Você está na página 1de 31

Uma Chamada para o

Deprimido

Sermão nº 3422

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)

Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra

Jan/2019
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Uma chamada para o deprimido / Charles H.
Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
31p.; 14,8 x21cm

1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.


I. Título.

CDD 252

2
“Sacode-te do pó, levanta-te e toma assento, ó
Jerusalém; solta-te das cadeias de teu pescoço, ó
cativa filha de Sião.” (Isaías 52: 2)

Não tentarei neste momento decifrar a


história da profecia com a qual essas palavras
estão associadas. Para a nação hebraica, elas
eram grandes em conselho, brilhantes de
esperança. À parte, no entanto, a partir da
conexão em que se encontra, este versículo
fornece um endereçamento prático pontuado
de valor significante para não ser limitado por
qualquer interpretação particular. Tal acusação
foi bem ajustada para Israel no passado. Tal
conselho seria adequado para qualquer igreja
em uma condição baixa. Tal conselho é
igualmente adaptado a qualquer cristão que
tenha caído em um estado baixo, que esteja
rastejando na poeira ou entre as cinzas de
Sodoma. É dito a ele que se levante do chão e se
sente em um trono, pois Cristo fez dele um rei e
um sacerdote. Ele é admoestado a se
desvincular de todos os cordões que estão sobre
ele, para que ele seja livre e feliz no Senhor.
Então, para aqueles de vocês que afundaram
nessa angustiante situação, meu texto contém
um apelo vigoroso! Deixe-me tentar interpretar
isso. Em primeiro lugar, noto o fato óbvio:
3
I. ALGUMAS PESSOAS VERDADEIRAS DE DEUS
ESTÃO EM UMA MUITO TRISTE CONDIÇÃO.
Esta é uma consideração importante para nós
agora. Se justamente na véspera da batalha um
comandante descobrir que uma epidemia
irrompeu entre suas tropas, ele ficará
extremamente ansioso para que qualquer
remédio disponível seja achado, pois se os
soldados estiverem doentes, como se pode
esperar que eles se comportem bem amanhã?
Por isso, às vezes acontece que quando
queremos servir mais ao nosso Mestre, somos
impedidos na ação da Igreja pela prevalência de
alguma doença espiritual entre os seus
membros.

Talvez eu possa ser o meio, esta noite, de


descobrir os doentes , e indicar seus sintomas, e
- quem pode dizer - talvez nesta mesma noite,
antes de você chegar à mesa da Ceia do Senhor,
o abençoado remédio que pode ser aplicado, e à
mesa enquanto você está festejando com Cristo,
suas almas possam se tornar perfeitamente
restauradas!

Às vezes, os filhos de Deus caem em um estado


grave em relação à sua fé e à segurança de seu
próprio interesse em Cristo. Eles duvidam se são
cristãos, se a experiência deles é genuína, se
eles realmente se arrependeram com um
4
coração verdadeiramente quebrantado, se
receberam a fé preciosa - a fé dos eleitos de
Deus. Nesses momentos, eles questionam todas
as suas graças e não são capazes de obter uma
resposta satisfatória de ninguém.

Ao mesmo tempo, esse povo de Deus pode estar


andando com uma consistência externa que
todo mundo pensa bem deles. Ninguém tem
qualquer suspeita deles, mas eles suspeitam de
si mesmos gravemente e são atormentados com
o medo de que eles tenham um nome para viver
e estejam mortos. Eu soube que em tais ocasiões
virão por trás de tudo isso algumas terríveis
dúvidas sobre as verdades substanciais de nossa
fé. “O quê?” Você diz: “dúvidas sobre a
Divindade - dúvidas sobre o Salvador - dúvidas
sobre o mundo por vir?” Sim, sim, e para o
verdadeiro povo de Deus! Eles odiarão essas
dúvidas e, em seus corações, ainda acreditarão
em todas as grandes verdades fundamentais -
mas, no entanto, ficarão doloridos e ficarão
frequentemente angustiados. Mentes
pensativas e homens de leitura terão dúvidas
filosóficas zumbindo sobre eles como
mosquitos em um dia de verão. Outros que são
ignorantes da filosofia e, talvez, estejam bem,
estão preocupados com as dúvidas de uma
qualidade mais bruta e grosseira. Embora elas
não permitam que eles habitem em seus
5
corações para que eles realmente se tornem
descrentes - ainda assim eles ficarão muito
angustiados com questões que eles não podem
responder, com enigmas que eles não sabem
como resolver, e com estranhos
entrelaçamentos de dificuldade que eles não
sabem como desatar.

