Você está na página 1de 25

As Escrituras cristãs

Menu:

Apocalipse e outros
escritos apocalípticos
Este livro é chamado às vezes "O Apocalipse de São João o Divino""A Revelação de Jesus
Cristo""A Revelação""O Apocalipse""O Apocalipse de São João, Ou "O Apocalipse de
João. "É o último livro da Bíblia cristã (Novo Testamento) e, portanto, conclui a Bíblia. O
título grego do livro traduz como"Apocalipse de João."A palavra grega"apokalypsis, "Da
qual a palavra em Inglês apocalipse derivou, significa "revelação, revelação ou
desvelamento."

As opiniões divergem sobre a importância deste livro:

Muitos cristãos liberais e progressistas salientar que escritos apocalípticos judaicos


eram bastante comuns durante o primeiro século BCE e CE, E sempre se referia a uma
mudança maciça iminente ocorrer em futuro muito próximo do autor. Tais cristãos muitas
vezes interpretam as profecias do Apocalipse para se referir apenas ao mundo durante o
século 1 EC tarde e início do século 2.

Muitos conservadores indivíduos e grupos cristãos ter usado o conteúdo deste livro
para prever uma ampla gama de datas para o fim do mundo em seu futuro. Até agora, eles
têm um fator em comum: nenhum se tornaram realidade

Os escritos apocalípticos do
Escrituras hebraicas e cristãs
Sobre escritos apocalípticos:

"Apocalipse"É o último livro da Bíblia cristã. Ele descreve um próximo período de grande
perigo, a destruição e a transição.

"O apocalipse ... usou uma linguagem simbólica ou alegórica para transmitir a mensagem
sobre o fim iminente...apocalipses cristãos são completamente assustadores para os castigos
sádicos infligidos aos habitantes do inferno, para as invenções de extrema tortura e
desmembramento. As descrições do Céu são um pouco menos impressionante, com fotos
dos funcionários anjo no Céu, cantando hinos de louvor eterno ao Senhor cujo rosto é
demasiado brilhante para ser percebido." 1
A literatura apocalíptica foi encontrada em todo o Oriente Médio. Os primeiros exemplos
deste tema é encontrada nos escritos antigos da Babilônia e da Pérsia. De acordo com o
teólogo e escritor Tom Harpur,

"Orientalista britânico Gerald Massey escreveu que a própria Revelação ... é realmente uma
versão cristã do apocalipse Mithraico Yasht Bahman ". Massey afirma que o último tem o
mesmo drama arrastado como em Apocalipse e que todos os antigos livros sagrados persas
referem-se às escrituras originais como apocalipses ". 2

A literatura apocalíptica, normalmente inclui uma série de conceitos:

O tempo é dividido em duas eras:


a idade atual, é governado por Satanás e seus demônios
a idade para entrar vai ser governado por Deus.
a transição irá ocorrer muito rapidamente
ao final da presente época vai acontecer no futuro muito próximo
a transição irá incluir guerras, pestes, fome, terremotos e outros desastres naturais
A ressurreição geral dos mortos.
Uma decisão final.
partidários de Satanás serão aniquilados.
partidários de Deus entrarão em um período de paz e felicidade.

As primeiras sugestões de um apocalipse dentro das Escrituras Hebraicas (Antigo


Testamento) é encontrado nos livros de Isaías, Jeremias, Amós, eMica. Eles discutiram os
próximos "dia do Senhor. "Dezenas de livros apocalípticos apareceu durante o período de
165 BCE para a destruição do templo de Jerusalém em 70 dC. Um exemplo bem conhecido
é o "Guerra Vã " Encontrado entre os Pergaminhos do Mar Morto e, provavelmente,
escritos pelos essênios. Outro exemplo é preservada nas Escrituras Hebraicas como o livro
de Daniel.

Antigo Testamento Literatura Apocalíptica: O Livro de Daniel

Os capítulos 1-6 descrevem interpretação de Daniel do sonho do rei Nabucodonosor, a


tentativa de execução de três amigos de Daniel na fornalha ardente; a escrita na parede do
hall do banquete do rei Belsazar, a sobrevivência de Daniel na cova dos leões, e o banquete
de Belsazar.

Os capítulos 7-12 descrevem uma série de visões que ele teve: um sonho de cerca de 4
animais (um leão com asas de águia, urso, leopardo e uma fera terrível), uma visão de um
carneiro e de cabra, uma oração de confissão e confiança em Deus, e uma visão importante
do futuro de Israel, levando ao fim da época.

Crenças divergem sobre a interpretação de Daniel:

Os cristãos conservadores geralmente acreditam que Daniel foi capturado pelos


babilônios por volta de 605 aC, passou o resto de sua vida na Babilônia, e escreveu o
livro por volta de 540 aC. Muito conservador profecia cristã sobre a segunda vinda de
Cristo se baseia este livro em particular sobre o sonho do rei Nabucodonosor, e sonho de
Daniel, de 4 de animais. Os quatro impérios em ambos os sonhos se referem aos impérios
da Babilônia(Leão com asas), Medo-Pérsia(Urso), Grécia(Leopardo) e Roma(Besta). O
Império Romano existiu em duas partes. O primeiro é o Império Romano Ocidental que,
desde então, desapareceu de cena. A segunda fase foi o Império Romano Oriental em
Constântinopla depois da queda de Roma. Quando nos aproximamos do ano 2000 CE,
muitos sermões por cristãos conservadores interpretaram o livro de Daniel como prever o
fim do mundo como nós o conhecemos, num futuro muito próximo. Ele não veio a
acontecer. Este livro é um dos livros mais importantes nas Escrituras Hebraicas para os
cristãos evangélicos, ao lado de Gênesis.

Os cristãos liberais geralmente acreditam que o livro de Daniel foi escrito por uma
pessoa desconhecida circa 169 aC. Foi baseado em histórias transmitidas oralmente,
provavelmente desde o tempo do exílio na Babilônia até o século 2 aC. Os quatro
animais no sonho de Daniel (capítulo 7) referem-se a 4 civilizações antigas:
O leão / visão da águia é uma mistura de animal terrestre mais poderosa e o pássaro
mais poderoso, que representava o Neo-Babilônico império do Rei Nabucodonosor.
O urso representa o Império Mediano-Persa.
O leopardo simboliza o Império Grego.
A besta representa o terrível Império Romano Ocidental e Oriental.

Como o livro foi escrito depois da ascensão do império final, o autor teve a vantagem da
retrospectiva, o livro é uma história de acontecimentos passados, não profecia do futuro.

Mais detalhes sobre o Livro de Daniel está localizado em outras partes deste site.

Nova Era Testamento Literatura Apocalíptica:

breves passagens que refletem temas apocalípticos são encontradas em:

Marcos 13, Às vezes chamado de Little Apocalypse. É também chamado de Olivet


Profecia, Porque foi entregue no Monte das Oliveiras, perto de Jerusalém. Jesus descreve
a destruição do Templo de Jerusalém em 70 dC, cerca de 40 anos no futuro. Isso era para
ser precedidos por muitos sinais: a falsa chegada do messias, guerras e rumores de
guerras. Os discípulos serão perseguidos, Jerusalém será devastada, um sacrilégio
desolador será criada no templo, falsos messias e profetas vão fazer milagres, o sol
escurecerá, a lua não brilhará, os céus se abalarão. Jesus voltará à Terra com os seus
anjos para recolher os fiéis. O céu e a terra desaparecerão. O autor de Marcos adverte
seus seguidores que estar alerta, porque vai acontecer com elas sem aviso prévio dentro
de suas vidas. Embora esta seja apresentada como uma seqüência contínua de eventos, os
cristãos conservadores acreditam que a primeira parte da profecia diz respeito à
destruição de Jerusalém em 70 dC, enquanto o restante refere-se a segunda vinda de
Jesus em nosso futuro. Este material é em paralelo Mateus 24, Lucas 17:22-37E Lucas
21.
1 Coríntios 15,20-28: Essa passagem descreve a ressurreição, o retorno de Jesus e
colocando todos os seus inimigos "debaixo de seus pés".

