Você está na página 1de 18

Darwin foi um Shill Illuminati

13 de março de 2010

"Pense com
cuidado dos êxitos que conseguiu que o
darwinismo, o marxismo, Nietzsche-
ismo. Para nós judeus, em qualquer
caso, deve ser fácil de ver que uma
desintegração importância destas
directivas têm tido sobre a mente dos
gentios".

(Os Protocolos dos Sábios de Sião 2-3.


"Nós Judeus" refere-se a isto Illuminati
Cabalistas judeus)

por Cornelius B
para henrymakow.com

Darwinismo, a teoria da seleção natural e sobrevivência do mais apto ", é


de grande importância para os Illuminati. Sabemos disso porque, como Richard Milton
explica em seu artigo, "Darwinismo - O assunto proibido ",debate público Darwinismo é
proibida.

"A maioria das pessoas educadas e racionais vai encontrá-lo quase impossível acreditar que
o debate do darwinismo através de jornais mainstream e os principais canais de TV é
proibido. Eu continuo a achar que é difícil acreditar mim", escreve Milton.

Enquanto não há provas de que Darwin era um pedreiro, os machos de sua


família eram maçons, e assim eram os seus colegas mais próximos e os amigos.

Antes de vir para o Derby, em 1788, o Dr. Erasmus Darwin (1731-1802), médico e biólogo,
avô de Charles, tornou-se maçom na Loja da Cannongate Kilwinning, No. 2, da Escócia.

Sir Francis Darwin (1786-1859), médico e viajante, irmão do pai de Charles Darwin,
tornou-se um pedreiro em Tyrian Lodge, No. 253, no Derby, em 1807. O nome de Charles
Darwin não aparece nas listas do Lodge, mas é muito possível que ele também era maçom.

Charles Darwin foi bem na eugenia e reprodutores de linhagem. Os Darwin e Wedgwood


casaram há várias gerações. That's the way maçom (topo Rothschilds mesmo suas irmãs
casadas). Assim, Charles Darwin escolheu se casar com seu primo, Emma Wedgwood.

A Million Years NEXT

Um livro, "A Million Years Next" pelo neto de Darwin, Galton, Charles Darwin (1887-
1962) é suposto ser um modelo NWO. Você pode baixá-lo Scribd
(http://www.scribd.com/doc/23619812/The-Next-Million-Anos-por-Charles-de Galton
-Darwin-1953).

Charles Galton Darwin diz que "toda civilização foi realmente uma forma de
escravidão para o povo."

Na sua opinião, esta é a ordem "natural" e, claro, "os líderes" são treinados na técnica de
escravizar pessoas desde o nascimento.

Eles são criados ouvindo uma versão diferente da realidade do que o resto da população.
Eles dizem que, na realidade da vida, os predadores devem estar no topo da ordem
"natural". Eles são predadores, é claro, porque eles são hipócritas, mentirosos, enganadores,
fraudes e sem escrúpulos. Como predadores bom, eles não podem dizer às pessoas como
elas realmente alimentando-las, ou manipulá-los para fins diferentes, "porque as pessoas
com o QI baixo, você conhece as pessoas pouco no fundo da pilha, tem que ser mantido no
escuro. "

Os braços da família de Darwin são muito sugestivos de pertencerem também, assim como
Como sobre aquelas
seu lema - "Cave et aude" (Cuidado e Dare).

estrelas satânico vermelho, idêntico ao símbolo


soviético?
Porque Marx permaneceu uma figura relativamente desconhecida em sua própria vida, e
sua ideologia não se espalhou, algo que era necessário para tornar as massas mais
receptivos ... e este algo era o darwinismo. A teoria de Darwin eliminou Deus e
apresentados a vida como uma luta pela sobrevivência do mais apto. Era o ingrediente
necessário para a aceitação de um estado de escravos, e de um ciclo de criminalidade,
violência, destruição, anarquia, revoluções e guerras.

ADAM SMITH
Em seu ensaio, "The Structure of Evolutionary Theory" (2004), Stephen Jay Gould encontra
uma forte afinidade entre a seleção de Darwin "natural" de "a mão invisível do mercado" de
Adam Smith em "A Riqueza das Nações". (1776) De acordo com Smith, cada indivíduo
está em constante busca de satisfazer seus próprios interesses, para melhor empregar seu
capital e vender melhor o seu trabalho.

O estabelecimento da relação de "competição genuína" de todos os interesses privados em


um "mercado livre" resultaria em "a maior riqueza e felicidade para todos".

Liberalismo econômico de Adam Smiths ', assim como a teoria de Darwin, é pura
ideologia, porque naquele tempo, existia nada similar no mundo real. Infelizmente, logo
após esta publicação, sob o efeito de legislações particularmente feroz e política promovida
pelas classes sociais dominantes (recinto, a repressão sangrenta dos luditas, em 1812, a
abolição da lei de assistência aos pobres, em 1834, etc) Smith justificada uma espécie de
escravidão.

