Você está na página 1de 20

O QUE É MÚSICA?

Música é a arte de combinar bem os sons e o tempo, ou ritmo.

PROPRIEDADES ESSENCIAIS DO SOM

Um som tem quatro propriedades essenciais:


1. Duração: tempo que sustenta um som;
2. Altura: significa considerar o grave e o agudo do som;
3. Intensidade: é o volume do som;
4. Timbre: refere-se aos sons produzidos pelos diferentes instrumentos
musicais.

Observação: qualquer som tem altura, intensidade e timbre,


é bom lembrar que somente um som musical
tem as quatro propriedades essenciais.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DA MÚSICA

- Melodia: é a música em si. As notas são executadas uma por uma,


obedecendo a uma determinada escala;
- Harmonia: é o acompanhamento da melodia. As notas são executadas
simultaneamente obedecendo a uma combinação de sons;
- Compasso: é a contagem de tempo da música. Existem três tipos de
compasso:
1º. Binário – possui dois tempos;
2º. Ternário – possui três tempos;
3º. Quaternário – possui quatro tempos.
- Ritmo: é a pulsação da música. Trabalha em conjunto com o compasso.

NOTAÇÃO MUSICAL

As notas musicais são sete:


1. DO 2. RE 3. MI
4. FA 5. SOL 6. LA e 7. SI.

Program Music and Life - Pág. 1


O QUE É PENTAGRAMA?

Pentagrama, também chamado de pauta, é o conjunto de cinco


linhas paralelas, horizontais e eqüidistantes, formando entre si quatro
espaços.

Contam-se, de baixo para cima, os espaços e as linhas do pentagrama:

5ª. linha
4º. espaço
4ª. linha
3º. espaço
3ª. linha
2º. espaço
2ª. linha
1º. espaço
1ª. linha

As linhas e os espaços do pentagrama não são suficientes para escrever


todas as notas que precisamos, então acrescentamos linhas e espaços ao que
chamamos: linhas e espaços suplementares (superiores e inferiores).

O QUE SÃO LINHAS E ESPAÇOS


SUPLEMENTARES?

As linhas e os espaços do pentagrama não são suficientes para escrever


todas as notas que precisamos, então acrescentamos linhas e espaços ao que

Program Music and Life - Pág. 2


chamamos: linhas e espaços suplementares (superiores e inferiores).

Nota: a nota LA (grave) localiza-se na 2ª. linha suplementar inferior.


Para escrever a nota precisamos antes desenhar
a 1ª. e a segunda linha suplementar inferior,
e só então, depois disso
escrevemos a nota na 2ª. linha suplementar inferior.

_______________________________________________________________________

O QUE É CLAVE?

Clave - é o sinal escrito no início do pentagrama. Serve para dar nome e


altura às notas musicais.
Existem três tipos de clave:

Program Music and Life - Pág. 3


SÍMBOLOS DE ALTERAÇÃO

Alguns sinais são utilizados para modificar os sons das notas naturais.
No teclado as notas naturais são representadas pelas teclas brancas.

Os símbolos mais conhecidos são:


(#) sustenido – aumenta ½ tom
(b ) bemol – diminui ½ tom

Os demais símbolos de alteração são:


(i ) dobrado-sustenido – aumenta 1 tom
(bb ) dobrado-bemol – diminui 1 tom

E por fim:
(f) bequadro – anula a função de qualquer símbolo de alteração musical.

Para entender a função de cada um destes símbolos, precisamos


também entender duas definições musicais:
TOM – é a maior distância entre dois sons consecutivos que o ouvido
humano conseguir distinguir.
SEMITOM - é a menor distância entre dois sons consecutivos que o
ouvido humano conseguir distinguir.

A LOCALIZAÇÃO DAS NOTAS NO VIOLÃO


Program Music and Life - Pág. 4
Para localizarmos as notas no braço do violão precisamos antes
conhecer as notas que equivalem as cordas soltas:
De baixo para cima temos: mi la re sol si mi

6ª c. 5ª c. 4ª c. 3ª c. 2ª c. 1ª corda

A CLAVE DE SOL E
A DISTRIBUIÇÃO DAS NOTAS
NO PENTAGRAMA
Importante:

Existem notas de sons médios, graves, agudos e agudíssimos. Para


decorar o lugar de cada uma das notas selecione as notas que ficam nas
linhas e depois as que ficam nos espaços.

