Você está na página 1de 6

Fls.

: 2

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
EXMO. SR. DR. JUIZ FEDERAL DA VARA DO TRABALHO DE
SÃO CAETANO DO SUL.

JACKSON RODRIGUES FEITOSA, brasileiro,


solteiro, auxiliar de montagem, portador da cédula de
identidade RG nº 3.141.769 SSP/SP, CPF/F nº 046.402.743-
86, CTPS nº 0074621 série 00381-SP e cadastrado no PIS
sob nº 161.760.432-13, nascido em 23/08/1990, filho de
Raimunda Rodrigues Feitosa, residente e domiciliado na rua
Napagoe nº 152, CEP 03212-040, São Paulo/SP, por seu
advogado e procurador infra-assinado vem, respeitosamente
perante V. Exa. propor a presente

RECLAMAÇÃO TRABALHALHISTA

Sob o rito sumaríssimo, em face de :

- SNAKE-PRO INDÚSTRIA DE AMPLIFICADORES E


INSTRUMENTOS MUSICAIS LTDA EPP, pessoa jurídica de
direito privado, inscrito no CNPJ sob nº 13.164.438/0001-57,
estabelecida na rua Mara Machado nº 745, Vila Califórnia, São
Paulo/SP, Cep. 03215-000 e,

- ULTRAVOX INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE EQUIPAMENTOS DE


AUDIO LTDA., pessoa jurídica de direito privado, inscrita no
CNPJ sob nº 07.528.291/0002-15, estabelecida na rua Perite

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 1
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54
Fls.: 3

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
nº 53, Bairro Prosperidade, São Caetano do Sul /SP, Cep.
09550-750, de acordo com as razões a seguir expostas:

PRELIMINARMENTE

1). O Reclamante, desde logo, que deixou de


submeter a presente reclamatória à Comissão de Conciliação
Prévia, uma vez que que a Súmula 2 do Egrégio TRT/2ª
Região (resolução Administrativa 08/2002 – DJE de
12/11/2002 – DJE de 12/11/2002, 10/1º À parte, 2/2002 e
13/02/2002) dispensou o comparecimento na referida
comissão, ficando facultativo à parte, não constituindo
condição da ação e nem pressuposto processual, razão pela
qual ingressa o Reclamante com a presente ação diretamente
nesta Justiça especializada, à vista do disposto no artigo 5º,
XXXV, da Constituição federal.

2). Ainda em sede preliminar, vale destacar


que em meados de 2016 a primeira Reclamada foi adquirida
pela Segunda Reclamada encerrando suas atividades no
endereço Rua Mata Machado nº 745, Bairro Vila Califórnia,
São Paulo/SP, passando o Reclamante a desempenhar suas
funções na Rua Perite nº 53, Bairro Prosperidade, São
Caetano do Sul/SP, obrigando-se, pois, a responder
solidariamente pelas verbas trabalhistas inadimplidas ao
Reclamante pela Primeira Reclamada, na forma do §2º do
artigo 2º da CLT.

3). No que tange ao MÉRITO a presente ação


há que ser julgada procedente, conforme estará demonstrado
e provado no decorrer da instrução processual.

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 2
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54
Fls.: 4

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
3.1). O Reclamante foi admitido pela 1ª
Reclamada na data de 02/04/2012, para exercer sua função
de auxiliar de montagem e injustamente rescindido seu
contrato de trabalho, por iniciativa da Reclamada, no dia
30/06/2016, oportunidade em que percebia o salário fixo
mensal de R$ 1.464,50 (hum mil quatrocentos e sessenta e
quatro reais e cinquenta centavos) (doc. anexo), não tendo
recebido corretamente os valores fundiários e as verbas
rescisórias determinadas por lei, descumprindo, inclusive, os
termos do acordo fixados por ocasião da homologação da
rescisão contratual, cujas condições são aquelas consignadas
no TRTC que ora se anexa.

3.2). No dia seguinte (01/07/2016) à ruptura


do contrato de trabalho firmado com a Primeira Reclamada, o
Reclamante foi admitido pela Segunda Reclamada para
exercer as mesmas funções de auxiliar de montagem
exercidas na Primeira Reclamada, com salário mensal fixo de
R$ 1.278,67 (hum mil duzentos e setenta e oito reais e
sessenta e sete centavos), agora no estabelecimento da
Segunda reclamada, em São Caetano do Sul, na rua Perite nº
53, onde trabalhou até ser injustamente demitido em
21/11/2016, oportunidade em que recebeu regularmente os
direito rescisórios do 2ºcontrato, conforme se infere dos
documentos anexos.

3.3). Salta aos olhos, pois, nos termos da


fundamentação supra, a responsabilidade solidária e/ou,
ainda que assim não venha ser entendido, a responsabilidade
subsidiária da segunda Reclamada com relação aos direitos
não quitados pela Primeira, cujos termos restaram
consignados na avença fixada no TRTC anexo, devidamente
homologada, em que o Reclamante aceitou receber o valor
líquido devido no importe de R$ 9.040,92 (nove mil e
quarenta reais e noventa e dois centavos) em 18 (dezoito)
parcelas de R$ 475,83 (quatrocentos e setenta e cinco reais e
oitenta e três centavos), mais uma de R$ 475,98
(quatrocentos e setenta e cinco reais e noventa e oito

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 3
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54
Fls.: 5

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
centavos). Logo, em face do inadimplemento das obrigações
por parte das Reclamadas, inegável a responsabilidade de
ambas pelo inadimplemento dos títulos reivindicados na
presente ação.

