Você está na página 1de 2

Fonte: FAM, curso patologia

18/12/2018 bvsms.saude.gov.br

 HEPATITE A
Vírus RNA da família dos enterovírus Picornaviridae
Também conhecida como “hepatite infecciosa”, “hepatite epidêmica”, ou
“hepatite de período de incubação curto”
Raramente tem curso fulminante, é de curta incubação (2 a 6 semanas)
Transmitido por via enteral (fecal-oral)
Benigna – não cronificante, acometendo principalmente adultos
10% dos infectados apresentam sintomatologia clínica
É a que mais faz colestase

 HEPATITE B
Vírus DNA (bicatenar-dupla hélice) circular da família dos hepadnavírus
Conhecida anteriormente como soro-homóloga
Longo período de incubação (4 a 26 semanas)
Transmissão por via parenteral e sexual
Hepatite aguda e fulminante (é a que mais evolui para a forma fulminante)
Hepatite crônica – cirrose e carcinoma hepatocelular

 HEPATITE C
Vírus RNA da família dos flavovírus
Principal causa da hepatite crônica
Transmissão por via parenteral, principalmente transfundidos
Período de incubação longo (2 a 26 semanas)
Raramente fulminante
Hepatite crônica – cirrose e carcinoma hepatocelular
É a que mais cronifica e é a principal causa de cirrose e transplante hepático
 HEPATITE D
Pertence à família dos Viróides
RNA circular, de uma só cadeia
Vírus da hepatite Delta (VHD)
Co-infecção VHD e VHB ou superinfectar um portador da VHB
Associação com VHB agrava o quadro agudo ou crônico da hepatite B
Transmissão por via parenteral e sexual

 HEPATITE E
Vírus RNA do grupo calicevírus
Transmissão por via enteral (fecal-oral)
Período de incubação (6 semanas)
Doença benigna que não se cronifica
Difere da hepatite A por acometer principalmente adolescentes