Você está na página 1de 3

PESQUISA PARTICIPANTE

1 – O QUE É:

A pesquisa participante busca a identificação entre o sujeito e o objeto, eliminando


as características do objeto, visa levar a população a participar ativamente da pesquisa,
produzindo conhecimentos e intervindo na realidade própria.
A pesquisa participante também é uma proposta metodológica emergente da crise
nas ciências sociais, que se desenvolveu durante a década de 1960 na América Latina, e
com aspectos semelhantes dos fatores analíticos que funcionam como eixos convergentes
e co-casuais.

2 – MÉTODOS UTILIZADOS:

A pesquisa participante é uma pesquisa que utiliza métodos práticos e qualitativos,


envolvendo uma observação intensiva e de longo tempo num ambiente natural, sendo o
seu registro preciso e detalhado do que acontece no ambiente, e suas interpretações e
análises de dados utilizam descrições e narrativas. Ela está ligada à prática histórica em
termos de conhecimento científico para fins explícitos de intervenção, não esconde a
ideologia, mas sem perder o rigor metodológico. Nela, o pesquisador faz a devolução dos
dados à comunidade estudada para as possíveis intervenções.
Há alguns autores que orientam este tipo de pesquisa, tais como: Carlos Rodrigues
Brandão, Danilo Romeu Streck, Pedro Demo, dentre outros.

3 – PENSAMENTOS:

- “Só se conhece em profundidade alguma coisa da vida da sociedade ou da cultura


através de um envolvimento – e em alguns casos, um comprometimento – pessoal entre o
pesquisador e aquilo ou aquele que se investiga.”
Trecho do livro Repensando a Pesquisa Participante, pág. 8, de BRANDÃO. Carlos
Rodrigues.

A pesquisa, como toda a atividade racional e sistemática, exige que as ações


desenvolvidas ao longo de seu processo sejam efetivamente planejadas. Para Gil (1991),
o conhecimento gerado será considerado científico a partir da identificação do método
utilizado no desenvolvimento estudo.

O livro Pesquisa Participante de Carlos Rodrigues Brandão reúne tudo o que já se


fez e escreveu sobre uma modalidade nova de conhecimento coletivo do mundo e das
condições de vida de pessoas, grupos e classes populares. Conhecimento coletivo que
recria, de dentro para fora, formas concretas dessa gente, grupos e classes de participarem
do direito e do poder de pensarem, produzirem e dirigirem os usos de seu saber a respeito
de si próprias, um conhecimento que, saído da prática política, que torna possível e
proveitoso o compromisso de grupos populares com grupos de cientistas sociais seja um
instrumento a mais no reforço do poder do povo.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BRANDÃO, Carlos Rodrigues; STRECK, Danilo Romeu. Pesquisa Participante O Saber da


Partilha. Aparecida, SP: Ideias & Letras, 2006.

BEMO, Pedro. Pesquisa Participante: mito e realidade. Rio de Janeiro, SENAC/DN, 1984.
112p.

http://pedagogiaemfoco.pro.br/met02a.htm

http://www.ergonomia.ufpr.br/Tipos%20de%20Pesquisa.pdf

http://www.emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/2365/1635
Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – Campus Santo Ângelo
Departamento de Engenharias e Ciências da Computação
Curso de Engenharia Elétrica
Disciplina: Metodologia da Pesquisa

PESQUISA PARTICIPANTE

Alunos:
Álvaro Andrei Lang
Claudia
Fernanda Caroline Godoi
Franciele Rodrigues Dutra

Professora: Juliana Beatriz Machado Rodrigues

Santo Ângelo, 14 de março de 2014.