Com sua visão da economia, Smith introduziu a destruição dos laços sociais - de bairro, das
empresas comerciais com seus antigos solidariedade, de inter-ajuda e de reciprocidade, e
isso prejudicou a ideologia tradicional de ajuda e assistência mútua entre os membros de
uma mesma família. Todas essas relações que enriquece o tecido social ea qualidade de
vida, foram reduzidos para as noções de interesse pessoal frio, egoísmo e à busca de
dinheiro.

Os pobres, literalmente, tornaram-se escravos, e para o mal menor, como o corte de uma
árvore, ou caça furtiva, poderia enviar um homem à forca, ou ser enviado para as colónias -
América e, posteriormente, Austrália e Nova Zelândia, África do Sul etc - para trabalhar
como escravos (ver "Eles eram brancos e eram escravos", de Michael Hoffman II --
http://www.revisionisthistory.org / forgottenslaves.html. Você também ver uma entrevista
de M. Hoffman por Ernst Zundel sobre o mesmo tema -- http://www.youtube.com/watch?v
= Ugo1YxZWWJ8).

Coompetition Smith mercado livre corresponde a sobrevivência de Darwin dos mais aptos.
O resto da população se torna descartável, pois, eventualmente, deve desaparecer, ou
podem ser eliminados como satisfeito. Este conceito abriu grandes portas para os demônios
"da eugenia, o fascismo, o nazismo, o comunismo, o feminismo, e ultimamente do neo-
conservadorismo, todos eles de inspiração luciferiana ou satânica (ver também" judeu
converso, Rev. Richard Wurmbrand definido " A guerra espiritual "na
http://www.henrymakow.com/_richard_wurmbrand_leftthe_spi.html) Como ferramentas
para o controle total da sociedade humana.
Assim, com o conceito de "sobrevivência dos mais aptos", o darwinismo se tornou o pilar
central para novas teorias, como "marxista-leninista do materialismo dialético teoria" que
introduz a guerra de classes; Freud que postula a sexualidade como a motivação central da
"máquina humana "e todas as perversões isso implica; fascismo, o nazismo eo sionismo
como formas de totalitarismo absoluto e comportamento criminoso; Feminismo como a
guerra entre homens e mulheres com a destruição da entidade familiar, o despovoamento, e
controle sobre a educação das crianças que são educadas por pessoas sob a lavagem
cerebral controle dos governos, por sua vez infiltrada e controlada pelas sociedades
secretas.

Isto está de acordo com a agenda dos Illuminati, que buscam a destruição da civilização
cristã e da escravização da humanidade. Assim, o darwinismo, o pilar central das teorias
"modernas" que altera as mentes, atitudes e ações das pessoas, ainda é necessária a estes
predadores Illuminati. Esta é a única explicação plausível para o porquê o debate público
dos resultados científicos de Darwin é proibida.

Darwin foi um homem de frente para a agenda Illuminati?

O que você acha?


Comentários para "Darwin foi um Shill Illuminati"

Robyn disse (15 de março de 2010):

Darwin provavelmente era um pedreiro, e foi definitivamente envolvidos na


modernização da eugenia. No entanto, creio que as implicações políticas e
religiosas e científicas de sua pesquisa foram levados por outras pessoas para
usar como um meio para transformar a população para a bolha gelatinosa e
inconsciente, que é hoje.

A evolução pode ser reproduzido em laboratório, temos vindo a fazê-lo aos


cães por um tempo muito longo. A criação seletiva mostra traços como
desfavorável pode ser removido de uma espécie. Animais com genes que
tornam mais difícil para sobreviver o suficiente para reproduzir vai ter menos
filhos, alterando a composição genética das futuras gerações.

Matar um país mais forte e mais corajoso na guerra é um exemplo de "seleção


natural". Usando armas de radiação mutante, medicar alimento e
abastecimento de água, e manipulação ritual de acasalamento são um pouco
mais. As várias "igrejas" ter feito isso há séculos, através do controlo da
natalidade, a pobreza, e incutir normas sociais.

O facto de este se tornou um "Deus vs" Nenhum argumento é ridículo. "Deus"


e "Jesus" não são a única alternativa ao screwiness de poder-louca,
luciferianos Deus complexado, closet, caso, auto-declarado. Jesus, tal como
Marx e Darwin, era um gênio com a intenção de bem, que fez grandes avanços
do pensamento, só para tê-lo sequestrado como um veículo para manipular o
povo.

Para mim, a evolução é um pedaço de "Deus", o surpreendente adaptado à


prova de animais que cada ação tem uma causa e uma reação. Espero que em
breve os seres humanos que causaram o estado atual da ação, tentando orientar
a evolução da nossa espécie em um HG Wells ou classificar David Icke de
direção será atingido pela reação por aqueles de nós deixou no pool genético
com coragem eo poder de dedução, antes que seja tarde demais. Temo que ele
já pode ser.

Concordo com Diane. Temos de lançar o papai "no céu" mentalidade. Quer se
trate de Deus, Cristo, Lúcifer, Annunaki, os Illuminati ou Big Brother, não
pode prosperar nesta mentalidade.

