Você está na página 1de 22

Manual de instalação

e de instrução

Bombas de vácuo
R 5 KB/KC 0040 D

Busch Produktions GmbH


Schauinslandstr. 1
79689 Maulburg
Alemanha
0870152116 / 110705 / Tradução do manual original / Direitos reservados
Conteúdo Introdução
Introdução . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 Parabéns pela aquisição da bomba de vácuo Busch. Cuidados minucio-
Dados técnicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2 sos quanto às necessidades dos nossos clientes, inovações e constantes
Descrição do produto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 aperfeiçoamentos, permitem à Busch oferecer modernas soluções na
Aplicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 área de vácuo e de compressores em escala mundial.
Princípio de funcionamento. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3 O presente manual de instruções contem informações sobre:
Circulação de óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3
Resfriamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Descrição do produto
Interruptor liga/desliga . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
– Segurança
Segurança. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Uso e finalidade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Transporte
Instruções de segurança . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Armazenagem
Emissão de neblina de óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Emissão de ruído . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Instalação e partida
Transporte . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Manutenção
Transporte e embalagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4 – Revisão
Transporte sem embalagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4
Armazenagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
– Solução de problemas e
Armazenagem de curto prazo . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 – Peças de reposição
Conservação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
da bomba de vácuo.
Instalação e partida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5
Requisitos para a instalação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5 O propósito deste manual de instrução é fornecer orientações de como
Posição e espaço da montagem . . . . . . . . . . . . . . . . 5 lidar com a bomba de vácuo em relação ao transporte, armazenagem,
Conexão de entrada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 instalação, partida, influência das condições de funcionamento, manu-
Saída de gás . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 tenção, solução de problemas e revisão.
Conexão elétrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6 Antes de operar a bomba de vácuo este manual de instrução deve ser
Instalação. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 lido e entendido. Em caso de dúvidas, contate sua filial Busch!
Montagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
Conexão elétrica . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 Manter este manual de instruções e outras informações adicionais, se
Conectar tubulações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7 existentes, no local de funcionamento do equipamento.
Colocar óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7
Anotar pârametros de funcionamento . . . . . . . . . . . . . 8
Instruções de operação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Dados técnicos
Aplicação . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8
Transporte de vapores condensáveis . . . . . . . . . . . . . . 8 Capacidade nominal
(50Hz/60Hz) m³/h 40 / 48
Manutenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
Programa de manutenção . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 hPa (=mbar) KB 0040 D: 2
Pressão final
Diariamente:. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 abs. KC 0040 D: 20
Semanalmente: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Potência nominal do motor
Mensalmente: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 kW 1,5
(50Hz/60Hz)
Semestralmente: . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
Rotação nominal do motor –1
Anualmente:. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 (50Hz/60Hz) min 3000 / 3600
Entre 500 - 2000 horas de funcionamento: . . . . . . . . . 9
Checagem do óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Nível sonoro (EN ISO 2151)
(50Hz/60Hz) dB (A) 69 / 71
Checar nível do óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9
Reposição de óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9 Temperatura operacional
(50Hz/60Hz) °C 80 / 85
Checar coloração do óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Vida útil do óleo. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Faixa de temperatura ambiente °C 12 ... 30
Troca de óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Drenagem de óleo usado . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Pressão atmosfé-
Pressão ambiente
rica
Lavar a bomba de vácuo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10
Colocar óleo novo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10 Quantidade de óleo l 0,8
Filtro de saída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11 Peso aprox. (50Hz/60Hz) kg ~29
Checagem durante o funcionamento . . . . . . . . . . . . . 11
Conclusão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Troca do filtro de saída . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Remoção do filtro de saída . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Montagem do filtro de saída . . . . . . . . . . . . . . . . 11
Revisão . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Parada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Parada temporária. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Nova partida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12
Desmontagem e remoção de resíduos. . . . . . . . . . . . . . 12
Solução de problemas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13
Vista explodida . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18
Peças de reposição . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Kits de reparo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19
Acessórios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Óleo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20
Declaração de Conformidade CE . . . . . . . . . . . . . . . . . 21
Busch – All over the World in Industry . . . . . . . . . . . . . . 22

KB/KC 0040 D Introdução


0870152116 / 110705 página 2
a Plugue do dreno de óleo
b Visor de óleo
c Plugue de entrada de óleo
d Placa de identificação
e Caixa de bornes
f Olhal
g Conexão de entrada
h Saída de gás
I Ventilador axial

Nota: Esta válvula não serve como válvula de retenção ou como válvu-
Descrição do produto la de vedação em relação ao sistema de vácuo e não é um meio seguro
para o retorno de óleo no sistema de vácuo quando a bomba de vácuo
Aplicação está desligada.
A bomba de vácuo está destinada Quando a bomba de vácuo está equipada com um lastro de gás
(opcional):
– para aspirar
Através do lastro de gás são aspiradas pequenas quantidades de ar am-
– ar e outros gases secos não agressivos, não tóxicos e não explosi- biente para o interior da bomba que é comprimido junto com o gás de
vos processo. Em função disso o acúmulo de condensados do gás depro-
O transporte de substâncias com densidade inferior ou superior a do ar Ú
cesso dentro da bomba de vácuo sofre uma reversão ( página 8:
resulta na elevação da carga térmica e mecânica da bomba de vácuo, e Transporte de vapores condensáveis).
somente será permitido mediante acordo prévio com a Busch. O lastro de gás é equipado com um filtro de metal sinterizado.
Quando a bomba de vácuo está equipada com um lastro de gás (opci- Para a melhoria do funcionamento, a saída do compartimento das
onal), a presença de vapores de água no fluxo de gás poderá ser tole-
Ú
rada dentro de certos limites ( página 8: Transporte de vapores
bombas está equipada com uma válvula de descarga à base de molas.

condensáveis). O transporte de outros vapores deve ser acordado com


a Busch.
Circulação de óleo
A bomba de vácuo necessita de óleo para vedar a tolerância para a lu-
A bomba de vácuo foi projetada para ser instalada em uma área não
brificação da palheta e para o transporte do calor da compressão.
classificada.
A reserva de óleo se encontra no lado da saída da bomba de vácuo
A bomba de vácuo é termicamente resistente para um funcionamento
(=alta pressão) na base da parte inferior do separador de óleo.
contínuo.
As aberturas de alimentação encontram-se no lado da entrada da
A bomba de vácuo é resistente para funcionamento contínuo até o vá-
bomba de vácuo (=baixa pressão).
cuo final.
Em função da diferença de pressão entre o lado da saída e da entrada,
Princípio de funcionamento ocorre uma aspiração de óleo automática através da linha de alimenta-
ção do óleo do separador de óleo que é injetado no lado da aspiração.
A bomba de vácuo opera com base no princípio de palhetas rotativas.
O óleo injetado é transportado em conjunto com o gás aspirado atra-
Um rotor circular se encontra no centro do eixo da bomba de vácuo vés da bomba de vácuo e expulso como neblina de óleo no separador
(=eixo do rotor do motor). de óleo. O óleo que é separado antes dos filtros de saída do óleo, acu-
O rotor gira igualmente em um cilindro fixado sobre uma base, cujo mula-se no fundo da parte inferior do separador de óleo.
eixo central está posicionado de tal forma que o rotor e a parede inter- O óleo que é separado pelo filtro de saída, se acumula no fundo da
na do cilindro não se tocam no percurso de uma linha. Através de pa- parte superior do separador de óleo.
lhetas móveis, situadas nas ranhuras do rotor, o espaço entre o rotor e
o cilindro é dividido em câmaras. Constantemente é aspirado gás e a A resistência dos filtros de saída faz com que nos espaços internos dos
seguir continuamente expelido. Em função disso a bomba de vácuo filtros de saída (que estão conectados com a parte inferior do separa-
trabalha quase livre de pulsações. dor de óleo) predomine uma pressão ligeiramente superior do que do
lado externo dos filtros de saída (= parte superior do separador de
Para impedir a aspiração de partículas sólidas a bomba de vácuo está óleo). Em função de uma pressão maior na parte inferior, não é possí-
equipada com uma tela metálica na conexão de entrada. vel deixar que o óleo que goteja dos filtros de saída na parte superior
Para evitar a inversão do sentido da rotação da bomba de vácuo após simplesmente escorra na parte inferior.
desligada, a bomba de vácuo está equipada com uma válvula de
retenção.

KB/KC 0040 D Descrição do produto


0870152116 / 110705 página 3
Versão com linha de retorno de óleo para a conexão de entrada (KC
0040 D):
Emissão de neblina de óleo
Portanto, o óleo que se acumula na parte superior é aspirado pela linha
de retorno de óleo diretamente para a conexão de entrada. CUIDADO_a

Versão com linha de retorno de óleo até a tampa B (KB 0040 D): No mercado paralelo de peças de reposição pode-se adquirir filtros
Portanto, o óleo que se acumula na parte superior é aspirado pela linha de saída que são geometricamente compatíveis com as bombas de
de retorno do óleo diretamente para o interior do cilindro. vácuo Busch, mas que não oferecem a alta capacidade de retenção
dos filtros de saída Busch.
Resfriamento Risco elevado de saúde.
A bomba de vácuo se resfria através:
Para manter a emissão no nível mínimo possível, devem ser utiliza-
– da irradiação de calor da superfície da bomba de vácuo inclusive dos somente filtros de saída originais Busch.
do separador de óleo
– do fluxo de ar do ventilador do motor principal O óleo contido no gás de processo é separado até o máximo possível
pelo separador de óleo, mas não totalmente.
– do gás de processo
– do fluxo de ar do ventilador (i) sobre o eixo da bomba de vácuo
CUIDADO_a

Interruptor liga/desliga O gás bombeado pela bomba de vácuo contém quantidades míni-
A bomba de vácuo é fornecida sem o interruptor de liga/desliga. O in- mas de óleo.
terruptor da bomba de vácuo deve ser provido pelo usuário.
Perigo de danos à saúde através da inalação de gás de processo por
um período longo.
Segurança
O ambiente no qual se expele o gás, deve ter ventilação suficiente.
Uso e finalidade Nota: Um eventual cheiro de gás vindo do ar de descarga não é fruto
O propósito deste manual de instrução da bomba de vácuo é fornecer de restos de óleo em forma de gotas, mas de componentes gasosos do
orientações de como lidar com a bomba de vácuo em relação ao trans- processo ou em função dos elementos gasosos do óleo que são leves e
porte, armazenagem, instalação, partida, influência das condições de voláteis (especialmente de aditivos).
funcionamento, manutenção, solução de problemas e revisão da
bomba de vácuo. Emissão de ruído
A bomba de vácuo é destinada para uso industrial e o manuseio da
bomba de vácuo somente é permitido por técnicos treinados.
Para o nível sonoro em campo aberto conforme EN ISO 2151 Ú pági-
na 2: Dados técnicos.
As substâncias permitidas e os limites de utilização da bomba de
Ú
vácuo ( página 3: Descrição do produto e os requisitos para a insta-
Ú
lação ( página 5: Requisitos para a instalação) devem ser observa-
CUIDADO_a4
dos por parte do fabricante da máquina ou do sistema do qual a
A bomba de vácuo emite ruídos de grande potência.
bomba de vácuo vai fazer parte, assim como por parte do seu usuário.
As instruções de manutenção devem ser observadas. Perigo de danos auditivos.
Antes do manuseio da bomba de vácuo este manual de instrução e de
Na permanência prolongada próximo a uma bomba de vácuo sem
instalação deve ser lido e entendido. Em caso de dúvidas, contate sua
silenciador, é preciso usar proteção auditiva.
filial Busch!

