Você está na página 1de 53
Centro - Rua Pedro I, 1106 - 3226.8000 Centro - Av. Duque de Caxias, 1452 -
Centro - Rua Pedro I, 1106 - 3226.8000
Centro - Av. Duque de Caxias, 1452 - 3211.7000
Cid. dos Func. - Av. Oliveira Paiva, 223 - 3275.9000
Aldeota - Av. Barão de Studart, 1400 - 3248.2400
Itapery - Av. Dedé Brasil, 1263 - 3292.2266
TURMA
DISCIPLINA
PROFESSOR(A)

PROFESSOR DO ESTADO

MATEMÁTICA

MICHELE RONDON/PEDRO EVARISTO

SEQUÊNCIAS LÓGICAS

As seqüências podem ser formadas por números, letras, pessoas, figuras, etc. Existem várias formas de se estabelecer uma seqüência, o importante é que existam pelo menos três elementos que caracterize a lógica de sua formação, entretanto algumas séries necessitam de mais elementos para definir sua lógica. Algumas seqüências são bastante conhecidas e todo aluno que estuda lógica deve conhecê-las, tais como as progressões aritméticas e geométricas, a série de Fibonacci, os números primos e os quadrados perfeitos.

SEQUÊNCIA DE NÚMEROS

Progressão Aritmética

Soma-se constantemente um mesmo número.

2 5 8 11 14 +3 +3 +3 +3 +3 Progressão Geométrica
2
5
8
11
14
+3
+3
+3
+3
+3
Progressão Geométrica

17

Multiplica-se constantemente um mesmo número.

  • 2 6

18

54

162

486

2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O

x3

x3

x3

x3

x3

Incremento em Progressão

O valor somado é que está em progressão.

 
  • 1 2

4

7

11

16

2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O
2 6 18 54 162 486 x 3 x 3 x 3 Incremento em Progressão O

+1

  • +2

+3

+4

+5

SEQUÊNCIA DE LETRAS

Série de Fibonacci

 

Cada termo é igual a soma dos dois anteriores.

 
  • 1 1

2

3

5

8

13

Números Primos

 

Naturais que possuem apenas dois divisores naturais.

  • 2 3

5

7

11

13

17

Quadrados Perfeitos

 

Números naturais cujas raízes são naturais.

 
  • 1 4

9

16

25

36

49

As seqüências de letras podem estar associadas a uma série de números ou não. Em geral, você deve escrever todo o alfabeto (observando se deve, ou não, contar com k, y e w) e circular as letras dadas para entender a lógica proposta.

A

C

F

J

O

U

Observe que foram saltadas 1, 2, 3, 4 e 5 letras e esses números estão em progressão.

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTU

B1

2F

H4

8L

N16

32R

T64

Nesse caso, associou-se letras e números (potências de 2), alternando a ordem. As letras saltam 1, 3, 1, 3, 1, 3 e 1 posições.

ABCDEFGHIJKLMNOPQRST

SEQUÊNCIA DE PESSOAS

Na série a seguir, temos sempre um homem seguido de duas mulheres, ou seja, aqueles que estão em

uma posição múltipla de três (3º, 6º, 9º, 12º,

...

)

serão mulheres e a posição dos braços sempre alterna, ficando

para cima em uma posição múltipla de dois (2º, 4º, 6º, 8º,

).

Sendo assim, a seqüência se repete a cada seis

... termos, tornando possível determinar quem estará em qualquer posição.

Centro - Rua Pedro I, 1106 - 3226.8000 Centro - Av. Duque de Caxias, 1452 -: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 1 " id="pdf-obj-0-300" src="pdf-obj-0-300.jpg">

• • •

SEQUÊNCIA DE FIGURAS

Esse tipo de seqüência pode seguir o mesmo padrão visto na seqüência de pessoas ou simplesmente

sofrer rotações, como nos exemplos a seguir.

EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO
EXEMPLO

EXEMPLO

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

1

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 01. O ano de 2007 teve como seu primeiro dia uma segunda-feira. Em quantos anos, depois dessa data, teremos

o dia 1º de janeiro caindo novamente em uma segunda-feira?

  • a) 6

  • b) 7

  • c) 8

  • d) 11

  • e) 14

SOLUÇÃO:

O segredo da questão é lembrar de dois pontos fundamentais:

O ano tem 365 dias e 6 horas, por isso ocorre ano bissexto a cada quatro anos (nos anos múltiplos de 4);

365 é um múltiplo de 7 mais 1, ou ainda, um ano tem 52 semanas e 1 dia. Logo, a cada ano, uma data salta um dia da semana e passando por 29 de fevereiro saltam dois dias; De acordo com as informações, temos

 

ANO

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

1ºJANEIRO Seg Ter Qua Qui

Sex

Sab

Dom

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

Seg

Portanto, somente 11 anos depois (em 2018) teremos outra segunda-feira para o dia 1º de janeiro.

  • 02. Números figurados são assim chamados por estarem associados a padrões geométricos. Veja dois exemplos

de números figurados.

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 01. O ano de 2007 teve como seu primeiro dia: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 2 " id="pdf-obj-1-125" src="pdf-obj-1-125.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 01. O ano de 2007 teve como seu primeiro dia: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 2 " id="pdf-obj-1-127" src="pdf-obj-1-127.jpg">

A tabela abaixo traz algumas seqüências de números figurados.

Números triangulares

1

3

 
  • 6 ?

10

 

Números quadrangulares

1

4

 
  • 9 ?

16

 
 

1

5

 
  • 12 ?

22

 

Números pentagonais Números hexagonais

1

6

 
  • 15 ?

28

 

Observando os padrões, os elementos da quinta coluna, respeitando a ordem da tabela, devem ser

  • a) 20, 30, 40, 50

  • b) 18, 28, 45, 50

  • c) 16, 36, 46, 56

  • d) 15, 25, 40, 50

  • e) 15, 25, 35, 45

SOLUÇÃO:

Observe que todas as seqüências obedecem a um padrão de crescimento em seu incremento, ou seja, o valor somado a cada termo forma uma progressão aritmética.

  • 1 3

6

10

15

1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5

+2

+3

+4

+5

  • 1 4

1 4 9 16 25

9

1 4 9 16 25

16

25

1 4 9 16 25
1 4 9 16 25

+3

+5

+7

+9

  • 1 5

12

22

35

1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5

+4

+7

+10

+13

  • 1 6

15

28

45

1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5
1 3 6 10 15 +2 +3 +4 +5 1 4 9 16 25 +3 +5

+5

+9

+13

+17

Portanto, os elementos da quinta coluna são (15, 25, 35, 45)

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

2

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 03. Observe a seqüência a seguir.

B3

5F

H9

O próximo termos será

  • a) T129

  • b) 131T

  • c) V129

  • d) 131V

  • e) W127

SOLUÇÃO:

17L

N33

65R

Com relação as letras temos:

A B CDE F G H IJK L M N OPQ R S T Observe que a quantidade de letras saltadas está alternando (1 e 3). Com relação aos números temos:

3

5

9

17

33

65

129

Cada elemento seguinte é um a menos que o dobro do anterior. De outra forma, observe que esses número também são um a mais que as potências de 2.

2+1

4+1

8+1

Então o próximo será

T129

16+1

32+1

64+1

128+1

  • 04. Na operação a seguir, cada letra representa um algarismo. MARRA + MARRA

TORTA Determine o valor de M.

  • a) 7

  • b) 6

  • c) 5

  • d) 4

  • e) 3

SOLUÇÃO:

Observe as seguintes deduções:

“A” só pode ser zero, pois A+A termina em A;

M0RR0

+ M0RR0

TORT0

R+R termina em T, logo a seguir temos R+R terminando em R, isso só pode acontecer se R for maior ou

igual a 5, para que sobre 1 e na próxima adição R+R+1 termine em R. Sendo assim, R só pode ser 9, pois

9+9+1 = 19 (termina em 9) e por conseqüência T é 8.

 

M0990

+ M0990

8O980

Como de 9+9+1 = 19 vai 1 para próxima operação, temos O igual a 1.

M0990

+ M0990

81980

Finalmente M só pode ser 4, pois M+M é igual a 8

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

3

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

EXERCÍCIOS

  • 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas:

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-17" src="pdf-obj-3-17.jpg">

Procure entender a lógica dessa seqüência e aponte qual será a 100ª figura.

a)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-23" src="pdf-obj-3-23.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-25" src="pdf-obj-3-25.jpg">
  • b) c)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-30" src="pdf-obj-3-30.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-32" src="pdf-obj-3-32.jpg">
  • d) e)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-36" src="pdf-obj-3-36.jpg">
  • 02. Qual dos cinco desenhos faz a melhor comparação?