Sarah disse (15 de março de 2010):

Eu só queria dizer que fiquei realmente impressionado com o seu artigo


"Darwin era um instrumento dos Illuminati". A evidência científica tem
revelado muito nos últimos dois século, que é ilógico negar a existência de um
criador. No entanto, o que é pior do que negar sua existência, está a trabalhar
directamente para o outro lado. Isso é o que os números illuminati estão
fazendo .. intencionalmente.

Cristianismo enfatiza a unidade familiar, e sua importância. É por isso que


deve ser eliminada antes da existência de uma Nova Ordem Mundial possa ser
implementado. Thanks for the article.

Sam disse (15 de março de 2010):

Ninguém poderia pensar olhar através de um livro de biologia celular e negar


o design inteligente. Os acadêmicos são prostitutas em um mundo de dor em
um presente. Darwin iria renunciar à sua própria teoria, ele foi imediatamente
apresentado com informação hoje

Conroy disse (14 de março de 2010):


Humboldt, o prussiano grande, tinha feito uma excursão anterior ao Sul e
América Central, mas não fazer quaisquer declarações evolutivo, e contribuiu
para um grande sistema de ensino.

Darwin (e mais tarde Marx, et al), utilizado [Humboldt] para estabelecer a


evolução, ... um conceito de homem evolui do macaco.

Isto enquadra-se a tentativa da elite para a humanidade downgrade, que foi


erguida em sua feudalismo idades escuras como servos, por Nicolau de Cusa
declaração renascimento do ágape, o homem à imagem de Deus, e do
reconhecimento dado como um cidadão com direitos e os benefícios de uma
nação Estado que tem a responsabilidade de bem-estar geral, que a elite quer
remover é global com cortes de austeridade e de cuidados de saúde foco. Em
seguida, as idades feudal vai voltar.

Christine disse (14 de março de 2010):

Quando eu era criança, me lembro de ser ensinada em aulas de ciência de que


uma teoria é um conceito científico que tem alguns indícios de ser verdadeira.
Principalmente porque pode ser reproduzido em laboratório por um
pesquisador científico.

Nessa base, a evolução não é uma teoria porque não pode ser reproduzido em
laboratório. No entanto, enquanto a evolução é chamada de teoria, é bastante
tratado como um fato sem provas alguma.

O registro fóssil apoia criação especial, não evolução. Espécies de animais


tendem a aparecer e desaparecer.

Para além da falta de dados científicos que o apoiam, a evolução não funciona
como uma teoria. Criaturas que estão "evoluindo" em outra criatura não seria
capaz de sobreviver em um ambiente em mudança.

Na verdade, os cientistas observaram que em circunstâncias normais, a nossa


atmosfera seria simplesmente deriva ao largo de qualquer outro gás e dissipar
em nada. Alguém está mantendo-o no lugar e cuidar para que através de vários
meios, a camada de ozônio, Cinturão de Van Allen, etc

Finalmente, o bispo O'Gara da China, um irlandês-canadense de nascimento,


sobreviveu a aquisição Comunista da China. Ele disse que a primeira coisa
que os Reds fizeram foi empurrar a evolução. Por seu lado, os chineses tinham
alguma crença em Deus e encontrou a falsa noção de ser descendente de
macacos a ser ofensivo.

Os comunistas chineses tiveram de cacete e brutalizar o chinês em sua


apresentação pelo assassinato em massa e de doutrinação. Quando o Bispo
O'Gara foi resgatado da China, ele chegou à E.U.A. para nos alertar sobre os
Reds. Para sua decepção, ele descobriu que muitos americanos já haviam
sofrido uma lavagem cerebral para acreditar na evolução, que é aparentemente
uma espécie de falsa religião para muitos.

Diane disse (14 de março de 2010):

Darwin foi um figurante Illuminati? Provavelmente. Mas isso não significa


que ele não foi em grande parte correto. Eu suspeito que Zacarias Sitchin está
mais perto da verdade em relação à origem do Homo sapiens sapiens.

Sobrevivência do mais forte é um fato da vida. Cooperação social pode


melhorar as chances para aqueles que podem sobreviver ou mesmo prosperar
se dado uma ajuda considerável. A pergunta final é onde traçar a linha para
decidir se a ajudar os mais fracos entre nós. As circunstâncias mudam, a
localização da linha tem de mudar. Todos nós traçar a linha em algum lugar,
mas a maioria de nós realmente fazê-lo sem pensar nisso. Nós
inconscientemente absorver os critérios durante a nossa educação, e como os
adultos que têm dificuldade para resolver o problema de frente.

O debate atual do cuidado de saúde é em grande medida, uma discussão sobre


onde traçar a linha. Infelizmente não é possível para que todos recebam os
melhores cuidados de saúde, porque os custos dos melhores cuidados para
toda a gente vai sempre ultrapassar a capacidade de todos, mesmo todos juntos
para pagar por ele.

Socialismo apelos aos nossos critérios inconscientemente absorvido. Muitos


de nós sentimos como se deve tratar a todos como se fossem da família, e
deixar o governo ser o mecanismo para fornecer a assistência social. O fato de
que o socialismo não funciona a longo prazo, deve ajudar-nos a perceber que
precisamos pensar e discutir uns com os outros sobre logicamente, para onde
desenhar a linha.
Há um núcleo de verdade no raciocínio dos Illuminati. Eles são predadores, e
se reconhecem como tal, e eles se sentem com direito a tratamento não-
predadores como a sua presa. Eles ficam impunes porque a maioria de nós se
comportam como animais de rapina, em busca de segurança no rebanho.

