Você está na página 1de 131

MAN-REN.

002
Revisão: 00
Data: 21/06/2018
Veículos/Equipamentos
1. Caminhões ......................................................................................... 1
1.1 Caminhões Volkswagen - Lubrificação ...................................................................... 2
1.2 Caminhões Volkswagen – Mecânica / Elétrica ........................................................... 4
1.3 Caminhões Mercedes Benz - Lubrificação ................................................................. 5
1.4 Caminhões Mercedes Benz – Mecânica / Elétrica ...................................................... 7
1.5 Caminhões Ford - Lubrificação .................................................................................. 8
1.6 Caminhões Ford – Mecânica / Elétrica ......................................................................10
1.7 Caminhões Iveco - Lubrificação ................................................................................11
1.8 Caminhões Iveco – Mecânica / Elétrica .....................................................................13
1.9 Caminhões Scania - Lubrificação .............................................................................14
1.10 Caminhões Scania – Mecânica / Elétrica.................................................................16
2. Retroescavadeiras ...............................................................................17
2.1 Retroescavadeiras New Holland (B90B), CASE (580M), JCB (3C) - Lubrificação .........18
2.2 Retroescavadeiras New Holland (B90B), CASE (580M), JCB (3C) – Mecânica / Elétrica .... 21
3. Pá Carregadeira ..................................................................................23
3.1 Pá Carregadeira New Holland (W130, 12C), Komatsu (WA 200-5) - Lubrificação .........24
3.2 Pá Carregadeira New Holland (W130, 12C), Komatsu (WA 200-5) - Mecânica / Elétrica .... 26
4. Mini Carregadeiras ...............................................................................28
4.1 Mini Carregadeira Bobcat (S650, S750), CASE (430) - Lubrificação ...........................29
4.2 Mini Carregadeira Bobcat (S650, S750), CASE (430) – Mecânica / Elétrica .................31
5. Escavadeira Hidráulica ..........................................................................32
5.1 Escavadeira Hidráulica Komatsu (PC 160), New Holland (E-135) - Lubrificação...........33
5.2 Retroescavadeiras New Holland (B90B), CASE (580M), JCB (3C) – Mecânica / Elétrica .... 35
6. Compressores Diesel ............................................................................36
6.1 Compressor de Ar Atlas Copco, Chiacago - Lubrificação ...........................................37
6.2 Compressor de Ar Atlas Copco, Chicago - Mecânica / Elétrica ...................................39
7. Geradores Diesel .................................................................................40
7.1 Grupo gerador Stemac (45KVA), Cummins (40KVA) - Lubrificação ............................41
7.2 Grupo gerador Stemac (45KVA), Cummins (40KVA) – Mecânica / Elétrica .................42
8. Guindastes ........................................................................................43
8.1 Guindaste Hidráulico XCMG (90T), ZoomLion (ZMC75) - Lubrificação .......................44
8.2 Guindaste Hidráulico XCMG (90T), ZoomLion (ZMC75) – Mecânica / Elétrica .............46
9. Escavadeira Hidráulica ..........................................................................48
9.1 Motoniveladora Komatsu (GD 555-3), New Holland (RG140B) - Lubrificação ..............49
9.2 Motoniveladora Komatsu (GD 555-3), New Holland (RG140B) – Mecânica / Elétrica .....51
10. Mini-Rolo Compactador ........................................................................ 53
10.1 Rolo Compactador de cilindro DYNAPAC (CC 90) - Lubrificação ..............................54
10.2 Rolo Compactador de cilindro DYNAPAC (CC 90) – Mecânica / Elétrica ...................55
11. Trator de Esteira ................................................................................ 56
11.1 Trator de Esteira Komatsu (D61), New Holland (D170) - Lubrificação .......................57
11.2 Trator de Esteira Komatsu (D61), New Holland (D170) – Mecânica / Elétrica .............59
12. Trator de Pneu .................................................................................. 60
11.1 Trator de Esteira Komatsu (D61), New Holland (D170) - Lubrificação .......................61
11.2 Trator de Esteira Komatsu (D61), New Holland (D170) – Mecânica / Elétrica .............63
13. Caminhonetes 4x4.............................................................................. 64
13.1 Caminhonetes 4x4 - Lubrificação ............................................................................65
13.2 Caminhonetes 4x4 - Mecânica / Elétrica..................................................................67
14. Veículos Leves .................................................................................. 69
14.1 Veículos Leves - Lubrificação .................................................................................70
14.2 Veículos Leves – Mecânica / Elétrica ......................................................................71
15. Carreta de Perfuração ......................................................................... 72

Implementos
1. Betoneira McNeilus Brasil, Liebherr, Schwing............................................... 85
2. Perfuratriz CZM (TM 200) ....................................................................... 95
3. Guindauto ....................................................................................... 100
4. Guincho TMO.................................................................................... 105
5. Basculante Hidráulico ......................................................................... 108
6. Tanque do Pipa ................................................................................. 112
7. Desbastador Florestal ......................................................................... 115

Equipamentos de Lançamento
1. Puller ................................................................................................... 121
2. Tensionador .................................................................................... 124
1. Caminhões

Página 1
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

1.1 CAMINHÕES VOLKSWAGEN – 17.180, 26.260, 8.150, 9-150, 26.220, 26.280,


19.320, 31.320, 15.210

** Considerar o horímetro no caso de caminhões com implementos: betoneira,


guindauto, comboio, pipa, guindaste rodoviário.

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
Estado do batente do feixe de molas dianteiros e traseiros
Buchas de articulação.
Pinos dianteiros e traseiros do feixe de molas dianteiras.

LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Nível de óleo da direção hidráulica
Nível de óleo da caixa de marcha
Nível de óleo do diferencial
Nível do fluído de acionamento da embreagem
Nível do fluido de bateria
Nivel do fluido de freio.
Nivel oleo da caixa de redução (quando houver).

LUBRIFICAR:
Ponta de eixo, cruzetas e estrias do cardan
Terminais de direção
Articulações dos pedais e alavancas

LAVAR:
Respiro do diferencial e caixa de marcha

DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível

AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 2
PLANO DOS 10.000 km (250h **)
TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante
Filtros diesel
Filtros de ar primário e secundário
Líquido de arrefecimento do motor.

VERIFICAR
Tensão das correias do alternador, ar condicionado

LUBRIFICAR:
Buchas do eixo do garfo de acionamento da embreagem (se houver)

PLANO DOS 20.000 Km (500h **)


TROCAR:
Óleo da direção hidráulica e elemento filtrante
Graxa dos cubos das rodas
Fluido da embreagem
Fluido do freio
PLANO DOS 40.000 Km (1000h **)
TROCAR:
Graxa dos cubos das rodas
Fluido de bateria.
Óleo da caixa de marcha.
Óleo do diferencial.
Óleo da caixa de redução (quando houver).

Página 3
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

1.2 CAMINHÕES VOLKSWAGEN – 17.180, 26.260, 8.150, 9-150, 26.220, 26.280,


19.320, 31.320, 15.210

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)

VERIFICAR:
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de marcha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios - Regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa do motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação nos chassis, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e traseira.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).

ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.

REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do motor /
caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 4
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

1.3 CAMINHÕES MERCEDES BENZ – 1318, 1418, 2726, 1718, 2423, 710, 915, 1725,
1513, 1720, 1518

** Considerar o horímetro no caso de caminhões com implementos: betoneira,


guindauto, comboio, pipa, guindaste rodoviário.

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
Estado do batente do feixe de molas dianteiros e traseiros
Buchas de articulação.
Pinos dianteiros e traseiros do feixe de molas dianteiras.

LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Nível de óleo da direção hidráulica
Nível de óleo da caixa de marcha
Nível de óleo do diferencial
Nível do fluído de acionamento da embreagem
Nível do fluido de bateria
Nivel do fluido de freio.
Nivel oleo da caixa de redução (quando houver).

LUBRIFICAR:
Ponta de eixo, cruzetas e estrias do cardan
Terminais de direção
Articulações dos pedais e alavancas

LAVAR:
Respiro do diferencial e caixa de marcha

DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível

AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 5
PLANO DOS 10.000 km (250h **)

TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante
Filtros diesel
Filtros de ar primário e secundário
Líquido de arrefecimento do motor.

