Você está na página 1de 30

Trigo no Celeiro

Sermão nº 3393

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892)

Traduzido, Adaptado e
Editado por Silvio Dutra

Fev/2019
S772
Spurgeon, Charles H.- 1834-1892
Trigo no celeiro / Charles H. Spurgeon
Tradução e adaptação Silvio Dutra Alves – Rio
de Janeiro, 2019.
30p.; 14,8 x21cm

1. Teologia. 2. Pregação. 3. Alves, Silvio Dutra.


I. Título.

CDD 252

2
“Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no
tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai
primeiro o joio, atai-o em feixes para ser
queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu
celeiro.” (Mateus 13:30)

Então o propósito do Filho do homem será


cumprido. Ele semeou boa semente e terá seu
celeiro cheio dela no final. Não seja desanimado,
Cristo não ficará desapontado. “Ele verá do
trabalho de Sua alma e ficará satisfeito”. Ele saiu
chorando, carregando a semente preciosa, mas
Ele voltará regozijando-se, levando Seus feixes
consigo. “Junte o trigo No meu celeiro.”

Então a política de Satanás não será bem-


sucedida. O inimigo veio e semeou o joio no
meio do trigo, esperançoso de que o falso trigo
destruiria ou prejudicaria materialmente a
verdade - mas ele fracassou no final, pois o trigo
amadureceu e estava pronto para ser colhido.

O celeiro de Cristo será enchido - o joio não


sufocará o trigo. O maligno será envergonhado!
Para recolher o trigo, bons anjos serão
empregados - "os anjos são os ceifeiros". Isso
lança um desprezo especial sobre o grande anjo
maligno. Ele semeia o joio e tenta destruir a
colheita e, portanto, os anjos bons são trazidos
3
para comemorar sua derrota e se alegrar junto
com seu Senhor no sucesso da criação divina.
Satanás tirará proveito da sua intromissão - ele
será derrotado em todos os seus esforços e,
assim, a ameaça será cumprida: “Rastejarás
sobre o teu ventre e comerás o pó”.

Dando aos anjos trabalho para fazer, todas as


criaturas inteligentes, de cuja existência temos
informações, são levadas a interessar-se pela
obra da graça - seja por maldade ou por
adoração, a redenção excita a todos. As
maravilhosas obras de Deus são manifestadas a
todos, pois estas coisas não foram feitas em um
canto. Nós esquecemos demais os anjos. Não
negligenciemos sua terna simpatia conosco -
eles contemplam o Senhor se regozijando com
nosso arrependimento - e eles se alegram com
Ele! Eles são nossos observadores e os
mensageiros da misericórdia do Senhor. Eles
nos sustentam em suas mãos, para não
tropeçarmos numa pedra. E quando chegamos a
morrer, eles nos levam ao seio de nosso Senhor.
É uma das nossas alegrias que chegamos a uma
inumerável companhia de anjos - pensemos
neles com afeição. Neste momento vou manter
o meu texto e pregar a partir dele quase palavra
por palavra. Começa com “mas” e isto é:
4
I. UMA PALAVRA DE SEPARAÇÃO. Aqui
observe que o joio e o trigo crescerão juntos até
o tempo da colheita chegar. É um grande pesar
de coração para alguns que o trigo esteja
crescendo lado a lado com joio. Os ímpios são
como espinhos e sarças para os que temem o
Senhor. Quão frequentemente é o suspiro
forçado a sair do coração piedoso: “Ai de mim,
que peregrino em Meseque e habito nas tendas
de Quedar!” Os inimigos de um homem são
frequentemente encontrados dentro de sua
própria casa. Aqueles que deveriam ter sido
seus melhores ajudantes são frequentemente
seus piores opositores. Sua conversa o irrita e
atormenta. É de pouca utilidade tentar escapar
deles, pois ao joio é permitido, na providência de
Deus, crescer com o trigo - e eles farão isso até o
fim.