Program Music and Life - Pág. 5


Exercício1. Observando a localização acima das notas de sons médios
ligue as colunas corretamente:

Do º » 1º. espaço do pentagrama


Re º » 2º. espaço do pentagrama
Mi º » 1º. espaço suplementar inferior

Fa º » 3ª. linha do pentagrama


Sol º » 2ª. linha do pentagrama
La º » 1ª. linha do pentagrama
Si º » 1ª. linha suplementar inferior

Program Music and Life - Pág. 6


Exercício 2. Observando a localização acima das notas de sons graves
ligue as colunas corretamente:

Re grave º » 2º. espaço suplementar inferior


Mi grave º » 3º. espaço suplementar inferior
Fa grave º » 4º. espaço suplementar inferior
Sol grave º » 2ª. linha suplementar inferior
La grave º » 3ª. linha suplementar inferior
Si grave º » 4ª. linha suplementar inferior

Exercício 3. Observando a localização acima das notas de sons


agudos ligue as colunas corretamente:

Program Music and Life - Pág. 7


Do agudo º » 2º. espaço suplementar superior
Re agudo º » 1º. espaço suplementar superior
Mi agudo º » 4º. espaço do pentagrama
Fa agudo º » 3º. espaço do pentagrama
Sol agudo º » 1ª. linha suplementar superior
La agudo º » 5ª. linha do pentagrama
Si agudo º » 4ª. linha do pentagrama

Devemos utilizar o número de até 4 linhas suplementares inferiores e


linhas suplementares superiores.

Observação: Para as notas de sons agudíssimos utilizaremos duas setas


acima do nome da nota.

Exercício 4. Observando a localização acima das notas de sons


gravíssimos ligue as colunas corretamente:

Do agudíssimo º » 4º. espaço suplementar superior

Program Music and Life - Pág. 8


Re agudíssimo º » 3º. espaço suplementar superior
Mi agudíssimo º » 4ª. linha suplementar superior
Fa agudíssimo º » 3ª. linha do pentagrama
Sol agudíssimo º » 2ª. linha suplementar superior

Exercício 5. Observe como é escrita uma clave de sol passo a passo e


nos pentagramas abaixo procure escrever várias vezes a clave de sol completa
(conforme no quinto quadro), até que você consiga desenhá-la bem bonitinha.

Program Music and Life - Pág. 9


VAMOS REVISAR O QUE APRENDEMOS?

Complete o que falta:

O QUE É MÚSICA?
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________.

PROPRIEDADES ESSENCIAIS DO SOM

Um som tem _________________________ propriedades essenciais:


• Duração: tempo que sustenta um som;
• Altura: significa considerar o ______________ e o agudo do som;
• __________________________________: é o volume do som;
• Timbre: refere-se aos ________________________________
produzidos pelos diferentes instrumentos musicais.

Existem vários tipos de sons:

1. Ruídos – sons que duram _________________ tempo. Ex.: o tilintar de


um telefone, __________________________________________, etc.;
2. Sons ________________________ – sons de duração certa e definida.
Ex.: o dedilhado das cordas do violão, a voz humana a cantar, etc.

ELEMENTOS ESSENCIAIS DA MÚSICA

1. Melodia: é a música em si. As notas são executadas uma por uma


obedecendo a uma determinada ____________________________;

-10-
2. Harmonia: é o ______________________________ da melodia. As notas
são executadas _______________________________________ obedecendo a uma
combinação de sons;
3. Compasso: é a ___________________________ de tempo da música.
Existem ___________________ tipos de compasso:
1º.) Binário – possui _______________ tempos;
2º.) Ternário – possui ____________________ tempos;
3º.) Quaternário – possui _________________________ tempos.
4. Ritmo: é a ______________________________ da música. Trabalha em
conjunto com o ________________________________.

NOTAÇÃO MUSICAL

As notas musicais são sete: _____, _____, _____, _____, _____, _____ e
_____.

SÍMBOLOS DE ALTERAÇÃO

Alguns sinais são utilizados para ________________________os sons das


notas naturais.
No teclado as notas naturais são representadas pelas
________________________________ e as teclas pretas acomodam as notas
alteradas.

