Você está na página 1de 210

G30/G40

Monitores de paciente
MANUAL DE INSTRUÇÕES

Português
G30/G40
Monitores de paciente

MANUAL DE INSTRUÇÕES

Português
Informações do produto
Modelo do produto: G30/G40

Nome do produto: Monitores de paciente

Fabricante
Philips Goldway (Shenzhen) Industrial Inc.

Endereço de produção/registrado:

No. 2 Keji North 3rd Road, Nanshan District, Shenzhen P.R.China 518057

Tel.: +86 755 26980999


Fax: +86 755 26980222

Edição
Quarta edição: Junho de 2018

Philips Goldway (Shenzhen) Industrial Inc.


Todos os direitos reservados.

Especificações Regulamentares e de Segurança

Norma
O produto é fabricado de acordo com o sistema de qualidade ISO13485 certificado pela TUV SUD.

Declaração
Les moniteurs de patient G30/G40 sont des moniteurs de classe II b conformes aux dispositions de la
directive 93/42/CEE du Conseil relative aux appareils médicaux et portent le marquage CE en
conséquence.

Representante autorizado da UE
Shanghai International Holding Corp.GmbH (Europe)
Eiffestrasse 80, 20537
Hamburgo, Alemanha

Tel: 0049-40-2513175
Fax: 0049-40-255726

ii G30/G40 Manual de instruções


Rx Only
Cuidado: As leis federais dos Estados Unidos permitem a venda deste dispositivo apenas a médicos
ou sob ordem de um médico.

Explicação dos símbolos


Os símbolos a seguir aparecem no monitor e na embalagem do produto.

Tabela 1 Símbolos no monitor e na embalagem

Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Porta Ethernet Cuidado, consulte os


documentos fornecidos

Manter seco Limitação de temperatura

Limitação da pressão Limitação de umidade


atmosférica

Manter voltado para cima Frágil, manuseie com


cuidado

Recuperação Empilhamento máximo

Reciclável Tecla Ligar/Espera

Tecla do Menu Tecla do menu Parâmetro


principal

Tecla de congelamento Tecla Imprimir


da forma de onda

G30/G40 Manual de instruções iii


Tabela 1 Símbolos no monitor e na embalagem (Continuação)

Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Tecla Desativação do Tecla NIBP


alarme

LED de energia LED de carregamento

Classificação de proteção ECG/RESP Conector de ECG

CO2 Conector de CO2 SpO2 Conector da sonda de SpO2

NIBP Conector da mangueira Conector de Conector de C.O.


da bainha NIBP

TEMP1 Conector TEMP1 IBP1 Conector do cabo do


transdutor de IBP1

TEMP2 Conector TEMP2 IBP2 Conector do cabo do


transdutor de IBP2

Entrada de gás Saída de gás

Conector de chamada da Porta USB


enfermeira

Peça aplicada CF: Peça aplicada BF: incluindo


incluindo a peça aplicada a peça aplicada F (flutuação/
F (flutuação/isolamento) isolamento) e a função à
e a função à prova de prova de desfibrilação.
desfibrilação.

Saída de vídeo Porta de saída analógica de


ECG

Aterramento de proteção Fusível

Aterramento Tensão perigosa


equipotencial

iv G30/G40 Manual de instruções


Tabela 1 Símbolos no monitor e na embalagem (Continuação)

Símbolo Descrição Símbolo Descrição

Data de fabricação Endereço do fabricante

Número de série Número de configuração

Código do lote Conformidade com o padrão


WEEE

Número do catálogo Consulte o Manual de


instruções

Marca CE Representantes da UE

Padrões de segurança
A tabela a seguir descreve os padrões de segurança dos monitores de paciente G30/G40.

Tabela 2 Padrões de segurança

Parâmetro Especificação

Classe de proteção Equipamento da Classe I, anti-choque, com alimentação externa e


interna, em conformidade com o padrão IEC 60601-1

Grau de proteção À prova de desfibrilador Tipo CF e BF: em conformidade com o


padrão IEC 60601-1
Grau de proteção contra líquidos nocivos como IPX1
Grau de proteção anti-choque como a combinação das peças
aplicadas BF e CF
Em conformidade com o grau de segurança do aplicativo na
presença de misturas anestésicas inflamáveis com ar ou com
oxigênio ou óxido nitroso, o equipamento não é adequado para uso
na presença de misturas anestésicas inflamáveis com ar ou com
oxigênio ou óxido nitroso

Esterilização e desinfecção Conforme recomendado pelo fabricante

Modo de operação Contínuo

G30/G40 Manual de instruções v


Suporte ao produto e informações de garantia
A Empresa garante os Monitores de Paciente G30/G40 por um ano.

Guarde a embalagem para transporte, armazenamento ou manutenção.

A Empresa se responsabilizará pela segurança, pela confiabilidade e pelo desempenho do monitor


quando:

• O produto for montado, atualizado, alterado ou mantido por representantes de serviço


autorizados.
• O produto for colocado em ambientes hospitalares típicos.
• O produto for usado de acordo com este guia.
A Empresa não se responsabilizará pelos danos ao monitor quando:

• O dano for causado por:


– Operação imprópria.
– Conexão imprópria do monitor a outros dispositivos.
– Impacto acidental.
• O monitor for alterado sem a autorização por escrito da Empresa.
• O número de série do monitor for removido ou ficar ilegível.

Serviço pós-venda
Quando precisar de suporte para o produto, procure o seu representante local da Empresa.

Antes de entrar em contato com a assistência técnica, anote as seguintes informações:

• Modelo e número de série do monitor


• Problema do monitor

Convenções

Separadores decimais
Como os monitores G30/G40 usam um ponto (.) para indicar um separador decimal nos números
decimais (por exemplo, 10.0), todos os números decimais neste manual usam o ponto como
separador decimal. Não se usa vírgula como separador decimal.

Notas, cuidados e avisos


O manual usa as seguintes convenções para observações, cuidados e avisos.

Observação — Cada Observação indica um ponto importante do texto.

vi G30/G40 Manual de instruções


Cuidado Uma mensagem de Cuidado indica uma condição ou situação em que pode haver danos ou
destruição do produto ou do trabalho do usuário.

Aviso Uma mensagem de Aviso indica uma condição ou possível situação que pode causar lesões ao
usuário e/ou ao paciente.

Requisitos de segurança

Observação — As indicações de segurança deste capítulo aplicam-se à utilização geral do monitor.


As indicações de segurança dos outros capítulos aplicam-se a medidas específicas do monitor.

Siga as instruções deste manual do usuário ao usar o monitor. No entanto, as práticas médicas
convencionais sempre prevalecem sobre esse documento. A importância dos requisitos de segurança
estipulados neste manual não está na ordem da sequência de leitura.

Aviso O monitor não se destina ao uso doméstico.

O monitor só deve ser usado em um paciente por vez.

O monitor não se destina ao uso diagnóstico ou terapêutico.

O monitor não é um monitor de apneia. A medição de respiração não reconhece apneias


misturadas e obstrutivas - ela só indica um alarme quando o tempo definido pelo usuário passa
desde a última respiração detectada.

Qualquer equipamento adicional conectado à porta de entrada ou saída de sinal constitui um


equipamento médico e a pessoa que o conectou será responsável por garantir a conformidade do
sistema com os requisitos do padrão IEC 60601-1. Nunca instale permanentemente o
equipamento conectado às portas de entrada ou saída de sinal. Caso tenha alguma dúvida,
entre em contato com a Empresa.

Para evitar misturas, apague todos os dados históricos do último paciente antes de monitorar
um novo paciente.

Verifique se o monitor de paciente está em boas condições de uso e está colocado na posição
correta antes de qualquer uso clínico.

Nunca confie exclusivamente no sistema de alarme para monitorar o paciente. Verifique


periodicamente se os alarmes do monitor estão funcionando de modo correto. O método mais
confiável de monitoramento de pacientes combina a supervisão atenta e pessoal com a operação
correta do monitor.

Para pacientes com marcapasso, os medidores de taxa podem continuar contando a frequência
do marcapasso durante ocorrências de parada cardíaca ou algumas arritmias. Não confie
apenas nos alarmes de medidor de taxa. Mantenha os pacientes com marca-passo sob estrita

G30/G40 Manual de instruções vii


vigilância. Consulte este manual para saber qual é a capacidade de rejeição do pulso do
marcapasso deste instrumento.

Nunca use o monitor durante MRIs ou exames de CT.

Nunca use cabos com condutores expostos. Use somente cabos e conectores não danificados para
evitar lesões pessoais.

Nunca toque ao mesmo tempo no paciente e no terminal de entrada ou saída do monitor.

O monitor pode ser usado com dispositivos eletrocirúrgicos. Para evitar queimaduras ou óbito,
verifique se o circuito eletrocirúrgico está conectado corretamente.

Quando um desfibrilador for utilizado, verifique se o paciente não está conectado a nenhum
metal, à superfície de algum condutor ou a peças aterradas de algum dispositivo. Nunca toque
no paciente, na mesa ou nos instrumentos durante a desfibrilação.

Nunca use o monitor em um ambiente de gases anestésicos.

Desconecte a fonte de alimentação CA e retire a bateria antes de desmontar o monitor.

Cuidado Para evitar lesões pessoais, use somente os acessórios e peças produzidos ou recomendados pela
Empresa. Caso contrário, podem ocorrer danos ao monitor.

Posicione os cabos de alimentação e os outros cabos de modo que não haja enroscos, contato
com o paciente ou interferência elétrica.

Sempre use um receptáculo trifásico para aterrar o monitor corretamente. Use o monitor
alimentado pela bateria apenas se você suspeitar de algum problema na fiação ou no
aterramento externo.

Conecte o monitor somente a uma saída de energia com o aterramento de proteção correto. Se não
houver nenhuma conexão aterrada disponível, use o monitor somente com as baterias internas.

A bateria será descarregada com o passar do tempo quando estiver em um monitor não
alimentado por energia CA. Mantenha o monitor conectado à energia elétrica ao guardá-lo e ao
realizar a verificação mensal da bateria.

Se vários dispositivos estiverem conectados a um paciente, a soma das correntes de fuga poderá
causar uma situação perigosa. Desse modo, os representantes de serviço qualificados sempre
devem realizar testes de corrente de fuga antes de configurar as conexões. Isso garante que a
fuga fique dentro dos limites e evita lesões pessoais e danos ambientais. Se ainda houver alguma
dúvida, consulte o fabricante quanto ao uso correto.

O monitor deve estar em conformidade com o padrão internacional IEC 60601-1-2 e com
outros padrões de EMC aplicáveis. Pode ocorrer interferência quando a energia
eletromagnética é extremamente alta. Verifique se os instrumentos ao redor também estão em
conformidade com os padrões de EMC. Nunca ligue ou use dispositivos de comunicação
portáteis, como telefones celulares ou rádios portáteis de canal duplo, perto do monitor.

