normalmente!
Algumas novidades estão sendo
implementadas em relação a carga horária:
Por exemplo, alguns servidores (conforme a
área/atividade) não vão precisar mais “bater
ponto” ou seja, é você quem vai fazer o seu
horário de trabalho, caso seja designado para
trabalhar apenas na análise de processos.
Nesse caso, você vai cumprir a meta de
produtividade e depois está liberado!

_____________________________________
Para saber mais sobre o turno estendido – REAT,
clique AQUI. (A partir do artigo 16)
Outra grande novidade que está sendo
estudada é a possibilidade do servidor do
INSS trabalhar “home office”, ou seja,
trabalhar de CASA, em regime de
teletrabalho.
Isso significa que você não vai precisar sair de
casa para trabalhar. Tendo uma boa conexão
de internet, poderá cumprir a sua meta diária
de pijama, no conforto do seu lar.
Alguns servidores, mesmo quando houver
essa opção, vão preferir continuar indo
fisicamente à agência para cumprir as metas
diárias, porque preferem transferir os gastos
com internet, energia, café e ar-condicionado
para o governo e não para si.
Agora pra quem mora em uma cidade grande,
e que reside longe do trabalho, ou tem filhos,
por exemplo, a opção de trabalhar em casa
será uma verdadeira mão na roda!
Outra possibilidade é a criação (futura) de um
bônus por desempenho na análise de
processos, em que o servidor receberá um
bônus em dinheiro por cada processo
analisado.
Não é nada certo ainda, mas será ótimo se
aprovado, pois representará remuneração
maior para o servidor da casa.

_____________________________________________
Para saber mais sobre o TELETRABALHO clique
aqui.
Leia mais nessa entrevista concedida pelo
Presidente do INSS, AQUI.
Bom eu sou até suspeita para falar, pois amo
trabalhar no INSS, e fico maravilhada com
tudo. É claro que existem os ossos do ofício,
as dificuldades, as coisas que não
concordamos, mas enfim, isso fica para um
próximo e-book, pois este já está ficando
longo demais!
O concurso de técnico do seguro social exige
apenas nível médio.
Portanto, você não precisa ter nível superior
(faculdade) para poder concorrer.
Contudo, a prova inclui alguns conhecimento
de Direito sim, que não são nenhum bicho
de sete cabeças, tanto é que sem ter cursado
o Direito, eu consegui aprender e passar aos
18 anos de idade.
Outro ponto importante é que a prova NÃO
EXIGE redação e nem tem limite de idade
máximo, como em alguns cargos policiais.
Inclusive, tenho um colega de trabalho foi
aprovado e tomou posse depois dos 50
anos de idade!
As matérias exigidas no último edital em 2015
foram as mesmas matérias exigidos em 2011
quando concorri.
Para acessar o último edital completo clique AQUI.
matérias
Como vocês viram, são 8 disciplinas e a
matéria de legislação previdenciária/
seguridade social, com certeza tem destaque
na prova, pois é com isso que um técnico do
seguro social mais vai lidar no seu dia-a-dia.
Na última prova (edital 2015), das 120
questões, mais da metade ou seja, 70
questões eram sobre seguridade
social/legislação previdenciária.
A última banca organizadora da prova foi a
CEBRASPE (o Centro Brasileiro de Pesquisa
em Avaliação e Seleção e de Promoção de
Eventos) que utiliza o método CESPE de
avalição.
O estilo da banca exige que concorrente
responda certo ou errado em cada questão.
Cada erro elimina uma questão certa.
Pode ser que no próximo concurso do INSS
outra banca organizadora seja escolhida para
formular a prova, portanto, o ideal é deixar
para estudar os “macetes” da banca quando
realmente o nome for divulgado.
Inclusive, quando eu fiz a prova (edital 2011) a
banca escolhida foi a Fundação Carlos
Chagas – FCC, que utiliza o método de
múltipla escolha, diferente da
CEBRASPE/CESPE.
E sim, de fato, existem macetes que podem
lhe ajudar.
Isso reforça o fato de que “nem sempre o que
tem mais conhecimento vai ser
aprovado/nomeado”, mas sim aquele mais
bem preparado para a prova, em TODOS os
sentidos, seja no emocional, estratégico e
claro, no conhecimento de conteúdo.

