Você está na página 1de 6

PLANO DE ENSINO

CURSO: Psicologia
SÉRIE: 3º Semestre
DISCIPLINA: Psicologia Construtivista
CARGA HORÁRIA SEMANAL: 2 horas/aula
CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 horas

I – EMENTA

Estudo da teoria do desenvolvimento psicológico de Jean Piaget (1896-1980).


Desdobramentos dessa teoria em relação à construção da inteligência e do juízo
moral no desenvolvimento humano.

II – OBJETIVOS GERAIS:

 Distinção dos fundamentos epistemológicos e gnosiológicos que definem a


concepção de inteligência na teoria piagetiana em comparação com outros
pressupostos teóricos (empirismo, inatismo, interacionismo).
 Compreensão dos principais conceitos presentes na abordagem piagetiana
acerca do desenvolvimento psicológico da inteligência.
 Reconhecimento do método clínico piagetiano como uma técnica
psicogenética de avaliação psicológica da inteligência.

III – OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

Tais competências serão desenvolvidas a partir das seguintes habilidades:

 Identificar em situações-problema (casos clínicos e escolares) os principais


indicadores piagetianos do pensamento infantil nos diferentes períodos do
desenvolvimento cognitivo e moral.
 Elaborar procedimentos de intervenção psicoeducativa em situações-
problema (casos clínicos e escolares) a partir dos indicadores propostos
pela teoria piagetiana nos diferentes períodos do desenvolvimento
cognitivo e moral.
 Compreender os procedimentos metodológicos de investigação da
inteligência estudados por Piaget (abordagem psicogenética) e comparar
com procedimentos de pesquisa e intervenção em uma abordagem
psicométrica em Psicologia.
 Analisar as estruturas do pensamento infantil, em uma perspectiva
piagetiana, por meio do estudo das provas operatórias, do grafismo infantil,
dos dilemas morais e dos jogos infantis.
 Relacionar os estudos piagetianos sobre o desenvolvimento da inteligência
com os processos de aprendizagem de alunos no contexto da educação
formal e não formal.
 Ler e interpretar textos e comunicações orais através dos meios
convencionais e eletrônicos.
 Levantar informação bibliográfica através dos meios convencionais e
eletrônicos.
 Expressar o pensamento de forma clara, coerente e concisa.

IV – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

1. Piaget: vida e obra.


Noção de inteligência no construtivismo piagetiano e em outras
perspectivas epistemológicas (inatismo, empirismo, interacionismo).
2. A Epistemologia Genética: a relação entre sujeito e objeto no
Interacionismo.
3. Os principais conceitos da teoria piagetiana: assimilação, acomodação,
processo de equilibração majorante, esquema, situação-problema, conflito
cognitivo, adaptação.
4. O conceito de Estádio e a teoria do desenvolvimento cognitivo: sensório
motor, pré-operatório, operatório concreto, operatório formal.
5. Avaliação da inteligência segundo a abordagem psicométrica e a
abordagem psicogenética.
6. O Método Clínico de Piaget e as provas operatórias: estudo do método de
pesquisa em psicologia genética, aplicação dos testes e elaboração de
material. Principais reações da criança durante o método clínico.
7. A teoria dos Estágios do desenvolvimento moral: anomia, heteronomia,
semiautonomia, autonomia.
8. O desenvolvimento do pensamento infantil por meio da representação
gráfica (desenho infantil) em uma perspectiva psicogenética.
9. O significado do jogo em uma perspectiva piagetiana e sua aplicação como
instrumento de intervenção no desenvolvimento psicológico.
10. Os desafios da escola contemporânea na perspectiva construtivista.

V – ESTRATÉGIA DE TRABALHO

Com o objetivo de desenvolver no aluno a capacidade de identificar e aplicar os


principais conceitos epistemológicos e psicológicos da teoria de Piaget, essa
unidade de estudo utilizará as seguintes estratégias de trabalho:

(A) Aulas expositivas com esquemas em que o professor irá salientar:


 Principais características do desenvolvimento da inteligência segundo
Piaget e outras abordagens epistemológicas e psicológicas.
 Principais características do método clínico para investigação da
inteligência em comparação com outras técnicas em Psicologia.
 Principais conceitos da teoria piagetiana sobre o desenvolvimento do
pensamento.
 Principais características dos estádios do desenvolvimento cognitivo e
desenvolvimento moral.
 Os estudos piagetianos sobre o desenvolvimento da inteligência e os
processos de aprendizagem de alunos no contexto da educação formal e
não formal.