Instruções de segurança Transporte


A bomba de vácuo foi projetada e construida de acordo com o mais re- Nota: Uma bomba de vácuo que não foi abastecida de óleo, também
cente avanço da tecnologia. Mesmo assim poderão ocorrer perigos re- contém resíduos de óleo (dos testes).Transportar e instalar a bomba de
siduais durante o manuseio. Neste manual de instrução, em local vácuo sempre na vertical. Não deitar a bomba de vácuo de lado e nem
apropriado, é mencionado quanto a possíveis perigos. Instruções de se- de cabeça para baixo.
gurança são visíveis através de uma das seguintes palavras chaves:
PERIGO, ADVERTÊNCIA, ATENÇÃO como segue: Transporte e embalagem
Embalada sobre um palete a bomba de vácuo deve ser transportada
PERIGO_a com uma empilhadeira.

A violação desta instrução de segurança ocasiona em todos os ca- Transporte sem embalagem
sos acidentes com consequências fatais ou com severas seqüelas
físicas. Quando a bomba de vácuo é protegida com colchão de ar:
K Retirar o colchão de ar da caixa de papelão
ADVERTÊNCIA_a Quando a bomba de vácuo é protegida com papelão sanfonado dentro
da caixa de papelão:
A violação desta instrução de segurança pode ocasionar acidentes
com consequências fatais ou com severas seqüelas físicas.
K Retirar o papel sanfonado da caixa de papelão
Quando a bomba de vácuo é protegida com espuma dentro da caixa
de papelão:
CUIDADO_a
K Retirar a espuma
A violação desta instrução de segurança pode ocasionar acidentes Quando a bomba de vácuo está fixada no palete ou numa base:
com ferimentos leves e danos materiais.
K Retirar as arruelas entre a bomba de vácuo e o palete/base

KB/KC 0040 D Segurança


0870152116 / 110705 página 4
Quando a bomba de vácuo está fixada com cintas de borracha no l Assegurar que todas as aberturas estão bem fechadas; aberturas
palete: que não estão vedadas com fita PTFE, vedações planas ou o-rings,
K Retirar as cintas de borracha
vedar com fita adesiva
Nota: VCI corresponde a “volatile corrosion inhibitor” (“anticorrosivo
volátil”). Produtos VCI (folhas, papel, cartolina, espuma) evaporam
CUIDADO_af uma substância, que se condensa em forma molecular sobre o produto
a ser embalado e em função de suas qualidades eletroquímicas, supri-
Não transitar, parar ou trabalhar embaixo de cargas suspensas. mem com eficácia a corrosão de diversas superfícies metálicas. Produ-
l Assegurar que o olhal (f) está em perfeito estado (trocar um olhal
tos VCI contudo podem atacar plásticos e elastômeros. Busque a
orientação de seu especialista em embalagens! A Busch utiliza as folhas
defeituoso ou torto por um olhal novo)
CORTEC VCI 126 R para o transporte marítimo de bombas de vácuo
l Assegurar que o olhal (f) está perfeitamente fixado testando-o com de tamanhos grandes.
as mãos
l Embalar a bomba de vácuo em folha VCI
l Fixar com segurança o equipamento elevador no olhal (f) da alça
l Armazenar a bomba de vácuo
do separador de óleo
l Fixar a talha em um elevador a gancho com proteção contra desli- – se possível em embalagem original
zes – em um espaço fechado
l Erguer a bomba de vácuo com um elevador de gancho – seco
Quando a bomba de vácuo foi fixada no palete ou numa base: – livre de pó
K Remover os parafusos de pontas dos pés de borracha – livre de vibrações.
Para dar a partida pós-conservação:
CUIDADO_a l Assegurar que todos os restos de fita adesiva sejam retirados das
aberturas
Ao inclinar uma bomba de vácuo contendo óleo, pode entrar exces-
l Dar a partida na bomba de vácuo conforme descrito no capítulo
so de óleo no cilindro.
Ú
Instalação e partida ( página 5)
A partida de uma bomba de vácuo com grande quantidade de óleo
no cilindro conduz a uma ruptura imediata nas palhetas e isso à des-
truição da bomba de vácuo.
Instalação e partida
Uma bomba de vácuo que contém óleo não deve ser erguida. Requisitos para a instalação
l Antes de todo transporte garantir que o óleo foi drenado
CUIDADO_a

Armazenagem Em caso de não cumprir com os requisitos previstos para a instala-


ção, especialmente em função de resfriamento insuficiente:
Armazenagem de curto prazo Perigo de causar danos ou destruir a bomba de vácuo!
Versão sem válvula de esfera, com metal sinterizado:
K Vedar o filtro de metal sinterizado no tubo do lastro de gás Perigo de lesões!
com fita adesiva
Os requisitos previstos para a instalação precisam ser cumpridos.
l Assegurar que a conexão de entrada e de saída do gás estão fe-
chadas (manter fixados os bujões fornecidos) l Assegurar que a integração da bomba de vácuo ocorra de tal ma-
l Depositar a bomba de vácuo
neira, que as diretrizes básicas de segurança de máquinas
2006/42/CE sejam cumpridas (sob a responsabilidade do fabrican-
te do equipamento ou sistema, do qual a bomba de vácuo será


de prefererência em embalagem original
em um ambiente fechado
parte integrante; Ú página 21: nota da Declaração de Conformi-
dade CE)
– seco
Posição e espaço da montagem
– livre de pó
l Assegurar que o ambiente no qual se encontra a bomba de vácuo
– livre de vibrações não tenha riscos de incêndio

Conservação l Assegurar que as seguintes condições ambientais sejam cumpridas:

Em caso de condições atmosféricas desfavoráveis (por exemplo: atmos- – temperatura ambiente: 12 ... 30 °C
fera agressiva, mudanças constantes de temperatura e outros do gêne- Quando a bomba de vácuo está instalada em um ambiente mais
ro) conservar imediatamente a bomba de vácuo. Em caso de condições frio que o permitido pelo óleo utilizado:
favoráveis, deve-se conservar a bomba de vácuo, somente se estiver
previsto uma armazenagem superior a 3 meses. K Equipar a bomba de vácuo com um interruptor de temperatura
para assim comandar um acionamento automático da bomba
Nos testes realizados na fábrica a bomba de vácuo foi totalmente lubri- de vácuo no caso da temperatura do reservatório de óleo bai-
ficada a óleo. Uma conservação à base de óleo, portanto, não se faz xar para além do mínimo permitido
necessária. Caso uma armazenagem sob circunstâncias muito adversas
indique a necessidade de uma conservação à base de óleo, solicite ori- – pressão ambiente: atmosférica
entação junto a sua filial Busch!
l Assegurar que as condições ambientais sejam compatíveis com o
Versão com lastro de gás, sem válvula de esfera, com filtro de metal tipo de proteção do motor (conforme placa de identificação)
sinterizado:
l Assegurar que a bomba de vácuo seja montada ou instalada na
K Vedar o filtro de metal sinterizado do lastro de gás com fita horizontal
adesiva
l Assegurar que a base da instalação/montagem seja plana

KB/KC 0040 D Armazenagem


0870152116 / 110705 página 5
l Assegurar que para garantir um resfriamento suficiente entre a Saída de gás
bomba de vácuo e as paredes do ambiente, haja uma distância mí-
nima de 20 cm O ar de descarga tem que fluir sem barreiras. Não é permitido vedar,
estrangular ou usar a tubulação de saída como fonte de ar pressuriza-
l Assegurar que nenhum material sensível ao calor (plástico, madei- do.
ra, cartolina, papel, eletrônico) entre em contato com a superfície
da bomba de vácuo As instruções para a tubulação de saída de ar perdem a validade quan-
do o ar aspirado da bomba de vácuo é expelido direto no ambiente.
l Assegurar que o espaço ou local de instalação da bomba de vácuo
seja ventilado de tal forma que garanta um resfriamento suficiente
CUIDADO_a

CUIDADO_ac O ar de descarga contem quantidades mínimas de óleo da bomba


de vácuo.
A superfície da bomba de vácuo pode atingir temperaturas acima de
70 °C durante seu funcionamento. A permanência prolongada no ambiente contendo ar com partículas
de óleo pode provocar danos à saúde.
Perigo de queimaduras!

l Assegurar que a bomba de vácuo não possa ser tocada por descui-
Se o ar é expelido num ambiente em que haja permanência de pes-
soas, é preciso garantir ventilação suficiente.
do durante seu funcionamento, caso contrário providenciar uma
grade de proteção l Assegurar que a tubulação de saída do ar sirva na saída de gás (h)
l Assegurar que o visor de óleo (b) seja acessível da bomba de vácuo

Quando a troca de óleo está prevista no local da instalação: No uso de uma tubulação:

K Assegurar que a abertura de dreno do óleo (a) e a abertura K Assegurar que não haja transmissão de tensão das tubulações
para a entrada de óleo (c) sejam acessíveis sobre a bomba de vácuo, caso contrário usar compensadores

l Assegurar que haja suficiente espaço para a retirada e a colocação l Assegurar que a bitola da tubulação de entrada seja no mínimo
do filtro de saída igual em toda a sua extensão à bitola da saída de gás da bomba de
vácuo
Conexão de entrada Em tubulações de saída superiores a 2 m de comprimento, faz sentido
aplicar bitolas maiores, para evitar perdas na capacidade e sobrecarga
CUIDADO_a na bomba de vácuo. Solicite orientação junto a sua filial Busch!
l Assegurar que a tubulação de saída do ar seja provida com uma in-
A entrada de partículas sólidas, impurezas, etc. ou líquidos podem clinação constante, com um separador de líquidos, ou com um se-
destruir a bomba de vácuo. parador de condensados e um dreno de modo a impedir o retorno
de condensados à bomba de vácuo
Quando o gás aspirado conter pó ou outras partículas sólidas, impure-
zas, etc.:
K Assegurar que está conectado um filtro adequado (5 µm ou ADVERTÊNCIA_ad
menos) à bomba de vácuo
Tubulações de saída de ar de material não condutor podem carre-
l Assegurar que a tubulação de entrada encaixe na conexão de en- gar-se de carga eletroestática.
trada (g) da bomba de vácuo
l Assegurar que a aspiração seja feita por meio de uma mangueira A descarga de energia eletroestática pode causar um incêndio em
flexível resistente ao vácuo ou por meio de uma tubulação contato com eventual neblina de óleo no ambiente.