Interferência eletromagnética desconhecida pode ser causada por transmissores de rádio ou


televisões nas proximidades. Afaste o paciente desses dispositivos ou coloque materiais de
isolamento ao redor do monitor.

viii G30/G40 Manual de instruções


Todos os dispositivos conectados ao monitor devem estar em conformidade com o padrão IEC
pertinente. Por exemplo, os dispositivos de processamento de dados devem estar em
conformidade com o padrão IEC 60950 e os dispositivos médicos com o padrão IEC 60601-1.
O sistema inteiro deve estar de acordo com os padrões IEC 60601-1-1 mais recentes.

Para garantir a segurança do monitor, a manutenção de todas as peças e acessórios deve estar
em conformidade com os padrões IEC 60601. A configuração do sistema do monitor deve estar
de acordo com os padrões elétricos médicos IEC 60601-1-1.

Se os dados do paciente forem perdidos, monitore o paciente de perto ou substitua o monitor


imediatamente até o monitor restaurar a função normal novamente.

O monitoramento será interrompido enquanto as configurações do usuário serão salvas


automaticamente quando o monitor for desligado.

Para diminuir o risco de queimaduras em conexões cirúrgicas neutras de alta freqüência,


os cabos e conectores devem ficar distantes do local cirúrgico. Mantenha os cabos afastados de
outros dispositivos.

Peça aos representantes de manutenção qualificados para calibrar e realizar a manutenção do


monitor anualmente.

Verifique periodicamente todos os acessórios reutilizáveis para observar se há algum dano.


Substitua e descarte os acessórios danificados quando necessário de acordo com os
regulamentos de descarte de resíduos do hospital local.

Os eletrodos de ECG são acessórios descartáveis. Sempre descarte os eletrodos de ECG


corretamente de acordo com os regulamentos de descarte de resíduos do hospital local.

Limpe e esterilize o monitor e os acessórios de acordo com os requisitos locais. Desligue o


monitor e desconecte os cabos de alimentação antes de realizar o procedimento de limpeza ou
esterilização.

Mantenha todos os materiais da embalagem do monitor fora do alcance das crianças ou


descarte-os de acordo com os regulamentos ambientais locais.

Sempre descarte o monitor e todos os acessórios corretamente ao final da vida útil. Descarte as
baterias de acordo com os regulamentos locais. Nunca queime as baterias nem as exponha a
altas temperaturas.

Não permita que água fique condensada no monitor. A condensação pode ocorrer devido a
variações de temperatura ou exposição à umidade.

G30/G40 Manual de instruções ix


x G30/G40 Manual de instruções
Sumário

1 Visão geral
1.1 Indicações de uso - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -1-1
1.2 Uso previsto - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -1-1
1.3 Configurações dos monitores G30/G40 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -1-2
1.3.1 Configurações - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -1-2

2 Operação básica
2.1 Antes de começar - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-1
2.1.1 Remoção do equipamento da embalagem - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-1
2.1.2 Configuração do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-1
2.1.3 Recursos de rede - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-2
2.1.4 Fonte de alimentação do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-2
2.1.5 Inspeção do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-3
2.1.6 Verificação da versão do software do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-3
2.2 Descrição do produto - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-4
2.2.1 O painel frontal - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-4
2.2.2 O painel traseiro - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-6
2.2.3 Painel do lado esquerdo - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-7
2.2.4 Painel do lado direito - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-9
2.2.5 Controles do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -2-9
2.3 Exibição da tela - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-10
2.4 Utilização dos menus do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-12
2.4.1 Menus típicos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-12
2.4.2 Submenu - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-12
2.4.3 Fechamento de um menu - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-13
2.4.4 Teclado virtual - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-13
2.5 Usando a tela de toque - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-13
2.6 Configuração de vídeo - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-13
2.6.1 Utilização do modo Espera - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-13
2.6.2 Utilização da tela Número grande - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-14
2.6.3 Utilização da grade de fundo - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-15
2.6.4 Utilização da tela Tendência dinâmica- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-15
2.6.5 Exibição da tela OCRG- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-17
2.6.6 Utilização da visualização de outro leito - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-17
2.6.7 Configuração do canal da forma de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-19
2.6.8 Alteração da exibição da forma de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-20
2.6.9 Alteração da velocidade da forma de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-20
2.6.10 Alteração da cor da forma de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-21
2.6.11 Congelamento de formas de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-21
2.7 Alteração das configurações do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-21
2.7.1 Alteração do idioma - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-21
2.7.2 Menu Manutenção do sistema- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-22
2.7.3 Alteração de data e hora - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-22
2.7.4 Alteração da conexão de rede - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-23
2.8 Alteração do brilho - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-23
2.8.1 Utilização do modo noturno - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-24
2.9 Internação de um novo paciente - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 2-24

G30/G40 Manual de instruções Sumário-1


3 Alarmes
3.1 Tipos de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-1
3.2 Níveis de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-1
3.3 Alarmes visuais - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-2
3.3.1 LEDs piscando- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-2
3.3.2 Valores numéricos piscando - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-2
3.3.3 Ícones piscando - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-2
3.3.4 Mensagens de alarme- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-2
3.4 Alarmes audíveis - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-3
3.4.1 Ativação/desativação de alarmes audíveis - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-3
3.4.2 Pausar os alarmes - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-4
3.4.3 Ajuste do volume do alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-4
3.5 Configuração do modo de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-4
3.6 Configuração de limites de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-5
3.6.1 Configuração de limites de alarme individuais - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-5
3.6.2 Restauração de limites de alarme padrão- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-6
3.7 Configuração de alarmes de chamada da enfermeira - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-6
3.8 Análise de eventos de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -3-7

4 Monitoramento de ECG, arritmia e ST


4.1 Colocação dos eletrodos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-1
4.1.1 Alteração de um conjunto de derivações - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-3
4.1.2 Recomendações de eletrodos para pacientes cirúrgicos - - - - - - - - - - - - - - - - -4-4
4.1.3 Conexão de cabos de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-4
4.2 A exibição de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-5
4.2.1 Forma de onda de ECG e painel numérico - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-5
4.2.2 Exibição de formas de onda de ECG de sete derivações - - - - - - - - - - - - - - - -4-6
4.3 Configuração da tela de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-7
4.3.1 Alteração do tamanho da forma de onda de ECG- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-7
4.3.2 Alteração da velocidade da forma de onda de ECG- - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-8
4.3.3 Alteração da cor da forma de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-8
4.3.4 Alteração da posição da forma de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-9
4.4 Realização da calibragem de 1 mV - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-9
4.5 Alteração da fonte da frequência cardíaca - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -4-9
4.6 Alteração do volume da frequência cardíaca - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-10
4.7 Alteração do modo de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-10
4.8 Alteração das configurações de filtro de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-10
4.9 Alteração das configurações de alarme de FC - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-11
4.10 Análise do segmento ST - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-11
4.11 Alteração de limites de alarme de ST - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-12
4.12 Monitoramento de pacientes com marcapasso - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-13
4.13 Monitoramento da arritmia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-13
4.13.1 Ativação e desativação da análise de arritmia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-13
4.13.2 Escolha de uma derivação de ECG para monitorar arritmias - - - - - - - - - - - - - 4-14
4.13.3 Estabelecimento de um padrão de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-14
4.13.4 A exibição de arritmia- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-15
4.13.5 Recuperação da arritmia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-16
4.14 Alteração das configurações de alarme de arritmia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-17

Sumário-2 G30/G40 Manual de instruções


4.15 Execução da análise de variação de FC - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-17
4.15.1 Início da análise- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-17
4.16 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 4-18

5 Monitoramento da respiração
5.1 Colocação de derivações para monitoramento da respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-1
5.1.1 Seleção de uma derivação de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-1
5.2 A exibição de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-2
5.3 Alteração da exibição de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-2
5.3.1 Alteração do tamanho da forma de onda de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - -5-2
5.3.2 Alteração da velocidade da forma de onda de respiração - - - - - - - - - - - - - - - -5-3
5.3.3 Alteração do modo de exibição da forma de onda de respiração - - - - - - - - - - - - -5-3
5.3.4 Alteração da cor da forma de onda de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-3
5.4 Alteração das configurações de alarme de respiração - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-3
5.5 Alteração das configurações de alarme de apneia- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-3
5.6 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -5-4

6 Monitoramento de SpO2
6.1 Seleção de um sensor de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-1
6.2 Aplicação do sensor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-1
6.3 Conexão de cabos de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-2
6.4 Medição de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-2
6.5 Avaliação de leituras suspeitas de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-3
6.6 A exibição de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-3
6.7 Alteração da exibição de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-4
6.7.1 Alteração da velocidade da forma de onda de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-4
6.7.2 Alteração da cor da forma de onda de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-4
6.8 Configuração da exibição da frequência de pulso de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-4
6.9 Configuração da prioridade de FC/PR - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-4
6.10 Configuração da exibição de FC/PR - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-5
6.11 Alteração do modo Resposta SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-6
6.12 Alteração das configurações de alarme de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-6
6.13 Alteração das configurações de alarme de PR - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-6
6.14 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -6-7

7 Monitoramento de NIBP
7.1 Conexão da bainha e da mangueira de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-1
7.2 Limitações de medição - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-2
7.3 A exibição de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-3
7.4 Seleção dos modos de medição de NIBP- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-3
7.5 Seleção do tempo de intervalo de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-4
7.6 Alteração do tipo de paciente de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-5
7.7 Alteração da unidade de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-5
7.8 Monitoramento da pressão sanguínea dinâmica - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-6
7.9 Visualização de dados de medição de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-7
7.10 Alteração das configurações de alarme de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-7
7.11 Alteração do limite de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-7
7.12 Calibragem de NIBP e compensação da pressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-8
7.13 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -7-8

G30/G40 Manual de instruções Sumário-3


8 Monitoramento da temperatura
8.1 Seleção e conexão de sondas de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-1
8.2 Fatores influenciadores - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-1
8.3 Monitoramento da temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-1
8.4 A exibição de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-2
8.5 Configuração da tela Temperatura- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-3
8.6 Alteração da unidade de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-3
8.7 Alteração das configurações de alarme de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-3
8.8 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -8-4

9 Monitoramento de CO2
9.1 Seleção de acessórios de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-1
9.2 Conexão de acessórios de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-2
9.3 Fatores influenciadores - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-3
9.4 Mensuração de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-4
9.5 Remoção de gases expirados do sistema - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-4
9.6 A exibição de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-5
9.7 Alteração da exibição de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-5
9.7.1 Alteração da velocidade da forma de onda de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-5
9.7.2 Alteração do modo de exibição da forma de onda de CO2 - - - - - - - - - - - - - - -9-6
9.7.3 Alteração da cor da forma de onda de CO2- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-6
9.7.4 Alteração do modo operacional de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-6
9.7.5 Alteração do tipo de paciente de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-6
9.7.6 Alteração da unidade de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-7
9.7.7 Alteração das configurações de alarme de CO2- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-7
9.8 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -9-7