Bons homens imigraram para terras distantes


para fundar comunidades nas quais não deveria
haver outros além de santos, mas, infelizmente,
os pecadores surgiram em suas próprias
famílias! A tentativa de eliminar o ímpio e
herético do acordo levou à perseguição e a
outros males - e todo o plano provou ser um
fracasso. Outros se fecharam em ermidas para
evitar as tentações do mundo, e assim
esperaram ter a vitória fugindo - esse não é o
caminho da sabedoria! A palavra para este
5
tempo presente é: “Que ambos cresçam juntos”.
Mas chegará um momento em que uma
separação final será feita. Então, querida
mulher cristã, seu marido ímpio nunca mais a
perseguirá! Irmã piedosa, seu irmão não
acumulará mais ridículo sobre você! Piedoso
operário, não haverá mais brincadeiras e
insultos dos ímpios! Isso, "mas", haverá um
portão de ferro entre os tementes a Deus e os
ímpios! Então o joio será lançado no fogo, mas o
Senhor da colheita dirá: “Coloque o trigo no
meu celeiro”. Essa separação deve ser feita, pois
o crescimento do trigo e do joio na Terra causou
muita dor. e prejuízo e, portanto, não será
continuado em um mundo mais feliz. Podemos
muito bem supor que homens e mulheres
piedosos possam estar dispostos a que seus
filhos não convertidos habitem com eles no céu,
mas não pode ser, porque Deus não terá Seus
purificados impuros, nem Seus glorificados
tentados pela presença dos incrédulos. O joio
deve ser levado para a perfeição e utilidade do
trigo. Você teria o joio e o trigo amontoados
juntos no celeiro em uma massa? Isso seria mau
cultivo com uma vingança! Eles não podem ser
colocados em uso adequado até estarem
completamente separados. Mesmo assim,
observe que os salvos e os não salvos podem
viver juntos aqui, mas eles não viverão juntos
em outro mundo! O mandamento é absoluto -
6
“Pegue o joio e amarre-o em feixes para queimá-
lo: mas junte o trigo no meu celeiro.” Pecador,
você pode esperar entrar no céu? Você nunca
amou o Deus de sua mãe e Ele deveria suportá-
lo em Seus tribunais celestiais? Você nunca
confiou no Salvador de seu pai e ainda assim
você deveria contemplar Sua glória para
sempre? Você está indo andar pelas ruas do céu,
deixando cair um juramento, ou cantando uma
música solta? Ora, você sabe que se cansa da
adoração a Deus no Dia do Senhor - você acha
que o Senhor suportará adoradores
involuntários no templo acima? O domingo é
um dia tedioso para você - como você pode
esperar entrar no descanso de Deus? Você não
tem gosto por atividades celestes e essas coisas
seriam profanadas se você tivesse permissão
para participar delas! Portanto, essa palavra,
“mas”, deve entrar e você deve separar-se do
povo do Senhor, para nunca mais se
encontrarem novamente! Você consegue
suportar pensar em ser dividido entre amigos
piedosos para todo o sempre? Essa separação
envolve uma terrível diferença de destino.
“Recolha o joio em feixes para queimá-lo.” Não
me atrevo a descrever a imagem, mas quando o
feixe está amarrado, não há lugar para ele, a não
ser no fogo. Deus conceda que você nunca possa
conhecer toda a angústia que a queima deve
significar, mas você pode escapar dela
7
imediatamente. Não é insignificante que o
Senhor do amor o compare a ser consumido
pelo fogo. Tenho certeza de que nenhuma das
minhas palavras pode expor seu terror. Dizem
que falamos coisas terríveis sobre a ira
vindoura, mas tenho certeza de que
subestimamos o caso. O que o terno, amoroso e
gracioso Jesus quis dizer com as palavras:
“Pegue o joio e amarre-o em feixes para queimá-
lo”? Veja que grande distinção existe entre o
povo do Senhor e o povo de Satanás! Queime o
trigo? Oh, não - "Junte o trigo no meu celeiro".
Deixe-os estar felizes, alojados em segurança
para sempre! Oh, a infinita distância entre o céu
e o inferno! - as harpas e os anjos, e o gemido e
ranger de dentes! Quem poderá medir a largura
desse abismo que divide o santo glorificado,
vestido de branco e coroado com a imortalidade,
da alma que se afasta para sempre da presença
de Deus e da glória do seu poder? É um terrível
“mas” - esse, “mas” da separação! Peço-lhe,
lembre-se que vai interpor-se entre irmão e
irmão - entre mãe e filho - entre marido e
mulher. “Um será levado e o outro deixado.” E
quando essa espada descer para dividir, nunca
mais haverá união! A separação é eterna. Não há
esperança ou possibilidade de mudança no
mundo por vir. “Mas”, diz alguém, “aquele
terrível “mas”! Por que deve haver tal
diferença? A resposta é porque sempre houve
8
uma diferença! O trigo foi semeado pelo Filho
do homem - o trigo falso foi semeado pelo
Inimigo. Havia sempre uma diferença de
caráter - o trigo era bom, e o joio era ruim. Essa
diferença não apareceu a princípio, mas tornou-
se cada vez mais evidente à medida que o trigo
amadurecia e o joio amadurecia também. Eles
eram plantas totalmente diferentes - e,
portanto, uma pessoa regenerada e uma pessoa
não regenerada são seres totalmente diferentes.
Eu ouvi um homem não regenerado dizer que
ele é tão bom quanto o homem piedoso, mas, ao
se gabar, ele traiu seu orgulho. Certamente há
uma diferença tão grande na visão de Deus
entre o não salvo e o crente quanto entre a
escuridão e a luz, ou entre os mortos e os vivos!
Há em um uma vida que não existe no outro - e
a diferença é vital e radical. Oh, que você nunca
possa brincar com esse assunto essencial, mas
realmente seja o trigo do Senhor!