Ao usar uma tubulação: A tubulação de saída do ar precisa ser de material tipo condutor ou
K Assegurar que não haja transmissão de tensão das tubulações então deve-se tomar medidas contra descarga eletroestática.
sobre a bomba de vácuo, caso contrário usar compensadores
Conexão elétrica
l Assegurar que a bitola da tubulação de entrada seja no mínimo
l
igual em toda a sua extensão à bitola da conexão de entrada da Assegurar que sejam cumpridas as EMV-Diretrizes 2004/108/CE e
bomba de vácuo as Diretrizes de Baixa Tensão 2006/95/CE bem como as Normas
EN, Diretrizes de Segurança no Trabalho bem como os regulamen-
Em caso de tubulações de aspiração muito compridas, faz sentido apli- tos locais e nacionais - ver NR-10 (na responsabilidade do fabrican-
car bitolas maiores nas tubulações para evitar perdas de carga. Solicite te do equipamento ou sistema, do qual a bomba de vácuo fará
orientação junto a sua filial Busch! parte integrante;Ú página 21: nota na Declaração de Conformi-
Quando duas ou mais bombas de vácuo estão conectadas a uma mes- dade CE).
ma tubulação de entrada, e o volume do sistema de vácuo for grande l Assegurar que o abastecimento de energia elétrica do motor cor-
o suficiente para que após desligar a bomba de vácuo se precise evitar responda aos dados constantes na placa de identificação
a aspiração do óleo ou garantir a manutenção do vácuo:
l Assegurar que seja prevista uma proteção contra sobrecarga do
K Providenciar uma válvula manual ou automática (válvula ele- motor, de acordo com EN 60204-1 (VDE 0113)
tropneumática) na tubulação de entrada
l Assegurar que o motor da bomba de vácuo não seja influenciado
(a válvula de retenção standard da conexão de entrada não está previs- pelas descargas eletromagnéticas da rede; se for o caso entrar em
ta para esta função!) acordo com a Assistência Técnica Busch
Quando a bomba de vácuo precisa ser usada para aspiração de gás, Em caso de instalação móvel:
que contém quantidades limitadas de vapores condensáveis:
K Realizar a conexão elétrica com cabos que realizem a função
K Providenciar a instalação de uma válvula de retenção, um se- de alívio de tensão
parador de condensados e um dreno com torneira, para que se
possa drenar condensados da tubulação de entrada
l Assegurar que não se encontrem partículas sólidas, impurezas, etc.
na tubulação de entrada, por exemplo: borras de soldagem

KB/KC 0040 D Instalação e partida


0870152116 / 110705 página 6
Instalação Instalação sem tubulação de saída:
K Assegurar que a saída de gás (h) está aberta
Montagem l
l Assegurar-se que os Requisitos para a instalação ( Ú página 5) fo- Assegurar que todas as coberturas, telas de proteção, capas etc.
foram montadas
ram cumpridos
l Assegurar que as entradas e saídas de ar de resfriamento não estão
l Montar a bomba de vácuo no local de sua instalação cobertas ou bloqueadas e que o fluxo de ar de resfriamento não
seja impedido de uma ou outra maneira
Conexão elétrica
Colocar óleo
ADVERTÊNCIA_ab Quando a bomba de vácuo foi tratada com óleo conservante:

Perigo de choque elétrico; perigo de danos no equipamento.


K Drenar resíduos do óleo conservante

Instalações elétricas somente devem ser realizadas por técnicos CUIDADO_a


eletricistas que conhecem e cumprem as seguintes normas:
- IEC 364 bem como CENELEC HD 384 ou DIN VDE 0100 A expedição da bomba de vácuo é feita sem óleo.
- IEC-Report 664 ou DIN VDE 0110
- BGV A2 (VBG 4) ou regulamentos nacionais equivalentes de pre- A operação sem óleo destrói a bomba de vácuo em um curto espaço
venção de acidentes. de tempo.
l Conectar eletricamente o motor Assegurar sem falta, que antes da partida, tenha sido colocado óleo.
l Conectar o fio-terra
A bomba de vácuo é entregue sem óleo (Especificação do óleo Ú pá-
Conexão em triângulo (baixa tensão): gina 20: Óleo).
l Manter disponível aprox. 0,8 litro(s) de óleo conforme a tabela
Ú
Óleo ( página 20)
Nota: As quantidades mencionadas neste manual são a título de orien-
tação. Usar a medida do visor para colocar óleo (b).

CUIDADO_a

Colocar óleo através da conexão de entrada (g) ocasiona a quebra


das palhetas e isso provoca a destruição da bomba de vácuo.

A alimentação de óleo somente deve ser feita pela entrada de óleo


Conexão em estrela (alta tensão): (c).

CUIDADO_a

O separador de óleo está cheio de óleo quente e sob pressão duran-


te o funcionamento.

Perigo de lesões por meio do óleo quente caso a entrada de óleo es-
teja aberta.

Perigo de lesões ao se soltar um plugue não bem fixado (c).

O plugue (c) somente deve ser retirado com a bomba de vácuo


desligada.
CUIDADO_a
A bomba de vácuo somente deve funcionar com plugues firmemen-
Um funcionamento na direção errada pode destruir a bomba de te fixados (c).
vácuo em pouco tempo.
l Remover o plugue (c) da entrada de óleo
Antes da partida assegurar que a bomba de vácuo está funcionando
na direção correta (campo de rotação para a direita).
l Colocar aprox. 0,8 litro(s) de óleo

l l Assegurar que o nível de óleo esteja entre a marca MIN e MAX do


Constatar a direção correta na seta do adesivo ou fundida visor de óleo (b)
l Ligar o motor principal por uma fração de segundo l Assegurar que o anel de vedação do plugue (c) da entrada de óleo,
l Observar o ventilador do motor e pouco antes de parar, constatar está colocado e sem danos, caso contrário trocar
a direção l Fixar novamente com firmeza o plugue (c) da entrada de óleo com
Caso a direção tenha que ser mudada: o anel de vedação
K Trocar duas fases entre si sem critérios Nota: A partida da bomba de vácuo com óleo frio é facilitada, quando
a tubulação de entrada nesse momento não estiver vedada ou seja, la-
Conectar tubulações crada com uma lâmina de borracha.
Quando a tubulação de conexão vem com uma válvula de isolação: l Ligar a bomba de vácuo
K Conectar a tubulaçao de entrada Quando a tubulação de entrada é equipada com uma válvula de
l Conectar a tubulação de saída do ar
isolação:
K Fechar a válvula de isolação

KB/KC 0040 D Instalação e partida


0870152116 / 110705 página 7
Quando a tubulação de entrada não é equipada com uma válvula de
isolação: CUIDADO _ac
K Vedar a conexão de entrada (g) com uma lâmina de borracha
A superfície da bomba de vácuo pode atingir temperaturas acima de
l Deixar funcionando por alguns minutos a bomba de vácuo 70 °C.
l Desligar a bomba de vácuo e esperar alguns minutos
Perigo de queimaduras!
l Checar que o nível do óleo esteja entre a marca MIN e MAX do vi-
sor (b) Assegurar que não haja contato com a bomba de vácuo durante o
Quando o nível do óleo baixou da marca MIN: funcionamento; diante de um contato necessário deixar esfriar o

K
equipamento ou usar luvas de proteção térmica.
Reposição de óleo
Quando a tubulação de entrada está equipada com uma válvula de
CUIDADO_a
isolação:
K Abrir a válvula de isolação O gás bombeado pela bomba de vácuo contém quantidades míni-
mas de óleo.
Quando a tubulação de entrada não está equipada com uma válvula
de isolação:
A inalação do gás de processo por um período mais longo pode cau-
K Remover a lâmina de borracha e conectar a tubulação de en- sar danos à saúde.
trada
O ambiente onde o gás de processo é liberado, deve ser bem
Anotar pârametros de funcionamento ventilado.
Assim quea bomba de vácuo funcionar sob condições normais:
l Medir a corrente do motor e anotar para usar como valor de refe- CUIDADO_a4
rência para futuros serviços de manutenção e de reparos
A bomba de vácuo emite ruídos de intensidade elevada.
Versão com manômetro de saturação de filtro:
K Anotar os valores de referência do manômetro de saturação do Perigo de danos auditivos.
Ú
filtro para futuros serviços de manutenção e reparos ( pági-
na 11: Checagens durante o funcionamento) Na presença prolongada próxima a uma bomba de vácuo sem isola-
mento acústico, deve-se usar proteção auditiva.
Instruções de operação l Assegurar que todas as coberturas previstas, grades de proteção,
capas, etc., permaneçam montadas
Aplicação
l Assegurar que todos os EPIS não sejam colocados fora de serviço

CUIDADO_a l Assegurar que as entradas e saídas de ar de resfriamento não te-


nham sido vedadas ou bloqueadas ou que o fluxo de ar possa ser
A bomba de vácuo é projetada para funcionar sob as seguintes con- impedido de uma ou outra maneira
dições. l Ú
Assegurar que os requisitos previstos para a instalação ( pági-
na 5: Requisitos para a instalação) tenham sido cumpridos e conti-
O não cumprimento representa perigo de danos ou destruição da nuem sendo cumpridos, principalmente que seja garantido um res-
bomba de vácuo e partes próximas do equipamento! friamento suficiente

Perigo de acidentes! Transporte de vapores condensáveis


A bomba de vácuo somente pode funcionar sob as condições a se-
guir descritas. CUIDADO_a

A bomba de vácuo está destinada Resíduos de condensados diluídos no óleo, diminuem sua capacida-
de de lubrificação e podem conduzir a um bloqueio do rotor.
– para aspirar
– ar e outros gases secos não agressivos, não tóxicos e não explosi- Através de um processo de funcionamento adequado deve-se asse-
vos gurar que não permaneçam resíduos na bomba de vácuo.
O transporte de substâncias com densidade inferior ou superior a do
Para usar a bomba de vácuo para o transporte de vapores
ar, resulta na elevação da carga térmica e mecânica da bomba de
condensáveis deve-se equipá-la com uma válvula de isolação na tu-
vácuo e somente será permitido mediante acordo prévio com a Busch.
bulação de entrada e com um lastro de gás.
Quando a bomba de vácuo está equipada com um lastro de gás (opci-
onal), a presença de vapores de água no fluxo de gás poderá ser tole- l Fechar a válvula de isolação da tubulação de entrada
Ú
rada dentro de certos limites ( página 8: Transporte de vapores l Operar a bomba de vácuo por aprox. meia hora com a tubulação
condensáveis). O transporte de outros vapores deve ser acordado com de entrada fechada, de modo que a temperatura de funcionamen-
a Busch. to atinja aprox. 75 °C
A bomba de vácuo foi projetada para ser instalada em uma área não No início do processo:
classificada.
l Abrir a válvula de isolação da tubulação de entrada
A bomba de vácuo é termicamente resistente para um funcionamento
contínuo. No final do processo:

A bomba de vácuo é resistente para funcionamento contínuo até o vá- l Fechar a válvula de isolação na tubulação de entrada
cuo final. l Deixar a bomba de vácuo funcionando por mais meia hora aprox.