10 Monitoramento da pressão sanguínea invasiva


10.1 Seleção de um transdutor de pressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-1
10.2 Antes de medir a pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-1
10.2.1 Conexão e lavagem do tubo de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-1
10.2.2 Seleção de uma pressão para monitoramento - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-2
10.3 Zeragem do transdutor de pressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-2
10.4 Medição da pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-3
10.5 A exibição da pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-4
10.6 Alteração da exibição da forma de onda de pressão sanguínea invasiva- - - - - - - - - - - - 10-4
10.6.1 Alteração do tamanho da forma de onda de pressão sanguínea invasiva - - - - - - - 10-4
10.6.2 Alteração da velocidade da forma de onda de pressão sanguínea invasiva - - - - - - 10-5
10.6.3 Alteração da cor da forma de onda de pressão invasiva - - - - - - - - - - - - - - - 10-5
10.7 Configuração da frequência de pulso da pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - 10-6
10.8 Configuração da prioridade de frequência de pulso de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-6
10.9 Configuração da exibição da frequência de pulso de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-6
10.10 Alteração da unidade de pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-6
10.11 Alteração das configurações de alarme de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-7
10.12 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 10-7

11 Monitoramento do débito cardíaco


11.1 Conexão dos cabos de débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-1
11.2 Fatores influenciadores - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-2

Sumário-4 G30/G40 Manual de instruções


11.3 Configuração da medição de débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-2
11.4 Medição do débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-3
11.5 Edição e salvamento de medidas de C.O. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-5
11.6 Documentação de uma medida de débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-5
11.7 Mensagens de alerta da curva de débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-6
11.8 Hemodinâmica - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-6
11.9 Alteração das configurações de alarme de temperatura do sangue - - - - - - - - - - - - - - 11-7
11.9.1 Configuração do Alarme audível de temperatura do sangue - - - - - - - - - - - - - 11-7
11.9.2 Alteração dos limites de alarme de temperatura do sangue- - - - - - - - - - - - - - 11-7
11.10 Alteração da unidade de temperatura do sangue - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-8
11.11 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 11-8

12 Gerenciamento de dados
12.1 Recuperação de formas de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-1
12.1.1 Visualização de formas de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-1
12.1.2 Análise de um segmento da forma de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-2
12.2 Visualização de tendências - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-3
12.2.1 Utilização da exibição de tendências - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-3
12.2.2 Utilização da lista de tendências - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-5
12.3 Utilização do gerenciador de dados - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-6
12.3.1 Recuperação de formas de onda de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-6
12.3.2 Visualização de dados de tendência - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-6
12.3.3 Salvamento de dados do paciente em uma unidade flash USB - - - - - - - - - - - - 12-6
12.4 Realização de cálculos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-8
12.4.1 Realização de cálculos hemodinâmicos- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-9
12.4.2 Realização de cálculos de oxigenação - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-9
12.4.3 Realização de cálculos de ventilação - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 12-9

13 Cálculo de medicamento
13.1 Cálculo da concentração do medicamento - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 13-1
13.2 Cálculo da taxa de infusão, da taxa de titulação e da hora do medicamento - - - - - - - - - - 13-2
13.3 Utilização do gráfico de titulação - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 13-3

14 Impressão
14.1 Sobre o gravador - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-1
14.2 Colocação do papel do gravador - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-1
14.3 Impressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-2
14.4 Seleção do conteúdo da impressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-3
14.5 Impressão de formas de onda - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-3
14.5.1 Seleção do canal de impressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-3
14.5.2 Impressão de uma única forma de onda de canal - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-4
14.6 Ativação da impressão acionada por alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-4
14.7 Ativação/desativação da impressão programada- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-4
14.8 Configuração do tempo de impressão do alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-5
14.9 Configuração da hora avançada - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-5
14.10 Seleção do modo de impressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-6
14.11 Alteração da velocidade de impressão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-6
14.12 Tira de gravação de amostra - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-7
14.13 Diretrizes do papel do gravador - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 14-8

G30/G40 Manual de instruções Sumário-5


15 Manutenção da bateria
15.1 LED de carregamento - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-1
15.2 Alimentação CA - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-1
15.3 Indicadores de bateria - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-1
15.4 Instalação e carregamento da bateria - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-2
15.5 Recarregamento da bateria- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-3
15.6 Descarte de uma bateria - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-3
15.7 Informações de segurança - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 15-3

16 Limpeza e cuidado
16.1 Diretrizes gerais- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-1
16.2 Limpeza do monitor- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-2
16.3 Limpeza dos acessórios - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-2
16.3.1 Limpeza dos cabos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-2
16.3.2 Limpeza do sensor de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-2
16.3.3 Limpeza da bainha de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-3
16.3.4 Limpeza da sonda de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-3
16.4 Limpeza do cabeçote de impressão do gravador- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-3
16.5 Desinfecção do monitor - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-4
16.6 Esterilização do monitor- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 16-4

17 Manutenção e solução de problemas


17.1 Inspeção do equipamento e dos acessórios - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 17-1
17.2 Tarefas de manutenção e programação de testes - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 17-1
17.3 Solução de problemas - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 17-2
17.4 Descarte do monitor- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 17-6

A Acessórios
A.1 Acessórios de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-1
A.2 Acessórios de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-2
A.3 Acessórios de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-2
A.4 Acessórios de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-3
A.5 Acessórios de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-5
A.6 Acessórios de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-5
A.7 Acessórios de débito cardíaco (C.O.) - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-7
A.8 Acessórios adicionais - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - A-7

B Especificações
B.1 Especificações de energia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-1
B.2 Especificações de ECG- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-2
B.3 Especificações de RESP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-3
B.4 Especificações de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-4
B.5 Especificações de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-5
B.6 Especificações de TEMP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-6
B.7 Especificações de CO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-6
B.8 Especificações de IBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-7
B.9 Especificações de C.O. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-7
B.10 Especificações da tela - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-8
B.11 Especificações do gravador - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-8

Sumário-6 G30/G40 Manual de instruções


B.12 Especificações físicas - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-8
B.13 Especificações ambientais- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - B-9

C Especificações de alarme
C.1 Classificações de alarme - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - C-1
C.2 Alarmes fisiológicos - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - C-1
C.3 Alarmes técnicos- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - C-4
C.4 Limites de alarme padrão- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - C-7

D Configurações padrão
D.1 Configurações padrão do sistema - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-1
D.2 Configurações de alarme padrão - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-1
D.3 Configurações padrão de exibição - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-2
D.4 Configurações padrão de ECG - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-2
D.5 Configurações padrão de respiração- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-3
D.6 Configurações padrão de SpO2 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-4
D.7 Configurações padrão de NIBP - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-4
D.8 Configurações padrão de temperatura - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-5
D.9 Configurações padrão de dióxido de carbono - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-6
D.10 Configurações padrão de pressão sanguínea invasiva - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-6
D.11 Configurações padrão de débito cardíaco - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-7
D.12 Configurações padrão de gravador - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - D-7

E Glossário
E.1 Definições de terminologia - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - E-1

F Compatibilidade eletromagnética
F.1 Manual de instruções - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - F-1
F.2 Orientação e declaração de EMC do fabricante - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - F-2
F.2.1 Emissões eletromagnéticas de todos os equipamentos e sistemas - - - - - - - - - - - F-2
F.2.2 Imunidade eletromagnética de todos os equipamentos e sistemas - - - - - - - - - - - F-2
F.2.3 Imunidade eletromagnética dos equipamentos e sistemas que não dão suporte à vida- - F-4
F.2.4 Distâncias de separação recomendadas - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - F-5
F.2.5 Resultados do teste de interferência - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - F-6

1 Índice

G30/G40 Manual de instruções Sumário-7


Sumário-8 G30/G40 Manual de instruções
1
Visão geral

Os Monitores de paciente modulares G30/G40 são usados para monitorar, gravar e emitir alarmes
de vários parâmetros fisiológicos de adultos, crianças e neonatos. O monitor armazena dados em
bancos de dados de tendências e eventos. É possível visualizar gráficos de tendência de medida e
emitir alarmes de evento para ajudar a identificar mudanças na condição fisiológica do paciente.
Os Monitores de paciente modulares G30/G40 podem ser conectados ao Sistema de
monitoramento central da Empresa para monitoramento remoto.

Figura 1-1 Exemplo de um Monitor de paciente G30/G40


Este documento é uma parte integrante do monitor e fornece instruções detalhadas sobre utilização
e manutenção. Guarde o documento perto do monitor para referência. Além disso, leia e guarde
todos os documentos fornecidos com os acessórios, pois eles contêm informações importantes que
não estão neste guia.
Este guia descreve todos os recursos e opções do monitor. Seu monitor talvez não tenha todos eles.
O que você vê na tela, o modo como os menus são exibidos e assim por diante dependem da
configuração do monitor para seu hospital.
Se o monitor possuir uma opção de tela de toque, os menus de configuração correspondentes
podem ser acessados e as configurações ajustadas usando a roda de navegação ou tocando na tela.
Este guia ensina a configurar o monitor usando a roda de navegação. Assim, pode-se escolher a
opção mais conveniente para operar o monitor.

1.1 Indicações de uso


Os Monitores de paciente modulares G30/G40 devem ser usados por profissionais de saúde
sempre que for necessário monitorar os parâmetros fisiológicos dos pacientes.

1.2 Uso previsto


Os Monitores de paciente modulares G30/G40 são usados para monitorar, gravar e emitir alarmes
de vários parâmetros fisiológicos de adultos, crianças e recém-nascidos em ambientes médicos.
Além disso, outras aplicações do monitor incluem o uso em situações de transporte e
conectividade com redes clínicas.

G30/G40 Manual de instruções 1-1


Configurações dos monitores G30/G40

1.3 Configurações dos monitores G30/G40


Os Monitores de paciente modulares G30/G40 incluem várias configurações. Entre em contato com a
Empresa ou com seu representante local e solicite um catálogo para pedidos.

1.3.1 Configurações
Os monitores podem permitir as seguintes configurações:
• Unidade principal
• ECG
• RESP
• NIBP
• SpO2
• TEMP
• CO2
• IBP
• C.O.(somente G40)
• Gravador

1-2 G30/G40 Manual de instruções


2
Operação básica

Este capítulo descreve como configurar e começar a usar os Monitores de paciente modulares
G30/G40.

2.1 Antes de começar


Antes de começar a monitorar o paciente, verifique se o monitor está em boas condições e se ele
será utilizado no ambiente adequado.