VERIFICAR
Tensão das correias do alternador, ar condicionado

LUBRIFICAR:
Buchas do eixo do garfo de acionamento da embreagem (se houver)

PLANO DOS 20.000 Km (500h **)


TROCAR:
Óleo da direção hidráulica e elemento filtrante
Graxa dos cubos das rodas
Fluido da embreagem
Fluido do freio

PLANO DOS 40.000 Km (1000h **)


TROCAR:
Graxa dos cubos das rodas
Fluido de bateria.
Óleo da caixa de marcha.
Óleo do diferencial.
Óleo da caixa de redução (quando houver).

Página 6
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

1.4 CAMINHÕES MERCEDES BENZ – 1318, 1418, 2726, 1718, 2423, 710, 915, 1725,
1513, 1720, 1518

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)

VERIFICAR:
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de marcha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios - Regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa do motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação nos chassis, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e traseira.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).

ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.

REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do motor /
caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 7
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO

1.5 CAMINHÕES FORD - 2629, 2422, 1719, 816, 1933, 1932

** Considerar o horímetro no caso de caminhões com implementos: betoneira,


guindauto, comboio, pipa, guindaste rodoviário.

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
Estado do batente do feixe de molas dianteiros e traseiros
Buchas de articulação.
Pinos dianteiros e traseiros do feixe de molas dianteiras.

LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Nível de óleo da direção hidráulica
Nível de óleo da caixa de marcha
Nível de óleo do diferencial
Nível do fluído de acionamento da embreagem
Nível do fluido de bateria
Nivel do fluido de freio.
Nivel oleo da caixa de redução (quando houver).

LUBRIFICAR:
Ponta de eixo, cruzetas e estrias do cardan
Terminais de direção
Articulações dos pedais e alavancas

LAVAR:
Respiro do diferencial e caixa de marcha

DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível

AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 8
PLANO DOS 10.000 km (250h **)

TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante
Filtros diesel
Filtros de ar primário e secundário
Líquido de arrefecimento do motor.

VERIFICAR
Tensão das correias do alternador, ar condicionado

LUBRIFICAR:
Buchas do eixo do garfo de acionamento da embreagem (se houver)

PLANO DOS 20.000 Km (500h **)


TROCAR:
Óleo da direção hidráulica e elemento filtrante
Graxa dos cubos das rodas
Fluido da embreagem
Fluido do freio

PLANO DOS 40.000 Km (1000h **)

TROCAR:
Graxa dos cubos das rodas
Fluido de bateria.
Óleo da caixa de marcha.
Óleo do diferencial.
Óleo da caixa de redução (quando houver).

Página 9
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

1.6 CAMINHÕES FORD - 2629, 2422, 1719, 816, 1933, 1932

PLANO DOS 2.000 Km (50 h**)

VERIFICAR:
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios, regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação nos chassis, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das
mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e
traseira. Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).

ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.
REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do
motor / caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 10
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO

1.7 CAMINHÕES IVECO – 240E25, 260E25, 170E22, 230E24, 450E33

** Considerar o horímetro no caso de caminhões com implementos: betoneira,


guindauto, comboio, pipa, guindaste rodoviário.

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
Estado do batente do feixe de molas dianteiros e traseiros
Buchas de articulação.
Pinos dianteiros e traseiros do feixe de molas dianteiras.

LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Nível de óleo da direção hidráulica
Nível de óleo da caixa de marcha
Nível de óleo do diferencial
Nível do fluído de acionamento da embreagem
Nível do fluido de bateria
Nivel do fluido de freio.
Nivel oleo da caixa de redução (quando houver).

LUBRIFICAR:
Ponta de eixo, cruzetas e estrias do cardan
Terminais de direção
Articulações dos pedais e alavancas

LAVAR:
Respiro do diferencial e caixa de marcha

DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível

AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 11
PLANO DOS 10.000 km (250h **)
TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante
Filtros diesel
Filtros de ar primário e secundário
Líquido de arrefecimento do motor.

VERIFICAR
Tensão das correias do alternador, ar condicionado

LUBRIFICAR:
Buchas do eixo do garfo de acionamento da embreagem (se houver)

PLANO DOS 20.000 Km (500h **)


TROCAR:
Óleo da direção hidráulica e elemento filtrante
Graxa dos cubos das rodas
Fluido da embreagem
Fluido do freio
PLANO DOS 40.000 Km (1000h **)
TROCAR:
Graxa dos cubos das rodas
Fluido de bateria.
Óleo da caixa de marcha.
Óleo do diferencial.
Óleo da caixa de redução (quando houver).

Página 12
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

1.8 CAMINHÕES IVECO – 240E25, 260E25, 170E22, 230E24, 450E33

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios, regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação no chassi, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e traseira.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).

ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.

REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do motor /
caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 13
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

1.9 CAMINHÕES SCANIA – P400, P420

** Considerar o horímetro no caso de caminhões com implementos: betoneira,


guindauto, comboio, pipa, guindaste rodoviário.

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
Estado do batente do feixe de molas dianteiros e traseiros
Buchas de articulação.
Pinos dianteiros e traseiros do feixe de molas dianteiras.

LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Nível de óleo da direção hidráulica
Nível de óleo da caixa de marcha
Nível de óleo do diferencial
Nível do fluído de acionamento da embreagem
Nível do fluido de bateria
Nivel do fluido de freio.
Nivel oleo da caixa de redução (quando houver).

LUBRIFICAR:
Ponta de eixo, cruzetas e estrias do cardan
Terminais de direção
Articulações dos pedais e alavancas

LAVAR:
Respiro do diferencial e caixa de marcha

DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível

AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 14
PLANO DOS 10.000 km (250h **)
TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante
Filtros diesel
Filtros de ar primário e secundário
Líquido de arrefecimento do motor.

VERIFICAR
Tensão das correias do alternador, ar condicionado

LUBRIFICAR:
Buchas do eixo do garfo de acionamento da embreagem (se houver)

PLANO DOS 20.000 Km (500h **)


TROCAR:
Óleo da direção hidráulica e elemento filtrante
Graxa dos cubos das rodas
Fluido da embreagem
Fluido do freio
PLANO DOS 40.000 Km (1000h **)
TROCAR:
Graxa dos cubos das rodas
Fluido de bateria.
Óleo da caixa de marcha.
Óleo do diferencial.
Óleo da caixa de redução (quando houver).

Página 15
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

1.10 CAMINHÕES SCANIA – P400, P420

PLANO DOS 2.000 Km (50h **)


VERIFICAR:
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios, regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação no chassi, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e traseira.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.
REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do
motor / caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 16
2. Retroescavadeiras

Página 17
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

2.1 RETROESCAVADEIRA NEW HOLLAND (B90B), CASE (580M) , JCB (3C)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor.
Nível da água do radiador
Nível de óleo do sistema hidráulico
Nível de óleo da caixa de reversão automática/ câmbio/ diferencial/ freios/ direção
LUBRIFICAR:
Buchas das articulações da retroescavadeira
Buchas das articulações da carregadeira
LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Tensão das correias do ventilador e alternador
Nível de óleo dos redutores
Nível do fluido das baterias

LUBRIFICAR:
Eixo dianteiro e rodas, acelerador e embreagem
Articulações dos pedais e alavancas
Dobradiças das portas / cabines / todos os cabos

LAVAR:
Respiros da caixa de reversão

DRENAR:
Água e sedimentos do filtro de combustível
AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Óleo do motor diesel e filtro lubrificante
Elementos do combustível (filtros de combustível e separador)

Página 18
Filtro de ar primário e secundário

VERIFICAR:
Nível do fluido de esguicho do parabrisa
Nível do fluido do sistema de freios
Nível do óleo do eixo (incluindo cubos)
LAVAR:
Respiros diversos
Radiador (externamente). Se for preciso, varetar.
Filtro da tela da bomba alimentadora de combustível
AJUSTAR:
Marcha lenta.

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Óleo da caixa de reversão automática / câmbio / diferencial / freios e direção
Elemento filtrante do sistema hidráulico
Fluido do radiador
Elemento filtrante do óleo da caixa de reversão automática / câmbio / diferencial / freios e direção

PLANO DAS 1.000 HORAS

TROCAR:
Óleo do sistema hidráulico
Óleo dos redutores
Vedação das varetas medidoras de óleo
Vedação da tampa dos balacins e injetores
Óleo do eixo (incluindo cubos)
Fluido de bateria.
Tubo de retorno dos injetores
Fluido dos sistemas de freios.
Correia da ventoinha.
LAVAR:
Tela de sucção da bomba hidráulica
Radiador do sistema hidráulico.