KB/KC 0040 D Instalação e partida


0870152116 / 110705 página 8
l Substituir o filtro de saída ( Ú página 11: Filtro de saida)
Manutenção Em caso de estar instalado um filtro de entrada:

PERIGO_age32
K Substituir o filtro de entrada
l Checar a tela de entrada, se necessário limpar
Quando são transportados gases que contem substâncias nocivas à Versão com lastro de gás com filtro de metal sinterizado:
saúde com a bomba de vácuo, podem ter ficado retidas substâncias
nocivas à saúde no filtro. K Limpar o filtro de metal sinterizado (com ar comprimido)
Entre 500 - 2000 horas de funcionamento:
Ú página 10: Vida útil do óleo)
Perigo para a saúde no ato de checar, limpar ou trocar os filtros.
(
Perigo para o meio ambiente. l Trocar o óleo (Ú página 10: Troca de óleo)
No manuseio de filtros contaminados deve-se usar EPIS.
Checagem do óleo
Filtros contaminados com resíduos tóxicos devem ser descartados
de acordo com leis ambientais em vigor.
Checar nível do óleo
l Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e que o óleo te-
nha se acumulado no fundo do separador de óleo
CUIDADO_ac
l Ver o nível de óleo no visor de óleo (b)
A superfície da bomba de vácuo pode atingir durante o funciona- Quando o nível baixou da marca MIN:
mento temperaturas acima de 70 °C.
K Reposição de óleo ( Ú página 9: Reposição de óleo)
Perigo de queimaduras! Quando o nível de óleo ultrapassar a marca do MAX:
l Antes de tarefas que exijam o contato com a bomba de vácuo dei- K Diluições não permitidas com condensados - trocar o óleo e
xar esfriar a bomba de vácuo, porém, para drenar o óleo não mais checar o processo
que 20 minutos (o óleo ainda deve estar quente na hora do dreno) K Se necessário colocar um lastro de gás (via Assistência Técnica
l Busch) e ver o capítulo Transporte de vapores condensáveis
Ú
Antes de desconectar as conexões, assegurar que as tubulações co-
nectadas estão ventiladas na pressão atmosférica ( página 8)
Quando o marcador ultrapassar o nível MAX, apesar da utilização cor-
Programa de manutenção reta do lastro de gás:
Nota: Os intervalos de manutenção dependem em grande parte das K Limpar o filtro de metal sinterizado (com ar comprimido)
condições de operação individual. Os valores a seguir são para usar na
partida que, dependendo do caso, devem ser diminuidos ou aumenta- Reposição de óleo
dos.
Principalmente em funcionamento sob condições adversas, como gran- Nota: Normalmente não deveria ser necessário reabastecer o óleo du-
rante os intervalos recomendados. Uma queda significativa do nível in-
de carga de pó no ambiente ou no gás a ser transportado, impurezas
diversas ou entradas de produtos, podem ocasionar uma diminuição Ú
dica alguma disfunção ( página 13: Solução de problemas).
considerável nos intervalos da manutenção. Nota: O filtro de saída se satura de óleo durante o funcionamento.
Diariamente: Portanto, é normal uma leve queda do nível de óleo após a troca do fil-

Ú página 9: Checagem do
tro de saída
l Checar o nível e a coloração do óleo (
óleo)
CUIDADO_a
Semanalmente:
l Checar a bomba de vácuo quanto a vazamentos de óleo - em caso Colocar óleo através da conexão de entrada (g) provoca a quebra
de constatação, solicitar reparo da bomba de vácuo (via Assistência das palhetas e com isso a destruição da bomba de vácuo.
Técnica Busch)
A alimentação de óleo somente deve ser feita pela entrada de óleo
Mensalmente: (c).
l Checar o funcionamento do filtro de saída ( Ú página 11: Filtro de
saída)
CUIDADO_a
l Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e protegida contra
um acionamento acidental O separador de óleo está preenchido durante o funcionamento com
neblina de óleo quente sob pressão.
No caso de estar instalado um filtro de entrada:
K Checar o filtro de entrada, se for o caso trocar Perigo de acidentes com neblina de óleo quente com a entrada
aberta.
Em uso num ambiente poerento:
K Limpar como descrito na Ú página 9: Semestralmente Perigo caso se soltar um plugue não bem fixado (c).
Semestralmente: O plugue (c) somente deve ser retirado após a parada da bomba de
l Assegurar que o cilindro está isento de poeira/sujeira, caso contrá- vácuo.
rio limpar
l Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e protegida contra
A bomba de vácuo deve operar somente com plugues firmemente
fixados (c).
acionamento acidental
l Limpar a capa de proteção do ventilador, o aro do ventilador, a l Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e protegida contra
grade do ventilador e as aletas da ventilação acionamentos acidentais

Anualmente: l Remover o plugue (c) da entrada de óleo

l Assegurar que a bomba de vácuo está protegida contra aciona-


l Colocar óleo até a metade do visor de óleo (b)
mento acidental

KB/KC 0040 D Manutenção


0870152116 / 110705 página 9
l Assegurar que o anel de vedação do plugue (c) da entrada de óleo, l Assegurar que o anel de vedação no plugue do dreno do óleo (a)
está bem colocado e sem danos, caso contrário trocar está colocado e em bom estado, senão trocar
l Fixar novamente com firmeza o plugue (c) da entrada de óleo com l Fixar novamente com firmeza o plugue da saída do óleo (a) com o
o anel de vedação anel de vedação

Checar coloração do óleo l Descartar o óleo conforme as leis ambientais em vigor

Nota: O óleo deve estar limpo ou claro, um pouco espumante ou leve- Lavar a bomba de vácuo
mente opaco. Um tom leitoso que não desaparecer após repouso do
óleo, indica impureza com substâncias estranhas. Óleo escuro está
queimado. Óleo contaminado por substâncias estranhas ou queimado ADVERTÊNCIA_ad
Ú
precisa ser trocado ( página 10: Troca de óleo).
Óleo degradado pode entupir mangueiras e radiador.
Quando o óleo parece contaminado com água ou outros condensados,
apesar do manuseio correto do lastro de gás: Perigo de causar danos à bomba de vácuo por lubrificação insufici-
K Limpar o filtro de metal sinterizado (com ar comprimido) ente.

Vida útil do óleo Perigo de incêndio por superaquecimento.

A vida útil do óleo depende em grande parte de um fluxo de ar limpo e Em caso de suspeitas de sedimentos na bomba de vácuo deve-se
seco e uma temperatura de funcionamento abaixo de 100 °C. Sob es- realizar uma lavagem.
tas condições deve-se trocar o óleo após 500 até 2000 horas/funciona-
mento, mais tardar após meio ano. l Assegurar que o óleo usado foi drenado completamente
Em caso de condições de trabalho muito desfavoráveis a vida útil do l Preparar 0,8 litro(s) de uma solução de limpeza com 50% de óleo
óleo pode ser inferior a 500 horas de funcionamento. Se a vida útil do e 50% de querosene ou diesel/gasolina
Ú
óleo for extremamente curta, isto indica problemas ( página 13: So- l Assegurar que o plugue (a) do dreno do óleo está bem fixado
lução de problemas) ou condições de funcionamento inadequadas.
l Remover o plugue (c) da entrada de óleo
A vida útil do óleo pode ser aumentada com a opção de usar óleo sin-
tético ao invés de óleo mineral. Para saber quais as melhores opções de l Colocar a solução de limpeza
óleo para seu processo, consulte sua filial Busch. l Fixar com firmeza o plugue (c) da entrada da solução
Quando ainda não existe uma experiência em relação à vida útil do l Vedar a tubulação de entrada
óleo, recomenda-se realizar uma análise de óleo a cada 500 horas/fun-
cionamento, para a partir daí fixar os intervalos das trocas. l Manter a bomba de vácuo no mínimo por meia hora em funciona-
mento
Troca de óleo l Drenar a solução de limpeza e tratar de acordo com as leis ambien-
tais em vigor
PERIGO_age32 Nota: Com o uso de querosene, e mais intenso ainda de diesel/gasolina
na solução de limpeza, pode ocorrer a exalação de um cheiro desagra-
Quando foram transportados gases com a bomba de vácuo que es- dável na retomada da operação. Caso o cheiro incomode, deve-se evi-
tavam contaminados com substâncias nocivas à saúde, o óleo foi tar usar diesel/gasolina e deixar a bomba de vácuo funcionar a vazio
contaminado com estas substâncias. em um local apropriado, até que o cheiro diminua.

Perigo para a saúde ao trocar o óleo e o filtro de óleo contamina- Colocar óleo novo
dos. l Manter 0,8 litro(s) de óleo disponível de acordo com a tabela de

Perigo para o meio ambiente.


Ú
Óleo ( página 20)
Nota: As quantidades mencionadas neste manual de instrução são de
Na troca do óleo e do filtro contaminados deve-se usar equipa- caráter orientador. Controlar e realizar o abastecimento pelo nível do
mento de proteção. visor de óleo (b).
l Assegurar que o plugue (a) da válvula de dreno está fixado com
Óleo e filtros de óleo contaminados com resíduos tóxicos devem firmeza
ser descartados de acordo com as leis ambientais em vigor.

