Você está na página 1de 5

OFICINA “ELEMENTOS DA ESTÉTICA DE J. R. R.

TOLKIEN”
André Luiz Rodriguez Modesto Pereira
Aula 10: 21/10/10

De Beren e Lúthien
Among all tales of sorrow and of ruin that come
down to us from the darkness of those days there
are yet some in which amid weeping there is joy
and under the shadow of death light that endures.

• Balada de Leithian (Libertação do Cativeiro);


• Relato de alegria em tempos de trevas;
• Uma das poucas histórias de amor do universo tolkieniano;
• componente autobiográfico.

1. Trama
• Contada em mais ou menos 30 páginas, a história tem uma trama bastante complexa e uma
amplitude de significado muito grande, indo do mitológico ao político;
• O Destino é um dos temas centrais:
• Destino do mundo, relacionado a Silmaril;
• Destino dos amantes, que se entrelaçam;
• Destino dos Elfos e dos Homens;
• Ação do Juramento de Fëanor.
• Destino de Beren, determinado pelo seu juramento a Thingol.

• Trama central é simples: amor de Beren e Lúthien, união proibida; necessidade de o


pretendente mostrar seu valor.
• Prova: pegar uma Silmaril da coroa de Morgoth.
• Tramas paralelas:
• Assalto ao povo de Barahir, sobrevivência de Beren;
• Daeron;
• Política de Nargothrond;
• Finrod; Celegorm e Curufin;
• Huan, o cão de Valinor.

2. Personagens
• Thingol
• Rei de Doriath;
• casado com Melian, a Maia;
• Reino protegido.
• Orgulhoso pai de Lúthien. Arrogante ou apenas protetor?

• Lúthien
• Filha de Thingol e Melian: parte elfo, parte maia.
• Fortemente ligada à natureza, especialmente à primavera e ao verão:

E a canção de Lúthien soltou as algemas do inverno; e as águas congeladas


falaram; e flores brotavam da terra fria em que seus pés haviam passado. (p. 207)

E embora chegasse o inverno, ele não os prejudicou, pois as flores continuavam


onde quer que Lúthien fosse, e as aves cantavam aos pés das colinas nevadas. (p.
221)

• Canto, feitiços. Poder de destruição e cura.


• Independente, decide o próprio destino:

– Beren – disse ela –, você precisa escolher entre dois caminhos: abandonar a busca
e o juramento, e procurar uma vida de nômade sobre a face da terra; ou cumprir a
palavra dada e desafiar o poder das trevas em seu trono. Seja no caminho que for,
irei com você, e nosso destino será semelhante. (p. 223)

• A subordinação a Beren é apenas aparente. Lúthien é livre de qualquer juramento,


enquanto Beren permanece apegado aos códigos de honra dos homens.
• Decide seu destino e faz com que seja cumprido, tornando-se mortal.

• Beren
• homem, mortal; origem nobre (anel de Felagund), apesar da vida no exílio;
• guerreiro;
• longo tempo de vida na em terras ermas, torna-se amigo “dos pássaros e dos
animais”;
• Autor de grandes feitos de coragem, mas também com certa fragilidade.

Beren não temia a morte, apenas ao cativeiro; e, por ser audaz e desesperado,
escapou tanto à morte quanto aos grilhões (p.206)

• Mantém-se fiel aos costumes dos homens:


Na verdade, Lúthien estava disposta a vagar na mata sem voltar, deixando no
esquecimento a casa as pessoas e toda a glória dos reinos élficos; e por um tempo
Beren se contentou. Não conseguiu, porém ignorar por muito tempo seu juramento
de voltar a Menegroth, nem queria esconder Lúthien de Thingol para sempre. Pois
ele se guiava pela lei dos homens, que considerava arriscado não dar importância à
vontade do pai, a não ser em necessidade extrema. E também lhe parecia incorreto
que alguém tão belo e majestoso quanto Lúthien morasse eternamente nos bosques,
como os rudes caçadores entre os homens, sem lar, honrarias ou os belos objetos
que são a alegria das rainhas dos eldalië. […] (p.231)

• Celegorm e Curufin
• Herdeiros de Fëanor, herdeiros legítimos das Silmarilli;
• Conspiração em Nargothrond;
• Rapto de Lúthien, ataques a Beren.
• Antagonistas: agem apenas por si próprios.

• Huan
• também chamado de o Cão de Valinor, é um animal de guerra.
• Pertence inicialmente a Celegorm, mas seu espírito é livre. Separa-se de seu dono
para acompanhar Lúthien;
• Tem seu destino determinado: só falará 3 vezes na vida e morrerá ao lutar com o lobo
mais terrível.

