Você está na página 1de 6

AT CONTRA TAPE READING

Postado em: 17/07/2014 por: Roger Batté — 14 Comentários ↓

Um mês atrás , iniciou se neste blog uma discussão inflamada sobre as vantagens
de se operar pelo tape reading no lugar de operar pelos gráficos. Como era um
assunto que me interessava desde muito tempo decidi ir mais a fundo…Já vou avisar
que não cheguei a uma conclusão muito nítida sobre como operar o mini índice ou
mesmo o mini dólar pelo tape reading .Operar ações tudo bem , mas operar futuros
eu ainda não sei …

Porém devo reconhecer que descobri muita coisa tentando desvendar este segredo.
O fato é que tentei operar o mini pelo tape reading e não consegui .Foram 30 dias
de trades negativos sem esperança de ver a luz no fim do túnel .Tentei operar o mini
dólar :outra derrota …mas fui informado que justamente operei o dólar no período
errado …hummmmm

Portanto voltei a operar pelos gráficos , mas me apoiando em informações do book ,


time and trades e saldos das operadoras …ajuda bastante .

Porém o que eu queria dizer é o seguinte : a argumentação principal dos pro TR


contra a AT é que os preços não se movimentam devido a algum critério técnico mas
sim por critérios aleatórios que nunca se repetem …isto é verdade…mas no meu ponto
de vista a AT não diz que os preços se movimentam por causa de tal ou tal fator
técnico , mas sim que da para enxergar mudanças na evolução dos preços utilizando
critérios gráficos .

Ou seja , um operador que usa o TR ira dizer que devido a uma agressão muito forte
e consistente do lado da venda por compradores os preços estão subindo. Ai daria
para entrar na compra ate esta agressão cessar …muito bem. Mas antes de entrar
TEM que constatar a agressão e sua consistência. Não vale usar o fato que é tal ou
tal corretora ou banco que esta agredindo, porque esta informação só é valida aqui
no Brasil e em determinados mercados e ainda limitado a alguns ativos específicos.
Em mercado mais líquidos como nos USA ou na Europa esta informação não vale
nada …

Portanto, um trader do TR somente ira entrar se seu ativo esta sendo agredido de
maneira consistente numa determinada direção. Igual a quem opera pelos gráficos
!!!Um operador pela AT só deve entrar quando um candle ou um conjunto de candles
esta lhe informando que o preço acaba de virar para cima ou para baixo e que agora
é a hora de comprar ou vender. Os gráficos não tem como propósito de prever o
futuro mas de ler o presente. Quem usa AT para futurologia esta fadado ao fracasso
e é talvez por causa disto que alguns que operam pelo TR denigrem tão facilmente a
AT …simplesmente porque nunca a entenderam …

Eu não vejo atualmente vantagem em abandonar a AT para operar pelo TR …pelo


menos ate agora e ate que alguém me demonstre o contrario … Mas vou continuar a
aprofundar o assunto ate chegar a uma conclusão clara …

Este post foi publicado em: Técnica por: Roger Batté. Arquivado em: Link permanente.
14 Replies to “AT CONTRA TAPE READING”

1. Ruiter Junior 17/07/2014 às 11:57

Parabens Roger pelo seu esforço e por compartilhar com todos nós!

Responder ↓

1. Roger Batte 17/07/2014 às 12:42

obrigado…

Responder ↓

2. DeAvellar10 18/07/2014 às 0:06

Compartilho o mesmo mindset, Roger

Responder ↓

3. Fábio Silva 18/07/2014 às 1:54

Roger, Continue assim. e posta suas analises e resultados nos ajuda bastante

Responder ↓

4. caredan 19/02/2015 às 14:26

Talvez TR funcionasse se não houvesse por parte dos Market Makers um esforço enorme apoiado
pela moderna tecnologia digital em encobrir suas intenções.

Nem mesmo os "grandes" tem qualquer expectativa a médio e longo prazo.