(B) Trabalho para o 1º bimestre – Os estudantes, em grupos de até 5 pessoas,


deverão observar uma criança entre 0 e 12 anos, com a devida autorização do
responsável. Os pontos para observação são: comportamento motor, tentativas
de uso da linguagem (no caso de crianças muito pequenas), elaborações
discursivas (o que diz, como e por que) e estratégias usadas para resolução de
problemas. Em seguida, os estudantes deverão elaborar um relatório descritivo
da observação realizada, indicando em qual dos estádios do desenvolvimento a
criança se encontra. O trabalho deverá ser entregue, respeitando as normas
ABNT. Valor: zero a 1,0 (um).

(C) Estudo psicogenético do pensamento infantil por meio da representação


gráfica (desenho infantil) em uma perspectiva psicogenética. Em pequenos
grupos, os alunos irão solicitar a crianças de 2 a 15 anos que façam
individualmente desenhos livres em uma folha de sulfite. Reunir estes desenhos e
avaliar de acordo com as fases do desenvolvimento do grafismo, segundo Luquet
e Lowenfeld. Relacionar, também, com os estádios do desenvolvimento cognitivo
(Piaget). Apresentar os resultados em relatório escrito e em Roda de Conversa
em sala de aula. Orientar o aluno sobre Termo de Consentimento Livre e
Esclarecido, bem como Carta de Apresentação (ambos devem constar em anexo
no relatório a ser entregue ao professor). Os modelo desses documentos
encontram-se anexo a este Plano de Ensino. Este é o trabalho referente ao 2º
bimestre. Valor: zero a 1,0 (um).

(D) Todas as aulas terão um tempo de 20 minutos reservados para discussão


com os alunos sobre o tema pertinente à aula do dia. O tema e forma de
discussão estão sugeridos (projeção de vídeo, fragmentos de texto e situações-
problema) no Plano de Aulas.

ATENÇÃO: No sistema online há conteúdos e exercícios que podem ser


utilizados pelo aluno como material adicional aos seus estudos. Os professores
devem informar os alunos a respeito disso.

VI – AVALIAÇÃO

No 1º Bimestre o aluno será avaliado da seguinte forma:

Prova individual (valor = zero a 9,0), sem consulta, sendo 60% do valor total da
prova com questões objetivas e 40% do valor total da prova com questões
discursivas. ATENÇÃO: Sugere-se que a prova contenha 10 questões objetivas
com valor de 0,6 cada e 02 questões discursivas com valor de 1,5 cada.

Exercício (1) em grupo (valor = zero a 1,0): Os estudantes, em grupos de até 5


pessoas, deverão observar uma criança entre 0 e 12 anos, com a devida
autorização do responsável. Os pontos para observação são: comportamento
motor, tentativas de uso da linguagem (no caso de crianças muito pequenas),
elaborações discursivas (o que diz, como e por que) e estratégias usadas para
resolução de problemas. Em seguida, os estudantes deverão elaborar um
relatório descritivo da observação realizada, indicando em qual dos estádios do
desenvolvimento a criança se encontra. O trabalho deverá ser entregue,
respeitando as normas ABNT. Alertar aos alunos sobre os cuidados éticos e
sigilosos em relação ao material analisado.

No 2º Bimestre o aluno será avaliado da seguinte forma:

Prova individual (valor = zero a 9,0), sem consulta, sendo 60% do valor total da
prova com questões objetivas e 40% do valor total da prova com questões
discursivas.
ATENÇÃO: Sugere-se que a prova contenha 10 questões objetivas com valor de
0,6 cada e 02 questões discursivas com valor de 1,5 cada.