Página 19
INSPECIONAR:
Linhas de alta pressão de combustível
Pressão do circuito de direção.
Pressão da linha principal de transmissão.
Pressão do conjunto de embreagem.
Pressão da válvula de segurança.

Página 20
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

2.2 RETROESCAVADEIRA NEW HOLLAND (B90B), CASE (580M) , JCB (3C)

PLANO DAS 250 HORAS

VERIFICAR:
Aperto dos parafusos de fixação do motor.
Condições de todas as mangueiras.
Calços do eixo de direção.
Atrito na passagem da fiação.
Encaixe e batentes da porta.
Funcionamento do assento da cabine.
Fixação dos para-lamas.
Cor da fumaça no sistema de descarga.
Fixação do sistema de descarga e de admissão.
Encaixes e vazamentos de portas e janelas.
Estado do assento e do cinto de segurança.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas / mecanismo do freio de estacionamento e ou emergência.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens, tomada de força e reservatórios em geral.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos dianteiros e traseiros.

Página 21
Materiais de desgaste, ferramentas de penetração no solo - FPS (substituir se necessário).
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel.
Vazamentos de óleo hidráulico.
REAPERTAR:
Suportes e fixadores do motor / diferenciais.
Suporte, braçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de transmissão.
Conexões / abraçadeiras das mangueiras / dutos do trem de força.

Página 22
3. Pá Carregadeira

Página 23
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

3.1 PÁ CARREGADEIRA – NEW HOLLAND (W130, 12C), KOMATSU (WA 200-5)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo lubrificante do motor.
Nível de líquido de arrefecimento
Nível de óleo do sistema hidráulico
LUBRIFICAR:
Articulação do braço/cilindro de levantamento
Mancais do cilindro de inclinação e da articulação da caçamba
LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).
DRENAR:
Filtro primário do sistema de combustível (separador de água)

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Tensionamento e estado da correia do alternador
Nível do fluido das baterias
Nível do óleo da transmissão
Nível do sistema de eixos
Acionamento do freio de estacionamento.
DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível (se necessário)
LIMPAR:
Tampa do tanque de combustível
Respiros diversos
Elemento do filtro do ar condicionado.
AFERIR:
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Filtro de óleo lubrificante do motor
Óleo lubrificante do motor
Filtro de combustível
Filtro tela do circuito de freio.
Filtro de ar

Página 24
LIMPAR:
Filtro tela do separador de água.
VERIFICAR:
Nível do fluido limpador do parabrisa.
Funcionamento do ar condicionado.

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Filtro primário do sistema de combustível (separador de água)
Filtro de linha do sistema de combustível
Óleo da transmissão
Óleo do sistema de eixo
Líquido de arrefecimento.

PLANO DAS 1000 HORAS


TROCAR:
Óleo do sistema hidráulico
Filtro do sistema hidráulico.

Página 25
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

3.2 PÁ CARREGADEIRA – NEW HOLLAND (W130, 12C), KOMATSU (WA 200-5)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Verifique a tensão da correia do compressor do ar condicionado.
Verifique o aperto dos parafusos de roda.
Verifique o torque de aperto dos componentes da turbina.
Verifique a folga do rotor da turbina.
Verifique a bomba d’água (vazamentos).
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas / mecanismo do freio de estacionamento e ou emergência.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação no chassi, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de direção
hidráulica.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens, tomada de força e reservatórios em geral.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos dianteiros e traseiros.
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel
Vazamentos de óleo hidráulico.

REAPERTAR:

Página 26
Suportes e fixadores do motor.
Suporte, braçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de transmissão.
Conexões / abraçadeiras das mangueiras / dutos do trem de força.

Página 27
4. Mini-carregadeiras

Página 28
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO

4.1 MINI CARREGADEIRA – BOBCAT (S650, S750), CASE (430)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo lubrificante do motor.
Nível de líquido de arrefecimento
Nível de óleo do sistema hidráulico
LUBRIFICAR:
Articulação do braço/cilindro de levantamento
Mancais do cilindro de inclinação e da articulação da caçamba
Ferramenta de trabalho e suporte
LIMPAR:
Filtro de ar do motor (se necessário)
DRENAR:
Filtro separador de água do sistema de combustível.

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Nível de óleo reservatório das correntes acionadoras (esteira, caso houver).
Tensionamento e estado da correia do alternador
Nível da água das baterias
DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível (se necessário)
LIMPAR:
Tampa do tanque de combustível
AFERIR:
Respiros diversos
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Filtro de óleo lubrificante do motor
Óleo lubrificante do motor

Página 29
Filtro de combustível
Filtro de ar

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Filtro do sistema hidráulico
Óleo do sistema hidráulico
Filtro separador de água do sistema de combustível
Filtro de linha do sistema de combustível
VERIFICAR:
Tensionamento das correntes de acionamento

PLANO DAS 1000 HORAS


TROCAR:
Óleo do reservatório das correntes acionadoras, caso houver.
Óleo do sistema hidráulico

Página 30
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

4.2 MINI CARREGADEIRA – BOBCAT (S650, S750), CASE (430)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Verifique a tensão da correia do compressor do ar condicionado.
Verifique o aperto dos parafusos de roda.
Verifique o torque de aperto dos componentes da turbina.
Verifique a folga do rotor da turbina.
Verifique a bomba d’água.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas / mecanismo do freio de estacionamento e ou emergência.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação no chassi, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de direção
hidráulica.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens, tomada de força e reservatórios em geral.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos dianteiros e traseiros.
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel
Vazamentos de óleo hidráulico.
REAPERTAR:
Suportes e fixadores do motor.
Suporte, braçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de transmissão.
Conexões / abraçadeiras das mangueiras / dutos do trem de força.

Página 31
5. Escavadeira
Hidráulica

Página 32
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

5.1 ESCAVADEIRA HIDRÁULICA – KOMATSU (PC160), NEW HOLLAND (E135)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Tensionamento das esteiras de tração.
Nível do óleo do cárter do motor.
Nível de óleo do sistema hidráulico.
Nível do líquido de arrefecimento do motor.
LUBRIFICAR:
Mancais de articulação da lança e caçamba.
LIMPAR:
Filtros de ar do motor e do ar condicionado (se necessário).

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Nível de água do reservatório do Limpador de pára-brisa
Nível de fluido das baterias
Estado das correias do ventilador e alternador
DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível
Água do sistema da engrenagem de giro
LAVAR:
Respiros diversos (exceto motor)

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Óleo e filtro de oleo lubrificante do motor diesel
Filtro de ar
Filtro diesel secundário e primário (separador de água) – se houver
VERIFICAR:
Nível de graxa do sistema da engrenagem de giro
LUBRIFICAR:
Mancal de giro
LAVAR:
Respiro do motor diesel

Página 33
PLANO DAS 500 HORAS
TROCAR:
Elemento separador de água do combustível
Terceiro filtro do sistema de combustível
Líquido de arrefecimento do motor.

PLANO DAS 1.000 HORAS


TROCAR:
Óleo do comando de giro
Óleo do sistema hidráulico
Óleo dos comandos finais
Elemento filtrante do sistema hidráulico.

PLANO DAS 2.000 HORAS


TROCAR:
Graxa (se contaminada) do sistema da engrenagem de giro
Coletor secador de gás refrigerante (ar condicionado)
LIMPAR:
Tela interna do tanque hidráulico

Página 34
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

5.2 ESCAVADEIRA HIDRÁULICA – KOMATSU (PC160), NEW HOLLAND (E135)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Tensão da esteira.
Aperto do parafuso da sapata da esteira.
Folga da roda guia.
Passo do elo.
Diâmetro externo do rolete inferior.
Nível de desgaste das sapatas.
Folga da esteira central.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens, tomada de força e reservatórios em geral.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.
Estado e fixação do suporte das molas.
Materiais de desgaste, ferramentas de penetração no solo - FPS (substituir se necessário).
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel
Vazamentos de óleo hidráulico.

Página 35
6. Compressores
Diesel

Página 36
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO

6.1 COMPRESSOR DE AR - ATLAS COPCO (XAS 127, XAS 136, XAS 420), CHICAGO
(300Q, 900Q)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do compressor antes da partida.
Estado e o nível de óleo do motor antes da partida
O estado do sedimentador e limpe se necessário.
A limpeza e nível de água do radiador.
LIMPAR:
O coletor de pó do filtro de admissão do compressor.
O filtro do compressor se o indicador estiver vermelho (se houver indicador).

