Você está na página 1de 6

NBR 14931/03

Execução de estruturas de concreto - procedimento

Sumário: (49 páginas)


1. Objetivo
2. Referências Normativas
NBR 14931/03 3. Definições
(Execução de estruturas de concreto - 4. Simbologia

Procedimento) 5. Requisitos gerais


6. Canteiro de obras
7. Sistema de fôrmas
8. Armaduras
9. Concretagem
10.Cura
10.Cura e retirada das fôrmas e escoramento
11.Recebimento
11.Recebimento da estrutura de concreto

NBR 14931/03 NBR 14931/03


Execução de estruturas de concreto - procedimento Execução de estruturas de concreto - procedimento

Anexos: Objetivo:

A Execução da protensão em concreto protendido Estabelece requisitos para execução de estruturas de concreto,
com aderência posterior cujos projetos foram elaborados de acordo com a NBR 6118.
B Execução da injeção de calda de cimento em
concreto protendido com aderência posterior
OBS:
C Execução da protensão em concreto sem Não cobre a execução de elementos pré-
pré -moldados (NBR 9062/01 –
aderência Projeto e execução de estruturas de concreto pré-
pré -moldado -
procedimento) e elementos de fundações profundas (NBR 6122/96
– Projeto e execução de fundações - procedimento);

NBR 14931/03
NBR 14931/03 Execução de estruturas de concreto – procedimento
Execução de estruturas de concreto – procedimento
• Canteiro de obras:
• Aspectos relevantes:
Faz referência ao correto dimensionamento do canteiro de obras em
• Requisitos gerais: função das características da construção a ser realizada, devendo
estar em acordo com a NR 18 (norma de segurança) e NBR 12284
Faz referência a documentação de projeto e documentação da (canteiro);
execução da estrutura de concreto,
concreto, que pode incluir Determina a necessidade do correto armazenamento dos materiais,
procedimentos e plano de qualidade para execução. ressaltando a necessidade da aquisição dos materiais dentro das
O tipo e abrangência dessa documentação deverá ser especificações e o arquivamento dos documentos que comprovam a
estabelecido entre as partes. origem, as características e a qualidade desses materiais;
Aborda ainda os requisitos da qualidade dos materiais da No diz respeito aos aços para as armaduras, ressalta que devem ser
estrutura, particularmente, a armadura e o concreto, citando, estocados de forma a não alterarem suas características
basicamente, as normas de referência para as especificações geométricas e suas propriedades;
destes materiais, quais sejam: a NBR 12655 e a NBR 7212,7212, Cada tipo e classe de aço deve ser identificado para que não ocorra
para o concreto; a NBR 7480 e a NBR 7481,
7481, para os aços para troca involuntária das peças na armadura;
concreto armado e a NBR 7482 e a NBR 7483,7483, para os aços
Os equipamentos devem estar disponíveis na obra, em condições
para concreto protendido.
de uso e de acordo com as especificações do fabricante e normas
vigentes.

1
NBR 14931/03 NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

• Sistema de fôrmas:
fôrmas: • Armaduras:
Faz referência aos requisitos que deve ser seguido para o Divide a abordagem em armadura passiva e ativa, fornecendo as
elaboração do projeto de fôrma, no que diz respeito ao recomendações separadamente;
escoramento e a fôrma propriamente dita, citando os aspectos Cada produto deve ser identificado na obra para que não ocorra
gerais, tanto sob o ponto de vista de esforços, como no âmbito trocas involuntárias;
funcional e operacional;
Armaduras passivas
A norma faz referência ao uso de componentes embutidos nas
fôrmas e reduções de seções,
seções, dando as diretrizes para o seu Ressalta que o aço deve atender as especificações da NBR 7480 e
emprego; que o emprego deve obedecer a NBR 6118;
A norma também faz referência a aberturas temporárias nas Afirma que as barras e fios de aço, telas soldadas e armaduras
fôrmas e o emprego de fôrmas perdidas; pré--fabricadas não devem ser danificadas durante as etapas de
pré
transporte, estocagem, limpeza, manuseio e montagem no
O emprego de agentes desmoldantes
desmoldantes,, ressaltando que elemento estrutura;
deve ser aplicado antes da montagem da armadura, sem
excesso ou falta, de acordo com as recomendações da Exige que o material não seja estocado diretamente no solo;
fabricante. Não deve alterar a qualidade da superfície do
concreto, nem prejudicar a aderência do revestimento a
ser aplicado.