_____________________________________
Você pode conferir como foi a última prova (2015)
clicando aqui
Uma prova tão concorrida exige uma
preparação por COMPLETO.
É simples, mas nem por isso é fácil.
Por isso, não só as matérias e conteúdos
devem estar na ponta da língua, como
também seu domínio da mente, das emoções,
das estratégias, das técnicas de chutes e dos
macetes (sim, eles existem!) devem estar
aprimorados.
Até mesmo o local escolhido para concorrer
pode influenciar na sua nomeação.
Quando eu fiz a inscrição em 2011, por
exemplo, deveria escolher a agência (cidade)
na qual eu trabalharia no ato da inscrição.
Já no último edital em 2015, os concorrentes
tinham que escolher a Gerência Executiva e
depois seriam direcionados para as cidades
englobadas por aquela Gerência escolhida,
tendo a opção de escolher a cidade pela
ordem de classificação.
Como este e-book já está ficando muito longo,
decidi reparti-lo em outras duas partes, para
tratar dessa sua preparação por completo.
Você vai entender que mais vale estudar
CORRETAMENTE do que estudar MUITO.
Tomara que você tenha chegado até aqui,
firme e forte!

E pra eu saber se ainda tem interesse no que


estamos tratando, vou pedir que clique no link
do e-book nº 02 para baixá-lo / fazer o
download, na página a seguir, totalmente
gratuito também.
O bairro em que morei na infância era um
conjunto habitacional.
Meu padrasto trabalhava em um frigorífico e
minha mãe era empregada doméstica, no
começo.
Como éramos em muitos lá em casa (5
crianças no total, sendo eu a primogênita)
minha mãe teve que começar a trabalhar em
casa para cuidar da gente.
Minha mãe é uma mulher aguerrida, e muito
habilidosa! Passou a fazer doces, roscas,
bombas de chocolate, e principalmente
sonhos para vender na rua.
Olha só que coincidência. Foram os sonhos
de doce de leite, goiabada e chocolate que
ajudaram a manter a minha casa por tantos
anos, e portanto, desde sempre foram os
sonhos (nos dois sentidos) que me
impulsionaram!
O Chapéu vermelho
que me dava sorte nas
vendas de sonhos!

Eu ajudava a vender os sonhos na vizinhança, pois


como na época já tinha 9/10 anos de idade, queria
ganhar os meus centavos e ajudar minha família.
Colocava um chapéu vermelho de crochê e lá ia eu, de
casa em casa oferecendo:
“Quer comprar sonho?"
“Tem de doce de leite, goiabada e brigadeiro!”.
Algumas crianças do bairro até tiravam sarro de mim,
por sair por aí com uma cesta vendendo doces.
Tal da criança é cruel kkkkkk. Ficava um pouco triste na
época, mas hoje tenho muito orgulho do meu passado,
que me fez ser quem eu sou!
Olhando em retrospectiva, eu caminhava para um
estilo de vida ruim: uma vida de restrições,
limitações, falta de sonhos (!), falta de esperanças,
sem perspectiva de fazer uma viagem, um curso
legal, sem acesso a nada que uma estabilidade pode
proporcionar.
Mas quando você vem de baixo, é difícil enxergar
como ultrapassar esses limites. Restrições são
coisas que encaramos desde a infância, todos os
dias.
Ficamos bitolados só nesse modo de ver a vida,
enquanto não surge uma luz, que nos impulsiona
para cima!
No meu primeiro dia de trabalho no INSS eu já
percebi o quanto minha decisão de ESTUDAR tinha
sido uma virada de chave em minha vida!
Espero que esse e-book possa ser também uma
virada de chave em sua vida, ou pelo menos, um
passo em direção a uma mudança definitiva em prol
de uma vida MELHOR!
Aqui eu apresentei um caminho e um mapa.
Quem quiser é só seguir.
Um abraço!
da Munyra
Folha rosto

Este e-book está protegido por leis de direitos


autorais. Todos os direitos são reservados.
Você não tem permissão para vender este e-
book nem para copiar/reproduzir o conteúdo
em sites, blogs, jornais ou quaisquer outros
veículos de distribuição de mídia. Qualquer
tipo de violação dos direitos autorais estará
sujeita a ações legais.