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-41" src="pdf-obj-3-41.jpg">

está para

  • assim como

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-48" src="pdf-obj-3-48.jpg">

está para

a)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-54" src="pdf-obj-3-54.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-56" src="pdf-obj-3-56.jpg">
  • b) c)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-60" src="pdf-obj-3-60.jpg">

d)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-64" src="pdf-obj-3-64.jpg">

e)

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-68" src="pdf-obj-3-68.jpg">
  • 03. Qual das cinco alternativas faz a melhor comparação?

PRATO está para TROPA, assim como 83172 está para:

  • a) 28731

b) 13287

c) 73281

d) 12378

e) 27138

  • 04. Se

a

b

é o sexto termo da seqüência de frações irredutíveis

estruturada, então a+b é igual a:

a) 190

b) 182

c) 178

d) 202

  • 1 7

  • 3 ,

3

,

7

  • 15 ,

  • 31 . Se ela está logicamente

  • 15 ,

31

63

,

...

  • 05. (FCC) Considere que os números que compõem a seqüência (414, 412, 206, 204, 102, 100,

...

) obedecem a

um lei de formação. A soma do nono e décimo termos dessa seqüência é igual.

a) 98

b) 72

c) 58

d) 46

e) 38

  • 06. Dada a seqüência (1/4, 9/4, 9/16, 25/16, 25/36, a/b, ...

a) 11

b) 13

c) 18

d) 23

),

onde a/b é uma fração irredutível, então ab é:

  • 07. Determine o próximo termo da seqüência: A1, C3, 7E, G15, I31, 63K, ...

a) 94M

b) 127N

c) M127

d) 126P

  • 08. Em cada círculo, os números estão colocados de acordo com um raciocínio lógico matemático:

6 12 7 14 5 10
6
12
7
14
5
10
23 44 26 48 20 40
23
44
26
48
20
40
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com EXERCÍCIOS 01. Observe a seqüência de figuras desenhadas: Procure entender: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 4 " id="pdf-obj-3-199" src="pdf-obj-3-199.jpg">

Complete o último círculo e encontre a soma dos seus números.

a) 250

b) 255

c) 260

d) 265

  • 09. Os números colocados nos quadros seguem uma organização lógica. Observando os números, atentamente,

determine N.

a) 10

b) 11

c) 12

d) 13

38 20 18 N x 4 x 3 1
38
20
18
N
x
4
x
3
1

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

4

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 10. (FCC) Usando o alfabeto com 26 letras, considere a seguinte seqüência, formada a partir de certo critério: A,

D, C, H, G, N, M. De acordo com esse critério, o próximo elemento dessa seqüência é a letra:

a) T

b) U

c) X

d) W

e) V

  • 11. (FCC) Observe que, no diagrama abaixo, foram usados somente as letras K, R, C, S, A, F, X, H, T e que cada

linha tem uma letra a menos que a anterior.

K R C S A F X H T S T C K X F R H F H K T R S X H K R X S T T R S K X

Se as letras foram retiradas obedecendo a um certo critério, então a próxima letra a ser retirada será

  • a) T

b) R

c) S

d) K

e) X

12.

(FCC) Observe a seguinte sucessão de multiplicações:

 
 

5 x 5 = 25 35 x 35 = 1 225 335 x 335 = 112 225 3 335 x 3 335 = 11 122 225

 

A análise dos produtos obtidos em cada linha permite que se conclua corretamente que, efetuando 33 333 335 x 33 333 335, obtém-se um número cuja soma dos algarismos é igual a

a)

28

b) 29

c) 31

d) 34

13.

Considere a seqüência de figuras:

a) T b) R c) S d) K e) X 12. (FCC) Observe a seguinte sucessão

Mantendo a mesma lei de formação, a 1ª figura é igual à

 

a)

11ª figura

b) 12ª figura

c) 13ª figura

d) 14ª figura

e) 15ª figura

14.

(FCC) Em cada linha do quadrado abaixo, as figuras foram desenhadas obedecendo a um mesmo padrão de

construção.

construção.

Segundo esse padrão, a figura que deverá substituir corretamente o ponto de interrogação é

a)

a) b) c) d)

b)

a) b) c) d)

c)

a) b) c) d)

d)

a) b) c) d) e)

e)

a) b) c) d) e)

15.

(FCC) No quadrilátero seguinte os números foram colocados nas células obedecendo a um determinado

padrão.

padrão.

Seguindo esse padrão, o número X deve ser tal que

a)

x > 100

b) 90 < x < 100

c) 80 < x < 90

d) 70 < x < 80

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

5

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 16. (FCC) Na figura abaixo, as letras foram dispostas em forma de um triângulo segundo determinado critério.

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 16. (FCC) Na figura abaixo, as letras foram dispostas em: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 6 " id="pdf-obj-5-13" src="pdf-obj-5-13.jpg">

Considerando que as letras K, W e Y não fazem parte do alfabeto oficial, então, de acordo com o critério estabelecido, a letra que deve substituir o ponto de interrogação é

a) P

b) Q

c) R

d) S

e) T

  • 17. José decidiu nadar no clube, regularmente, de quatro em quatro dias. Começou a fazê-lo em um sábado;

nadou pela segunda vez na quarta-feira seguinte, depois no domingo e assim por diante. Nesse caso, na

centésima vez em que José for nadar, será:

a) terça-feira.

b) quarta-feira.

c) quinta-feira

d) sexta-feira.

  • 18. (FCC) Observe que os números no interior da malha quadriculada abaixo foram colocados segundo

determinado critério. 12 42 36 54 ? 6 24 18 48
determinado critério.
12
42
36
54
?
6
24
18
48

Segundo tal critério, o número que substitui corretamente o ponto de interrogação está compreendido entre

a) 5 e 10

b) 10 e 15

c) 15 e 25

d) 25 e 35

e) 35 e 45

  • 19. De uma estação de trem partem duas linhas (I e II). As partidas na linha I começam às 6h e acontecem de 30

em 30 minutos, até às 19h. Na linha II, as partidas começam às 7h15 e acontecem de 25 em 25 minutos, até às

19h45. Portanto, no intervalo de tempo entre 7h28min e 9h28min:

a)

partiram 5 trens pela linha II;

 

b)

partiram 5 trens pela linha I;

c)

partiram mais trens pela linha I do que pela II;

 

d)

não houve horário coincidente de partida entre as linhas I e II;

20.

(FCC) Em um dado momento, dois automóveis parados em pontos opostos de um trecho retilíneo de certa

estrada partiram um em direção ao outro. Considere que:

 

12 minutos após a partida eles se cruzaram na metade desse trecho da estrada;

por exatas 2 horas e 30 minutos, os dois automóveis rodaram ininterruptamente por tal trecho da estrada, não perdendo tempo a cada retorno feito ao seu final; ao longo de todo o percurso, ambos mantiveram suas velocidades constantes; Nessas condições, o número de vezes que tais automóveis se cruzaram ao longo de todo o trajeto que percorreram é

a)

4

b) 5

 

c) 6

d) 7

e) 8

21.

(NCE) A figura a seguir mostra três visões de um mesmo cubo. Sabendo-se que cada letra significa uma cor

diferente, a cor da face oposta à da face marcada com A, na vista 1, é:

 

a)

A

a) A
  • b) B

  • c) C

  • d) D

  • e) E

22.

(NCE) Considere a seqüência abaixo:

 
 

B

B

B

   

B

X

B

 

X

X

B

 

X

B

X

X

B

X

X

B

X

B

B

B

B

X

B

B

X

X

O padrão que completa a seqüência é:

a)

X

X

b)

  • X X

X

B

c)

  • X X

X

d)

X

X

X

X

X

  • X B

X

X

  • X B

X

X

B

X

X

X

  • X X

B

X

  • X X

X

B

X

B

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

6

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

23.