2.1.1 Remoção do equipamento da embalagem


1. Tire o equipamento da embalagem e verifique se estes itens estão incluídos:
– Um monitor de paciente
– CD de Guia de Serviços e Instruções de uso
– Cabo de alimentação CA (específico do país)
– Conjunto de acessórios
Se algum dos itens da embalagem estiver faltando, entre em contato imediatamente com a
Empresa ou com um de seus agentes.
2. Guarde a embalagem para transporte ou armazenamento futuro. Se estiver danificada,
entre em contato imediatamente com a empresa transportadora.
3. Examine o monitor quanto à limpeza e à condição física geral. Verifique:
– A carcaça não está rachada ou quebrada.
– Os cabos de alimentação estão em boas condições e os pinos do plugue não estão
tortos.
– Os cabos de acessório estão intactos.

Cuidado Se o equipamento, os acessórios ou a embalagem apresentar sinais de danos, não utilize o


equipamento.

2.1.2 Configuração do monitor


Coloque e use o monitor em um lugar apropriado que esteja em conformidade com as
especificações ambientais da seção Especificações ambientais na página B-9. Coloque o monitor
em uma área que:
• Seja conveniente para observação e operação.
• Permita a movimentação livre e não tenha poeira e gases corrosivos ou explosivos.
• Tenha um espaço de 5 cm ao redor para garantir uma boa ventilação e a dissipação natural
do calor.

G30/G40 Manual de instruções 2-1


Antes de começar

O monitor pode ser colocado em uma superfície plana ou montado com os seguintes acessórios de
montagem:
• Suporte de rolo
• Montagem na parede
Para obter mais informações sobre a montagem dos monitores, consulte o Guia de instalação de
suporte de rolo ou o Guia de instalação de montagem na parede.

Aviso Nunca tente abrir a carcaça do monitor. Somente equipes qualificadas devem realizar a
manutenção do monitor.

Nunca bloqueie a ventilação de ar do monitor durante a operação.

2.1.3 Recursos de rede


Os Monitores de paciente modulares G30/G40 podem ser usados separadamente ou com outros
equipamentos da Empresa para criar um sistema de monitoramento central que permite monitoração
remota. O monitor se comunica com o Sistema de monitoramento central UT4800 pela porta Ethernet
na parte traseira do monitor.
A configuração de rede dos Monitores de paciente modulares G30/G40 não pode ser ajustada pelo
usuário. Entre em contato com a equipe de manutenção.
Para selecionar a porta de comunicação para uma conexão de rede:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Sistema e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Conexão de rede e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Porta de rede e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X no canto superior direito e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Principal.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

2.1.4 Fonte de alimentação do monitor


O monitor pode ser alimentado por uma fonte de alimentação CA ou pela bateria interna. É possível
alternar entre as duas fontes sem desligar o monitor.
Quando o monitor está conectado a uma fonte de alimentação CA, você pode ligar e operar o monitor
de paciente.
Quando ligado, o monitor está na condição operacional normal. Ele pode ser usado para medir os
sinais vitais, se comunicar com o sistema de monitoramento central e carregar a bateria.
Quando o monitor está no modo de espera, o monitor só pode carregar a bateria.

Se o monitor estiver ligado em uma fonte de alimentação CA e uma bateria interna, o monitor
continua funcionando sem interrupção quando a alimentação CA for perdida. Para obter mais
informações sobre a energia da bateria, consulte o Capítulo 15, Manutenção da bateria.

2-2 G30/G40 Manual de instruções


Antes de começar

Se o monitor estiver ligado apenas na fonte de alimentação CA, o monitor será desligado
automaticamente quando a alimentação CA for perdida; quando o monitor for ligado novamente,
ele estará em condições normais de funcionamento.

Observação — Se o modo operacional de CO2 estiver definido como Md. operacional antes do
monitor ser desligado, o modo operacional de CO2 mudará para modo de Espera quando o monitor
for ligado novamente.

2.1.5 Inspeção do monitor


Antes de começar a usar o monitor, verifique se:
1. Não há danos no monitor nem nos acessórios. Antes de ligar a energia, verifique o monitor e
todos os cabos, conectores e acessórios e observe se os cabos de extensão estão corretamente
conectados.
2. A energia CA está em conformidade com os padrões. Conecte uma extremidade do cabo de
alimentação especificado em uma fonte de alimentação CA aterrada. Conecte a outra
extremidade no conector de energia do monitor. Se o monitor for alimentado pela bateria,
verifique se há energia adequada e se a bateria está totalmente carregada.
3. O monitor está devidamente aterrado. Conecte uma extremidade do cabo de aterramento à
saída de aterramento equipotencial no painel traseiro do monitor e à outra extremidade do
sistema de aterramento.
4. Os acessórios estão conectados corretamente. Para testar alarmes de medição individuais,
realize a medição por conta própria (por exemplo, SpO2) ou use um simulador. Ajuste os
limites de alarme e observe se o comportamento de alarme é apropriado.
5. Todas as configurações (como tipo de paciente, limites de alarme e assim por diante) estão
corretas. Verifique se o monitor está em boas condições de funcionamento e se todas as
funções do monitor estão de acordo com os requisitos técnicos mencionados neste guia.
6. Quando você pressiona a tecla Ligar/Espera no painel frontal, a tela principal aparece.

Observação — Cada vez que o monitor for ligado, uma janela de Informações do paciente
aparece, e o padrão de Novo paciente é Sim. Gire a roda de navegação até OK e pressione-a para
apagar todos os dados do paciente atual armazenados no equipamento. Verifique se todos os
relatórios necessários foram impressos antes de selecionar OK. Para manter os atuais dados de
medida, gire a roda de navegação até Cancelar e pressione-a para confirmar.

2.1.6 Verificação da versão do software do monitor


Para verificar a versão do software do monitor:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Sistema e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Sobre... e pressione-a.
Uma janela exibe o número da versão de software com o formato: Vn.nn.
4. Pressione a roda de navegação para voltar à tela de monitoramento.

G30/G40 Manual de instruções 2-3


Descrição do produto

2.2 Descrição do produto


O monitor tem uma tela TFT colorida que exibe formas de onda, menus, status de alarme e medidas
fisiológicas.

2.2.1 O painel frontal


A figura a seguir mostra o painel frontal do monitor:

Figura 2-1 Painel frontal

2-4 G30/G40 Manual de instruções


Descrição do produto

A tabela a seguir descreve os controles do monitor.

Tabela 2-1 Controles do monitor

Número
Ícone Significado Descrição
do item
1 Tecla Ligar/ Pressione e mantenha pressionado por três segundos para ligar
Espera ou desligar o monitor.
Pressione brevemente com o monitor ligado para entrar no
modo de espera. No modo de espera, a tela se apaga e o monitor
pára de monitorar, mas não se desliga.
2 Tecla do menu Pressione para exibir os menus Parâmetro ou voltar à tela de
Parâmetro monitoramento.

3 Tecla de Durante o monitoramento, pressione para congelar as formas de


congelamento da onda.
forma de onda Pressione novamente para descongelar as formas de onda.

4 Tecla de Pressione para desativar o áudio do alarme por dois minutos.


Desativação do O monitor retoma os alarmes audíveis quando o contador chega
alarme a 00:00.
Pressione novamente quando os alarmes estiverem pausados
para reativar o áudio do alarme.

5 Roda de Quando um menu for exibido, gire e pressione a roda de


navegação navegação para selecionar e alterar as configurações.
Quando não há nenhum menu na tela, pressione para exibir o
menu de Conf. rápida.

6 Tecla Imprimir Pressione para iniciar ou parar a impressão.

7 Tecla NIBP Pressione para iniciar ou parar uma medição de NIBP.

8 Tecla do Menu Pressione para exibir ou sair no menu Principal.


principal

9 LED de energia Verde sólido: indica que o monitor está ligado.


Amarelo: indica que o monitor está conectado a uma fonte de
alimentação CA, mas está desligado.
Desl: indica que o monitor está desligado e não está conectado
a nenhuma fonte de energia.

10 LED de Quando conectado a uma fonte de alimentação CA, pisca para


carregamento indicar que a bateria está sendo carregada. Se a bateria estiver
totalmente carregada, o LED permanecerá sempre aceso.
Quando a alimentação CA não está conectada, o LED fica apagado.

11 LED de alarme Vermelho piscando: indica um alarme de prioridade alta.


Amarelo piscando: indica um alarme de prioridade média.
Ciano sólido: indica um alarme de prioridade baixa.
Consulte Capítulo 3, Alarmes para obter mais informações.

G30/G40 Manual de instruções 2-5


Descrição do produto

2.2.2 O painel traseiro


A figura a seguir mostra o painel traseiro dos monitores.

Figura 2-2 Painel traseiro do G30/G40


A figura a seguir mostra o painel de saída externa do G30/G40.

Figura 2-3 Painel de saída externa do G30/G40


A tabela a seguir descreve cada item do painel traseiro.

Tabela 2-2 Painel traseiro

Número
Item Nome Descrição
do item
1 Saída de ar Dissipa o calor.

2 Saída de áudio Ativa a saída de áudio.

3 Rótulo do registro Fornece informações sobre o registro


do produto.

4 Número de série de produção Indica o número de série de produção.

5 Data de produção Indica a data de produção.

6 Conector de alimentação CA Saída de energia CA de 100 a 240 V,


externa 50/60Hz

2-6 G30/G40 Manual de instruções


Descrição do produto

Tabela 2-2 Painel traseiro (Continuação)

Número
Item Nome Descrição
do item
7 Fusível fusível T1.6AL, 250 V

8 Aterramento equipotencial Conecta o equipamento ao sistema de


aterramento

9 Portas USB Usadas para atualizar o software.

10 Porta Ethernet Conector de rede padrão

11 Porta de saída de vídeo Conecta o monitor VGA colorido

12 Conector de chamada da Conecta o equipamento ao sistema de


enfermeira chamada da enfermeira

13 Porta de saída analógica de


ECG

Aviso Nunca bloqueie a saída do ventilador do monitor durante a operação.

2.2.3 Painel do lado esquerdo


A figura a seguir mostra o painel do lado esquerdo dos Monitores de paciente G30/G40.

Figura 2-4 Painel do lado esquerdo

G30/G40 Manual de instruções 2-7


Descrição do produto

A tabela a seguir descreve os símbolos e ícones do painel do lado esquerdo.

Observação — Os conectores dos acessórios variam de acordo com o tipo de monitor.

Tabela 2-3 Símbolos no painel do lado esquerdo

Item Símbolo C.O.


1 Ventilação de saída do gás CO2

2 CO2 Conector de CO2

3 ECG/RESP Conector do cabo de ECG

4 C.O. Conector de C.O.

5 NIBP Conector NIBP

6 SpO2 Conector da sonda de SpO2

7 IBP1 Conector do sensor IBP1

8 IBP2 Conector do sensor IBP2

9 TEMP2 Conector TEMP2

10 TEMP1 Conector TEMP1

11 Tampa do compartimento da
bateria

Indica que o paciente está


protegido contra choques elétricos
e que o monitor não será danificado
durante a desfibrilação e a
operação eletrocirúrgica.

