Você está na página 1de 42

Processos químicos

industriais
Aula 1 ● Introdução aos processos
industriais

Prof. André Mauricio de Oliveira


CEFET-MG Campus Contagem
andreoliveira@cefetmg.br
O que é um processo
químico?

A indústria química recebe as matérias


primas e gera produtos; a matéria prima
pode ser separada em frações (sem sofrer
transformação química) ou em outros
produtos (sofrendo transformação química).

2
O que é um processo
químico?
MATÉRIAS-
PRIMAS

Processo PRODUTO

químico
MÃO-DE-
OBRA RESÍDUOS

RECURSOS

3
O que é um processo
químico?

Exemplo de um processo químico no
cotidiano: preparo de um café.

4
Fonte: Pixabay/PxHere
O que é um processo
químico?

MATÉRIAS-PRIMAS:
– Sólidos
– Líquidos
– Soluções
– Gases

As matérias primas exigem preparação
(ex.: o café deve ser moído e torrado
previamente)

5
O que é um processo
químico?

RECURSOS:
– Vapor
– Energia elétrica
– Água tratada
– Gases
– Ar comprimido

OUTROS RECURSOS:
– Manutenção
– Instrumentação, etc.
6
O que é um processo
químico?

RESÍDUOS:
– Sub-produtos
– Resíduos poluentes:

Resíduos sólidos recicláveis

Resíduos sólidos tratáveis

Resíduos sólidos incineráveis

Resíduos sólidos para aterros

Efluentes (líquidos)

Emissões gasosas

7
Etapas de um processo
químico

PREPARAÇÃO DAS MATÉRIAS-
PRIMAS

REAÇÕES QUÍMICAS

PURIFICAÇÃO DO PRODUTO

EMBALAGEM

8
Algumas definições
importantes

CONVERSÕES: envolvem REAÇÕES
QUÍMICAS


OPERAÇÕES: envolvem
TRANSFORMAÇÕES FÍSICAS

9
Algumas definições
importantes

OPERAÇÃO: é a ação direta do homem e
equipamentos sobre a matéria prima e
seus produtos (funções que devem ser
executadas).

PROCESSO: é o estudo e
acompanhamento do conjunto de
variáveis que agem na OPERAÇÃO
(especificação da matéria prima e
equipamentos para realizar as diversas
funções).
10
Algumas definições
importantes

Quando a matéria prima não sofre
transformação química, para a
obtenção de produtos, dizemos que
ela foi submetida às OPERAÇÕES
UNITÁRIAS; ao contrário, quando a
matéria prima sofre transformação
química, temos a chamada
CONVERSÃO QUÍMICA ou
PROCESSO UNITÁRIO.

11
Tipos de operações

Bombeamento de ●
Filtração
fluidos ●
Misturação

Troca de calor ●
Destilação

Transporte de ●
Evaporação
sólidos

Processos de

Redução de separação
tamanho

Secagem

Peneiração
12
Operações unitárias
comuns em laboratório

Filtração

13
14
Operações unitárias
comuns em laboratório

Secagem, prensagem, evaporação

15
Operações unitárias
comuns em laboratório

Destilação

16
17
Operações unitárias
comuns em laboratório

Adsorção e absorção

18
Operações unitárias
comuns em laboratório

Extração por solvente

19
Processos químicos

O PROCESSO QUÍMICO
INDUSTRIAL é a aplicação dos
princípios da química, da física e da
físico-química (quando necessário,
apoiadas por outras ciências) para a
transformação da(s) matéria(s)-
prima(s) em produtos.

20
Exemplos de processos
químicos industriais

Tratamento de água ●
Detergentes e sabões

Petroquímica ●
Perfumes, aromatizantes

Gases combustíveis

Alimentos

Agroquímicos

Gases industriais

Óleos, gorduras

Cerâmica

Açúcar e amido

Cimento ●
Fermentação

Vidro ●
Papel e celulose

Ácidos ●
Indústria de fósforo

Álcalis ●
Indústria de potássio

Sais ●
Indústria de nitrogênio

Tintas ●
Plásticos

Explosivos ●
Fibras sintéticas

Corantes

Borracha

21
A importância do
conhecimento químico

Ciência básica

Dados de pesquisas em laboratório 
aplicação nos processos químicos
(escalonamento)

Uso de técnicas de otimização de
experimentos

ESCALA DE PLANTA
PLANTA-PILOTO
BANCADA INDUSTRIAL

22
A importância do
conhecimento químico

Atenção para os aspectos econômicos
dos processos: rendimentos,
conversões, velocidades  tempo,
velocidade de reação.