Design Gráfico: Aline Viaro


SUMÁRIO
Eu não entendia porque as pessoas não
gostavam de estudar.
Porque parecia tão chato para elas?
Porque elas se cansavam tão rápido?
Até que eu percebi que a forma como a gente
estuda é que faz toda a diferença.

eu construí em mim a
mentalidade de que estudar
é gostoso, é prazeroso. De
que a sensação de ter
aprendido algo é
maravilhosa, a melhor do
mundo!

eu nunca estudei da forma


convencional e já aplicava
técnicas de estudo antes
mesmo de saber nada
sobre técnicas de estudo.
Mas o que é estudar de forma convencional?
É sentar e ler longamente, é sentar e assistir
milhares de horas de vídeo aulas ou aulas
presenciais, tudo de forma passiva, como
aprendemos a fazer na escola.
Pra mim, estudar sempre foi algo que
devíamos fazer ativamente e não
passivamente.
A construção do conhecimento ocorre quando
nos envolvemos ativamente e
emocionalmente com o assunto, portanto,
vou explicar várias estratégias para que isso
aconteça.
Eu sempre amei estudar por meio de mapas
mentais. Entender a estrutura das matérias,
me traz uma luz muito grande. Além disso,
associar imagens e cores com conceitos,
torna o estudo muito mais concreto.
Existem várias formas de se fazer mapas
mentais, eu particularmente uso o bom e
velho PAINT, mas tem gente que prefere folha
de papel (e isso é ótimo) e outros usam
aplicativos (exemplo o CAMAP TOOLS).
Não importa. A essência é estruturar aquilo
que você aprendeu, organizar os conceitos e
consequentemente organizar sua mente.
Quanto mais você manipular esses dados,
mais a aprendizagem vai se fixar.
Existem vários “passo a passo” sobre como
produzir mapas mentais, contudo, sugiro que
faça do SEU jeitinho, pois só você sabe como
funciona sua mente e como fica melhor para
você compreender as coisas.
Esse é um exemplo de mapa mental que eu
criei quando era Monitora de Direito Penal
na Universidade em que graduei.

Esse outro aqui produzi para uma palestra


que ministrei no SENAC sobre Direito do
Trabalho.
Vou fazer um mapa mental junto com você,
para termos um norte sobre como começar.
No centro de uma página em branco, você
pode começar inserindo o assunto que vai
tratar:

RGPS – Regime Geral de Previdência Social


Depois você pode colocar em volta do
assunto as figuras que ilustrem e remetam
aquilo que você tem que aprender:
E por fim, coloque as legendas vinculadas a
cada figura, para facilitar ainda mais a fixação
dos conceitos. E tharaann! Aqui está um
exemplo de mapa mental:
Eu sempre usei o método Faynman de
estudos e nunca soube o nome.
Desde a infância, quando tinha uma prova ou
trabalho, depois de estudar e resumir a
matéria, ficava falando comigo mesma ou na
frente do espelho sobre o assunto, como se
explicasse para alguém.
Na época dos estudos do INSS, depois de
estudar a matéria do dia, tudo o que eu me
lembrava, ensinava para os meus colegas de
estudo, Jéssica e Ivan, quando nos reuníamos
a noite. Isso treinou minhas habilidades de
ensinar, mas principalmente, a maior
beneficiada por essas explicações ministradas
era eu mesma, pois fixava o conteúdo de
maneira triplicada em minha mente!
Para saber mais sobre o método Faynman, clique AQUI
Esse é um método de anotações muito
produtivo.
Ao invés de assistir aulas de forma passiva,
por meio desse método você estuda
ativamente.
Você divide sua folha de anotações em 3
partes.

Anotar as Anotar as Fazer um


principais dúvidas e sumário com
ideias e criar suas as palavras
conceitos questões. chaves. Para
ministrados buscar
na aula ou referências
lidos (abrevie para futuras
e use suas revisões.
palavras).
TABELA CORNELL
çl2
Para ajudar ainda mais, vou disponibilizar um
modelo com a técnica Cornell em PDF, em
branco, para você preencher quando precisar
fazer anotações.