Eu pessoalmente não acho que o problema pode ser resolvido enquanto a


maioria dos humanos são doutrinados para acreditar em um papai do céu
quem vai cuidar deles, ou pelo menos eventualmente punir aqueles que nos
maltratam. É hora de o rebanho humano para crescer e parar de se comportar
como crianças perpétua. Só então a massa de pessoas psicologicamente
normais, ser capazes de cooperar de forma inteligente para nos defender
contra a pequena percentagem de predadores entre nós.

Conta disse (14 de março de 2010):

Não, ele não estava. A evolução é grosseiro e torcida para falsamente


racionalizar "o poder está certo" e é contrária à religião. Não é.

http://www.cli.gs/DarwinReconsidered

Andrew disse (14 de março de 2010):

Interessante artigo e para mim (como alguém que foi educado nesse tipo de
coisa) não é totalmente inesperado após todo este tempo. Mesmo que eu
passei muitos ouvidos aprender sobre a "evolução" e não duvido que haja pelo
menos alguma verdade para ele (porque os organismos que comprovadamente
se adaptar às mudanças ambientais), "darwinismo" é claramente pernicioso e
errado. Tem sido usada para justificar o comportamento humano diabólico.

No entanto, atacando uma área da ciência chamada de "darwinismo" está


faltando o ponto. O verdadeiro ponto de ataque deve ser a idéia de
"uniformitarianism", ou seja, que os processos observados hoje são
exatamente os mesmos como eram no passado. O fato é que não sabemos que
isso é verdade, primeiro porque nós mesmos temos vidas tão curto e em
segundo lugar porque não existem fontes de informação sobre o passado que
pode ser interpretado de forma inequívoca. Isso ocorre porque as fontes antes
de registros históricos têm sido sistematicamente destruídos ou suprimidos, eo
que resta é "interpretado" sujeito a "negação plausível" - eu me encontro de
acordo com William R. Lyne a esse respeito. Ver
http://www.bibliotecapleyades.net/ciencia/pentagonaliens/pentagonaliens00a.
htm # verossimilhança para sua tomada sobre isso e "energia alternativa".

De cosmologia a microbiologia e genética, não há nada de que podemos estar


certos, porque todos os dados são filtrados de acordo com a forma como eles
se encaixam com as teorias atuais. Na ciência, as hipóteses devem cair, se
forem falsificados, mas tudo o que a ciência parece ter sido falsificada há
muito tempo, com a máquina "lucrativa" apenas a moagem por unanimidade.
O recente "Climategate" demonstrou tudo isso perfeitamente - não só é a
teoria falsificados, assim era a "evidência" que deveria apoiá-lo! Da mesma
forma a idéia de que uma vez que a gravidade é insuficiente para explicar o
comportamento do universo observável, deve haver algum adicional,
"matéria" observável obrigatório que todos juntos pela atração gravitacional.
Isso é bobagem. Ir para http://www.holoscience.com/ e leia o que dizem sobre
isso lá. Você pode ver por que alguns de nós, que foram treinados em ciências,
não pode tolerar que mais?

A ciência é sobre fazer perguntas e tentar se aproximar de uma imagem mais


exacta da realidade. Como podemos fazer isso quando os quadros muito
conceituais sob as quais trabalham são comprovadamente falsas?

Darwinismo - O assunto proibido

por Richard Milton

Copyright 2005 por Richard Milton


http://www.alternativescience.com/
Reproduzido com permissão.

Não se trata de investigação científica do darwinismo que é proibido - o


debate do público dos resultados dessa investigação. A maioria das pessoas
educadas e racionais vai encontrá-lo quase impossível acreditar que o debate
do darwinismo através de jornais mainstream e os principais canais de TV é
proibido . eu continuo a achar que é difícil acreditar mesmo.

O artigo abaixo foi encomendado e posteriormente censurada pela Times


Higher Education Supplement. (As circunstâncias em que veio a ser
censurado, após a intervenção do Dr. Richard Dawkins, são descritos nas
páginas em Censura Científico).
Os leitores do Times Higher Education Supplement (uma grande parte dos docentes da
Universidade da Grã-Bretanha) foram assim impedidos de aprendizagem de seus
conteúdos. Agora você tem os fatos antes de você e pode fazer a sua própria mente.

Neo-darwinismo: o momento de reconsiderar

Era a dazzling ganhos feitos pela ciência e tecnologia no século XIX, através da aplicação
da análise racional que levou as pessoas a pensar em aplicar razão para outros campos.

Após o sucesso brilhante da razão e do método de Física e Química - especialmente na


medicina - era natural que a ciência para tentar aplicar a mesma ferramenta analítica para os
problemas mais difíceis e complexas: a sociedade humana e dos assuntos económicos;
psicologia humana e até a origem eo desenvolvimento da própria vida. O resultado foi a
grandes filosofias mecanicistas do século passado: o marxismo, o freudismo e do
darwinismo.