É necessário fazer o balanço
energético e balanço material do
processo (Aula 2).

23
Processo contínuo e
descontínuo

Processo contínuo:
– Fluxo constante de matérias-primas e de
produtos em todos os equipamentos.
– O processo contínuo exige uma
instrumentação de processo mais complexa,
que não somente registre, mas também
controle as variáveis do processo
(temperatura, vazão, pressão...).

24
25
Processo contínuo e
descontínuo

Processo Descontínuo
(em batelada):
– Um equipamento é carregado com as
matérias-primas, a operação ou a conversão
ocorrem após um tempo determinado, quando
então o produto é descarregado.

26
Processo contínuo e
descontínuo

Processo Descontínuo
(em batelada):
– É necessário controlar os desvios e corrigi-los
rapidamente.
– Controle informatizado do processo.
– Custos são altos para pequenas produções
mas se diluem para grandes produções.

27
Processo contínuo e
descontínuo

Processo Descontínuo
(em batelada):
– O processo descontínuo é utilizado quando o
volume de produção é pequeno, quando o
custo de produção é mais favorável que o do
processo contínuo ou quando condições de
segurança são fundamentais.

28
Operações unitárias na
indústria química

Um processo químico é dividido em uma série de
etapas básicas que podem incluir: transferência de
massa, transporte de sólidos e líquidos, destilação,
filtração, cristalização, evaporação, secagem, etc.

Cada uma das etapas sequenciais numa linha de
produção industrial é, portanto, uma operação
unitária. O conjunto de todas as etapas, compõem
um processo unitário.

Portanto, Operações Unitárias são sequências de
operações físicas necessárias à viabilização
econômica de um processo químico (Arthur Dehon
Little, 1915).
29
Operações unitárias na
indústria química

As operações unitárias dividem-se em 5 classes:
1. PROCESSOS DE ESCOAMENTO DE FLUIDOS,
como transporte de fluido, filtração, fluidização sólida
2. TRANSFERÊNCIA DE CALOR, como evaporação,
condensação.
3. TRANSFERÊNCIA DE MASSA, como o transporte em
tubos, mas também absorção gasosa, destilação,
extração, adsorção, secagem.
4. PROCESSOS TERMODINÂMICOS, como liquefação
gasosa, refrigeração.
5. PROCESSOS MECÂNICOS, como transporte de
sólidos, trituração, peneiramento e separação

30
Operações unitárias na
indústria química

As operações unitárias aplicadas
especialmente na Engenharia Química
também se encaixam nas seguintes
categorias:
– Combinação (formação de misturas)
– Separação (sobretudo destilação)
– Reação (transformação química)

31
Operações unitárias na
indústria química

Exemplo: o processamento de leite
inclui as operações unitárias de
homogenização, pasteurização,
resfriamento, e empacotamento.

A linha de produção integral,
necessária para obter-se o produto
comercializável a partir da matéria
prima se dá pelo sequenciamento e
interligação destas operações.
32
Questões para fixação

1. Explique a diferença entre:



Operação e processo;

Operação unitária e processo unitário;

Processo contínuo e processo em batelada.
2. Cite algumas operações unitárias
utilizadas no preparo de um café
tradicional.
3. Cite 3 (três) processos químicos
utilizados por indústrias da região.
33
Fluxogramas

34
Procedimento operacional
padrão (POP)

35
Procedimento operacional
padrão (POP)

36
Documentos técnicos:
tipos

37
Documentos técnicos:
laudo

38
Documentos técnicos:
laudo

39
Documentos técnicos:
relatório

40
Documentos técnicos:
parecer

41
Referências

AZEREDO, Adriana. Processos químicos
industriais (material de aula), 2011.

ISENMANN, Armin F. Operações unitárias na
indústria química. Timóteo: Edição do autor,
2012.

FOUST, A.S. Princípios das operações
unitárias. São Paulo: LTC, 1982.

SOUSA, Alessandro R.; COSTA, Orlene S.
Química III (rede e-Tec Brasil). Santa Maria:
UFSM, 2011.
42

Você também pode gostar