Link para baixar gratuitamente AQUI


Nada melhor para deixar o estudo divertido do
que as paródias!
Eu amo criar paródias e aprender com elas, o
processo da criação da paródia já permite
uma fixação gigante no conteúdo, e quando
ela está finalmente pronta, podemos rir
horrores com o resultado final.
E principalmente, aqueles conceitos inseridos
na música grudam na cabeça igual chiclete!
E a gente pode fazer paródias sobre qualquer
assunto.
Por exemplo, vamos pegar aquele mesmo
tema sobre os segurados do Regime Geral de
Previdência Social – RGPS, que são os
obrigatórios e os facultativos.
Aí a gente pode pensar em qualquer música
com melodia bem conhecida e de preferência
bem pegajosa. Vamos usar a música “Menino
da Porteira”.
E por aí vai...

Quanto mais informações e rimas você insere


na paródia, mais você manipula os dados, se
envolve com o conteúdo e consequentemente
fixa essas aprendizagens na mente.

Porque no final das contas, é exatamente isso


que queremos! Estudar de uma maneira
prazerosa, e de forma a não esquecermos o
conteúdo assimilado.

Tem muita paródia pronta na internet, mas eu


recomendo fortemente que você tente criar as
suas próprias, como parte do processo de
aprendizagem e fixação do conteúdo.
Para mim, o pulo do gato é estudar a partir de
problemas!
A gente está muito acostumado a ser um mero
depósito de conhecimento, onde o professor
vai “enfiando” cada vez mais e mais
conteúdos goela abaixo.
Mas se você não conseguir processar,
entender, internalizar e assimilar as
informações passadas, terá muitas horas de
estudo perdido!
A neurociência já comprovou que a gente
aprende MAIS quando nos envolvemos
emocionalmente com o conhecimento a ser
internalizado.

E nada melhor do que uma estória ou história


para nos envolver no assunto!

Vou dar um exemplo a seguir:


Diante de toda essa estória-problema, nesse
primeiro momento, você vai parar para pensar
e escrever o que você acha que vai acontecer,
intuitivamente.
Portanto, agora, não tem certo nem errado.
Escreve o que acha que vai acontecer:

a) Alguma delas terá direito ao benefício de


pensão por morte?

b) Por que você imagina isso?

Se concentra em resolver o exercício


proposto, mas não tem problema se não tiver
embasamento nenhum e respondeu só por
intuição ou chute mesmo.
.....

Pensou?
Agora que você já refletiu sobre o problema,
posso ensinar você de forma mais eficaz:
Alguma delas terá direito a pensão por morte?
Sim.
A companheira Anitta terá direito a pensão
por morte, por meio da comprovação da união
estável (convivência pública, contínua e
duradoura, estabelecida com intenção de
constituição de família).

Lei 8.213/1991
Art. 16. São beneficiários do Regime Geral de
Previdência Social (RGPS), na condição de
dependentes do segurado:

I - o cônjuge, a companheira, o companheiro


e o filho não emancipado, de qualquer
condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou
inválido ou que tenha deficiência intelectual ou
mental ou deficiência grave.
A cônjuge Ludmilla, mesmo tendo aquela
certidão de casamento em mãos, como estava
separada “de fato” (pois quem convivia de
fato com o Marcelo era a Anitta) NÃO terá
direito a pensão por morte.
Somente teria direito a dividir a pensão por
morte com Anitta se comprovasse o
recebimento de pensão de alimentos ou
ajuda financeira do cônjuge agora falecido.

Instrução Normativa INSS 77/2015


Art. 372, II: Havendo declaração de que
estava separado de fato, o cônjuge terá
direito à pensão por morte, desde que
apresente, no mínimo, um documento que
comprove o recebimento de ajuda
financeira sob qualquer forma ou
recebimento de pensão alimentícia.
Quanto a amante Karol, NÃO terá direito a
pensão por morte, pois o concubinato
(relações entre amantes), não se equipara a
união estável para fins de recebimento de
pensão por morte, conforme decisões dos
tribunais.