Talvez, também, em tal momento, haja


sobretudo e pior do que tudo, um estado de
terrível indiferença rastejando sobre eles. Eles
querem sentir, mas não podem sentir. Eles de
bom grado tiram lágrimas de sangue dos olhos,
mas nem mesmo uma lágrima comum cairá.
Eles querem ser cortados em pedaços! Eles
acolheriam a tristeza mais comovente, mas só
podem dizer: “Se alguma coisa é sentida, é
apenas dor”. Em tais casos, os verdadeiros
crentes certamente recorrerão ao uso
extraordinário dos meios da graça. Quero dizer,
eles vão adicionar ao seu uso comum, algo mais.

Você nunca esteve em tal estado que a Bíblia se


tornou desinteressante, ou as únicas passagens
da Escritura que pareciam lhe atacar eram
terríveis ameaças relativas à sua própria morte
vindoura, como você pensou - não uma palavra
de conforto, nem uma sílaba que faça contente
seu espírito? Você foi à oração e os céus
pareciam ser de bronze! E, pior ainda, seu
6
próprio coração também parecia ser de bronze,
e você não podia mexer em nada como uma
intensidade de desejo. Você não se perguntou se
não obteve resposta. Você teria imaginado se
uma oração como a sua poderia ser ouvida! Ah,
e então você subiu para a assembleia do povo de
Deus onde em outras ocasiões o seu coração
dançou dentro de você com santa alegria! O
ministro não havia mudado. Talvez no início
você tenha pensado que ele houvesse, mas em
uma atitude mais atenta, você percebeu que
havia as mesmas verdades de Deus e falava da
mesma forma honesta, mas você não podia
ouvir como antes. Nuvens sem chuva e poços
sem água - todas as ordenanças pareciam ser
para você. E o tempo todo, embora você sentisse
que não poderia viver assim, e disse: “Querido
Senhor, e eu sempre viveria, com essa taxa de
mortalidade?”, mas de alguma forma você não
poderia sair disso. Você se sentiu como um
algemado, como se um pesadelo estivesse sobre
você. Você estava angustiado. Você não pode se
mexer para quebrar o encantamento! Seu
espírito gritou o melhor que pôde, “Miserável
homem que sou! Quem me livrará do corpo
desta morte?” Mas o pior de tudo é que você não
sentiu que estava desgraçado o suficiente e não
parecia chorar o suficiente! Você estava com
medo de cair numa terrível letargia, que seria a

7
precursora de uma morte espiritual por
completo.

Bem, meus queridos amigos, eu não deveria me


admirar, mas vocês trouxeram muito sobre
vocês mesmos.

Se você está neste estado esta noite, eu exorto


você a questionar se isto não é o resultado do
que você tem sido frequentemente advertido.
Talvez você tenha afrouxado a oração. Talvez em
seus dias mais felizes você tenha entristecido o
Espírito Santo quando você estava mais alegre e
feliz em Seu amor. Pode ser que você tenha
crescido mundano ou, talvez, uma longa
sucessão de pequenas coisas, nenhuma das
quais você percebeu na época, e tenham
contribuído para aumentar o fluxo de sua aflição
atual.

De qualquer forma, qualquer que seja a causa


desse estado, eu lamento que você esteja nele -
sofra pelo meu próprio bem, por você, por causa
desta igreja - e pelo bem do mundo ao seu redor,
porque, meus irmãos e irmãs, seu testemunho
é, em grande parte, silenciado e sua força
enfraquecida. Esse seu rosto, outrora tão feliz,
foi uma propaganda viva do evangelho! Seu
temperamento alegre sob provação foi um
convite para que os pecadores viessem e
8
encontrassem uma alegria semelhante. Mas
agora você está angustiado e vai lamentando
sem a luz do sol. O que você pode fazer enquanto
permanece em tal estado? Você é como o junco
ferido do qual nenhuma música pode vir, ou
como o pavio fumegante que não produz luz,
mas apenas uma fumaça dolorosa e nauseante.
Lamento que assim seja, porque se você
tentasse agora um testemunho verbal de Cristo,
seria débil e não poderia produzir nenhum
grande resultado.