É inútil ter o nome de trigo - devemos ter a


natureza do trigo! Deus não será escarnecido -
Ele não ficará satisfeito se nos chamarmos
cristãos enquanto não somos! Não fique
satisfeito com a membresia da igreja, mas
busque a adesão a Cristo! Não fale de fé, mas
exercite-a! Não se gabe da experiência, mas
possua. Não seja como o trigo, mas seja o trigo!
Nenhuma imitação permanecera no último
9
grande dia! Aquele terrível "mas" rolará como
um mar de fogo entre o verdadeiro e o falso! Oh,
Espírito Santo, deixe cada um de nós ser
encontrado transformado pelo Seu poder! A
próxima palavra do nosso texto é “reunir”, isto
é,

II. UMA PALAVRA DE CONGREGAÇÃO. Que


bênção esta reunião é! Sinto grande prazer em
reunir multidões para ouvir o evangelho! E não
é uma alegria ver uma casa cheia de gente nos
dias de semana e domingos que estão dispostos
a deixar suas casas e a percorrer distâncias
consideráveis para ouvir o evangelho? É uma
grande coisa reunir pessoas para isso, mas a
reunião do trigo no celeiro é um negócio muito
mais maravilhoso. A reunião é, em si mesma,
melhor do que a dispersão, e eu oro para que o
Senhor Jesus possa sempre exercer Seu poder
de atração neste lugar, pois Ele não é um divisor,
mas, “a ele se congregará o povo”. Ele não disse:
“Eu, quando for levantado da terra, atrairei
todos a homens"? Observe que a congregação
mencionada em nosso texto é selecionada e
montada por coletores qualificados. “Os anjos
são os ceifeiros.” Os ministros não podiam fazê-
lo, pois não conhecem todo o trigo do Senhor e
estão aptos a cometer erros - alguns por
excessiva clemência e outros por excessiva
severidade. Nossos pobres julgamentos
10
ocasionalmente excluem os santos e muitas
vezes se fecham em pecadores. Os anjos
conhecerão a propriedade do seu Mestre. Eles
conhecem cada santo, pois estavam presentes
em seu aniversário. Os anjos sabem quando os
pecadores se arrependem e nunca esquecem as
pessoas dos penitentes. Eles testemunharam a
vida daqueles que acreditaram e os ajudaram
em suas batalhas espirituais, e assim eles os
conhecem. Sim, anjos por um instinto sagrado
discernem os filhos do Pai e não devem ser
enganados. Eles não deixarão de reunir todo o
trigo e deixar de fora cada joio! Mas eles estão
reunidos sob um regulamento muito rigoroso,
pois, em primeiro lugar, de acordo com a
parábola, o joio - o trigo falso - foi retirado e, em
seguida, os ceifeiros angélicos não juntam nada
além do trigo. A semente da serpente, gerada
por Satanás, é assim separada da semente do
reino, de propriedade de Jesus, o libertador
prometido. Esta é a única distinção e nenhuma
outra é levada em consideração. Se as pessoas
não convertidas mais amáveis pudessem
permanecer nas fileiras com os santos, os anjos
não as levariam ao céu, pois o mandato é:
“Pegue o trigo.” Poderia o homem mais honesto
ser encontrado em pé no centro da igreja, com
todos os membros ao redor dele e com todos os
ministros suplicando que ele pudesse ser
poupado, mas se ele não fosse crente, ele não
11
poderia ser levado para o celeiro divino! Não há
ajuda para isso. Os anjos não têm escolha no
assunto - o comando peremptório é: “Pegue o
trigo”, e eles não devem reunir mais ninguém!
Será um encontro de grandes distâncias. Parte
do trigo amadurece nas Ilhas do Mar do Sul, na
China e no Japão. Alguns florescem na França,
acres extensos crescem nos Estados Unidos -
dificilmente há uma terra sem uma porção do
bom grão! Onde todo o trigo de Deus cresce, não
sei dizer. Há um remanescente, de acordo com
a eleição da graça, entre todas as nações e povos,
mas os anjos reunirão todos os bons grãos no
mesmo celeiro. “Reúna o trigo.” Os santos serão
encontrados em todas as classes da sociedade.
Os anjos trarão algumas espigas de palácios e
grandes braçadas de casas de campo! Muitos
serão recolhidos das humildes casas das nossas
aldeias, e outros serão levantados das favelas
das nossas grandes cidades para a metrópole de
Deus! Dos lugares mais sombrios, os anjos
trarão aqueles filhos da doçura e luz que
raramente contemplaram o sol, e ainda assim
eram puros de coração e viram o seu Deus! O
oculto e obscuro será trazido à luz de Deus, pois
o Senhor conhece os que são Seus - e os Seus
homens de colheita não sentirão falta deles.
Para mim, é um pensamento encantador que
eles virão de todas as épocas. Esperemos que
nosso primeiro pai, Adão, esteja lá. E a mãe Eva,
12
seguindo os passos de seu filho querido, Abel, e
confiando no mesmo sacrifício. Encontraremos
Abraão, Isaque, Jacó, Moisés, Davi e Daniel e
todos os santos aperfeiçoados! Que alegria ver
os apóstolos, mártires e reformadores! Eu
anseio por ver Lutero, Calvino, Bunyan e
Whitefield. Eu gosto da rima do bom e velho pai
Ryland –

