Você está na página 1de 25

INTRODUÇÃO

Passei no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. E agora?


Como ser um advogado de sucesso?

Vou discorrer aqui sobre temas que não estudamos nem aprendemos na
faculdade de Direito. Como professor em diversas faculdades, sempre questiono isso
da direção das instituições, pois a meu ver, o bacharel em direito sai da faculdade
como um técnico, mas não sai preparado para o dia a dia da advocacia. Decidi então
falar sobre algumas lições que aprendi na escola da vida após mais de duas décadas
de advocacia, lecionando pelo país e na leitura de livros que não tratavam de assuntos
jurídicos.
Para ser mais didático, resolvi fazer essa apresentação em forma de conselhos.
Não que tenha idade ou conhecimento para dar conselhos, mas por entender que a
vida me ensinou muito, conselhos estes que eu gostaria de ouvir durante a faculdade,
mas não os ouvi. Sem dúvida se tivesse ouvido, o início seria mais fácil. São conselhos
que, repito, não obtive em livros de Direito. Não os escutei de meus professores. São
eles o resultado da luta diária de um advogado que já conta com 22 anos de profissão.
Seguem aqui, portanto, 41 conselhos para os jovens advogados.
Passei na OAB! E agora?
Sem dúvida alguma, ser um advogado de sucesso é um processo longo, mas
alcançável desde que se tenha planejamento, força de vontade, foco e
determinação.
Após cinco anos de faculdade de direito, especialização, mestrado e doutorado
você pensa que o sucesso é certo? Infelizmente, não é bem assim. Conhecimento
acadêmico é fundamental e é sem dúvida o primeiro passo nesta jornada em busca da
advocacia de excelência, mas o mercado atual extremamente competitivo exige mais
que conhecimento técnico.
Para conquistar clientes ou fidelizar os que já têm, é preciso ser diferenciado, seguir
regras básicas que este material irá servir como orientação.

02
INTRODUÇÃO

Em relação ao mercado de trabalho para os advogados, este está sempre aberto.


Isto porque, enquanto existir vida em sociedade, existirá a necessidade de aplicar
normas e leis para garantir a ordem e segurança.
O advogado tem como atividade representar e defender os interesses de seus
clientes seja pessoa física ou jurídica, com base nas leis vigentes do país. Um
advogado pode se especializar em diferentes vertentes do Direito, tais como Civil,
Trabalhista, Previdenciário, Penal, Ambiental, Eleitoral, Tributário e Empresarial.
A primeira etapa do trabalho de um advogado é entender a situação e objetivos
do seu cliente e tentar realizar um acordo entre as partes envolvidas sem a
necessidade de um processo jurídico. Se as partes não entrarem em acordo, é o
advogado quem elabora o caso para apresentá-lo ao Poder Judiciário.
Ser um advogado de sucesso requer muito mais do que ter um bom
conhecimento da lei. No meio de tanta concorrência, é necessário que o profissional
tenha outras qualidades para conquistar e manter uma boa clientela.

03
EIS ALGUMAS DICAS:

1. Planeje sua carreira


Se você quer advogar, é importante visualizar sua carreira. Se imagine em 2, 5
ou 10 anos. O que você deve fazer para que esse objetivo se concretize? Use as
perguntas a seu favor e entre em ação.

2. Comece aos poucos


Muitos advogados buscam apenas grandes contratos e grandes clientes. No
entanto, é preciso estar atento também aos pequenos clientes que também podem
trazer bons resultados. É aquele arroz com feijão do dia a dia. É o primeiro passo para
clientes melhores. Faça um bom trabalho e um vai falando ao outro. No início da
carreira, os clientes menores são essenciais para a divulgação e projeção do seu
nome, além de proporcionarem experiências para que você esteja pronto para os
grandes negócios.

