Você está na página 1de 5

Espírito Santo

Ainda hoje, e como sempre, o Espírito Santo tem poder para transformar
vidas, e Ele é acessível a você e a mim, para nos capacitar a viver uma vida
sobrenatural, santa e frutífera para Jesus Cristo.
Tragicamente, porém, milhões de cristãos nem mesmo sabem quem é o
Espírito Santo, e muito menos ainda sabem o que significa ser cheio do
Espírito e viver de modo sobrenatural. Eles passam pela vida sem nunca ter
experimentado a vida abundante e feliz que Cristo prometeu a todos aqueles
que n’Ele confiam e a Ele obedecem.
O Espírito Santo veio para nos dar uma vida sobrenatural e maravilhosa,
que a mente humana nem sequer pode conceber ou mesmo compreender. Ele
é o selo da nossa redenção, é quem nos dirige, ensina e intercede por nós
junto ao coração de Deus Pai. O Espírito de Deus é extremamente importante
para a existência da humanidade. Todo cristão deve conhecê-lo bem e se
relacionar com ele. Isso porque dentre tantas coisas, ele torna a voz de Deus
audível.
A Vinda do Consolador
A primeira referencia ao Espírito Santo aparece em Genesis 1.2. Sua
influencia é observada através de Velho Testamento, mas se torna mais
evidente na vida e no ministério do Senhor Jesus Cristo. Depois que o Salvador
subiu aos céus após a sua ressurreição, para ficara à direita do Pai, no lugar de
poder, Ele enviou o Espírito Santo para ser o “consolador” ou “ajudador” dos
crentes (João 14.26; 15.26).
A palavra grega para “consolador” ou “ajudador” é “Parakletos”, que
significa “aquele que é chamado para andar junto” dos crentes como
companheiro e amigo. Também tem o sentido de ser “aquele que dá energia,
força e poder” aos que crêem em Cristo.
O Espírito Santo veio para dar testemunho do Senhor Jesus e Glorificá-
lo (João 16.13-14). Assim como Jesus veio para revelar, exaltar e glorificar o
Pai, o Espírito Santo foi mandado para revelar, exaltar e glorificar o Filho, Jesus
Cristo.
Conseqüentemente, à medida que deixamos o Espírito Santo controlar
nossas vidas, mais amaremos e mais serviremos ao Senhor Jesus Cristo, e
estaremos cada vez mais conscientes de Seu amor e de Sua presença
constante.
A Chave da Vida Sobrenatural
Quando estamos cheios do Espírito Santo estamos cheios de Jesus
Cristo. Então, quando estamos cheios do Espírito Santo, um poder pessoal
muito maior do que o nosso é manifestado dentro de nós e através de nós,
para uma vida vitoriosa e um testemunho frutífero acerca do Salvador. Sem o
poder e a direção do Espírito Santo, o cristão não pode experimentar a alegria
e o prazer da vida sobrenatural.
Mas quem é o Espírito Santo?
O Espírito Santo è uma Pessoa
O Espírito Santo não é algo vago, um ser etéreo ou uma força impessoal. A
Bíblia diz que Ele é uma pessoa. Ele tem intelecto ( ICoríntios 2.11), Vontade ( I
Coríntios 2.11) e emoção ( Romanos 15.30). Possui todos os atributos divinos
de Deus. É, em todos os aspectos, igual a Deus Pai e a Deus Filho, Jesus
Cristo.
A Bíblia refere-se de varias maneiras ao Espírito Santo: Espírito de Deus
(Gn 1.2), Espírito do Senhor Deus ( Is 61.1), Espírito de vosso Pai (Mt 10.20),
Espírito da Graça (Zc 12.10), Espírito de verdade ( João 14.17), Espirito de
Santidade (Rm 1.4) , Espírito de vida (Rm 8.2), Espírito de Cristo (Rm 8.9),
Espírito de Adoração (Rm 8.15), Espírito de Seu Filho (Gl 4.6), Espírito de
Glória (IPe. 4.14), Espírito de Profecia (Ap. 19.10), Espírito Eterno (Hb 9.14),
Meu Espírito (Gn 6.3), o Santo Espírito (Sl 51.11) e o Consolador (João 14.16 e
26).
O Espírito Santo age como uma Pessoa
A Bíblia ensina que o Espírito Santo exerce atividades que não podem
ser atribuídas a um mero conceito, a uma coisa ou a uma simples força
impessoal. Pelo contrario, tudo o que Ele faz somente pode ser feito por uma
pessoa, o que prova que o Espírito Santo é uma pessoa.
Ele Fala: “Aquele que tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas (
Ap. 2.7)”. “E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo:
Separai-me agora a Barnabé e a Saulo para a obra a que tenho chamado”
(At.13.2).
Ele Ensina: “Mas o consolador, o Espírito Santo, a quem o Pai enviara
em meu nome, Ele vos ensinara as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos
tenho dito” (João 14.26).
Ele testemunha: “Quando, porém, vier o consolador, que eu vos
enviarei da parte do Pai, o Espírito da verdade, que dEle procede, esse dará
testemunho de mim” (João 15.26). “O próprio Espírito testifica com o nosso
espírito que somos filhos de Deus” (Rm. 8.16).
Ele Guia: “Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, são
filhos de Deus” (Rm. 8.14). “Quando vier, porém, o Espírito da verdade, Ele vos
guiará a toda verdade” (João 16.13).
Ele convence: “Mas Eu vos digo a verdade: convém-vos que eu vá,
porque se Eu não for, o Consolador não virá para vós; se, porém,Eu vo-lo