Eu me lembro quando comecei a ensinar na


escola dominical. Eu era muito jovem em graça,
depois de ter dito à turma de meninos que eu
estava ensinando que Jesus Cristo salvou todos
aqueles que acreditaram nEle. Um dos meninos
me fez a pergunta: "Mestre, você acredita nele?"
Eu respondi: "Sim, espero que sim." E ele
perguntou novamente: "Mas você não tem
certeza?" Eu tive que olhar para mim mesmo
para saber qual resposta deveria lhe dar. O rapaz
não se contentou com a minha repetição: "Eu
espero que sim." Ele queria: "Se você acreditou
em Cristo, você está salvo." E eu senti naquele
momento que eu não podia ensinar até que eu
pudesse dizer: Eu sei que é assim. ”Devo ser
capaz de falar do que eu provara e lidara com a
boa Palavra da vida! Assim, irmãos, vocês
descobrirão que só ficam perplexos aqueles a
9
quem alegremente persuadiriam se, por suas
dúvidas, os provocassem a dizer: “Como podem
esperar que acreditemos de sua boca o que
vocês hesitam em selar com o testemunho de
seu próprio coração?”

A menos que a alegria do Senhor seja sua força,


sua alma respirará uma atmosfera pesada e sua
expressão será verificada, se não for sufocada
por suas dúvidas!

É a sua confiança em Cristo e a paz que lhe traz,


que o ajuda a falar aos outros como uma
testemunha verdadeira, porque você é uma
testemunha experimental do poder da
verdadeira religião. Seu testemunho verbal,
digo, está enfraquecido - temo, em grande
medida, a névoa e o vapor de seus escrúpulos, os
escrúpulos de uma consciência que se inclina e
sinaliza.

É triste pensar que enquanto você está olhando


para a sua própria alma em dúvida se você está
salvo ou não, você tem pouca energia para
poupar em se preocupar com as almas dos
outros! De fato, é sua primeira preocupação ver
que você mesmo é salvo. Até que o assunto tão
importante seja resolvido, seu zelo pelo bem-
estar de seu próximo é sem fim. Por que se
ocupam em manter os outros vinhedos dos
10
homens, enquanto os seus próprios ficam
cobertos de ervas daninhas? E então, meus
queridos amigos, outro aspecto melancólico
dessa deficiência é que tudo isso enquanto você
é um prejuízo para seus companheiros cristãos.

Já é difícil lutar com Satanás, mas é muito mais


difícil para o exército ter que carregar tantos
doentes com isso, pois envolve muito mais
trabalho. Você, cuja fé já passou, é como a
bagagem de um exército - você impede a
marcha rápida dos bravos soldados da cruz!
Como você deprime os outros que estão ao seu
redor! Uma vez que sua voz foi de um herói
corajoso e você encorajou as tropas, mas agora
você pula e chora, e faz outras pessoas
pendurarem suas harpas nos salgueiros e
aprenderem a mesma melodia sombria que a
sua!

É uma coisa triste. Não te condeno, mas sinto


muito piedade de você, e também tenho pena da
Igreja de Deus e da causa de Deus, que tanto
perde por isso, em gratidão a Cristo, quando
deve fazer muito por ele. Ai, que o povo de Deus
esteja afundado em tão lamentável condição!

II. EXISTE UMA ESPECIAL EXPECTAÇÃO PARA


ELES. Isso é pressionado com toda a sinceridade.
Ouça, oh, cristão doente! “Sacuda-te do pó,
11
levanta-te e senta-te, ó Jerusalém; solta-te dos
laços do teu pescoço, ó filha de Sião, cativa.”
Agora, meu irmão, não te contentes mais com o
estado em que caíste. Que o Espírito Santo venha
até você e lhe faça forte. Esforce-se para sair
dessa condição em felicidade e força. Deixe-me
tentar encorajá-lo um pouco, e que Deus o
habilite ao máximo.

Lembre-se, meu querido amigo - suponha que


eu esteja falando com você somente. Eu quase
desejei poder segurar sua mão e olhá-lo de perto
- lembre-se de onde você caiu. Pense nas horas
tranquilas que já desfrutou. Oh, seu coração de
pedra nem sempre foi tão frio! A Palavra de Deus
nem sempre foi tão seca! O santuário nem
sempre foi tão inútil! Você lutou e prevaleceu -
você sabe de tudo isso! Você implorou a Deus e
teve o desejo do seu coração atendido. Você
comungou com Cristo e sua alma tem sido
como as carruagens de Aminadabe! E você pode
suportar pensar nisso e não clamar –

“Volte, ó pomba, volte,

Doce mensageiro de descanso!”?