3. Preze pela boa apresentação


Quando procuram um advogado, as pessoas precisam sentir confiança no
trabalho realizado para fechar o negócio. A boa apresentação não se limita a forma
como você se veste, mas também à boa organização e limpeza do escritório, ao
profissionalismo do cartão de apresentação e também a forma como você se
expressa, seja por meio de linguagem verbal, prezando por um português claro e
correto, ou não verbal, afinal suas expressões dizem muito sobre você.

06
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

4. Seja um advogado 'resolvedor de problemas'.


Sim, resolva. Porque o volume de processos cresce constantemente no Brasil e
o Judiciário não dá conta de acompanhar esse aumento da demanda, pois não investe
em tecnologia e pessoas.
Para José Guilherme Vasi Werner, membro do Conselho Nacional de Justiça, que
é também juiz do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro:
“É preciso incentivar e mediação e a conciliação para diminuir a litigância na Justiça. É
preciso que os advogados que saem das faculdades saibam encaminhar a solução dos
problemas sem depender de uma sentença do juiz”.
O mercado precisa de advogados mais preparados, porque a advocacia está
cada vez mais competitiva e sofisticada. A dica para você que está em início de
carreira é: estude profundamente e intensamente os assuntos. A única forma de você
elevar seu patamar de conhecimento é o estudo contínuo. A construção do seu
conhecimento é que permitirá que você resolva os problemas dos seus clientes com
facilidade, assertividade, praticidade e até com menor custo para os envolvidos.
Este é o perfil do advogado moderno.

07
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

5. Tenha visão empreendedora


Empreendedorismo é a palavra do momento nos negócios. Seja um advogado
empreendedor, pesquise sempre novos caminhos, oportunidades, relacionamentos.
Um advogado empreendedor é tecnicamente competente, suas petições são
objetivas, limpas, sem erros de português e sem exageros no “juridiquês”, ou
seja, passa o recado de forma fundamentada e vai direto ao ponto.
Um advogado empreendedor tem atitude, possui inteligência comportamental, é
estratégico, sabe delegar tarefas, liderar e administrar, perder prazos é
inadmissível nesta busca de sucesso.
É através dessas capacidades que o advogado cria seu diferencial, se posiciona
estrategicamente e começa uma carreira de sucesso.
Um advogado empreendedor encara a profissão como um negócio de fato e isso
inclui muito planejamento, metas, controle de gastos e recebíveis, além de sempre
estar atrás de soluções inovadoras.
Em qualquer área de atuação, é preciso saber administrar o próprio negócio.
Além de manter as finanças e os trabalhos organizados, é necessário planejar
estrategicamente: definir a área de atuação, fazer a divulgação dos serviços de
forma correta, determinar metas, planejar investimentos e inovações. Somente
desta forma, sua empresa estará pronta para crescer.

08
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

6. Esteja de olho nas oportunidades


Ser um advogado de sucesso está na capacidade de enxergar as
oportunidades de negócios que o cercam. Quem foca apenas em grandes contratos
perde chances em negócios menores que podem gerar uma boa projeção do seu nome
e do seu escritório, por exemplo. Sempre avalio a possibilidade de honorários e
algumas vezes a visibilidade que este trará. Se trouxer bons honorários e visibilidade
será o melhor do mundos! Análise o posicionamento dos recentes advogados dos
processos do mensalão e operação Lava Jato. Quanto cobraram? Qual foi a
visibilidade destes processos para suas bancas? Tais processos trouxeram novos
clientes ao escritório?
Esteja sempre ligado para onde está indo o futuro do ramo do direito que atua.
Desta forma estará atendo a novas tendências e clientes.
Um advogado de sucesso tem referências de sucesso. Em seu início, procura
estagiar em escritórios onde os líderes são modelos de profissionais bem-sucedidos. O
jeito mais dinâmico de alcançar o sucesso é se espelhar em profissionais que já o
alcançaram, uma vez que eles sempre deixam pistas.