Os símbolos mais conhecidos são:


(#) ___________________________ – aumenta ½ tom
(b ) bemol – ________________________ ½ tom

Os demais símbolos de alteração são:


(i ) dobrado-sustenido – aumenta __________________________.
(bb ) ________________________________________ – diminui 1 tom

E por fim:
(f) bequadro – ______________________________ a função de qualquer
símbolo de alteração musical.

Para entender a função de cada um destes símbolos, precisamos


também entender duas definições musicais:

-11-
Tom - _____________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________.

Semitom - _________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________.

PENTAGRAMA:

Para escrever música utilizamos o pentagrama que é o conjunto de


____________________ linhas e _____________________ espaços paralelos,
horizontais e eqüidistantes. As linhas e os espaços do pentagrama são
contados de _______________________________ para cima.

LINHAS E ESPAÇOS SUPLEMENTARES:

As linhas e os espaços do pentagrama não são suficientes para escrever


todas as notas que precisamos, então acrescentamos linhas e espaços ao que
chamamos: linhas e espaços suplementares (____________________________ e
inferiores).
As linhas suplementares superiores, bem como os correspondentes
espaços contam-se da 5ª. linha da pauta para _________________________. As
linhas suplementares inferiores, bem como os correspondentes espaços
contam-se da 1ª. linha da pauta para _________________________.

-12-
Para escrever os símbolos musicais dentro do pentagrama, devemos
considerar a nota que desejamos alterar e assim, ao seu lado escrever a

alteração. Mas é importante perceber que a alteração deve ser escrita antes
da nota a ser alterada e no mesmo lugar dela, ou seja, se a nota estiver escrita
no 1º. espaço a alteração também será escrita no 1º. espaço, se estiver na 1ª.
linha, a alteração será escrita também na 1ª. linha, etc.

-13-
Escreva as alterações pedidas nas notas abaixo:

GRANDES MÚSICOS BRASILEIROS

-14-
Biografia: Luís Gonzaga
(Compositor, músico e cantor brasileiro)
Nasceu em 13-12-1912, Exu (PE)
Faleceu em 02-08-1989, Recife (PE).

Luís Gonzaga do Nascimento, conhecido também como "O Rei do Baião",


foi uma das mais completas e inventivas figuras da música popular brasileira.
Cantando acompanhado de sanfona, zabumba e triângulo, levou a alegria e
a sexualidade das festas juninas e dos forrós-de-pé-de-serra, bem como a
pobreza, as tristezas e as injustiças de sua árida terra, o sertão nordestino,
para o resto do país, numa época em que a maioria das pessoas desconhecia
o baião, o xote e o xaxado. Admirado por grandes músicos, como Gilberto Gil
e Caetano Veloso, o genial instrumentista e sofisticado inventor de melodia
e harmonias, ganhou notoriedade com as antológicas canções Baião (1946),
Asa Branca (1947), Siridó (1948), Juazeiro (1948), Qui Nem Giló (1949) e
Baião de Dois (1950). Nascido em Exu, interior de Pernambuco, filho do
sanfoneiro seu Januário, o melhor sanfoneiro do sertão pernambucano, a
quem tantas vezes homenageou, trabalhou na roça e animou os bailes da
região com sua sanfona. Partiu para o Sul do país, em 1939, depois de
ingressar no Exército e percorrer com o batalhão terras paraibanas, mineiras
(onde conheceu o famoso sanfoneiro Domingos Ambrósio, que lhe ensinou
mais sobre música) e paulistas. No Rio de Janeiro, deu baixa, disposto a
ganhar a vida com a música. Freqüentou inicialmente os prostíbulos da zona
do Mangue, tocando valsas, tangos e polcas. Em 1941, foi contratado no
programa de calouros de Ari Barroso, na Rádio Nacional, gravando, nos
primeiros tempos, muita música instrumental e tentando encontrar um novo
caminho no linguajar rural, compondo toadas. Em parceria com Humberto
Teixeira, fez o baião virar moda. Em 1946, a música de ambos intitulada
justamente Baião explodiu no mercado musical. A canção apresenta o gênero,
com uma letra que é um convite ao também novo ritmo de dança:

"Eu vou mostrar pra vocês


Como se dança o baião
E quem quiser aprender
É favor prestar atenção
Morena chegue pra cá
Bem junto ao meu coração
Agora é só seguir
Pois eu vou dançar o baião"

-15-
EXERCÍCIO: Notação Musical

Escreva as notas pedidas no pentagrama abaixo.

