Você está na página 1de 65

“Porifera” e Placozoa:

Diversidade e posicionamento filogenético

Prof. Otto Müller P. Oliveira

UFABC - CCNH
Multicelularidade

Teoria da origem
colonial de Metazoa
Choanoflagellata
Especialização celular (1)
+
Compartimentalização (2)

Organização de tecidos...
Características compartilhadas pelos Metazoa

- Caracteres relacionados à organização multicelular:


(1) adesão celular e (2) comunicação celular

- Colágeno é uma glicoproteína estrutural encontrada apenas


em Metazoa

- Caracteres relacionados à reprodução sexuada


• ~ 8000 espécies descritas “Porifera”
• maioria marinhas - sésseis
• multicelulares, sem organização de tecidos verdadeiros
• células totipotentes (“tecidos dinâmicos”)
• alimentação por filtração através de canais aqüíferos flagelados
• Corpo poroso (simetria corporal radial?)
Bob-Esponja:
Não é um bom
exemplo de
Porifera!!!
Anatomia funcional de alimentação e digestão

ósculo

coanócito

óstio

mesoílo

átrio
- Digestão intra-celular
- Flagelos dos coanócitos criam
corrente de água e vilosidades
com muco prendem partículas
- Amebócitos finalizam a digestão
ósculo

óstio ÓSTIO: canal inalante


mesoílo
ÁTRIO: cavidade central

átrio ÓSCULO: canal exalante


Organização geral

Ósculo

Poro

Canal inalante
Canal exalante

Câmara coanocitária
Organização geral
Organização geral
Leuconóide
Siconóide
Asconóide Ósculo

Ósculo

Ósculo

Átrio

Poro
Poro Poro

Mais comum
Coanócitos Mais eficiente
Não há relação evolutiva!!
Aumento da superfície do corpo utilizada na filtração

Asconóide Siconóide

Siconóide Leuconóide
Relação entre tamanho de corpo e
necessidades energéticas

Aumento do tamanho das partículas de alimento e de tipos de


alimento

Aumento da eficiência no processamento de recursos alimentares


graças à compartimentalização dos sistemas
PINACODERME
pinacócitos, porócitos

MESOÍLO
arqueócitos (lofocitos,
miócitos,
espongeócitos,
colenócitos)

COANODERME
coanócitos
Pinacoderme

EXOPINACODERME: reveste externamente o corpo.


ENDOPINACODERME: reveste os canais inalantes.
MESOÍLO
ampla matriz de colágeno, espículas e espongina com células dispersas

MIÓCITOS
ARQUEÓCITOS
MESOÍLO

ESCLERÓCITOS

LOFÓCITOS
ESPONJÓCITOS
Espículas do mesoílo
Espículas do mesoílo
ESPÍCULAS DO MESOÍLO
Tipos celulares - Esqueleto

Formação das espículas


Óxea

Filamento axial

Polimerização em condições amenas

Formação
Tipos celulares - Esqueleto

Formação das espículas


Óxea

Filamento axial

Polimerização em condições amenas

Formação
Tipos celulares - Esqueleto

Formação das fibras


Colágeno
Espongócitos
Tipos celulares - Esqueleto

Formação das fibras


Colágeno
Espongócitos
COANODERME
COANÓCITOS: revestem o átrio e as câmaras coanocitárias.
COANODERME
- Câmaras coanocitárias: nas esponjas leuconóides e siconóides.
Coanoderme

coanócito
Fisiologia
Nutrição Matéria dissolvida a partículas (~ 50mm)
Digestão Intracelular
Participação de microorganismos associados

Trocas gasosas
Difusão Tecidos pouco densos

Excreção Canais
Superfície
Fisiologia
Microorganismos associados
Célula
Algas
Protozoários
Fungos
Bactérias

Fundamentais Aplysina archeri


Bactérias
Mantidas pelas esponjas

Específicas
Poribactérias

Célula
~ 70% do peso seco

Aplysina cavernicola
Associações
Outros organismos

Cnidários

Equinodermos

Moluscos

Crustáceos

Peixes

Nutrição

Defesa
Regeneração - Reagregação

Células isoladas

Agregados

Thoosa istriaca

Primorfos
Esponjas
Thoosa mollis

Regeneração Adesão
REPRODUÇÃO ASSEXUADA “Porifera”: plano básico

REPARTIÇÃO: fragmentação (células totipotentes) BROTAMENTO

PRODUÇÃO DE GÊMULAS OU CORPOS REDUZIDOS: esponjas de água doce


(massa de arqueócitos envolta por uma camada espessa de espongina)
REPRODUÇÃO SEXUADA
(1) viviparidade: fecundação e formação do embrião internamente
(2) oviparidade: fecundação e formação do embrião externamente