PLANO DAS 50 HORAS


LIMPAR:
Os elementos dos filtros de admissão de ar, com uma pressão máxima de 0,5 bar.
Externamente o radiador de óleo do elemento compressor e radiador de água do motor.
LUBRIFICAR:
Articulações de esfera do solenóide de partida e regulador de velocidade.
DRENAR:
A água e sedimentos dos filtros separadores de combustível.
A água de condensação do tanque de combustível.

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Óleo lubrificante do motor.
O filtro de óleo lubrificante do motor.
Fluido de arrefecimento do sistema.
Os elementos filtrantes de combustível.
LUBRIFICAR:
As dobradiças das tampas laterais.

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Filtro de óleo do compressor.
Óleo lubrificante do compressor.

Página 37
PLANO DAS 1000 HORAS
TROCAR:
Elemento do filtro de admissão de ar.

PLANO DAS 2000 HORAS


TROCAR:
Filtro separador.

Página 38
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA
6.2 COMPRESSOR DE AR - ATLAS COPCO (XAS 127, XAS 136, XAS 420), CHICAGO
(300Q, 900Q)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
O funcionamento da válvula de segurança, acionando-a manualmente.
A operação da válvula piloto, regulador de velocidade e dispositivo de alívio.
Funcionamento dos dispositivos de segurança (termostato do motor e pressostato de óleo do
elemento compressor e de óleo do motor).
Estado das baterias e terminais.
Aperto os coxins dianteiros e traseiros do motor e compressor.
Limpe a unidade externamente.
Verifique e elimine vazamentos de óleo combustível, óleo lubrificante.
Verifique a pressão dos pneus e calibre-os.
Inspecione o aperto das rodas.

PLANO DAS 500 HORAS


VERIFICAR:
Remova, limpe e teste os bicos injetores.
Verifique e regule, se necessário, a folga das válvulas.

Página 39
7. Geradores Diesel

Página 40
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

7.1 GRUPO GERADOR – STEMAC (55 KVA), CUMMINS (40 KVA)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Vazamentos do sistema de lubrificação, de combustível, arrefecimento, admissão de ar
Nível de óleo lubrificante.
Trincas na tubulação de combustível.
Nível do líquido refrigerante.
Ruídos estranhos com o gerador funcionando.
O indicador de restrição (se houver).
Ventilação (fluxo de ar)
DRENAR:
Água ou sedimentos do tanque e filtros de combustível.
Água dos tanques de ar.
LIMPAR:
Pó da cuba do filtro.

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Articulações externas de comando.

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Óleo lubrificante do motor.
Elemento do filtro de óleo do motor.
Filtro de ar.

Elemento do filtro desvio de óleo (by-pass).


Elemento do filtro de combustível
Elemento do filtro anti-corrosivo.
VERIFICAR:
Nível de óleo do regulador hidráulico.

PLANO DAS 500 HORAS


VERIFICAR:
A pressão da bomba de combustível.

Página 41
Limpar o radiador externamente.

Página 42
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

7.2 GRUPO GERADOR – STEMAC (55 KVA), CUMMINS (40 KVA)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Conexões elétricas do sistema.
Sensores do grupo gerador.
Resistência de isolamento.
Aperto dos parafusos e terminais de ligação.
Níveis de vibração e ruídos.

PLANO DAS 500 HORAS


EXAMINAR:
Tubulação de ar.
Folga axial do turbo compressor.
AJUSTAR:
Injetores e válvulas.
VERIFICAR:
Polia tensora da bomba d’água.
INSPECIONAR:
Diodos e resistores (se houver).

LIMPAR:
Turbina e o difusor do turbo compressor.

PLANO DAS 1000 HORAS


EXAMINAR:
Aperto dos coletores de admissão.
VERIFICAR:
Calibrar os injetores.
Calibrar a bomba de combustível
SUBSTITUIR:
Amortecedor (coxins).
Bomba d’água
Cubo do ventilador
Polias tensoras.

Página 43
8. Guindastes

Página 44
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO
8.1 GUINDASTE HIDRÁULICO – XCMG (90 T), ZOOMLION (ZMC75)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo lubrificante do motor (implemento e caminhão)
Nível de líquido refrigerante no sistema de arrefecimento
Nível de óleo do sistema hidráulico
LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).
DRENAR:
Filtro primário do sistema de combustível (separador de água)

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Nivel do óleo do sistema do freio do guincho e do acelerador (sistema hidráulico)
Nível de óleo do redutor do guincho.
Nivel de oleo do redutor do giro.

LUBRIFICAR:
Superfície superior da lança
Superfície inferior da lança
Pino da roldana do jib
Pino da roldana auxiliar
Caixa do Moitão
Bola do moitão
Sapatas dos estabilizadores
Superfícies lateral e inferior da lança
Extremidade inferior da lança
Cabo de aço (guincho)
Cabo de aço (extensão da lança)
Rolamento de giro
Engrenagem de giro
Junta giratória

Página 45
Cilindro de elevação
Cubo do pino de conexão
Eixo cardan

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR (implemento e caminhão)
Óleo motor
Filtro lubricante motor
Filtros de combustível
Filtros de ar

PLANO DAS 500 HORAS

VERIFICAR:
Aperto do parafuso rolamento (sistema de giro)
LIMPAR:
Filtro de ar interno (condicionador de ar)
Filtro do circuito do acumulador (estabilizadores)
TROCAR:
Líquido de arrefecimento.
Nível do gás de refrigeração (condicionador de ar)
Conexões da tubulação (condicionador de ar)
LIMPAR:
Condensador (ar condicionado)
TROCAR:
Óleo do redutor do guincho
Óleo do redutor de giro
Óleo do sistema hidráulico e filtro hidráulico.
Óleo do sistema do freio do guincho e do acelerador (sistema hidráulico)
Filltro de linha do circuito de parada automática (válvula solenóide)
Filtro do circuito do freio do guincho (sistema hidráulico)
Filtro do condicionador de ar

Página 46
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

8.2 GUINDASTE HIDRÁULICO – XCMG (90 T), ZOOMLION (ZMC75)

PLANO DOS 2.000 Km (ou 50h)


VERIFICAR:
Presença de ruídos anormais nos rolamentos do cardã.
Todos os pares cinéticos após a limpeza do guindaste. O eixo cardã universal e o anel giratório do
guindaste principalmente.
Estado do cabo de aço.
Se o tambor e a polia podem girar suavemente sobre suas respectivas posições de montagem e
que nenhum espaçamento anormal ocorra no trajeto do movimento.
Verifique as estruturas com suporte de aço principais: mesa giratória, lança principal e corpo da
estrutura do chassi, etc. quanto a rachaduras e deformações;
Verifique se os dispositivos de segurança estão funcionando;
Verifique a conexão e a condição de aperto das peças: mecanismo de giro, mecanismo de
movimentação da lança e o mecanismo de elevação;
Verifique a conexão e a fixação de peças, por exemplo, sistema de propulsão, sistema de
suspensão e rodas, etc.;
Verifique se há vazamento de óleo, ar, tubulação de água e conexões em cada sistema;
Verifique os fios de todos os equipamentos elétricos em termos de assentamento; verifique se os
dispositivos elétricos, instrumentos e a bateria estão funcionando;
Verifique a condição de aperto das conexões do motor e da correia de acionamento.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos da coluna da direção.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétricos da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas pedal e freio de estacionamento.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios, regular se necessário.
Estado e fixação da embreagem viscosa dos motores diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento dos motores diesel.
Vazamentos e fixação no chassis, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de
direção hidráulica do caminhão.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão.

Página 47
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Estado e fixação do suporte das molas, jumelos e olhais das suspensões dianteira e traseira.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos traseiros.
Suportes de isolamento e braços tensores (coxim, elementos elásticos e amortecedores).
REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteira e trazeira suportes e fixadores do motor /
caixa mudança / diferenciais.
Suporte, abraçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de Transmissão.