2 Coríntios 5:1-3: Contém uma referência para a destruição do mundo.

1 Tessalonicenses 4:15-18: Contém uma descrição do arrebatamento, quando Jesus vai


voltar para a terra e os fiéis vão subir através do ar para encontrá-lo no céu.

2 Tessalonicenses 2:1-12: Descreve como o "dia do Senhor"Virá depois do"homem da


iniqüidade"Se revela e se estabelece no templo. Jesus voltará e os ímpios serão
destruídos.

Muitos outros escritos apocalípticos cristãos que sobreviveram, incluindo a Ascensão de


Isaías, Apocalipse de Pedro, Apocalipse de Paulo, Apocalipse de Tomé, e Sibyllines
cristã. Apesar de terem sido muito utilizados entre as muitas versões concorrentes do
cristianismo durante os primeiros séculos dC, eles não fizeram isso no cânone oficial.

Apocalipse apresenta as previsões mais apocalípticas sobre o futuro do que qualquer outro
livro na Bíblia. Finalmente, foi aceito no cânone oficial, mas só depois de quatro séculos de
controvérsia "sobre sua autenticidade". 2

Referências:

1. C.M. Laymon: "Comentário A Intérprete de um volume sobre a Bíblia"Abingdon


Press, Nashville, TN (1991).
2. Tom Harpur "América obcecado com apocalipse futuro ", O Toronto Star, 2003-
outubro-5, página F7.

Entendimento Apocalipse.
Os tópicos abordados. Jesus em
Apocalipse.
Entendendo o Apocalipse:

Um teólogo cristão evangélico, P.N. Benware, descreve três abordagens que os teólogos
têm usado para entender a revelação:

abordagem alegóricaOs eventos de Apocalipse não vai acontecer literalmente. Eles


devem ser interpretados figurativa e simbolicamente. Esta abordagem leva a uma grande
variedade de cenários de conflito.

Abordagem histórica: A maioria dos eventos do Apocalipse já aconteceram, talvez


durante a perseguição dos cristãos durante o reinado do imperador Nero ou Domiciano
antes do cristianismo vir a ser tolerado no início do 4ª século CE.

abordagem futurista: Este é o método utilizado por quase todos os outros


fundamentalistas e cristãos evangélicos. Os eventos do Apocalipse ainda não
aconteceram, mas estão previstos para o nosso futuro muito próximo. O fim dos tempos
que vão se desdobrando exatamente como especificado quando o mundo como nós o
conhecemos chega ao fim. 1

A esta lista, uma outras opções se apresentam:

impulsionador de moral: O livro foi escrito numa época de perseguições intermitente


dos cristãos pelo Império Romano. Seu objetivo pode ter sido simplesmente para
encorajar os cristãos nesse momento difícil. É típico dos escritos apocalípticos comum
entre os escritores judeus durante o primeiro século BCE e ambos os escritores judeus e
cristãos durante o primeiro século CE. De acordo com James Kelhoffer, professor
assistente de estudos teológicos na Universidade de Saint Louis:

"Muitas pessoas que têm interpretado a rica simbologia e mitologia [Apocalipse] leu para
ela, para refletir sobre um cataclismo mundial dentro da sua vida. Ele não entenderam que
muitos dos antigos profetas judeus e cristãos sempre falavam de Apocalipses no seu próprio
tempo, não vários séculos no futuro. 2

Sem sentido: O livro é composto de visões vividas pelo autor. Eles poderiam ter sido
baseados em um ou mais pesadelos que o autor experimentou. Eles poderiam ter sido
induzido pela ingestão de material alucinógenos (cogumelos, cactos, e certos tipos de
plantas como a Datura. Etc) Eles poderiam ter sido induzido durante um estado de êxtase
espiritual. Em outras palavras, a escrita pode ser desprovida de qualquer profecia válida.
Pode ser tão ficcional e sem sentido, como as imagens da freira anti-semita, St. Anne
Catherine Emmerich (1774-1824), cujas visões formadas como uma parte importante do
filme" A Paixão de Cristo".

Tópicos em Apocalipse:

O livro descreve uma série de "eventos finais que acontecerão durante o Dia do Senhor".

P.N. Benware, em seu "Estudo do Novo Testamento", inclui:

a ascensão do Anticristo como um ditador mundial.


um período de 40 meses de relativa paz.
um período de 40meses de horrenda tribulação.
terríveis juízos de Deus sobre os partidários do Anticristo.
as bodas do Cordeiro (Jesus) e sua noiva (a igreja cristã). Presumivelmente, o
arrebatamento terá acontecido nessa época: os fiéis cristãos que morreram serão
ressuscitados, levantam de seus túmulos e ascender ao céu.
a segunda vinda de Jesus.
a batalha do Armagedom.
o reino do milênio é estabelecido na terra.
castigo final de Satanás.
destruição do velho céu e da terra.
incrédulos serão lançados no fogo eterno.
Deus cria um novo céu e terra. 1

Não estão incluídos neste levantamento, e faltando todos os sermões que ouvi sobre este
tópico, é uma referência ao Apocalipse 14:10. Ele descreve como os habitantes do inferno
serão torturados na presença de Jesus. A passagem é ambígua e não diz se Jesus é apenas
observando passivamente a tortura, ou está supervisionando-lo.

Jesus Apocalipse:
Os cristãos conservadores e seu ponto de vista: Desde Apocalipse e os restantes livros
da Bíblia são inspirados por Deus e livres de erros, Então Cristo é descrito com precisão
no livro, assim como ele está em outro lugar na Bíblia. No entanto, o livro é cheio de
simbolismo. Isso exige uma atenção cuidadosa para separar as profecias de eventos
futuros Apocalipse passagens simbólicas.

Os cristãos liberais ponto de vista: O autor da Apocalipse não afirmam ter conhecido
Jesus durante seu ministério terrestre. Ele é muito vaga sobre os apóstolos.

Ele parece não ter consciência do lugar onde Jesus foi executado. Em Apocalipse 11:8-9 o
autor escreveu:

"E jazerão os seus corpos na praça da grande cidade que espiritualmente se chama Sodoma
e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado."

Algumas traduções utilizam "em sentido figurado" em lugar de "Espiritualmente". Teólogo


e escritor Tom Harpur especula que: "... a crucificação era na realidade uma operação
espiritual e não enraizada em qualquer lugar histórico que seja. Toda a história é
simbólica. "

Harpur acredita:

"... Que o Cristo do Apocalipse não é o 'Jesus pessoal "dos Evangelhos, mas uma
inteligência cósmica e de princípios. Ele é o Cristo espiritual da mística paulina."

Harpur observa que:

"Apocalipse 01:13 descreve o Cristo como uma figura andrógina com 'paparazzi' ou seios
femininos. Claramente, isso não tem nada a ver com o Jesus histórico ou quaisquer eventos
que acontecerão neste planeta. "
Harpur é, aparentemente, citando a King James Version do Apocalipse. Outras versões
traduzem o grego diferente. A Nova Versão Internacional, por exemplo, refere-se
simplesmente a Jesus ter "um cinto de ouro em volta do peito." 3

As referências utilizadas e os comentários:

As seguintes fontes de informação foram usados para preparar e atualizar a descrição


acima. As hiperligações não são, necessariamente, ainda ativo hoje.

1. P.N. Benware, "Pesquisa sobre o Novo Testamento," Chicago Press Moody IL


(1990)
2. Jen Gerson, "Hoje, o número está acima," The Toronto Star, 2006-junho-06, página
C1.
3. Tom Harpur, "América obcecado com apocalipse futuro," The Toronto Star, de
2003-outubro-5, página F7.

Quem foi o autor do Apocalipse?

Quem escreveu o Apocalipse?


Crenças dos primeiros escritores cristãos:

O texto do Apocalipse 01:04 identifica o autor como simplesmente "João, "Um nome
muito comum na Palestina do século 1 CE. Em Apocalipse 1:9, ele disse que estava em
Patmos, uma colônia penal do Império Romano.