“Todos eles estarão ali,

os grandes e os pequenos!

Pobre eu devo apertar a mão

do abençoado São Paulo.”

Eu não sei como isso será, mas não tenho muita


dúvida de que teremos comunhão com todos os
santos de todas as épocas na assembleia geral e
na igreja dos primogênitos cujos nomes estão
escritos no céu! Não importa quando ou onde o
trigo cresceu, será reunido no único celeiro -
reunido para nunca ser espalhado - reunido de
todas as divisões da Igreja visível, para nunca
mais ser dividido! Eles cresceram em campos
diferentes. Alguns floresceram na encosta onde
os episcopais cresceram em toda a sua glória! E
outros no solo mais humilde, onde os Batistas se
multiplicam, e Metodistas florescem! Mas uma
13
vez que o trigo esteja no celeiro, ninguém pode
dizer em que campo as espigas cresceram.
Então, de fato, a oração do Mestre terá uma
resposta gloriosa - “Para que todos sejam um”.
Todos os nossos erros são removidos e nossos
erros corrigidos e perdoados, o único Senhor, a
única fé e o único batismo serão conhecidos de
todos nós - e não haverá mais desgosto e inveja!
Que reunião abençoada será! Que reunião! Os
eleitos de Deus, a elite de todos os séculos, dos
quais o mundo não era digno! Eu não gostaria de
estar longe. Se não houvesse inferno, seria o
inferno o suficiente para eu ser excluído dessa
sociedade celestial! Se não houvesse choro e
ranger de dentes, seria terrível o suficiente
perder a presença do Senhor, e a alegria de
louvá-lo para sempre, e a felicidade de se
encontrar com todos os seres mais nobres que
já viveram! Em meio às controvérsias
necessárias da época, eu, que fui condenado a
parecer um homem de contenda, suspiro pelo
abençoado descanso em que todas as mentes
espirituais devem se misturar em eterno acordo
diante do trono de Deus e do Cordeiro. Oh, que
todos nós estivéssemos bem, que pudéssemos
estar todos felizes e unidos em um só espírito!
No texto há a seguir –