Página 48
9. Motoniveladoras

Página 49
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

9.1 MOTONIVELADORA – KOMATSU (GD 555-3), NEW HOLLAND (RG 140B)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível do liquido arrefecedor
Nível de óleo do cárter do motor
Nível de óleo da transmissão e do diferencial
Nível de óleo do sistema hidráulico
LIMPAR:
Filtros de ar (se necessário)
Pré-purificador de ar (se necessário)
TROCAR:
Filtro do ar condicionado (se necessário)

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Estado das correias
Nível de óleo do alojamento do comando tandem
Nível de óleo do comando do círculo
Nível de óleo do alojamento do mancal das rodas dianteiras
Nível de água das baterias
LUBRIFICAR:
Mancais de articulação do ripper / escarificador
Mancais de articulação do eixo dianteiro e inclinação das rodas
Mancais de articulação do conjunto da lâmina
Articulação esférica da barra de tração
Mancal superior e inferior da articulação central
Eixo de comando da bomba hidráulica.
LAVAR:
Tela do pré-filtro de combustível
Respiros diversos (exceto motor)
AFERIR:
Água e sedimentos dos tanques de ar

Página 50
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Líquido de arrefecimento.
Óleo do motor diesel e filtro lubrificante
Filtros de Combustível (separador de água / primário / secundário)
LAVAR:
Respiros do motor
Filtro diesel primário

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Elemento filtrante da transmissão
Elemento filtrante do sistema hidráulico
Óleo da transmissão e diferencial.
LAVAR:
Tela magnética da transmissão e diferencial
Tela magnética suplementar da transmissão

PLANO DAS 1.000 HORAS


TROCAR:
Óleo do sistema hidráulico
Óleo do comando do círculo
Óleo do alojamento do mancal do semi-eixo das rodas
Óleo do alojamento do comando do Tandem

PLANO DAS 2.000 HORAS


TROCAR:
Secador do gás refrigerante (ar condicionado)

Página 51
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

9.2 MOTONIVELADORA – KOMATSU (GD 555-3), NEW HOLLAND (RG 140B)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Estado do cinto de segurança.
Funcionamento do comando do círculo.
Presença de ruídos anormais na transmissão e diferencial.
Mancais da articulação e de oscilação do eixo.
Soquete do cilindro de levantamento da lâmina.
Pino mestre e barra de deslocamento lateral.
Esfera e soquete do tirante de tração.
Mancal de inclinação das rodas.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas / mecanismo do freio de estacionamento e ou emergência.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos e fixação no chassi, estado das mangueiras/ tubos e conexões no sistema de direção
hidráulica.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens e reservatórios em geral.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos
diversos.
Folga dos rolamentos de rodas traseiras.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos dianteiros e traseiros.
Materiais de desgaste, ferramentas de penetração no solo - FPS (substituir se necessário).

Página 52
REAPERTAR:
Suportes e fixadores do motor / transmissão.
Suporte, braçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de transmissão.
Conexões / abraçadeiras das mangueiras / dutos do trem de força.

Página 53
10. Mini-Rolo
Compactador

Página 54
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

10.1 ROLO COMPACTADOR DE UM CILINDRO DYNAPAC – CC 90

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do motor diesel
Nível do liquido arrefecedor (radiador)
Nível do óleo hidráulico
Limpar se necessário o filtro de ar

PLANO DAS 50 HORAS


DRENAR:
Água do filtro de combustível
VERIFICAR:
Nível de água da bateria
Nível de óleo do cilindro (rolo)
LUBRIFICAR:
Cilindro hidráulico da direção
Pino rei traseiro
VERIFICAR:

Tensão da correia do alternador e bomba d’água

PLANO DAS 250 HORAS


TROCAR:
Óleo do motor diesel e filtro lubrificante
Lubrificar e ajustar as correntes de transmissão
Líquido de arrefecimento do radiador.

PLANO DAS 500 HORAS

TROCAR:
Elemento filtrante de óleo hidráulico

PLANO DAS 1.000 HORAS


TROCAR:
Óleo do hidráulico
Óleo do cilindro (rolo)

Página 55
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

10.2 ROLO COMPACTADOR DE UM CILINDRO DYNAPAC – CC 90

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
O ajuste das raspadeiras
Verificar se o ar de arrefecimento circula livremente
Verificar se os tubos e ligações estão estanques
Verificar o aperto das porcas das rodas
Funcionamento dos travões
Caixa de transmissão do rolo
Cassete do rolo
Articulação da direção
Dobradiças da capota do motor, calhas do assento, comando das rotações e a mecânica do
comando de avanço/recuo.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.

Página 56
11. Trator de Esteira

Página 57
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO

11.1 TRATOR DE ESTEIRA – KOMATSU (D61), NEW HOLLAND (D170)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Tensionamento das esteira de tração.
Nível de óleo do motor diesel
Nível de óleo da transmissão
Nível de óleo do sistema hidráulico
Nível da água do radiador
LIMPAR:
Filtro de ar (se necessário)

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Nível de óleo dos comandos finais

Nível de óleo da articulação da armacão dos roletes


Nível de óleo do compartimento da mola tensora
Nível da água das baterias
Nível de óleo dos roletes/roda guia
Estado e tensão das correias do ventilador e alternador
LUBRIFICAR:
Mancais dos cilindros hidráulicos e munhões superiores do buldozer
Mancais do controle hidráulico auxiliar – ripper (quando existir)
Rolamentos internos e externos da armação dos roletes
Pino central e laterais da barra equalizadora
Pinos e articulações do ripper (quando existir)
Mancais do acelerador e alavancas de comando
Mancais do apoio do truck e munhão do eixo traseiro
DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível
LAVAR:
Respiros diversos (exceto motor)
Página 58
PLANO DAS 250 HORAS

TROCAR:
Óleo do carter do motor diesel e filtro lubrificante
Filtro diesel primário
Filtros de ar
LUBRIFICAR:
Juntas universais da transmissão
LAVAR:
Tela magnética da transmissão
Tela do sistema hidráulico
Tela do tanque de combustível
Respiro do motor

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Filtro da direção / freio (se tiver).
Filtro da transmissão
Filtro diesel secundário
Filtro separador de água
Filtros do sistema hidráulico

PLANO DAS 1000 HORAS


TROCAR:
Óleo do sistema hidráulico
Óleo da transmissão
LAVAR:
Tela magnética da transmissão

PLANO DAS 2000 HORAS


TROCAR:
Óleo dos comandos finais

Óleo da articulação de armação dos roletes.


Óleo dos roletes / roda guia.

Página 59
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

11.2 TRATOR DE ESTEIRA – KOMATSU (D61), NEW HOLLAND (D170)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Bordas cortantes e cantos de lâmina;
Funcionamento do fusíveis e disjuntores
Pressão de vedação da tampa do radiador
Estado do eixo de articulação
Ruídos anormais no sistema de transmissão e conversor de torque.
Estado dos pinos de esteiras
Estado da mola tensora
Tensão da esteira.
Aperto do parafuso da sapata da esteira.
Folga da roda guia.
Passo do elo.
Diâmetro externo do rolete inferior.
Nível de desgaste das sapatas.
Folga da esteira central.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento dos comandos hidráulicos / mecânicos de tração e operação do
equipamento.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Vazamentos de ar no circuito do sistema de Freio.
Desgaste nas lonas, pastilhas, discos e tambores de freios, regular se necessário.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e fixação da embreagem viscosa motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens e reservatórios em geral.
Folga dos rolamentos de rodas dianteiras e embuchamento das mangas do eixo.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.

Página 60
12. Trator de Pneus

Página 61
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO
12.1 TRATOR DE PNEUS AGRÍCOLA – NEW HOLLAND (TS 6020, TM 7010, TL95 e),
MASSEY FERGUSSON (7140, 297)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do cárter do motor
Nível de água do radiador
LUBRIFICAR:
Mancais do eixo dianteiro
Articulações dos cubos das rodas
Braços do levante (Implemento)
LIMPAR:
Filtro de ar (se necessário)
DRENAR:
Pré-filtro de combustível

PLANO DAS 50 HORAS


VERIFICAR:
Nível de “água” das baterias

Nível de óleo da transmissão / hidráulico


Nível de óleo diferencial dianteiro
Nível de óleo das planetárias
Estado e tensão das correias do alternador e ventilador
LUBRIFICAR:
Juntas universais do eixo dianteiro
Juntas universais e estrias do eixo cardan
Engate de três pontos
DRENAR:
Água e sedimentos do tanque de combustível
LIMPAR:
Pré filtro de combustível
LAVAR:
Respiro do diferencial dianteiro
AFERIR:
Respiro da transmissão

Página 62
Calibragem dos pneus conforme tabela de pressão

Página 63
PLANO DAS 250 HORAS
TROCAR:
Óleo e elemento filtrante do motor diesel
Filtros de ar
Elemento filtrante do combustível e separador de água
Líquido de arrefecimento do radiador.
LIMPAR:
Respiro do motor diesel