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 23. Observe a seqüência de figuras: Usando sua imaginação, descubrateoria provável mas não demonstrada, uma su p osi ç ão admissível. Na matemática , é o conjunto de condições para poder iniciar uma demonstração. Surge no pensamento científico após a recolha de dados observados e na conseqüência da necessidade de explicação dos fenômenos associados a esses dados. É normalmente seguida de experimentação, que pode levar à verifica ç ão (aceita ç ão ) ou refutação (rejeição) da hipótese. Assim que comprovada, a hipótese passa a se chamar teoria , lei ou postulado . EXEMPLO 01. (IPAD) Luciano, Cláudio e Fernanda são três estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos; 2) Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ocorrem as duas opções simultaneamente; 4) Fernanda ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos. Luciano, Cláudio e Fernanda estudam respectivamente: a) Kant, Wittgenstein e Frege. b) Kant, Frege e Wittgenstein. c) Wittgenstein, Kant e Frege. d) Frege, Kant e Wittgenstein. e) Frege, Wittgenstein e Kant. E-mail : centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 7 " id="pdf-obj-6-12" src="pdf-obj-6-12.jpg">

Observe a seqüência de figuras:

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 23. Observe a seqüência de figuras: Usando sua imaginação, descubrateoria provável mas não demonstrada, uma su p osi ç ão admissível. Na matemática , é o conjunto de condições para poder iniciar uma demonstração. Surge no pensamento científico após a recolha de dados observados e na conseqüência da necessidade de explicação dos fenômenos associados a esses dados. É normalmente seguida de experimentação, que pode levar à verifica ç ão (aceita ç ão ) ou refutação (rejeição) da hipótese. Assim que comprovada, a hipótese passa a se chamar teoria , lei ou postulado . EXEMPLO 01. (IPAD) Luciano, Cláudio e Fernanda são três estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos; 2) Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ocorrem as duas opções simultaneamente; 4) Fernanda ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos. Luciano, Cláudio e Fernanda estudam respectivamente: a) Kant, Wittgenstein e Frege. b) Kant, Frege e Wittgenstein. c) Wittgenstein, Kant e Frege. d) Frege, Kant e Wittgenstein. e) Frege, Wittgenstein e Kant. E-mail : centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 7 " id="pdf-obj-6-16" src="pdf-obj-6-16.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 23. Observe a seqüência de figuras: Usando sua imaginação, descubrateoria provável mas não demonstrada, uma su p osi ç ão admissível. Na matemática , é o conjunto de condições para poder iniciar uma demonstração. Surge no pensamento científico após a recolha de dados observados e na conseqüência da necessidade de explicação dos fenômenos associados a esses dados. É normalmente seguida de experimentação, que pode levar à verifica ç ão (aceita ç ão ) ou refutação (rejeição) da hipótese. Assim que comprovada, a hipótese passa a se chamar teoria , lei ou postulado . EXEMPLO 01. (IPAD) Luciano, Cláudio e Fernanda são três estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos; 2) Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ocorrem as duas opções simultaneamente; 4) Fernanda ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos. Luciano, Cláudio e Fernanda estudam respectivamente: a) Kant, Wittgenstein e Frege. b) Kant, Frege e Wittgenstein. c) Wittgenstein, Kant e Frege. d) Frege, Kant e Wittgenstein. e) Frege, Wittgenstein e Kant. E-mail : centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 7 " id="pdf-obj-6-18" src="pdf-obj-6-18.jpg">
COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com 23. Observe a seqüência de figuras: Usando sua imaginação, descubrateoria provável mas não demonstrada, uma su p osi ç ão admissível. Na matemática , é o conjunto de condições para poder iniciar uma demonstração. Surge no pensamento científico após a recolha de dados observados e na conseqüência da necessidade de explicação dos fenômenos associados a esses dados. É normalmente seguida de experimentação, que pode levar à verifica ç ão (aceita ç ão ) ou refutação (rejeição) da hipótese. Assim que comprovada, a hipótese passa a se chamar teoria , lei ou postulado . EXEMPLO 01. (IPAD) Luciano, Cláudio e Fernanda são três estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos; 2) Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ocorrem as duas opções simultaneamente; 4) Fernanda ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos. Luciano, Cláudio e Fernanda estudam respectivamente: a) Kant, Wittgenstein e Frege. b) Kant, Frege e Wittgenstein. c) Wittgenstein, Kant e Frege. d) Frege, Kant e Wittgenstein. e) Frege, Wittgenstein e Kant. E-mail : centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 7 " id="pdf-obj-6-20" src="pdf-obj-6-20.jpg">

Usando sua imaginação, descubra o próximo desenho dessa seqüência. Esse desenho se assemelha mais:

  • a) uma mão aberta

  • b) a um inseto com asas.

  • c) um triângulo invertido

  • d) a um cubo

    • 24. Responda rápido: “Se um gato come um rato em um dia, em quantos dias dois gatos comem dois ratos?”

      • a) 1

      • b) 2

      • c) 3

      • d) 4

        • 25. (FCC) Se uma torneira aberta tem vazão de 1 litro de água por minuto, então, abertas simultaneamente,

          • a) duas dessas torneiras levam 2 minutos para despejarem 2 litros de água.

          • b) duas dessas torneiras levam 6 minutos para despejarem 4 litros de água.

          • c) três dessas torneiras levam 12 minutos para despejarem 3 litros de água.

          • d) três dessas torneiras levam 6 minutos para despejarem 2 litros de água.

          • e) quatro dessas torneiras levam 2 minutos para despejarem 8 litros de água.

26.

Observe a seqüência (A,M,J,J,A,S,O,N,D,

),

a próxima letra é:

 

a)

A

b) M

c) J

d) S

e) O

 

x

27.

Dada a seqüência (16,18,9,12,4,8,2,x,y), o valor de

é um:

 
 

y

a)

múltiplo de 15

b) quadrado perfeito

 

c) cubo perfeito

d) nº primo

GABARITO

 
  • 01. 03. C

B

02. D

04. A

05. D

06. B

07. C

08. B

09. B

10. E

  • 11. 13. C

D

12. A

14. B

15. A

16. E

17. B

18. D

19. A

20. C

22. C

  • 21. 23. B

A

24. A

25. E

26. C

27. D

IDENTIFICANDO VERDADES E MENTIRAS

Para resolver questões de verdades e mentiras o importante é organizar as informações em tabelas para cruzar os dados, analisando a veracidade de cada sentença.

HIPÓTESE

Uma hipótese é uma teoria provável mas não demonstrada, uma suposição admissível. Na matemática, é o conjunto de condições para poder iniciar uma demonstração. Surge no pensamento científico após a recolha de dados observados e na conseqüência da necessidade de explicação dos fenômenos associados a esses dados. É normalmente seguida de experimentação, que pode levar à verificação (aceitação) ou refutação (rejeição) da hipótese. Assim que comprovada, a hipótese passa a se chamar teoria, lei ou postulado.

EXEMPLO

  • 01. (IPAD) Luciano, Cláudio e Fernanda são três estudantes de Filosofia. Sabe-se que um deles estuda Frege, o

outro Kant e o terceiro Wittgenstein. Sabe-se ainda que: 1) Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos; 2)

Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos; 3) Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ocorrem as duas opções simultaneamente; 4) Fernanda ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos. Luciano, Cláudio e Fernanda estudam respectivamente:

  • a) Kant, Wittgenstein e Frege.

  • b) Kant, Frege e Wittgenstein.

  • c) Wittgenstein, Kant e Frege.

  • d) Frege, Kant e Wittgenstein.

  • e) Frege, Wittgenstein e Kant.

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

7

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

SOLUÇÃO:

Do enunciado, podemos organizar as informações na tabela a seguir:

 

Luciano

Cláudio

Fernanda

Frege

     

Kant

     

Wittgenstein

     

De acordo com cada premissa podemos eliminar (X) os cruzamentos incorretos:

1) Se “Cláudio ou Fernanda estuda Frege, mas não ambos”, então “Luciano não estuda Frege”

 

Luciano

Cláudio

Fernanda

Frege

F

   

Kant

     

Wittgenstein

     

2) Se “Luciano ou Fernanda estuda Kant, mas não ambos”, então “Cláudio não estuda Kant”

 

Luciano

Cláudio

Fernanda

Frege

F

   

Kant

 

F

 

Wittgenstein

     

3) Se “Luciano estuda Frege ou Cláudio estuda Wittgenstein, mas não ambos”, então “Cláudio estuda Wittgenstein” pois já tínhamos concluído que “Luciano não estuda Frege

 

Luciano

Cláudio

Fernanda

Frege

F

   

Kant

 

F

 

Wittgenstein

F

VERDADE

F

Como “Luciano não estuda nem Frege, nem Wittgenstein” então por exclusão “ele estuda Kant”. Nesse caso resta apenas que “Fernanda estuda Frege”

 

Luciano

Cláudio

Fernanda

Frege

F

 

VERDADE

Kant

VERDADE

F

 

Wittgenstein

F

VERDADE

F

02. Três crianças Astolfo, Belarmino e Cleosvaldo brincavam, cada qual, com um único tipo de brinquedo. Considere as seguintes informações:

Os brinquedos são: Falcon, Playmobil e Atari; As idades dos três são: 11, 8 e 6; Astolfo não brincava com um Falcon e nem com o Atari; A criança que tem 11 anos, brincava de Atari; Cleosvaldo tem menos de 8 anos. Com base na informações dadas, é correto afirmar que

  • a) Belarmino tem 11 anos.

  • b) Astolfo tem 11 anos.

  • c) Belarmino brincava com um Falcon.

  • d) Cleosvaldo brincava com um Atari.

  • e) Astolfo não tem 8 anos.