Você pode uma vez ter sabido dessas coisas e ter


o sabor delas em sua boca, sem ficar faminto e
sedento por elas novamente? Pense neles e,
12
talvez, enquanto estiver refletindo sobre o
passado, você pode ser ajudado por fortes
desejos de voltar ao lugar de onde saiu. Pense no
perigo que você está no momento.

Quem são aqueles que são mais propensos a cair


em pecado aberto? São aqueles que andam a
uma distância de Cristo. Se você vive em íntima
comunhão com Jesus, você deve compartilhar
da companhia do seu Pastor que você deve ouvir
o uivo do lobo, mas você provavelmente não
sentirá suas presas.

Eu acredito que quando qualquer crente cai em


um pecado imundo, não é o começo, mas a
culminação de um processo de crescimento na
iniquidade! O pecado aberto vem logo após uma
longa sucessão de orações negligenciadas, de
adoração negligenciada a Deus na família, uma
negligência de toda comunhão com Cristo e
negligência de toda coisa boa. É o fruto, não a
semente do mal, que envenena o ar e excita o
desprezo público . Cuidado, então, ó crentes! -
Vocês que perderam a luz do semblante de Deus
- tenham cuidado!

Tenha cuidado, eu lhe peço, daquela condição


ruim da alma que é o pai prolífico de todas as
doenças! Lembre-se, também, que existe uma
causa real de apreensão de que você nunca
13
esteve seguro. É apenas possível que essas
dúvidas que você sente não sejam insinuações
de Satanás, mas as sugestões de uma
consciência iluminada e despertada, ou mesmo
os sussurros do Espírito Santo! A menos que
você seja, de fato, um cristão, com toda a
probabilidade, a menos que você agora se volte
para Deus, você se tornará o servo voluntário do
diabo. A menos que você agora, com pleno
propósito de coração, busque a Cristo, talvez
tenha chegado o tempo em que você se desviará,
como Balaão, por recompensa, ou perecerá na
contradição de Coré. Em algumas daquelas
formas em que homens ímpios pereceram, você
pode desanimada ou presunçosamente
precipitar-se na destruição e precipitar seu
destino final!

Tenha cuidado mais uma vez, digo, ó


professante frio - em nome de Deus, cuidado
com a insignificância quando tem tantas razões
para tremer! Meu querido amigo, colocaria
outro pensamento em sua mente que pode
ajudá-lo. Talvez você ache que é mais difícil em
vez de ajudá-lo e tende mais a deprimir do que a
livrá-lo. Lembre-se de como você pode ser
deixado sozinho em seus próprios dispositivos.
Você se tornou carnalmente seguro. Você
pecou à luz da face de Deus. Você entristeceu o
Seu Espírito. E se Ele fosse agora dizer: "Ele é
14
dado a ídolos, deixe-o em paz"? E se a partir deste
dia o Espírito não mais se esforçar com você? E
se, afinal de contas, apesar de tudo, você falou e
pregou para os outros, você mesmo deveria ser
um náufrago? Eu apenas menciono isso para
despertá-lo, meu irmão, se você é insensível.

Você sabe como às vezes o cirurgião teme que


um homem durma até a morte, e ele até mesmo
dá choques nele, ou o faz andar pelo quarto para
despertá-lo. Eu diria qualquer coisa, por mais
afiada que fosse, se eu pudesse lhe acordar da
sua letargia! Eu sei que você gostaria de receber
e, no devido tempo, me agradecesse pela
gravidade da operação. Mas vou me abster, pois
acho que há uma maneira melhor do que isso.
Eu quero que você se levante e se retire do pó,
meu pobre amigo desalentado, porque se o pior
é o pior e você não é cristão, não é um
verdadeiro crente, ainda, “Venha agora, vamos
raciocinar juntos, diz o Senhor, embora os
vossos pecados sejam como a escarlate; eles
serão como a lã. Embora sejam vermelhos como
o carmesim, eles serão alvos como a neve.”

