Você está na página 1de 41

1

PhD Ing. CLODOMIRO UNSIHUAY VILA


Módulos fotovoltaicos:
✓ Associações;
✓ Características elétricas;
✓ Efeitos que afetam o desempenho;
✓ Temperatura de operação;
✓ Tabela de identificação;
✓ Registro Inmetro;
✓ Caixa de conexões e terminais elétricos;
✓ Efeitos;
✓ Proteção.
 Bloco gerador;
 Bloco de condicionamento;
 Bloco de armazenamento
(opcional).
 Células fotovoltaicas conectadas em arranjos para
se atingir corrente e tensão desejados;
 As principais células fotovoltaicas possuem uma
tensão muito baixa.
 0,5 a 0,8V, para as células de Silício
 As células são muito frágeis e seu encapsulamento
em placas rígidas ou flexíveis traz proteção
mecânica e contra as intempéries.
 Um módulo é geralmente identificado pela
sua potência elétrica de pico (Wp).
 A tensão observada em um módulo
desconectado é a tensão de circuito aberto
(Voc)
 Corrente de curto-circuito (Isc).
 – Efeito da irradiância solar
◦ A corrente de curto-circuito tem um aumento linear
com a irradiância.
 Efeito da temperatura
◦ Queda de tensão com o aumento da temperatura
da célula.
◦ Corrente sofre uma elevação muito pequena, porém
não compensa a perda de tensão.
Tensão
𝛽 → 𝐶𝑜𝑒𝑓. 𝑑𝑒 𝑣𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑎 𝑡𝑒𝑛𝑠ã𝑜 𝑑𝑒 𝐶𝑖𝑟𝑐𝑢𝑖𝑡𝑜 𝑎𝑏𝑒𝑟𝑡𝑜 ∆𝑉𝑜𝑐 𝑐𝑜𝑚 ∆𝑇.

Corrente

𝛼 → 𝐶𝑜𝑒𝑓. 𝑑𝑒 𝑣𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑎 𝑐𝑜𝑟𝑟𝑒𝑛𝑡𝑒 𝑑𝑒 𝑐𝑢𝑟𝑡𝑜 𝑐𝑖𝑟𝑐𝑢𝑖𝑡𝑜 Δ𝐼𝑠𝑐 𝑐𝑜𝑚 Δ𝑇.

Potência

𝛾 → 𝐶𝑜𝑒𝑓. 𝑑𝑒 𝑣𝑎𝑟𝑖𝑎çã𝑜 𝑑𝑎 𝑝𝑜𝑡ê𝑛𝑐𝑖𝑎 𝑚á𝑥𝑖𝑚𝑎 𝑑𝑒 𝑝𝑖𝑐𝑜 Δ𝑃𝑀𝑃 𝑐𝑜𝑚 Δ𝑇.


➢Temperatura nominal de operação - NOCT

 Nominal Operating Cell Temperature – está ligada as


propriedades térmicas e ópticas nos materiais
empregados na construção do módulo.
 NOCT = entre 40 e 50 ºC.
Identificado normalmente por sua potência de pico
(Wp);
Dependência da irradiância solar e condições de
temperatura;
O ensaio I x V e P x V;
Condições padrões de ensaio:
◦ Irradiação 1000 W/m²;
◦ Distribuição espectral para AM 1,5;
◦ Temperatura da célula de 25 ºC.
Coeficiente de variação da tensão de circuito aberto
com a temperatura:

Coeficiente de variação da corrente de curto-circuito


com a temperatura:

Coeficiente de potência máxima do módulo com a


temperatura:

Definição do ponto de máxima potência


Temperatura de operação de um módulo
Módulo c-Si (Silício cristalino) com (60 células) com temperatura am-
biente de 30 ºC e irradiância de 1000 W/m² está operando a 60 ºC e
possui as seguintes características:
Voc-stc de 38,4 V Voc de 33,9 V
Isc-stc de 8,79 A Isc de 8,88 A
PMP-stc de 250 Wp PMP de 206 Wp

β de -0,33 %/ºC
α de 0,06 %/ºC
Perda de 17.5%
γ de -0,5 %/ºC
Uma vez que as condições-padrão de operação não
correspondem as condições reais de operação, nor-
mas definem uma temperatura nominal a fim de a-
proximar mais as condições efetivas verificas em
campo.
NOCT (Nominal Operating Cell Temperature)
40 – 50 ºC normalmente;
Ligadas as propriedades térmicas e ópticas;
Mesmo α, β e γ, NOCT baixo é melhor.
 Células fotovoltaicas associadas em série.
 Um sombreamento parcial do módulo, depósito de
sujeira sobre o vidro, ou algo que tenha caído
sobre o módulo pode agravar os efeitos da redução
da radiação solar.
 Fenômeno conhecido como “ponto quente” ou
“hotspot”, que produz intenso calor sobre a célula
afetada, com ruptura do vidro e fusão de polímeros
e metais.
Quando uma ou mais células recebe menos ra-
diação solar que as outras da associação, sua
corrente vai limitar a corrente de todo o con-
junto série.
Efeitos:
Causando perda da potência no gerador;
Potencia elétrica gerada e não utilizada
sendo dissipada pela célula parcialmente som-
breada (hotspot);
Ruptura do vidro, fusão dos polímeros e
metais;
Para evitar essa ocorrência de “pontos quen-
tes”, os diodos de desvio são instalados de for-
ma a oferecer um caminho alternativo para a
corrente;
Limitam a dissipação de potência no conjunto
de células sombreadas;
Reduzindo perda de energia e risco de dano
irreversível das células afetadas.
Normalmente onde são aplicados os diodos de desvio (by-pass)
e as conexões dos conjuntos de células em série.
São equipamentos de proteção para possíveis
fluxos de corrente de um conjunto série com
tensão maior para um com menor tensão.
Também pode ser empregado para impedir
descargas noturnas das baterias.
Suportar corrente de curto-circuito do módulo
e tensão reversa de duas vezes a tensão em
aberto de todo arranjo.
 Protege contra o fluxo de corrente reversa de
um conjunto série com tensão maior para um
com tensão menor.
 Deve ser colocado na saída de cada série
tanto no polo positivo quanto no polo
negativo.
 O fusível deve ser para corrente contínua, de
preferência do tipo gPV. (Ação ultra-rápida).
 Pode substituir o diodo de bloqueio.