Drenagem de óleo usado CUIDADO_a


Nota: Entre o desligar da bomba de vácuo e o drenar do óleo, não de-
Colocar óleo através da conexão de entrada (g) provoca a quebra
veriam passar mais de 20 minutos (o óleo é para ainda estar quente
das palhetas e com isso a destruição da bomba de vácuo.
durante a drenagem).
l Assegurar que a bomba de vácuo foi desligada e protegida contra A alimentação de óleo somente deve ser feita pela entrada de óleo
acionamento acidental. (c).
l Assegurar que a bomba de vácuo está ventilada na pressão atmos- l Remover o plugue (c) da entrada de óleo
férica
l Colocar aprox. 0,8 litro(s) de óleo
l Colocar um recipiente embaixo da abertura da drenagem (a)
l Assegurar que o nível de óleo esteja entre a marca MIN e MAX do
l Remover o plugue da drenagem do óleo (a) e drenar o óleo visor de óleo (b)
Quando o fluxo do dreno de óleo diminuir: l Assegurar que o anel de vedação no plugue (c) da entrada de óleo
l Recolocar o plugue da saída do óleo (a) está colocado e em bom estado, caso contrário trocar

l Ligar a bomba de vácuo por alguns segundos l Fixar novamente com firmeza o plugue (c) da entrada de óleo com
anel de vedação
l Assegurar que a bomba de vácuo foi desligada e protegida contra
acionamento acidental
l Remover novamente o plugue (a) da saída de óleo e drenar o res-
tante do óleo

KB/KC 0040 D Manutenção


0870152116 / 110705 página 10
Filtro de saída
CUIDADO_a1
Checagem durante o funcionamento
A mola do filtro pode saltar fora no ato da montagem ou desmonta-
A Busch recomenda um manômetro de saturação dos filtros de saída
Ú
(disponível como acessório, página 20: Acessório). Sem o manôme-
gem.
tro de saturação dos filtros de saída, deve-se medir a resistência do fil- Perigo de danos para os olhos.
tro no consumo da corrente do motor.
Versão com manômetro de saturação do filtro de saída: No contato com molas de filtros deve-se usar um óculo protetor.
K Soltar a tubulação de entrada da conexão de entrada (g) (aspi- Remoção do filtro de saída
ração livre!)
l Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e protegida contra
K Assegurar que a bomba de vácuo está em funcionamento acionamento acidental
K Checar se o indicador do manômetro de saturação dos filtros l Antes de desconectar, assegurar que as conexões estão ventiladas
está na área verde na pressão atmosférica
K Fixar novamente a tubulação de entrada na conexão de entra- l Caso necessário remover a tubulação da saída
da (g)
l Remover a tampa da saída de ar (h) do separador de óleo
Versão sem manômetro de saturação dos filtros de saída:
l Soltar, mas não remover o parafuso do meio da mola do filtro
K Assegurar que a bomba de vácuo está em funcionamento
l Empurrar a mola do filtro de dentro das cavidades para fora e girar
K Checar que o consumo da potência do motor está dentro do
l
normal Remover a mola do filtro do separador de óleo

l Checar que o ar da descarga está livre de óleo l Retirar o filtro de saída do separador de óleo
Montagem do filtro de saída
Conclusão
Quando
CUIDADO_a
o indicador do manômetro de saturação dos filtros de saída está na
área vermelha, No mercado paralelo de peças de reposição, pode-se adquirir filtros
ou de saída que são geometricamente compatíveis com as bombas de
vácuo Busch, mas que não oferecem a grande capacidade de reten-
a corrente do motor está muito alta e/ou a capacidade de transporte ção dos filtros de saída Busch e em função de uma maior contra-
tenha sido reduzida, pressão, reduzem o tempo de vida útil e o rendimento da bomba de
o filtro de saída está entupido e precisa ser trocado. vácuo

Nota: Uma limpeza satisfatória dos filtros de saída não é possível. Fil- Maior risco de danos a saúde.
tros de saída saturados precisam ser trocados por novos.
Quando Redução do rendimento e da vida útil.

o manômetro de saturação do filtro indicar uma pressão menor que o Para manter a emissão no nível mínimo possível e garantir o rendi-
normal, mento e o tempo de vida útil, deve-se usar somente filtros de saída
ou originais Busch.

a corrente elétrica do motor estar abaixo do normal, l Assegurar que o novo filtro de saída está equipado com um novo
o-ring
o filtro de saída está perfurado e precisa ser trocado.
l Posicionar o filtro de saída de modo que sua abertura se encaixe
Quando o ar da descarga está oleoso, corretamente na absorção do separador de óleo
os filtros de saída podem estar saturados ou perfurados e devem ser l Assegurar que a ponta do parafuso no meio da mola do filtro de
trocados eventualmente. saída aponte para fora aprox. 2 - 5 vezes o diâmetro do parafuso
Troca do filtro de saída l Posicionar a mola do filtro de saída de modo que seus extremos se
encaixem de forma segura nas aberturas do separador de óleo e a
ponta do parafuso esteja encaixada na cavidade do filtro de saída
PERIGO_age32
l Apertar o parafuso da mola do filtro até que a cabeça do parafuso
Quando são transportados gases com a bomba de vácuo, que esta- atinja o alumínio da mola
vam contaminados com substâncias nocivas à saúde, o filtro de sa- l Assegurar que a vedação embaixo da tampa de saída (h) está lim-
ída foi contaminado com estas substâncias. pa e sem danos, caso contrário trocar por uma nova vedação

Perigo para a saúde ao trocar o filtro de saída contaminado. l Fixar a tampa da saída (h) com a vedação e com parafuso de cabe-
ça sextavada no separador de óleo
Perigo para o meio ambiente. l Caso necessário conectar a tubulação de saída do ar

Na troca do filtro de saída contaminado deve-se usar EPIS. Nota: O filtro de saída se satura de óleo durante o funcionamento.
Uma leve queda do óleo após a troca do filtro de saída, é normal
Filtros de saída usados contaminados com resíduos tóxicos devem portanto.
ser descartados de acordo com as leis ambientais em vigor.

KB/KC 0040 D Manutenção


0870152116 / 110705 página 11
Revisão Desmontagem e remoção de resíduos

CUIDADO_a PERIGO_age32

Para garantir um nível de rendimento otimizado e uma vida útil lon- Quando foram transportados gases com a bomba de vácuo que es-
ga, a bomba de vácuo foi ajustada durante a montagem com tole- tavam contaminados com substâncias nocivas à saúde, foram con-
râncias exatas. taminados o óleo e o filtro de saída.

Este ajuste se perde na desmontagem da bomba de vácuo. Substâncias nocivas à saúde podem estar nos poros, ranhuras e
entre espaços da bomba de vácuo.
Por isso recomenda-se com ênfase que uma desmontagem da
bomba de vácuo além da prevista neste manual de instrução, so- Perigo para a saúde na desmontagem da bomba de vácuo.
mente seja feita via Assistência Técnica Busch.
Perigo para o meio ambiente

PERIGO_age32 Na desmontagem da bomba de vácuo deve-se usar EPIS. Deve-se


descontaminar a bomba de vácuo antes de sua remoção.
Quando foram transportados gases com a bomba de vácuo que es-
tavam contaminados com substâncias nocivas à saúde, foram con- Óleo e filtro de saída devem ser descartados à parte de acordo com
taminados o fluido de operação e o filtro de saída. as leis ambientais em vigor.

Substâncias nocivas à saúde podem estar nos poros, ranhuras e


CUIDADO_a
entre espaços da bomba de vácuo.
Óleo usado e filtros de saída usados são resíduos especiais e devem
Perigo para a saúde na desmontagem da bomba de vácuo.
ser descartados de acordo com as leis ambientais em vigor.
Perigo para o meio ambiente.
CUIDADO_a1
Deve-se descontaminar a bomba de vácuo da melhor forma possí-
vel antes da expedição e documentar o estado da contaminação no A mola do filtro pode saltar para fora da abertura da saída do ar.
formulário “Declaração de Contaminação” (ver formulário no site
www.busch-vacuum.com). Perigo de lesões nos olhos.
A bomba de vácuo somente é aceita pela Assistência Técnica Busch
mediante uma “Declaração de Contaminação” totalmente preenchida No manuseio com molas de filtros deve-se usar óculos de proteção.
e com assinatura legalmente reconhecida (ver formulário em
www.busch-vacuum.com).
l Remover o filtro de saída ( Ú página 11: Filtro de saída)
l Drenar o óleo

Parada l Assegurar que os materiais e componentes a serem tratados como


resíduos especiais tenham sido retirados da bomba de vácuo
Parada temporária l Assegurar que a bomba de vácuo não está contaminada com subs-
l Antes de desconectar as conexões, assegurar que as tubulações co-
tâncias nocivas à saúde
nectadas estão sendo ventiladas na pressão atmosférica Até o momento da impressão deste Manual de Instrução, não constitu-
em perigo os materiais usados para a fabricação da bomba de vácuo
Nova partida l Descartar o óleo de acordo com as leis ambientais em vigor
l Descartar lixos especiais de acordo com as leis ambientais em vigor
CUIDADO_a l Descartar a bomba de vácuo como sucata de metal
As palhetas podem ficar coladas após longo período de inatividade.

Perigo de se quebrar as palhetas ao se dar a partida na bomba de


vácuo.

Após um período mais longo de inatividade, deve-se girar a bomba


de vácuo manualmente várias vezes antes de dar a partida.

Após uma parada por tempo prolongado:


K Assegurar que a bomba de vácuo está desligada e protegida
contra acionamento acidental
K Desmontar a capa protetora sobre o ventilador do motor
K Girar o ventilador várias vezes à mão, lentamente na direção
prevista (veja seta no adesivo ou fundida)
K Montar a capa protetora sobre o ventilador do motor
Caso tenham se depositado resíduos na bomba de vácuo:
K Lavar a bomba de vácuo ( Ú página 9: Manutenção)
l Prestar atenção ao capítulo Instalação e partida (Ú página 5)

KB/KC 0040 D Revisão


0870152116 / 110705 página 12
Solução de problemas
ADVERTÊNCIA_ab

Perigo de choque elétrico; perigo de danos no equipamento.

Instalações elétricas somente devem ser realizadas por técnicos eletricistas que conhecem e cumprem as seguintes normas:
- IEC 364 bem como CENELEC HD 384 ou DIN VDE 0100
- IEC-Report 664 ou DIN VDE 0110
- BGV A2 (VBG 4) ou regulamentos nacionais equivalentes de prevenção de acidentes.

CUIDADO_ac

A superfície da bomba de vácuo pode atingir temperaturas superiores a 70 °C.

Perigo de queimaduras!

Caso seja necessário manusear a bomba de vácuo deve-se deixar esfriar o equipamento ou usar luvas de proteção contra o calor.