PLANO DAS 500 HORAS


TROCAR:
Óleo do diferencial dianteiro
Óleo das planetárias
Filtro da transmissão
Filtro hidráulico
LAVAR:
Tela de sucção interna do sistema hidráulico / transmissão / embreagem
Tela de sucção do tanque de combustível
LUBRIFICAR:
Rolamento dos cubos traseiros
Engate três pontos

PLANO DAS 1000 HORAS


TROCAR:
Óleo do sistema hidráulico / transmissão

Página 64
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA

12.2 TRATOR DE PNEUS AGRÍCOLA – NEW HOLLAND (TS 6020, TM 7010, TL95 e),
MASSEY FERGUSSON (7140, 297)

PLANO DAS 250 HORAS


VERIFICAR:
Estado do coletor de admissão e de escape
Ruídos anormais na transmissão e conversão de torque
Acionamento dos freios úmidos.
Estado da cabine de operação.
Cubo de roda / comandos finais.
Estado e funcionamento painel de instrumentos.
Acionamento da sirene de macha ré.
Estado e funcionamento sistema de iluminação externa.
Fixação dos cabos elétrico da Bateria.
Fixação, funcionamento e aterramento do motor de partida e do alternador.
Funcionamento das válvulas / mecanismo do freio de estacionamento e ou emergência.
Estado e tensão das correias do motor diesel.
Estado e vazamentos no sistema de escapamento do motor diesel.
Vazamentos em redutores, caixas de engrenagens, tomada de força e reservatórios em geral.
Fixação e estado dos terminais e coifas de direção.
Folgas nas juntas universais, luva deslizante e mancal central da árvore de transmissão e
acionamentos diversos.
Folga dos rolamentos eixo dianteiro.
Folga das buchas / rolamentos da balança dos eixos dianteiros e traseiros.
ELIMINAR:
Vazamentos de óleo lubrificante / combustível e liquido de arrefecimento do motor diesel
Vazamentos de óleo hidráulico.
REAPERTAR:
Grampos do feixe de molas das suspensões dianteiras e traseiras.
REAPERTAR
Suportes e fixadores do motor / transmissão.
Suporte, braçadeiras e parafusos das juntas universais da árvore de transmissão.
Conexões / abraçadeiras das mangueiras / dutos do trem de força.

Página 65
13. Caminhonetes 4x4

Página 66
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO
13.1 CAMINHONETE 4X4 – CHEVROLET (S10), VOLKSWAGEN (AMAROK), FORD
(RANGER), MITSUBISHI (TRITON)

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do óleo do motor.
Nível de água do radiador
LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 10.000 km


INSPECIONAR:
Vazamento de óleos.
Nível do reservatório do fluido de embreagem.
Nível do reservatório do cilindro mestre.
Nível de óleo do fluido de bateria.
Articulaçoes da direção e folgas das conexões (inclusive retentores e protetores)
Tubulações e mangueiras do freio quanto à danos e vazamentos.

TROCAR:
Óleo do motor e filtro lubrificante.
Filtro de combustível.
Filtro de ar.
PLANO DOS 20.000 km
INSPECIONAR:

Entupimento e obstrução dos elementos de filtro de ar.


Mangueiras de óleo da bomba de vácuo quanto a danos.
Mangueiras/tubos de admissão e retorno do óleo da turbina.
Nível do óleo da direção hidráulica.
Nível do óleo da caixa de transferência.
Nível de óleo do diferencial dianteiro e traseiro.
Vazamentos e danos de mangueiras e tubos de combustível.
LUBRIFICAR:
Braços da suspensão, articulações da direção e eixo motriz (cardan).
Página 67
PLANO DOS 40.000 km

SUBSTITUIR:
Fluido de freio.
Fluido de embreagem.
Líquido de arrefecimento.
Fluido da direção hidráulica.

PLANO DOS 80.000 km


SUBSTITUIR:
Óleo do diferencial dianteiro e traseiro.

PLANO DOS 100.000 km


SUBSTITUIR:
Óleo da caixa de transferência.

Página 68
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA
13.2 CAMINHONETE 4X4 – CHEVROLET (S10), VOLKSWAGEN (AMAROK), FORD
(RANGER), MITSUBISHI (TRITON)

PLANO DOS 10.000 km


TESTAR:
Observar o funcionamento e possíveis ruídos (partida, motor, escapamento, direção, suspensão e
freios).
INSPECIONAR:
Vazamentos em Mangueiras e conexões.
Nível do líquido de arrefecimento.
Suspensão quanto a danos e folgas.
Juntas esféricas e coifas da suspensão quanto a folgas e danos.
Cardans quanto à alinhamento e folgas na cruzeta.
Folgas nos pedais de freio e embreagem.
Desgaste de pneus (calibrar e, se necessário, fazer rodízio).
Alinhamento e balanceamento das rodas.
Discos, tambores, lonas e pastilhas de freio quanto aos desgastes.

PLANO DOS 20.000 km


INSPECIONAR:
Tensão e estado das correias do alternador, ar condicionado e direção hidráulica.
Válvulas do motor (admissão e escape) quanto a ruídos excessivos.
Tubos de escapamento, abafadores e conexões, quanto a vazamentos, furos e amassados.
Estado dos coxins do sistema de escapamento.
Curso e a folga da alavanca do freio de estacionamento.
Folga dos rolamentos das rodas.

PLANO DOS 40.000 km


INSPECIONAR:
Estado dos cabos de ignição.
Funcionamento do Sistema de Controle de Emissão.

Página 69
PLANO DOS 60.000 km

INSPECIONAR:
Funcionamento dos bicos injetores de combustível.
SUBSTITUIR:
Correias dentadas.
INSPECIONAR:
Corrente de distribuição (se houver).

Página 70
14. Veículos Leves

Página 71
MANUTENÇÃO PREVENTIVA - LUBRIFICAÇÃO
14.1 VEÍCULO LEVE – FIAT (FIORINO, DOBLÔ, UNO, PÁLIO, PALIO WEEKEND),
VOLKSWAGEN (GOL, SAVEIRO, KOMBI).

DIARIAMENTE
VERIFICAR:
Nível de óleo do cárter do motor
Nível de água do radiador
LIMPAR:
Soprar com baixa pressão de ar comprimido os filtros de ar (se necessário).

PLANO DOS 10.000 km


INSPECIONAR:
Nível do líquido de arrefecimento.
Nível fluido de freio.
Nível do fluido de direção hidráulica.
Nível do fluido de embreagem.
Controle visual da correia dentada da distribuição.
SUBSTITUIR:
Filtro de combustível.
Filtro de Ar.
Substituição do óleo do motor.
Substituição do filtro de óleo do motor.
Líquido de arrefecimento.
PLANO DOS 45.000 km
INSPECIONAR:
Nível do óleo da caixa e do diferencial.
SUBSTITUIR:
Fluido dos freios.
Fluido da direção hidráulica.
Fluido da embreagem.
PLANO DOS 60.000 km
SUBSTITUIR:
Correia dentada de comando da distribuição.
Óleo da caixa / diferencial.

Página 72
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – MECÂNICA / ELÉTRICA
14.2 VEÍCULO LEVE – FIAT (FIORINO, DOBLÔ, UNO, PÁLIO, PALIO WEEKEND),
VOLKSWAGEN (GOL, SAVEIRO, KOMBI).

PLANO DOS 10.000 km


INSPECIONAR:
Estado das pastilhas dos freios a disco dianteiros.
Estado das tubulações (escapamento-alimentação de combustível-freios), elementos de borracha
(proteções – mangueiras – buchas), tubulações flexíveis do sistema de freios e alimentação, sistema
de partida a frio, pneus e amortecedores.
Controle da altura do pedal da embreagem – regular se necessário.
Funcionamento dos sistemas de iluminação / sinalização e comandos elétricos dos vidros/portas e
limpadores.

PLANO DOS 30.000 km


INSPECIONAR:
Estado e desgaste das lonas e tambores de freio traseiro.

SUBSTITUIR
Velas, cabo de velas.

PLANO DOS 45.000 km


INSPECIONAR:
Estado da correia dentada de distribuição.
Regulagem das folgas de válvulas.
PLANO DOS 60.000 km
SUBSTITUIR:
Correia dentada de comando da distribuição.

INSPECIONAR:
Ruído da bomba de direção hidráulica e funcionamento.