NBR 14931/03 NBR 14931/03


Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

Ressalta a necessidade de limpeza das armaduras para a Caso ocorra redução de seção, esta norma refere
refere--se a utilização
remoção da ferrugem e substâncias deletérias que o possam da peça considerando-
considerando-a como de diâmetro nominal inferior;
afetar as características do aço, do concreto ou na aderência Caso exista contaminação com cloretos, as peças deverão ser
entre ambos os materiais; lavadas com jato de água para remoção desses íons;
Afirma que se o aço apresentar produtos destacáveis em Quanto ao dobramento, as barras ou fios devem ser dobrados
sua superfície, devido ao processo de corrosão, deverá sempre a frio, obedecendo os diâmetros internos de curvatura da
sofrer uma limpeza superficial. Neste caso, a norma tabela abaixo.
recomenda que a armadura seja alvo de uma avaliação, em
particular para eventuais reduções de seção; Bitola Tipo de aço
Por outro lado, essa norma ressalta que armaduras levemente mm CA 25 CA 50 CA 60
oxidadas, expostas a ambientes com agressividade fraca ou
moderada, por um período de no máximo 03 meses e que não Ø ≤ 10 3Ø 3Ø 3Ø
possuem produtos destacáveis, podem ser empregadas em 10 < Ø < 20 4Ø 5Ø -
estruturas de concreto;
Ø ≥ 20 5Ø 8Ø -

NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento

Ainda quanto ao dobramento, as barras não devem ser dobradas


junto a uma emenda por solda, devendo obedecer a uma
distância mínima de 10 Ø;
Quanto as emendas, a NBR 14931 afirma que devem estar de
acordo com o previsto no projeto estrutural, podendo ser
executadas por:
• transpasse;
• luva com preenchimento metálico, prensadas ou
rosqueadas;
• solda;
• outros dispositivos devidamente justificados

2
NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento

DE TOPO CALDEAMENTO
Ø ≥10

DE TOPO COM ELETRODO 60º

Ø ≥ 20
2 a 3 mm
POR TRANSPASSE

Ø
Ø

≥5Ø ≥5Ø ≥5Ø


COM BARRAS JUSTAPOSTAS

≥5Ø Ø ≥5Ø

NBR 14931/03
NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento
Execução de estruturas de concreto – procedimento
• Emendas por transpasse:
transpasse:
As emendas por solda não podem ser realizadas na
As disposições constam na NBR 6118.
totalidade das barras em uma seção transversal do
• Emendas por luva:
luva: elemento estrutural;
As luvas devem ter resistência superior as barras emendadas. A resistência de cada barra emendada deve ser considerada sem
• Emendas por solda:
solda: redução, a não ser em caso de barra tracionada onde exista
preponderância de carga acidental, onde deve ser adotada uma
Apenas as barras de aço com característica de soldabilidade redução de 20%;
devem ser soldadas (NBR 8965). Deve ser avaliada a eficiência processo de soldagem antes do uso
• De topo, por caldeamento, ø ≥ 10 mm na obra, empregando o mesmo soldador , material e
equipamento de solda a ser utilizado;
• De topo, com eletrodo, ø ≥ 20 mm Além da avaliação prévia do processo, deve ser realizado ensaios
• Por transpasse, com no mínimo dois cordões de solda com de controle, de acordo com a NBR 11919 e verificadas as
comprimento em cada cordão maior que 5ø afastados de no condições aceitação da solda;
mínimo 5ø As emendas das barras feitas mecanicamente ou por solda devem
satisfazer o limite de resistência convencional à ruptura das
• com barras justapostas, com cordões com no mínimo 5 ø barras não emendadas, conforme a NBR 6118 e o alongamento
da barra emendada não deve ser inferior a 2%;

NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento
O critério de aceitação das emendas é definido nessa norma, em
função do tamanho do lote; As barras de espera que ficarem expostas por mais de 90
A montagem da armadura deve ser feita por amarração com dias devem ser pintadas com pasta de cimento para proteção
arame, sendo possível o emprego de solda quando o aço tenha contra a corrosão, devendo ser limpas antes da retomada da
características de soldabilidade
soldabilidade;; concretagem.