SOLUÇÃO:

Do enunciado, podemos organizar a tabela a seguir:

 

ASTOLFO

BELARMINO

CLEOSVALDO

IDADE

     

BRINQUEDO

     

Sabendo que “Astolfo brincava com um Playmobil” e que “Cleosvaldo tem 6 anos”, temos:

 

ASTOLFO

BELARMINO

CLEOSVALDO

IDADE

   

6

BRINQUEDO

Play

   

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

8

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

Como “A criança que tem 11 anos, brincava de Atari”, apenas Belarmino se encaixa, logo

 

ASTOLFO

BELARMINO

CLEOSVALDO

 

IDADE

 

11

6

BRINQUEDO

Play

Atari

 

Por exclusão, temos

 

ASTOLFO

BELARMINO

CLEOSVALDO

 

IDADE

8

11

6

BRINQUEDO

Play

Atari

Falcon

  • 03. Três amigas, Anna, Bruna e Camila, encontram-se em uma festa. O vestido de uma delas é azul, o de outra é

preto, e o de outra é branco. Elas calçam pares de sapatos destas mesmas três cores, mas somente Anna está

com vestido e sapatos de mesma cor. Nem o vestido nem os sapatos de Bruna são brancos. Camila está com sapatos azuis. Desse modo,

  • a) o vestido de Bruna é azul e o de Anna é preto.

  • b) o vestido de Bruna é branco e seus sapatos são pretos.

  • c) os sapatos de Bruna são pretos e os de Anna são brancos.

  • d) os sapatos de Anna são pretos e o vestido de Camila é branco.

  • e) o vestido de Anna é preto e os sapatos de Camila são azuis.

SOLUÇÃO:

Do enunciado, podemos organizar a tabela a seguir:

 

ANNA

BRUNA

CAMILA

 

VESTIDO

     

SAPATOS

     

Sabendo que “Camila está com sapatos azuis”, temos:

 
 

ANNA

BRUNA

CAMILA

 

VESTIDO

     

SAPATOS

   

Az

Sabendo que “Nem o vestido nem os sapatos de Bruna são brancos”, então Anna tem que ter sapatos brancos

 

ANNA

BRUNA

CAMILA

 

VESTIDO

     

SAPATOS

Br

 

Az

Como “Anna está com vestido e sapatos de mesma cor”, temos

 

ANNA

BRUNA

CAMILA

 

VESTIDO

Br

   

SAPATOS

Br

 

Az

Por exclusão, deduz-se que Bruna está com sapatos pretos e sabendo que “somente Anna está com vestido e sapatos de mesma cor”, temos

 

ANNA

BRUNA

CAMILA

VESTIDO

Br

Az

Pr

SAPATOS

Br

Pr

Az

  • 04. Quando a mãe de Aurismar, Belomar, Cleosmar e Denysmar, chega em casa, verifica que seu vaso preferido

havia sido quebrado. Interrogados pela mãe, eles fazem as seguintes declarações:

"Mãe, o Bel foi quem quebrou" disse Auri

"Como sempre, o Denys foi culpado" disse Bel

"Mãe, sou inocente" disse Cleo

“Claro que o Bel está mentindo" – disse Denys

Sabendo que apenas um dos quatro disse a verdade, diga quem quebrou o vaso.

  • a) Aurismar

  • b) Belomar

  • c) Cleosmar

  • d) Denysmar

  • e) Nenhum deles

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

9

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

SOLUÇÃO:

Do enunciado, podemos construir a tabela a seguir, onde serão analisadas as declarações mediante as hipóteses:

   

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES

 

HIPÓTESES

AURI

BEL

CLEO

DENYS

AURI

       

BEL

       

CLEO

       

DENYS

       

Analisaremos as declarações de cada criança, de acordo com as hipóteses dos culpados. No caso do Auri, ele estaria falando a verdade no caso do Bel realmente ser o culpado, ou seja, ele mente (F) na hipótese de outra pessoa ser o culpado, logo:

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES HIPÓTESES AURI BEL CLEO DENYS AURI F BEL V CLEO F DENYS F
ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES
HIPÓTESES
AURI
BEL
CLEO
DENYS
AURI
F
BEL
V
CLEO
F
DENYS
F

Analisando a declaração de Bel, vemos que apenas no caso de Denys ter sido o culpado ele estaria dizendo a verdade, então para qualquer outra hipótese de culpado ele mente (F), logo temos:

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES HIPÓTESES AURI BEL CLEO DENYS AURI F F BEL V F CLEO F
ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES
HIPÓTESES
AURI
BEL
CLEO
DENYS
AURI
F
F
BEL
V
F
CLEO
F
F
DENYS
F
V

Como Cleo se declara inocente, apenas na hipótese dele ser o culpado, sua declaração é dita como falsa (F), em todas as demais hipóteses ele realmente seria inocente, logo:

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES HIPÓTESES AURI BEL CLEO DENYS
ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES
HIPÓTESES
AURI
BEL
CLEO
DENYS
AURI F F V BEL V F V CLEO F F F DENYS F V V
AURI
F
F
V
BEL
V
F
V
CLEO
F
F
F
DENYS
F
V
V
ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES
HIPÓTESES
AURI
BEL
CLEO
DENYS
AURI
F
F
V
V
BEL
V
F
V
V
CLEO
F
F
F
V
DENYS
F
V
V
F

Nesse caso, sempre a declaração de Denys tem valor lógico contrário ao de Bel, pois eles se contradizem, então Denys só irá mentir no caso dele ser o culpado, ou seja:

Observe que somente na hipótese de Cleo ser o culpado é que apenas uma das declarações se torna verdadeira (V), sendo então três falsas (F). Como somente Denys diz a verdade, a terceira hipótese é a única aceita, sendo então Cleosmar declarado o culpado.

05. Cinco jovens encontram-se diante de três portas na “Caverna do Dragão”, buscando um caminho para voltar para casa. Diante das portas estão três guardiões. As portas levam: ao castelo do Vingador, a um labirinto e finalmente uma passagem para seu mundo, mas não nessa ordem. Cada um dos guardiões declara:

1º Guardião: “O castelo do seu inimigo não está na porta da direita”

2º Guardião: “A porta do meio é a passagem para seu mundo”

3º Guardião: “A porta do centro leva a um labirinto e a da direita ao Castelo do Vingador” Quando o “Mestre dos Magos” aparece, avisa aos garotos de que apenas dois dos guardiões estava falando a

verdade. Logo, eles concluíram que:

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

10

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • a) o labirinto está na porta da esquerda

  • b) a passagem está na porta da esquerda

  • c) a passagem está na porta do centro

  • d) o castelo do Vingador está na porta do centro

  • e) o castelo do Vingador está na porta da direita

SOLUÇÃO:

Do enunciado, podemos construir a tabela a seguir, que mostra as possibilidades para cada porta:

 

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES

 

HIPÓTESES

1º GUARDIÃO

2º GUARDIÃO

3º GUARDIÃO

C

L

P

     

C

P

L

     

P

C

L

     

P

L

C

     

L

P

C

     

L

C

P

     

Analisando as declarações de cada guardião, de acordo com as hipóteses, temos:

 

ANÁLISE DAS DECLARAÇÕES

 

HIPÓTESES

1º GUARDIÃO

2º GUARDIÃO

3º GUARDIÃO

C

L

P

V

F

F

C

P

L

V

V

F

P

C

L

V

F

F

P

L

C

F

F

V

L

P

C

F

V

F

L

C

P

V

F

F

Observe que apenas na 2ª hipótese, dois dos guardiões falam a verdade, então a ordem será Castelo (C), Passagem (P) e Labirinto (L) Portanto, a passagem está na porta do centro.

EXERCÍCIOS

  • 01. Em torno de uma mesa quadrada, encontram-se sentados quatro sindicalistas. Oliveira, o mais antigo entre

eles, é mineiro. Há também um paulista, um carioca e um baiano. Paulo está sentado à direita de Oliveira. Norton, à direita do paulista. Por sua vez, Vasconcelos, que não é carioca, encontra-se à frente de Paulo. Assim,

a)

Paulo é paulista e Vasconcelos é baiano.

b)

Paulo é carioca e Vasconcelos é baiano.

c)

Norton é baiano e Vasconcelos é paulista.

d)

Norton é carioca e Vasconcelos é paulista.

e)

Paulo é baiano e Vasconcelos é paulista.

02.

