Você está na página 1de 2

1/2

DECRETO Nº 10.619, DE 21 DE MAIO DE 2002.

DISPÕE SOBRE TOMBAMENTO


PROVISÓRIO DO PRÉDIO QUE ABRIGOU
A SEDE DA PREFEITURA MUNICIPAL DE
CHAPECÓ NO ANO DE 1950 E DÁ OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.

O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições


legais e de acordo com o inciso IV do artigo 77 da Lei Orgânica do Município de Chapecó e
mais o que estabelece o inciso IX do artigo 30, da Constituição Federal, a Lei nº 3.531/93,
o Decreto-Lei nº 25/37, DECRETA:

Art. 1º Fica decretado o Tombamento Provisório do Prédio que abrigou a sede da


Prefeitura Municipal de Chapecó no ano de 1950, localizado na Avenida Getúlio Vargas, 17-
N, Centro, Chapecó, Santa Catarina, construído no início da década de 1940, concluído em
1949 e inaugurado em 09 de julho de 1950, com a presença do Vice-Presidente da
República, Sr. Nereu de Paula Ramos, construção no estilo Eclético em alvenaria, sem
vigas de forma parede sobre parede.

§ 1º A edificação descrita no caput do artigo 1º deste decreto também foi sede da Câmara
Municipal de Vereadores, do Fórum da Comarca de Chapecó e atualmente abriga a
Biblioteca Pública Municipal e outros órgãos ligados à cultura do Município de Chapecó.

§ 2º A edificação ora Tombada possui uma história de 52 anos no Município de Chapecó e


hoje é referência de Cultura Popular.

§ 3º O Tombamento tem a finalidade de recuperação e conservação do conjunto


arquitetônico de valor histórico, de que trata o caput deste artigo.

§ 4º A identificação completa do imóvel tombado e dos bens móveis integrantes constarão


do Decreto de Tombamento definitivo.

Art. 2º As despesas de conservação e recuperação do prédio, serão realizadas pelo


Município de Chapecó.

Art. 3º O procedimento administrativo, com vistas ao Tombamento Definitivo do imóvel


descrito no artigo 1º deste Decreto, deverá estar concluído no prado de 60(sessenta) dias,
a contar da entrada em vigor do presente Decreto.

Art. 4º As restrições a serem impostas pelo Município, em relação ao uso, gozo e


disposição do bem Tombado, a serem definidas, não impedirão a utilização da edificação
para os fins a que se destina.

Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Art. 6º

LeisMunicipais.com.br - Decreto 10619/2002 (http://leismunicipa.is/gmion) - 20/12/2018 11:11:26


2/2

Art. 6º Ficam revogadas as disposições em contrário.

Gabinete do Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina, em 21 de maio de


2002.

PEDRO FRANCISCO UCZAI


Prefeito Municipal

LeisMunicipais.com.br - Decreto 10619/2002 (http://leismunicipa.is/gmion) - 20/12/2018 11:11:26