09
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

7. Mantenha-se bem informado


Fique sempre atualizado em relação à sua área de trabalho e tome cuidado
com a atualização legislativa, pois as leis e regras costumam mudar e novos casos
são julgados todos os dias. Perder um processo por falta de atualização é menos
honorários no caixa do final do mês. Participe de seminários, roda de debates, assista
canais jurídicos, faça especializações, mestrado e doutorado.
Estude muito, pois os Estados aprovam as novas legislações que afetam sua
área de prática diariamente. As leis federais também mudam com regularidade.

8. Pesquisas sempre que necessário, estude!


O direito muda todos os dias e pesquisar novos caminhos, inova na advocacia é
primordial, principalmente diante de um novo caso que nunca lidou antes, faça uma
pesquisa jurídica e encontre as respostas, consulte outros colegas, participe de
fóruns de debates, seminários e cursos de educação continuada. Não pense que sabe
tudo, mesmo que esteja na mesma área há anos. Novos problemas e casos surgem
todos os dias, e encontrar a solução deles exige pesquisa.

9. Busque prática de audiências e se possível faça um curso.


Curso comum no mercado para os advogados que costumam representar os
clientes na sala de audiência. Embora os juízes e as salas sejam diferentes em um ou
outro ponto, algumas técnicas podem ser valiosas para você em qualquer ambiente
desse tipo, e o curso de prática pode ajudá-lo a aprender e a melhorar suas
habilidades nesses cenários.

10
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

10. Seja crítico


Um advogado de sucesso é capaz de observar uma questão jurídica por
diversos ângulos para chegar à melhor solução. Está sempre um passo a frente
analisando os caminhos. Uma boa análise não só vai ajudar você a identificar a
questão legal, mas também a desenvolver um argumento bem embasado para
defender o lado do seu cliente. Procure entender bem todos os fatos pertinentes
antes de formar sua conclusão. Não pense que o cliente vai contar tudo logo de cara.
Os clientes muitas vezes não fornecem informações abertamente porque não sabem o
que é importante e o que não é. Faça as perguntas necessárias para descobrir o que
precisa.

11. A escrita deve ser perfeita e em constante desenvolvimento


Erro de português é inadmissível na figura de um bom advogado. Como você
acha que seria a sua autoridade profissional diante de um juiz ou promotor analisando
uma petição com erros? Leia muito, isso ajudará na escrita.
Não podemos nos esquecer também da comunicação oral. Todos os advogados
de sucesso têm habilidades de comunicação excelentes, seja ao falar com o tribunal,
com outros profissionais ou com os clientes. Eles devem ser capazes de articular a
posição do cliente para o tribunal, questionar uma testemunha de maneira eficaz,
argumentar para um júri e convencer os clientes a contratá-los. Um bom curso de
oratória e treinamento ajuda muito aqui. O tempo também trará a segurança
necessária.

12. Tenha mentores


Todo advogado, não importa a idade, precisa de um profissional mais experiente
com quem discutir casos, experimentar argumentações e obter respostas para as
dúvidas. Esse relacionamento dará a você a chance de aprofundar seu
conhecimento e de testar suas ideias com outra pessoa antes de levá-las ao tribunal,
além de trazer mais segurança nas decisões do dia a dia.

11
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

13. Seja referência em uma área do direito


Busque uma área do direito que a concorrência não seja tão acirrada e que você
goste, tenha paixão pela causa. Comece desde cedo, busque professores na sua
faculdade para lhe auxiliar em artigos científicos, escreva artigos e trabalhe sua
imagem mostrando que você é referência em uma determinada área.
Construa a sua autoridade e busque sempre ter bons relacionamentos.
Dê aulas!

14. Um bom salário ou honorário nem sempre é a medida do


sucesso.
Às vezes, é aquele caso em que você atuou como voluntário ou no qual cobrou
uma tarifa reduzida que pode fazer a maior diferença. De acordo com o código de
ética, é infração a cobrança de valores inferiores a tabela! E ganhar valores de seis
dígitos não significa sucesso para todo advogado. Muitos daqueles que trabalham em
escritórios de assistência jurídica ou governamentais e em outros empregos que
pagam menos estão felizes com suas carreiras e fazem uma grande diferença na vida
de outras pessoas. Pense sempre na satisfação pessoal também.