Indica que a peça de entrada de


sinal é extremamente isolada e à
prova de desfibrilação. Isso garante
que o monitor não será danificado
durante a desfibrilação e operações
cirúrgicas de alta freqüência.

2-8 G30/G40 Manual de instruções


Descrição do produto

2.2.4 Painel do lado direito


O painel do lado direito do monitor contém o gravador opcional para imprimir a forma de onda e
parâmetros fisiológicos.

Gravador opcional

Figura 2-5 Painel do lado direito


Para obter informações sobre como usar o gravador opcional, consulte Capítulo 13.

2.2.5 Controles do monitor


Os controles do monitor permitem configurar o sistema e controlas os parâmetros do monitor.
Os controles são teclas físicas e botões gráficos usados para inserir informações do paciente,
controlar funções do monitor e visualizar dados. Uma tecla do monitor é uma tecla física do monitor.
Consulte a Tabela 2-1 neste capítulo para obter mais informações sobre as teclas do monitor.
A Tabela 2-4 descreve os botões do monitor.

Tabela 2-4 Botões do monitor

Botão Descrição Botão Descrição


Configuração rápida Menu parâm

Menu principal1 Sair

Menu Sistema Conf. ECG

Config Conf. SpO2

G30/G40 Manual de instruções 2-9


Exibição da tela

Tabela 2-4 Botões do monitor (Continuação)

Botão Descrição Botão Descrição


Auxiliar Conf. RESP

Volume e luz Conf. NIBP

Modo de exibição Configuração de CO2

Configuração do canal Config. alarme

Configuração de impressão Config IBP

1. Este botão aparece na tela apenas quando a função de tela de toque é configurada.

2.3 Exibição da tela


O monitor exibe parâmetros, formas de onda e informações relevantes das medidas do paciente.
A exibição da tela principal pode parecer diferente, dependendo da configuração do monitor.
Você pode selecionar uma exibição da tela principal conforme necessário.
A figura a seguir mostra uma exibição da tela principal típica de G40.

2-10 G30/G40 Manual de instruções


Exibição da tela

1 2
3

Desl

mm/s Monitor FC ST (mV)


E
C
G
1

E
C RESP(rpm) SPO2(%)
G
2

E
C Perf.:
G NIBP (mmHg)
3 Manual
R LL-RL Adulto
E
S
P

4 TEMP1(oC) TEMP2(oC) 5
S
P
O
2

IP
I
IBP1 (mmHg)
B
P
1
IP
I
B
P
2 IBP2(mmHg)
N DATA HORA FC SPO2 SIS/ DIA ( MAP)/PR RESP TEMP1 TEMP2
I
B 6
P

3 12 Jim Lee BT 36.8

6 7 8

Figura 2-6 Exemplo de uma exibição da tela principal típica do G40


A tabela a seguir descreve a exibição da tela.

Tabela 2-5 Descrição da exibição da tela

Número Número
Descrição Descrição
do item do item
1 Mensagens de alarmes fisiológicos 5 Painéis numéricos

2 Mensagens de alarmes técnicos 6 Informações do paciente, incluindo:


número do registro médico,
número do leito, sexo e tipo de
paciente (consulte Internação de
um novo paciente na página 2-24).

3 Status do monitor, incluindo: 7 Área de BT (blood temperature)


alimentação CA ou conexão da
bateria, status do alarme,
monitoramento de um paciente
com ou sem marca-passo.

4 Formas de onda 8 Data e hora

G30/G40 Manual de instruções 2-11


Utilização dos menus do monitor

2.4 Utilização dos menus do monitor


Você pode configurar o sistema do monitor e as configurações de medição com os menus do monitor.
Várias funções podem ser acessadas de diferentes maneiras. Por exemplo, é possível acessar Volume
do alarme, Volume FC, Brilho, entre outras opções, com o menu Sistema e o menu Conf. rápida.
Este manual descreve como acessar as funções do modo mais típico.

2.4.1 Menus típicos


O menu Principal e o menu Conf. rápida são dois menus típicos do monitor.
Uso do Menu principal
Quando nenhum menu é exibido na tela:
1. Pressione a tecla Principal no menu do painel frontal ou gire a roda de navegação até o botão
do menu Principal, localizado na tela principal. Em seguida, pressione a roda de navegação
para acessar o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para percorrer o menu e realce um item.
3. Pressione a roda de navegação para selecionar o item.
4. Gire a roda de navegação e pressione-a para selecionar itens e faça as alterações necessárias.
Quando um menu é exibido na tela:
• Pressione a tecla do menu Principal para sair do menu Principal ou voltar ao menu anterior.
Utilização do menu Conf. rápida
Quando nenhum menu é exibido na tela:
1. Pressione a roda de navegação para exibir o menu de Conf. rápida.
2. Gire a roda de navegação até um item e pressione-a para selecionar o item.
3. Faça as alterações necessárias.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para sair do menu de Conf. rápida.
Você pode configurar os seguintes itens no menu de Conf. rápida:
• Volume do alarme
• Volume FC
• Brilho
• Número grande
• Modo noturno
• Modo operacional CO2
• Espera
• 7 ECG

2.4.2 Submenu
A seta para a direita em um menu indica que o menu contém um submenu.
1. Gire a roda de navegação e pressione-a para acessar um submenu e, em seguida, gira a roda até
um item de menu e pressione-a.
2. Faça as alterações necessárias, gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao
menu anterior.
3. Repita até voltar ao menu Principal.
4. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para voltar à tela de monitoramento.

2-12 G30/G40 Manual de instruções


Usando a tela de toque

2.4.3 Fechamento de um menu


É possível fechar um menu das seguintes maneiras:
• Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao menu anterior.
• No menu Principal ou no menu Parâmetro, gire a roda de navegação até Sair e pressione-a
para sair do menu Principal ou do menu Parâmetro.
• Pressione a tecla do menu Parâmetro ou do menu Principal no painel frontal para voltar à tela
de monitoramento.

Observação — Se você não usar um menu por 30 segundos, o monitor fechará o menu e voltará à
tela de monitoramento.

2.4.4 Teclado virtual


Use o teclado virtual como um teclado normal. Para inserir informações, selecione um caractere
depois do outro. Complete as informações girando ou pressionando a roda de navegação no painel
frontal do monitor.

2.5 Usando a tela de toque


A tela de toque é um recurso opcional dos Monitores de paciente modulares G30/G40. Quando a tela
de toque é habilitada, o ícone Principal do menu aparece ao lado do menu Configuração rápida.
Este ícone substitui a tecla Principal do menu no painel frontal.
Os menus de configuração correspondentes também podem ser acessados e as configurações de
mensuração ajustadas tocando-se na área de mensagens de alarme, ícone de alarme, ícone de
detecção de marcapasso, traçados, painéis numéricos, área de informação de pacientes, área de BT,
data e hora e outras opções na tela principal.
Os submenus podem ser exibidos de diversas maneiras. Por exemplo, alguns submenus mostram todos
os itens de menu em uma lista. Toque na opção desejada para confirmar a seleção. Para aumentar ou
diminuir os valores, use as seta para cima e outra para baixo exibidas. As setas duplas aumentam ou
diminuem os valores em incrementos maiores que as setas simples. Para confirmar uma seleção,
toque em qualquer ponto da tela fora do submenu após realizar as modificações.
Se a tela de toque não funcionar corretamente, entre em contato com o representante autorizado e
solicite que ela seja calibrada.

2.6 Configuração de vídeo


É possível configurar a tela com diversos layouts.

2.6.1 Utilização do modo Espera


O monitor tem dois modos: modo operacional e modo de espera. Quando é ligado, o monitor é
inicializado no modo operacional por padrão. Se não estiver monitorando um paciente, você poderá
selecionar o modo de espera para economizar a carga da bateria.

G30/G40 Manual de instruções 2-13


Configuração de vídeo

No modo espera, o monitor:


• deixa a tela em branco e exibe a mensagem Espera.
• continua carregando a bateria conectada à energia CA.
• para o monitoramento do paciente.
• para de enviar dados do paciente e alarmes para o Sistema de monitoramento central.
A mensagem Não há nenhum paciente sendo monitorado. Coloque a tecla Ligar/Espera na
posição Espera. aparece na parte inferior da tela principal após meia hora sem nenhum dado medido
ou nenhuma operação realizada. Ignore a mensagem ou pressione brevemente (por menos de um
segundo) a tecla Ligar/Espera do painel frontal para entrar no modo de espera ou selecione Espera
no menu Configuração rápida.
Para entrar no modo de espera, pode-se usar a tecla Ligar/Espera para entrar no modo de espera:
1. Pressione brevemente Ligar/Espera com o monitor ligado para entrar no modo de espera.
A tela exibe a mensagem Espera.
2. Pressione qualquer tecla no painel frontal para sair do modo de espera e retornar à tela de
monitoramento.
Se preferir, use o menu Configuração rápida para retornar ao modo de espera:
1. Enquanto nenhum menu estiver ativo na tela, gire a roda de navegação até o ícone do menu de
Conf. rápida e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Espera e pressione-a para entrar no modo de espera.
A tela exibe a mensagem Espera.
3. Pressione qualquer tecla no painel frontal para sair do modo de espera e retornar à tela de
monitoramento.

Cuidado Nunca entre no modo de espera enquanto estiver monitorando um paciente. O monitor não
coletará os dados do paciente até você sair do modo de espera.

Observação — O monitor de paciente será desligado automaticamente se passar mais de três horas
sem nenhuma operação no modo de espera.

2.6.2 Utilização da tela Número grande


Selecione a opção Número grande para ampliar as informações nos painéis de parâmetro da tela.
Isso permite visualizar melhor os parâmetros para monitoramento remoto.

Observação — A tela Número grande não exibe formas de onda.

2-14 G30/G40 Manual de instruções


Configuração de vídeo

A figura a seguir mostra um exemplo de exibição da tela quando Número grande está selecionado:
FC(bpm) RESP(rpm) SPO2(%)

NIBP (mmHg) IBP1 (mmHg) IBP2(mmHg) TEMP


Adulto, Manual, --- PR: PR:
MAP MAP MAP TEMP1

SIS SIS SIS TEMP2

DIA DIA DIA

Figura 2-7 Exemplo da tela Número grande


Para exibir ou sair da tela Número grande:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Número grande e pressione-a para confirmar.
Para sair da tela, desmarque Número grande.

Observação — O parâmetro e o layout da tela Número grande dependem do parâmetro


monitorado.

2.6.3 Utilização da grade de fundo


Para examinar mais de perto algumas formas de onda, use a grade de fundo.
Para ativar ou desativar a grade:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar GRADE ATIV e pressione-a para confirmar.
Para desativar a grade de fundo, desmarque GRADE ATIV.

