Você está na página 1de 20

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA EDUCAÇÃO

ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA
EDUCAÇÃO INCLUSIVA NO BRASIL
José Carlos
Lorenzo Conde
Rafael Antunes
Rebeca Stefhane
Samuel Werner
Sofia Silvestre
Lei de Diretrizes e Bases da
Educação Nacional
Lei 9394/96
“...define a educação especial com uma MODALIDADE a ser OFERTADA
preferencialmente na rede regular de ensino...”

01/11/2018 2
Introdução
CAPÍTULO V
DA EDUCAÇÃO ESPECIAL

Art. 58. Entende-se por educação especial, para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação
escolar, oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos portadores de
necessidades especiais.

§ 1º Haverá, quando necessário, serviços de apoio especializado, na escola regular, para atender
as peculiaridades da clientela de educação especial.

§ 2º O atendimento educacional será feito em classes, escolas ou serviços especializados,


sempre que, em função das condições específicas dos alunos, não for possível a sua integração nas
classes comuns de ensino regular.

§ 3º A oferta de educação especial, dever constitucional do Estado, tem início na faixa etária de
zero a seis anos, durante a educação infantil.

01/11/2018 3
Introdução
Art. 59. Os sistemas de ensino assegurarão aos educandos com necessidades especiais:
I - currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos, para
atender às suas necessidades;

II - terminalidade específica para aqueles que não puderem atingir o nível exigido para a
conclusão do ensino fundamental, em virtude de suas deficiências, e aceleração para concluir em
menor tempo o programa escolar para os superdotados;

III - professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para


atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração
desses educandos nas classes comuns;

IV - educação especial para o trabalho, visando a sua efetiva integração na vida em


sociedade, inclusive condições adequadas para os que não revelarem capacidade de inserção no
trabalho competitivo, mediante articulação com os órgãos oficiais afins, bem como para aqueles que
apresentam uma habilidade superior nas áreas artística, intelectual ou psicomotora;

V - acesso igualitário aos benefícios dos programas sociais suplementares disponíveis para
o respectivo nível do ensino regular.

01/11/2018 4
Introdução
Art. 60. Os órgãos normativos dos sistemas de ensino estabelecerão critérios de
caracterização das instituições privadas sem fins lucrativos, especializadas e com atuação
exclusiva em educação especial, para fins de apoio técnico e financeiro pelo Poder
Público.

Parágrafo único. O Poder Público adotará, como alternativa preferencial, a ampliação


do atendimento aos educandos com necessidades especiais na própria rede pública
regular de ensino, independentemente do apoio as instituições previstas neste artigo.

01/11/2018 5
Características e definições da
Educação Especial e Educação
Inclusiva

01/11/2018 6
Educação Especial
• Modalidade de ensino;
• Em todos os níveis e modalidades;
• Atendimento educacional especializado;
• Disponibiliza e orienta sobre recursos e serviços;
• Ensino-Aprendizagem.

01/11/2018 7
Educação Especial
• Escolas Especiais ≠ Escolas Regulares;
• Segregação dos alunos com deficiência;
1° Momento • Sistema escolar paralelo que não favorecia a INSERÇÃO SOCIAL dos alunos com deficiência.

• Modelo de INTREGRAÇÃO – inserir alunos com deficiência em escolas regulares;


• Fracasso desse modelo pela sua limitação;
2° Momento • Não existiram mudanças significativa na ORGANIZAÇÃO DAS ESCOLAS para atender a nova demanda.

• Defesa da Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva;


3° Momento • Educação Inclusiva como ESCOLA PARA TODOS.
(atual)

01/11/2018 8
Educação Inclusiva
• Questiona as políticas e a organização da educação especial e regular;
• Inclusão ≠ Integração;
• Inserção escolas de forma radical, completa e sistemática;
• Todas as pessoas tem direito a educação, i. e., também as pessoas
com deficiência;
• A escola deve sofrer mudanças (sociais, culturais e arquitetônicas) em
sua organização;
• Garantir o acesso, a permanência, e a aprendizagem;
• Nessa perspectiva o aluno não se adapta a escola e sim a escola se
adapta ao aluno.
01/11/2018 9
Políticas Públicas na Educação
“ Políticas públicas são ações que nascem do contexto social, mas que perpassam pela
esfera estatal como uma decisão de intervenção pública numa realidade social, seja para
fazer investimentos ou para regulamentação administrativa, com resultado de dinâmica do
jogo de forças entre grupos econômicos e políticos, classes sociais e demais organizações
da sociedade civil “

01/11/2018 10
Políticas Públicas na Educação
• Formulação ≠ Implementação;
• Atores: Governos nacionais, organizações não governamentais e
comunidade internacional;

01/11/2018 11
Políticas Públicas na Educação
• Primeiras ações do governo em nível nacional;
• Voltadas para pessoas com deficiência;
Década de
50 • Campanhas sob a liderança de instituições privadas + governo federal.