Exercício (2) em grupo (valor = zero a 1,0): Em grupos pequenos os alunos irão
reunir desenhos de crianças de 2 a 15 anos, avaliar de acordo com os estágios
do desenvolvimento do grafismo (Luquet e Lowenfeld) e relacionar aos estádios
do desenvolvimento cognitivo (Piaget) propostos em aula; apresentar os
resultados em relatório escrito e em roda de conversa em sala de aula. Orientar
os alunos sobre a carta de apresentação e o termo de consentimento livre e
esclarecido (em anexo). Alertar aos alunos sobre os cuidados éticos e sigilosos
em relação ao material analisado.

VII – BIBLIOGRAFIA

BÁSICA

GOULART, I. B. Piaget: experiências básicas para utilização pelo professor.


27ª ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2011.

PIAGET, J. O Juízo Moral na Criança. 3ª ed. São Paulo: Summus, 1994.

PIAGET, J. Seis Estudos de Psicologia. Trad. Maria Alice Magalhães D’Amorim


e Paulo Sérgio Lima Silva. 25ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

COMPLEMENTAR

MACEDO, L. de Ensaios Construtivistas. 6ª ed. São Paulo: Casa do Psicólogo,


2002.

MEREDIEU, F. de O desenho infantil. São Paulo: Cultrix, 2000.

PIAGET, J.; INHELDER, B. A Psicologia da Criança. 3ª ed. Trad. Octavio


Mendes Cajado. São Paulo: Difel, 2003.

PIAGET, J. (1964). A Formação do símbolo na criança: imitação, jogo e


sonho imagem e representação. 4ª ed. Rio de Janeiro: LTC Livros Técnicos e
Científicos Ed., 2010.
RAPPAPORT, C. R. Teorias do Desenvolvimento. Vol. 1. São Paulo: EPU,
1981.

Textos disponíveis na Internet

BECKER, Fernando. Modelos pedagógicos e modelos epistemológicos. In:


Educação e Realidade, Porto Alegre, 18(1): 43-52, jan./jun. 1993. Formato do
arquivo: PDF/Adobe Acrobat. Disponível em:
http://www.marcelo.sabbatini.com/wp-content/uploads/downloads/becker-
epistemologias.pdf
Acesso em: 01/12/2015.

BECKER, Fernando. O que é construtivismo? Revista de Educação AEC, Brasília,


v. 21, n. 83, p. 7-15, abr./jun. 1992. Ensino e construção do conhecimento;
Formato do arquivo: PDF/Adobe Acrobat. Disponível em:
http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/ideias_20_p087-093_c.pdf
Acesso em: 01/12/2015.

MACEDO, Lino de. A Questão da Inteligência: todos podem aprender? In:


OLIVEIRA, Marta Kohl de; SOUZA, Denise Trento R. Souza; REGO, Teresa
Cristina (orgs.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São
Paulo: Moderna, 2002 (p.117-134). Formato do arquivo: PDF/Adobe Acrobat.
Disponível em: http://www.ambiente.sp.gov.br/cea/files/2011/12/LinoMacedo.pdf
Acesso em: 01/12/2015.

PILLOTTO, S. S. D.; SILVA, M. K.; MOGNOL, L. T. Grafismo infantil: linguagem


do desenho. In: Revista Linhas - Universidade do Estado de Santa Catarina –
UDESC, Florianópolis/SC, v. 5, n. 2, 2004. Formato do arquivo: PDF/Adobe
Acrobat: http://revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1219/1033
Acesso em: 01/12/2015.

SITES E BANCO DE DADOS

BVS-PSI – Biblioteca Virtual em Saúde – Psicologia Brasil


http://www.bvs-psi.org.br/php/index.php

CAPES – Portal de Periódicos CAPES/MEC


http://www.periodicos.capes.gov.br/

EDUC@ - Publicações online em Educação


http://educa.fcc.org.br/

PEPSIC – Periódicos Eletrônicos em Psicologia


http://pepsic.bvs-psi.org.br/scielo.php

USP – Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP


http://www.teses.usp.br/
DVD Coleção Grandes Educadores – Jean Piaget com apresentação de Yves de
La Taille (ATTA mídia e educação - Editora Paulus -
http://www.paulus.com.br/portal/)