Você está na página 1de 3

Bindu = ponto, soltar

O Chakra Bindu está situado sob o turbilhão de cabelos na ponta da cabeça. Na foto do Bindu há um Lotus com vinte
e três pétalas. Seu símbolo é a lua, que suporta o crescimento da vegetação.O Senhor Krishna disse: “Tornar-se a lua
da nectarina nutro todas as plantas” (Bhagavad Gita XV / 13). Sua Divindade é o Senhor Shiva, que é sempre
retratado com a lua crescente em seus cabelos. O mantra é SHIVOHAM . Este chakra é incolor e transparente.

O Chakra Bindu é um importante centro de saúde, dando-nos o poder de recuperação física e mental. Este chakra
beneficia a visão, acalma as emoções e promove a harmonia interior, clareza e equilíbrio. Com a ajuda deste Chakra,
somos capazes de controlar a fome e a sede e obter a capacidade de superar hábitos alimentares pouco saudáveis. A
concentração no Bindu alivia a ansiedade e a depressão, o nervosismo e também sentimentos de opressão no
coração.

O Chakra Bindu confere saúde física e mental, vitalidade e juventude, porque produz “o néctar da imortalidade”
(Amrita). Este néctar geralmente cai no Chakra Manipura, onde é queimado pelo fogo digestivo sem ser totalmente
utilizado pelo corpo. Por esta razão, os Rishis dos tempos antigos procuraram um método para coletar este valioso
néctar e descobriram que o fluxo de néctar pode ser interrompido com a ajuda da língua e do Vishuddhi Chakra. A
língua contém centros de energia sutis, cada um correspondendo a um órgão ou área do corpo. Nas técnicas de Yoga
de Ujjayi Pranayama e Khechari Mudra, a língua inibe o fluxo de néctar e o armazena no Vishuddhi Chakra. Como um
remédio homeopático, ele é então redistribuído por todo o corpo através dos canais sutis de energia, onde seus
efeitos curativos se desdobram.

Bindu Chakra

Bindu = ponto, soltar

Quem, em algum momento, não sonhou com a “fonte da eterna juventude” e desejou encontrá-la? Como na
maioria das sagas e mitos, há também um núcleo de verdade nisso. Para esta fonte da juventude, a vitalidade e a
saúde estão localizadas no Chakra Bindu - um dos centros de energia mais misteriosos e notáveis do corpo humano.

O Chakra Bindu está sob o manto que a maioria das pessoas tem na parte de trás da cabeça.Anatomicamente está
localizado onde os ossos das costas e dos lados do crânio se encontram (o occipital e o parietal). A direção da
corrente de energia cósmica que flui para o Chakra pode ser vista claramente neste ponto. Algumas pessoas têm
dois cowlicks, indicando a existência de dois centros de energia. Essas pessoas geralmente possuem vitalidade e
criatividade excepcionais, mas, por outro lado, também podem estar inclinadas para a hiperatividade e o nervosismo
extremo. Nesses casos, o método descrito mais adiante neste capítulo pode ajudar a equilibrar o fluxo de energia
novamente.

Na maioria dos livros de Yoga, o Chakra Bindu não é mencionado, mas no Tantra Yoga, grande importância é
atribuída aos efeitos curativos e rejuvenescedores deste Chakra.

Enquanto este centro de energia “dorme”, é semelhante a um ponto, mas quando despertado, sua energia começa a
fluir ou a “gotejar”. O Chakra Bindu produz efeitos verdadeiramente surpreendentes. É um "centro de saúde" que
melhora a saúde física, psíquica e espiritual, e é, portanto, uma ajuda valiosa em nossa jornada espiritual. Também
ajuda a acalmar nossas emoções e traz harmonia e sensação de bem-estar.

Com a ajuda deste Chakra, somos capazes de controlar a fome e a sede e superar os hábitos alimentares pouco
saudáveis.