15. Cuide do estresse.


Estresse é inimigo da criatividade. Alimente-se bem, faça atividades físicas,
medite e tenha sempre uma boa noite de sono. Os advogados muitas vezes
trabalham por períodos prolongados e lidam com situações estressantes diariamente.
Aprenda a liberar o estresse e a lidar com ele no cotidiano para que você pense de
maneira mais clara e calma e seja mais eficaz no seu trabalho.

12
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

16. Respeito ao próximo


Respeite os juízes e os funcionários do tribunal. Seja cordial. Ouça-os sem
interrompê-los. Seu profissionalismo depende da maneira com a qual se apresenta, e
ser rude com o juiz ou com os funcionários não vai ajudar nem você, nem seu cliente.
Da mesma forma deve tratar os demais advogados e estagiários. Com o passar do
tempo, ajude os novatos sempre, pois você sabe quanto é difícil este começo.

17. Ouça seu cliente


Nunca o julgue, apenas escute e ofereça seus conselhos. Por muitas vezes o
cliente só quer desabafar.
Mesmo que a pessoa tome uma decisão ruim, o que certamente pode acontecer em
algum momento durante a representação, descubra a melhor maneira de solucionar o
problema e siga em frente. Seja sempre verdadeiro, íntegro e honesto.
Nunca omita informações ao cliente que confiou em você.

13
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

18. Organização é tudo


Ter um ambiente de trabalho limpo, organizado e planejado é regra básica aqui.
Ter uma agenda de consultas e audiências, nome, endereço e telefone atualizado de
todos os clientes, arquivos devidamente conferidos e nada de montanhas de papéis
poluindo as mesas e a visão de quem o visita! Faça o devido acompanhamento dos
processos e se possível, cumpra todos os prazos pelo menos com um dia de
antecedência, pois a internet pode falhar na hora que mais precisa e como irá ficar
aquele prazo fatal? Planeje os futuros procedimentos em cada ação. Saiba que a
primeira imagem é tudo na advocacia, portanto deixe o escritório organizado sempre.
Esteja apresentável desde uma barba ou um cabelo devidamente cortado
vestido como diz a regra da advocacia. Não precisa estar com um terno Armani ou um
vestido que quase custa um carro, mas esteja apresentável. Um advogado que busca
excelência deve saber gerenciar seu dia de forma eficaz, garantindo a sua
produtividade.
É preciso ter atenção com os detalhes. O planejamento, como disse o navegador
Amyr Klink, “aumenta as chances de dar certo, à medida que minimiza as chances de
dar errado”. É planejando que o advogado poderá caprichar nos detalhes, prever
todas as consequências possíveis decorrentes da prática de um determinado ato e,
estabelecer, com antecedência, os passos a serem dados em uma determinada
situação, permitindo assim agir com rapidez quando a execução de tais medidas for
uma necessidade.

14
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

19. Mantenha a cabeça aberta para as novas tecnologias


A tecnologia é uma importante aliada na hora de tornar seu trabalho mais ágil e
prático. Incorporar essas tecnologias na sua rotina de trabalho podem evitar
deslocamentos, automatizar processos e facilitar a tarefa de acompanhar o
crescimento do seu escritório.

20. Valorize o trabalho em equipe


O trabalho em equipe é uma importante ferramenta para a solução de
problemas e gerenciamento de um fluxo de trabalho mais fluído. Toda equipe deve se
atualizar constantemente, reunir, trocar ideias sobre as devidas demandas
processuais, pois pensando juntos e de forma organizada a chance de errar é menor.

21. Domine o poder da persuasão e da comunicação


interpessoal
É um erro pensar que a única forma de nos comunicarmos é através da
linguagem verbal. Todo advogado deve ter uma boa oratória, falar sem erros de
português, vícios de linguagem, textos persuasivos e com boa argumentação jurídica.
Lembre-se que “o corpo fala” – e muito alto! Um advogado de sucesso usa da
linguagem corporal para afirmar uma postura mais persuasiva. Ter isso em mente será
um diferencial para obter sucesso em audiências, sustentações orais, palestras e
outros tipos de interação com público.