Um certo número de padres da Igreja antiga, nomeadamente Irineu, acreditam que o


autor do Apocalipse foi também o autor do Evangelho de João, e as epístolas de João
1,2 e 3. Irineu mencionou que o apóstolo João recebeu as visões do Apocalipse, perto
da fim do governo de Domiciano. Isso seria cerca de 95 DC. Justino Mártir cerca de
150 DC associou o autor com o apóstolo João. 1 Outros líderes do movimento cristão
primitivo que apoiaram essa crença foi Clemente de Alexandria, Cipriano, Hipólito e
Tertuliano. 2

Alguns pais da antiga Igreja negaram que o autor de João também escreveu o
Apocalipse. Eles incluíram João Crisóstomo, Cirilo de Jerusalém, Denis de Alexandria,
Eusébio de Cesaréia, e Gregório Nazianzeno. 2 Por exemplo, Eusébio escreveu do
Apocalipse:

"As frases em si também ajudam a diferenciar entre o Evangelho e Epístola [s de João],


por um lado e do livro do Apocalipse, por outro. Os dois primeiros estão escritos sem
erros, não só no grego, mas também com muita habilidade com relação à lógica,
vocabulário e coerência de significado. Você não vai encontrar nenhuma expressão
bárbara, falha gramatical, ou a expressão vulgar neles. ... Eu não nego que o autor tinha
outras revelações ... mas eu noto que, em nem a linguagem nem no estilo que ele
escreve grego precisa. Ele faz uso de expressões bárbaras e às vezes é mesmo culpado
de erro gramatical ... Eu não digo isso a fim de acusá-lo (longe disso), mas
simplesmente para demonstrar que os dois livros não são em tudo semelhantes. " 3
A crença em uma autoria comum entre o Apocalipse e do Evangelho de João foi
contestada por muitos hereges cristãos no final do século 2 e por muitos líderes cristãos
ortodoxos, no início do século 3. Mas a crença prevaleceu na igreja primitiva. Se assim
não fosse, a revelação não poderia ter feito isso no cânone oficial. A autoria apostólica
foi um fator importante nas decisões de quais livros deveriam ser aceitos no cânone.

Da análise do próprio texto:

Bíblico ponto estudiosos detectaram muitas diferenças no estilo, vocabulário e teologia


entre o Apocalipse e do Evangelho de João.

Tom Harpur descreve o estilo grego "bárbaro"- Bem diferente do grego polido no
Evangelho de João. 4

Martin Lutero sentiu que as mensagens em Apocalipse contradizem muito do conteúdo


do Evangelho de João e os Evangelhos sinópticos. Ele relegou o livro a um apêndice
em sua tradução alemã da Bíblia.

Por individuais denominações cristãs:

Conservador protestantes geralmente acreditam que o Apocalipse, o Evangelho de


João, 1 João, 2 João 3 João e foram escritos por João, o discípulo amado de Jesus.

A Igreja Católica Romana ensina que:

"... Não são definitivos afinidades lingüísticas e teológicas entre os dois livros
[Apocalipse e do Evangelho de João]. O tom das cartas às sete igrejas [Apocalipse 1:04 -
3:33] ... é um indicativo da grande autoridade, o autor gozava sobre as comunidades
cristãs da Ásia. É possível, portanto, que ele era um discípulo do apóstolo João, que é
tradicionalmente associada a essa parte do mundo. " 4

Liberal / cristãos progressistas:


Note que, se o Apóstolo João nasceu em aproximadamente o mesmo tempo que Jesus
era - 4-7 aC -, então ele teria sido de cerca de 100 anos de idade por volta de 95 dC,
quando o Apocalipse foi escrito. Alcançar essa idade teria sido uma realização mais
incomum durante uma época e em um local onde a esperança média de vida era de
aproximadamente 30 anos.

Geralmente conclui-se que o Apocalipse foi escrito por um autor desconhecido -


talvez um judeu cristão cuja primeira língua era o aramaico, perto do final do
primeiro século dC.

Alguns têm notado que grandes porções do texto parecem ter sido adaptados de um
livro anterior judeu chamado apocalipse Mithraico "Yasht Bahman. 5

As referências utilizadas, e os comentários:

As seguintes fontes de informação foram usados para preparar e atualizar a descrição


acima. As hiperligações não são, necessariamente, ainda ativo hoje.

1. S. Gilmour MacLean, "O Apocalipse de João"Ensaio em Laymon CM:"


Comentário A Intérprete de um volume sobre a Bíblia ", Abingdon Press, Nashville,
TN (1991)
2. "O Livro do Apocalipse: Introdução," A Bíblia New American, Editora Católica do
Livro, (1970) página 386.
3. Eusébio, "História Eclesiástica", 7.25.
4. "Apocalipse: Introdução," Estados Unidos da Conferência dos Bispos Católicos,
em: http://www.usccb.org/
5. Tom Harpur, "América obcecado com apocalipse futuro," The Toronto Star, de
2003-outubro-5, página F7.

Interpretando o Apocalipse
O que significa Apocalipse?
Conservador protestantes geralmente acreditam na inerrância da Bíblia e seguem a
abordagem futurista. Muitos seguem as teorias de John Nelson Darby (1801-1882) que é
considerado como o pai do dispensacionalismo moderno. Ele introduziu o conceito do
secreto Arrebatamento - Para que Deus remova indivíduos salvos da terra sem aviso
prévio. Dispensacionalistas acreditam que o tempo do fim é muito próximo, muitos
acreditam que isso vai acontecer durante a sua vida. Eles consideram o livro do
Apocalipse como um dos mais importantes em toda a Bíblia, porque descreve o que vai
acontecer em nosso futuro muito próximo. Eles acreditam que os elementos do fim dos
tempos (tribulação, arrebatamento, milênio Armageddon, e) ocorrerá exatamente
conforme especificado. No entanto, existem muitas teorias contraditórias sobre a ordem
dos acontecimentos: O pré-milenismo histórico, pré-milenismo dispensacionalista e
Amilenismo as três teorias mutuamente exclusivas da seqüência dos acontecimentos do
tempo.

Os cristãos liberais freqüentemente seguem uma interpretação histórica do livro. Uma


fonte conclui que a escrita do Apocalipse foi motivada pela perseguição dos cristãos pelo
governo romano. 2 Os romanos tinham reavivado a exigência de que todos deviam adorar
o imperador como um deus vivo. Esta prática foi restabelecida pelo Imperador
Domiciano perto do fim do seu reinado, durante o início dos anos 90 DC. Assim, o livro
do Apocalipse é suposto para ter sido escrito por volta dessa altura. Seu tema principal é
o de apelar para a solidariedade cristã para resistir às exigências do império e de se
recusar a adorar o imperador.

O autor do Apocalipse claramente antecipou o fim do mundo dentro de alguns anos da


escrita do livro. Ele escreve no primeiro capítulo sobre "coisas que devem acontecer em
breve" e "o tempo está à mão." É claro que o autor estava errado. O fim do mundo nunca
aconteceu no século final do primeiro ou início do segundo.

A maioria dos liberais, dão pouca atenção ao livro. Eles concordam com Martinho
Lutero e o rejeitam em grande parte porque retrata um Deus que é extremamente odioso
e dobrado em vingança contra praticamente toda a raça humana. O Deus do Apocalípse
tem pouca semelhança com o Abba (Pai) que era adorado por Jesus. O livro descreve os
exércitos de combate a cavalo, com primitivas armas do primeiro século. É, obviamente,
tem pouca relevância para nós hoje. Foi provavelmente a literatura apocalíptica que foi
escrita para reforçar a moral dos cristãos do século 1, em 7 igrejas, localizadas na atual
Turquia.

