Você está na página 1de 3

SUMÁRIO

1. OBJETIVO: Proporcionar higiene corporal e conforto ao paciente.


2. APLICAÇÃO: Pacientes internados com dificuldade de locomoção e déficit no auto-cuidado.
3. RESPONSABILIDADE: Enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.
4. MATERIAIS: Cadeira higiênica, luvas de procedimento, roupa de uso pessoal, produtos de higiene pessoal
(sabonete, xampu/condicionador, hidratante, toalha), material para higiene oral, material para troca da roupa de cama
(lençóis, álcool a 70%, papel toalha, hamper, saco plástico vermelho).
DESCRIÇÃO
AÇÕES (passos) AGENTES REFERÊNCIAS
Explique o procedimento e sua finalidade ao paciente e Enfermeiro, técnico e
1 confirme a aceitação. auxiliar de enfermagem.

2 Reúna o material e leve ao quarto do paciente.


Promova a privacidade do paciente colocando
3 biombo/ou fechando a porta do quarto.

Certifique-se que a cadeira higiênica tenha sido


4 previamente limpa e posicione ao lado do leito com as
rodas travadas.

5 Higienize as mãos. POP “Higienização das mãos”.

6 Calce as luvas de procedimento. NR 32

7 Abaixe a grade da cama.

8 Auxilie/retire a roupa do paciente.

9 Auxilie/coloque o paciente cuidadosamente na cadeira


higiênica.

Cubra o paciente com uma toalha/lençol de maneira


10
que não fique exposto.

11 Encaminhe o paciente ao banheiro.


Pergunte sobre a necessidade de utilizar o vaso
12 sanitário.

Teste a temperatura da água na região medial do


13
antebraço.
Auxilie/estimule o paciente na realização da higiene
14 oral. POP “Higiene oral”

15
Troque as luvas de procedimento. NR 32

Escritório de Qualidade HSP – Formulário POP-1


Verifique a necessidade e possibilidade de higiene do Enfermeiro, técnico e POP “Higiene do cabelo e
16 cabelo e couro cabeludo, e no gênero masculino, a auxiliar de enfermagem. couro cabeludo”
realização da tricotomia facial.

17 Auxilie/lave o rosto do paciente.

Lave/auxilie o paciente durante a higiene, e proceda à


18 higiene intima que deve ser a ultima a ser realizada.
Sempre que o paciente tiver condições, estimule o
auto-cuidado.
A higiene corporal do paciente deve ser feita sempre
da mesma forma: utilize compressa com água morna
19
do chuveiro e sabonete, em seguida enxágüe e seq
ue com uma toalha/lençol.

20 Cubra o paciente com uma toalha/lençol de maneira


que não fique exposto.

21 Encaminhe o paciente ao quarto.

22 Auxilie o paciente na transferência da cadeira para o


leito.

23 Passe um hidratante corporal no paciente.

24 Auxilie/coloque a roupa no paciente.

25 Estimule/penteie o cabelo do paciente.

26 Deixe o paciente confortável.

27 Cubra o paciente.

28 Levante a grade da cama.


Recolha o material e despreze no expurgo em lixo
29 apropriado. PGRSS

Lave o material utilizado com água e sabão, seque


30 com papel toalha e passe álcool a 70%.

NR 32
31 Retire as luvas e higienize as mãos POP “Higienização da mãos”.
Prescrição de enfermagem.
32 Cheque e anote o procedimento realizado. Anotação de Enfermagem

Escritório de Qualidade HSP – Formulário POP-1


Avaliação Mitigação
RISCOS (onde se aplicar):
(G; P)* (nº passo)
Assistenciais: Lesão de pele por contato com a cadeira higiênica 2,1 9,22
Risco de queda 4,2 9,11,21,22

Ocupacionais: Contaminação do profissional 2,2 15,16,17,18,19,30


Sanitários:
Ambientais: Contaminação do meio ambiente por descarte inadequado de resíduo. 2,2 29
*Gravidade (G): 1 a 4 e a Probabilidade (P): 1 a 4

OBSERVAÇÕES
• Em pacientes do sexo feminino, o procedimento deve ser realizado por um profissional de enfermagem do sexo
feminino.
• Durante o banho devem ser observadas as condições da pele e das saliências ósseas, para a prevenção de lesão,
assim como deve-se registrar na anotação de Enfermagem e instituir medidas de prevenção.
• Proteger com saco plástico e adesivos, curativos, enfaixamentos e inserções de cateteres.
• Todos os curativos e fixações devem ser trocados conforme a prescrição de enfermagem imediatamente após o
término do banho.
• Alguns passos, como vestir ou pentear os cabelos do paciente podem ser realizados no banheiro ou no quarto, de
acordo com as condições do paciente e após avaliação do profissional que esta prestando o cuidado.
• Durante todo o banho, o paciente deve ficar sob a supervisão do profissional de enfermagem, para evitar queda,
portanto a troca da roupa de cama deve ser programada, podendo ser realizada por outro profissional ou pelo
mesmo profissional desde que o paciente esteja sendo supervisionado.
• Recomenda-se que no momento da troca da roupa de cama seja realizada a limpeza concorrente do leito,
mobiliários e equipamentos.
• Sempre que necessário, entre os procedimentos higienize as mãos e troque as luvas de procedimento (ex: banho,
hidratação do corpo, troca de fixações e curativos, etc.)
• Em banho pré-operatório deve ser utilizado clorexidina degermante 2% (ver POP específico).

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA (onde se aplicar):

1. Carmagnani MIS et al. Procedimentos de Enfermagem- guia Prático. Guanabara Koogan. RJ.2009.
2. Potter PA, Perry G. Fundamentos de Enfermagem. Elsevier. RJ. 2005.
3. Carmagnani, Maria Isabel Sampaio et al., Manual de Procedimentos Básicos de Enfermagem. Interlivros.
SP. 1997.
4. Nettina, SM. Práticas de Enfermagem, Rio de Janeiro. Guanabara Koogan, sexta edição, 1998.

ELABORAÇÃO (desta versão)


Elaborado por: Revisado por: Aprovado por:
Suzy Cristine Pereira Coren/SP 87377 Ligia M S Canteras Coren/SP 31811 Profa. Dra. Maria Isabel S. Carmagnani
Liliane do Amaral Zorita Coren/SP0127597 Luiza Hiromi Tanaka Coren/SP 18905 – COREN: 16708

Alessandra F. Raimundo Coren/SP 269894


Leila Blanes Coren/SP 68603

Escritório de Qualidade HSP – Formulário POP-1