O simplicidades e certezas destes sistemas reflete a vida intelectual bem-ordenada da


sociedade vitoriana com seus valores e preconceitos autoritário institucionalizado. Agora,
um século mais tarde, todos os três sistemas têm o seu curso, foram medidos pela história, e
foram finalmente encontrado a insuficiência de instrumentos de explicação.

Ao contrário de Marx e Freud, Darwin continua a ser apreciado tanto como um pensador
extremamente original e como um pesquisador cuidadoso (o seu estudo de cracas fósseis
continua a ser um exemplo de livro texto para paleontólogos). Mas a teoria que leva seu
nome se transformou, nos primeiros anos deste século, na teoria, mecanicista reducionista
do neo-darwinismo: a teoria de que seres vivos são máquinas cujo único objetivo é a
replicação genética - uma questão de química e estatística, ou , nas palavras do professor
Jacques Monod, diretor do Instituto Pasteur, apenas uma questão de "oportunidade e
necessidade". 1

E enquanto a evidência para a evolução em si permanece persuasiva - especialmente as que


são encontradas homologias na anatomia comparativa e biologia molecular de muitas
espécies diferentes - muito da evidência empírica de que se acreditava anteriormente para
apoiar o neo-darwinista mecanismo de mutações aleatórias juntamente com a seleção
natural como a neve derreteu-se em uma manhã de primavera, através de uma melhor
observação e análise mais cuidadosa.

Sistemas marxista, freudiano e neo-darwinista de pensamento acabou por fracassar, pelo


mesmo motivo, que eles procuraram usar o reducionismo mecanicista para explicar e
predizer os sistemas que conhecemos hoje estão relacionadas com a complexidade, e não
pode ser explicado como a soma de suas partes.

No caso do neo-darwinismo, não era os mistérios da mente ou da economia que foram


explicados. Foi a origem do primeiro organismo unicelular nos oceanos primitivos, e seu
desenvolvimento nos reinos animal e vegetal de hoje por um processo estritamente cego de
chance de mutação genética que trabalham com a seleção natural.
Nos primeiros cinco décadas deste século - o auge da teoria - zoólogos, paleontólogos e
anatomistas comparativas montadas as exposições impressionantes que gerações de
crianças em idade escolar têm visto em Museus de História Natural em todo o mundo: a
evolução da família do cavalo, o fósseis que ilustram a passagem dos peixes aos anfíbios
para répteis a mamíferos; ea descoberta surpreendente de espécies extintas, como
"Archaeopteryx", aparentemente meio réptil, meio ave.

Nas últimas décadas sucessivas, essas exposições foram primeiro disputado, em seguida,
rebaixado e, finalmente, relegados para obscuros porões do museu, como a pesquisa ainda
mostrou que eles sejam danificados ou errada.

Qualquer pessoa educada em um país ocidental nos últimos quarenta anos deve se lembrar
que está sendo mostrado um gráfico da evolução do cavalo de "Eohippus", um pequeno
cão-como a criatura no período Eoceno 50 milhões de anos, a "Mesohippus", uma ovelha
porte de animais de 30 milhões de anos atrás, acabou a "Dinohippus", o tamanho de um
pônei de Shetland.

Esta carta foi elaborada em 1950 pelo professor de Harvard da paleontologia George
Simpson, para acompanhar o seu livro de texto padrão, Cavalos, Que encapsula toda a
pesquisa feita pelo Museu Americano de História Natural na segunda metade do século
anterior.

Simpson claramente acreditava que seu depoimento foi incontestável, porque ele escreveu,
"A história da família do cavalo é ainda um dos mais clara e convincente para mostrar que
os organismos realmente evoluíram. . . Não há realmente nenhum ponto hoje em dia de
continuar a recolher e estudar fósseis apenas para determinar a evolução ou não é um fato.
A questão foi decidida respondida afirmativamente. 2

No entanto, pouco depois desta afirmação, Simpson admite, de passagem, que o gráfico que
ele chamou contém lacunas importantes que ele não tenha mencionado: uma lacuna antes
"Eohippus" e os seus antepassados desconhecidos, por exemplo, e outra lacuna depois
"Eohippus" e antes de sua suposta descendente "Mesohippus". 3O que é, cientificamente,
que liga estas espécies isoladas na carta famosa, se não for restos fósseis? E como poderia
tais exemplos alheios demonstrar uma ou outra mutação genética ou seleção natural?

Mesmo que, hoje, os ossos próprios têm sido relegados ao porão, o gráfico famoso com a
sua continuidade não comprovado ainda aparece nas exposições do museu e manuais, livros
didáticos, enciclopédias e palestras.