E se tudo foi um erro e você nunca deveria ter


feito uma profissão? Lembre-se de que Jesus
Cristo recebe pecadores - venha a Ele agora!
15
Eu sempre acho isso o caminho curto de uma
estrada longa e triste, um alívio rápido para
doenças agudas, um antídoto pronto para
dúvidas e medos. O demônio tem discutido com
os cristãos por tantos anos que ele entende o
caso contra eles muito melhor do que qualquer
um de nós, e se começarmos a confabular com
ele, logo descobriremos que aquele velho
inimigo do homem logo chegará ao domínio
sobre nós! Mas se dissermos: “Eu devo
reconhecer, Satanás - eu vou reconhecer. Sou
um pecador - o chefe dos pecadores - tem mais
alguma coisa a dizer? Eu reconheço, mas eu lhe
respondo com isso: “O sangue de Jesus Cristo,
Seu Filho, nos purifica de todo pecado. Eu creio
nEle e meus pecados são, portanto, lavados!”
Este é o caminho para o consolo perfeito!

Peço-lhe, meu querido irmão, que o faça


imediatamente! Ouça a Palavra do Espírito, que
diz: “Arrependa-se e faça suas primeiras obras.”
As primeiras obras foram arrependimento e fé,
e assim recomeçar! Vá à fonte cheia de sangue!
Vá à cruz, e daquela aparência de vida mais uma
vez! Vá ao sacrifício substituto acabado e sob o
dossel carmesim da expiação, e esconda sua
cabeça culpada! Oh, se você fizer isso, sua luz se
manifestará como a manhã e sua glória como o
meio-dia! O Senhor ajude você a fazer isso agora
e acabe com o conflito! Deixe-me também
16
lembrar qualquer cristão aqui que esteja cheio
de dúvidas e com correntes em seu pescoço
apertadas sobre ele, que o sangue não tem
mudado seu poder de purificação. Se limpou
você há 20 anos atrás, pode purificá-lo ainda!
Lembre-se, Jesus não perdeu seu poder para
salvar, nem mudou Seu caráter para a
disposição de salvar perfeitamente –

“Jesus está assentado na colina de Sião,

Ele ainda recebe pobres pecadores.”

Venha, então, ao imutável Salvador! Vocês que


foram traiçoeiros - vocês cujos corações se
prostituíram com Cristo - voltem, pois Seu amor
a vocês não diminuiu!

“Retorna para mim, ó filha desventurada, diz o


Senhor; pois eu sou casado com você.”

O coração do filho pródigo pode mudar em


direção ao seu Pai, mas o coração de seu Pai
nunca muda em direção a ele. Volte, pois,
porque a misericórdia te espera, e não o
julgamento! Ele é Deus e não homem, senão
você seria consumido! Retorne hoje à noite,
porque Ele repudiará seu pecado como uma
nuvem e suas transgressões como uma nuvem
espessa. Reconheça devidamente sua errância.
17
Humilhe-se por causa da sua traição e diga:
“Meu Pai, você será o guia da minha juventude”,
e você será restaurado perfeitamente, e sua
alegria anterior voltará para você!

Eu ouço você dizer: “Mas eu não estou


preparado para voltar a Cristo e ter alegria nEle
imediatamente!” Oh, senhor, você estava apto
no começo? Não! E você não está apto agora,
mas venha e seja bem-vindo! Cristo não quer
nada de você! Venha e confie nele e a perfeita
salvação é sua.

“Oh, mas não posso suportar olhar para Ele no


rosto, pois tenho vivido tanto tempo sem andar
em Seu conselho.” Tanto mais por que você não
deveria viver outra hora sem Ele! Eu te ordeno,
meu pobre irmão angustiado - eu te mando,
minha irmã perturbada - pelo amor que Cristo
tem por você, venha a Ele agora! Eis que Ele está
à porta e bate! Se você se abrir para Ele, embora
a casa não seja mobiliada, nem a mesa coberta
por um festival para Ele como deveria ser, ainda
assim Ele entrará e ceará com você, e você deve
estar com Ele esta noite!

Não vejo razão para que o cristão mais


desanimado, aqui, não se regozije antes de
chegar à mesa do Senhor! Eu não sei porque o
mais estéril entre nós não deveria ser frutífero!
18
Isto eu sei, que não estamos limitados nEle, não
estamos limitados em Sua disposição para
abençoar, nem em Sua capacidade de consolar!
Oh, acredite nEle, cristão! Acredite nele. Se você
não é cristão, lance-se aos pés dele. Ele não vai
deixar você perecer! Agarre-se, se for apenas da
orla de Suas vestes e não o deixe ir! Mesmo
agora, sacuda-se da poeira e coloque suas belas
roupas.