Católicos Romanos: A Enciclopédia Católica sugere que a Vidente - o autor do


Apocalipse - queria criar um conforto aos cristãos em um momento de grande perigo:

"O perigo de apostasia foi ótimo. Falsos profetas fui falar, tentando seduzir as pessoas se
conformem com as práticas pagãs e tomar parte no culto de César. O Vidente exorta seu
cristãos a permanecerem fiéis à sua fé e para suportar os seus problemas com firmeza. Ele
encoraja-os com a promessa de uma recompensa ampla e rápida. Ele assegura-lhes que
triunfante a vinda de Cristo está na mão .... Com a vinda de Cristo as aflições dos cristãos
será vingada. Seus opressores, será dada até a sentença e tormentos da eternidade. Os
mártires que caíram serão ressuscitados para a vida, para que eles possam compartilhar os
prazeres do reino de Cristo, o milênio.... Ao que parece, e é assim considerado por muitos
dos cristãos da era apostólica esperando que Cristo retornaria durante a sua própria vida ou
geração. Esta parece ser a mais óbvia significado de várias passagens tanto nos Evangelhos
e as Epístolas .... Os cristãos da Ásia Menor e a Vidente com eles, parecem ter partilhado
dessa expectativa falaciosa. Sua esperança equivocada, no entanto, não afetou a solidez de
sua crença em que a parte essencial do dogma. Seus pontos de vista de um período milenar
da felicidade corporal eram igualmente erradas. A Igreja tem elenco totalmente de lado a
doutrina de um milênio anterior à ressurreição. " 13

terroristas domésticos Christãos: Em 1999 a outubro, o FBI anunciou a conclusão da


Megiddo Project - Estudo de um programa intensivo do potencial de terrorismo
doméstico para o novo milénio. Uma parte dos negócios do relatório introdução com os
terroristas de motivação religiosa:. 3 Ele é cotado abaixo:
Interpretações da Bíblia:

"Religiosamente base terroristas domésticos usam o Novo Testamento e o Livro do


Apocalipse - a profecia do fim dos tempos - para a fundação de sua crença no
Apocalipse. Os extremistas religiosos interpretaram o simbolismo retratado no livro do
Apocalipse e moldá-lo a prever que o fim dos tempos é agora e que o Apocalipse está
próximo. Para entender muitos extremistas religiosos, é fundamental saber a origem do
livro do Apocalipse e os significados de suas palavras, números e caracteres. "

O livro do Apocalipse foi escrito por um homem chamado "João", que foi exilado pelo
governo romano para uma colônia penal - a ilha de Patmos - por causa de suas crenças
em Cristo. 4 Enquanto estava na ilha, ele experimentou uma série de visões, descritas
no livro do Apocalipse. A escrita no Livro do Apocalipse é dirigido às igrejas que
estavam no momento em que sofrem ou foram ameaçados pela perseguição de Roma,
porque eles não estavam seguindo o governo. Por este motivo, alguns acreditam que o
livro do Apocalipse foi escrito em linguagem de código, muitas das quais foram
retiradas de outras partes da Bíblia.

"Uma interpretação que descreve a essência da mensagem contida no Apocalipse é que


Deus vai superar os inimigos do cristianismo (Governo Romano / Satanás) e que as
comunidades perseguidas devem perseverar. 5 Para os grupos de direita que acreditam
que estão sendo perseguidos pelo governo satânico dos Estados Unidos, a mensagem
do Livro de Apocalipse se encaixa perfeitamente em sua visão de mundo. Essa visão de
mundo, em combinação com uma interpretação literal do Livro do Apocalipse, é
refletido na ideologia extremista, os atos violentos, e da literatura. Por esta razão, é
imperativo saber o significado de algumas das 'palavras de código «frequentemente
utilizado:

Quatro (4) significa o mundo.


Seis (6) significa a imperfeição.
Sete (7) é a totalidade da perfeição ou plenitude e integralidade.
Doze (12) representa as 12 tribos de Israel, os 12 apóstolos e as 12 casas do zodíaco.
Um mil (1000) significa imensidão.
A cor branca simboliza o poder e também pode representar a alegria da vitória e
ressurreição.
A cor vermelha simboliza uma guerra sangrenta.
A cor preta simboliza a fome.
Um cavaleiro em um cavalo amarelo, o verde é um símbolo da própria morte.
'Babilônia' é o satânico governo romano, hoje usado para descrever o governo dos
EUA." que por sinal é controlo pelos Maçons/Jesuitas do Vaticano6

"Os hebreus negros israelitas, um grupo de supremacia negra, tipificou o uso da


numerologia do Livro do Apocalipse. Eles acreditavam que os membros do grupo
compreenderiam as 144.000 pessoas que serão salvas por Deus na segunda vinda, que é
descrita no Apocalipse (7:1-17 ). No livro do Apocalipse, João tem uma visão de 144
mil mártires que sobreviveram e não apresentou a Satanás. Esse número é obtido a
partir da afirmação de que as doze tribos de Israel consistia de 12.000 pessoas cada um.
"

"Os grupos não apenas usaram a Bíblia para interpretar o fim dos tempos, mas usá-lo
para justificar a sua ideologia. O sacerdote Phineas, um grupo amorfo de adeptos da
Identidade Cristã, a base de toda a sua ideologia sobre o capítulo 25 do Livro dos
Números. O trecho descreve uma cena em que Phineas mata um israelita que estava
tendo relações com uma mulher midianita e Deus, então, concedeu a Phineas e todos os
seus descendentes a promessa de um perpétuo sacerdócio. Seguidores modernos do dia
da ideologia do Padre Phineas acreditam serem os descendentes lineares de Phineas e
esta passagem dá-lhes justificação bíblica para punir aqueles que transgridem as leis de
Deus. Portanto, o grupo é fervorosamente contra a mistura de raças e acredita
firmemente na separação racial. O número 25 é muitas vezes usada como um símbolo
do grupo. "

Crenças religiosas apocalípticas:


"Para entender a mentalidade do porquê de extremistas religiosos que buscam
ativamente se envolver em confrontos violentos com a polícia, as ideologias
extremistas mais comuns devem ser compreendidos. Sob estas ideologias extremistas
muitos vêem como mártires religiosos que têm a obrigação de iniciar ou participar em
futuras batalhas contra Satanás. Os grupos terroristas domésticos que colocam o
significado religioso do milênio acreditam que o governo federal vai atuar como um
braço de Satanás na batalha final. Por extensão, o FBI é visto como agir em nome de
Satanás. "

"A filosofia por trás do direcionamento do governo federal ou entidades percebidas a


ser associado é descrito sucintamente por Kerry Noble, um ex-extremista de direita. Ele
diz que a direita" imagina o fim dos tempos como um cenário escuro e sombrio, onde
algum Anticristo fará guerra contra os cristãos. " 7 A Casa do Senhor, Um grupo
religioso baseado no Texas cujos líderes são ex-membros do imposto protestando
Posse Comitatus, é típico: [Yisrayl] Hawkins (o líder) interpretou as escrituras bíblicas
que o Acordo de Paz de Israel, assinado em 13 de outubro de 1993, começou a 7 -
período de cinco anos de tribulação, que terminará em 14 de outubro de 2000, com o
retorno do Yeshua (o Messias). 8 Ele também tem interpretado que o FBI vai ser a
queda da Casa do Senhor e que a invasão ao Rancho Waco dos Davidianos em 1993
foi um aviso para a casa do Senhor por parte do governo federal, que ele chama de "a
besta". 9 Da mesma forma, Richard Butler, líder do grupo supremacista branco Nações
Arianas, disse o seguinte quando perguntado o que poderia ter motivado a creche tiro
por Buford O. Sulco, Jr., um dos seguidores de seu grupo: "Há uma guerra contra a
raça branca . Há uma guerra de extermínio contra os homens brancos." 10

Conclusões:

O livro do Apocalipse parece ser ambíguo e aberto a muitas interpretações. Isso enfraquece
muito o conceito de inerrância bíblica e a crença de que Deus inspirou os autores da Bíblia
para escrever livros isentos de erros e ambiguidades.

Infelizmente, como em tantos outros importante crenças cristãs não há maneira de


harmonizar a diversidade de crença cristã. Mesmo dentro da ala evangélica do cristianismo
há muitas opiniões conflitantes sobre as crenças fundamentais. Alguns sugerem que os fiéis
podem orar a Deus para buscar a interpretação correta entre as crenças que têm sido
sugeridas. Infelizmente, um estudo piloto que realizamos parece mostrar que uma pessoa
não pode avaliar a vontade de Deus através da oração.