Tal e qual um barco sem motor nem velas, estamos à deriva, à mercê de tempestades, bonanças e
marés.
A confiança no futuro é zero.

Responder ↓

5. Flavio 27/01/2016 às 19:52

TAPE READING NÃO FUNCIONA!!!


Deixei meu comentário no you tube:

https://www.youtube.com/channel/UCZx0aQsz2FO9hMbanD0OxEA

Responder ↓

1. Danilo Lim 10/04/2016 às 20:49

Olá galera! Eu tenho colegas que estão escolhendo o momento de comprar/vender através
de AT. No momento estou estudando tape reading e vejo que estou mais confortável tanto
para encontrar o momento de entrar numa operação quanto para sair, seja com ganhos ou
perdas. Eu acho que é muito uma questão pessoal, se você tem um setup vencedor na AT,
continue. Existem muitos traders grafistas profisionais, embora a maioria dos profissionais
no mercado financeiro use TR para determinar o momento de entrar/sair de uma operação.

Responder ↓

1. Roger B. Batte Resposta do autor11/04/2016 às 9:05

é isto mesmo …não há verdade absoluta …depende de cada um …

Responder ↓

6. Andre de Souza 23/01/2017 às 2:04

Desculpa amigao… mas o fato de alguem nao se adaptar a determinada estrategia nao quer dizer
que ela nao funcione..

Mas de qualquer forma o artigo e um bom servico pra aqueles que nao tem tendencia e apetite pra
operar e entender a dinamica de TP. E preferivel que fiquem em AT somente e protejam suas
economias..

Abraco

Responder ↓

1. Roger Batté Resposta do autor23/01/2017 às 7:18

André. este post foi escrito numa época onde o Brasil inteiro se empolgava com o TR devido
á propaganda maciça feita pela Scalper Trader e onde se dizia que quem utilizava AT era
estupido, não sabia que era operar e que o TR vinha para resolver isto. Meu artigo vinha
portanto dizer que não era bem assim. Mas em todos os outros artigos onde tratei diretamente
ou indiretamente do TR eu falei claramente que para mim não havia diferença entre AT e
TR em seus resultados , que as duas metodologia funcionavam tanto uma como outra mas
que a meu ver o TR leva a custos mais elevados e mais facilmente a situações de “sobre
trading”. O fato é que a propaganda da ST para mim foi enganosa e continua sendo atacando
a AT como faz para vender seus cursos.

Responder ↓

7. Carlos Rossato 18/02/2017 às 17:42

Eu sou grafista desde 2008 e meus traders são consistentes, já no intraday, tela de 1m e 5m, existem
muitos ruídos no qual reduz bem essa taxa de acertos. Tenho treinado TP a 2 anos, somente agora
dominei a leitura e ainda estou aprendendo muito, digamos que com ele eliminei outras
probabilidades aleatórias de LOSS no intraday e parei até de usar analise gráfica, pois já me
acostumei com a leitura de fluxo, alias o gráfico é importante, mas é muito mais importante para
Swing trader, pois é impossível faze-lo com TP. Indicadores funcionam, mas em tempos de 1min e
5min é tenso. Dizer que Ondas de Elliot é moda, Agulhadas do didi e outros é o mesmo que dizer
que analise gráfica não funciona, já que utilizam da leitura gráfica. Existem indicadores ótimos para
daytrader em tempos de 15m em diante, que realizam a tarefa automática de eliminar certas
probabilidades de erros. Nenhum indicador é absoluto, servem como formas de se identificar
oportunidades que não devem ser observadas isoladamente. Hoje posso afirmar que TP exige muito
mais que apenas um cursinho e outro, exige experiencia de mercado e ter contato com muitos traders
de todo tipo.