Clave do re mi sol sol mi fa fa

Clave do re mi sol sol fa mi

Clave do do re mi sol

Clave sol fa mi do fa

Clave mi mi re re mi

-16-
Clave re re do do

NUMERAÇÃO DOS DEDOS

Na mão direita ou esquerda os dedos recebem a mesma numeração.

Polegar – dedo 1

Indicador – dedo 2

Médio – dedo 3

Anular – dedo 4

Mínimo – dedo 5

-17-
CIFRAS

Antigamente as letras do alfabeto correspondiam às notas atuais, e é


ainda hoje prática consagrada por cifrados em partituras, para os mais
diversos instrumentos musicais na parte referente ao acompanhamento.

Quem simplificou a notação musical foi GUIDO D’AREZZO,


considerado “o pai da música moderna”.
Para que os seus alunos memorizassem com facilidade, extraiu do
“Hino a São João”, canção popular da época, a primeira sílaba das estrofes
e assim formou o nome das notas musicais.

TEXTO DO HINO A SÃO JOÃO

UTqueant laxis A fim de que possam


REsonare fibris teus servos cantar em
MIra gestorum altas vozes
FAmuli tuorum admiráveis
SOLve polluti feitos – absolve o
LAbii reatum crime do lábio impuro,
Sancte Ioannes ó São João.

Quanto à nota UT, sendo de difícil entoação, mudou-se para DO,


graças à iniciativa de João Batista DONI, que tomou a sílaba inicial de seu
nome (séc. XVIII). Transformação idêntica ocorreu com o SI, quando no
século XVII Lamais fundiu as primeiras letras do último verso do Hino a São
João (Sancte Ioannes).

-18- Program Music and Life


Por ordem musical temos:

C D E F G A B
do re mi fa sol la si

Hoje em dia, as cifras são utilizadas normalmente para simplificar o


nome dos acordes musicais, ou seja, para substituir a escrita da clave de fa.

Ao escrever os acordes e seus diferentes modos através das cifras


outros sinais e letras são adicionados:

U Acordes maiores - vem representados apenas pela cifra que


corresponde à primeira nota que forma o acorde. Exemplo: C (lê-se: do
maior), D (lê-se: re maior), etc.
U Acordes menores - vem representados pela cifra que corresponde
à primeira nota que forma o acorde + a letra m minúscula que indica a terça
menor do acorde. Exemplo: Cm (lê-se: do menor), Dm (lê-se: re menor), etc.
U Acordes com a sétima maior - vem representados pela cifra que
corresponde ao acorde maior ou menor + o número 7 com o sinal de mais
sobrescrito. Exemplo: C7+ (lê-se: do maior com a sétima maior), Dm7+ (lê-se:
re menor com a sétima maior), etc.
U Acordes com a sétima menor - vem representados pela cifra que
corresponde ao acorde maior ou menor + o número 7. Exemplo: C7 (lê-se: do
maior com a sétima menor), Dm7 (lê-se: re menor com a sétima menor), etc.
U Acordes com a quarta agregada - vem representados pela cifra que
corresponde à primeira nota que forma o acorde + o número 4. Exemplo: C4
(lê-se: do maior com a quarta agregada), F#4 (lê-se: fa sustenido com a
quarta agregada), etc.
U Acordes diminutos - vem representados pela cifra que corresponde
à primeira nota que forma o acorde + um círculo sobrescrito indicando que
o quinto grau é diminuto. Exemplo: CO (lê-se: do diminuto), F#O (lê-se: fa
sustenido diminuto), etc.

No caso de dissonâncias você terá cifras mais diferentes das citadas


acima. Observe a formação dos acordes abaixo:

-19- Program Music and Life


Cm7 b5 - lê-se: do menor com a sétima menor e a quinta diminuta.

Exerccício: Escreva como lemos as seguintes cifras dos acordes:


a) D7/9 - lê-se: ___________________________________________________
b) F9/7+ - lê-se: ___________________________________________________
c) C#7/9 - lê-se: ___________________________________________________

-20- Program Music and Life