III. UMA PALAVRA DE DESIGNAÇÃO. Eu já


ultrapassei esse domínio. “Reúna o trigo.” Nada
14
além do “trigo” será colocado na propriedade do
Senhor. Emprestai-me vossos corações
enquanto eu vos aconselho a um exame de
pesquisa por um minuto ou dois. O trigo foi
semeado do Senhor. Você é semeado do
Senhor? Amigo, se você tem alguma religião,
como você conseguiu? Foi autossemeado? Se
assim for, é bom para nada! O verdadeiro trigo
foi semeado pelo Filho do homem. Você é
semeado do Senhor? O Espírito de Deus deixou
a vida eterna em seu seio? Veio daquela mão
querida que foi pregada na cruz? Jesus é a sua
vida? Sua vida começa e termina com ele? Se
assim for, está bem! O trigo foi semeado pelo
Senhor - é também objeto dos cuidados do
Senhor. O trigo precisa de muita atenção. O
agricultor não ganharia nada se não o vigiasse
com cuidado. Você está sob o cuidado do
Senhor? Ele mantém você? Essa palavra é
verdadeira na sua alma: “Eu, o Senhor, guardo-
a. Eu vou regar a cada momento: para não
machucá-lo, eu vou mantê-lo noite e dia”? Você
experimenta tal manutenção? Dê uma resposta
honesta, como você ama sua alma.

Em seguida, o trigo é uma coisa útil, um


presente de Deus para a vida dos homens. O
trigo falso não era bom para ninguém - só podia
ser comido por porcos - e depois os fazia
cambalear como homens bêbados! Você é um
15
daqueles que são saudáveis na sociedade, que
são como pão para o mundo, de modo que, se os
homens receberem você, seu exemplo e seu
ensino, eles serão abençoados com isso? Julgue-
se se você é bom ou mau na vida e influência.
“Reúna o trigo.” Você sabe que Deus deve
colocar a bondade, a graça, a solidez e a utilidade
em você, ou então você nunca será o trigo
adequado para ser juntado pelos anjos. Uma
coisa é verdadeira sobre o trigo - que é a mais
dependente de todas as plantas. Nunca ouvi
falar de um campo de trigo que tenha surgido,
crescido e amadurecido sem o cuidado de um
agricultor. Algumas espigas podem aparecer
depois de uma colheita, quando o trigo já
morreu, mas eu nunca ouvi falar de planícies na
América ou em outro lugar cobertas com trigo
não-preparado. Não, não. Não há trigo onde não
há homem, e não há graça onde não há Cristo!
Nós devemos nossa própria existência ao Pai,
que é o agricultor. No entanto, por mais
dependente que seja, o trigo permanece na
linha de frente da honra e da estima - assim
como o piedoso no julgamento de todos os que
são de coração compreensivo. Não somos nada
sem Cristo, mas com Ele somos cheios de honra.
Oh, estar entre aqueles por quem o mundo é
preservado, o excelente da terra em quem os
santos se deleitam! Deus nos livre de estarmos
entre os joios pobres e sem valor! Nossa última
16
cabeça, sobre a qual também falarei
brevemente, é ...