Responder ↓

1. Roger Batté Resposta do autor19/02/2017 às 16:20

bem colocado…

Responder ↓

8. Carlos Rossato 19/02/2017 às 11:42

Sobre robôs, como programador, tenho certa opinião formada. Homens falham, maquinas são feitas
por homens, maquinas carregam falhas dos homens.

Maquinas são melhores que homens mas, homens com uma maquina são ainda melhores.

Responder ↓

9. Luiz Salim 04/01/2018 às 9:09

Queria fazer um comentário em termos práticos. O mercado é competição. E quando você tem uma
competição dentro da competição, o que isso quer dizer? Quer dizer que além do mercado como um
oponente, você tem outros oponentes que precisa que vencer. É a demonstração de que a sua técnica
de combate é realmente a técnica dos deuses. Pois bem, porque estou falando disso? Você conhece
o World Cup Championships? E´o campeonato mundial de traders. É um campeonato patrocinado
pela Bolsa de Chigado. Reune traders do mundo inteiro. Quase nenhum do Brasil. E porque? Porque
no Brasil quase ninguém fala de mercado financeiro e quando fala você tem que separar o joio do
trigo, quando existe muito mais joio do que trigo. O mercado brasileiro está cheio de professores
que sinceramente eu até duvido que operem. Voltando….Se você pegar todos os campeões verá que
nenhum deles utiliza o Tape Reading. Nenhum deles é day trader ou scalper. Todos, fazem no
mínimo swing trade. E porque será? A resposta é simples. Quando você tem um certo montante de
capital, fica impossível operar scalping ou day trading, porque você no final acaba deslocando o
preço e se o seu ativo não costuma sofrer uma variação razoavel de forma que você tenha um preço
de venda que permita você fechar lucros em função do seu preço de compra, o seu cardiologista vai
gastar folhas e folhas do seu eletrocardiograma. Se você for operar grandes quantias como scalper
no dólar ou no índice, que são ativos onde existem muita briga, o preço se desloca de um lado para
o outro como se fosse um átomo em um ambiente pressurizado, seu psicológico com certeza irá ralo
abaixo. Isso não acontece no swing. No swing você irá alocar a quantia de dinheiro que você quiser,
é claro, levando em conta a liquidez, tipo de ativo, essas ladainhas que quem opera já conhece.

Voltando ao World Cup Championships – Muitos “gurus”, “analistas técnicos”, falam das médias
móveis com um certo desprezo. Parece que o que impressiona é realmente ter um setup dos mais
complicados. Acho que dá um certo ar de inteligência ao cara. Pois bem. O maior campeão de todos
os tempos no World Cup Championships foi o Larry Williams (em 1987) com uma performance de
11.376% ao ano!!!! Isso mesmo! O Cara teve uma performance na Bolsa de Chigado de 11.376%
em um ano! Isso é possível? Claro que é, Oliver Velez que utiliza análise técnica quando esteve no
Brasil, operou no Bovespa e teve uma performance de 140% em um mês! Ele opera 20 minutos por
dia! Larry Williams utilizou um setup que tinha como base uma média móvel de 9 períodos. Depois
dele, NINGUÉM, mas NINGUÉM mesmo, repetiu o feito. Ninguém mais, conseguiu pelo menos
uma performance de 2.000% ao ano. O pessoal do Tape Reading diz que a usar uma média móvel
por exemplo é olhar o mercado pelo retrovisor. Olhar o mercado pelo retrovisor fez tão bem ao
Larry Williams que dez anos depois (1997) a sua filha – Michelle Williams – foi a campeão desse
campeonato com uma performance de 1.000% ao ano, operando Futuros na Bolsa de Chicago!

Outra questão: os robôs. Os professores de Tape Reading dizem que operar robôs com Análise
Tecnica (e não inteligência artificial) é o pior tipo de robô que existe. Me parece que quando eles
falam disso se referem que é pior do que operar Análise Técnica por você mesmo! Pois bem, nesse
mesmo campeonato, em 2006, Kevin Davey (que possui um ótimo livro para quem quer aprender a
construir um algo trading) foi o primeiro lugar com uma performance de 107% ao ano!