Um agente de viagens atende três amigas. Uma delas é loira, outra é morena e a outra é ruiva. O agente sabe

que uma delas se chama Milena, outra se chama Monyke e a outra se chama Carine. Sabe, ainda, que cada uma delas fará uma viagem a um país diferente da Europa: uma delas irá à Alemanha, outra à França e a outra irá à Inglaterra. Ao agente de viagens, que queria identificar o nome e o destino de cada uma, elas deram as seguintes informações:

A loira: ”Não vou à França nem à Inglaterra“

A morena: “Meu nome não é Monyke nem Carine”

A ruiva: “Nem eu nem Monyke vamos à França” O agente de viagens concluiu, então, acertadamente, que:

a)

A loira é Carine e vai à Inglaterra.

b)

A ruiva é Carine e vai à França.

c)

A ruiva é Milena e vai à Inglaterra.

d)

A morena é Milena e vai à Inglaterra.

e)

A loira é Monyke e vai à Alemanha.

  • 03. Cinco camisetas de cores diferentes foram dispostas em uma pilha. A verde está abaixo da amarela e acima

da azul. A vermelha está acima da marrom e esta fica abaixo da verde. A amarela e a verde se encostam, assim como esta e a marrom. Qual é a cor da camiseta do topo da pilha?

a) Azul

b) Amarela

c) Verde

d) Vermelha

e) Marrom

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

11

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 04. (FCC) Pesquisados sobre o hábito de tomar café no horário do almoço, no período de segunda a sexta-feira,

três colegas afirmaram:

EUCLIDES:

“Não tomo café às terças, nem às sextas-feiras”.

LUÍS:

“Tomo café todas as terças, quintas e sextas-feiras e não tomo nos demais dias”.

FRANCISCO: “Tomo café todas as segundas e quartas-feiras e não tomo nos demais dias”. Sabe-se que todos os dias pelo menos um deles toma café no almoço e há um dia em que os três tomam café juntos. Se apenas Francisco não falou a verdade, então os três tomam café juntos na

a) sexta-feira

b) quinta-feira

c) quarta-feira

d) terça-feira

e) segunda-feira

  • 05. João é mais velho do que Pedro, que é mais novo do que Carlos; Antônio é mais velho do que Carlos, que é

mais novo do que João. Antônio não é mais novo do que João e todos os quatro meninos têm idades diferentes. O

mais jovem deles é:

a) João

b) Antônio

c) Pedro

d) Carlos

  • 06. (FCC) Quatro empresas (Maccorte, Mactex, Macval, Macmais) participam de uma concorrência para compra

de certo tipo de máquina. Cada empresa apresentou um modelo diferente do das outras (Thor, Hércules, Netuno,

Zeus) e os prazos de entrega variavam de 8 a 14 dias. Sabe-se que:

Sobre os prazos de entrega, Macval apresentou o menor e Mactex o maior. O modelo Zeus foi apresentado pela Maccorte, com prazo de entrega de 2 dias a menos do que a Mactex. O modelo Hércules seria entregue em 10 dias. Macval não apresentou o modelo Netuno. Nessas condições, o modelo apresentado pela empresa

  • a) Macval foi o Hécules.

b) Mactex foi o Thor.

  • c) Macmais foi o Thor.

d) Mactex foi o Netuno

e) Macval foi o Netuno

  • 07. (FCC) Cinco times: Antares, Bilbao, Cascais, Dali e Elite, disputam um campeonato de basquete e, no

momento, ocupam as cinco primeiras posições na classificação geral. Sabe-se que:

 

Antares está em um primeiro lugar e Bilbao está em quinto;

 

Cascais está exatamente na posição intermediária entre Antares e Bilbao;

Deli está à frente do Bilbao, enquanto que o Elite está imediatamente atrás do Cascais. Nessas condições, é correto afirmar que:

a)

Cascais está em segundo lugar.

b) Deli está em quarto lugar.

 

c)

Deli está em segundo lugar.

d) Elite está em segundo lugar.

e)

Elite está em terceiro lugar.

 

08.

Marcos e Paulo pertencem a um grupo de mentirosos programados. Marcos mente sempre na terça, quarta e

quinta, dizendo a verdade nos outros dias da semana. Paulo mente sempre na sexta, sábado e domingo, fazendo questão de dizer a verdade nos outros dias. Certo dia, dialogando entre eles, afirmaram:

 

Marcos: “Eu mentirei amanhã, assim como ontem”

 

Paulo: “Hoje é terça-feira”

Em que dia da semana ocorreu esse diálogo?

a)

segunda

b) terça

c) quarta

d) quinta

e) sexta

09.

Sabe-se que um crime é cometido por um dos quatro suspeitos: Aurisvanderson, Belarmino, Cleosvaldo e

Denysgleison. Interrogados na delegacia, eles fazem as seguintes declarações:

 

Auri: "Bel é o culpado"

 

Bel: "Denys realmente é o culpado"

Cleo: "Acreditem, eu não sou culpado"

Denys: "Bel está mentindo"

Sabendo que apenas um dos quatro mentiu, diga quem é o verdadeiro culpado.

 

a)

Aurisvanderson

b) Belarmino

c) Cleosvaldo

d) Denysgleison

10.

Três bolas A, B e C foram pintadas: uma de vermelho, uma de preto e uma de azul, não necessariamente

nessa ordem. Leia atentamente as declarações abaixo:

 

A é azul

B não é azul

C não é preta

Sabendose que apenas uma das declarações acima é verdadeira, podemos afirmar corretamente que:

a)

A bola A é vermelha, a bola B é preta e a bola C é azul

 

b)

A bola A é vermelha, a bola B é azul e a bola C é preta

c)

A bola A é preta, a bola B é azul e a bola C é vermelha

d)

A bola A é preta, a bola B é vermelha e a bola C é azul

e)

A bola A é azul, a bola B é vermelha e a bola C é preta

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

12

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 11. Percival encontra-se à frente de três portas, numeradas de 1 a 3, cada uma das quais conduz a uma sala

diferente. Em uma das salas encontra-se uma linda princesa; em outra, um valioso tesouro; finalmente, na outra, um feroz dragão. Em cada uma das portas encontra-se uma inscrição:

Porta 1: “Se procuras a linda princesa, não entres; ela está atrás da porta 2.”

Porta 2: “Se aqui entrares, encontrarás um valioso tesouro; mas cuidado: não entres na porta 3 pois atrás dela encontra-se um feroz dragão.”

Porta 3: “Podes entrar sem medo pois atrás desta porta não há dragão algum.”

Alertado por um mago de

que

uma e somente uma dessas inscrições é falsa

(sendo as duas outras

verdadeiras), Percival conclui, então, corretamente que atrás das portas 1, 2 e 3 encontram-se respectivamente:

  • a) o feroz dragão, o valioso tesouro, a linda princesa

  • b) a linda princesa, o valioso tesouro, o feroz dragão

  • c) o valioso tesouro, a linda princesa, o feroz dragão

  • d) a linda princesa, o feroz dragão, o valioso tesouro

e)

o feroz dragão, a linda princesa, o valioso tesouro

 

12.

(ESAF) Três amigas encontram-se em uma festa. O vestido de uma delas é azul, o de outra é preto, e o de

outra é branco. Elas calçam pares de sapatos destas mesmas três cores, mas somente Ana está com vestido e sapatos de mesma cor. Nem o vestido nem os sapatos de Júlia são brancos. Marisa está com sapatos azuis. Desse modo,

a)

o vestido de Júlia é azul e o de Ana é preto.

 

b)

o vestido de Júlia é branco e seus sapatos são pretos.

 

c)

os sapatos de Júlia são pretos e os de Ana são brancos.

d)

os sapatos de Ana são pretos e o vestido de Marisa é branco.

e)

o vestido de Ana é preto e os sapatos de Marisa são azuis.

13.

(ESAF) Uma empresa produz andróides de dois tipos: os de tipo V, que sempre dizem a verdade, e os de tipo

M, que sempre mentem. Dr. Turing, um especialista em Inteligência Artificial, está examinando um grupo de cinco andróides rotulados de Alfa, Beta, Gama, Delta e Épsilon , fabricados por essa empresa, para determinar quantos entre os cinco são do tipo V. Ele pergunta a Alfa: “Você é do tipo M?” Alfa responde mas Dr. Turing,

distraído, não ouve a resposta. Os andróides restantes fazem, então, as seguintes declarações:

 

Beta: “Alfa respondeu que sim”.

 

Gama: “Beta está mentindo”.

Delta: “Gama está mentindo”.

Épsilon: “Alfa é do tipo M”.

Mesmo sem ter prestado atenção à resposta de Alfa, Dr. Turing pôde, então, concluir corretamente que o número

de andróides do tipo V, naquele grupo, era igual a

 

a)

1

b) 2

c) 3

d) 4

14.