Página 73
15. Carreta de
Perfuração RockDrill

Página 74
Página 75
Página 76
Página 77
Página 78
Página 79
Página 80
Página 81
Página 82
Página 83
Página 84
Página 85
Implementos

Página 86
1. Betoneira

Página 87
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
2.1 BETONEIRA – MCNEILUS BRASIL, LIEBHERR, SCHWING

Página 88
Página 87
Página 88
Página 89
Página 90
Página 91
Página 92
Página 93
Página 94
2. Perfuratriz

Página 95
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
2.1 PERFURATRIZ – CZM (TM 200)

Página 96
Página 97
Página 98
Página 99
3. Guindautos

Página 100
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
3.1 Guindauto – PHD, MADAL, ARGOS

1. Verificação de óleo hidráulico


Ao efetuar a verificação do nível de óleo, o motor de acionamento da bomba deverá estar desligado
e o equipamento deve apresentar temperatura normal de serviço.
Se no início do funcionamento ou após maiores intterrupções, o equipamento hidráulico estiver frio,
em virtude da baixa temperatura ambiente, recomenda-se aquecê-lo previamente durante
aproximadamente 10 (dez) minutos.
Para obter uma medida exata do nível de óleo do reservatório, proceda da seguinte maneira:
a. Coloque o equipamento sobre uma superfície plana;
b. Deixe os cilindros hidráulicos totalmente fechados (retraídos);
c. Verifique o nível de óleo no nível visual na lateral do reservatório. Ele deverá estar marcando
para que o nível esteja correto, a marca superior.
1.1 - Óleo excessivamente alto
O óleo pode extravasar através do filtro de ar.
1.2 - Óleo excessivamente baixo
Haverá a possibilidade da bomba ficar sem alimentação produzindo espuma, superaquecimento e
avarias no sistema hidráulico.
Se for necessário adicionar óleo, retire o filtro de ar.

2. Eliminação de Ar do Sistema Hidráulico


Após cada troca de óleo ou quando colocado em funcionamento pela primeira vez, o Equipamento
deverá ser submetido à carga após a sangria, que poderá ser efetuada da seguinte maneira:
a. Deixa-se a alavanca na posição NEUTRO com o motor funcionando na marcha lenta.
b. Logo após, acelera o motor até a rotação entre 1000 e 1200 rpm.
c. Movimenta-se a alavanca de comando várias vezes, alternadamente da posição neutra
para as duas posições extremas até que a haste esteja bem pra fora ou bem pra dentro
dos cilindros.
d. Continue o processo de sangria por 15 minutos de funcionamento.
e. Equipamento cuja sangria foi realizada corretamente caracteriza-se pela ausência de
espuma no reservatório, ausência de ruídos anormais e de movimentos bruscos nas
hastes dos cilindros.
3. Substituição do óleo do sistema hidráulico – 500 HORAS
a. Coloque o Equipamento sobre uma superfície plana;
b. Faça o motor funcionar até que o sistema se aqueça ou, de preferência efetue o serviço
após um dia de trabalho.
c. Erga e estenda totalmente a lança do Guindaste (cilindros abertos). Nesta primeira
operação, eliminamos o óleo contido em um dos lados dos cilindros.
d. Desligue o motor e retire o dreno situado na parte inferior do reservatório.
e. Após, acione as alavancas de comando dos elementos do guindaste, deixando-os cair sob
o efeito da gravidade. Nesta segunda operação, eliminamos o óleo contido no outro lado
dos cilindros.
f. Com o auxílio de um outro equipamento gire o guindaste para as duas posições extremas.

Página 101
g. Retire o filtro de sucção do interior do reservatório.
Observação: Não ponha o motor em funcionamento com o óleo sendo drenado do
reservatório. Isto poderá danificar a bomba hidráulica em alguns segundos.

4. Filtro de ar do sistema hidráulico – 150 HORAS


O sistema hidráulico possui um filtro de ar (respiro) na parte superior do reservatório (base)
que tem por função permitir que o ar entre e saia do mesmo quando os cilindros hidráulicos
são expandidos ou retraídos.
Antes de retirar o filtro de ar, deve-se remover todo e qualquer resíduo de impurezas que se
encontram ao seu redor, afim de que as mesmas não venham a cair no óleo.

5. Limpeza do filtro de sucção do sistema hidráulico – 500 HORAS


A limpeza deve ser feita com gasolina e ar. Na falta desses, usar uma escova macia, não
usando qualquer tipo de ferramenta de ponta, ou seja, chaves de fenda, punções, etc.

6. Regulagem de pressão do sistema hidráulico


A tomada de pressão do sistema hidráulico é feita através da colocação de um manômetro no cano
de saída da bomba e entrada do comando, conforme mostra a figura a seguir.

Página 102
A válvula de alívio principal do comando é regulada na fábrica, numa pressão de 190 bar, a qual
deverá estar sendo indicada no manômetro instalado no cano, quando a bomba hidráulica estiver
funcionando em uma rotação entre 1000 e 1200 rpm.
Aciona-se uma das alavancas de comando para a posição cilindro fechado e faz-se a leitura no
manômetro.
Para efetuar a regulagem de pressão, caso seja necessário proceda da seguinte maneira:
a. Deixe o motor funcionando numa rotação de aproximadamente 1000 a 1200 rpm.
b. Através do parafuso de ajuste da válvula de alívio principal, regule a pressão para 190 bar.
Para isso, desenrosque a porca de proteção do parafuso de regulagem e com uma chave
de fenda ou tipo Allen conforme o caso, regule a pressão.
c. Enroscando o parafuso de ajuste, aumenta-se a pressão e desenroscando diminui-se a
pressão.
d. Permaneça com a alavanca acionada durante a leitura da pressão no manômetro.
e. Após efetuada a regulagem, enrosque novamente a porca de proteção, observando para
que o parafuso de regulagem não mude de posição durante o aperto.
f. Desligue o motor e então retire o manômetro, voltando a enroscar o bujão no cano de saída
da bomba, entrada do comando.
OBS.: De forma alguma, deve-se ajustar a pressão da válvula de alívio da válvula direcional
(comando), num valor superior ao estabelecido pelo fabricante do equipamento. Para a
regulagem de pressão a temperatura de óleo deverá atingir no mínimo 30ºC, o que ocorrerá
normalmente após um dia de trabalho.

Página 103
7. Lubrificação

Página 104
4. Guincho TMO

Página 105
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
4.1 Guincho TMO – Espora Manual, Espora Hidráulica

1. Verificar vazamento de óleo.


2. Verificar nível de óleo tanto do trator como do guincho.
3. Testar todos os movimentos de comando antes de iniciar o trabalho de operação.
4. Verificar ruídos anormais.
5. Lubrificar diariamente.
6. A manutenção do guincho requer a troca de óleo a cada 2000 horas de operação.

LUBRIFICANTE

GRAXA* SPEEROL EPL BEACON EP2 ISAFLEX EP2 MOBILGREASE 77 LUBRAX GMA 2EP ALVANIA EP2

MOBILUBE
MAXTRON 140 GEAR OIL GP 140 IPIRGEROL SP MAXLUB GO LUBRAX GL 5 SPIRAX AX ZC140Y
HD 85W-
EP
140
SAE 140

Página 106
7. Ver se o nível de óleo subiu. Retirar a tampa superior do guincho, e verificar possíveis vazamentos
no cilindro e conexões. O óleo do guincho é diferente do óleo do sistema hidráulico do trator.
8. Usar óleo de boa qualidade.
9. Verificar o aperto de porcas e parafusos diariamente.
10. Pisar totalmente na embreagem tornando-o neutro para engate e acionamento do guincho.
11. Trocar cabo de aço desfiados.

Página 107
5. Basculante
Hidráulico

Página 108
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
Basculante Hidráulico

Página 109
Página 110
Página 111
6. Tanque do Pipa

Página 112
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
Tanque de caminhão Pipa

1. Bombas Hidráulicas
As trocas de óleo deverão ser efetuadas a cada 1000 horas de trabalho.

2. Manutenção dos Mancais


Os mancais das bombas já saem da fábrica lubrificados com óleo ou graxa de acordo com o modelo.
Os óleos e graxas mais indicados para mancais de rolamentos são os da linha industrial. Os óleos
podem ser do tipo SAE30, SAE40 e a graxa deve ser a “graxa azul” (sulfato de molibidênio) com
ponto de gota de 170°C.
Nas trocas e relubrificações uso somente óleo e graxas novas e isentos de impurezas.
Não misture lubrificantes de marcas diferentes.

