Você está na página 1de 3

NEV: Núcleo de Engenharia Virtual

Título: Cálculo de Círculo de Mohr do estado plano de tensões


Data: 11/12/2016
Autor: Guilherme Augusto Rodrigues Peres Pinto
Orientador: Profa. Cristiane Prado Marin / Prof. Gustavo Cabrelli Nirschl (colaborador)
Tipo: Iniciação Científica com Bolsa Institucional
Curso: Engenharia Civil

CÁLCULO DE CÍRCULO DE MOHR DE TENSÕES

Valores lidos:
Tensão σx = 0 MPa
Tensão σy = -90 MPa
Tensão τxy = -50 MPa

CÁLCULO DAS TENSÕES PRINCIPAIS

Para calcular as tensões e ângulos principais, usam-se as seguintes equações:


Sendo θp o ângulo das tensões principais e θs o ângulo da tensão máxima de cisalhamento.

A partir dos dados fornecidos, obtêm-se os seguintes valores para tensões principais, seus
respectivos ângulos de ocorrência e o valor da tensão média:

Tensões principais: 22.268 MPa e -112.268 MPa


Ângulos das tensões principais: -24.006° e 65.994°
Tensão de cisalhamento máxima: 67.268 MPa
Ângulos da tensão de cisalhamento máxima: 20.994° e 110.994°
Tensão média: -45.000 MPa

Uma observação importante é referente aos ângulos obtidos: tanto a equação dos ângulos
principais quanto a dos ângulos de cisalhamento oferecem quatro ângulos possíveis, que tem
intervalo de 90° entre eles. Aqui se fornecem apenas dois ângulos consecutivos dos resultados
possíveis.

Determinação do centro do círculo de Mohr e seu raio:

Com a aplicação dessas equações, obtêm-se um círculo com as seguintes características:

Centro do círculo em C = (-45.000, 0)


Raio do círculo = 67.268

Os círculos tracejados representam os giros ao redor dos eixos x e y.


REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

BEER, F.P.; JOHNSTON, E.R.Jr. Resistência dos materiais. 3.ed. São Paulo: Makron Books, 2011.