15
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

22. Comunique-se bem


O advogado deve escrever com objetividade, de forma clara e elegante. Além
disso, deve ter a leitura como obrigação diária. A boa leitura contribui para o
aperfeiçoamento dos conhecimentos do advogado, além de tornar mais fácil a tarefa de
escrever. Um bom advogado não lê somente livros de direito. Empreendedorismo,
economia, história, marketing, gestão e política são leituras obrigatórias.
Vale lembrar o conselho do publicitário Roberto Justus, que adverte que “tudo na
vida de um homem de negócios deve ser pautado por uma absoluta precisão: suas
decisões, seus projetos, suas finanças. Não se pode permitir nenhuma imprecisão com
a língua que se fala.” Erro de português é inadmissível na advocacia.
Todos os advogados de sucesso possuem habilidades de comunicação
excelentes, seja ao falar com o tribunal, com outros profissionais ou com os clientes.
Eles são capazes de articular a posição do cliente para o tribunal, questionar uma
testemunha de maneira eficaz, argumentar para um júri e convencer os clientes a
contratá-los. O bom hábito da leitura ajudará muito aqui, pois o como diria Monteiro
Lobato: “Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê”. Portanto leia muito e irá ter mais
oportunidades. Leitura é habito, mas um hábito fundamental ao advogado de sucesso.
Recomendável também no processo de comunicação e construção de
autoridade, a participação em programas de rádio e TV. Faça palestras, compartilhe
conhecimento, pois como bem diria Cora Coralina: “Feliz aquele que transfere o que
sabe e aprende o que ensina”. O advogado tem muito a compartilhar e não deve se
furtar de seu compromisso com a sociedade que vive.
Enfim, se mostre, dê a sua opinião, comunique-se!
Muitas pessoas confundem falar bem com se comunicar utilizando termos e palavras
difíceis. Para se comunicar bem e de forma eficiente é preciso ser claro e objetivo.
Evite o abuso de “juridiquês” e use o português sem floreios! Portanto, fale e
escreva o necessário para não deixar dúvidas e certifique-se que foi compreendido.
Dessa forma, garantirá que a maior parte de seus receptores entendam sua
mensagem.

16
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

23. Não se limite a estudar apenas direito


O advogado de sucesso é aquele que sabe enxergar oportunidades no
mercado. Nesse sentido, é necessário buscar conhecimentos não-jurídicos com a
mesma intensidade que estuda direito. Conhecimentos como gestão, marketing e
liderança fazem parte do rol de habilidades de um profissional completo.

24. Estudar, estudar e estudar!!!


A advocacia está cada vez mais competitiva e sofisticada, por isso, se você
quer ser um bom advogado é preciso estudar profundamente e intensamente os
assuntos. Quando questionados sobre o mercado estar saturado de advogados, a
resposta é direta: há carência de bons advogados! Então, bons estudos!

25. Especialize-se nas áreas em expansão.


As áreas de expansão precisam ser avaliadas também no momento de definição
do foco de atuação. O Direito Bancário com Tecnologia é uma das áreas que passa a
ser uma forte tendência e com carência de conhecimento. Com o avanço da
tecnologia cresce o volume de crimes eletrônicos.
Determinadas condutas praticadas com a utilização da tecnologia e que causam
danos a bens jurídicos deveriam ser tutelados pelo Direito. Todavia, estas condutas não
se enquadram em nenhum dos tipos penais previstos no sistema jurídico penal do
nosso país, e ficam impunes.
Diante desse cenário, existe a forte movimentação para criação de leis
específicas, que prevejam crimes dessa natureza e a reformulação de leis existentes.
Mais uma vez fica evidente a importância de você, jovem advogado, se manter em
estudo contínuo com muita dedicação.