Outra questão: Tape Reading não permite você operar swing e não permite que você opere FOREX.

Aí, os professores de TR irão dizer que em função dos Dealers, o FOREX é um mercado ruim, etc
e tal. Se o Forex é ruim, imagine o Bitcoin que rendeu nesse último ano 9.000%! Pois bem, a Análise
Técnica permite você operar qualquer mercado! E o que isso quer dizer? Quer dizer que a Análise
Técnica é versátil. Ela não está restrita a um tipo de gráfico (gráfico por pontos, time frame, etc) ,
alías, quem utiliza gráfico por pontos acha que o mercado não leva o tempo em consideração. Como
não? Em que base os robôs dos market makers são programados? Além de ordens, volume, etc, o
tempo também é levado em conta. E levando em conta que eles, os market makers e os
“especialistas” (mais especificamente no mercado americano) são os DONOS DO PEDAÇO, o
tempo é algo importante sim! Enfim, a Análise Técnica é uma técnica universal. Mas concluindo
sobre o FOREX eu deixaria a palavra com o Sr. Nicolas Pareschi que é o atual campeão da 2017
World Cup Championship of Forex Trading. Isso mesmo! Um brasileiro consagrado no último 29
de dezembro, campeão com uma performance de 100,3% ao ano! Ele é que dirá se vale a pena
operar AT e Forex ao mesmo tempo. Vale dizer que o segundo lugar teve uma performance de
40,7%. Nicolas deu uma poeira em todos os traders competidores mundias no mercado de FOREX.
Viva esse brasileiro!!!!!
Concluindo. Você quando vai para o mercado você está indo para uma arena de lutadores. Quanto
mais técnica você souber melhor. Então é como se fosse o MMA, 90% das lutas se desenrola no
chão, então, porque não aprender imobilizações e judo? Mas, você terá grande probabilidade de
ganhar com um belo nocaute de direita ou de esquerda ou uma voadora excepcional! Porque não
aprender boxe e juijitsu?

No mercado é igual. Nem todo dia é dia de swing. Então, vamos fazer day trading. Talvez seja
melhor fazer scalper. Então é bom que você domine AT, Price Action, Market Profile (Auction
Market Theory), Operar Suportes e Resistências, Candlesticks (a mais velha de todas as técnicas e
que ainda funciona – tem 400 anos! Os japoneses são incríveis nisso!). O mercado nos ensina a ser
flexíveis e versáteis!

O mais importante de tudo é possuir a mentalidade de trader. O tal mind-set. Ser trader sem antes
conhecer o Mark Douglas fica difícil! E porque? Porque o trading é um jogo mental. 85% por cento
do trading é psicologia. 10% do trading é gerenciamento de risco e dimensionamento de capital.

Vou lhe dizer uma coisa, se você tiver um bom gerenciamento de risco e jogar a moedinha prá cima
e se der “cara” você entra comprado e se der “coroa” você entra vendido, mais uma vez, se tiver um
bom gerenciamento de risco – você irá ganhar dinheiro no mercado. Certo que não terá um índice
de acerto de 80%, mas irá ganhar! Eu sei, porque eu já fiz isso!

Apenas 5% ou MENOS, do trading é o método! Não importa se é AT, Price Action, etc. Você
deveria treinar mais como se comportar e proceder frente ao caos do mercado. Você deve entender
que no mercado o preço se desloca a base de pontapés, chutes e muitos socos. Então é bom você ter
a psicologia de como irá proceder nesse furdunço…rs. Um lutador campeão, muito da sua base está
a psicologia!

Leia os livros americanos sobre Psicologia do Mercado. Você verá que existem bons livros e o
assunto não é pequeno, alguns chegam a ter mais de 150 páginas para você se aprimorar!