Sete funcionários de uma empresa (Arnaldo, Beatriz, Carlos, Douglas, Edna, Flávio e Geraldo) foram divididos

em 3 grupos para realizar uma tarefa. Esta divisão foi feita de modo que: cada grupo possui no máximo 3

pessoas;Edna deve estar no mesmo grupo que Arnaldo; Beatriz e Carlos não podem ficar no mesmo grupo que Geraldo; Beatriz e Flávio devem estar no mesmo grupo; Geraldo e Arnaldo devem ficar em grupos distintos; nem Edna nem Flávio podem fazer parte do grupo de Douglas. Estarão necessariamente no mesmo grupo:

a)

Arnaldo e Carlos;

b) Arnaldo e Douglas;

c) Carlos e Flávio;

d) Douglas e Geraldo;

15.

(CESPE) Três amigos Ari, Beto e Carlos se encontram todos os fins-de-semana na feira de carros antigos.

Um deles tem um Gordini, outro tem um Sinca e o terceiro, um Fusca. Os três moram em bairros diferentes (Buritis, Praia Grande e Cruzeiro) e têm idades diferentes (45, 50 e 55 anos). Além disso, sabe-se que:

Ari não tem um Gordini e mora em Buritis;

 

Beto não mora na Praia Grande e é 5 anos mais novo que o dono do Fusca;

O dono do Gordini não mora no Cruzeiro e é o mais velho do grupo. A partir das informações acima, é correto afirmar que

a)

Ari mora em Buritis, tem 45 anos de idade e é proprietário do Sinca.

b)

Beto mora no Cruzeiro, tem 50 anos de idade e é proprietário do Gordini.

c)

Carlos mora na Praia Grande, tem 50 anos de idade e é proprietário do Gordini.

d)

Ari mora em Buritis, tem 50 anos de idade e é proprietário do Fusca.

GABARITO

  • 01. 05. C

A

02. E

03. D

04. B

  • 06. 10. C

D

07. C

08. B

09. B

12. C

  • 11. 15. D

E

13. B

14. D

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

13

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

SILOGISMO

Consiste sintaticamente entre três proposições categóricas, compostas por termos, onde a cada duas deles contém termos iguais.

A C A
A
C
A

B (PREMISSA MAIOR)

(PREMISSA MENOR)

CB (CONCLUSÃO)

Todo homem é mortal. Sócrates é homem . Logo, Sócrates é mortal.
Todo homem é mortal.
Sócrates é homem .
Logo, Sócrates é mortal.

O termo semelhante nas premissas desaparece, restando na conclusão os termos restantes das premissas.

QUANTIFICADORES

São elementos que transformam as sentenças abertas em proposições. Eles são utilizados para indicar a quantidade de valores que a variável de uma sentença precisa assumir para que esta sentença torne-se verdadeira ou falsa e assim gere uma proposição.

TIPOS DE QUANTIFICADORES

  • a) Quantificador existencial:

É o quantificador que indica a necessidade de “existir pelo menos um” elemento satisfazendo a proposição dada para que esta seja considerada verdadeira. É indicado pelo símbolo “”, que se lê “existe”, “existe um” ou “existe pelo menos um”.

EXEMPLO:

  • (p) xR / x 3

  • (q) Existe dia em que não chove.

  • b) Quantificador universal:

É o quantificador que indica a necessidade de termos “todos” os elementos satisfazendo a proposição dada para que esta seja considerada verdadeira.

É indicado pelo símbolo “”, que se lê “para todo” ou “qualquer que seja”.

EXEMPLO:

  • (m) xR x 5 (Lê-se: “para todo x pertencente aos reais, tal que x é maior ou igual a 5”)

  • (n) Qualquer que seja o dia, não choverá.

TEORIA DOS CONJUNTOS

NOMENCLATURA UTILIZADA - conjunto dos números reais

* - conjunto dos

números reais não nulos

+ - conjunto dos números reais não negativos

* + - conjunto dos números reais positivos

Q

- conjunto dos números racionais

Q * - conjunto dos números racionais não nulos

Z

- conjunto dos números inteiros

Z+ - conjunto dos números inteiros não negativos Z * - conjunto dos números inteiros não nulos N - conjunto dos números naturais N* - conjunto dos números naturais não nulos

- conjunto vazio - símbolo de união entre dois conjuntos

- símbolo de intersecção entre dois conjuntos

- símbolo de pertinência entre elemento e conjunto

- símbolo de inclusão entre dois conjuntos

- qualquer que seja

14

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

UNIÃO (  ) União de dois conjuntos A e B é o conjunto formado pelos
UNIÃO (  )
União de dois conjuntos A e B é o conjunto formado pelos elementos que pertencem a A ou a B ou a ambos.
A
B
EX.: “Pessoas que são atletas
(A) ou baianos (B)”
(o “ou” não é excludente,
CONCLUSÕES:
1 o . A  B = B  A
2
o
A   = A
portanto isso significa que o
conjunto união abrange os
elementos que fazem parte de
pelo menos um dos conjuntos)
3
o
A 
A = A
4
o
(A  B)  C = A  (B  C)
A  B
5
o
n(A  B) = n(A) + n(B) – n(A  B)

INTERSEÇÃO ( )

Interseção de dois conjuntos A e B é o conjunto formado pelos elementos que pertencem ao mesmo tempo a ambos os conjuntos dados.

A B A  B
A
B
A  B

EX.: Pessoas que são atletas (A) e são baianos (B)

CONCLUSÕES: 1 o A  B = B  A 2 o A   =
CONCLUSÕES:
1 o A  B = B  A
2 o A   = 
3 o A
A = A
4 o (A  B)  C = A  (B  C)

DIFERENÇA ( ) ou COMPLEMENTAR

Diferença entre os conjuntos A e B, nesta ordem, é o conjunto formado pelos elementos que pertencem a A, porém, não pertencem a B. O conjunto A B também é chamado de complementar de B e em A, pois é o que falta para B completar o conjunto A.

A B
A
B

A B

EX.: Pessoas que são atletas (A), mas não são baianos (B)

CONJUNTOS LÓGICOS

NENHUM

Não existe interseção entre os conjuntos.

EX.:

A: “Nenhum soldado é covarde”

COVARDES SOLDADOS
COVARDES
SOLDADOS

ALGUNS

OBS.:

A negação da premissa A será:

~A: “Não é verdade que nenhum soldado é covarde”

ou então

~A: “Existe pelo menos um soldado covarde”

Existe pelo menos um elemento na interseção entre os conjuntos, mas nem todos.

EX.:

B: “Alguns soldados são covardes”

COVARDES SOLDADOS
COVARDES
SOLDADOS

OBS.:

A negação da premissa B será:

~B: “Não é verdade que alguns soldados são covardes”

ou então

~B: “Nenhum soldado é covarde”

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

15

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

TODOS

Um dos conjuntos é subconjunto do outro.

EX.:

C: “Todos os soldados são covardes”

COVARDES SOLDADOS
COVARDES
SOLDADOS

OBS.:

A negação da premissa C será:

~C: “Não é verdade que todos os soldado são covardes”

ou então

~C: “Existe pelo menos um soldado que não é covarde”

TIPOS DE PROPOSIÇÕES COMPOSTAS

Uma proposição é chamada de composta quando é formada a partir de outras proposições mais simples

(p, q, r, ...

)

mediante o uso de:

modificadores (~) conectivos (e ) condicionais (e ).

TAUTOLOGIA Dizemos que uma proposição composta é uma tautologia, ou seja, uma proposição logicamente verdadeira, quando tem o valor lógico verdadeiro independentemente dos valores lógicos das proposições parciais usadas na sua elaboração. Ex.: pq: “No concurso João foi aprovado ou reprovado”

CONTRADIÇÃO Dizemos que uma proposição composta é uma contradição, ou seja, uma proposição logicamente falsa, quando tem o valor lógico falso independentemente dos valores lógicos das proposições parciais usadas na sua elaboração. Ex.: pq: “Sophia nasceu em Fortaleza e em São Paulo”

CONTINGÊNCIA

Dizemos que uma proposição composta é uma contingência quando ela pode ter os valores lógico

verdadeiro ou falso.

EXEMPLOS

01. (IPAD) Supondo que “todos os cientistas são objetivos e que alguns filósofos também o são”, podemos logicamente concluir que:

  • a) não pode haver cientista filósofo.

  • b) algum filósofo é cientista.

  • c) se algum filósofo é cientista, então ele é objetivo.

  • d) alguns cientistas não são filósofos.

  • e) nenhum filósofo é objetivo.

SOLUÇÃO:

Dadas as premissas:

A: “todos os cientistas são objetivos” B: “alguns filósofos são objetivos”

Sejam

O Objetivos C Cientistas F Filósofos Do enunciado, para satisfazer as premissas A e B, temos os seguintes diagramas possíveis:

o 1 F O
o
1
F
O

C

o 2 F O
o
2
F
O

C

o 3 F O
o
3
F
O

C

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

16

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

Dessa forma, temos que “se algum filósofo é cientista” ele fica de acordo com o 2º ou 3º diagrama, o que implica necessariamente que “esse filósofo será objetivo”, pois “todo cientista é objetivo”.

