Você está na página 1de 19

H

Ano Letivo
2018/2019

Rosária
Ferreira Silva
A linfa
H1
Capilares sanguíneos

Vénula

Arteríola

Capilar
linfático

O intercâmbio de substâncias entre o sangue e os tecidos não é feito


diretamente, mas através de um fluido intermediário, o fluido
intersticial, que ocupa os espaços entre células, sendo o seu meio
envolvente. Este fluido é recolhido por capilares linfáticos.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A linfa
H1

Plasma

Linfa intersticial

A linfa intersticial, fluído transparente com origem no plasma e


leucócitos que abandonam os capilares sanguíneos, preenche os
espaços intersticiais e banha as células para lhes fornecer oxigénio,
nutrientes, hormonas e outras substâncias.
Em troca, a linfa intersticial recebe o dióxido de carbono, os produtos
de excreção e muitosCienTIC 9 Ciênciasresultantes
outros produtos do metabolismo celular.
Naturais - 9.o ano
A linfa
H1
Renovação constante da linfa

Plasma

Linfa
circulante

Linfa intersticial

A linfa intersticial é recolhida pelos capilares linfáticos, passando a


designar-se linfa circulante, que circula em vasos linfáticos de
calibre sucessivamente maior e que devolvem a linfa à circulação
sanguínea.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
A linfa
H1
Linfa intersticial

Célula

Capilar linfático
Linfa circulante

Linfa intersticial — Fluido transparente, constituído por plasma e


leucócitos, existente entre as células, efetuando trocas de produtos
indispensáveis à atividade celular.
Linfa circulante — Fluido que circula no interior dos vasos
linfáticos e que é devolvida à corrente sanguínea.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Constituição do sistema linfático
e órgãos linfoides

O sistema linfático é constituído


Vasos linfáticos
pela/por: Gânglios linfáticos
- linfa,
- vasos linfáticos
- gânglios linfáticos.

Estes últimos, juntamente com o


timo, a medula óssea, o baço e
as amígdalas, constituem os
órgãos linfoides, órgãos em
que as células predominantes
são os linfócitos e estão
relacionados com a defesa do
organismo.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Constituição do sistema linfático e órgãos linfoides

Amígdalas

Timo Gânglios linfáticos

Vasos linfáticos

Medula óssea

Canal torácico

Baço

CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano


Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Órgãos linfoides e do sistema linfático

Vasos linfáticos
Canais transportadores de linfa circulante ( para a corrente sanguínea)
dotados de válvulas no seu interior.
Formam uma rede distribuída por todo o corpo.

Gânglios linfáticos
Pequenos órgãos, perfurados por canais, distribuídos por diversos pontos da
rede linfática.
São locais de acumulação e proliferação de linfócitos.

Timo
Órgão localizado junto ao coração, importante para o
desenvolvimento dos linfócitos.
É muito reduzido no adulto.

CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano


Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Órgãos linfoides e do sistema linfático

Medula óssea
Tecido produtor de células sanguíneas. Importante para o
desenvolvimento de certos linfócitos.

Baço
O maior dos órgãos do sistema linfático, quase tão grande como
um punho. O baço é esponjoso, liso e de cor púrpura.
Localiza-se na parte superior da cavidade abdominal,
mesmo por baixo das costelas, no lado esquerdo.
Apresenta tecidos ricos em linfócitos.

Amígdalas
Existem dois pares de amígdalas, de ambos os lados da faringe e na base da
língua. Apresenta tecidos ricos em linfócitos.

CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano


Estrutura e funções do sistema linfático
H2

Circulação pulmonar

Veia subclávia

Veia cava superior Coração

Vasos linfáticos

Circulação sistémica

O sistema linfático e o sistema cardiovascular funcionam de


forma coordenada para manter o equilíbrio do organismo humano.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Funções do sistema linfático

Leucócitos

Defesa do organismo — Em órgãos linfoides, como o timo ou a


medula óssea, formam-se ou diferenciam-se leucócitos que se
juntam à linfa e viajam pelo corpo. Noutros, como os gânglios
linfáticos ou o baço, acumulam-se grandes quantidades de
leucócitos. Eliminam corpos estranhos e células velhas/defeituosas.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Funções do sistema linfático

Linfa
intersticial

Drenagem — Uma grande parte dos líquidos da linfa intersticial,


cuja origem é o plasma do sangue, não regressa de imediato aos
vasos sanguíneos, sendo recolhida pelos vasos linfáticos.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Estrutura e funções do sistema linfático
H2
Funções do sistema linfático

Linfa
intersticial

Transporte de substâncias — Os capilares linfáticos recebem


das células o dióxido de carbono e outros produtos de excreção.
Nas vilosidades intestinais, os produtos da digestão dos lípidos e
algumas vitaminas são absorvidos e transportados pela linfa.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
H3
Doenças e saúde do sistema linfático
H3

Existem vários tipos de leucemia, mas todos envolvem o crescimento


de leucócitos cancerosos na medula óssea, local onde são
produzidas as células sanguíneas.
A produção de leucócitos fica descontrolada e o funcionamento da
medula óssea saudável torna-se cada vez mais difícil, diminuindo a
produção de células sanguíneas normais
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Doenças e saúde do sistema linfático
H3

Normal Leucemia

A leucemia caracteriza-se pela redução do número de eritrócitos, de


plaquetas e leucócitos normais e pelo aumento do número de
leucócitos cancerosos, dando lugar ao aparecimento de anemia,
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
infeções e hemorragias.
Doenças e saúde do sistema linfático
H3

Linfócito
anormal
Linfócito
normal

Linfoma é um termo utilizado para designar qualquer tumor


iniciado no sistema linfático e não na medula óssea, como as
leucemias.
O linfoma é uma doença que afeta um certo tipo de leucócitos, os
linfócitos. Os linfócitos tornam-se cancerosos e multiplicam-se
sem controlo nos gânglios linfáticos.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Doenças e saúde do sistema linfático
H3

O linfedema caracteriza-se pelo edema ou inchaço de tecidos


moles do corpo, geralmente nas pernas e nos braços, devido a uma
drenagem deficiente da linfa intersticial.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano
Doenças e saúde do sistema linfático
H3

Uma dieta saudável, a ingestão abundante de água, o exercício


físico regular, as massagens corporais e o uso de vestuário
adequado são medidas que promovem o bom funcionamento do
sistema linfático.
CienTIC 9 Ciências Naturais - 9.o ano

Você também pode gostar