Isso significa que apenas Anitta receberá o


benefício de pensão por morte, nesse caso.
Ludmilla era casada no papel, mas por estar
separada de fato e não receber qualquer tipo
de ajuda financeira do falecido, não poderá
dividir a pensão por morte com Anitta.
Agora você vai ver como, diante de uma
problematização como essa que fiz, vai ficar
bem mais fácil responder a questão a seguir:
O cônjuge separado de fato que estivesse
recebendo pensão de alimentos de segurado
do Regime Geral de Previdência Social
(RGPS) NÃO tem direito à pensão por morte
do cônjuge falecido, caso este último já
estivesse em união estável com outra (o),
quando em vida.
( ) Certo ( ) Errado
O cônjuge separado de fato que estivesse
recebendo pensão de alimentos de segurado
do Regime Geral de Previdência Social
(RGPS) NÃO tem direito à pensão por morte
do cônjuge falecido, caso já estivesse em
união estável com outra, quando em vida.
( ) Certo ( ) Errado
E aí acharam fácil?
Você viu que a pegadinha da questão foi a
palavra “NÃO”?

Apenas uma palavra mudou todo o sentido da


afirmação e deixou ela incorreta. Por isso
então, assinalamos a opção “errada”, pois o
cônjuge que recebe pensão de alimentos tem
sim direito a pensão e a questão dizia que
NÃO tinha direito.

E agora vou passar para você a penúltima


técnica de estudos que eu considero
necessária para um bom rendimento em sua
aprendizagem.
Esse negócio de meter o marca texto pra cima

da apostila não adianta de nada e não engana


ninguém.

Isso significa que você só deve anotar,

reforçar, marcar as palavras que realmente


precisam de atenção especial.
Quando você marca tudo, NADA está

realmente destacado!

Para qualquer tipo de estudo, existem 16


palavras que necessariamente precisam ser

destacadas!
Segura essa dica maravilhosa que vai fazer a

diferença nos seus estudos!


1. NÃO 7. OPCIONAL 13. SEM

2. SOMENTE 8. CONTRÁRIO 14. COM

3. APENAS 9. CASO 15. AINDA

4. SALVO/RESSALVADO 10. INCLUSIVE 16. E

5. OBRIGATÓRIO 11. VEDADO/PROIBIDO

6. FACULTATIVO 12. OU
Que resolver muitas e muitas questões faz
com que aprendamos mais sobre qualquer
matéria isso é fato.
Agora, o que pode não ser muito lógico para
alguns é que o tempo destinado aos estudos
rende muito mais se você focar mais em
resolver questões do que ler ou assistir
aulas.
O que vejo é que a maioria dos estudantes
usa 70% do tempo disponível assistindo aulas
e 30% do tempo restante resolvendo
questões, pois foi assim que aprendemos na
escola. Contudo, essa conta deveria ser
inversa. O ideal é usar a maior parte do tempo
resolvendo questões, e buscando as
respostas no material de estudo.
Ao invés de primeiro estudar para depois
procurar responder questões, o pulo do gato
seria então estudar mais ativamente indo
direto para as questões.
Essa sacada pode fazer a diferença que você
precisava na fixação dos conteúdos!
Outra dica valiosíssima é: elabore você
mesmo as questões.
Tente se imaginar como a banca
examinadora. Que pegadinhas ela iria querer
fazer... Inserir um não quando deveria haver
um sim... Trocar um termo por outro
parecido...
Se você tiver um parceiro ou grupo de estudos
melhor ainda! Cada um elabora as questões
para o outro e assim, vocês se surpreendem
com as questões.
Quando estudei para o concurso do INSS
elaborei muitas e muitas questões para o meu
grupo de estudos.
Estava ficando tão boa que deveriam ter me
contratado para elaborar a prova, no final das
contas!!
Então, escolhi passar as técnicas de
aprendizagem que eu usei e percebi “na pele”
os avanços que me proporcionavam nos
estudos.
Existem diversas outras, mas eu acredito que
a gente tem que descomplicar ao máximo
nossos estudos para que sejam de fato
efetivos.
Se a gente ficar enchendo de firulas o ato de
estudar, corremos o risco de paralisar por
excesso de informação, por “obesidade
mental”.
E não é o que queremos, né mesmo?
Portanto, mesmo existindo outras formas de
aprender, acredito que por ora, é o suficiente.
No último livro digital gratuito que eu vou
disponibilizar, você terá o arremate final!
Vou lhe ensinar como conciliar todas essas
dicas no seu dia a dia, para começar a colocar
em prática JÁ!
Folha rosto

