Você está na página 1de 2

Ora aí está uma grande lição de economia empresarial.

Pensar velho sem olhar ao novo só pode


trazer desgraça, e os culpados são sempre os outros. Por cá, são a UE e os especuladores
monopolistas que pagam as favas.
Entretanto, vamos vivendo com a maior carga fiscal dos últimos 27 anos (que faria se o Centeno
não dissesse que a tinha diminuído...) e o grandioso fulgor económico centenista começa a
marcar passo. Parece que o turismo está a voltar à Turquia e os países europeus estão a
crescer menos do que o Centeno exigia, incumprindo de forma grosseia as suas instruções. Está
a ser uma verdadeira revolta desses países governados por gente de direita no sentido de
boicotar a economia socialista deste país da geringonça. Assim como os jogadores do Sporting
estão a boicotar o Bruno, que era um dos grandes activos da concorrência!...
E nem as patrióticas medidas de esquerda do Centeno conseguem compensar esse boicote. Por
outro lado, as exportações desaceleraram, mais uma prova de que estão todos contra nós.
Por tudo isto, e a avaliar pelo que o meu amigo diz, parece-me bem que o doutoramento do
Centeno foi com o Mayor de Boston, no xerifado da cidade, e não em Cambridge, onde se
situam o MIT e Harvard. Mas desculpa-se, como tanta gente anda por aí a falsificar
habilitações...
Abr e votos de boa estadia nos States, sobretudo com acidentes próximos de Martha’s
Vineyards...Como frequentemente atingem gente importante, eu tenho grande preocupação pelo
meu amigo nessas paragens...
Abr da lusitânia
APC

2018-05-17 15:14 GMT+01:00 Luís Mira Amaral <miraamaral@spi.pt>:


Aqui em Boston estamos numa verdadeira guerra de bikes
A Camara criou uma empresa , Bluebikes, e comprou o material tendo depois dado a gestão a
uma empresa privada. Obviamente fez isto como uma concessão de base territorial não
permitindo que mais ninguém explore aqui este negócio de bikes ligadas as dockstations. No
fundo novo negócio mas com o velho modelo de negócios das utilities!
Acontece que em Cambridge, o município ao lado onde estão aliás o MIT e Harvard ( onde o
Centeno aprendeu a fazer cativações para offset a expenditure da geringonça...)foi criada outra
empresa , a Ant’Bike ,no modelo dockless , isto é o pessoal aluga e deixa a bicicleta em qualquer
sítio sem necessidade de a por numa dockstation.
Estava- se mesmo a ver que estas bicicletas foram parar à Boston deixando o pessoal as bikes
em qualquer sítio de Boston violando assim o monopólio legal, não natural , da Bluebike!
Esta pois instalado a grande confusão em termos dos modelos de negócio, da legitimidade duma
concessão de base legal para o modelo das dockstations que o modelo das dockless veio pôr
em causa
Alguns dizem que se a Ant’ Bike passar a alugar bikes elétricas tal não põe em causa a
concessão da Bluebike pois esta é só para a bike a pedais, a qual na minha modesta opinião é
puxada pela verdadeira renovável que é o esforço dos atletas...
Aqui deixo a consideração de VEXas um assunto que me preocupa mas em que não sou
especialista: quem emite mais CO2 , o metano do ciclista ou a bateria da e-bike?
No meio disto há outro assunto que muito me preocupa e que aqui os newspapers referem: esta
incerteza legal pode afectar o shift da rapaziada para a bike...
Deus queira que o problema não se ponha em Lisboa pois isso podia afectar o trabalho do jovem
Medina Powered pelo DDT do transito lisboeta, o arquitecto Salgado( primo do DDT
global...)para que VEXas passem todos a andar de bike
Enfim para os entusiasta das novas tecnologias nesta TCE deixo o seguinte Conselho amigo:
não comecem novos negócios com o velho Business model pois a tecnologia acaba por fazer
uma disruocai no BM...
Mais uma vez se verifica que não se pode ter tudo: novas tecnologias e a mama( renda
excessiva) dos velhos BMs
Só conheço no mundo uma excepção : a raoaziada das ventoinhas em PT que mama nelas mas
depois mantém com os CMEC and so on o velho modelo de negócio das centrais
convencionais...
Abraço de bike
Lma