2.6.4 Utilização da tela Tendência dinâmica


Na visualização de tendência dinâmica, o monitor exibe as tendências mais recentes. Os valores de
parâmetro são representados na vertical no gráfico, ao longo do eixo y da tela. Você pode definir um
intervalo no menu Tempo tend din e esse intervalo aparece ao longo do eixo x horizontal.
As medidas mais recentes aparecem na lateral direita do gráfico e os dados se movem para a esquerda
a fim de que os dados mais antigos apareçam na extrema esquerda do gráfico. A figura a seguir é um
exemplo da tela de tendência dinâmica.

G30/G40 Manual de instruções 2-15


Configuração de vídeo

E mm/s Monitor
C
G
1
h h
E
C
G
2
E aVR
C
G
3
R RA-LA
E
S
P
h h
S
P
O
2
h h
N DATA HORA FC SPO2 SIS/ DIA (MAP)/PR
I
B
P
h h
Taqui extrema
A
R
R
h h
I
B
P
h h
Figura 2-8 Exemplo da tela Tendência dinâmica
Para ativar ou desativar a tela de tendência dinâmica:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Config. tend. dinâmica e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para realçar Lig/desl tend din e pressione-a para confirmar.
Para desativar a visualização de tendência dinâmica, desmarque Lig/desl tend din.
É possível configurar a duração das tendências exibidas na tela. O monitor pode mostrar tendências
dinâmicas para 1 hora, 2 horas ou 4 horas.
Para configurar a duração das tendências dinâmicas:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Config. tend. dinâmica e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para realçar Tempo tend din e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (1 h, 2 h ou 4 h) e pressione-a para confirmar.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao menu anterior.
7. Repita até voltar ao menu Principal.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

2-16 G30/G40 Manual de instruções


Configuração de vídeo

2.6.5 Exibição da tela OCRG


A oxicardiorespirografia (OCRG) pode mostrar um segmento de formas de onda e dados coletados
das medidas de ECG, SpO2 e RESP.

Observação — A OCRG só é ativada quando o tipo de paciente é neonatal.

Para exibir a tela OCGR:


1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config OCRG e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Abrir OCRG e pressione-a para ativar a OCRG.
Uma tela OCRG exibe uma forma de onda RESP compactada e tendências de batimento em
batimento para FC e SpO2.
5. Para desativar a OCRG, desmarque Abrir OCRG.
Para configurar o intervalo da OCRG:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config OCRG e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Hora OCRG e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (1,25 min, 2,5 min, 3,75 min ou 7,5 min) e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Repita até voltar ao menu Principal.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

2.6.6 Utilização da visualização de outro leito


Você pode visualizar os dados de monitoramento de outro leito monitorado na mesma rede de área local.
A figura a seguir mostra um exemplo da uma visualização de outro leito.

Nome: Nºpaciente:
Leito: Tipo: Adulto Sexo: Masc
ECG1

SPO2

FC(bpm) RESP(rpm) SPO2(%) T1


T2
NIBP(mmHg) IBP1(mmHg) IBP2(mmHg) CO2(mmHg)

Figura 2-9 Exemplo de janela de visualização de outro leito

G30/G40 Manual de instruções 2-17


Configuração de vídeo

Para exibir ou sair da visualização de outro leito:


1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Config. de visualização de outro leito e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para Visualização de outro leito e pressione-a para confirmar.
Para sair da tela de monitoramento de outro leito, desmarque Visualização de outro leito.
5. Para visualizar os dados de monitoramento na visualização de outro leito, selecione o ID do
leito cujos dados de monitoramento você deseja visualizar.

Aviso Nunca atribua o mesmo número de ID de leito a mais de um monitor de paciente na rede.

Os dados de monitoramento de outros leitos podem ser vistos na mesma rede.


1. Gire a roda de navegação até a visualização de outro leito e pressione-a para confirmar a seleção.
2. Gire a roda de navegação até o painel ID de outro leito e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até o número de ID que deseja visualizar e pressione-a.
Os dados de monitoramento do leito são exibidos na visualização de outro leito.
Quando um alarme ocorre no leito selecionado, o número de ID do leito muda de cor de acordo com
a prioridade do alarme correspondente. A tabela a seguir descreve as cores do número de ID do leito.

Tabela 2-6 Alarme do número de ID de outro leito

Prioridade de Outro alarme de leito Número de ID de outro leito


Nenhum Verde

Alto Vermelho

Média Amarelo

Baixo Azul ciano

Na visualização de outro leito, o monitor exibe as formas de onda do outro leito em dois canais.
Os parâmetros são exibidos abaixo das formas de onda. Esses parâmetros são fixos e não mudam
para o layout do outro leito.
Para selecionar uma forma de onda para monitoramento de outro leito:
1. Enquanto nenhum menu estiver ativo na tela, gire a roda de navegação até a visualização de
outro leito e pressione-a para selecionar a visualização de outro leito.
2. Gire a roda de navegação até a área da forma de onda de Outro leito e pressione-a para exibir o
menu Visualização de outro leito.
3. Gire a roda de navegação até Canal 1 e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção de Canal 1 e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao menu anterior.
6. Repita até voltar ao menu Principal.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.
Configure o Canal 2 e o Canal 1 da mesma maneira.

2-18 G30/G40 Manual de instruções


Configuração de vídeo

2.6.6.1 Controle de monitoramento da visualização de outro leito

Você pode controlar se os outros leitos podem visualizar os dados de monitoramento em seu monitor.
Para controlar o monitoramento da visualização de outro leito:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Config. de visualização de outro leito e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Monitorado e pressione-a para permitir que outros leitos
visualizem seus dados de monitoramento. Para impedir que outros leitos visualizem seus dados
de monitoramento, desmarque Monitorado.

2.6.6.2 Configuração do número de ID de outro leito do seu monitor

Você pode definir o número de ID de outro leito do seu monitor para que outros leitos visualizem
informações de monitoramento sobre seu leito. Para definir o número de ID de outro leito do seu
monitor:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Config. de visualização de outro leito e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até ID monitorada e pressione-a para confirmar.
5. Gire a roda de navegação até uma opção de ID e pressione-a para confirmar.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao menu anterior.
7. Repita até voltar ao menu Principal.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

2.6.7 Configuração do canal da forma de onda

Observação — Você deve selecionar um parâmetro no menu Config canal antes de monitorá-lo.
Canal 1 sempre exibe a forma de onda ECG1; não é possível mudar isso.

É possível configurar o número de canais de forma de onda e a exibição da forma de onda. Os valores
de parâmetros correspondem à forma de onda exibida e são alterados com ela. Os parâmetros
exibidos no menu Principal mudam de acordo com a Config canal.
Para alterar os canais de forma de onda:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Canal e pressione-a para exibir a janela Config canal.
3. Gire a roda de navegação para realçar Modo Canal e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção: 6 canais ou 8 canais e pressione a roda para
confirmar.
5. Gire a roda de navegação até um canal específico e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação para realçar um parâmetro e pressione-a para confirmar.

G30/G40 Manual de instruções 2-19


Configuração de vídeo

Se um canal estiver configurado para um parâmetro que já foi selecionado em outro canal, os parâmetros
trocarão de canal.
Se você selecionar Expandir, o monitor colocará a forma de onda acima do canal definido para
Expandir e irá expandi-la nesse canal. Por exemplo, se IBP1 estiver definido para um canal e você
definir o canal abaixo como Expandir, mesmo se houver uma forma de onda nesse canal, IBP1 será
expandido nos dois canais e substituirá a forma de onda que estava no canal Expandir.
Se você selecionar Nenhum para um canal, todos os canais abaixo dele serão movidos para cima.
7. Gire a roda de navegação até OK para salvar a configuração do canal.
Gire a roda de navegação até Canc. para cancelar a configuração do canal.

2.6.8 Alteração da exibição da forma de onda


O monitor pode exibir uma forma de onda como uma linha em negrito. As formas de onda são
exibidas em uma única linha por padrão. Selecione Forma de onda apr para exibir as formas de
onda como uma linha em negrito.
Para alterar a exibição da forma de onda:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Forma de onda apr e pressione-a para confirmar.
As formas de onda são exibidas como linhas em negrito. Para exibir formas de onda em uma
única linha, desmarque Forma de onda apr.

2.6.9 Alteração da velocidade da forma de onda


É possível configurar a velocidade em que as formas de onda fisiológicas são exibidas. A unidade da
velocidade da forma de onda é mm/s. Aumentar a velocidade aumenta a escala da forma de onda no
canal, proporcionando uma observação mais detalhada. Diminuir a velocidade compacta a exibição,
de modo que os segmentos da forma de onda são exibidos para períodos maiores.
Para alterar a velocidade da forma de onda:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Config. parâm. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar um menu de configuração de parâmetro e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para realçar Vel. forma de onda e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação para selecionar uma velocidade de forma de onda e pressione-a para
confirmar.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para voltar ao menu anterior.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.
Para obter mais informações sobre velocidades padrão de forma de onda, consulte
Capítulo D, Configurações padrão.

Observação — As velocidades das formas de onda de ECG, IBP e SpO2 mudam juntas. Por
exemplo, se você alterar a velocidade da forma de onda de ECG, você também altera a velocidade das
formas de ondas de IBP e de SpO2. Isso é válido para as formas de onda de RESP e CO2.

2-20 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações do monitor

2.6.10 Alteração da cor da forma de onda


É possível configurar a cor de cada forma de onda. Quando você altera a cor da forma de onda,
os números correspondentes também mudam.
Para alterar a cor de uma forma de onda:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Config. parâm. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar um menu de configuração de parâmetro e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para realçar Config cor e pressione-a para exibir a janela.
5. Gire a roda de navegação para selecionar uma cor e pressione-a para confirmar.
6. Para definir uma cor personalizada, gire a roda de navegação até o menu R, G ou B e
pressione-a. Gire a roda para selecionar um valor e pressione-a para salvar o valor. Quando
definir a cor personalizada, gire a roda de navegação até OK e pressione-a para salvar a cor.
7. Para restaurar a configuração de cor padrão, gire a roda de navegação até Padrão e pressione-a.
Para cancelar as configurações atuais, gire a roda de navegação até Canc.
Para obter mais informações sobre cores padrão de forma de onda, consulte
Capítulo D, Configurações padrão.

2.6.11 Congelamento de formas de onda


Você pode congelar as formas de onda em tempo real para verificar as medidas mais de perto.
Durante o monitoramento:
• Pressione a tecla Congelar forma de onda no painel frontal para congelar as formas de onda.
A mensagem Congelando é exibida no meio do canal superior. Depois de 30 segundos,
as formas de onda são descongeladas automaticamente e o monitor volta à tela anterior.
• Para descongelar as formas de onda antes de 30 segundos, pressione a tecla Congelar forma
de onda no painel frontal.

2.7 Alteração das configurações do monitor

Aviso Verifique se o tipo de paciente e as configurações de alarme estão corretas antes de alterar as
configurações de monitor.