III. UMA ALEGRE OBRIGAÇÃO REPOUSA


SOBRE ELES. Eu devo terminar com esta
observação. Eu sei que há muitos do povo de
Deus no estado que tenho descrito. Eu tenho a
dor, às vezes, de tentar animá-los. Eu só espero
que o que eu disse esta noite possa ser
abençoado por Deus para eles. Eu antecipo
totalmente isso. Aqui, então, está o ponto
prático. “Quando você se converter, fortaleça
seus irmãos e irmãs.” Preste atenção naqueles
que estão no mesmo estado em que você esteve
- e seja muito terno com eles. Como você sabe o
caso deles, e atravessou aquele deserto uivante,
você poderá dirigi-los. Eu descrevi o seu caso
porque temo que às vezes estive à beira de mim
mesmo. Eu encontrei a recuperação por um
novo recurso ao amor de Cristo e uma simples
renovação da minha confiança nEle. Eu posso,
portanto, entrar em seus sentimentos e pedir-
lhe para tentar o mesmo remédio. Depois de ter
19
encontrado o remédio como sendo bom, é
apenas um pequeno retorno, e certamente é
devido de você, para contar aos outros como
você foi restaurado! Alguns de vocês, amados,
nunca foram levados para o cativeiro. Eu oro
para que você nunca seja. Não há necessidade
disso, mas deixe-me pedir-lhe que ande muito
afetuosamente com o seu Deus. Nós servimos
um Deus zeloso. Ele passará por alto sobre
muitos atos de insubordinação feitos por Seus
inimigos, um décimo dos quais, se feito por Seus
favoritos, Seus eleitos, Seus amados - Ele
esconderá Sua face deles de uma vez! “Só tu
conheci de todas as pessoas da terra, e eu te
castigarei por tuas iniquidades.” Ele não diz:
“Repreendo e castigo a todos quantos amo”?
Um pecador pode continuar desavisado. Ele
pode acrescentar casa a casa e campo a campo,
e pode se achar seguro - Deus lidará com ele no
outro mundo. Mas o herdeiro do céu está sob a
disciplina do amor divino e Deus lidará com ele
neste mundo! E entre os castigos de
afastamento de Cristo haverá a perda de
consolo, a perda de poder para fazer o bem, e
não sei qual outra aflição foi acrescentada a ele
em sua alma ou em suas circunstâncias.

Queridos irmãos e irmãs, andem com cuidado,


então, enquanto tiverem a luz de Deus, andem
na luz! Oh, preze o doce amor de Cristo! Nunca,
20
nunca deixe ir. Dize à vossa alma, quando Cristo
está em vossos corações: “Conjuro-vos, ó filhas
de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo,
que não despertes o meu amor até que ele
agrade.” Não introduza amor e sem
mundanismo! Não caia em inconsistências, mas
ore por graça que, com santo zelo, você ainda
possa habitar na luz de Deus e encontrar favor
aos Seus olhos. E sendo assim guardado perto de
Deus, e sendo forte na força do Seu poder, venha
e devolva a força àquele de quem você a derivou.

Levante-se por Cristo! Eu acredito que nunca


estamos mais felizes do que quando temos
muito o que fazer. A ociosidade é a mãe da
irritação. Um cristão que faz muito pouco por
Cristo, a menos que seja impedido de fazê-lo
pelo sofrimento, será, via de regra, um homem
ou mulher miserável! Vocês, cristãos ativos,
ativos no corpo e ágeis em espírito - vocês
cristãos alegres que andam na luz do semblante
de Deus - “trabalhem enquanto é dia, pois a
noite vem quando nenhum homem pode
trabalhar.”

Vamos nos compromissar um ao outro esta


noite que nós agora vamos procurar o bem de
Sião.
21
Membros desta igreja, nenhum de vocês seja
infiel à lealdade que você deve a Cristo nisto, na
hora em que procuramos avançar como um só
homem na batalha de nosso Mestre!

Eu ficaria lado a lado com você para pegar


minha parte - mas o que se pode fazer se
trabalha sozinho? Meus irmãos no ofício não
serão atrasados, eu sei, mas o que podemos
fazer? Acompanhem-nos, irmãos e irmãs,
rogando pelas almas, proclamando o evangelho,
procurando conquistar muitos para o
conhecimento do Salvador - e o Senhor nos
abençoará, o nosso próprio Deus nos abençoará!

