Você está na página 1de 2

CHAMADA PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS

A Revista VERBO DE MINAS (Qualis B1), publicação semestral do


Programa de Mestrado em Letras do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora
(CES/JF), está recebendo artigos inéditos sobre A LITERATURA E OS
CIBERCAMINHOS.

O ciberespaço e a cibercultura estão transformando a literatura, tanto do


ponto de vista estrutural – ao permitir a inserção de novos espaços na narrativa –
quanto de sua produção. As facilidades oferecidas pelas novas tecnologias
possibilitam a formação de novos autores e contribuem para um maior acesso ao
texto literário. Estes cibercaminhos interferem diretamente na literatura, causando
mutações e transformações de conceitos e valores cristalizados, e,
consequentemente, ressignificando a relação entre Internet e literatura. Ao longo
da história do livro, diversos suportes foram utilizados para armazenar as
informações contidas nos textos. Do rolo de papiro ao formato digital, muitas
mudanças na relação do leitor com o texto ocorreram e certamente a mudança do
suporte em formato livro para a tela provavelmente não será a última, conforme
as novas tecnologias podem atestar.

A convergência digital permitiu que diferentes formatos se unissem em uma


única linguagem, a binária, sendo possível a utilização de um único suporte para
armazenar tanto arquivos audiovisuais quanto textuais. Autores, leitores e
editores estão, cada um à sua maneira, ditando algumas regras na literatura que,
diferente das gerações passadas, hoje não se restringe apenas a um meio, mas
circula em todos e é definida por todos. Se em nosso passado literário tivemos
momentos cuja produção atendia apenas a um desses grupos, hoje percebemos
que os três dialogam em uma constante permuta, ora para suprir as demandas
editoriais, ora para corresponder com as solicitações do público.

Diferente do que profetizaram grandes autores a respeito do fim do livro, o


quadro atual de produção e consumo permite novas assertivas a respeito deste
fim, quando não possibilita um olhar menos apocalíptico e mais otimista diante de
um movimento que em muito tem contribuído e muito pode contribuir para a
literatura. Este dossiê pretende, então, reunir artigos que reflitam e
discutam sobre como os cibercaminhos estão modificando os conceitos
de literatura, crítica literária, livro e/ou leitor.

v. 20, n. 35, jan./jul. 2019

O prazo se estende até 31 de MARÇO de 2019 e as normas


estão na barra de navegação da Revista.

Organizadores desta edição:

Prof. Dr. Karl Erik Schollhammer (PUC-Rio)


Profª. Dra. Juliana Gervason Defilippo (CES/JF)