 

Resposta: C

02.

(IPAD) Supondo que cronópios e famas existem e que nem todos os cronópios são famas, podemos concluir

logicamente que:

  • a) nenhum cronópio é fama.

  • b) não existe cronópio que seja fama.

  • c) todos os cronópios são famas.

  • d) nenhum fama é cronópio.

  • e) algum cronópio não é fama.

SOLUÇÃO:

Dada a premissa:

A: “Nem todos os cronópios são famas” Sejam

C Cronópios F Famas Do enunciado, para satisfazer a premissa A, temos os seguintes diagramas possíveis:

o 1
o
1

F

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com Dessa forma, temos que “se algum filósofo é cientista” ele: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 17 " id="pdf-obj-16-55" src="pdf-obj-16-55.jpg">
C o 2 F C
C
o
2
F
C

Podemos concluir que “Se nem todo cronópio é fama, então necessariamente existe pelo menos um cronópio que não é fama”.

Resposta: E

  • 03. (IPAD) Em um país estranho sabe-se que as pessoas estão divididas em dois grupos: o grupo dos que têm

uma idéia original e o grupo dos que têm uma idéia comercializável. Sabe-se também que 60% das pessoas têm

uma idéia original e apenas 50% têm idéias comercializáveis. Podemos afirmar que:

  • a) 15% das pessoas têm idéias originais e comercializáveis.

  • b) 10% das pessoas têm idéias originais e comercializáveis.

  • c) 30% das pessoas têm idéias comercializáveis, mas não originais.

  • d) 70% das pessoas têm idéias originais e não comercializáveis.

  • e) 65% das pessoas têm idéias originais e não comercializáveis.

SOLUÇÃO:

Sejam

A grupo dos que têm uma idéia original ; B grupo dos que têm uma idéia comercializável; Como todas as pessoas (100%) estão em pelo menos um dos grupos (A ou B), temos:

A B 60% – x x 50% – x
A
B
60% – x
x
50% – x

Sabendo que n(A B) = n(A) + n(B) n(A B) 100% = 60% + 50% x x = 10% portanto

10% das pessoas têm idéias originais e comercializáveis Resposta: B

  • 04. É verdade que "Alguns A são R" e que "nenhum G é R" então é necessariamente verdade que:

    • a) Alguns A não é G.

    • b) Algum A é G.

    • c) Nenhum A é G.

    • d) Algum G é A.

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

17

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • e) Nenhum G é A.

SOLUÇÃO:

Sabe-se que todos os A que também são R, não podem ser G, pois nenhum G é R, então existem alguns A que nunca serão G. Resposta: A

OBS.:

Os outros itens estão errados por que podem ser verdade ou não, dependendo de como for o diagrama. Mas

como não se pode garantir que G e A têm interseção ou não, nada se pode afirmar.

  • 05. Supondo que “Nenhum advogado foi reprovado” e que “Alguns bancários foram reprovados”, podemos

logicamente concluir que:

  • a) não pode haver advogado bancário.

  • b) algum advogado é bancário.

  • c) nenhum advogado é bancário.

  • d) todos os advogados são bancários.

  • e) alguns bancários não são advogados.

SOLUÇÃO:

Do enunciado temos os possíveis diagramas:

A R A o 1 2 o
A
R
A
o
1
2 o

B

COLÉGIO TIRADENTES  CADA VEZ michelerondon@hotmail.com e) Nenhum G é A. SOLUÇÃO: Sabe-se que todos os: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br 18 " id="pdf-obj-17-47" src="pdf-obj-17-47.jpg">
R B
R
B

Dessa forma, percebemos que nas duas possibilidades “alguns bancários não são advogados”, pois aqueles

bancários que foram reprovados, jamais poderão ser advogados, pois nenhum destes foi reprovado. Resposta: E

EXERCÍCIOS

  • 01. Qual a negação de “Todo artista é elegante”.

    • a) Nenhum artista é elegante

    • b) Todas as pessoas são elegantes

    • c) Ninguém é elegante

    • d) Todo artista não é elegante

    • e) Pelo menos um artista não é elegante

      • 02. Dizer que “Alguns alunos vão passar” implica que:

        • a) Não há aluno que vá passar

        • b) Todas as pessoas vão passar

        • c) Pelo menos um aluno vai passar

        • d) Todos os alunos vão passar

        • e) Todos os alunos não vão passar

          • 03. A equivalência de “Nenhum político é honesto” é:

            • a) Todas as pessoas são honestas

            • b) Todos os políticos são desonestos

            • c) Ninguém é honesto

            • d) Todo político é honesto

            • e) Pelo menos um político é honesto

              • 04. Dadas as proposições:

                • I Toda mulher é boa motorista.

                  • II Nenhum homem é bom motorista.

                    • III Todos os homens são maus motoristas.

IV Pelo menos um homem é mau motorista.

  • V Todos os homens são bons motoristas.

A negação da proposição (V) é:

a) I

b) II

c) III

d) IV

e) V

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

18

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 05. Assinale a alternativa que apresenta uma contradição.

    • a) Todo espião é vegetariano e algum vegetariano não é espião.

    • b) Nenhum espião é vegetariano e algum espião não é vegetariano.

    • c) Todo espião não é vegetariano e algum vegetariano é espião.

    • d) Algum espião é vegetariano e algum espião não é vegetariano.

    • e) Todo vegetariano é espião e algum espião não é vegetariano.

      • 06. Das premissas:

A: “Nenhum herói é covarde” B: “Alguns soldados são covardes”

Podese corretamente concluir que:

  • a) Alguns heróis são soldados

  • b) Alguns soldados são heróis

  • c) Nenhum herói é soldado

  • d) Alguns soldados não são heróis

  • e) Nenhum soldado é herói

    • 07. "Se alguns Smaugs são Trois e alguns Trois são Ludgans, então alguns Smaugs são definitivamente

Ludgans". Esta sentença é:

  • a) VERDADEIRA

  • b) FALSA

  • c) Nem Falso nem verdadeiro

  • d) impossível de dizer

    • 08. É bem conhecido que os marcianos tem, ao menos, uma cabeça. Um cientista assegura: "Todo marciano tem

exatamente duas cabeças". Mais tarde se demonstra que estava equivocado. Qual das seguintes afirmações é

necessariamente correta?

  • a) Não há marciano com duas cabeças.

  • b) Todo marciano, ou tem uma cabeça, ou tem mais de duas cabeças.

  • c) Há um marciano que tem uma cabeça.

  • d) Há um marciano que tem mais de duas cabeças.

  • e) Há um marciano que, ou tem uma cabeça, ou tem mais de duas cabeças.

    • 09. Se não é verdade que “Alguma professora universitária não dá aulas interessantes”, então é verdade que:

      • a) Todas as professoras universitárias dão aulas interessantes

      • b) Nenhuma professora universitária dá aulas interessantes

      • c) Nenhuma aula interessante é dada por alguma professora universitária

      • d) Nem todas as professoras universitárias dão aulas interessantes.

      • e) Todas as aulas não interessantes são dadas por professoras universitárias.

        • 10. Sabe-se que de um grupo 25 atletas, alguns são baianos e dos 30 baianos, alguns são comerciantes, mas

nenhum dos 40 comerciantes é atleta. Sabe-se ainda que o número de atletas baianos é o mesmo que dos

comerciantes baianos, que também é igual ao número de baianos que não são nem atletas nem comerciantes. Dessa forma, determine o número de comerciantes que não são baianos.

a) 35

b) 30

c) 25

d) 20

  • 11. A sentença x Rx = a + b” é a negação de:

x Rx a + b”

  • a)
    d) x Rx = a + b”

b) “x Rx > a + b”

e) “x Rx a + b”

c) x Rx < a + b”

  • 12. Em determinada universidade, foi realizado um estudo para avaliar o grau de satisfação de seus professores e

alunos. O estudo mostrou que, naquela universidade, nenhum aluno é completamente feliz e alguns professores são completamente felizes. Uma conclusão logicamente necessária destas informações é que, naquela universidade, objeto da pesquisa,

  • a) nenhum aluno é professor.

  • c) alguns alunos são professores.

  • e) todos os alunos são professores.

b) alguns professores não são alunos.

d) nenhum professor é aluno.

  • 13. Através de uma pesquisa, descobriu-se que “nenhum cientista é rico” e que “alguns professores são ricos”.