O notável "Archaeopteryx" também parece à primeira vista, confirma a concepção neo-


darwinista de aves de ter evoluído de répteis pequenos (o candidato mais favorecido pelo
neo-darwinistas é um pequeno dinossauro ágil chamado Coelosaur, e esta é a explicação
oferecida por maioria dos livros de texto e museus.) Na verdade, essa descida é impossível
porque coelosaurs, em comum com a maioria dos outros dinossauros, não possuem ossos
colarinho enquanto o "Archaeopteryx", como todos os pássaros, tem uma clavícula
modificado para suportar os seus músculos peitorais.4Novamente, como pode um fóssil
isolado, no entanto, notável, provas de mutação benéfica ou seleção natural?
Neo-darwinistas foram rápidos em afirmar que descobertas modernas da biologia molecular
apoiado a sua teoria. Disseram, por exemplo, que se você analisar o DNA, o código
genético, das plantas e dos animais que você encontrar como de perto ou de longe eles
estão relacionados. Seqüências de DNA que permite estudar a elaborar a árvore
genealógica precisas de todas as coisas vivas e mostrar como eles são relacionados por um
ancestral comum.

Esta é uma reivindicação muito importante e central para a teoria. Se for verdade, isso
significaria que os animais neo-darwinistas dizem que estão estreitamente relacionadas,
como dois répteis, teria maior semelhança em seu DNA que os animais que não são tão
intimamente relacionados, como um réptil e uma ave.

Quinze anos atrás, os biólogos moleculares que trabalham sob o Dr. Morris Goodman da
Universidade de Michigan decidiu testar essa hipótese. Eles pegaram o DNA de
hemoglobina alfa de dois répteis - uma cobra e um crocodilo - que se diz por darwinistas
estar intimamente relacionados, eo DNA de hemoglobina de um pássaro, neste caso, uma
galinha de capoeira.

Eles descobriram que os dois animais que tinham _least_ seqüências de DNA em comum
foram os dois répteis, a cobra eo crocodilo. Eles tinham apenas cerca de 5% de seqüências
de DNA em comum - apenas um vigésimo de seu DNA de hemoglobina. As duas criaturas
cujo DNA foi mais eram o crocodilo eo frango, quando houve 17,5% de seqüências em
comum - cerca de um quinto. As semelhanças do DNA real foram os _reverse_ do previsto
pelo neo-darwinismo. 5

Ainda mais desconcertante é o fato de que radicalmente diferente código genético podem
dar origem a animais que se parecem exteriormente muito semelhante e apresentam
comportamentos semelhantes, enquanto as criaturas que se parecem e se comportam de
forma completamente diferente pode ter muito em comum geneticamente. Há, por exemplo,
mais de 3.000 espécies de sapos, todos que olham superficialmente o mesmo. Mas há uma
maior variação de DNA entre eles do que há entre o morcego ea baleia azul.

Além disso, se neo-darwinista idéias evolucionistas da mudança genética gradual fosse


verdade, então seria de se esperar para descobrir que organismos simples têm um DNA
simples e organismos complexos têm DNA complexo.

Em alguns casos, isso é verdade. O verme nematóide simples é um assunto favorito de


estudo de laboratório, porque o DNA contém um mero 100.000 bases de nucleotídeos. No
outro extremo da escala de complexidade, os seres humanos têm 23 cromossomos, que
contêm um total de 3.000 milhões de bases nucleotídeos.

Infelizmente, essa progressão promissora darwiniana é contrariada por muitos exemplos


contrários. Enquanto o DNA humano está contido em 23 pares de cromossomos, o peixinho
humilde tem mais do dobro, em 47. O caracol de jardim, mesmo humildes - não muito mais
do que uma bola de lodo em uma concha - tem 27 cromossomos. Algumas espécies de
roseira tem 56 cromossomos.
Assim, o simples fato é que a análise do ADN _não_ confirmar a teoria neo-darwinista. No
laboratório, a análise do ADN falsifica a teoria neo-darwinista.

Um golpe ainda mais prejudicial para a teoria foi a descoberta de que o cerne muito do neo-
darwinismo, a concepção original de Darwin da seleção natural, ou a sobrevivência do mais
apto, é fatalmente errado.

O problema é: como podem os biólogos (ou qualquer outra coisa) dizer quais as
características que constituem o animal ou planta de 'fitness' para sobreviver? Como você
pode dizer quais são os animais e as plantas se encaixam?

A resposta é que a única maneira de definir o ajuste se faz através de um post-hoc de


racionalização - o ajuste deve ser "os que sobreviveram". Enquanto a única maneira de
caracterizar exclusivamente aqueles que sobrevivem é como "o ajuste". A proposição
central da tese darwinista acaba por ser uma tautologia vazia.