O cobrimento especificado da armadura sempre se refere a Armaduras ativas


barra mais exposta e deve ser mantido por espaçadores. A NBR ressalta apenas que todo o trabalho deve ser conduzido
Os espaçadores podem ser concreto ou argamassa, com por pessoal especializado, devendo os documentos definidos na
relação água/cimento inferior ou igual a 0,50. Pode especificação de projeto serem incluídos na documentação da
também ser empregados espaçadores plásticos ou obra;
metálicos, devendo este último ser revestido nas partes
Os sistemas de protensão devem estar de acordo com os anexos
em contato com a forma com material plástico ou outro A e C e as normas pertinentes em cada caso (NBR 6118,
produto similar; NBR7187 – Projeto e execução de pontes em concreto armado-
armado-
Essa norma adverte que as armaduras negativas devem procedimento), NBR 10839 – Execução de obras de arte especiais
ser objeto de cuidados especiais, devendo ser empregado em concreto armado e concreto protendido – procedimento));
suportes rígidos e convenientemente espaçados para
garantir o seu posicionamento

3
NBR 14931/03 NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

• Concretagem
Concretagem:: Alternativas para o pedido do concreto em central
Admite duas modalidades diferentes de preparo, quais sejam: 1. Especificação pela resistência característica à compressão
concreto preparado pela executante da obra, obra, devendo seguir O concreto é solicitado especificando a resistência
as recomendações da NBR 12655 e o concreto preparado por característica à compressão (NBR 12655), diâmetro máximo e
empresa de serviços de concretagem.
concretagem. Nesta segunda abatimento do concreto fresco no momento da entrega(NBR
modalidade, a central deve assumir as responsabilidades pelo 7212).
serviço e cumprir as prescrições definidas pela NBR 12655 e pela
NBR 7212; 2. Especificação pelo consumo de cimento
As especificações do concreto deve levar em consideração todas O concreto é solicitado especificando o consumo de cimento
as propriedades requeridas em projeto, em especial quanto à por metro cúbico, diâmetro máximo e abatimento do concreto
resistência característica à compressão,
compressão, módulo de fresco no momento da entrega.
deformação e durabilidade
durabilidade,, bem como as condições de 3. Especificação pela composição da mistura (traço)
transporte, lançamento e adensamento (trabalhabilidade);
O concreto é solicitado especificando a quantidade de cada um
dos componentes por metro cúbico.
4. Exigências complementares

NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento
Cuidados complementares
Plano de concretagem
A NBR 14931 estabelece os cuidados complementares que devem
ser observados antes da concretagem com referência às fôrmas
fôrmas,, O plano de concretagem, além de outras recomendações, deve
escoramento,, armadura e condições operacionais na obra;
escoramento obra; prever:

Nas fôrmas define as tolerâncias quanto às dimensões (item • A área e o volume concretados em função do tempo de
9.2.4. Tabs 2 e 3), ao desaprumo individual e cumulativo, ao trabalho;
alinhamento e ao nivelamento antes e depois da desforma; • A relação entre o lançamento, adensamento e acabamento;
Nas armaduras deve ser verificada a montagem, o • As juntas de concretagem quando necessárias, definidas de
posicionamento e o cobrimento e a limpeza das armaduras. Os comum acordo entre o executor e o projetista;
estribos dos pilares no trecho de intersecção coma viga deve ser Prever medidas para evitar perda de consistência e reduzir a
projetado de modo a possibilitar a sua montagem; temperatura da massa do concreto quando a temperatura estiver
Na verificação das condições operacionais da obra deve ser acima de 35ºC, e, em especial, quando a umidade relativa for
checado o funcionamento e a quantidade dos equipamentos, o baixa (≤ 50%) e a velocidade do vento alto (≥30 m/s);
dimensionamento da mão de obra, definidos previamente no A norma ainda ressalta, que em temperatura ambiente acima de
plano de concretagem, bem como o lay out e as condições do 40ºC e vento acima de 60 m/s a concretagem deve ser
canteiro antes do início da concretagem interrompida, salvo disposições em contrário, definidas em
projeto ou pelo responsável pela obra.