A concentração no Chakra Bindu também pode ser benéfica para depressão, nervosismo, sentimentos de ansiedade
e um sentimento opressivo no coração. Uma ligeira pressão com a unha no local do Chakra Bindu dá origem a um
sentimento espontâneo de felicidade que se espalha para o coração. Quando uma criança está inquieta e não vai
dormir, ela ajuda a massagear suavemente o Bindu Chakra com movimentos circulares suaves por alguns minutos - a
criança logo se tornará quieta e sonolenta.

Mas o efeito mais notável do Chakra Bindu é a produção de AMRITA, o néctar da imortalidade.

No início do Mantra da Paz, diz-se:


ASATO M SAT GAMAYA
TAMASO M JYOTIR GAMAYA
MRITYOR AMAMTAM GAMAYA

Leva-nos da irrealidade à realidade


Nos conduz da escuridão para a luz
Leva-nos da morte para a imortalidade.

No nível físico, isso significa que, com o despertar do Chakra Bindu, a Glândula Pineal, que está conectada a este
centro, torna-se ativa. Esta glândula emite um hormônio que tem uma influência da “fonte da juventude” no corpo e
na mente. É por isso que os Rishis deram o nome de Amrita, néctar da imortalidade. Quanto mais ativo o Bindu
Chakra se torna, mais abundantemente este precioso Amrita flui. É dito nas escrituras antigas que apenas uma gota
concentrada é suficiente para fazer brotos novos crescerem em um pedaço de madeira seca e trazer o morto de
volta à vida.

Em Ayurveda, este néctar vivificante é conhecido como Sanjīvini Bhuti. Há Yogis que não comem comida e são
nutridos exclusivamente pelo néctar do Chakra Bindu. Se pudéssemos utilizar este elixir de vida para o nosso corpo,
não apenas prolongaríamos a nossa vida, mas também desfrutaríamos de uma saúde perfeita. Mas, infelizmente,
esse precioso néctar normalmente escorre direto para o fogo do Manipūra Chakra (Jatarāgni) e é queimado antes
que seus efeitos se desenvolvam. Através de certas práticas de Yoga, podemos ser bem sucedidos em pegar as gotas
de néctar no Vishuddhi Chakra e suprir o corpo. O Vishuddhi Chakra é responsável pela purificação e desintoxicação
do corpo se ocorrer um desequilíbrio no corpo devido a substâncias nocivas.

Na Gheranda Samhita (Versículos 28-30) está escrito:

“O sol está no umbigo e a lua na cabeça. O néctar que vem da lua é consumido pelo sol, e a força vital é
gradualmente usada dessa maneira ”.

Aqui a lua representa o Chakra Bindu e o sol para o Chakra Manipūra. Como o néctar do Chakra Bindu está
constantemente sendo destruído no fogo do Manipūra Chakra, nosso corpo é suscetível a doenças e continua a se
deteriorar com o avanço da idade.

Na verdade, o Atma é imortal, mas nesta existência terrena estamos ligados ao corpo mortal.Somente neste corpo
muito frágil podemos alcançar a realização espiritual e a liberação (Moksha). Portanto, os iogues esforçam-se por
manter o corpo saudável pelo maior tempo possível, para permitir que completem seu desenvolvimento espiritual
na vida atual.

E é por isso que os Rishis, nos tempos antigos, procuraram métodos pelos quais esse valioso néctar pudesse ser
coletado dentro do corpo e seus benefícios utilizados. Eles descobriram que podiam controlar o fluxo de néctar com
a ajuda do Vishuddhi Chakra e da língua. A língua possui centros de energia sutis, cada um dos quais se conecta a
uma parte específica do corpo ou órgão.Udana Prana, um dos cinco principais Pranas (forças vitais), trabalha dentro
do Vishuddhi Chakra e este Prana Vayu ativa os músculos da garganta que controlam a ingestão de alimentos.Udana
Prana também direciona energia para a cabeça. Quando o néctar é mantido firmemente no Vishuddhi Chakra e
influenciado por Udana Prana, seu efeito é posto em movimento. A maneira como funciona é semelhante à
homeopatia; e como a medicina homeopática, seus efeitos benéficos se espalham por todo o corpo através dos
canais de energia que saem da língua.