IV. UMA PALAVRA DE DESTINO. “Recolha o


trigo no meu celeiro”. O processo de coleta do
trigo será concluído no Dia do Juízo, mas
acontece todos os dias. De hora em hora, os
santos são reunidos - eles estão indo para o céu
mesmo agora. Estou tão feliz em ouvir como
uma coisa regular que os que partiram da minha
querida Igreja têm tanta alegria em serem
colhidos. Glória a Deus, nosso povo morre bem!
O melhor é viver bem, mas ficamos muito felizes
em saber que os irmãos morrem bem, pois, com
frequência, esse é o testemunho mais revelador
da piedade vital. Os homens do mundo sentem o
poder das mortes triunfantes! A cada hora os
santos estão sendo reunidos no celeiro. É onde
eles querem estar. Não sentimos nenhuma dor
diante da notícia da colheita, pois desejamos ser
armazenados em segurança por nosso Senhor.
Se o trigo que está no campo pudesse falar, todo
grão diria: “O ultimato pelo qual estamos
vivendo e crescendo é o celeiro, o celeiro”. Por
isso, a noite gelada! Por isso os dias de sol! Por
isso o orvalho e a chuva - e por tudo isso! Todo o
processo com o trigo está tendendo para o
celeiro. Assim é conosco - tudo está trabalhando
em direção ao céu - em direção ao local de
encontro - em direção à congregação dos justos
17
- em direção à visão do rosto do nosso Redentor!
Nossa morte não causará desafino na nossa vida
musical! Não envolverá pausa, nem discórdia -
faz parte de um programa - a coroação de toda a
nossa história! Para o trigo, o celeiro é o lugar da
segurança. Não tem medo de mofo lá. Não teme
gelo, nem calor, nem seca, nem umidade
quando uma vez no celeiro. Todos os seus
perigos de crescimento são passados. Chegou à
sua perfeição. Ele recompensou o trabalho do
agricultor e está alojado. Oh, dia esperado,
comece! Oh, irmãos e irmãs, que bênção será
quando você e eu tivermos chegado à nossa
maturidade e Cristo verá em nós o trabalho de
Sua alma! Tenho prazer em pensar no céu como
seu celeiro! Seu celeiro, o que deve ser isso? É
apenas a pobreza da linguagem que tal
expressão tem que ser usada em tudo a respeito
do lar de nosso Pai, a morada de Jesus! O céu é o
palácio do rei, mas até agora para nós um celeiro
porque é o lugar de segurança, o local de
descanso para sempre! É a propriedade de
Cristo à qual devemos ser levados e por isso
estamos amadurecendo. É para ser pensado
com alegria arrebatadora, pois a reunião no
celeiro envolve uma colheita em casa e eu
nunca ouvi falar de homens sentados para
chorar sobre uma colheita terrestre em casa,
nem de seguirem os feixes com lágrimas! Não,
eles batem palmas, dançam de alegria e gritam
18
com vigor! Vamos fazer algo assim, com relação
àqueles que já estão alojados. Com melodias
graves e doces, vamos cantar em torno de seus
túmulos. Vamos sentir que, certamente, a
amargura da morte é passada. Quando nos
lembramos de sua glória, podemos nos regozijar
como a mulher de parto quando seu filho nasce,
que "não se lembra mais da angústia, pela
alegria que um homem nasce no mundo". Outra
alma começa a cantar no céu - por que vocês
choram, ó herdeiros da imortalidade? É a
felicidade eterna dos justos, o nascimento que
vem de suas dores de morte? Então felizes são
aqueles que morrem! A glória é o fim e o
resultado daquilo que enche nosso lar de luto?
Se sim, agradeça a Deus pelo luto! Graças a Deus
por cortar o trigo! Ele promoveu nossos entes
queridos aos céus! Ele os abençoou além de
tudo que poderíamos pedir ou até pensar! Ele os
tirou deste mundo cansado para se deitar em
Seu peito para sempre! Bendito seja o seu nome,
se fosse para nada mais que isso! Você manteria
seu velho pai aqui, cheio de dor e abatido com
fraqueza? Você poderia excluí-lo da glória? Você
deteria sua querida esposa aqui com todo o
sofrimento dela? Você reteria seu marido da
coroa imortal? Você poderia desejar que seu
filho descesse à terra novamente a partir da
bem-aventurança que agora o rodeia? Não, não!
Desejamos estar indo para casa, para a casa do
19
Pai Celestial e suas muitas mansões! Mas,
quanto ao falecido, regozijamo-nos perante o
Senhor como com a alegria da colheita!
“Confortai-vos uns aos outros com estas
palavras”.

Mateus– 13

1 Naquele mesmo dia, saindo Jesus de casa,


assentou-se à beira-mar;

2 e grandes multidões se reuniram perto dele,


de modo que entrou num barco e se assentou; e
toda a multidão estava em pé na praia.

3 E de muitas coisas lhes falou por parábolas e


dizia: Eis que o semeador saiu a semear.

4 E, ao semear, uma parte caiu à beira do


caminho, e, vindo as aves, a comeram.

5 Outra parte caiu em solo rochoso, onde a terra


era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda
a terra.

6 Saindo, porém, o sol, a queimou; e, porque não


tinha raiz, secou-se.

7 Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos


cresceram e a sufocaram.
20
8 Outra, enfim, caiu em boa terra e deu fruto: a
cem, a sessenta e a trinta por um.

9 Quem tem ouvidos [para ouvir], ouça.

10 Então, se aproximaram os discípulos e lhe


perguntaram: Por que lhes falas por parábolas?

11 Ao que respondeu: Porque a vós outros é dado


conhecer os mistérios do reino dos céus, mas
àqueles não lhes é isso concedido.