Este e-book está protegido por leis de direitos


autorais. Todos os direitos são reservados.
Você não tem permissão para vender este e-
book nem para copiar/reproduzir o conteúdo
em sites, blogs, jornais ou quaisquer outros
veículos de distribuição de mídia. Qualquer
tipo de violação dos direitos autorais estará
sujeita a ações legais.

Design Gráfico: Aline Viaro


SUMÁRIO
Quando estudei para o Faynman e o método de
concurso do INSS eu resolução e elaboração
era apenas uma de questões (minhas
iniciante nesse mundo questões e dos outros)
dos estudos para que eu já expliquei no
concurso. livro anterior.
Era a primeira vez que Depois do concurso,
de fato eu sentava para continuei a estudar
estudar para um (comecei fazer faculdade
concurso. de Direito) e minhas
Eu já tinha feito um técnicas de estudo foram
único concurso antes, se aprimorando, mas me
para trabalhar na vi esbarrando em um
prefeitura da minha grave problema!
cidade como Agente de Quanto mais eu
Saúde pública, contudo, pesquisava sobre
eu quase não tinha planejamento, sobre
estudado para essa como organizar melhor
prova, fui lá com a cara os estudos, sobre como
e com a coragem e ser mais produtiva,
ainda dei sorte imensa MENOS eu estudava de
de ser aprovada! verdade....
Mas eu sabia que num Cada hora me aparecia
concurso de nível uma técnica melhor, um
federal e tão concorrido jeito melhor de estudar e
como o do INSS eu não isso me paralisava....
poderia fazer igual.
Portanto, me dediquei e
estudei muuuuito,
utilizei como técnicas
principais o método
Eu não sabia qual usar curto e simples!
e sentia vontade de Será um divisor de
usar todas as técnicas águas na sua
aprendidas... Eu preparação, pois ao
realmente amo esse terminar de ler você se
assunto e gastava sentirá totalmente apto
horas pesquisando. para começar a trilhar o
Percebi então que eu caminho de sua
tinha que retornar para aprovação no concurso!
o meu “eu” primitivo. Ainda mais porque vou
Aquela lá do início. Que disponibilizar QUATRO
botava a mão na massa ferramentas gratuitas e
mesmo. Que não poderosas para elevar
pensava em como seus estudos para o
fazer, só ia lá e fazia. A próximo nível...
Munyra iniciante.
Isso significa que, se
você é iniciante, tem
essa vantagem. Não
está corrompido com o
mar de informações e
pode começar na
SIMPLICIDADE.
Aprendi então, por
experiência própria e a
duras penas, que não
existe técnica de
estudos MELHOR do
que a SIMPLICIDADE.
Portanto, esse terceiro BORA LÁ!
e último e-book vai ser
Primeiramente, você tem que mapear toda a
sua rotina a procura de qualquer mísero
tempo disponível para estudo.
Aqui vai a primeira ferramenta: vou
disponibilizar um arquivo em Excel para
preenchimento da sua rotina diária, de forma
que fique muito claro para você como é o seu
dia a dia.

É só baixar AQUI

Deixei uma planilha preenchida como modelo


e outra em branco, na aba secundária, para
fins de preenchimento.
Gostei dessa planilha pois computa seu dia de
30 em 30 minutos, ficando mais fácil de
localizar seus blocos de tempo disponíveis
para estudo.
É hora de ser realista com você mesmo. Não
invente tempo que não tem e seja gentil com
você!
Se adicionar um bloco de tempo de estudo
que não representa disponibilidade
verdadeira, você só irá se frustrar.
Então, analise bem qual será o tempo em que
irá se determinar a estudar, para então
passar a executar, com tranquilidade.
Feito isso, você vai pegar esses blocos de
tempo de estudo de 30 minutos, somar todos
e no final da planilha, anotará o número de
horas que tem disponível para estudar no
decorrer de sua semana.
Esse cálculo é muito fácil porque é só você
contar cada bloco de meia hora de tempo
de ESTUDO.
MODELO:
Pois bem, agora que você já sabe quanto
tempo tem disponível para estudar por
semana, é só distribuir a quantidade de
horas pelas matérias a serem estudadas.