• Criação do CENTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL (CENESP);


• Politica nacional voltada para a educação especial;
Década de • Organizações não governamentais também exerceram influência na determinação das políticas educacionais – APAE, Pestallozi;
70 • Elaboração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1961.

• Influência da UNESCO a partir dos anos 2000;


• LDB
Atualidade • MEC

01/11/2018 12
Políticas Públicas voltadas para a Educação
Inclusiva
• Documento apresentado em 2008 pelo governo federal;
• Tem como objetivo:
• Construir políticas públicas promotoras de uma educação de qualidade para todos os
alunos;
• Permitir o acesso, a participação e a aprendizagem dos alunos com algum tipo de
necessidade especial;
• Promover respostas às necessidades educacionais especiais.
• Apresenta um diagnóstico da educação especial;
• Estabelece objetivos;
• Define alunos atendidos pela educação especial;
• Traça diretrizes;

01/11/2018 13
Políticas Públicas voltadas para a Educação
Inclusiva
• Defende a inserção da modalidade da educação especial na proposta
pedagógica da escola regular;
• Atendimento educacional especializado (não substitui a escolarização;
complementa a formação do aluno);
• Educação Especial
• Educação Infantil até a Educação Superior;
• EJA;
• Educação profissional.

01/11/2018 14
Políticas Públicas voltadas para a Educação
Inclusiva
• Formação dos professores;
“...para atuar na educação especial, o professor deve ter como base da
sua formação (inicial e continuada) conhecimentos gerais para o
exercício da docência e conhecimentos específicos da área.”

• Sistemas de ensino devem garantir acessibilidade...


“...eliminação de barreiras arquitetônicas, urbanísticas, na edificação,
nos transportes escolares, das barreiras nas comunicações e
informações.”

01/11/2018 15
Programas e ações voltados para a educação
especial
• Portaria Normativa nº 13, de 24 de abril de 2007
“Programa de Implantação de Salas de Recursos Multifuncionais”
• Resolução nº 27, de 27 de julho de 2012
“Programa Escola Acessível”
• Programa de Formação Continuada de Professoras na Educação
Especial
• Portaria Normativa Interministerial nº 18, de 24 de abril de 2007
“Programa de Acompanhamento e Monitoramento do Acesso e
Permanência na Escola das Pessoas com Deficiência Beneficiárias do
Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social”
01/11/2018 16
Programas e ações voltados para a educação
especial
Matriculas de alunos portadores de
Alunos matriculados necessidades educacionais especiais
902.603;
2%
200.000 172.016
46.255

51.549.889;
98% 484.332

Escolas exclusivamente especializadas


Total de alunos matriculados em escolas da educação básica Classes especiais o ensino regular ou educação de adultos
Total de alunos com necessidades educacionais especiais Classes comuns do ensino regular e/ou EJA
Alunos fora da escola
01/11/2018 17
Programas e ações voltados para a educação
especial
Programa de Formação Continuada de Professores na Educação Especial

44.951; 2%
2.005.734; 98%

Registro total de docentes na educação básica Docentes que realizaram o curso de formação entre 2007 e 2010

01/11/2018 18
Programas e ações voltados para a educação
especial
Nº de Escolas atendidas pelo Programa Recursos repassados pelo Programa
Escola Acessível Escola Acessível (R$)
14.000 90.000.000 84.017.000,00
80.000.000
12.000 11.330
70.000.000
10.000 9.336 57.727.685,83
60.000.000
8.000 50.000.000

40.000.000
6.000 5.006 31.971.222,38
29.666.000
30.000.000
4.000
20.000.000
1.869
2.000 10.000.000

0
0
2008 2009 2010 2011
2008 2009 2010 2011
Recursos repassados pelo Programa Escola Acessível (R$)
Nº de Escolas atendidas pelo Programa Escola Acessível
Linear (Recursos repassados pelo Programa Escola Acessível (R$))
Linear (Nº de Escolas atendidas pelo Programa Escola Acessível)
01/11/2018 19
Conclusão
• Há a necessidade de uma maior intervenção do governo federal
mediante a ampliação das ações e investimentos públicos na área, da
ampliação do acesso dos educandos com necessidades especiais às
escolas, formação de profissionais qualificados e promoção dos
recursos necessários para as instituições educacionais.

01/11/2018 20

Você também pode gostar