• Sauron
• Principal servo de Morgoth;
• É bem diferente da personagem apresentada em O Senhor dos Anéis; aqui ele é mais
parecido com um feiticeiro poderoso, capaz de lançar feitiços por sua vontade e
através de canções de poder, além de dominar espíritos malígnos.
• Luta com Finrod e Lúthien pelos mesmos meios: canções de poder.

• Morgoth
• Morgoth é o nome dado pelos elfos a Melkor; é o Vala encarnado que habita a Terra-
média.
• Angband pode ser considerada uma representação do inferno, sendo Morgoth seu
senhor. Carcharoth análogo a Cérbero.
• Anseio por possuir a beleza (Silmarilli), mas incapacidade de fazer qualquer coisa
bela.
• Tem um papel menos ativo que Sauron.
• Confronto entre Morgoth e Lúthien: aquele também já havia sido um cantor.

3. Destino, estruturas paralelas


• Em “De Beren e Lúthien” há a repetição de diversos motivos que parecem refletir e/ou
determinar o destino das personagens.
• Exemplos:
• Mutilação de Barahir e de Beren;
• Estatuto diferenciado entre Thingol e Melian, e Beren e Lúthien;
• Enfrentamento Huan x Sauron; Huan x Carcharoth;
• Lúthien canta para Morgoth e para Mandos, em situações semelhantes.
• Em O Senhor dos Anéis a história de Beren e Lúthien é revivida por Aragorn e Arwen.

4. Temas e referências
• Há em “De Beren e Lúthien” diversas referências a mitologia e a contos de fadas.
• Eros e Psiquê, O príncipe sapo: casamento entre seres diferentes, união proibida;
• Orfeu e Eurídice, Balder;
• Rapunzel;
• A bela adormecida:

Mas no instante em que ela sentiu a picada, tombou sobre a cama, que ali estava, e
caiu em um sono profundo. E esse sono se espalhou por todo o castelo; o rei e a
rainha, que acabavam de regressar e tinham entrado no salão, começaram a
adormecer e toda a corte com eles. Assim, dormiram também os cavalos no
estábulo, o cachorro no pátio, as pombas sobre o telhado, as moscas na parede,
também o fogo que tremulava no fogão, silenciou e adormeceu; e a carne parou de
assar; e o cozinheiro, que queria puxar pelos cabelos o ajudante que havia se
enganado, largou-o e dormiu. E o vento diminuiu, e das árvores em frente ao
castelos, nem uma folhinha mais se moveu. (GRIMM)

Toda a corte foi lançada no mesmo sono; e todas as fogueiras ficaram mais fracas e
se apagaram; mas as Silmarils que estavam na coroa de Morgoth refulgiram de
repente com o brilho de uma chama branca. E o fardo daquela coroa e das pedras
preciosas fez pender sua cabeça, como se o mundo estivesse nela engastado,
sobrecarregado com o peso da preocupação, do medo e do desejo, que nem mesmo
a vontade de Morgoth poderia sustentar. Lúthien, então, apanhando seu manto
alado, saltou para o ar, e sua voz caía em gotas como a chuva em lagoas profundas
e escuras. Ela passou o manto pelos olhos de Morgoth e o fez ter um sonho, escuro
como o Vazio de Fora, onde no passado ele vagara sozinho. De súbito, ele caiu
como uma colina deslizando em avalanche e desmoronou como o trovão em cima
do trono, jazendo de bruços no piso do inferno. A coroa de ferro rolou de sua
cabeça, ruidosa. Tudo o mais estava imóvel. (p. 228)

• Tema da busca: prova de merecimento.


• A união de Beren e Lúthien pode ser entendida como a união do homem com a natureza.
• Entrelaçamento de gêneros: do mitológico ao comum, político.
• Forte caráter simbólico.
• Metamorfoses: contrastes aparência e essência.

5. Amor
• O amor é representado como o contrário do mal;
• Mal é valorização do eu, vontade de possuir e dominar o outro; Amor é o contrário, vontade
de doação, entrega.
• Não é uma história de conquista amorosa;
• A prova de Beren se deve a exigências externas (Thingol), Lúthien não precisa de provas.
• A mulher exerce um papel dominante, por vezes maternal.
• A relação é pouco sexualizada.

6. Libertação do cativeiro
• Qual cativeiro?
• Lúthien é presa duas vezes: Thingol e Celegorm;
• Beren é preso por Sauron, junto com Finrod;
• Sauron, aprisionador: “lobisomens, feras cruéis possuídas por espíritos apavorantes
que ele havia aprisionado nesses corpos”
• Beren está preso pelo juramento feito a Thingol;
• Celegorm e Curufin estão presos ao juramento de Fëanor;
• Huan está preso ao destino;
• Lúthien enfrenta o cativeiro da imortalidade, e se liberta.