Assim, pode-se afirmar que:

  • a) Alguns cientistas são professores

  • c) Alguns professores são não cientistas

  • e) Nenhum professor é cientista

b) Alguns professores são cientistas d) Nenhum cientista é professor

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

19

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

  • 14. Todos os alunos de matemática são, também, alunos de inglês, mas nenhum aluno de inglês é aluno de

história. Todos os alunos de Português são também alunos de informática, e alguns alunos de informática são

também alunos de história. Como nenhum aluno de informática é aluno de inglês, e como nenhum aluno de Português é aluno de História, então:

  • a) Pelo menos um aluno de português é aluno de inglês

  • b) Pelo menos um aluno de matemática é aluno de história

  • c) Nenhum aluno de Português é aluno de matemática

  • d) Todos os alunos de informática são alunos de matemática.

  • e) Todos os alunos de informática são alunos de português

    • 15. Em um grupo de amigas, todas as meninas loiras são, também, altas e magras, mas nenhuma menina alta e

magra tem olhos azuis. Todas as meninas alegres possuem cabelos crespos, e algumas meninas de cabelos crespos têm também olhos azuis. Como nenhuma menina de cabelos crespos é alta e magra e como, neste grupo de amigas, não existe nenhuma menina que tenha cabelos crespos, olhos azuis e seja alegre, então:

  • a) Pelo menos uma menina alegre tem olhos azuis

  • b) Pelo menos uma menina loira tem olhos azuis

  • c) Todas as meninas que possuem cabelos crespos são loiras

  • d) Todas as meninas que possuem cabelos crespos são alegres

  • e) Nenhuma menina alegre é loira

    • 16. Sabe-se que existe pelo menos um A que é B. Sabe-se, também, que todo B é C. Disto resulta que:

a) Todo C é B.

  • d) Nada que não seja C é A

b) Todo C é A

e) Algum A não é C

c) Algum A é C

  • 17. Supondo que todos os alunos são inteligentes” e que “Nem todos os filósofos também são inteligentes”,

podemos logicamente concluir que:

  • a) não pode haver aluno filósofo.

  • c) alguns aluno não são filósofos.

  • e) nenhum filósofo é inteligente.

b) algum filósofo é aluno.

d) se algum filósofo é aluno, então ele é inteligente.

  • 18. Em uma festa com 500 pessoas, podemos afirmar com certeza que entre os presentes:

    • a) Existe pelo menos um que aniversaria em maio.

    • b) Existem pelo menos dois que aniversariam no mesmo dia.

    • c) Existem mais de dois que aniversariam no mesmo dia.

    • d) Existem dois que não aniversariam no mesmo dia.

    • e) Nenhum aniversaria no mesmo dia que outro

      • 19. Considere que os argumentos são verdadeiros:

Todo comilão é gordinho; Todo guloso é comilão;

Com base nesses argumentos, é correto afirmar que:

  • a) Todo gordinho é guloso.

  • c) Pode existir gordinho que não é guloso.

  • e) Pode existir guloso que não é gordinho.

b) Todo comilão não é guloso. d) Existem gulosos que não são comilões.

  • 20. (FCC) Considere que as seguintes afirmações são verdadeiras:

“Alguma mulher é vaidosa.” “Toda mulher é inteligente.”

Assim sendo, qual das afirmações seguintes é certamente verdadeira?

  • a) Alguma mulher inteligente é vaidosa.

  • c) Alguma mulher não vaidosa não é inteligente.

  • e) Toda mulher vaidosa não é inteligente.

GABARITO

b) Alguma mulher vaidosa não é inteligente. d) Toda mulher inteligente é vaidosa.

  • 01. 05. C

E

02. C

03. B

04. D

06. D

07. B

08. E

09. A

10. B

  • 11. 15. E

E

12. B

13. C

14. C

16. C

17. D

18. B

19. C

20. A

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

20

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

ALGEBRA DAS PROPOSIÇÕES

INTRODUÇÃO

A Lógica Matemática, em síntese, pode ser considerada como a ciência do raciocínio e da demonstração. Este importante ramo da Matemática desenvolveu-se no século XIX, sobretudo através das idéias de George Boole, matemático inglês (1815 - 1864), criador da Álgebra Booleana, que utiliza símbolos e operações algébricas para representar proposições e suas inter-relações. As idéias de Boole tornaram-se a base da Lógica Simbólica, cuja aplicação estende-se por alguns ramos da eletricidade, da computação e da eletrônica.

LÓGICA MATEMÁTICA

A lógica matemática (ou lógica simbólica), trata do estudo das sentenças declarativas também conhecidas como proposições, as quais devem satisfazer aos dois princípios fundamentais seguintes:

PRINCÍPIO DO TERCEIRO EXCLUÍDO: uma proposição só pode ser verdadeira ou falsa, não havendo alternativa. PRINCÍPIO DA NÃO CONTRADIÇÃO: uma proposição não pode ser ao mesmo tempo verdadeira e falsa.

Diz-se então que uma proposição verdadeira possui valor lógico V (verdade) e uma proposição falsa possui valor lógico F (falso). Os valores lógicos também costumam ser representados por 0 (zero) para proposições falsas ( 0 ou F) e 1 (um) para proposições verdadeiras ( 1 ou V ). As proposições são indicadas pelas letras latinas minúsculas: p, q, r, s, t, u, ... De acordo com as considerações acima, expressões do tipo, "O dia está bonito" , "3 + 5" , "x é um número real" , "x + 2 = 7", etc., não são proposições lógicas, uma vez que não poderemos associar a ela um valor lógico definido (verdadeiro ou falso). Exemplificamos a seguir algumas proposições, onde escreveremos ao lado de cada uma delas, o seu valor lógico V ou F. Poderia ser também 1 ou 0. p: "a soma dos ângulos internos de um triângulo é igual a 180º " ( V ) q: "3 + 5 = 2" ( F ) r: "7 + 5 = 12" ( V) s: "a soma dos ângulos internos de um polígono de n lados é dada por Si = (n 2).180º ( V ) t: "O Sol é um planeta" ( F ) w: "Um pentágono é um polígono de dez lados " ( F )

SENTENÇA ABERTA: Não pode ser atribuído um valor lógico EX.:

“Alguém está nascendo nesse exato momento” → Pode ser Verdadeiro (V) ou Falso (F), não se pode

afirmar.

SENTENÇA FECHADA: Pode ser atribuído um valor lógico V ou F. EX.:

“O professor Pedro Evaristo ensina Matemática” → Sentença Verdadeira (V) “A soma 2 + 2 é igual a 5” → Sentença Falsa (F)

SÍMBOLOS UTILIZADOS NA LÓGICA (CONECTIVOS E QUALIFICADORES)

 

não

 

e

 

Ou

se

então

se e somente se

 

tal que

 

Implica

Equivalente

 

Existe

 

existe um e somente um

qualquer que seja

O MODIFICADOR NEGAÇÃO

Dada a proposição p, indicaremos a sua negação por ~p ou p. (Lê-se "não p" ).

E-mail: centro@colegiotiradentes.com.br Site: www.colegiotiradentes.com.br

21

CENTRO, Rua Pedro I, 1106 3226.8000

COLÉGIO TIRADENTESCADA VEZ

michelerondon@hotmail.com

EXEMPLOS:

p: “2 pontos distintos determinam uma única reta” (V) ~p: “2 pontos distintos não determinam uma única reta” (F)

q: “João é magro” ~q: “João não é magro” ~q: “Não é verdade que João é magro”

s: “Fernando é honesto” s: “Fernando não é honesto” s: “Não é verdade que Fernando é honesto” s: “Fernando é desonesto”

OBS.:

IMPORTANTE:

Afirmação e negação sempre possuem valores lógicos contrários! Se A é V, então ~A é F

Se A é F, então ~A é V

F V F V ~A A
F
V
F
V
~A
A

Duas negações equivalem a uma afirmação, ou seja, em termos simbólicos: ~(~p) = p.

p: “Diego dirige bem” ~p: “Diego não dirige bem” ~(~p): “Não é verdade que Diego não dirige bem”

ESTRUTURAS E OPERAÇÕES LÓGICAS

As proposições lógicas podem ser combinadas através dos operadores lógicos , , e , dando origem ao que conhecemos como proposições compostas. Assim, sendo p e q duas proposições simples, poderemos então formar as seguintes proposições compostas: pq, pq, pq, pq. Estas proposições compostas recebem designações particulares, conforme veremos a seguir:

CONJUNÇÃO:

p q (lê-se "p e q" )

DISJUNÇÃO:

p q (lê-se "p ou q")

CONDICIONAL:

p q (lê-se "se p então q")

BI-CONDICIONAL: p q (lê-se "p se e somente se q")

Conhecendo-se os valores lógicos de duas proposições simples p e q, como determinaremos os valores lógicos das proposições compostas acima? Isto é conseguido através do uso da tabela a seguir, também conhecida pelo sugestivo nome de TABELA VERDADE.

CONJUNÇÃO (E)

A