Agora você pode estar se perguntando: mas


como saber a quantidade de horas ideal para
cada matéria?

Simples. Fiz isso por você!

Como já sabemos qual o concurso você irá


concorrer (técnico do seguro social do INSS)
também já temos clareza suficiente para
determinar quais são as matérias cobradas e
as que tem peso (importância) maior.
São 8 (oito) matérias no total.
Na próxima página você vai ver que
determinei uma porcentagem (%) de
incidência, portanto, qual a importância (peso)
de cada matéria na prova.

Utilizei como exemplo uma pessoa que tem 30


horas semanais de estudo disponível por
semana, para chegarmos a conclusão de
quantas horas da semana devem ser
destinadas para cada matéria.

A partir de então, você saberá quais horários


do seu dia estão programados para estudar,
conforme ferramenta 01 (cronograma) e
quantas horas por semana irá estudar cada
matéria na ferramenta 02 (distribuição de
carga horária).
Por fim, vou disponibilizar mais uma
ferramenta (a terceira), e esta eu sugiro que
você IMPRIMA e deixe sempre à mão, sempre
visível para você fazer seu acompanhamento.
Chama-se edital verticalizado e
esquematizado das matérias exigidas do
concurso do INSS.
Na verdade, preferi separar em dois editais
verticalizados, um referente às matérias
básicas e outro referentes às matérias
específicas.
Neles, eu detalho item por item, tópico por
tópico do conteúdo necessário a ser
destrinchado!!
Fica muitoooo fácil você acompanhar o seu
progresso, visualizar os tópicos que já
estudou, aquilo que já revisou e aquilo que
ainda falta!
Você vai marcando X em cada tópico e pronto!
Edital Verticalizado
Eu achei o edital verticalizado que montei pra
você bem intuitivo e fácil, mas vou dar uma
reforçada por aqui sobre a maneira de utilizar.
Não sei se você percebeu mas os tópicos que
separei foram basicamente aqueles que
ensinei no e-book 02, com as melhores
técnicas de aprendizagem que já utilizei:
Método Faynman (em três passos),
juntamente com elaboração/resolução de
questões e revisão.
Portanto, são 5 etapas sugeridas no edital
verticalizado que criei, onde você marcará um
X em cada etapa concluída naquele tópico
específico.
Posso lhe garantir que a sensação de marcar
um tópico como concluído é deliciosa!
Gente, eu vi na internet pessoas vendendo
editais parecidos com este a R$ 50 / R$ 80....

Olha que presentão que eu estou lhe


dando!

Portanto, faça bom uso!


Imprima, utilize bastante, não comercialize e
não distribua pra ninguém.
Se quiser compartilhar, indique o meu site e a
pessoa baixa lá gratuitamente também.
Assim você me ajuda a ajudar cada vez mais
pessoas!
Baixe seu edital verticalizado e
esquematizado das matérias BÁSICAS
AQUI.
Baixe seu edital verticalizado e
esquematizado das matérias ESPECÍFICAS
AQUI.
Agora vou disponibilizar a quarta e última
ferramenta que prometi!
Depois desta, você estará complemente
pronto para começar a estudar PRA VALER
para esse concurso!
Esse é o meu arremate final, para
encerrarmos com chave de ouro!

Seguinte:
Você já sabe os horários que tem livre durante
a semana para estudar...
Você já sabe quantas horas por semana deve
focar em cada matéria...
Você já sabe, tópico a tópico quais conteúdos
serão exigidos de você...
É agora temos o pulo do gato...
Vou disponibilizar um cronograma específico
para o seu planejamento de estudos
semanal.
Esse é um planejamento pensado para
pessoas que, assim como eu, gostam de ter
disciplina em seus propósitos. Que são
comprometidas com suas metas.
E como utilizar? Vamos pegar como exemplo
aquele caso da pessoa que tem 30 horas de
estudos semanais disponíveis.
15 horas por semana (50% do tempo) serão
utilizados só para Direito Previdenciário /
Seguridade Social, certo?
Ou seja, no mínimo 2 horas por dia deve ser
dedicado ao estudo da matéria mais
importante nesse concurso.
Já Português, Direito Administrativo e Direito
Constitucional, são apenas 3 horas de
estudos semanais para cada uma dessas
disciplinas, portanto, se dividíssemos em 7
dias na semana daria apenas 25 minutos por
dia.
Ai compensa você programar cada matéria
dessas para estudar dia sim, dia não.

