Você está na página 1de 31

Muro de arrimo

Conceituação
• São peças estruturais destinadas a conter maciços de solo sob ângulos
superiores aos de atrito natural, apoiadas em uma fundação rasa ou
profunda.

• Na figura acima, α é o ângulo de arrimo (frequentemente igual a 90°) e φ é


o ângulo de atrito natural do solo, conforme definido e estudado em
Mecânica dos Solos.
• O muro de arrimo é uma alternativa aos taludes de terraplenagem e é
utilizado para um melhor aproveitamento de espaços. Como seu custo é,
via de regra, mais elevado, ele impõe-se como solução principalmente
quando os espaços são escassos.
Muro de arrimo

Tipos de muros de arrimo (M.A.)

• M.A. de gravidade
– São os de concepção mais simples e provavelmente os mais antigos, pois são executados em
concreto simples (não armado) ou até em concreto ciclópico (concreto com agregados ultra-
graúdos como os “rachões” ou “pedras de mão” e igualmente não armados).

– Normalmente os muros de arrimo de gravidade são utilizados quando a altura do maciço a ser
arrimado é de até 5 m, ou seja, h ≤ 5 m
Muro de arrimo

Tipos de muros de arrimo (M.A.)


Muro de arrimo

Tipos de muros de arrimo (M.A.)

• M.A. de flexão
– São estruturas mais esbeltas com seção transversal em forma de “L” que resistem aos
empuxos por flexão, utilizando parte do peso próprio do maciço, que se apoia sobre a base do
“L”, para manter-se em equilíbrio. Suas dimensões são menores, comparativamente ao tipo de
muro de arrimo de gravidade.
– Em geral, são construídos em concreto armado, tornando-se anti-econômicos para alturas
acima de 7m. A laje de base em geral apresenta largura entre 50 e 70% da altura do muro. A
face trabalha à flexão e se necessário pode empregar vigas de enrijecimento, no caso de
alturas maiores.
– Recomenda-se seu emprego quando temos desnível intermediário entre 5 e 7 m, ou seja, para
5m≤h≤7m
Muro de arrimo

Tipos de muros de arrimo (M.A.)

• M.A. de flexão com contrafortes


– É uma variação do tipo anterior em que se criam nervuras ou enrijecedores em sua porção
vertical (paramento), nervuras estas que recebem o nome de contrafortes.
– Este tipo de contenção é indicado para alturas de arrimo superiores a 7 m, (h > 7 m)
Muro de arrimo

Dados necessários:

• Sondagem do solo
• Levantamento Topográfico
• Projeto arquitetônico com a definição dos níveis do piso acabado
• Definição da geometria
• Tomada de cargas

Verificações:

• Verificação ao tombamento
• Verificação ao deslizamento
• Verificação das tensões atuantes no solo
• Segurança contra a ruptura global
Muro de arrimo

Dados necessários:
Muro de arrimo

Dados necessários:
Muro de arrimo
Geometria (Seção transversal)
M.A. Gravidade
b

c h

As linhas tracejadas da figura acima representam uma geometria alternativa.


Os valores dos parâmetros a, b, c e h devem seguir, em nível de pré-
dimensionamento, as seguintes relações:
0,4h  a  0,7h
b  0,15h
0  c  0,1h
Muro de arrimo

Tomada de cargas

Rs h

K a   s  h   h 
Gk
h/3 Ka   s  h2
Rs 
Ka s h 2 2
Muro de arrimo

Verificação ao tombamento

h
Rs
c

h/3 Gk G

A
Muro de arrimo

Verificação ao deslizamento

h
Rs

Gk

at
Fat

Fat    Gk
Muro de arrimo

Verificação das tensões atuantes no solo

h h h h
h Rs
Mk
Gk
Gk Gk e0
Gk h/3
Gk
a G d G G
Ka sh min max
Ka sh
a/2 a/2 a/2 a/2 a/2 a/2
h
M k  Rs   Gk  d e0 
Mk
 Gk 6  M k  3 Gk
a  max  a  a 2 
e0   
Se
6 G 6  M k  Gk atua dentro do núcleo central de inércia
 min  k  
 a a2 
 2  Gk 
a  max  
Se e0    3  (0,5  a  e0 )  Gk atua fora do núcleo central de inércia
6  
  min  0 
N SPT
 adm é a tensão admissível do solo à compressão em kgf/cm²  adm 
5
• Como critério de segurança, impomos que:
( max   min )  max  1,3   adm
  adm e
2
Muro de arrimo

Exemplo de dimensionamento:

Dimensionar um M. A. de gravidade, dados:


h=5m
 = 35°
 = 0,60
 C = 2,2 tf/m³ (concreto ciclópico);
 s = 1,9 tf/m³
NSPT = 15
Tomando-se como
pré-dimensionamento
os seguintes critérios:
0,4h  a  0,7h
b  0,15h
0  c  0,1h
Muro de arrimo
Muro de arrimo

Exercício:
Muro de arrimo
Muro de arrimo

Exercício:
Muro de arrimo
Geometria
M.A. Flexão
Muro de arrimo

Parâmetros do solo (Prof. Márcio Marangon, UFJF)


Muro de arrimo

Carregamentos:

Verificação ao tombamento:
Muro de arrimo

Verificação ao deslizamento:
Muro de arrimo

Verificação das tensões normais reativas no solo

Mk
e0 
Nk
Muro de arrimo

Diagramas de momentos fletores:

OU

Cálculo das armaduras:


Muro de arrimo

Detalhamento das armaduras:


a) armadura máxima
Sobre a armadura máxima, a NBR 6118 (17.3.5.2.4) diz que “A soma das armaduras de
tração e de compressão (As + A’s) não pode ter valor maior que 4 % Ac , calculada na
região fora da zona de emendas, devendo ser garantidas as condições de ductilidade
requeridas em 14.6.4.3.”
As + A’s = 4 % Ac

b) armadura mínima
“Para melhorar o desempenho e a ductilidade à flexão, assim como controlar a fissuração,
são necessários valores mínimos de armadura passiva [...]. Alternativamente, estes
valores mínimos podem ser calculados com base no momento mínimo, conforme
17.3.5.2.1. Essa armadura deve ser constituída preferencialmente por barras com alta
aderência ou por telas soldadas.” (NBR 6118, 19.3.3.2). Os valores mínimos para as
armaduras são apresentados na Tabela 5. Os valores de ρmín encontram-se na Tabela 6.
Muro de arrimo

Detalhamento das armaduras:


b) armadura mínima
Muro de arrimo

Detalhamento das armaduras:


Muro de arrimo

Exemplo de muro de arrimo de flexão


Muro de arrimo
Muro de arrimo