Mas como podemos pegar esse precioso néctar com a língua? Através de uma técnica conhecida como Khecharī
Mudrā, que é descrita no Hatha Yoga Pradipikā. Nesta, a língua é revertida o máximo possível até que a ponta da
língua penetre profundamente na cavidade faríngea. Então o néctar que escorre do Chakra Bindu pode ser
capturado.

Para poder rolar a língua para trás o suficiente, alguma prática é essencial. Os iogues conseguem isso esticando
cuidadosamente o ligamento sob a língua, gradualmente alongando-o com um puxão suave. Desta forma, a ponta da
língua pode finalmente alcançar a úvula.

Os benefícios de Khecharī Mudrā são fortalecidos quando são realizados juntos com Ujjāyī Prānāyāma e Jālandhara
Bandha (Chin Lock).
Ujjāyī Prānāyāma é uma técnica de respiração com concentração no processo de respiração na garganta. A garganta
é contraída levemente para que o ar que flui através dela produza um som suave, como no sono profundo. Através
de Jālandhara Bandha o fluxo de energia é brevemente interrompido e o Prāna é mantido na garganta.

Outra prática muito eficaz é a Viparitkaranī Mudrā, que foi traduzida como “A Pose da Regeneração Energética” no
sistema de “Yoga in Daily Life”. A razão para isto é que o néctar flui em direção à garganta nesta posição invertida e,
portanto, é impedido de ser queimado no Manipūra Chakra.

O símbolo do Chakra Bindu é a LUA; portanto, também é conhecido como Chandra Chakra (Centro da Lua). No
Cosmos interior, que é visto pelo nosso olho interior em meditação, o Chakra Bindu parece ter uma abertura circular
com uma tampa cobrindo-a quase completamente, e a partir dela alguma luz brilha através de um pequeno
espaço. Este vislumbre de luz que é a emanação do brilho do Ser no Sahasrara Chakra é similar em aparência ao
crescente delgado da lua nova. Se o Chakra Bindu estiver totalmente desperto e aberto, ele brilhará com um brilho
prateado, como a Lua Cheia.

A lua é um símbolo de perfeição, néctar e energia. A natureza recebe Prāna que sustenta a vida da lua, permitindo
que tudo cresça e prospere, pois o luar também é essencial para o crescimento das plantas e o amadurecimento das
frutas - não apenas a luz solar.

No Bhagavad Gita (15/13), o Senhor Krishna diz:

“Quando venho à terra, eu preservo todos os seres através do meu poder vivificante. Quando me torno a lua do
néctar, nutro a vegetação.

A lua é o símbolo do Senhor Shiva, e o Mantra do Chakra Bindu é AMRITAM - Eu sou imortal. No final do Mantra da
Paz, cantamos:

OM TRYAMBAKAM YAJĀMAHE SUGHANDHIM PUSHTIVARDHANAM


URVĀRUKAMIVA BHANDANĀN MRITYOR MUKSHĪYA MĀMRITĀT

OM meu adorado, o deus de três olhos Shiva, que é onipresente


Que ele nos nutra e nos abençoe com a saúde
Que Suas bênçãos nos liberte e nos leve à imortalidade.

Este mantra é conhecido como MAHĀ MRITYUN JAYA MANTRA - o glorioso mantra da vitória sobre a morte.

Que a luz de Shiva encha nossa consciência. Que o néctar da imortalidade se espalhe e expanda nosso espaço
interior (Chidākāsha). Através deste néctar, todos os Chakras são harmonizados. Medo, tristeza, raiva, ressentimento
e outras emoções causadoras de doenças são liberados na vibração de cura deste Mantra. Que espalhe fragrância,
melodiosidade, amor, felicidade e contentamento através do mundo inteiro.