Você está na página 1de 2

Texto poético Grupo I

Lê, com atenção, o poema “Canção”, de Eugénio de Andrade, presente na página 174 do manual.
1. Seleciona, para responderes a cada item a opção que permite obter a afirmação mais adequada ao sentido
do texto.
1.1. A menina 1.3. A mãe, neste poema, assume o papel de
A. regava as plantas. A. opositora.
B. apanhava cravos. B. vigilante.
C. estava a bordar. C. confidente.
D. estava a ler. D. inimiga.

1.2. Perante os pedidos do rapaz, ela 1.4. O conteúdo do poema aponta


A. decidiu sozinha o que fazer. A. um ambiente rural e atual.
B. pediu conselhos à mãe. B. uma ambiência rural do passado.
C. mostrou-se indiferente. C. um ambiente citadino dos nossos dias.
D. mostrou-se aborrecida. D. um ambiente citadino do futuro.

Responde, no teu caderno, de forma estruturada e completa, às questões seguintes.


2. Que pedidos fez o rapaz à menina?
3. Como reagiu a menina aos pedidos do rapaz?
4. . Atenta agora na estrutura formal do poema.
4.1. Quantas estrofes tem o poema?
4.2. Classifica as estrofes quanto ao número de versos.
4.3. Faz o esquema rimático do poema e refere os tipos de rima usados.
4.4. Faz a escansão do verso 4 e classifica-o quanto ao número de sílabas métricas.

Grupo II
1. Atenta nos seguintes versos:
Tinha um cravo no meu balcão;
veio um rapaz e pediu-mo
‒ mãe, dou-lho ou não?

1.1. Agrupa as palavras sublinhadas de acordo com as classes de palavras indicadas nas alíneas
seguintes.
a) Conjunções b) nomes c) determinantes e) advérbios

2. Estabelece a correspondência entre as palavras sublinhadas na coluna A e as respetivas funções


sintáticas da coluna B. Depois, escreve, na tua folha de teste, a alínea e o número correspondente.
Coluna A Coluna B
a) O rapaz pediu um lenço à menina. 1. Sujeito
b) O poema é de Eugénio de Andrade. 2. Predicado
c) A mãe deu-lhe um conselho. 3. Complemento direto
d) A menina simpatizava com o rapaz. 4. Complemento oblíquo
e) A menina estava indecisa. 5. Vocativo
f) “mãe, dou-lho ou não” 6. Complemento Indireto
7. Predicativo do sujeito

3. Classifica as orações sublinhadas.


a) A menina deu o cravo e deu o lenço.
b) O poema que lemos é de Eugénio de Andrade.

4 . Completa cada uma das frases seguintes, usando, nos tempos indicados, a forma correcta do verbo
apresentado entre parênteses.
a) Pretérito perfeito do indicativo
O João e o Miguel não _______________(querer) aceitar o convite de um amigo para irem assistir a uma
sessão de poesia.
b) Pretérito imperfeito do indicativo
O Jorge ilustrou um poema que _______________(estar) no sótão.

5. Reescreve as frases, substituindo os elementos sublinhados pelos pronomes pessoais adequados. Faz
apenas as alterações necessárias.
a) O Pedro traz um livro de poesia. d) A professora ofereceu aos alunos um marcador de livros.
b) Os alunos leram o poema. e) Compreendemos o poema.
REGRAS DE PRONOMINALIZAÇÃO

Colocação de pronomes pessoais com funções de complemento direto e indireto (sem preposição)

 Geralmente, o pronome pessoal coloca-se depois da forma verbal à qual se liga por um hífen.
Ele lavou as mãos. Ele lavou-as. / Ele explicou tudo ao médico. Ele explicou-lhe tudo.

N. B. Por razões que se relacionam com a evolução da língua, os pronomes pessoais -o, -a, -os e -as podem
apresentar outras formas quando surgem depois de:

1. -r, -s, - z (que desaparecem), passam a -lo, -la, -los, -las. Ex: Tu lavas as mãos. Tu lava-las.

2. Ditongo ou vogal nasal (ex. põe, lavam) passam a -no, -na, -nos, -nas. Ex: Elas acompanham-na.

3. Por vezes, os pronomes pessoais, nas formas de complemento direto e indireto, associam-se numa
mesma forma. Ex: Ela lavou as mãos aos filhos. Ela lavou-lhas (lhes + as)

 Quando o tempo da forma verbal é composto, o pronome coloca-se a seguir ao verbo auxiliar.
Ele tinha lavado as mãos. Ele tinha-as lavado. / Ele tinha explicado tudo ao médico. Ele tinha-
-lhe explicado tudo.

 No caso do futuro do modo indicativo (simples e composto) e do condicional (simples e composto),


o pronome pessoal, nas formas de complemento, intercala-se na forma verbal.
Ele lavará as mãos. Ele lavá-las-á. / Ele explicará tudo ao médico. Ele explicar-lhe-á tudo.
Ele lavaria as mãos. Ele lavá-las-ia. / Ele teria lavado as mãos. Ele tê-las-ia lavado.

 O pronome pessoal nas formas de complemento precede a forma verbal quando a frase:
1. é negativa - Ex. Ele não as lavou.
2. é introduzida por uma conjunção subordinativa ou por um pronome relativo.
Ex. Embora ele lhe explicasse tudo, o médico estava perplexo. / Quando ele lhe explicou tudo, o
médico ficou perplexo./ Ele disse que as tinha lavado. / O livro que lhe emprestaste.
3. transmite ideias de dúvida, desejo, possibilidade.
Ex. Talvez as tenha lavado./ Oxalá as lave.

EXERCÍCIOS
1. Reescreve as frases seguintes, substituindo os complementos indicados entre parênteses pelas
formas adequadas dos pronomes pessoais. Procede às alterações necessárias.
a) Eles farão o trabalho depressa. (Complemento direto)

b) Comprarei um livro de Eugénio de Andrade para oferecer ao meu irmão. (Complemento indireto)

c) Ele não disse ao pai o que tinha feito. (Complemento indireto)

d) Terias lido o poema? (Complemento direto)

f) Eles não tinham compreendido a intenção do poeta. (Complemento direto)

g) No Natal, oferecerei um livro de poesia aos meus pais. (Complemento indireto)

h) Não vimos a sessão de poesia. (Complemento direto)

i) Quando virmos a sessão, compreenderemos melhor a mensagem da obra. (Complemento direto)

j) Ela jurou ao marido que não sabia nada. (Complemento indireto)

k) Oxalá encontre a sua família de saúde. (Complemento direto)