Problema Possível causa Solução

A bomba de vácuo não atinge o nível de pres- O sistema de vácuo ou a tubulação de entrada Checar as mangueiras e/ou tubulações quanto
são nominal tem vazamento a vazamentos
O motor consome um volume muito alto de
energia (comparado com valores de referência
após partida)
A evacuação do sistema demora muito

Em caso de estar instalada uma válvula de Ajustar, reparar ou trocar


alívio:
A válvula de alívio está desajustada ou defei-
tuosa

Óleo contaminado (a causa mais frequente) Trocar o óleo


Ú página 9: Manutenção)
(

Nenhum ou pouco óleo na reserva Colocar óleo


Ú página 9: Manutenção)
(

O filtro de saída está parcialmente obstruído Trocar o filtro de saída


Ú página 9: Manutenção)
(

A tela na conexão de entrada (g) está parcial- Limpar a tela de entrada


mente obstruida Em caso de limpezas constantes intercalar um
filtro

Quando um filtro está instalado na conexão de Limpar ou trocar o filtro


entrada (g):
O filtro na conexão de entrada (g) está parci-
almente obstruido

Obstrução parcial na tubulação da entrada de Eliminar as obstruções


ar, na saída de ar ou na pressão positiva

Tubulação de entrada, ou da saída de ar muito Usar diâmetros maiores


longa com diâmetro muito pequeno

O prato da válvula da válvula de retenção está Desmontar o flange de entrada, limpar a tela e
bloqueado, em posição fechada ou parcial- válvula em caso de necessidade, e voltar a
mente aberta montar

A tubulação do óleo está com defeito ou tem Apertar as conexões


vazamento Trocar as conexões e/ou as tubulações (trocar
A linha de retorno de óleo está danificada somente com partes de peças com as mesmas
medidas)

Um retentor tem vazamento Trocar o retentor (via Assistência Técnica


Busch)

KB/KC 0040 D Solução de problemas


0870152116 / 110705 página 13
Uma/a válvula de exaustão não está bem as- Desmontar a/as válvula/s de exaustão e voltar
sentada ou emperra em posição parcialmente a montar (via Assistência Técnica Busch)
aberta

Uma palheta está bloqueada no rotor ou dani- Tornar as palhetas móveis ou trocar (via Assis-
ficada tência Técnica Busch)

A medida da tolerância entre o rotor e o cilin- Reajustar a bomba de vácuo (via Assistência
dro não confere mais Técnica Busch)

Peças internas estão desgastadas ou danifica- Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
das Técnica Busch)

Versão com linha de retorno de óleo para a conexão de entrada (KC 0040 D):
A linha de retorno de óleo tem sua origem em um ambiente ventilado na pressão atmosférica
na bomba de vácuo. Especialmente em equipamentos pequenos é aspirada uma quantidade
considerável de ar, que pode impedir que o vácuo final caia abaixo de 20 mbar abs.
Para descartar esta possível hipótese:
separar temporariamente a linha de retorno de óleo da conexão próxima da saída do ar e fechar
ou
injetar óleo através da saída do gás (h) na linha de retorno de óleo. Enquanto o óleo é aspirado,
pode-se ler o vácuo final sem a influência do ar aspirado durante o retorno de óleo.

O gás bombeado pela bomba de vácuo tem Componentes de processos vaporizados sob Checar o processo se necessário
um cheiro desagradável vácuo Usar outro tipo de óleo se necessário
Componentes leves, voláteis e gasosos do
óleo, por exemplo aditivos, principalmente
após uma troca de óleo.
Nota: Isto não é um sinal de uma falha na
função do separador de óleo. O separador de
óleo somente pode reter óleo em forma de
gotas, porém não os componentes gasosos
destas.

A bomba de vácuo não dá partida/não funcio- A tensão de alimentação do motor não está Alimentar o motor com a tensão correta
na correta ou tem sobrecarga

O disjuntor de proteção do motor é muito pe- Comparar o setpoint do disjuntor de proteção


queno ou está programado para um setpoint do motor com os dados da placa de identifica-
muito baixo ção do motor e se necessário, corrigir
Em ambientes de temperaturas elevadas: ajus-
tar o setpoint do disjuntor de proteção do mo-
tor em 5% acima do valor nominal da
corrente do motor

Um dos fusíveis está queimado Checar os fusíveis

O cabo de conexão é muito fino ou muito Utilizar um cabo de dimensões adequadas


longo, causando uma queda da tensão na
bomba de vácuo

A bomba de vácuo ou o motor está bloquea- Assegurar que o motor está desconectado da
do corrente elétrica
Remover a capa de proteção do ventilador
Experimentar girar manualmente o motor com
a bomba de vácuo
Em caso de bloqueio da bomba de vácuo:
Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
Técnica Busch)

O motor está com defeito Trocar o motor (via Assistência Técnica Busch)

A bomba de vácuo está bloqueada Substâncias nocivas sólidas tiveram acesso à Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
bomba de vácuo Técnica Busch)
Assegurar que a tubulação de entrada está
equipada com uma tela de entrada
Se necessário adicionar um filtro

KB/KC 0040 D Solução de problemas


0870152116 / 110705 página 14
Corrosões na bomba de vácuo em função de Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
resíduos de condensados Técnica Busch)
Checar o processo
Ver o capítulo Transporte de vapores conden-
Ú
sáveis ( página 8)

A bomba de vácuo estava funcionando na di- Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
reção errada Técnica Busch)
Ao ligar a bomba de vácuo cuidar para que a
bomba de vácuo gire na direção correta
Ú
( página 7: Instalação)

Após desligar a bomba de vácuo o sistema de Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
vácuo provocou um vácuo no interior da Técnica Busch)
bomba e em função disso aspirou muito óleo Assegurar que o sistema de vácuo não forme
do separador de óleo para o interior da bomba um vácuo sobre a bomba de vácuo desligada,
Na partida da bomba de vácuo se acumulou se for o caso, instalar uma válvula eletropneu-
muito óleo entre as palhetas mática ou uma válvula de retenção adicional
O óleo não se deixa comprimir e por isso que-
brou uma palheta

Após desligar a bomba de vácuo entrou con- Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
densado no interior da bomba Técnica Busch)
Na partida da bomba de vácuo se acumulou Assegurar que nenhum condensado entre na
muito condensado entre as palhetas bomba de vácuo, se for o caso instalar um se-
Condensado não se deixa comprimir por isso parador de condensados e um dispositivo para
quebrou uma palheta a drenagem
Drenar periodicamente o condensado

A bomba de vácuo dá partida, mas trabalha Conexão/conexões soltas na caixa de bornes Checar a situação das conexões dos cabos de
com muita dificuldade, com muito ruído ou Nem todas as bobinas do motor estão conec- alimentação mediante o diagrama de cone-
com trepidação tadas corretamente xões
O motor tem um consumo muito alto de O motor somente trabalha com duas fases Fixar os cabos soltos ou trocar
energia (comparar com o valor de referência
após a partida)

A bomba de vácuo funciona na direção errada Revisão e correção Ú página 5: Instalação e


partida

Paradas de muitas semanas ou meses Deixar a bomba de vácuo funcionando com o


lado da entrada fechada até esquentar

A viscosidade do óleo é muito alta para a tem- Usar óleo sintético, se necessário usar o de vis-
peratura ambiente cosidade mais baixa da classe (CUIDADO: o
funcionamento com um óleo de viscosidade
muito baixa pode causar marcas no cilindro
em função de trepidação)
Esquentar o óleo antes de ligar a bomba de
vácuo com um aquecedor ou evitar que a
bomba esfrie muito, mediante um funciona-
mento periódico

Quantidade errada de óleo, tipo de óleo ina- Utilizar um dos óleos recomendados na quan-
dequado tidade certa
Ú
( página 20: Óleo,
Troca de óleo: Ú
página 9: Manutenção)

Durante um período prolongado não foi efe- Efetuar troca de óleo inclusive lavagem
tuada uma troca de óleo Ú página 9: Manutenção)
(

O filtro de saída está obstruido e escuro de Lavar a bomba de vácuo


óleo queimado Trocar o filtro de saída
Colocar óleo novo
Ú página 9: Manutenção)
(
Em caso de óleo de vida útil curta, usar óleo
Ú
com maior resistência térmica ( página 20:
Óleo) ou melhorar o sistema de resfriamento

Objetos estranhos na bomba de vácuo Reparar a bomba de vácuo (via Assistência


Palhetas quebradas Técnica Busch)
Rolamentos bloqueados

KB/KC 0040 D Solução de problemas


0870152116 / 110705 página 15
A bomba de vácuo trabalha com muito ruído Rolamentos com defeito Reparar a bomba de vácuo (via Assistência
Técnica Busch)

Palhetas bloqueadas Reparar a bomba de vácuo (via Assistência


Técnica Busch)
Ú
Somente utilizar óleos recomendados ( pá-
gina 20: Óleo) e trocar com mais freqüência

A bomba de vácuo esquenta muito Ventilação insuficiente Assegurar que o resfriamento da bomba de
(a temperatura do reservatório de óleo não vácuo não seja prejudicado em função de
deve ultrapassar os 100 °C) pó/sujeiras
Limpar as capas dos ventiladores, as grades
dos ventiladores e as aletas
Instalar a bomba de vácuo em um ambiente
apertado somente com a garantia de um fluxo
suficiente de ar de resfriamento
Em bombas de vácuo com radiador de óleo:
limpar os espaços entre as ranhuras da tubula-
ção

Temperatura ambiente muito alta Respeitar as temperaturas ambiente permiti-


das

Temperatura do gás aspirado é muito alta Respeitar as temperaturas para gases aspira-
dos

O filtro de saída está parcialmente obstruido Trocar o filtro de saída

Nível de óleo muito baixo Colocar óleo

Óleo queimado em função de superaqueci- Lavar a bomba de vácuo


mento Trocar o filtro de saída
Colocar óleo novo
Ú página 9: Manutenção)
(
Em óleos com vida útil muito curta: utilizar
Ú
óleo com mais resistência ao calor ( pági-
na 20: Óleo) ou melhorar o sistema de resfria-
mento

Freqüência ou tensão da rede fora dos níveis Cuidar para um suprimento de energia mais
de tolerância estável

Obstrução parcial dos filtros ou das telas de Eliminar a obstrução


entrada
Obstrução parcial na tubulação de entrada e
de saída do ar

Tubulações de entrada, ou de saída, de diâ- Utilizar tubulações com diâmetros maiores


metro muito reduzido

A bomba de vácuo expele vapores ou gotas O filtro de saída não está posicionado correta- Checar se o filtro de saída, está colocado cor-
de óleo pela saída do gás mente retamente, se não corrigir
O nivel de óleo baixa Ú página 9: Manutenção)
(

Falta o o-ring ou ele está danificado Adicionar ou substituir o o-ring


Ú página 9: Manutenção)
(

O filtro de saída apresenta fissuras Trocar o filtro de saída


Ú página 9: Manutenção)
(

O filtro de saída está obstruído com partículas Trocar o filtro de saída


sólidas, impurezas, etc. Ú página 9: Manutenção)
(
Nota: A saturação do filtro de saída com óleo
não é uma falha e não prejudica a função do
filtro de saída. O excesso de óleo que goteja
do filtro retorna via retorno do óleo.