Sacudindo-se do pó e quebrando as correntes


de nossa própria preguiça, Deus virá com Sua
coroa de bênção e a colocará na cabeça de Sua
Igreja! E quando recebermos esse cobiçado
prêmio, vamos segurá-lo depressa, que nenhum
homem o tire de nós.

Avancemos como uma igreja em união


indissolúvel e em serviço incansável, até que Ele
venha a quem, “Bem feito!” será nossa melhor
recompensa! O Senhor te abençoe! E em sua
mesa possa o doce nardo do Rei dar um perfume
deleitável para todo coração espiritual. Amém.

22
Isaías– 55

1 Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às


águas; e vós, os que não tendes dinheiro, vinde,
comprai e comei; sim, vinde e comprai, sem
dinheiro e sem preço, vinho e leite.

2 Por que gastais o dinheiro naquilo que não é


pão, e o vosso suor, naquilo que não satisfaz?
Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos
deleitareis com finos manjares.

3 Inclinai os ouvidos e vinde a mim; ouvi, e a


vossa alma viverá; porque convosco farei uma
aliança perpétua, que consiste nas fiéis
misericórdias prometidas a Davi.

4 Eis que eu o dei por testemunho aos povos,


como príncipe e governador dos povos.

5 Eis que chamarás a uma nação que não


conheces, e uma nação que nunca te conheceu
correrá para junto de ti, por amor do SENHOR,
teu Deus, e do Santo de Israel, porque este te
glorificou.

6 Buscai o SENHOR enquanto se pode achar,


invocai-o enquanto está perto.

7 Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os


seus pensamentos; converta-se ao SENHOR,
23
que se compadecerá dele, e volte-se para o
nosso Deus, porque é rico em perdoar.

8 Porque os meus pensamentos não são os


vossos pensamentos, nem os vossos caminhos,
os meus caminhos, diz o SENHOR,

9 porque, assim como os céus são mais altos do


que a terra, assim são os meus caminhos mais
altos do que os vossos caminhos, e os meus
pensamentos, mais altos do que os vossos
pensamentos.

10 Porque, assim como descem a chuva e a neve


dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro
reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar,
para dar semente ao semeador e pão ao que
come,

11 assim será a palavra que sair da minha boca:


não voltará para mim vazia, mas fará o que me
apraz e prosperará naquilo para que a designei.

12 Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os


montes e os outeiros romperão em cânticos
diante de vós, e todas as árvores do campo
baterão palmas.

13 Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e


em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto
24
glória para o SENHOR e memorial eterno, que
jamais será extinto

Salmos– 138

1 Render-te-ei graças, SENHOR, de todo o meu


coração; na presença dos poderosos te cantarei
louvores.

2 Prostrar-me-ei para o teu santo templo e


louvarei o teu nome, por causa da tua
misericórdia e da tua verdade, pois magnificaste
acima de tudo o teu nome e a tua palavra.

3 No dia em que eu clamei, tu me acudiste e


alentaste a força de minha alma.

4 Render-te-ão graças, ó SENHOR, todos os reis


da terra, quando ouvirem as palavras da tua
boca,

5 e cantarão os caminhos do SENHOR, pois


grande é a glória do SENHOR.

6 O SENHOR é excelso, contudo, atenta para os


humildes; os soberbos, ele os conhece de longe.

7 Se ando em meio à tribulação, tu me refazes a


vida; estendes a mão contra a ira dos meus
inimigos; a tua destra me salva.
25
8 O que a mim me concerne o SENHOR levará a
bom termo; a tua misericórdia, ó SENHOR, dura
para sempre; não desampares as obras das tuas
mãos.

Romanos– 8

1 Agora, pois, já nenhuma condenação há para


os que estão em Cristo Jesus.

2 Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo


Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.

3 Porquanto o que fora impossível à lei, no que


estava enferma pela carne, isso fez Deus
enviando o seu próprio Filho em semelhança de
carne pecaminosa e no tocante ao pecado; e,
com efeito, condenou Deus, na carne, o pecado,

4 a fim de que o preceito da lei se cumprisse em


nós, que não andamos segundo a carne, mas
segundo o Espírito.