Algumas interpretações do Apocalipse têm levado autores a profetizar eventos catastróficos


no seu próprio futuro. Felizmente, nenhuma de suas previsões se tornará realidade.
Teremos de esperar para ver se as profecias sobre o nosso futuro vão se materializar -
especialmente aquelas que envolvem o solstício de inverno em 2012. Mas com uma taxa de
falha de 100% até à data, é difícil colocar muita confiança sobre as profecias de eventos em
nosso futuro.

As referências utilizadas e os comentários:

As seguintes fontes de informação foram usados para preparar e atualizar a descrição


acima. As hiperligações não são, necessariamente, ainda ativo hoje.

1. P.N. Benware, "Pesquisa sobre o Novo Testamento," Chicago Press Moody IL


(1990)
2. S. Gilmour MacLean, "O Apocalipse de João"Ensaio em Laymon CM:"
Comentário A Intérprete de um volume sobre a Bíblia ", Abingdon Press, Nashville,
TN (1991)
3. "Projeto de Megiddo: Introdução", no Centro de Estudos sobre Novas Religiões
(CESNUR) em: http://www.cesnur.org/testi/FBI_005.htm
4. O FBI está aqui a seguir o conteúdo da Revelação. Os teólogos divergem sobre a
autoria do livro, como observou acima.
5. A interpretação do FBI do Livro do Apocalipse é, segundo a Bíblia católica e um
estudioso católico consultor.
6. Simbolismo foi tirado da Bíblia católica; New American Bible. [Aplicação da lei
norte-americana parece ter uma fascinação com símbolos. Durante o Satanic Ritual
Abuse (SRA) hoax da década de 1980 e início de 1990, seminários poucos policiais
na SRA foi completa sem algumas páginas de estranhos símbolos procurando.]
7. Kerry Noble, "Tabernáculo do Ódio: Por que eles bombardearam Oklahoma City"
(Voyageur Publishing, Prescott, ON,
8. Robert Draper, "Juízo Final Feliz", "Texas Monthly, 1997-julho, página 74.
9. Evan Moore, "A House Divided: Tensões dividir culto área de Abilene," The
Houston Chronicle, 1996-MAR-24.
10. John K. Wiley, "perfil do suspeito de ataque é conhecido e assustador," The Miami
Herald, 1999-agosto-12.
11. Tom Harpur, "América obcecado com apocalipse futuro," The Toronto Star, de
2003-outubro-5, página F7.
12. "O Livro do Apocalipse: Introdução," A Bíblia New American, Editora Católica do
Livro, (1970) página 386.
13. "Apocalypse", Enciclopédia Católica, Novo Advento, em:
http://www.newadvent.org/
14. Jen Gerson, "Hoje, o número está acima," The Toronto Star, 2006-junho-06, página
C1.
15. Eusébio, "História Eclesiástica", 7.25.

Sobre o livro do Apocalipse


Menu

"666: O". Número da besta "


Citações:

Pessoas postando uma linha de comentário sobre o passado Beliefnet site foram
bastante sarcástico sobre o significado de 666. Alguns exemplos:

"... Que toda triplo seis coisa e a besta é absurdo palpável de um livro (O Livro
das Revelações) [sic] que se especializou em bobagem." Destacado por
"steppen0410e".
"Essa coisa de 666 delegou na superstição boba, e os cristãos devem abster-se
responsável, pois os assuntos mais importantes de paz, justiça e amor." Um
sacerdote anglicano.
"É mais cômico, ou trágico que, no século 21 um debate sobre a pertinência"
mística "de 3 números está ocorrendo? É difícil manter a objetividade e tolerante
à luz de tais total de lixo." "Save1967".

A origem do número "666":

A "número da besta,"666, é derivada do livro do Apocalipse. - O último livro da


Bíblia cristã (também conhecido como Novo Testamento) Talvez seja conveniente
que se trata do capítulo 13 -.-Se um número de azar, entre os supersticiosos Uma
grande quantidade de atenção tem sido dada ao significado deste número,
principalmente por protestantes conservadores. A Igreja Católica Romana ensina
que "666" é simplesmente um código referente ao imperador romano Nero. Muitos
historiadores religiosos concordam.

Tópicos abordadas nesta seção:


Fonte e interpretações de 666 "."

Recentes manifestações de "666".


Superstições associadas "666."

Alguns outros sites lidar com 666:


Mike Keith, "The Number of the Beast", Em: http://users.aol.com/ Ele observa
que o número tem sido estudado por matemáticos por causa de suas muitas
propriedades interessantes.
"Number of the Beast, A Wikipedia ", em: http://en.wikipedia.org/
Jenkins Vernon "666 = e tudo o que! ", 2001-outubro-04, em:
http://homepage.virgin.net/
David Pack, "Quem ou o que é a besta do Apocalipse?" A Igreja restaurada de
Deus, em: http://www.thercg.org/
Jason Hommel, "666: A Marca da Besta:" Profetiza Bíblia, em:
http://bibleprophesy.org/

Origem e interpretação do "666"

A origem do número 666:

A "número da besta,"666, é derivada do livro do Apocalipse - o último livro da Bíblia


cristã (também conhecido como Novo Testamento):

Apocalipse 13:11-18: E eu vi outra besta emergir da terra, e tinha dois chifres como um
cordeiro, mas falava como um dragão. E exerce todo o poder da primeira besta na sua
presença, e faz a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja ferida mortal foi
curada. E faz grandes sinais, de modo que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos
homens, E engana os que habitam sobre a terra por meio dos sinais que ele tinha poder para
fazer, à vista da besta , dizendo aos que habitam na terra, que fizessem uma imagem à besta
que recebera a ferida da espada e vivia. E ele tinha poder para dar fôlego à imagem da
besta, para que a imagem da besta falasse, e que causam tantos como os que não adorassem
a imagem da besta deve ser morto. E ele faz com que todos, pequenos e grandes, ricos e
pobres, livres e escravos, a receber uma marca em sua mão direita, ou nas suas testas, para
que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta,
ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o
número da besta, pois é o número de um homem, eo seu número é seiscentos e sessenta e
seis "(King James Version).

É É interessante notar que o número 666 pode muito bem ser um erro. O manuscrito mais
antigo do Apocalipse é a partir do site Oxyrhynchus. O papiro 115 mostra o número 616. É
provável que o número 666, seja:

• substituição acidental de um copista do manuscrito do número 666 para o


original correto 616, ou
• Uma alteração do 616 original feito intencionalmente para algum propósito.
Muitos cristãos, e outros, estão absolutamente certos de que eles sabem a identidade do
animal, cujo nome está relacionado com o número 666, e com quem eles se identificam
como o Anticristo, ou de um ser controlada pelo Anticristo. Infelizmente, eles interpretam o
livro do Apocalipse de muitas maneiras diferentes:

• Literalmente;
• Figurativamente;
• Como referindo-se aos eventos que aconteceram durante o primeiro século dC;
• Como referência a acontecimentos importantes de nosso futuro
• No sentido material gerado durante a alucinação do autor.

Eles vieram com uma grande variedade de identidades para a Besta, incluindo os
imperadores romanos Nero e Domiciano, Papa Leão X, Saladino, Napoleão, Hitler, Bill
Gates, Saddam Hussein, George W. Bush, Barak Obama, etc. Pesquisas no Google para a
seqüência de pesquisa "Barak Obama" anticristo retorno de cerca de 674.000 hits no início
de 2008-dezembro Obviamente, todos ou quase todos são ou foram maus.

Outros têm determinado que o versículo importante na passagem acima é a referência ao


"um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas. "Eles concluíram que a marca é:

• Um cartão de identificação nacional,


• Número de Segurança Social
• Um microchip implantável,
• Relacionados ao abandono de dinheiro e aprovação de "cartões inteligentes". etc 1

Um dos visitantes a este ensaio forneceu uma interpretação a respeito de porque uma marca
seria feita para uma mão ou testa. Ela sugeriu que a mão representa a ação - o objeto que
uma pessoa atos com, a testa está associado a uma pessoa pensamento processo ou atitude.

