Você está na página 1de 3

HORA SANTA

INÍCIO (todos de joelhos)

Coord: Em nome do Pai+ do Filho+ e do ES. / Todos: Amém.

Graças e louvores se deem a todo momento, ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento!


(3X)

Iniciemos esta nossa Hora Santa com Jesus, somos convidados a estar com Jesus no
Santíssimo Sacramento, para louvar, agradecer, bendizer e adorar ao Deus da vida.
Faremos ao todo nessa noite quatro momentos: adoração, ação de graças, reparação e
súplica. Durante esta hora, vamos abrir o nosso coração, meditar Sua Palavra e
alimentarmos do seu amor. Que o Espírito Santo nos encha com a sua luz e acenda em
nossos corações a chama de seu divino amor.

1ª Momento: Adoração

Adoração significa responder ao amor de Deus, não falando de si para Ele, mas
falando de Deu, reconhecendo aquilo que Ele é. Convido a todos a ficarmos de pé
para escutarmos a Palavra de Deus.

Após a 1ª leitura, fazer uma breve motivação para a adoração

Coord: Estamos diante de Jesus Sacramentado. Foi Ele quem nos convidou para estarmos
aqui hoje. Assim, como ele foi enviado quando disse: “para que o mundo reconheça que
Tu me enviastes e que os amaste” E aqui estamos. Viemos dizer-lhe que O amamos, que
O reconhecemos como nosso Salvador, nosso Deus e Senhor, que queremos colocar em
suas mãos toda a nossa vida. Como motivação nessa adoração: qual foi o meu primeiro
envio que recebi de Deus? Como foi o primeiro contato com o “segue-me” de Jesus?

2ª Momento: Ação de Graças

A ação de Graças
Após a 2ª leitura: a leitura que acabamos de escutar remete ao magnificat de Nossa
Senhora, seu gesto de louvor e agradecimento por aquilo que Deus realizou e realizará
em sua vida. Assim, também nós somos chamados a agradecer a Deus pelas suas
maravilhas. Como motivação para essa ação de Graças podemos refletir: quais são as
maravilhas que Deus tem feito em minha vida? o que podemos agradecer hoje por fazer
parte desse o encontro do Segue-me?

3ª Momento: Reparação
Aqui diante de vós, Ó Jesus, estamos para fazer um ato de reparação por todas ao ofensas
que recebeis. A vós queremos entregar toda a nossa vida, também a nossa morte. Aceitai-
as, Senhor, e dai nossa salvação. Em todos os momentos da nossa vida, queremos renovar
essa nossa entrega a vós, para sermos inteiramente vossos.

Após a 3ª leitura: As bem-aventuranças proclamadas por Cristo estão em "contracorrente"


com o que habitualmente "se faz no mundo". Somos chamados a sermos diferentes do
mundo e sermos de Deus. Diante desse nosso ato de reparação, devemos ter em mente
que nesse próximo encontro do “Segue-me”, possamos mostrar que somos bem-
aventurados e felizes por seguir Jesus. As bem-aventuraças é o sinal de que estamos com
Cristo. Como motivação para a reparação: o que hoje me afasta de Deus? O que eu devo
deixar no mundo para fazer bem esse encontro?

4ª Momento: Súplica
A súplica (também conhecida como petição) é uma forma de oração, em que uma pessoa
humildemente ou sinceramente.
Ó Jesus, presente na Eucaristia, viemos aqui diante do vosso Sacrário para vos adorar,
para vos agradecer, para pedir vosso perdão, e para orer, não só por nós, nossos familiares
e amigos, mas também para o nosso querido Brasil e seu povo tão sofrido, e por todo o
gênero humano. E de um modo especial pedimos pela Igreja: a Igreja que ainda peregrina
nesse mundo, a Igreja que já alcançou o triunfo do céu, como também a Igreja padecente
do purgatório.

Após a 4ª leitura: Saber que tudo é do Pai nos conforta e entendemos que esse
encontro é também para nós. Dessa maneira, só devemos levar Jesus ao próximo e não
levar o mundo ou nossas preocupações para o encontro, nem minhas ambições, minhas
vaidades, meus orgulhos, minha arrogância, porém devo levar a fé. Como motivação para
a súplica: quais são as nossas preocupações ? o que você quer pedir nesse encontro?

Preces espontâneas
Materialismo: o sucesso e a felicidade está no ter ou possuir
Crescer muito rápido: contra o processo, caindo cada vez mais cedo nas drogas e
sexualidade
Bulling: violência nas escolas voltadas que nos faz sermos intolerantes, desrespeitosos e
vingativos
Falta de amigos: Amigos verdadeiros e bons exemplos/ preconceito
Problemas com os pais: vendo eles como inimigo, falta de diálogo com os pais/ ou
famílias desestruturadas e ausentes
Pressão das escolas: o desempenho escolar e com o futuro profissional
Falta de limite: onde a mídia, a net e o governo dizem o que é melhor para ser feliz/
liberdade demais
A culpa está naquilo onde não se pode controlar, assim como a direita acusa do Estado
por privar da sua liberdade promovendo a igualdade, a esquerda acusam as empresas de
promover a liberdade causando mais desigualdade.
Aparência: seguindo um padrão de felicidade ideal
Culpa, vergonha e falta de energia