12 Pois ao que tem se lhe dará, e terá em


abundância; mas, ao que não tem, até o que tem
lhe será tirado.

13 Por isso, lhes falo por parábolas; porque,


vendo, não veem; e, ouvindo, não ouvem, nem
entendem.

14 De sorte que neles se cumpre a profecia de


Isaías: Ouvireis com os ouvidos e de nenhum
modo entendereis; vereis com os olhos e de
nenhum modo percebereis.

15 Porque o coração deste povo está endurecido,


de mau grado ouviram com os ouvidos e
fecharam os olhos; para não suceder que vejam
com os olhos, ouçam com os ouvidos, entendam
com o coração, se convertam e sejam por mim
curados.
21
16 Bem-aventurados, porém, os vossos olhos,
porque veem; e os vossos ouvidos, porque
ouvem.

17 Pois em verdade vos digo que muitos profetas


e justos desejaram ver o que vedes e não viram;
e ouvir o que ouvis e não ouviram.

18 Atendei vós, pois, à parábola do semeador.

19 A todos os que ouvem a palavra do reino e não


a compreendem, vem o maligno e arrebata o
que lhes foi semeado no coração. Este é o que foi
semeado à beira do caminho.

20 O que foi semeado em solo rochoso, esse é o


que ouve a palavra e a recebe logo, com alegria;

21 mas não tem raiz em si mesmo, sendo, antes,


de pouca duração; em lhe chegando a angústia
ou a perseguição por causa da palavra, logo se
escandaliza.

22 O que foi semeado entre os espinhos é o que


ouve a palavra, porém os cuidados do mundo e a
fascinação das riquezas sufocam a palavra, e fica
infrutífera.

23 Mas o que foi semeado em boa terra é o que


ouve a palavra e a compreende; este frutifica e
produz a cem, a sessenta e a trinta por um.
22
24 Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino
dos céus é semelhante a um homem que
semeou boa semente no seu campo;

25 mas, enquanto os homens dormiam, veio o


inimigo dele, semeou o joio no meio do trigo e
retirou-se.

26 E, quando a erva cresceu e produziu fruto,


apareceu também o joio.

27 Então, vindo os servos do dono da casa, lhe


disseram: Senhor, não semeaste boa semente
no teu campo? Donde vem, pois, o joio?

28 Ele, porém, lhes respondeu: Um inimigo fez


isso. Mas os servos lhe perguntaram: Queres
que vamos e arranquemos o joio?

29 Não! Replicou ele, para que, ao separar o joio,


não arranqueis também com ele o trigo.

30 Deixai-os crescer juntos até à colheita, e, no


tempo da colheita, direi aos ceifeiros: ajuntai
primeiro o joio, atai-o em feixes para ser
queimado; mas o trigo, recolhei-o no meu
celeiro.

31 Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino


dos céus é semelhante a um grão de mostarda,
que um homem tomou e plantou no seu campo;
23
32 o qual é, na verdade, a menor de todas as
sementes, e, crescida, é maior do que as
hortaliças, e se faz árvore, de modo que as aves
do céu vêm aninhar-se nos seus ramos.

33 Disse-lhes outra parábola: O reino dos céus é


semelhante ao fermento que uma mulher
tomou e escondeu em três medidas de farinha,
até ficar tudo levedado.

34 Todas estas coisas disse Jesus às multidões


por parábolas e sem parábolas nada lhes dizia;

35 para que se cumprisse o que foi dito por


intermédio do profeta: Abrirei em parábolas a
minha boca; publicarei coisas ocultas desde a
criação [do mundo].

36 Então, despedindo as multidões, foi Jesus


para casa. E, chegando-se a ele os seus
discípulos, disseram: Explica-nos a parábola do
joio do campo.

37 E ele respondeu: O que semeia a boa semente


é o Filho do Homem;

38 o campo é o mundo; a boa semente são os


filhos do reino; o joio são os filhos do maligno;
24
39 o inimigo que o semeou é o diabo; a ceifa é a
consumação do século, e os ceifeiros são os
anjos.

40 Pois, assim como o joio é colhido e lançado ao


fogo, assim será na consumação do século.

41 Mandará o Filho do Homem os seus anjos,


que ajuntarão do seu reino todos os escândalos
e os que praticam a iniquidade

42 e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá


choro e ranger de dentes.

43 Então, os justos resplandecerão como o sol,


no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos [para
ouvir], ouça.