2.7.1 Alteração do idioma


Para configurar o idioma do monitor:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Sistema e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Escolher idioma e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para realçar um idioma e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 2-21


Alteração das configurações do monitor

A tabela a seguir lista os idiomas disponíveis no monitor:

Tabela 2-7 Idioma do monitor

Quando o monitor estiver em Você poderá selecionar


Inglês Inglês

Outro idioma Outro idioma ou Inglês

Chinês Chinês ou Inglês

2.7.2 Menu Manutenção do sistema


Somente a equipe de manutenção tem autorização para configurar o monitor para solucionar
problemas, fazer manutenção ou restaurar as configurações de fábrica. O menu Manutenção de
sistema é protegido por senha e não está disponível para o usuário.

2.7.3 Alteração de data e hora

Aviso Alterar Data e hora exclui todos os dados na lateral do leito (incluindo tendências e eventos
armazenados).

O monitor exibe a data e a hora atuais no canto inferior direito da tela de monitoramento. Depois de
definidas, as informações são salvas pelo monitor em seu relógio interno quando o equipamento é
desligado. Todos os dados do paciente, incluindo formas de onda, tendências e medidas, são
armazenados no carimbo de data e hora predefinido.
Para alterar data e hora:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Data e hora... e pressione-a.
4. Para alterar o modo como o monitor exibe a data, gire a roda de navegação até Tipo e
pressione-a. Gire a roda de navegação até uma opção: AAAA-MM-DD, MM-DD-AAAA ou
DD-MM-AAAA, e pressione a roda para confirmar.
5. Altere o Ano, Mês, Dia, Hora, Min. e Seg. girando a roda de navegação até o canal e
pressionando-a para confirmar.
6. Gire a roda de navegação até OK e pressione-a.
A janela de confirmação de aviso é exibida.
– Gire a roda de navegação até OK e pressione-a para confirmar a configuração.
– Para cancelar a alteração, selecione Canc.

2-22 G30/G40 Manual de instruções


Alteração do brilho

2.7.4 Alteração da conexão de rede


Os monitores G30/G40 suportam conexões ao Sistema de monitoramento central UT4800 e a
servidores HL7.
Antes de conectar o monitor ao Sistema de monitoramento central UT4800 ou a um servidor HL7,
é preciso configurar a Conexão de rede.
O menu Config rede é protegido por senha e não está disponível para o usuário. Entre em contato
com a equipe de manutenção ou consulte o Guia de serviço dos monitores de paciente modulares
G30/G40 para obter detalhes.
Quando o monitor estiver conectado ao Sistema de monitoramento central UT4800, um indicador de
rede será exibido no canto superior direito da tela de monitoramento.
Indica que não há nenhuma conexão a um sistema de monitoramento central.

Indica que o monitor está conectado a um sistema de monitoramento central.

2.7.4.1 Conexão a um servidor HL7

Antes de conectar o monitor a um servidor HL7, é preciso configurar a Conexão de rede.


O menu Config rede é protegido por senha e não está disponível para o usuário. Entre em contato
com a equipe de manutenção ou consulte o Guia de serviço dos monitores de paciente modulares
G30/G40 para obter detalhes.

2.8 Alteração do brilho


Quando o monitor estiver sendo transportado com o paciente ou usando a energia da bateria,
você poderá diminuir o brilho para economizar bateria.
O monitor tem dois modos de brilho:
Padr.
Define o monitor com o brilho padrão; adequado para monitoramento durante o dia.
Dim
Diminui o brilho do monitor; adequado para monitoramento noturno.
Para configurar o brilho do monitor:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Vol e luz e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Brilho e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção: Padr. ou Dim e pressione a roda.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

G30/G40 Manual de instruções 2-23


Internação de um novo paciente

2.8.1 Utilização do modo noturno

Aviso A tela fica mais escura quando o Modo noturno está ativado e todos os toques audíveis, incluindo
FC e PR, são desativados. Antes de usar o Modo noturno, avalie com cuidado a condição do
paciente.

Para entrar ou sair do modo noturno:


1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Vol e luz e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Modo noturno e pressione-a. Selecione OK na janela de
confirmação para ligar o Modo noturno. Selecione Canc. para sair da janela sem fazer
alterações.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

Observação — Se você pressionar qualquer outra tecla no painel frontal que não seja Ligar/
Espera ou a roda de navegação, o Modo noturno será desativado. Além disso, qualquer novo alarme
desativa o Modo noturno.
Se o monitor estiver conectado a uma tela externa, a configuração de brilho afetará o monitor, não a
tela externa.

2.9 Internação de um novo paciente


As informações do paciente devem ser devidamente administradas e documentadas. O monitor exibe
dados fisiológicos e os armazena no banco de dados de tendências assim que o paciente é conectado.
Desse modo, você pode monitorar um paciente ainda não aceito. No entanto, é importante identificar
corretamente o paciente nos registros, relatórios e dispositivos em rede.
Para aceitar um paciente:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Informações do paciente e pressione-a.
A janela Inf. do paciente é exibida.
4. Pressione a roda de navegação e pressione Sim para Novo paciente. Pressione a roda para
confirmar.

Observação — Se escolher Não, as informações armazenadas do paciente serão armazenadas em


modo somente leitura. Selecione Sim para apagar todos os dados armazenados do paciente. Verifique
se todos os relatórios necessários foram impressos antes de selecionar Sim.

5. Gire a roda de navegação para inserir informações e pressione-a para confirmar.

2-24 G30/G40 Manual de instruções


Internação de um novo paciente

– Nome: insere o nome do paciente. Use no máximo 30 letras. Se o nome for muito longo
para ser exibido por completo na parte inferior da tela, apenas as 7 primeiras letras serão
exibidas, seguidas por “...” no final do nome.

– MRN (Registro médico do paciente) : insere o número do registro médico do


paciente. Use no máximo 8 letras.

– Leito : insere o número do leito do paciente. Use no máximo 4 letras.

– Sexo: seleciona Masc ou Femin .

– Tipo: seleciona Adulto (sem ícone), Pedi. ou Neo. .

6. Se tiver selecionado Não em Novo paciente, gire a roda de navegação até a posição Cancelar
e pressione-a para sair da janela. Se tiver selecionado Sim em Novo paciente, gire a roda de
navegação até a posição OK e pressione-a para sair da janela.
Quando informações do paciente forem configuradas, as informações relevantes serão exibidas na
parte inferior da tela de monitoramento.
As informações de pacientes anteriores nunca podem ser modificadas.
As informações do paciente são salvas quando há perda de energia.
Alterar o Tipo na janela Inf. do paciente também altera o Tipo pacte no menu NIBP. Alterar o Tipo
na janela Inf. do paciente também pode alterar os limites de alarme de FC e NIBP. Sempre verifique
se os limites de alarme são apropriados para o paciente.

G30/G40 Manual de instruções 2-25


Internação de um novo paciente

2-26 G30/G40 Manual de instruções


3
Alarmes

Este capítulo descreve como configurar alarmes, incluindo níveis e limites de alarme.
As informações sobre alarme deste capítulo se aplicam a todas as medições. Os alarmes de
medidas específicas estão descritos nos capítulos correspondentes.
Os alarmes são emitidos quando o monitor detecta uma condição irregular na operação do monitor
ou nos limites de alarme.
Os alarmes incluem:
• Alarmes visuais
• Alarmes audíveis
• Parâmetros numéricos e mensagens de alarme piscando

Observação — Para identificar os alarmes visuais corretamente, sempre observe o monitor a um


metro de distância.

3.1 Tipos de alarme


Os alarmes consistem em alarmes fisiológicos e alarmes técnicos. Para obter mais informações
sobre esses alarmes, consulte Capítulo C, Especificações de alarme.
Os alarmes fisiológicos são acionados por valores fisiológicos que excedem os limites ou por
anormalidades do paciente.
Os alarmes técnicos são acionados por mal funcionamento ou uso impróprio do equipamento.
Quando um alarme técnico ocorre, podem surgir problemas de legibilidade dos dados do paciente.
No entanto, as medições não são interrompidas.

3.2 Níveis de alarme


Os alarmes fisiológicos e técnicos são classificados por prioridade:
Alto: indica uma situação que pode ameaçar a vida ou outra situação grave. Esses alarmes
precisam de uma resposta imediata do médico.
Médio: indica uma condição fisiológica ou falha de equipamento que precisa ser remediada a
tempo. Esses alarmes podem indicar valores excedidos ou irregularidades do sistema. A maioria
dos alarmes de prioridade média é acionada por valores que excedem limites de alarme.
Baixo: indica mal funcionamento do equipamento. Esses alarmes precisam de ação menos
imediata. Por exemplo, um alarme de baixa prioridade pode indicar que o sistema foi
desconectado do Sistema de monitoramento central.

G30/G40 Manual de instruções 3-1


Alarmes visuais

3.3 Alarmes visuais


O monitor usa os seguintes indicadores de alarmes visuais: LEDs piscando, valores numéricos
piscando, ícones piscando e mensagens de alarme.

3.3.1 LEDs piscando


Existe um LED de alarme no painel frontal do monitor. Quando um alarme é ativado, o LED muda
de acordo com a prioridade do alarme. A tabela a seguir descreve as cores do LED de alarme:

Tabela 3-1 Cores do LED de alarme

Prioridade do alarme Cor Frequência


Alto Vermelho piscando A cada 0,5 segundos

Média Amarelo piscando A cada 2 segundos

Baixo Ciano sólido -

Observação — Se mais de uma condição de alarme estiver ativada, o monitor emitirá sinais mais
fortes.

3.3.2 Valores numéricos piscando


Quando um valor de parâmetro excede os limites de alarme predefinidos, o valor numérico
correspondente pisca.

3.3.3 Ícones piscando


Quando um alarme é ativado, o ícone correspondente pisca a cada segundo. Os ícones que piscam
incluem:
• Rede desconectada
• Bateria fraca

3.3.4 Mensagens de alarme


Quando um alarme é acionado (exceto quando limites de alarme são excedidos, a mensagem de
alarme aparece na área da forma de onda correspondente e na área de alarme. As mensagens de
alarme de NIBP são exibidas na lista de parâmetros de NIBP.
As mensagens de alarme de maior prioridade prevalecem sobre as mensagens de alarme de outra
prioridade para o mesmo parâmetro. Se vários alarmes da mesma prioridade ocorrerem ao mesmo
tempo, as mensagens de alarme serão alternadas a cada dois segundos. Para obter mais informações
sobre mensagens de alarme, consulte Apêndice C, Especificações de alarme.

Observação — Nenhuma mensagem é exibida na tela para alarmes de prioridade baixa.