5 Porque os que se inclinam para a carne


cogitam das coisas da carne; mas os que se
inclinam para o Espírito, das coisas do Espírito.

6 Porque o pendor da carne dá para a morte, mas


o do Espírito, para a vida e paz.
26
7 Por isso, o pendor da carne é inimizade contra
Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem
mesmo pode estar.

8 Portanto, os que estão na carne não podem


agradar a Deus.

9 Vós, porém, não estais na carne, mas no


Espírito, se, de fato, o Espírito de Deus habita em
vós. E, se alguém não tem o Espírito de Cristo,
esse tal não é dele.

10 Se, porém, Cristo está em vós, o corpo, na


verdade, está morto por causa do pecado, mas o
espírito é vida, por causa da justiça.

11 Se habita em vós o Espírito daquele que


ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse
mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os
mortos vivificará também o vosso corpo mortal,
por meio do seu Espírito, que em vós habita.

12 Assim, pois, irmãos, somos devedores, não à


carne como se constrangidos a viver segundo a
carne.

13 Porque, se viverdes segundo a carne,


caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito,
mortificardes os feitos do corpo, certamente,
vivereis.
27
14 Pois todos os que são guiados pelo Espírito de
Deus são filhos de Deus.

15 Porque não recebestes o espírito de


escravidão, para viverdes, outra vez,
atemorizados, mas recebestes o espírito de
adoção, baseados no qual clamamos: Aba, Pai.

16 O próprio Espírito testifica com o nosso


espírito que somos filhos de Deus.

17 Ora, se somos filhos, somos também


herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros
com Cristo; se com ele sofremos, também com
ele seremos glorificados.

18 Porque para mim tenho por certo que os


sofrimentos do tempo presente não podem ser
comparados com a glória a ser revelada em nós.

19 A ardente expectativa da criação aguarda a


revelação dos filhos de Deus.

20 Pois a criação está sujeita à vaidade, não


voluntariamente, mas por causa daquele que a
sujeitou,

21 na esperança de que a própria criação será


redimida do cativeiro da corrupção, para a
liberdade da glória dos filhos de Deus.
28
22 Porque sabemos que toda a criação, a um só
tempo, geme e suporta angústias até agora.

23 E não somente ela, mas também nós, que


temos as primícias do Espírito, igualmente
gememos em nosso íntimo, aguardando a
adoção de filhos, a redenção do nosso corpo.

24 Porque, na esperança, fomos salvos. Ora,


esperança que se vê não é esperança; pois o que
alguém vê, como o espera?

25 Mas, se esperamos o que não vemos, com


paciência o aguardamos.

26 Também o Espírito, semelhantemente, nos


assiste em nossa fraqueza; porque não sabemos
orar como convém, mas o mesmo Espírito
intercede por nós sobremaneira, com gemidos
inexprimíveis.

27 E aquele que sonda os corações sabe qual é a


mente do Espírito, porque segundo a vontade de
Deus é que ele intercede pelos santos.

28 Sabemos que todas as coisas cooperam para


o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que
são chamados segundo o seu propósito.

29 Porquanto aos que de antemão conheceu,


também os predestinou para serem conformes
29
à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o
primogênito entre muitos irmãos.

30 E aos que predestinou, a esses também


chamou; e aos que chamou, a esses também
justificou; e aos que justificou, a esses também
glorificou.

31 Que diremos, pois, à vista destas coisas? Se


Deus é por nós, quem será contra nós?

32 Aquele que não poupou o seu próprio Filho,


antes, por todos nós o entregou, porventura, não
nos dará graciosamente com ele todas as coisas?

33 Quem intentará acusação contra os eleitos de


Deus? É Deus quem os justifica.

34 Quem os condenará? É Cristo Jesus quem


morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está
à direita de Deus e também intercede por nós.

35 Quem nos separará do amor de Cristo? Será


tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou
fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?

36 Como está escrito: Por amor de ti, somos


entregues à morte o dia todo, fomos
considerados como ovelhas para o matadouro.
30
37 Em todas estas coisas, porém, somos mais
que vencedores, por meio daquele que nos
amou.

38 Porque eu estou bem certo de que nem a


morte, nem a vida, nem os anjos, nem os
principados, nem as coisas do presente, nem do
porvir, nem os poderes,

39 nem a altura, nem a profundidade, nem


qualquer outra criatura poderá separar-nos do
amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso
Senhor.

31

Interesses relacionados