C.H. Waddington, professor de biologia na Universidade de Edimburgo escreveu: "A


seleção natural, que foi a primeira considerada como se fosse uma hipótese que estava na
necessidade de confirmação experimental ou observacional, despeja em uma inspeção mais
próxima de ser uma tautologia, uma afirmação de uma inevitável embora a relação não
reconhecida anteriormente. Afirma que os indivíduos mais aptos, em uma população
(definidos como aqueles que deixam a maioria dos descendentes) vai deixar mais
descendentes. Quando a declaração for feita, a sua verdade é
aparente ". 6

George Simpson, professor de paleontologia na Universidade de Harvard, pretendia


restaurar o conteúdo para a idéia da seleção natural, dizendo: "Se geneticamente vermelho-
haired pais têm, em média, uma evolução maior proporção de crianças que loiras ou
morenas, em seguida, será no direção de cabelo vermelho. geneticamente Se os canhotos
têm mais filhos, a evolução será no sentido de ser canhoto. As características próprias, não
importa diretamente em tudo. Tudo o que importa é que deixa mais descendentes ao longo
das gerações. fitness seleção natural favorece apenas Se você definir fitness, deixando mais
descendentes. geneticistas Na verdade não defini-lo dessa maneira, que talvez confuso para
os outros. Para um geneticista, fitness tem nada a ver com saúde, força, boa aparência, ou
nada, mas eficácia na criação de animais. " 7

Observe as palavras: "As características próprias, não importa diretamente a todos." Esta
frase inocente fatalmente prejudica a concepção original de Darwin chave: que cada animal
é especial características físicas são o que o torna apto para sobreviver: pescoço comprido
da girafa, olhar aguçado de águia, ou milhas a chita é um sprint de 60 horas.

Reformulação Simpson significa tudo isso deve ser descartado: não é directamente as
características que importa - é a capacidade dos animais para se reproduzir. A corrida não é
para o veloz, afinal de contas, mas apenas para o prolífico. Assim como o neo-darwinismo
pode explicar a enorme diversidade de características?
Não são apenas idéias neo-darwinista falsificado pela pesquisa empírica, mas outras
constatações intrigantes e extraordinárias vieram à luz nas décadas mais recentes, sugerindo
que a evolução não é cego, mas é, de alguma forma desconhecida _directed_. Os
experimentos de Cairns em Harvard e Hall da Universidade de Rochester sugerem que os
microorganismos podem se transformar em uma forma que é benéfica.8

Experimentos com plantas de tabaco e do linho demonstrar alteração genética por meio dos
efeitos dos adubos sozinho.9Experimentos com ascídias e salamandras, desde a década de
1920 surgiu para demonstrar a herança de características adquiridas.10Além disso, como Sir
Fred Hoyle salientou, fósseis de microrganismos têm sido encontrados em meteoritos,
indicando que a vida é universal - não quebrar uma sorte na sopa primordial. Esta opinião é
partilhada por Sir Francis Crick, co-descobridor da função do DNA.11

À luz das descobertas deste tipo, a sabedoria recebida do neo-darwinismo não é mais
recebido tão acriticamente. Uma nova geração de biólogos é submeter a teoria à luz fria da
investigação empírica e encontrá-la inadequada; cientistas como o Dr. Rupert Sheldrake, o
Dr. Brian Goodwin, professor de biologia na Universidade Aberta e Dr. Peter Saunders,
professor de Matemática no King's College London .

Não surpreendentemente, o trabalho dessa nova geração é uma heresia para os antigos.
Quando o livro de Rupert Sheldrake A Nova Ciência da Vida com a sua revolucionária
teoria da ressonância mórfica foi publicado em 1981, o editor da Revista "Nature", John
Maddox, publicou um editorial chamando para o livro para ser queimado - um sinal claro
de que Sheldrake é para algo importante, muitos vão pensar. 12, 13

O clima atual na biologia foi sintetizada recentemente por Sheldrake como, "Em vez de
trabalhar na Rússia, sob Brehznev. Muitos biólogos têm um conjunto de crenças no
trabalho, suas crenças oficiais, e um outro conjunto, suas crenças reais, que podem falar
abertamente sobre apenas entre amigos. Eles podem tratar as coisas vivas como mecânico
no laboratório, mas quando vão para casa, eles não tratam as suas famílias como máquinas
inanimadas.

É um aspecto estranho da ciência no século XX que, enquanto a física teve de submeter-se


a indignidade de um princípio de incerteza e físicos se acostumaram a entidades estranhas,
tais como matéria-ondas e partículas virtuais, muitos de seus colegas no corredor em
biologia parecem não ter notado a revolução da eletrodinâmica quântica. Tanto quanto
muitos biólogos estão em causa, a matéria é feita de bolas de bilhar que colidem com a
certeza de Newton, e eles exercem na construção de modelos moleculares de ping-pong
bolas coloridas.

Um dos cientistas mais notáveis do século XX e Prémio Nobel, o físico Max Planck,
observou que, "Uma nova verdade científica não triunfa convencendo seus oponentes e
fazê-los ver a luz, mas porque seus oponentes finalmente morrem e uma nova geração
cresce até que esteja familiarizado com ele. "
Pode ser mais uma década ou mais antes como uma nova geração cresce e restaura rigor
intelectual para o estudo da biologia evolutiva.

Referências
Ed [1] Monod, Jacques, 1972. O acaso ea necessidade. William Collins. Glasgow.

[2] Simpson, George G. 1951. Cavalos. Oxford University Press.

[3] Simpson, George G. 1951. Cavalos. Oxford University Press.

[4] Norman, David. 1985. Enciclopédia dos Dinossauros. Salamander Books. Londres.

[5] Patterson, Colin, apresentação ao Museu Americano de História Natural, 5 de Novembro de 1981.