enviarei. Quando Ele vier, convencerá o mundo do pecado da justiça e do
juízo” (João16.7-8).
Ele manda: “Então disse o Espírito a Felipe: Aproxima-te desse carro e
acompanha-o” (Atos 8.29).
Ele socorre: “Também o Espirito, semelhantemente, nos assiste em
nossas fraquezas” (Rm 8.26).
Ele realiza milagres: “Quando saíram da água o Espírito do Senhor
arrebatou a Felipe, não o vendo mais o eunuco” (Atos 8.39)
O Espírito Santo é Deus
A Bíblia descreve os atributos – características inerentes à
personalidade do Espírito Santo. Estes atributos divinos comprovam que a
pessoa do Espírito Santo é o próprio Deus. Eis, a seguir uma lista dos atibutos
divinos do Espírito Santo registrados na Palavra de Deus:
Ele é Eterno: “Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito Eterno se
ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das
obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” (Hb. 9.14).
Ele é onipresente (presente em todo lugar): “Para onde me irei do teu
Espírito, ou para onde fugirei da tua face? (Sl 139.7)
Ele é onisciente (conhece tudo): “Mas Deus as revelou pelo seu Espírito;
porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.
Porque qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do
homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de Deus,
senão o Espírito de Deus” (I Co. 2.10-11).
Ele é onipotente (todo poderoso): “E, respondendo o anjo, disse-lhe:
Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua
sombra, pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho
de Deus” (Lc 1.35). “O Espírito de Deus me fez” (Jó 33.4).
Através destes bíblicos, que tratam da natureza e das características
inerentes do Espírito Santo, vemos que Ele possui os atributos de Deus,
porque, na verdade, Ele é o próprio Deus.
O Espírito Santo Realiza as Obras de Deus
A Bíblia descreve as diferentes operações do Espírito Santo e vemos
que elas somente podem ser executadas por uma pessoa que tenha a
natureza de Deus, o que demonstra que o Espírito Santo é Deus.
A primeira operação do Espírito Santo mencionada na Bíblia aparece na
criação do mundo, registrada no livro de Gênesis: “No Princípio criou Deus o
céu e a terra, porém, era sem forma e vazia. Havia trevas sobre a face do
abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas” (Gn 1.1-2).
O Espírito Santo não estava inoperante enquanto se movia sobre as
águas: estava participante na criação. Mas este foi apenas o inicio literal das
Operações divinas do Espírito Santo.
A Bíblia ensina que o Espírito inspirou os escritores sagrados (IIPe. 1.21;
II Tm. 3.16), atuou na concepção e nascimento de Cristo entre nós (Lc. 1.35),
convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo (João 16.8), dá aos crentes
uma natureza nova e santa (II Ts. 2.13), produz nos crentes o fruto do Espírito
Cristo (Atos 1.8).
Estas tarefas não poderiam ser realizadas por “um mero conceito” , por
uma força impessoal, ou simplesmente por um homem. Na verdade, o homem
pode confortar, interpretar e fazer algumas tarefas similares, mas somente
Deus pode fazê-las absolutamente perfeitas e completas. São tarefas que só
podem ser realizadas por Deus, por seu divino Espírito Santo.
Espírito Santo e a Trindade
O Espírito santo é a terceira pessoa da trindade, co-existente, co-igual e
co-participante com Deus, o Pai, e Deus, o Filho Jesus Cristo. Há somente um
Deus, mas Ele se manifesta em três pessoas. Ele é Triuno.
Não posso definir a Trindade. Ninguém pode. Nós , que somos finitos,
não podemos compreender Deus, que é infinito. Tentamos ilustrar o conceito
da Trindade, mas a tentativa é totalmente inadequada. Por exemplo, pode-se
dizer que o homem compõe-se de corpo, alma e espírito. Qual destas partes é
o homem? E qual não é? Ou poderíamos dizer que H²O é um composto liquido,
sólido ou gasoso, dependendo de saber se é água, gelo ou vapor. Qual dos
estados é H²O? Todos eles. Ou Para meu esposo sou a esposa; para meu filho
sou a mãe, e para os meus pais sou uma filha. Mas sou, ainda, uma mulher.
Nenhuma ilustração humana é adequada. E poderia apenas sugerir que
Trindade, ou a Triunidade, seria assim semelhante.
O Espírito Santo é uma pessoa, tem natureza divina, é Deus e é a
terceira pessoa da Trindade. O Espírito Santo é o Espírito de Cristo, que foi
enviado por Deus a fim de habitar em nós, nos guiar e nos dar poder espiritual.
Ele é a chave para a nossa vida sobrenatural com Deus, como um novo estilo
de vida.
Conclusão
Não há como viver o cristianismo de forma eficaz sem a ajuda do
Espírito Santo. É Ele que torna a obediência a Deus algo possível. Devemos
pedir ao Senhor Jesus que nos revista, encha com o Espírito, para que
possamos trilhar os caminhos da Justiça de Deus em Cristo.

Bruna Russe Hundt - Zoe 2019