"666" refere-se a animais em outros lugares no Apocalipse:

Phillips Stevens Jr., antropólogo da Universidade de Buffalo, Sugere que a associação de


"666" com os desastres, o mal cenários do Juízo Final, e o diabo são baseados em um
"interpretação generalizada "De Apocalipse 13.

O professor Stevens disse:

"Como a maioria das superstições, o afastamento dos números 13 e 666 são exemplos de
pensamento mágico. Pessoas em toda parte acreditam que as coisas associadas com outras
coisas, através do contato real ou apenas alguma similaridade, têm relações de causalidade,
mesmo no espaço e no tempo. Coisas associadas com o bem eventos ou grandes pessoas
podem trazer boa sorte, as coisas associadas com o fracasso, eventos catastróficos ou
pessoas mal levar algumas de que a negatividade com eles ".
Ele sugere que o "número da besta" em Apocalipse 13 não se refere a Satanás, mas a um
dos muitos animais mencionados nessa passagem. Ele disse:

"'Apocalípse' é um livro complexo e confuso, e raramente é lido de perto por leigos.


Estudiosos bíblicos têm apontado que há várias" bestas "no capítulo 13 e em outros
lugares, e todos eles se referem diversas vezes a Roma, os imperadores romanos e
cultos romanos de Deus e adoração ao imperador .... muitos dos elementos estranhos
em "Revelação" significam eventos, pessoas ou instituições familiares aos cristãos do
primeiro século.

"A marca da besta, 666, significa que no encalço do imperador e, portanto, contrário ao
cristianismo, e é provavelmente o equivalente numérico das letras hebraicas para o Nero."

Stevens observa que as primeiras e segundas cartas de João usam o termo "Anticristo" para
designar os cristãos caducado. Nos séculos seguintes, a legenda que desenvolveu o "fim dos
tempos" poderia ser precedida pela chegada do Anticristo, uma figura profundamente mal
comissionada por Satanás para preparar o mundo para sua vinda.

Ele continua:

"Muitos supostos inimigos do cristianismo tem sido rotulados como o Anticristo, e Nero foi
um dos primeiros ... [seguido de] uma longa seqüência de maioria figuras históricas -
Saladino estava na lista, como Hitler e Saddam Hussein estão na lista. varia de acordo com
que compila-lo. A Antiga Reforma da era protestante tinham alguns papas na sua lista ".

"Assim, embora" a besta "não é Satanás," marca da besta "a tradição cristã foi autorizada
por Satanás. E assim, como outras que a superstição cristã, sexta-feira 13 a partir da última
ceia, onde havia 13 pessoas na mesa, e a crucificação ocorreu no dia seguinte, 666 tornou-
se um forte tabu, evitado por causa de sua associação negativa. " 2

"666" refere-se a imperadores romanos:

Segundo a Wikipedia, muitos:

"... Os estudiosos que acreditam que a Livro do Apocalipse se refere a pessoas e


acontecimentos históricos afirmam que o número representa [o imperador romano] Nero.
Em gematria hebreu, cada letra tem um número correspondente. Somando esses números
dá um valor numérico para uma palavra ou nome. Em hebraico, "Nero Caesar" está escrito
"‫"נרון קסר‬, pronunciado "Neron Qe [i] sar". Adicionando os rendimentos correspondentes
valores de 666, como mostrado:

Resh Samekh Qoph Freira Vav Resh Freira


200 60 100 50 6 200 50
Retirar o terminal ‫( נ‬escrito como ‫ )ן‬faz com que o nome de "Nero" em vez de "Neron", e
faz com que o valor numérico 616, o que pode explicar que a variação. A hipótese de que
666 é um código para um imperador romano parece ter sustentação histórica. Os
imperadores eram conhecidos por sua opressão dos judeus e cristãos. Ambas as
comunidades eram conhecidas por usar a numerologia, códigos e símbolos (como o
Ichthys) Quando se vive sob o domínio romano, para evitar perseguições.

O teólogo protestante alemão Ethelbert Stauffer, argumentando que a gematria tinha sido a
forma mais popular de numerologia entre os judeus, mas também no resto do mundo greco-
romano. Ele desenvolveu um procedimento gematrical grego para explicar o número 666.
A julgar pelas informações precisas de que o Livro do Apocalipse dá sobre a pessoa por
trás do número 666, Stauffer concluiu que a "besta" só pode se referir a um imperador
romano. Stauffer argumentou que este deve ser o Imperador Domiciano, porque ele reinava
durante o tempo proposto para a escrita do Apocalipse e, supostamente, era chamado de "A
Besta" como um "apelido irrisório secreto " pelos romanos, gregos, cristãos e judeus.
Stauffer computado o número da besta usando a forma abreviada de cinco títulos e nomes
Domiciano - A KAI ΔOMET ΣEB ΓE - como os derivados do abreviações em moedas e
inscrições. 3

Anti-romana interpretações Católica de 666:


Alguns criativas figurando pode extrair o número 666 a partir de quase qualquer pessoa,
nome, título, etc Muitos protestantes e grupos protestantes tentaram ligar "666" para o
Igreja Católica Romana. Desde o pico de ódio anti-católico na América do século 19, tais
tentativas já tiverem desaparecido. Alguns ainda estão por aí:

• Passado escritos pelos seguidores da Adventistas do Sétimo Dia e outros grupos


protestantes têm associado o papa com o número 666. Um argumento para essa
correspondência veio da Doação de Constantino - Um documento fraudulento
escrito no século 8. Refere-se ao papa como "Vicarius Filii Dei"Ou"Vigário do
Filho de Deus.. "Eles dizem que este título também aparece na mitra do papa
Tomando as letras da versão latina que remetem para numerais romanos, o total é
666 Infelizmente, o link não é convincente.:
o A Doação de Constantino foi um documento falsificado, não uma
declaração de autoridades eclesiásticas.
o O título de "Vigário do Filho de Deus" não é um título do papa.
o Esse título não aparece na mitra do papa. 4,5
• Talvez em resposta ao pedido acima, os Defensores da Fé Católica tem
matematicamente derivado 666, ambos do nome de Ellen Gould White, a fundadora
do Adventismo do Sétimo Dia, e dos "Voz de Deus"Um de seus títulos. 4
• "Addvantage666@prodigy.net" produziu um cálculo inovadora que liga os nomes
dos papas mais recentes para o número 666. O site profetiza:

"Enquanto o antipapa Bento XVI permanece no cargo, o Anticristo é retido, pois é o


escritório que ele afirma que o Anticristo deve ter. Assim, quando o Anticristo chegar,
Bento XVI será removido." 6
Recentes manifestações de "666"
"666" na história:

Cada século tem uma única data que pode ser escrita como a 06/06/06: 1906-junho-06 de
2006-junho-06, 2106-JUN-06 ... É um dos doze dias em cada século, quando não importa
em que formato gravar datas:

• O padrão americano de DD / MM / YY, ou


• Outros "standards" como DD / MM / AA ou
• O favorito de programadores de computador YY / MM / DD. Programadores gosto
dele porque ele simplifica a ordenação por data e pode ser expandida para AA / MM
/ DD / HH / MM / SS ...

De qualquer maneira, 06.06.06 é deliciosamente ambíguo.

