Você está na página 1de 3

Historia e Segredos do Regedit:

O que é o Registro do Windows?


O registro surgiu com o Windows 95. Até então o Windows fazia uso de arquivos *.ini.
Havia um arquio *.ini para cada aplicativo do Windows. O registro do Windows,
atualmente, nada mais é que um banco de dados repleto de informações sobre o sistema
operacional, os usuários, o computador e os programas utilizados.

Ainda hoje existem arquivos *.ini no Windows, mas o registro assumiu a maior parte do
controle do sistema e de suas configurações. Com o registro o Windows fica mais bem
organizado e compartilha arquivos de forma mais eficiente. É o registro que permite a
um aplicativo ser instalado sem adicionar bibliotecas redundantes de arquivos ou ser
desinstalado sem remover componentes (arquivos *.dll, *.ocx e outros) que são também
utilizados por outros aplicativos.

Quando você instala um programa, ele inclui muitas chaves no registro do Windows. É
por isso que um programa não pode ser simplesmente deletado do HD, quando você não
mais pretende usá-lo. Era assim no sistema MS-DOS. No Windows, o programa precisa
ser desinstalado de forma correta, a fim de eliminar suas chaves do registro. Também as
configurações de hardware ficam gravadas no registro.

Editor do Registro
O Windows tem um editor de registro: O Regedit. Se você clicar em Iniciar,
Executar… e digitar “regedit” (sem aspas), o Windows vai abrir o editor. Você
encontrará no editor de registro do Windows duas janelas. Na janela da esquerda você
encontrará uma listagem de chaves do tipo HKEY_CLASES_ROOT,
HKEY_CURRENT_USER etc. Algumas dessas chaves possuem vínculos entre si. As
chaves possuem outras chaves e subchaves. O regedit permite modificar chaves e
valores. No entanto em princípio isso é uma coisa que somente administradores e
usuários avançados devem fazer, porque uma mudança errada pode criar sérios
problemas para o funcionamento do sistema ou até mesmo impedir o Windows de
continuar funcionando.

Modificando chaves e valores


Muitas das dicas para Windows disponíveis no Liae apontam para a edição do registro.
Se você estiver absolutamente certo de que é capaz de efetuar a mudança sugerida de
maneira correta, não haverá nenhum risco em fazê-lo. As dicas do AEsp são resultado
de estudos e testes em mais de uma máquina, em configurações diferentes do Windows.
No entanto, considere a possibilidade de ser feita uma edição errada. De repente
confunde-se uma chave com outra e erra-se numa modificação qualquer. É
recomendável, portanto, manter sempre um backup (cópia de segurança) do registro.

Importando e exportando arquivos do Registro


Os arquivos *.reg são associados ao registro. Pelo menu do Regedit você pode importar
e exportar arquivos *.reg. Os arquivos *.reg são usados por muito aplicativos que
importam arquivos do registro. Você poderá importar arquivos .REG para o registro
dando um clique duplo nele. Você pode exportar arquivos *.reg para fins de bakcup.
Você poderá até mesmo exportar todo o registro. Não crie backup do registro dessa
última forma. Você não será capaz de fazer a restauração dele se o sistema não mais
funcionar. No entanto, muitas vezes poderá ser útil fazer backup de uma chave do
registro. Para exemplificar melhor, temos aqui o arquivo Menu.zip que contém dois
arquivos *.reg. Faça o download dele e o descompacte. O arquivo menu rápido.reg
serve para aumentar a velocidade com que o Windows abre o menu iniciar e os itens
Favoritos do seu Browser. Você pode importá-lo para o registro. Faça isso usando o
menu Importar do editor de registro ou dando clique duplo no arquivo. Se quiser
desfazer o menu rápido, use o outro arquivo.

Backup do Registro
Backup integral do registro pode ser feito facilmente com o programa Erunt. Tempos
houve em que muitas configurações avançadas do Windows dependiam do registro.
Hoje a maioria dessas configurações podem ser feitas através de programas tweaks. O
programa Tweak UI, da Microsoft, por exemplo, nada mais faz que automatizar tarefas
que você poderia fazer manualmente, editando chaves do registro. O Windows XP
Profissional também permite configurações avançadas através das Diretivas de Grupo.
Entra-se nas Diretivas de Grupo digitando “gpedit.msc” (sem aspas) no prompt de
comando (CMD), ou no Menu Iniciar, Executar…

Limpeza do Registro
À medida em que programas são instalados e desinstalados, muito lixo pode ser
acumulado no registro: atalhos que não existem mais, sobras de programas
desinstalados etc. Você pode usar o programa RegCleaner para fazer limpeza do
registro.

Otimizando o Registro
Você pode também otimizar o registro, fazendo um desfragmentação e eliminando
informações redundantes, através do programa NTRegOpt. Com isso você obtém um
registro menor e uma maior performance para o Windows.

Proteção extra para o Registro


RegistryProt é um programa freeware (gratuito) que monitora o registro do Windows
em tempo real. Monitorando as chaves do registro, o programa alerta sempre que uma
mudança é feita ou alterada, dando a opção para aceitar ou rejeitar a troca. Isto lhe dará
uma proteção garantida contra trojans e vírus de script.

Já o RegShot é um pequeno utilitário que permite criar uma imagem do registro e


comparar com outra. Após ter instalado novos softwares ou feito alterações no sistema,
você poderá conferir uma lista de todas as modificações existentes no registro, entre
uma imagem criada e outra. Um backup do registro pode também ser feito no formato
*.hiv para restauração futura.