NBR 14931/03
NBR 14931/03 Execução de estruturas de concreto – procedimento
Execução de estruturas de concreto – procedimento
Lançamento
Transporte do concreto na obra
Deve ser realizada a limpeza dos detritos sobre a forma antes do
O tempo de transporte do local de amassamento ou da bica do início da concretagem;
caminhão betoneira deve ser compatível com as condições de
lançamento; Em nenhuma hipótese o lançamento do concreto deve ser
realizado após o início de pega;
O meio de transporte empregado não deve provocar a
desagregação do concreto, perda sensível de água, pasta ou O concreto contaminado com solo ou outras substâncias não deve
argamassa por vazamento ou evaporação; ser lançado na estrutura;
Salvo condições específicas de projeto, condições climáticas ou O lançamento deve ser realizado com mais cuidado, quanto maior
composição do concreto, o tempo transcorrido entre a adição da for a altura de lançamento e densidade de armadura para evitar a
água e o final do adensamento não deve ultrapassar 2 h 30min. segregação;
Em temperatura elevada, que acelere o tempo de pega, esse O cuidado deve ser redobrado quando a altura de lançamento for
tempo deve ser diminuído, a não ser que se adote medidas superior a 2m. Nestes casos deve ser previsto o emprego de
especiais; concreto com teor de argamassa e consistência adequados,
lançamento inicial de argamassa com composição igual à da
argamassa do concreto estrutural e o uso de dispositivos que
conduzam o concreto minimizando a segregação (funis, calhas e
trombas)

4
NBR 14931/03
NBR 14931/03 Execução de estruturas de concreto – procedimento
Execução de estruturas de concreto – procedimento
Adensamento
Em peças verticais e esbeltas, recomenda o emprego de
concretos de diferentes consistências, de modo a reduzir o risco No adensamento manual a altura das camadas não deve
de exsudação e segregação; ultrapassar 20cm.
0 plano de concretagem deve prever a relação entre o No adensamento com vibradores de imersão a altura das
lançamento e o adensamento, de forma a evitar a formação de camadas deve ser aproximadamente ¾ do comprimento da
juntas frias ou excesso de concreto na fôrma que possa provocar agulha, não devendo, entretanto, ser superior a 50 cm, de modo
sobrecarga na mesma; a facilitar a saída das bolhas de ar. Ao vibrar uma camada de
concreto, a agulha deverá penetrar cerca de 10 cm na camada
O operação de lançamento deve ser contínua, de modo que, após anterior;
o seu início, não sofra nenhuma interrupção;
Tanto a falta quanto o excesso de vibração são prejudiciais ao
Especificamente para o concreto submerso, o estudo de dosagem concreto, devendo-
devendo-se tomar os seguintes cuidados durante o
deve prever um concreto auto-
auto-adensável, coeso e plástico. Na adensamento com vibradores de imersão:
falta de um estudo de dosagem, deve-
deve-se preparar um concreto
com consumo mínimo de 400 kg de cimento por m 3 e consistência • Preferencialmente aplicar os vibradores na posição vertical;
plástica para que possa ser transportado através de tubulação • Vibrar o maior número possível de pontos ao longo do
submersa; elemento estrutural;

NBR 14931/03 NBR 14931/03


Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

• Retirar o vibrador lentamente, mantendo-


mantendo-o sempre ligado, Juntas de concretagem
para que a cavidade formada se feche; Quando o lançamento do concreto for interrompido e, assim, se
• Não permitir que o vibrador entre em contato com a forma e formar uma junta de concretagem não prevista, devem ser
evitar a vibração da armadura; tomadas precauções para garantir a suficiente ligação do concreto
• Mudar o vibrador de posição quando a superfície apresentar-se já endurecido com o do novo trecho;
brilhante. O concreto deve ser perfeitamente adensado até a superfície da
junta, usando-
usando-se de formas temporárias, quando necessário, para
garantir apropriadas condições de adensamento;
Antes de reiniciar o lançamento do concreto deve ser removida a
nata de cimento e feita a limpeza da superfície da junta, com a
retirada do material solto. A nata pode ser removida através de
jato de água sob pressão logo após o fim de pega (corte verde).
Em outras situações, para se obter a aderência desejada entre a
camada remanescente e o concreto a ser lançado, é necessário o
jateamento ou apicoamento da superfície da junta, com posterior
lavagem, de modo a deixar aparente o agregado graúdo;

NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento
Devem ser tomadas as precauções necessárias para garantir a
resistência aos esforços que podem agir na superfície da junta. No caso de vigas ou lajes apoiadas em pilares, ou paredes, o
Uma medida adequada consiste normalmente em deixar lançamento do concreto deve ser interrompido no vertical;
arranques da armadura ou barras cravadas ou reentrâncias no Juntas de concretagem não previstas no projeto estrutural devem
concreto mais velho; ser previamente aprovadas pelo responsável técnico pela obra.
Na retomada da concretagem deve-
deve-se aplicar argamassa com a
mesma composição da argamassa do concreto sobre a superfície
da junta, para evitar a formação de vazios;
Podem ser utilizados produtos para melhorar a aderência entre as
camadas de concreto em uma junta de concretagem, desde que
não causem danos ao concreto, e que seja possível desempenho
ao menos igual ao dos métodos tradicionalmente utilizados;
As juntas de concretagem, sempre que possível, devem ser
previstas no projeto estrutural e estar localizadas onde forem
menores os esforços de cisalhamento, preferencialmente em
posição normal aos esforços de compressão, salvo se
demonstrado que a junta não provocará diminuição da resistência
do elemento estrutural;

5
NBR 14931/03 NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

Cura e retirada das fôrmas e escoramento Elementos estruturais de superfície devem ser curados até que
Enquanto não atingir endurecimento satisfatório, o concreto deve atinjam resistência característica à compressão (fck) de
ser curado e protegido contra agentes prejudiciais para: acordo com a NBR 12655, igual ou maior que 15MPa;15MPa;

• evitar a perda prematura de água; No caso de utilização de água, esta deve ser potável ou satisfazer
as exigências da NBR 12654 (Controle tecnológico de materiais
•Assegurar uma superfície com resistência satisfatória; componentes do concreto – procedimento).
•Assegurar uma capa superficial durável.
Os agentes deletérios mais comuns ao concreto em seu início de
vida são: mudanças bruscas de temperatura, secagem, chuva
forte, água torrencial, congelamento, agentes químicos, bem
como choques e vibrações de intensidade tal que possam produzir
fissuras na massa de concreto ou prejudicar a sua aderência à
armadura;
O endurecimento do concreto pode ser acelerado por meio de
tratamento térmico ou pelo uso de aditivos que não contenham
cloreto de cálcio em sua composição e devidamente controlado,
não se dispensando as medidas de proteção contra secagem;

NBR 14931/03 NBR 14931/03


Execução de estruturas de concreto – procedimento Execução de estruturas de concreto – procedimento

Fôrmas e escoramentos devem ser removidos de acordo com um Para o atendimento dessas condições, o responsável pelo projeto
plano de desforma previamente estabelecido e de maneira a não da estrutura deve informar ao responsável pela execução da obra
comprometer a segurança e o desempenho em serviço da os valores mínimos de resistência à compressão e módulo de
estrutura; elasticidade que devem ser obedecidos concomitantemente para a
Se a fôrma faz parte integrante do sistema de cura, como é o retirada das fôrmas e do escoramento, bem como a necessidade
caso de pilares e laterais de viga, o tempo de remoção deve de um plano particular de retirada de escoramento.
considerar os requisitos de cura;
A retirada das fôrmas e do escoramento só pode ser feita quando
o concreto estiver suficientemente endurecido para resistir às
açoes que sobre ele atuarem e não conduzir a deformações
inaceitáveis, tendo em vista o baixo módulo de elasticidade do
concreto (Ecj) e a probabilidade de grande deformação diferida no
tempo quando o concreto é solicitado com pouco idade;

NBR 14931/03
Execução de estruturas de concreto – procedimento

Recebimento da estrutura de concreto


A estrutura de concreto deve ser recebida desde que cumpridas
as exigências desta norma, verificadas no documento de “como
concluído”, atendendo também ao estabelecido nas especificações
de projeto e nas normas de projeto, em especial a NBR 6118.

Você também pode gostar