Você está na página 1de 2

ACERCA DA REFORMA AGRÁRIA

"Não é justo que milhões de brasileiros continuem em condição de pobreza absoluta,


enquanto grandes proprietários detenham hoje a propriedade de centena de milhares de
hectares em grande parte improdutivos." – Oswaldo Lima Filho, deputado federal
Texto-base: https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/reforma-agraria.htm

① Definição de reforma agrária:

– Conjunto de medidas para promover a melhor distribuição da terra mediante


modificações no regime de posse e uso, a fim de atender aos princípios de justiça
social, desenvolvimento rural sustentável e aumento de produção.

② Finalidades:

– Democratização da estrutura fundiária.

– Produção de alimentos (subsistência).

– Geração de renda.

– Combate à fome (problema social)

– Promoção da justiça social e atendimento aos anseios de grupos organizados em prol


da divisão de terras improdutivas (MST).

③ Estatuto da Terra: obrigação estatal em garantir o direito à terra para moradia e


trabalho.

– Realidade brasileira: expulsão camponesa e aquisição das terras por latifundiários.

④ Política agrária no Brasil:

– Feudalismo agrário: sesmarias e capitanias hereditárias.

– Política cafeeira (1984-1930): financiamento, superprodução e industrialização.

⑤ História da reforma agrária:

– URSS: terra nacionalizada e arrendamento estatal por meio de fazendas coletivas.

– China: terra sob controle de campesinos.

⑥ Nenhuma nação será próspera enquanto seu campesinato estiver na miséria social.

⑦ A reforma agrária favorece as massas e beneficia a nacionalidade.

– Imperativo da realidade social.

– Evitam-se tensões sociais e conflitos no campo.

⑧ Conclusão:
– O exercício da reforma agrária será uma das causas do progresso nacional, desde que
seja moderada e sábia.