2.1 Intervalo para Lubrificação

• No caso dos mancais lubrificados à graxa, para uso diário de até 8 horas de trabalho, a troca
deverá ser feita sempre a cada 6000 horas de uso efetivo ou 1 ano, o que ocorrer primeiro.
Para uso diário contínuo de 24 horas, os intervalos de troca devem ser a cada 1000 horas.
Estes valores são válidos para temperaturas de trabalho do rolamento inferiores a 70°C.
Acima desta temperatura, a cada aumento de 15°C é necessário que o intervalo de
relubrificação seja reduzido pela metade.

• No caso dos mancais lubrificados a óleo, o intervalo de troca difere de acordo com o volume
de óleo e as condições de utilização.
Normalmente, nos casos em que a temperatura de trabalho seja inferior a 50°C, com boas
condições ambientais e pouca sujeira, trocas anuais são suficientes.
Entretanto, nos casos em que a temperatura do óleo atinge níveis de 100°C, o intervalo de
troca passa ser a cada 3 meses ou menos. Ainda, nos casos que houverem penetração de
umidade, o intervalo para troca deve ser reduzido ainda mais.

2.2 Procedimento para Lubrificação:

*Os mancais à graxa deverão ser desmontados para limpeza antes de cada relubrificação. Use
querosene para retirar todo o lubrificante velho dos rolamentos e do interior do mancal. Não utilize
pincel ou estopa, pois os fiapos podem provocar danos ao rolamento. Depois de efetuada a limpeza,
proceda da seguinte maneira para lubrificar:
a) Preencha a superfície de guia da gaiola com graxa;
b) Encaixe o rolamento no eixo e, posteriormente, no mancal;

Página 113
c) Preencha metade do espaço vazio que fica no interior do alojamento do mancal com graxa.

* Nos mancais a óleo proceda da seguinte maneira para lubrificar:


a) Abra o bujão, localizado na parte inferior do mancal, permitindo que todo o óleo usado escorra
para fora. Depois, feche o bujão;
b) Adicione o óleo novo pelo orifício superior até chegar na indicação de nível da vareta.

Lembre-se:
• A falta ou excesso de lubrificação causam superaquecimento e aceleram o desgaste do
equipamento.
• Em se tratando de mancal lubrificado com óleo, verifique sempre o nível do óleo antes de operar o
equipamento.

3. Correias

No que se refere ao tensionamento das correias, deve-se evitar que haja correias com um lado para
cima e outras com o mesmo lado para baixo. Desta forma, elas não se acomodarão uniformemente
quando forem tensionadas nas polias para o início da operação.

Verificar diariamente se as correias não estão gastas, espelhadas e quebradiças.

Página 114
7. Desbastador
Florestal

Página 115
MANUTENÇÃO PREVENTIVA – LUBRIFICAÇÃO / MECÂNICA / ELÉTRICA
Desbastador Florestal

Página 116
Página 117
Página 118
Página 119
Equipamentos de
Lançamento

Página 120
1. Puller

Página 121
CONTROLE DOS NÍVEIS

a. Nível do óleo hidráulico - 150 litros


b. Nível do óleo do motor
c. Nível do carburante - 130 litros
d. Nível do óleo do redutor - 3,7 litros
e. Nível do óleo do freio de estacionamento do rebobinador - 0.1 litros

ATENÇÃO: A negligência nos níveis corretos pode causar graves danos aos componentes
instalados.

PRESSÃO DE ENCHIMENTO DOS PNEUS


A pressão de enchimento dos pneus deve ser de 7 bar.

ATENÇÃO: A negligência na pressão de enchimento dos pneus pode gerar situações perigosas
durante a tração de reboque.

LUBRIFICANTES ACONSELHADOS
O fabricante testa a máquina com os óleos e lubrificantes abaixo indicados:
a. Circuito hidráulico e freio de estacionamento: AGIP OSO 46 (ISO HM 46)
b. Redutor mecânico: AGIP BLASIA 220 (ISO CKC 220).
Para utilizar óleos com características e especificações ISO diferentes daquelas declaradas para o
teste é necessário esvaziar completamente todo o circuito hidráulico.

ATENÇÃO: A utilização de lubrificantes não em conformidade com as especificações técnicas


descritas no presente manual pode danificar seriamente os componentes da máquina e declina as
condições de garantia.

MANUTENÇÃO DO MOTOR ENDOTÉRMICO


Para o abastecimento do carburante, utilizar o bocal que se encontra no tanque.

PERIGO: A complementação do carburante deve ser realizada com o motor desligado. Deixar o
motor arrefecer antes de efetuar a operação.
Em caso de limpeza da máquina, evitar jatos diretos de água ou vapor nos componentes do
sistema elétrico da máquina e no painel de comando.
Para outras eventuais operações periódicas, consultar a tabela resumida de manutenção ordinária
(ver o parágrafo a seguir).

Página 122
FICHA RESUMIDA DA MANUTENÇÃO ORDINÁRIA

Esta tabela ilustra as principais operações de manutenção periódica e os respectivos intervalos.

Página 123
2.Tensionador

Página 124
CONTROLE DE NÍVEIS
a. nível do óleo hidráulico
b. nível do óleo do motor a diesel
c. nível do óleo acoplador
d. Graxa de engrenagem e. nível do combustível

ATENÇÃO: o incumprimento dos níveis corretos pode originar danos graves nos componentes
instalados.

PRESSÃO DE ENCHIMENTO DOS PNEUS


A pressão de enchimento dos pneus deve ser de 7 bar.

ATENÇÃO: o incumprimento da pressão de enchimento dos pneus pode originar situações perigosas
enquanto se traciona com reboque.

LUBRIFICANTES RECOMENDADOS
O fabricante testa a máquina com os seguintes óleos e lubrificantes:
a. circuito hidráulico e freio negativo: IP HYDRUS OIL 46 (ISO VG 46)
b. redutor mecânico: IP MELLANA-220 (ISO CKC 220).
A utilização de óleos com características e especificações ISO diferentes das declaradas per o teste
requer o esvaziamento completo de todo o circuito hidráulico.

MANUTENÇÃO DO CIRCUITO HIDRÁULICO


O circuito hidráulico é protegido por meio de filtros.
Os filtros devem ser substituídos após as primeiras 500 horas de operação e de cada vez que o óleo
quente, acender as luzes de advertência.

MANUTENÇÃO DO ACOPLADOR
a. Troque o óleo do redutor e do freio de estacionamento ao fim das primeiras 50 horas de
funcionamento e, a seguir, a cada 500 horas (ou então, uma vez por ano).
b. Per descarregar o óleo usado do redutor e do freio de estacionamento, utilize os respectivos
tampões colocados na parte inferior da carcaça dos mesmos.
c. Carregue o óleo no redutor e no freio de estacionamento através dos respectivos tampões
colocados na parte inferior da carcaça dos mesmos.

MANUTENÇÃO DO CIRCUITO HIDRÁULICO


a. Substituir o óleo hidráulico depois das primeiras 500 horas de funcionamento e, em seguida, a
cada 1500 horas (e sempre uma vez por ano).
b. Para descarregar o óleo hidráulico utilizado usar a respectiva tampa.

MANUTENÇÃO DO REDUTOR E DO FREIO DE ESTACIONAMENTO


a. Trocar o óleo do redutor e do freio de estacionamento do rebobinador depois das primeiras 50
horas de funcionamento e, a seguir, a cada 500 horas (e sempre uma vez por ano).
b. Para descarregar o óleo utilizado do redutor e do freio de estacionamento do rebobinador utilizar
as respectivas tampas situadas na parte inferior de sua carcaça.

LUBRIFICAÇÕES
Lubrificar 2-3 vezes por dia as coroas dentadas dos cabrestantes, utilizando o respectivo lubrificador
semanalmente, engraxar todas as partes sujeitas a deslizamento ou rotação e que não preveem a
lubrificação ou o oleamento automático.
Usar massa lubrificante IP ATHESIA GR2 (ISO XBCEA 2) ou semelhante de outra marca.

Em caso de limpeza da máquina, evitar jatos diretos de água ou vapor nos componentes do sistema
elétrico da máquina e no painel de comando.
Para outras eventuais operações periódicas, consultar a tabela resumida de manutenção ordinária

Página 125
FICHA RESUMIDA DA MANUTENÇÃO ORDINÁRIA
Esta tabela ilustra as principais operações de manutenção periódica e os respectivos intervalos.

Página 126