44 O reino dos céus é semelhante a um tesouro


oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o
achado, escondeu. E, transbordante de alegria,
vai, vende tudo o que tem e compra aquele
campo.

45 O reino dos céus é também semelhante a um


que negocia e procura boas pérolas;

46 e, tendo achado uma pérola de grande valor,


vende tudo o que possui e a compra.
25
47 O reino dos céus é ainda semelhante a uma
rede que, lançada ao mar, recolhe peixes de toda
espécie.

48 E, quando já está cheia, os pescadores


arrastam-na para a praia e, assentados,
escolhem os bons para os cestos e os ruins
deitam fora.

49 Assim será na consumação do século: sairão


os anjos, e separarão os maus dentre os justos,

50 e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá


choro e ranger de dentes.

51 Entendestes todas estas coisas?


Responderam-lhe: Sim!

52 Então, lhes disse: Por isso, todo escriba


versado no reino dos céus é semelhante a um
pai de família que tira do seu depósito coisas
novas e coisas velhas.

53 Tendo Jesus proferido estas parábolas,


retirou-se dali.

54 E, chegando à sua terra, ensinava-os na


sinagoga, de tal sorte que se maravilhavam e
diziam: Donde lhe vêm esta sabedoria e estes
poderes miraculosos?
26
55 Não é este o filho do carpinteiro? Não se
chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago,
José, Simão e Judas?

56 Não vivem entre nós todas as suas irmãs?


Donde lhe vem, pois, tudo isto?

57 E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes


disse: Não há profeta sem honra, senão na sua
terra e na sua casa.

58 E não fez ali muitos milagres, por causa da


incredulidade deles

1Cor– 3

1 Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a


espirituais, e sim como a carnais, como a
crianças em Cristo.

2 Leite vos dei a beber, não vos dei alimento


sólido; porque ainda não podíeis suportá-lo.
Nem ainda agora podeis, porque ainda sois
carnais.

3 Porquanto, havendo entre vós ciúmes e


contendas, não é assim que sois carnais e andais
segundo o homem?
27
4 Quando, pois, alguém diz: Eu sou de Paulo, e
outro: Eu, de Apolo, não é evidente que andais
segundo os homens?

5 Quem é Apolo? E quem é Paulo? Servos por


meio de quem crestes, e isto conforme o Senhor
concedeu a cada um.

6 Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento


veio de Deus.

7 De modo que nem o que planta é alguma coisa,


nem o que rega, mas Deus, que dá o
crescimento.

8 Ora, o que planta e o que rega são um; e cada


um receberá o seu galardão, segundo o seu
próprio trabalho.

9 Porque de Deus somos cooperadores; lavoura


de Deus, edifício de Deus sois vós.

10 Segundo a graça de Deus que me foi dada,


lancei o fundamento como prudente
construtor; e outro edifica sobre ele. Porém
cada um veja como edifica.

11 Porque ninguém pode lançar outro


fundamento, além do que foi posto, o qual é
Jesus Cristo.
28
12 Contudo, se o que alguém edifica sobre o
fundamento é ouro, prata, pedras preciosas,
madeira, feno, palha,

13 manifesta se tornará a obra de cada um; pois


o Dia a demonstrará, porque está sendo revelada
pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio
fogo o provará.

14 Se permanecer a obra de alguém que sobre o


fundamento edificou, esse receberá galardão;

15 se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele


dano; mas esse mesmo será salvo, todavia, como
que através do fogo.

16 Não sabeis que sois santuário de Deus e que o


Espírito de Deus habita em vós?

17 Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus


o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois
vós, é sagrado.

18 Ninguém se engane a si mesmo: se alguém


dentre vós se tem por sábio neste século, faça-se
estulto para se tornar sábio.

19 Porque a sabedoria deste mundo é loucura


diante de Deus; porquanto está escrito: Ele
apanha os sábios na própria astúcia deles.
29
20 E outra vez: O Senhor conhece os
pensamentos dos sábios, que são pensamentos
vãos.

21 Portanto, ninguém se glorie nos homens;


porque tudo é vosso:

22 seja Paulo, seja Apolo, seja Cefas, seja o


mundo, seja a vida, seja a morte, sejam as coisas
presentes, sejam as futuras, tudo é vosso,

23 e vós, de Cristo, e Cristo, de Deus.

30