A linha de retorno do óleo está bloqueada ou Liberar uma linha de retorno do óleo bloquea-
quebrada da
Trocar uma linha de retorno de óleo quebrada
por uma linha com as mesmas dimensões, co-
locar óleo (se necessário via Assistência Técni-
ca Busch)

KB/KC 0040 D Solução de problemas


0870152116 / 110705 página 16
O óleo está escuro Os intervalos para troca de óleo são muito Lavar a bomba de vácuo
longos Trocar o filtro de saída
O óleo foi super aquecido Colocar óleo novo
( Ú página 9: Manutenção)
Em caso de óleo de vida útil curta: usar óleo
Ú
com maior resistência contra o calor ( pági-
na 20: Óleo) ou melhorar o resfriamento

O óleo está aguado e de cor esbranquiçada Foi aspirado água ou uma considerável quan- Lavar a bomba de vácuo
tidade de umidade Trocar o filtro de saída
Versão com lastro de gás Colocar óleo
O filtro do lastro de gás está obstruido ( Ú página 9: Manutenção)
Ú
Adaptar o modo de funcionamento ( pági-
na 8: Transporte de vapores condensáveis)
Versão com lastro de gás com filtro de metal
sinterizado:
Limpar o filtro de metal sinterizado (com ar
comprimido)

O óleo é resinoso ou pegajoso Óleo errado, possivelmente por um engano Lavar a bomba de vácuo
Reposição de óleo incompatível Trocar o filtro de saída
Colocar óleo novo
( Ú página 9: Manutenção)
Assegurar que para a troca e reposição de
óleo se utilize o óleo adequado

O óleo espuma Mistura de óleos incompatíveis Lavar a bomba de vácuo


Trocar o filtro de saída
Colocar óleo novo
( Ú página 9: Manutenção)
Assegurar que para a reposição seja utilizado
óleo adequado

KB/KC 0040 D Solução de problemas


0870152116 / 110705 página 17
KB/KC 0040 D

0870152116 / 110705
Vista explodida

XX* ohne Gasballast XX** mit Gasballast


without gas ballast with gas ballast
sans lest d’air avec lest d’air
sin lastre de gas con lastre de gas
senza savorratore con savorratore
sem lastro de gás com lastro de gás
zonder gasballast met gasballast
uden gasballast med gasballast
utan gasballast med gasballast
uten gassballast med gassballast
bez gas balastu s gas balastu

página 18
Vista explodida
Peças de reposição 159
180
Válvula de exaustão
O-ring
2
1
0916 126 769
0486 000 513
Nota: Na solicitação de peças de reposição ou acessórios conforme a
tabela abaixo relacionada, favor sempre mencionar também o tipo 181 Plugue 1 0710 136 646
(“Type”) e o número da série (“No”) da bomba de vácuo (dados na 183 Plugue 1 0710 136 646
placa de identificação). Com isso se possibilita à Assistência Técnica
184 O-ring 1 0486 000 513
Busch verificar se para a bomba de vácuo serve um produto altera-
do/reformulado. 185 Vedação 1 0480 120 485
A utilização exclusiva de peças de reposição e demais materiais de 189 Parafuso com rosca de pontas 2 0412 000 311
consumo originais é uma condição para garantir a melhor performan- 191 Porca sextavada 2 0420 000 040
ce da bomba de vácuo e para assegurar as cláusulas da garantia ou de
um bom relacionamento. Flange de entrada, parte
250 1 0246 101 999
inferior
Seu endereço de contato para serviços e peças de reposição no Brasil: 251 Prato da válvula 1 0711 101 429
Busch do Brasil Ltda. 252 Guia da válvula 1 0711 101 428
Rod. Edgard Máximo Zambotto, Km 64
13240-000 Jarinu-SP 253 O-ring 1 0486 000 559
Tel: (55) 11-4016 1400/5277 254 Mola de pressão 1 0435 103 976
Fax: (55) 11-4016 5399
255 O-ring 2 0486 000 526
Seu endereço de contato para serviços e peças em Portugal:
260 Flange de entrada 1 0246 000 541
Busch lbérica S.A., Sucursal em Portugal 261 Tela de entrada 1 0534 000 018
Zona Industrial Raso de Travassô, Fracção B, Armazém 2
3750-753 Agueda Parafuso de cabeça
265 4 0947 127 453
Aveiro, Portugal sextavada/mola de pressão
Tel: +351 234 648 070 Conexão hidráulica roscada
270 1 0441 000 003
Fax: +351 234 648 068 reta
A lista com as filiais Busch no mundo (no momento da impressão deste Válvula de retenção
Manual de Instalação e Operação) se encontra na Ú
página 22
275
(KB 0040 D)
1 0415 000 041

(contracapa). 275 Plugue (KC 0040 D) 1 0415 000 041


Acesse a lista atualizada das filiais e agências Busch no mundo na inter- Parafuso de retorno de óleo
285 1 0916 116 335
net www.busch-vacuum.com. (KB 0040 D)
Parafuso de retorno de óleo
285 1 0916 114 159
Pos. Peça Qtd. Código da peça (KC 0040 D)

1 Cilindro 1 0223 120 362 288 Anel de vedação 3 0484 000 017

15 Rotor 1 0210 120 368 290 Tubo (KB 0040 D) 1 0931 120 564

22 Palheta 3 0724 118 303 290 Tubo (KC 0040 D) 1 0931 124 173

26 Tampa do cilindro 1 0233 120 365 321 Ventilador axial 1 0524 120 370

Rolamento de esferas de 326 Anel dentado 1 0432 000 367


30 1 0473 120 570
contato rígido 340 Tampa do ventilador 1 0713 120 367
35 Retentor de eixo 1 0487 000 005 341 Parafuso cilíndrico 3 0413 000 308
42 O-ring 1 0486 000 655 391 Olhal 1 0416 000 001
47 Parafuso 2 0414 000 108 400 Motor 1 0614 120 454
48 Parafuso de cabeça sextavada 1 0410 108 498 421 Amortecedor de borracha 4 0561 000 030
52 Parafuso cilíndrico 2 0413 000 500 424 Parafuso cilíndrico 4 0413 000 318
59 Parafuso cilíndrico 2 0413 000 421 426 Base de fixação 2 0320 120 586
60 Pino cônico 2 0437 122 368 430 Placa de identificação 1 0565 102 562
61 Pino paralelo 2 0437 128 737 431 Seta do sentido da rotação 1 0565 000 003
75 Separador de óleo 1 0266 120 491 432 Etiqueta antes da partida 1 0565 104 694
83 Visor de óleo 1 0583 000 001 434 Etiqueta superfícies quentes 1 0565 531 032
84 Vedação 1 0480 000 271 440 Lastro de gás completo 1 0916 122 393
88 Plugue 1 0710 000 009
89 O-ring 1 0486 000 590
95 Plugue 1 0710 000 010
Kits de reparo
96 O-ring 1 0486 000 505
Kit de reparo Descrição Código da peça
120 Filtro de saída com o-ring 1 0532 140 155
formado por filtro de
Kit de manutenção 0992 121 241
125 Mola do filtro 1 0947 000 720 saída e vedações adjuntas
141 Vedação 1 0480 000 112 formado por todas as
Kit de vedação 0990 121 239
vedações necessárias
144 Anel de segurança 1 0432 123 615
formado pelo kit de
145 Tampa roscada 1 0246 119 561 Kit de reparo vedação e por todas as 0993 121 240
146 Parafuso de cabeça sextavada 4 0410 000 021 peças de reposição

151 Tela de entrada 1 0534 123 617


152 Tela de entrada 1 0534 123 616

KB/KC 0040 D Peças de reposição


0870152116 / 110705 página 19
Acessórios
Acessórios Descrição Código da peça
lado entrada, vertical,
com cartucho de papel,
Filtro de entrada 0945 000 132
para separar partículas
sólidas
lado entrada, horizontal,
Filtro de entrada com filtro de papel, para 0945 000 133
separar partículas sólidas
lado entrada, vertical,
com cartucho de
Filtro de entrada poliéster, uso alimentício, 0945 121 873
para separar partículas
sólidas
lado entrada, horizontal,
com filtro de poliéster,
Filtro de entrada 0945 121 874
uso alimentício, para
separar partículas sólidas
para simples verificação
Manômetro, filtro
do estado do filtro de 0946 000 100
de ar saída
para bombear vapores
Lastro de gás
condensáveis, com filtro 0916 120 598
completo de papel
Tampa da saída do lado da pressão, para
0947 000 095
silenciador otimização do silenciador
para ajustar a pressão de
Unidade
reguladora de operação desejada, 0947 000 438
vácuo conexão com bocal da
mangueira LW25
Sensor de nível de para montar dentro do
óleo separador de óleo 0652 123 530

Óleo
Descrição VM 032 VM 068
ISO-VG 32 68
Base Óleo mineral Óleo mineral
Densidade [g/cm³] 0,872 0,884
Viscosidade cinemática a 30 68
40 °C [mm²/s]
Viscosidade cinemática a
5 8,5
100 °C [mm²/s]
Ponto de fulgor [°C] 225 235
Ponto de fluidez [°C] –15 –15
Código da peça 1 l 0831 000 086 0831 102 492
embalagem
Código da peça 5 l
0831 000 087 0831 102 493
embalagem
Motor monofási-
Observação Motor trifásico
co
Capacidade aprox. [l] 0,8

KB/KC 0040 D Acessórios


0870152116 / 110705 página 20
Declaração de Conformidade CE
Nota: A validade desta Declaração de Conformidade CE e da marca- constante na placa de identificação se estende para as bombas de vácuo
dentro do escopo de fornecimento Busch. No âmbito da integração de uma bomba de vácuo em um equipamento ou sistema, fica a cargo do fabri-
cante (ou do usuário), de realizar o processo de conformidade com seus testes para o equipamento ou o sistema conforme as diretrizes “Máquinas”
2006/42/CE, de emitir a Declaração de Conformidade CE e de fixar a marca- no equipamento ou sistema.
Nós
Busch Produktions GmbH
Schauinslandstr. 1
79689 Maulburg
Alemanha
declaramos por meio desta que as bombas de vácuo KB/KC 0040 D
em concordância com as diretrizes européias:

– “Máquinas” 2006/42/CE,
– “Equipamentos elétricos para uso dentro de determinados limites de tensão”
(denominado “Regulamento de Baixa Tensão”) 2006/95/CE,
– “Compatibilidade Eletromagnética” 2004/108/CE,
foram projetadas e fabricadas de acordo com as normas a seguir relacionadas.
Norma Título da Norma
Normas regulamentadas
EN ISO 12100-1 Segurança de máquinas - Conceitos básicos, princípios gerais dos projetos - Parte 1 e 2
EN ISO 12100-2
EN ISO 13857 Segurança de máquinas - Distâncias de segurança para impedir que os membros superiores e inferiores alcancem zonas perigosas
EN 1012-1 Compressores e bombas de vácuo - Exigências de segurança - Parte 1 e 2
EN 1012-2
EN ISO 2151 Acústica - Determinação da emissão de ruídos para compressores e bombas de vácuo - Processo da classificação de exatidão 2
EN 60204-1 Segurança de máquinas - Equipamento elétrico das máquinas - Parte 1: Exigências gerais
EN 61000-6-1 Compatibilidade eletromagnética (CEM) - Norma técnica específica de resistência em relação a interferências
EN 61000-6-2
EN 61000-6-3 Compatibilidade eletromagnética (CEM) - Norma técnica específica de emissão em relação a interferências
EN 61000-6-4