Nada mais aconteceu no anterior "666" data de 1906-junho-06:

• A "autoist" britânico (motorista) levou a Herkomer competição automóvel entre


Viena e Munique.
• A Associação Nacional Dealer's Liquor em Louisville, KY elogiou o "trabalho
daqueles que lutam a luta inglória de intoxicação e todos os seus males".
• Em um referendo em Smith Falls, ON, Canadá, o distrito decidiu em conformidade
com as expectativas da igreja e continuar a sua proibição de dançar, cartão de jogo e
ir ao cinema.
• Mas nenhum evento apocalíptico perceptível aconteceu. 2

Acontecimentos neste século "666" (2006-junho-06):

Há alguns eventos interessantes que aconteceram em 2006-junho-06:

• O Senado discutiu a possibilidade de passar um Emenda Federal Casamento. Ele


teria feito história por escrito discriminação efectiva na Constituição dos EUA pela
primeira vez. Teria permanentemente banido casamento do mesmo sexo em todo os
EUA Alguns conservadores religiosos e sociais expressaram sua convicção de que o
casamento de pessoas do mesmo sexo pode significar o fim da civilização
americana como a conhecemos. Debate iniciado no dia anterior: junho-05. A
votação foi feita no dia seguinte: JUN-07. A emenda foi derrotada.
• De acordo com um e-mail que recebemos, o autor acredita que "666", o número da
besta mencionada no livro bíblico do Apocalipse, é realmente uma data: 06/06/06
ou 2006-junho-6. Ele esperava que o arrebatamento e início da tribulação na mesma
data. Infelizmente para a profecia, a data chegou e passou sem qualquer indicação
de que arrebatamento aconteceu.

• Um filme "A Besta"Envolve a descoberta de provas de que Jesus Cristo


nunca existiu."Os autores dos Evangelhos, escrevendo 40 a 90 anos após a suposta
vida de Cristo, nunca quis que as suas obras sejam lidas como biografias." 3 O
roteiro envolve aparentemente envolveu um evento importante em relação a 2006-
junho-06. Foi originalmente claro qual é o evento. A equipe de produção tiveram
que jurar segredo. Acontece que o grande segredo era que o filme foi lançado nesta
data.
• Um remake do movimento de 1976 "A Profecia"Também foi lançado em 2006-
junho-06. Envolve"a história de um nascimento de moderno-dia de uma figura do
Anticristo na forma de um menino mal chamado Damien." 4
• Algumas bandas, incluindo AFI um grupo de pop punk e Matador, Uma banda de
trash metal, álbuns agendado para esta data. Posteriormente, o lançamento do álbum
do Slayer, "Christ Illusion, "Teve que ser adiada até 2006-agosto-08.
• livro de Ann Coulter "Godless: The Church of Liberalism " foi lançado. Ele
interpreta o liberalismo como uma religião com: "... A sua própria cosmologia, seus
milagres próprios, suas próprias crenças no sobrenatural, a sua própria igreja, os
seus próprios sacerdotes, os seus próprios santos, a sua própria visão de mundo
total, e sua própria explicação da existência do universo". Leia ou encomendar este
livro segurança da Amazon.com livraria online. revisores Amazon.com na maior
parte deste livro deu a classificação de qualquer uma estrela (o mínimo) ou 5
estrelas (o máximo). Isso é comum para os livros - particularmente aqueles com um
tema religioso.
• Hell, MI realizado um festival, com 666 t-shirts e canecas. 5
• Este site de previsão para 06/06/06 era de que nada mais iria acontecer. Nós não
éramos particularmente surpreendidos quando foram mostrados para ser correto.

Por causa da epidemia da obesidade na América do Norte, a expectativa de vida das


crianças é provavelmente menor do que a de seus pais. Poucas pessoas hoje vivo ainda será
em torno de experimentar o próximo "666" em 2106-junho-06.

666 superfícies medo em Uganda:

A religião de Injilli (Boas Novas) rompeu com o Adventistas do Sétimo Dia em Uganda,
cerca de 2005. Eles têm agora mais de 70.000 membros - principalmente no leste de
Uganda. Muitos pais que seguem o grupo da fé estão se recusando a enviar seus filhos às
escolas públicas. Eles temem que o aluno Identification Number (PIN) usado para registrar
e acompanhar os alunos está associado com o número 666. O PIN tem sido usada desde o
início do sistema de educação primária universal em Uganda em 1997. Uma estimativa é
que mais de 20 mil crianças estão fora da escola. Alguns pais recusam ter suas crianças
imunizadas porque temem que o PIN serão injetadas em seus corpos.

Woniala Damasco, 40, é um dos pais. Ele disse:

"Eu não vou levar meus filhos para a escola não ser que o PIN seja retirada. Quero que
meus filhos para servir a Deus e não a besta. ... Educação não é ruim. Quando alguém é
educado, a pessoa pode construir uma estrada, uma escola ou da igreja. Mas a educação
tornou-se mal com a introdução do PIN. ... Eu posso comprar-lhes comida ou roupas, mas
não vai pagar os seus estudos ou comprar material escolar. Eu não quero nenhum membro
da minha família para ir para Inferno ou associado com a besta ",

Sua esposa, Milda Woniala, 34, é também membro do Injilli, concorda. Ela acredita que,
quando o governo obrigou todas as crianças nas escolas para ter um PIN, que foram
transformados em demônios. Ela disse:

"Eles não querem que eles tenham a vida eterna. Tenho puxou meus dois filhos fora da
escola."

Sua filha, Brenda Namataka, disse:

"Assistimos a um filme na televisão na igreja. O filme mostrou um computador e um


microchip. O PIN está associado ao número 666 - o código da besta. Fomos informados de
que esse PIN chegou escolas e devemos parar de ir à escola. ... Deixando a escola é ruim.
Mas, se o PIN permanece nas escolas, que pode cair fora.

membros Injilli pesquisou na internet e descobriu que o PIN utilizado em escolas, bancos e
outros sistemas eletrônicos, é o nome da besta bíblica. Os membros não usam bancos, não
vão aos hospitais, e não usam computadores, telefones, câmeras ou máquinas de fax por
medo. 6

Superstições associadas a "666"

Crenças e superstições sobre "666":

O número 666 tem um estranho fascínio para as pessoas. Alguns sofrem de


Hexakosioihexekontahexaphobia (medo do número 666):

• As companhias telefônicas reuniram-se uma parede de oposição do cliente quando


tenta instalar uma troca de 666. Um exemplo foi no Vancleve, KY, a casa de
Kentucky College Bíblia Montanha. Eles foram atribuídos um número de telefone
em meados de 2002 com um "666" prefixo. Funcionário Carlene Luz disse:As
pessoas dizem: 'Você é um colégio da Bíblia e você tem 666 o seu número de
telefone? " É a conotação. Ninguém quer ser parte da marca da besta."Vice-
presidente Rob Roy MacGregor disse:No mundo secular, 666 não é um problema.
É para nós". 1
• Várias estradas, ex-número 666, foram renumerados, devido à agitação pública. O
sexto ramo da lendária Rota 66 foi devidamente numeradas rodovia 666 em 1926. A
rodovia começa perto de Gallup, Novo México, Colorado passa e termina em
Monticello, UT. Foi referido como o "Highway to Hell. "Ela era famosa por seus
acidentes horríveis e lendas dos caminhoneiros loucos, os cães do demônio, que
muda de forma curandeiros indígenas, uma mulher jovem em fuga com uma
camisola, as pessoas que aparecem de repente no banco traseiro de um carro, etc 2
Os estados de Novo México, Colorado e Utah acordado que eles iriam mudar o
número da estrada a 491, em 2003-MAY-31. 3 Não há nenhuma palavra se as
aparições desapareceram, agora que o número mudou.
• Quando o presidente Ronald Reagan comprou uma casa em Bel Air, Califórnia, seu
endereço era 666 St. Cloud Road. Johnny Carson, o proprietário anterior, não tive
nenhum problema com o número. O Reagan pediu que o número ser alterado. A
cidade cumprido. O novo endereço é 668. 4
• Michael Drosnin previu em seu livro "A Bíblia II Código"Que"o código da Bíblia
claramente o perigo de "holocausto atômico" termos-moderna e "Guerra Mundial"
são codificados na Bíblia. E ambos são codificados com o mesmo ano de
2006."Visitantes Amazon.com que rever o livro dê a ele uma classificação
relativamente baixa:... 2,5 estrelas de 5 Ele não profecia de um mês, dia ou hora
Felizmente, o ano passou A profecia tem se comportado como todos os previsões
anteriores que passaram: foi provado falso. 5
• BrightSurf, um recurso para a ciência da informação, comentários sobre "teorias
conspiratórias que surgiram a respeito do número 666 ..."Eles citam Phillips
Stevens Jr., Ph.D., professor associado de antropologia da Universidade de Buffalo,
NY:

"Eles acreditam que o número de sinistros 666 é codificada em nosso sistema bancário do
país, em nossos registros médicos e governamentais, e em nossa própria identidade,
documentos pessoais e os códigos de barras UPC - este último é [considerado] prova do
cumprimento das Revelação profecia ". 3

• Em novembro 1998, o União Americana de Liberdades Civis de Rhode Island


interpôs recurso com o Secretaria de Estado da Educação relativa a um estudante
colegial que foi suspenso por usar uma T-shirt que exibia o nome de uma banda de
rock e no número 666.

