Você está na página 1de 14

Procedimento para modelar uma escada utilizando o TQS

Para modelar a escada, primeiramente deve se criar o nível do patamar. Para isso deve-se editar o
edifício.

Figura 1: tela inicial do TQS.

Clique no botão com um edifício e um lápis (ao lado do botão que cria o edifício). Isso fará com que
apareça a tela de edição do edifício. Agora deve-se ir até a pasta pavimentos.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 2: janela de edição do edifício.

Todos os pavimentos que terão pisos intermediários e elementos inclinados deverão ser selecionados e
ter o botão “elementos inclinados” selecionado.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 3: Janela de pavimentos do edifício.

Depois de ativado os elementos inclinados, clique no botão “Pisos auxiliares”.

Figura 4: Criação do piso intermediário.

Prof. Fábio Selleio Prado


Na Figura 4, clique no botão “Novo” e insira qual a distância entre o nível do topo da laje do pavimento
superior até o topo da laje do piso intermediário (assim como mostra na Figura 4).

Figura 5: Valor da distância do nível superior até o nível intermediário.

Aperte “OK” depois de colocar o valor e depois aperte “OK” novamente para fechar a edição de
rebaixos. Faça o mesmo procedimento para todos os pavimentos que tiverem pavimentos
intermediários. Depois de terminado de criar todos os níveis intermediários, feche a edição de edifício
clicando em “OK”.

Agora escolha algum pavimento que tenha sido editado e abra o seu modelador estrutural.

Figura 6: Modelador estrutural do pavimento que foi editado.

Dentro do modelador note que agora aparece uma nova opção de nível, que é o intermediário.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 7: Opção de selecionar o nível intermediário.

Selecione o nível intermediário para que este possa ser estruturado para receber a escada.

No exemplo, primeiramente é necessário criar linha de bordo livre para que se possa criar o patamar.
Para criar o bordo livre, deve-se ir até a aba “Lajes” e clicar no botão fechamento de bordo.

1
2

Figura 8: Criando bordos livres para o patamar ser inserido.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 9: Fechamento de bordo finalizado.

Para saber que o fechamento de bordo foi finalizado corretamente, é necessário que apareça o X azul
onde a laje/ patamar será inserido.

Vá para a aba “Inclinados” e selecione dados de patamar.

Prof. Fábio Selleio Prado


1
2 3

Figura 10: Inserindo o patamar.

Configure o patamar da mesma forma que se configura uma laje maciça (dê uma espessura e os
carregamentos). Insira o patamar no lugar indicado (X azul).

Figura 11: Patamar finalizado.

Prof. Fábio Selleio Prado


Volte para o nível do pavimento (selecione o 0,00 da Figura 7).

Para inserir a escada, existe a opção de apoia-la em vigas inclinadas, ou sem vigas inclinadas. No caso de
ser sem vigas inclinadas, deve-se criar os fechamentos de bordo da escada, só que esses agora devem
ser inclinados. Para cria-los, vá até a aba “Inclinados” e selecione fechamento de bordo.

Devem ser criados


fechamentos de bordo
inclinados

Devem ser criados fechamentos de


bordo inclinados
Figura 12: Região onde devem ser criados os fechamentos de bordo inclinados.

Figura 13: Escolha do nível imediatamente abaixo para onde deve ser ligado o fechamento de bordo/ escada.

Prof. Fábio Selleio Prado


Depois de clicado no botão “Fechamento de bordo”, irá aparecer a janela da Figura 13. Nesta janela
deve ser escolhido o nível que receberá o fechamento de bordo ou a escada. No exemplo, esse nível o
pavimento intermediário. Assim, no exemplo, seleciona-se o piso superior e o piso auxiliar chamado de
1.4.

Depois de clicado no botão “OK”, deve primeiro selecionar o ponto de partida (1) da linha de
fechamento de bordo (sempre o pavimento acima). Depois de clicado neste primeiro ponto, aperte o
“Enter” (2). Automaticamente o TQS te leva para o pavimento inferior selecionado na Figura 13. Neste
momento selecione o segundo ponto (3), que será o final do fechamento de bordo.

1 2 - Enter 3

Figura 14: Criando fechamento de bordo inclinado.

Faça o mesmo procedimento para a outra extremidade por onde passará a escada.

Figura 15: Fechamento de bordo inclinado finalizado.

Prof. Fábio Selleio Prado


Com o fechamento de bordo inclinado finalizado, deve-se inserir o lance de escada. Para inseri-lo,
primeiramente determine os seus dados. Ainda na aba “Inclinados”, clique no botão “Dados de lance” e
vá em Seção/ Carga.

Figura 16: Determinação dos dados do lance da escada.

Após preenchidos os dados do lance, como espessura, passo, espelho e o carregamento, clique no botão
inserir. Para inserir o lance da escada, primeiramente clique no apoio superior da escada (uma viga,
fechamento de bordo ou um pilar) e aperte o “Enter”. Agora clique no apoio entre os dois pavimentos
(uma viga inclinada, um pilar ou um fechamento de bordo inclinado) e apete o “Enter”. Para finalizar
selecione o apoio no pavimento inferior para o lance da escada (que também pode ser uma viga, um
fechamento de bordo ou um pilar). Selecione com o mouse onde ficará o lance da escada (procedimento
igual de quando estamos criando uma laje) e clique no “Enter” novamente.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 17: Nivel para onde a escada vai descer.

Figura 18: Apoio superior do lance da escada.

Prof. Fábio Selleio Prado


2

Figura 19: Apoio intermediário do lance da escada.

Figura 20: Apoio inferior do lance da escada.

Prof. Fábio Selleio Prado


Figura 21: Lance da escada finalizado.

Para a escada ficar completa, deve ser feito o mesmo procedimento começando agora do nível
intermediário. Comece criando os fechamentos de bordo inclinados, depois o lance da escada. Na Figura
22 é possível observar como fica a escada finalizada em 3D.

Figura 22: Escada finalizada em 3D.

Prof. Fábio Selleio Prado


Para que a escada seja dimensionada e armada, na hora do processamento, deve ser clicado na opção
de detalhar elementos inclinados.

Figura 23: Processar o dimensionamento e detalhamento da escada.

Caso seja importante que a escada contribua para a rigidez global do edifício, o edifício deve ser
processado utilizando o Modelo VI.

Prof. Fábio Selleio Prado