17
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

26. Entenda a importância de fortalecer a cultura dentro e fora


do escritório
Você estudou, descobriu rotinas de trabalho que deixam líderes e
colaboradores felizes e produtivos, criou uma cultura de empresa incrível… mas
ninguém sabe disso. É para fazer a conexão do que é feito internamente com os
clientes atuais e possíveis que o marketing entra. Fazer publicidade é proibido, mas
nada o proíbe de informar a sociedade e seus clientes sobre sua atuação.
Ter um site com boa usabilidade, estar presente nas redes sociais, ficar atento
aos gostos e dores do seu cliente e ter um posicionamento público com personalidade:
tudo isso faz parte do bom manual de marketing jurídico e é um grande passo para
mostrar para o mundo o caminho de sucesso que você e seu escritório estão trilhando.

27. Construa sua reputação com calma e paciência


Como falei no inicio, ser um advogado de sucesso leva tempo e dedicação,
estudo diário e atualização constante. A construção da sua reputação é um trabalho
diário. Para isso, procure trabalhar da forma mais transparente e eficaz possível,
mantendo um bom relacionamento com seus clientes e parceiros, preste conta
constantemente do andamento das demandas processuais, deixe o cliente seguro e
bem informado. Não deixe de dar o devido retorno.

18
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

28. Zele pela sua reputação pessoal e profissional


O valor do trabalho de um advogado está diretamente ligado à sua reputação.
Por isso os cuidados com a reputação são essenciais. Na advocacia é impossível –
ou pelo menos muito difícil – adquirir prestígio profissional sem uma reputação sólida.
É preciso lembrar que, como bem assinala o Roberto Dualibi, “uma imagem não
se impõe, se constrói”. Não se compra uma boa reputação pois esta autoridade é
construída ao longo dos anos. Não será da noite para o dia que terá êxito, leva tempo,
hoje, amanhã e depois. Por essa razão é necessário que, desde o início da carreira, o
advogado trabalhe na construção de uma reputação sólida e com um bom
posicionamento.

19
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

29. Faça sempre mais que o esperado. Dê o seu melhor!


Dinheiro é consequência.
O advogado, no exercício da profissão, deve sempre tentar se superar. Busque
“entregar sempre mais do que o esperado” como bem assinala Larry Page, diretor do
Google e um dos homens mais ricos do mundo.
Para ser um advogado de sucesso, dê sempre o melhor de si em todos os casos que
lhe forem confiados, mesmo naqueles em que a remuneração é pequena ou
inexistente. Retorno financeiro será consequência e não uma mera condicionante. Na
advocacia, o dinheiro é consequência de trabalho bem feito. Aliás, o único lugar em
que dinheiro e sucesso são encontrados antes do trabalho é no dicionário.
A vitória em um determinado caso nem sempre depende apenas do trabalho do
advogado. Existem outros fatores que podem influenciar nesse resultado. Porém, uma
coisa depende apenas do advogado: fazer, na defesa dos interesses do seu cliente, o
melhor trabalho possível.
Sobre o tema, vale o recado transmitido por Nizan Guanaes que, ao proferir
discurso aos formandos – que não eram do curso de Direito – da FAAP (Fundação
Álvares Alves Penteado), recomendou: “Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo
dinheiro. Ame seu ofício com todo o coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado
pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência. Quem pensa só em dinheiro não
consegue sequer ser um grande bandido, nem um grande canalha”. Entendeu o
recado?

20
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

30. Aprenda a conquistar e cativar clientes


Eis o segredo do sucesso na advocacia: saber conquistar, conservar e cobrar
dos clientes. Não existe advocacia sem cliente. E para aqueles que pretendem abraçar
a advocacia como carreira é preciso ter bem claro que o bom relacionamento com o
cliente é uma das chaves do sucesso.
Em um mercado com milhares de advogados e muitos em sala de aula se
preparando para a advocacia, é essencial saber conquistar a clientela e, tão
importante quanto essa tarefa, é a de realizar a manutenção da carteira de clientes. É
mais fácil prestar serviços a um cliente já fidelizado do que sair no mercado em busca
de novos clientes.
Desnecessário dizer que não adianta conquistar clientes e prestar serviços de
excelência a estes sem ser remunerado por isso. O advogado deve saber cobrar por
seus serviços, evitando tanto a cobrança de valores abusivos, quanto a de valores
ínfimos, que aviltem a dignidade da profissão.