Fabricante Pessoa autorizada a compilar


o processo técnico

Dr.-Ing. Karl Busch Andrej Riwe


Diretor Geral Redator técnico

KB/KC 0040 D Declaração de Conformidade CE


0870152116 / 110705 página 21
Busch – All over the World in Industry www.busch-vacuum.com
Argentina France Italy Singapore
Busch Argentina S.R.L. Busch France S.A.S. Busch Italia S.r.l. Busch Vacuum Singapore Pte Ltd
Santo Domingo 3076 16, Rue du Bois Chaland Via Ettore Majorana, 16 20 Shaw Road
C1293AGN-Capital Federal 91090 Lisses 20054 Nova Milanese Unit 01-03 Ching Shine Building
Buenos Aires Tel: +33 16989 8989 Tel: +39 0362 370 91 Singapore 367956
Tel: +54 11 4302 8183 Fax: +33 16989 8958 Fax: +39 0362 370 999
e-mail: info@busch.it Tel: +65 6488 0866
Fax: +54 11 4301 0896 e-mail: busch@busch.fr Fax: +65 6288 0877
e-mail: info@busch-vacuum.com.ar e-mail: busch@busch.com.sg
Germany Japan
Australia Nippon Busch K.K.
Dr.-Ing. K. Busch GmbH 1-23-33, Megumigaoka South Africa
Busch Australia Pty. Ltd. Schauinslandstr. 1 Hiratsuka City, Kanagawa
30 Lakeside Drive 79689 Maulburg Japan 259-1220 Busch Vacuum South Africa (Pty) Ltd.
Broadmeadows, Vic. 3047 Tel: +49 76 22 6 81-0 Tel: +81 463-50-4000 Denver
Tel: +61 3 93 55 06 00 Fax: +49 76 22 6 81-194 Fax: +81 463-50-4004 Johannesburg
Fax: +61 3 93 55 06 99 e-mail: info@busch.de e-mail: info@busch.co.jp Tel: +27 11 856 0650/6
e-mail: sales@busch.com.au Fax: +27 11 856 0625
e-mail: joe.jagger@busch.co.za
Dr.-Ing. K. Busch GmbH Korea
Austria Niederlassung Nord Busch Korea Ltd.
Busch Austria GmbH Ernst-Abbe-Str. 1-3 248-2, Ichi-ri, Majang-Myun, Spain
Industriepark Nord 25451 Quickborn Icheon-si, Kyunggi-Do
Tel: +49 41 06 7 99 67-0 Tel: +82 31 321 8114 Busch Ibérica S.A.
2100 Korneuburg Pol. Ind. Coll de la Manya
Tel: +43 2262 / 756 65-0 Fax: +49 41 06 7 99 67-77 Fax: +82 31 321 8877
e-mail: busch@buschkorea.co.kr C/ Jaume Ferran, 6-8
Fax: +43 2262 / 756 65-20 08403 Granollers
e-mail: busch@busch.at Dr.-Ing. K. Busch GmbH Tel: +34 93 861 61 60
Niederlassung West Malaysia Fax: +34 93 840 91 56
Nordring 35 e-mail: busch@buschib.es
Belgium 64807 Dieburg Busch Malaysia Sdn Bhd.
Busch N.V. Tel: +49 60 71 92 82-0 4&6, Jalan Taboh 33/22, Seksyen 33
Kruinstraat 7 Fax: +49 60 71 14 71 Shah Alam Technology Park
9160 Lokeren 40400 Shah Alam Sweden
Tel: +32 9 / 348 47 22 Selangor Darul Ehsan
Tel: +60 3 5122 2128 Busch Vakuumteknik AB
Fax: +32 9 / 348 65 35 Dr.-Ing. K. Busch GmbH Bråta Industriområde
e-mail: info@busch.be Außenstelle Neuenrade Fax +60 3 5122 2108
e-mail: busch@busch.com.my 435 33 Mölnlycke
Breslauer Str. 36 Tel: +46 31-338 00 80
58809 Neuenrade Fax: +46 31-338 00 89
Brazil Tel: +49 23 92 50 29 92 Mexico e-mail: info@busch.se
Busch do Brasil Ltda. Fax: +49 23 92 50 72 11
Busch Vacuum Mexico S. de R.L. de C.V.
Rod. Edgard Máximo Zambotto, Km 64 Tlaquepaque 4865, Los Altos
13240-000 Jarinu-SP Dr.-Ing. K. Busch GmbH Monterrey, Nuevo Leon Switzerland
Tel: +55 11-4016 1400/5277 Niederlassung Süd-Ost Mexico 64370
Fax: +55 11-4016 5399 Gewerbestraße 3 Tel: +52 81 8311-1385 Busch AG
e-mail: vendas@buschdobrasil.com.br 90579 Langenzenn Fax: +52 81 8311-1386 Waldweg 22
Tel: +49 91 01 90 25-0 e-mail: info@busch.com.mx 4312 Magden
Fax: +49 91 01 90 25-25 Tel: +41 61 / 845 90 90
Canada Fax: +41 61 / 845 90 99
Busch Vacuum Technics Inc. Netherlands e-mail: info@buschag.ch
1740, Lionel Bertrand Dr.-Ing. K. Busch GmbH Busch B.V.
Boisbriand, Québec J7H 1N7 Außenstelle Zella-Mehlis Pompmolenlaan 2
Tel: +1 450 435 6899 Am Rain 11 3447 GK Woerden Taiwan
Fax: +1 450 430 5132 98544 Zella-Mehlis Tel: +31 348-462300
Tel: +49 36 82 46 92 71 Fax: +31 348-422939 Busch Taiwan Corporation
e-mail: info@busch.ca 1F. No. 69, Sec. 3, Beishen Road
Fax: +49 36 82 46 92 73 e-mail: info@busch.nl
Shenkeng Township,
Chile Taipei County 222
Dr.-Ing. K. Busch GmbH New Zealand Tel: +886 2 2662 0775
Busch Chile S. A. Außenstelle Meitingen-Ostendorf Busch New Zealand Ltd. Fax: +886 2 2662 0796
Calle El Roble N° 375-G Grüntenweg 8 Unit D, 41 Arrenway Drive e-mail: info@busch.com.tw
Lampa - Santiago 86405 Meitingen-Ostendorf Albany, Auckland 1330
Tel: +56 2 3765136 Tel: +49 82 71 426-341 Tel: +64 9 414 7782
Fax: +56 2 7387092 Fax: +49 82 71 426-342 Fax: +64 9 414 7783 Thailand
e-mail: info@busch.cl e-mail: sales@busch.co.nz
Busch Vacuum (Thailand) Co., Ltd.
Hungary 888/30 Moo19, Soi Yingcharoen,
China Norway Bangplee-Tamru Road,
Busch Vacuum Kft.
Busch Vacuum (Shanghai) Co., Ltd Bentonit u. 8 Busch Vakuumteknikk AS Bangpleeyai, Bangplee,
No.5, Lane 195 Xipu Road 1225 Budapest Hestehagen 2 Samutprakarn 10540
Songjiang Industrial Estate East New Zone Tel: +36 1 207 6135 1440 Drøbak Tel: +66 2-382-5428
Shanghai 201611 PRC Fax: +36 1 207 6136 Tel: +47 64 98 98 50 Fax: +66 2-382-5429
Tel: +86 (0)21 67600800 e-mail: busch@busch-vacuum.hu Fax: +47 64 93 66 21 e-mail: info@busch.co.th
Fax: +86 (0)21 67600700 e-mail: busch@busch.no
e-mail: busch@busch-china.com
India Poland Turkey
Czech Republic Busch Vacuum India Pvt Ltd. Busch Polska Sp. z o.o. VAKUTEK
Busch Vakuum s.r.o. Plot No. 110, Sector 7 Ul. Chopina 27 Emlak Kredi Ishani No: 179
Pražákova 10 PCNTDA, Bhosari 87-800 W»oc»awek 34672 Üsküdar-Istanbul
619 00 Brno-Horní Heršpice Pune 411026 Tel: +48 54 2315400 Tel: +90 216 310 0573
Tel: +420 543 42 48 55 Tel: +91 206410 2886 Fax: +48 54 2327076 Fax: +90 216 343 5126
Fax: +420 543 42 48 56 Fax: +91 202711 2838 e-mail: busch@busch.com.pl e-mail: vakutek@ttnet.net.tr
e-mail: info@buschpumps.cz e-mail: sales@buschindia.com
Portugal United Kingdom
Denmark Ireland Busch lbérica S.A., Sucursal em Portugal
Zona Industrial Norte, Busch (UK) Ltd
Busch Vakuumteknik A/S Busch Ireland Ltd. Hortonwood 30
A10-11 Howth Junction Business Centre Fracção B, Armazém 2
Parallelvej 11 3750-753 Raso de Travassô - Agueda Telford Shropshire TF1 7YB
8680 Ry Kilbarrack, Dublin 5 Tel: +44 1952 677 432
Tel: +353 1 832 1466 Aveiro, Portugal
Tel: +45 87 88 07 77 Tel: +351 234 648 070 Fax: +44 1952 677 423
Fax: +45 87 88 07 88 Fax: +353 1 832 1470
e-mail: sales@busch.ie Fax: +351 234 648 068 e-mail: sales@busch.co.uk
e-mail: info@busch.dk e-mail: geral@buschib.pt

Finland Israel Russia USA


Busch Vakuumteknik Oy Busch Israel Ltd. Busch Vacuum Russia OOO Busch LLC
Sinikellontie 4 1 Mevo Sivan Street Kotlyakovskaya str., 6/9 516-B Viking Drive
01300 Vantaa Qiryat Gat 82022, Israel 115201 Moscow Virginia Beach, VA 23452
Tel: +358 9 774 60 60 Tel: +972 (0)8 6810485 Tel: +7 495 6486726 Tel: +1 757 463-7800
Fax: +358 9 774 60 666 Fax +972 (0)8 6810486 Fax: +7 495 6486724 Fax: +1 757 463 7407
e-mail: info@busch.fi e-mail: service_sales@busch.co.il e-mail: info@busch.ru e-mail: marketing@buschusa.com

KB/KC 0040 D Busch – All over the World in Industry


0870152116 / 110705 página 22