3.4). Acontece, MM Juiz, que a Primeira


Reclamada não cumpriu a avença, ou seja, não pagou ao
Reclamante nenhuma das parcelas ajustadas,
inadimplemento que permanece até o presente momento.

3.5). Assim, o Reclamante nada recebeu das


direitos oriundos da Rescisão do seu primeiro contrato,
conforme se vê no Termo de Rescisão e acordo no verso.

3.6). Em sendo assim, faz jus o Reclamante


receber o valor total ajustado, uma vez que a Reclamada
descumpriu a avença, acrescido da multa de 30% sobre ele
incidente, além dos juros de mora e atualização monetária.

3.7). A não quitação do valor em questão por


ocasião da primeira audiência (verbas rescisórias) implicará
no pagamento com observância dos termos do artigo 467, da
CLT.

3.8). À vista dos termos da composição


acima noticiada, a Reclamada ainda permanece inadimplente
com relação aos depósitos fundiários e da multa de 40% e,
portanto, deverá fazer a comprovação dos depósitos a que se
obrigou, por ocasião da primeira audiência e liberação das
guias no código 01 para fins do saque correspondente, sob
pena de pagamento respectivo de forma direta, nos termos
do artigo 396 do CPC, sob as penas do seu artigo 400.

3.9). Os recolhimentos previdenciários e


fiscais deverão ser efetuados na forma da legislação de
comando em vigor.

3.10). Por ser o Reclamante pessoa pobre,


conforme declaração anexa, requer se digne V. Exa. deferir os

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 4
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54
Fls.: 6

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
benefícios da gratuidade da justiça isentando-o do
recolhimento de custas e emolumentos de qualquer natureza.

4). Posto isso pleiteia o Reclamante:

a). O reconhecimento e declaração da responsabilidade


solidária e/ou subsidiária da Segunda Reclamada e
consequente condenação a todos os pleitos reivindicados na
presente ação;

b). Verbas rescisórias em 1ª audiência, ou seja:

1). Aviso Prévio ........................................ R$ 2.212,28

2). Saldo de Salário ................................... R$ 1.168,20

3). Férias vencidas (04/14 a 04/15) .............. R$ 1.510,05

4). Férias vencidas (04/15 a 04/16) .............. R$ 1.510,05

5). Férias vencidas em dobro ....................... R$ 2.013,40

6). Férias proporcionais 3/12 ....................... R$ 397,27

7). 1/3 férias ............................................ R$ 1.183,26

8). Férias aviso prévio ................................ R$ 132,42

9). 13º salário (6/12) ................................. R$ 736,14

10). 13º salário aviso prévio ........................ R$ 122,69

11). Horas Extras ...................................... R$ 72,22

12). DRS ................................................. R$ 11,11

13). Salário família .................................... R$ 29,16

c). Pagamento da multa de 30% pelo descumprimento do


acordo firmado no verso da TRCT ................. R$ 2.712,28

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 5
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54
Fls.: 7

MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


&
ADVOGADOS ASSOCIADOS
d). Multa prevista no art. 477 CLT .................. R$ 1.464,50

e).Indenização prevista no art. 467 CLT .......... R$ 6.281,37

f). Contribuições previdenciárias e fiscais na forma da Lei

g). Sejam as Reclamadas condenadas ao recolhimento


imediato da importância equivalente ao FGTS, conforme item
3.8 supra, com a comprovação da regularidade das GRE’s e
liberação da guia no código 01 para saque da quantia
disponível;

h). Honorários advocatícios.

Em face de todo o exposto, requer que as


Reclamadas sejam citadas nos endereços declinados no
preâmbulo, para responder aso termos da presente ação, sob
pena de confissão e revelia e, afinal, venha ser a presente
ação julgada totalmente procedente, com os acréscimos de
correção monetária e juros de mora apurados na forma da Lei
e demais cominações legais, protestando provar o alegado
por todos os meios de provas em direito admitidas,
especialmente pelo depoimento pessoal do representante
legal da Reclamada, que desde já se requer, oitiva de
testemunhas, juntadas de documentos, perícias e vistorias.

Atribui-se à causa o valor de R$ 21.000,00


(vinte e um mil reais).

São Caetano do Sul, 09 de janeiro de 2018.

Marcio de Azevedo Souza

OAB/SP 39.209

Rua : Manoel Coelho nº 600 cj. 301 – 3º andar – Centro Comercial e Empresarial São Caetano
Centro - São Caetano do Sul /SP - CEP 09510-101 -
Tel. (11) 4226.0571 - e-mail: mazevedo.advocacia@uol.com.br

Assinado eletronicamente. A Certificação Digital pertence a: MARCIO DE AZEVEDO SOUZA


https://pje.trtsp.jus.br/primeirograu/Processo/ConsultaDocumento/listView.seam?nd=18010914483305500000092317645
Número do processo: RTSum 1000010-63.2018.5.02.0471 ID. 6f6dda3 - Pág. 6
Número do documento: 18010914483305500000092317645
Data de Juntada: 09/01/2018 14:54