31. A prática de fidelização de clientes deve ser constante


Uma das chaves principais para ser um advogado de sucesso é ter um bom
relacionamento com seus clientes. Lembre-se: mais importante que um novo cliente, é
a tarefa de fidelização.
Frequentemente, você enfrentará situações onde terá que dar orientações ao
cliente fora do seu horário de trabalho. Essa atenção especial será a oportunidade de
dar um valor significativo ao cliente.
Um bom atendimento poderá gerar uma futura indicação, ampliando sua
carteira de clientes. A famosa publicidade “boca a boca” é a forma mais rápida e de
menor investimento para promover seu trabalho.

21
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

32. Paciência
Os processos anulados nas instâncias superiores são inúmeros, seja por
cerceamento de defesa ou por limitações na produção de provas de uma das partes no
processo. Tudo isso prejudica a outra parte em relação ao seu objetivo processual.
Tenha em mente que todo obstáculo que impede uma das partes de se defender
de forma legal, gera o cerceamento da defesa e, consequentemente, a nulidade do ato.
Esse tipo de situação pode ser interpretada como despreparo por parte do advogado.
Por esse motivo, quando se trata de tempo de processo, uma decisão rápida nem
sempre é a melhor escolha.

33. Inglês
O fenômeno da globalização não atinge somente a economia e mercado, essas
mudanças afetam diretamente a área do direito que se depara com conflitos de leis,
direitos e obrigações resultantes de atos de comércio internacional. A falta de preparo
para analisar e interpretar documentos em inglês pode comprometer a sua atuação
como advogado, com a consequente perda de oportunidades.

22
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

34. Valoriza seu trabalho e nunca cobre abaixo da tabela da


OAB
Todo trabalho tem custos. Todo escritório tem custos. É anuidade da OAB (que,
diga-se de passagem, não é das mais baratas), café, secretária, faxina, luz, aluguel,
livros, cursos e por aí vai.
Antes de aceitar qualquer demanda, o advogado deve aprender a calcular os
custos necessários para a execução de seus serviços. Somente sabendo quanto custa
o seu serviço é que o advogado poderá cobrar honorários que suportem esses custos
e que sejam ainda suficientes para pagar os tributos incidentes sobre o valor dos
honorários e, ainda, remunerar o serviço contratado.
Não são poucos os advogados que, em uma época de concorrência acirrada,
aceitam trabalhar mediante o recebimento de honorários cujo valor é insuficiente até
mesmo para suportar os custos necessários à execução dos serviços. Muitas das
vezes, cobram abaixo da tabela como uma atitude de desespero e ainda não recebem
tais pagamentos de seus clientes inadimplentes. E como ficará a gestão do escritório?
Valorize e tente receber no menos prazo possível e nunca se esquece de fazer o
contrato de prestação de serviços.

23
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

35. Aprenda a dominar a arte de saber o tempo certo


– Couture, nos “Dez Mandamentos do Advogado”, já advertia que o advogado deveria ter
paciência, posto que o tempo costume se vingar de tudo que era feito sem a sua
colaboração. Em suas “Cartas a um Jovem Advogado”, o brilhante causídico carioca
Francisco Musnich recomenda ao jovem advogado que “não desista antes da hora e
nem cante vitória antes do tempo”.
Quando se trata de tempo e processo, é preciso lembrar que nem sempre uma
decisão rápida é a melhor decisão. O processo precisa de um tempo para amadurecer.
Não estamos aqui a defender as chicanas processuais ou o retardamento do
andamento dos processos. De forma alguma. Não é isso. O que se prega é que, da
mesma forma em que luta pela celeridade dos processos, o advogado deve buscar
evitar que façam julgamentos apressados, realizados de forma açodada, muitas vezes
sem permitir que o juiz conheça e compreenda a causa e os seus detalhes e, o que é
pior, com o sacrifício da realização de uma adequada instrução processual. Quantos e
quantos são os processos anulados nas instâncias superiores por cerceamento de
defesa?