FECUNDAÇÃO EXTERNA: FECUNDAÇÃO INTERNA:


óvulos e espermatozóides liberados na água somente espermatozóides liberados na
água
DESENVOLVIMENTO INDIRETO
Interesse - Pesquisa aplicada

Perfurantes de calcário

Gêneros Cliona e Aka


Afetam recifes de corais
Infestam cultivos de mariscos

Queda de produtividade
Interesse - Pesquisa aplicada

Cultivo

Esponjas de banho

Usadas desde a antigüidade

~1930 - 1950: Epidemias

Atualmente com preços elevados

Mercado de esponjas (1938)


Interesse - Pesquisa aplicada

Cultivo

Gêneros: Spongia ou Hippospongia


(ocorrem no Nordeste)

Flutuadores

Cordas
Cortes
Interesse - Pesquisa aplicada
Quantidade de novos compostos detectados

Compostos

Mais promissoras

Ativos

Não usuais

(Nickel et al, 2001)


Interesse - Pesquisa aplicada

Farmacologia

Atividades detectadas

- Antibacteriana
- Antifúngica
- Antiviral
- Antimitótica Cytosar
Avarol (leucemia)
- Tumorogênica (antiviral)
- Citotóxica
Produtos
Avarol: tratamento da AIDS

Cytosar: tratamento de leucemia

Inibidores específicos - Ácido Okadaico


- Inibidor de fosfatases
50 mg = US$ 200,00 Ácido Okadaico
Interesse - Pesquisa aplicada

Biomineralização

Semicondutores

Transmissão de dados

Silicateína Patenteada!
Interesse - Pesquisa aplicada

Transmissão de dados Fibra ótica

Fonte de luz
Espícula
Registro fóssil

Esponja de Burgess Shale


Eiffelia globosa.
Cambriano Médio
Registro fóssil Choia utahensis - Cambriano
Registro fóssil

Esponjas do Cretáceo
Registro fóssil
Taxonomia

Cerca de 6.000 espécies descritas

Total estimado: >15.000 espécies !

Filo Porifera

1 Classe Archaeocyata
extinta

Calcarea

3 Classes Hexactinellida
atuais

Demospongiae

mais comum...
Taxonomia

Calcarea

Espículas de Carbonato de Cálcio

Tamanho geralmente pequeno Triactinas

Comuns até 300 metros de profundidade


Taxonomia

Hexactinellida

Espículas de sílica com seis raios

“Esponjas de vidro”

Organização celular sincicial

Grandes profundidades (até 10.000 metros)


Taxonomia

Demospongiae

Maior grupo (~95% das espécies)

Maiores tamanhos

Esqueleto variado
Manaus (Drulia)
Taxonomia

Demospongiae

Ocorrência

Todos os ambientes aquáticos

Fernando de Noronha

Belo Horizonte (Spongilla)


Taxonomia

Demospongiae

Identificação complexa:

13 ordens
1000 gêneros

Apenas ~ 500 considerados válidos

Baseada em:

Tipos de esqueleto

Organização do esqueleto

Características gerais do animal


Taxonomia

Identificação
Coleta

Confundidas com:

Algas carnosas

Briozoários

Ascídias

Esponja (Hemimycale)

Ascídia (Didemnidae?)
Filogenia de Metazoa

“Porifera”

Placozoa

Cnidaria

Ctenophora

Acoelomorpha

Deuterostomia

Protostomia
simplicidade e mistério:

Placozoa

Morfologia, biologia e relações filogenéticas


Um espirro e...
Tricoplax adhaerens
Anatomia funcional de alimentação e digestão

-Diferenciação das células das superfícies dorsal e ventral

• Alimentação pela invaginação provisória do epitélio ventral seguido


por fagocitose e secreção de enzimas digestivas.

• Digestão extra-celular?
epitélio dorsal

epitélio ventral mesênquima


Filogenia de Metazoa

“Porifera”

Placozoa

Cnidaria

Ctenophora

Acoelomorpha

Deuterostomia

Protostomia