Exemplo:
Segunda: Previdenciário e Português,
Terça: Previdenciário e Dir. Administrativo
Quarta: Previdenciário e Dir. Constitucional
Quinta: Previdenciário e Raciocínio Lógico
Sexta: Previdenciário e Informática
Sábado: Previdenciário, Ética e Português
Domingo: Previdenciário e Regime Jurídico e
Dir. Administrativo e Dir. Constitucional
Para baixar sua planilha de planejamento
semanal, clique AQUI.

Essa planilha que disponibilizei está em


branco e eu sugiro que preencha à lápis, para
que você possa fazer ajustes quando
necessário.
Inclusive, na semana em que tiver um
compromisso, por exemplo, você pode
reconfigurar a planilha, a tirar a carga horária
de estudo do dia.
Por isso, o ideal é preencher a lápis e dar uma
revisada uma vez na semana.
Você percebeu que no domingo tem mais
matérias? Justamente porque é o dia em que
se tem mais tempo livre. Mas isso é você
quem vai determinar para o seu caso
específico.
Contudo, se você não conseguir cumprir à
risca o planejamento necessário, não se
culpe, não se martirize, pois a culpa só atrasa
você, só paralisa você. Não deu certo ontem,
dê o seu melhor hoje! Só NÃO desista!
Pense sempre no seguinte: Pouco é melhor
que NADA.
Um pouquinho de avanço por semana, já será
melhor do que nenhum avanço nos estudos
por semana.
E se você conseguir cumprir seu cronograma
à risca, seja generoso consigo mesmo e
comemore!
Dê um pulo bem alto, bate high five, dance um
pouco, pois você merece!!
Chegamos ao fim dessa saga de três
E-books maravilhosos e a partir de agora é só
colocar a mão na massa com as ferramentas
que disponibilizei gratuitamente para você!
Se planeje, utilize um bom material, tenha
foco, disciplina para cumprir o planejamento à
risca e utilize as técnicas que vão
potencializar sua aprendizagem conforme eu
ensinei.
Dessa forma, a aprovação deixa de ser um
sonho distante para se tornar algo palpável,
logo ali, virando a esquina!
Eu ainda tinha um monte de assuntos para
falar, mas fiquei com medo de ficar muito
cansativo para você, sabe?
Tenho preparado conteúdos suuuper bacanas
que vou disponibilizar gratuitamente pelo e-
mail, por vídeos ou em postagens em
breve, para lhe dar todo suporte necessário
em sua preparação, então fique atento!
Exemplos:
É possível estudar SOZINHO para
concursos?
Como desenvolver o poder do foco para
estudar?
Os três pilares de uma mente perfeita para
estudar e aprender.
Como combater a procrastinação nos
estudos?
Como ter motivação para estudar todos os
dias?
Como eu consegui passar no concurso do
INSS estudando apenas 2 meses?
Como é o dia-a-dia de um técnico do
seguro social?
Técnica de revisões espaçadas.
A importância de manter um caderno de
dúvidas.
Depois de aprovado, quanto tempo demora
para ser nomeado e iniciar o trabalho?
Como analisar qual a melhor
cidade/gerência para concorrer a uma
vaga?
Quantas horas eu (Munyra) estudei, no
total, para conseguir passar no concurso
do INSS?
Inclusive, se quiser me mandar uma sugestão
de conteúdo para vídeos, tirar dúvidas ou
pedir que um destes temas acima seja
priorizado, estou a disposição, pelas redes
sociais:
Instagram: Facebook:

E-mail: inssexplicado@gmail.com

Então, esse não é um fim, mas um até breve!