36. Ande na rua e saiba o que está acontecendo com as


pessoas
Essa recomendação é dada pelo banqueiro Joseph Safra e serve perfeitamente
aos advogados, que devem evitar – principalmente os mais jovens – o isolamento de
seus escritórios. É preciso estar antenado, saber o que está acontecendo no mundo
fora do escritório.
O advogado deve participar da vida em sua comunidade social e da sua entidade
de classe. Deve acompanhar, de acordo com a sua área de atuação, as discussões
realizadas nas federações das indústrias, nas associações comerciais, nos sindicatos,
ler jornais e revistas, ou seja, deve estar sintonizado com os problemas daqueles que
podem ser seus futuros clientes, antenado com as questões que podem se transformar
em demanda de serviço do escritório.

24
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

37. Destaque-se
O jovem advogado deve buscar não ser mais um no meio da multidão. Deve se
diferenciar, destacar através de produção intelectual, produzindo artigos, participando
de debates, expondo as suas posições acerca das questões da atualidade. A
concorrência é uma realidade. Aqueles que não buscarem se destacar terão menores
chances de êxito no mercado de trabalho.
O mercado precisa de profissionais preparados. A melhor maneira de se destacar
é estudar constantemente. Hoje em dia existem várias opções para quem não tem
tempo disponível, como a cursos de pós graduação a distância.
Procure as áreas de especialização que estão em expansão. Pesquise
oportunidades. O mercado exige que os profissionais se destaquem em sua área de
atuação, além de ter conhecimentos únicos e específicos.

38. Seja ousado e inovador


Apesar do conservadorismo da advocacia, aqueles que nela iniciam não devem
ter medo de ousar, de inovar, de buscar fazer o melhor de uma forma diferente. Tentar
fazer o que nunca foi feito, novas teses e defesas. É preciso fugir dos dogmas. Seguir
o que diz Steve Jobs e evitar que “o barulho da opinião dos outros cale a sua própria
voz interior”.

39. Acredite que a sorte pode existir. Construa a sua boa sorte.
“A Boa Sorte”, livro de Alex Rovira e Fernando Trias De Bes, defende que a boa
sorte não é uma questão de acaso e que ela pode ser construída através de suas
atitudes diárias em busca de suas metas.
Porém, sorte é estar preparado no lugar certo e na hora certa. Como dizem, a
sorte acontece quando a oportunidade encontra a preparação.

25
EIS ALGUMAS DICAS: CONTINUAÇÃO

40. Tenha paixão por sua profissão


Couture já dizia que o advogado deveria ter orgulho da sua profissão. Vou mais
além, acredito que, além de orgulho, o advogado deve ter uma verdadeira paixão pela
sua profissão. Isso porque, lembrando Donald Trump, “você precisa amar o que faz ou
nunca será bem sucedido, não importa o que fizer na vida. O mais importante é
conhecer o seu trabalho e amar o que faz, e essas duas coisas resolverão um monte
de problemas para você”.
É preciso gostar muito do se faz e se dedicar a fazer seu melhor para obter o
sucesso esperado.

41. Confidencialidade entre advogado e cliente é regra básica!


O caso do cliente não é problema de ninguém, a não ser seu. Só revele ao
tribunal e à parte oposta as informações obrigatórias e necessárias para a
representação. Não saia por ai contando casos que esta atuando, pois
isso não é legal.

26
ACOMPANHE O PROFESSOR
CRISTIANO PINTO FERREIRA
NAS REDES SOCIAIS

PROFESSORCRISTIANOADV