"Notas da ACLU acusação de que o distrito escolar regularmente permite que os estudantes
usam camisetas com outros símbolos religiosos ou mensagens (tais como" eu serviremos ao
Senhor "), sem ser punido."

John Dineen, um advogado voluntário que arquivou o recurso, disse:


"As escolas públicas não pode estar no negócio de aprovar uma t-shirt sobre o Senhor e
proibir uma camiseta de uma banda de rock, até mesmo um sacrilégio. No processo de
tentar fazer escolas seguras, é bom para se livrar das armas. Não é bom para suspender o
bom senso ou o Bill of Rights." 6

• Rumores começaram a circular em 1980, que logo Proctor and Gamble foi um
Satânico símbolo. Foi dito que você poderia conectar as 13 estrelas com linhas que
soletrar 666. O número 666 também é dito para ser visível na barba do velho.

"Procter & Gamble trabalhou muito para contrariar os rumores, a emissão de comunicados
de imprensa, estimular a acção colectiva e até mesmo obter o apoio de líderes cristãos
fundamentalistas, que anunciou a sua fé na pureza da empresa." 4

Até o início de 1991, a empresa tinha respondido mais de 150.000 telefonemas e cartas
sobre o mito. Eles arquivada pelo menos 15 processos contra boateiros individual, mas
finalmente desistiu e mudou seu logotipo. Mais detalhes

• Este site de previsão para 06/06/06 era de que nada mais iria acontecer. Nós não
éramos particularmente surpreendidos quando foram mostrados para ser correto.
Nós não esperamos estar ainda vivo em 2106-junho-06, quando a data 666 em
seguida vem por aí.

Referências utilizadas:

As seguintes fontes de informação foram usados para preparar e atualizar a descrição


acima. As hiperligações não são, necessariamente, ainda ativo hoje.

1. Roger Alford, "Ky escola bíblica evita 666 o número de telefone, "Associated Press,
2003-JAN-18, em: http://www.newsday.com/news/ Essa URL é offline.
2. Linda Dunning, "Highway to Hell: Mistérios da Route 666 Across Utah", em:
http://www.prairieghosts.com/
3. "EUA Rodovia 666 é agora oficialmente EUA Rodovia 491"2003-junho-05, em:
http://www.nmshtd.state.nm.us/ Este é um arquivo PDF. Você pode precisar de
software para lê-lo. Software pode ser obtido gratuitamente em:

4. "06 de junho focaliza a atenção sobre '666 'superstições"


http://www.brightsurf.com/
5. Michael Drosnin, "O Código da Bíblia II: A contagem regressiva"Viking Press,
(2002). Leia ou encomendar este livro segurança da Amazon.com livraria online
6. Anon, "ACLU Ban RI Desafios Escola de '666 't-shirt,"Newsfeed ACLU, 1998-
novembro-13
A aceitação do livro do Apocalipse

Sponsored link.

Aceitação do Apocalipse:

Durante o século 1 CE, O judaísmo era composto por cerca de 24 distintos grupos
religiosos. Algumas destas eram os saduceus, fariseus, essênios, vários grupos
dentro do movimento cristão, os seguidores de João Batista, etc. Um que tinha
uma agenda política forte foi o partido zelote. Os zelotes ensinaram que um
Messias político-militar que logo aparecem, como profetizado nas Escrituras
Hebraicas (Antigo Testamento). Ele iria conquistar o mundo, e regra de mil anos
de Jerusalém.

Este conceito de milenarismo foi promovido durante o século II dC, por Montano,
um recém-convertido ao cristianismo. Ele profetizou que a Nova Jerusalém em
breve descer das nuvens e da terra em uma cidade chamada Frígia. Ele
estabeleceu uma data para o evento, tornando-se assim um dos primeiros
cristãos para prever quando o fim do mundo iria ocorrer. Seus ensinamentos
foram rejeitados pelo resto da Igreja. No Sínodo dos Icônio em 230 CE todos os
batismos realizados pela seita Montanus foram declarados inválidos. A Concílio
de Constantinopla em 380 CE foi mais longe e declarou o milenialismo a ser uma
heresia.

Porque milenistas tinham tradicionalmente utilizado o Apocalipse como a


principal fonte de seus ensinamentos ",a Igreja demorou a aceitar a revelação
como escritura. " 1 Orígenes, um teólogo cristão primitivo, usou o termo
antilegomena para descrever esses livros - incluindo Hebreus, Tiago 2 Pedro, 2
João, 3 João e Apocalipse. - cuja inclusão no cânon oficial da Bíblia foi
contestado ativamente No século IV dC, quando o cânon da Bíblia foi montada a
partir entre os cerca de 50 evangelhos e centenas de epístolas então em uso pelo
movimento cristão, o Apocalipse só foi relutantemente incluído. "Para este dia,
as igrejas ortodoxas não usam Revelação de leituras bíblicas durante o culto." 1

Martin Lutero rebaixou o significado do Apocalipse. Ela retrata a Deus como


infligir castigos horrendos contra a humanidade - ". Ambush Teologia", um
conceito que hoje é chamado às vezes Lutero concluiu que não podia facilmente
harmonizar o Deus descrito em Apocalipse com o Deus a quem Jesus orou como
Abba. Quando Lutero traduziu a Bíblia para a língua alemã, ele rebaixou
Revelação, remetendo para um apêndice.
As escrituras cristãs:
Revelação: A disputa sobre o Capítulo 22

Uma disputa não resolvida sobre Apocalipse 22:18-19:

Esta passagem condena qualquer um que adiciona ou subtrai da profecia "deste


livro. "É traduzido, na King James Version:

18: "Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste
livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará os
flagelos escritos neste livro;"

19: "E se algum homem tirar as palavras do livro desta profecia, Deus tirará a
sua parte do livro da vida, e para fora da cidade santa, e das coisas que estão
escritas neste livro."

A implicação é que qualquer pessoa que declarar que uma profecia "deste livro" é
inválido não alcançará o Céu, Mas passará a eternidade sendo torturado no
inferno.

Debate existe sobre o significado preciso da expressão "este livro" o que é


repetido quatro vezes nos versículos acima:

Muitos cristãos conservadores, lembrando que a passagem está localizado


dentro de dois versos do fim de Apocalípse e, portanto, o fim da Bíblia,
concluem que "este livro"É na verdade a própria Bíblia - tanto as Escrituras
Hebraicas (Antigo Testamento) e as Escrituras Cristãs (Novo Testamento).
Outros notam que há um consenso geral de que o Apocalipse foi escrito muito
mais tarde no primeiro século, talvez por volta de 95 dC. No entanto, o
primeiro indivíduo conhecido para especificar uma lista de livros que coincide
com nossa Bíblia atual foi o Papa Dâmaso (304-384 dC). 1 Ele proclamou esta
lista em 374 dC. Seu cânone foi posteriormente aprovado pelo Concílio de
Roma em 383 dC, e reiterado no Concílio de Cartago em 393, 397 e 419 do dC.
2 Assim, no momento em que o Apocalipse foi escrito, a Bíblia não existia como
um livro, e não seria criada até mais de dois séculos depois. Assim, muitos
teólogos consideram que a frase "este livro" refere-se só ao livro do Apocalipse,
e não toda a Bíblia.
http://www.religioustolerance.org/chr_ntb5.htm