[6] Waddington, C.H., 1960, Adaptação evolutiva em Imposto Vol. 1, pp 381-402.

[7] Simpson, George G. 1964, Esta visão da vida, Harcourt Brace and World. Nova York.

[8] Cairns, J., J. Overbaugh, S. Miller. 1988. A origem dos mutantes. Em Natureza 335: 142-145.

Hall, Barry G. setembro 1990. Mutações espontâneas que ocorrem mais freqüentemente quando vantajosa do que
quando neutro. Em Genética Vol. 126, pp. 5-16.

[9] Durrant, Alan. 1958. Condicionamento ambiental de linho. em Natureza, Vol. 81, p. 928-929.

Hill, J. 1965. Ambiental indução de mudanças hereditárias em Nicotiana rustica. em Natureza, Vol. 207, pp. 732-734.

Cullis, C.A. 1977. Aspectos moleculares da indução de mudanças ambientais hereditárias em Linho. em
Hereditariedade. Vol. 38, p. 129-154.

[10] Cf. Koestler, Arthur. 1978. O caso do sapo-parteiro. Hutchinson. Londres, por conta de um dos experimentos de Paul
Kammerer, no Instituto de Viena para a Biologia Experimental 1903-1926.

[11] Hoyle, F. 1983. O Universo Inteligente. Michael Joseph Londres.

Veja também, Crick, Francis, 1981. A própria vida. Macdonald. Londres.

[12] Sheldrake, Rupert, 1988 edn. A Nova Ciência da Vida, Paladin Londres.

[13] Natureza 1981, vol. 293, pp 245-246.

Copyright 2005 por Richard Milton


http://www.alternativescience.com/
Reproduzido com permissão.
Darwin não trabalha mais aqui

Richard Milton passou cerca de vinte anos estudando a


geologia e paleontologia das ilhas britânicas antes de
escrever Quebrando os mitos do darwinismo.

"Foi a ausência de fósseis de transição que primeiro me fez


questionar a idéia dele de mudança gradual. Apercebi-me,
também, que os procedimentos utilizados para datar rochas
eram circulares. Rocks são usados para datar fósseis: os
fósseis são usados para datar rochas. Partir daqui Comecei a
pensar o impensável: o darwinismo poderia ser
cientificamente falho? "

"Eu me tornei um visitante quase diariamente no Museu de


História Natural, olhando mais de perto novamente em todas
as provas do famoso eu tinha sido ensinado sobre: a
evolução dos cavalos, o Archaeopteryx - meio-réptil, meio
ave - a mariposas, o tentilhões de Galápagos e todos os outros totens do darwinismo ".

"Um após outro eles desmoronaram como eu lhes submetidos ao mesmo exame de rotina
jornalística. No começo eu pensei que deve estar enganado -, então comecei a descobrir um
por um, os muitos cientistas ao redor do mundo que já haviam realizado o imperador não
tem roupas, mas que não podem falar para fora, sem comprometer suas carreiras e até
mesmo os seus empregos ".

"Neste momento meus longos anos como jornalista assumiu e eu comecei a virar pedra
depois de pedra e fazendo uma descoberta surpreendente após o outro. Na verdade, todo o
trabalho científico para mostrar que o darwinismo não é realmente o trabalho já havia sido
feito. Plenty das pessoas com uma agenda religiosa tentou derrubar a teoria. Mas ninguém
conseguiu juntar tudo antes do ponto de vista puramente científico ".

"Como jornalista de ciência e escritor com uma paixão para a geologia e paleontologia - e
não as convicções religiosas para entrar em forma - Eu estava numa posição única para
investigar e informar sobre o estado da teoria de Darwin em 1990. O resultado foi
inequívoca. Darwin não trabalha mais aqui ".

Copyright 2005 por Richard Milton


http://www.alternativescience.com/
Reproduzido com permissão.

Sobre o Autor

Anteriormente um engenheiro de concepção, Richard Milton foi um escritor, jornalista e


radialista há mais de 30 anos escrevendo principalmente sobre ciência e tecnologia. Ele é o
autor de cinco livros, tanto de ficção e não-ficção e fala regularmente na Grã-Bretanha e os
Estados Unidos. Seus títulos "Ciência Alternativa" e "Quebrando os mitos do darwinismo"
foram publicados na Grã-Bretanha e na América e, na tradução, em países que incluem
Itália, Grécia, Alemanha, Japão e Tailândia.

Seus sites da Web incluem


www.AlternativeScience.Com Uma visão alternativa da descoberta científica e uma olhada
em alguns casos marcantes da anômala descobertas
científicas sendo ignoradas.

www.ThePRtrainingCentre.Com O PR Centro de Formação oferece cursos de formação


regular mensal PR e cursos de web marketing e web PR.

www.doyourownpr.org Richard Milton best-seller manual de gestão de leitura de Do-


It-Yourself PR é essencial para as pessoas ocupadas no
mercado.
www.PressTraining.Com Press Treinamento Ponto Com oferece treinamento intensivo
de mídia anunciou em um um-para-uma base para excutives
seniores que têm de enfrentar a imprensa.