3-2 G30/G40 Manual de instruções


Alarmes audíveis

3.4 Alarmes audíveis


Quando estão ativados, os alarmes audíveis são repetidos em determinados intervalos. Se alarmes de
mais de uma prioridade forem acionados, o monitor emitirá o mais grave. Os alarmes audíveis são
configuráveis. É possível ativar ou desativar o som do alarme, pausar o alarme ou ajustar o volume
do alarme.
Os alarmes sonoros produzem sinais com 45 a 70 dB de pressão sonora.
A frequência dos avisos audíveis é de 150 a 1000 Hz.

Observação — A alteração do som do alarme não afeta os indicadores visuais de alarme. Não é
possível desativar os alarmes audíveis devido a mensagens de bateria fraca.

O som do alarme depende de sua prioridade. A tabela a seguir descreve o som do alarme de acordo
com o modo em que os alarmes estão configurados, automático ou padrão. Para obter mais
informações sobre modos de alarme, consulte Configuração do modo de alarme na página 3-4.

Tabela 3-2 Som do alarme

Prioridade do Som do alarme


alarme Modo automático (padrão) Modo padrão
Alto Cinco bipe agudos são emitidos Cinco bipes agudos se repetem duas
por segundo vezes a cada 10 segundos.

Média Três bipes de timbre médio são Bipes de timbre médio se repetem
emitidos a cada 2 segundos três vezes a cada 25 segundos

Baixo Um bipe grave é emitido a cada Um bipe grave é emitido a cada


30 segundos 30 segundos

Aviso Não confie apenas no sistema de alarme audível para monitorar o paciente. Alterar o volume do
alarme para um nível baixo ou desativá-lo durante o monitoramento do paciente pode resultar
em perigo para o paciente. O método mais confiável de monitoramento de pacientes combina a
supervisão atenta com a operação correta do equipamento de monitoramento.

3.4.1 Ativação/desativação de alarmes audíveis


Quando todos os alarmes audíveis estão ativados, o ícone de alarme ligado é exibido no canto
superior direito na tela. Quando todos os alarmes audíveis estão desativados, o ícone de alarme
desligado é exibido no canto superior direito na tela.

Observação — Os alarmes audíveis são ligados por padrão e seu desligamento é protegido por
senha. Apenas funcionários autorizados podem desligá-los.

A configuração Alarme desativado não é salva quando o monitor é desligado. Quando o monitor é
religado, os alarmes audíveis serão ativados por padrão.

G30/G40 Manual de instruções 3-3


Configuração do modo de alarme

Aviso Quando todos os alarmes estão desativados, nenhum alarme audível aparece para eventos
acionados por alarme. No entanto, os indicadores visuais e as mensagens de alarme continuam
aparecendo. Não é possível desativá-los.

3.4.2 Pausar os alarmes


Para pausar todos os alarmes audíveis, pressione a tecla de Desativação do alarme no painel frontal.
Os alarmes audíveis pausam por dois minutos e são retomados quando o contador de tempo limite
chega a 00:00. Quando todos os alarmes audíveis estiverem pausados, o monitor exibe o ícone
correspondente no canto superior direito da tela.
Para ativar todos os alarmes audíveis antes que o contador de tempo limite chegue a 00:00, pressione
a tecla de Desativação do alarme novamente.

Observação — Os alarmes audíveis são reativados quando novos eventos acionadores de alarme
ocorrem durante um momento em que os alarmes estão silenciados. Esses alarmes são emitidos de
acordo com a prioridade do alarme.

3.4.3 Ajuste do volume do alarme


É possível ajustar o volume do alarme em uma escala de um a sete. O volume mínimo é um.
Para ajustar o volume do alarme:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Vol e luz e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Volume do alarme e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação para selecionar um volume e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

3.5 Configuração do modo de alarme


O monitor tem dois tipos de modos de alarme: Auto e Padr. A alteração do modo de alarme afeta
somente os alarmes audíveis.
A mudança do modo de alarme é protegida por senha. Apenas funcionários autorizados podem
modificar o modo de alarme.
Para alterar o modo de alarme:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config. alarme sistema e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Md. do alarme e pressione-a.

3-4 G30/G40 Manual de instruções


Configuração de limites de alarme

5. Digite a senha correta para entrar no sistema.


6. Gire a roda de navegação até Autom. ou Padr. e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

3.6 Configuração de limites de alarme


É possível definir limites de alarme com base em medidas individuais dos sinais vitais do paciente.
Esses limites determinam as condições que acionam os alarmes nos limites superior e inferior
definidos. É possível definir limites de alarmes no menu de configuração do alarme específico do
parâmetro. Consulte os capítulos deste guia para saber como configurar limites de alarme específicos
do parâmetro.

Aviso Sempre verifique se as configurações de alarme são apropriadas para o paciente antes de iniciar
o monitoramento. Ao monitorar um paciente, certifique-se que outros dispositivos na área de
atendimento ao paciente (por ex., telefones celulares) não emitam sons que possam ser
confundidos com sinais auditivos de alarme médico, a menos que eles signifiquem a mesma coisa.

3.6.1 Configuração de limites de alarme individuais

Aviso É possível definir alguns limites de alarme de parâmetro (SPO2, por exemplo) de 0 a 100.
Definir o limite máximo como 100 ou o limite mínimo como 0 equivale à ausência de limites de
alarme. Nesses casos, a tela não exibe nenhum ícone de alarme desligado.

Para definir um limite de alarme individual:


1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até um parâmetro e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até o limite máximo ou mínimo do parâmetro em questão e
pressione-a.
5. Gire a roda de navegação para definir um valor e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Os dois limites de alarme permanecem no sistema até serem alterados, mesmo
quando o monitor é desligado e ligado ou após a queda de energia.

G30/G40 Manual de instruções 3-5


Configuração de alarmes de chamada da enfermeira

3.6.2 Restauração de limites de alarme padrão


O monitor tem três configurações padrão de limite de alarme com base no tipo de paciente.
Para restaurar os limites de alarme padrão:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config. padrão e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Adulto padrão, Pediátrico padrão ou Neonatal
padrão) e pressione-a.

Observação — Os limites padrões dos alarmes podem ser restaurados apenas para o tipo de
paciente que está sendo monitorado.

Para obter mais informações sobre limites de alarme padrão, consulte Limites de alarme padrão na
página C-7.

3.7 Configuração de alarmes de chamada da enfermeira


Se estiver conectado a um sistema de chamada da enfermeira, o monitor fornecerá sinais quando
estiver emitindo um alarme. Desse modo, o médico percebe remotamente que é necessário tomar
uma ação imediata. No entanto, o alarme de chamada da enfermeira nunca deve ser considerado um
aviso de alarme principal.
O sistema de chamada da enfermeira e o monitor são conectados com um cabo.
Antes de configurar os alarmes de chamada da enfermeira, ative os alarmes audíveis no monitor do
paciente.
Para configurar a função de chamada da enfermeira:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Conf cham enferm e pressione-a.
A janela Conf cham enferm é exibida.
4. Gire a roda de navegação para selecionar as configurações apropriadas e pressione-a para
confirmar.
5. Gire a roda de navegação até Alternar e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Lig e pressione-a para confirmar. Gire a roda de navegação até
Desl e pressione-a para desativar.
7. Gire a roda de navegação até OK e pressione-a para salvar a configuração. Gire a roda de
navegação até Canc. e pressione-a para cancelar.

3-6 G30/G40 Manual de instruções


Análise de eventos de alarme

A tabela a seguir descreve as opções de menu de chamada da enfermeira.

Tabela 3-3 Configurações de chamada da enfermeira

Opção Descrição
Largura de A frequência entre os sinais de chamada da enfermeira. Por exemplo,
pulso quando a largura de pulso está definida como 10 segundos, a chamada
da enfermeira emitirá um sinal a cada 10 segundos se ocorrer um alarme
para taquicardia.
O intervalo da largura de pulso varia de 1 segundo a 10 segundos.
Nível cham As opções são: Alarme crítico (inclui alarmes de alta prioridade),
Alarme parâm (inclui violação do limite de alarme) e Alarme status
(inclui alarmes técnicos, como eletrodos desligados, falta de sinal etc.).
Se uma ou mais das opções acima forem selecionadas, o sistema de
chamada da enfermeira emite um sinal quando ocorrer o alarme
selecionado.
Se nenhuma opção for selecionada, o sistema de chamada da enfermeira
não emite um sinal quando ocorrer um alarme.
Repetir varr O intervalo entre dois alarmes audíveis do mesmo tipo em um sistema
de chamada de enfermeira. Por exemplo, quando o intervalo da
varredura está definido como 20 segundos, o sistema de chamada da
enfermeira emitirá um sinal a cada 20 segundos quando ocorrer um
alarme para taquicardia. O intervalo varia de 10 a 600 segundos em
intervalos de 10 segundos.
Alternar Ativa ou desativa a função de chamada da enfermeira.

3.8 Análise de eventos de alarme


É possível analisar os eventos de alarme que ocorreram durante o monitoramento na janela Rever
evento alarme. O monitor pode armazenar 200 grupos de eventos de alarme no sistema, incluindo
data, hora, valores de parâmetros e a descrição do alarme correspondente.
Para analisar eventos de alarme:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação para realçar Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para realçar Rever evento alarme e pressione-a.
A janela Rever evento alarme aparece e exibe uma lista dos últimos eventos de alarme.
4. Gire a roda de navegação até OK e pressione-a para sair do menu. Gire a roda de navegação até
Apagar e pressione-a para apagar todos os eventos de alarme armazenados no monitor.

Observação — Quando um paciente receber alta, o monitor apagará os dados do paciente anterior
e excluirá todos os eventos de alarme da janela Rever evento alarme.

G30/G40 Manual de instruções 3-7


Análise de eventos de alarme

3-8 G30/G40 Manual de instruções


4
Monitoramento de ECG, arritmia e ST

Este capítulo descreve o monitoramento de ECG em Monitores de paciente modular G30/G40.


Um eletrocardiograma (ECG) monitora a atividade elétrica do coração. O monitor pode:
• Exibe de 4 a 7 traçados de ECG
• Calcular e exibir valores de frequência cardíaca (FC)
• Monitorar o desvio do segmento ST para cada derivação exibida
• Detectar e filtrar sinais gerados por marcapasso
• Analisar arritmias na derivação de ECG selecionada no menu Fonte de FC
• Realizar a análise de variação de FC

Aviso O ST é inapropriado para pacientes neonatais.

4.1 Colocação dos eletrodos


O bom contato entre o eletrodo e a pele é importante para um bom sinal de ECG porque a pele não
é um bom condutor de eletricidade. Para obter sinais válidos, a pele do paciente deve ser limpa
antes da colocação dos eletrodos.

Observação — A limpeza profunda da pele desempenha um papel importante para minimizar a


interferência eletrostática. Antes de usar dispositivos de alta frequência, lave a pele corretamente e
aplique os eletrodos de modo adequado no paciente. Isso reduz o perigo de queimaduras caso haja
algum eletrodo neutro com defeito no dispositivo de alta frequência.

Para preparar a pele:


1. Escolha locais em que a pele esteja íntegra e não haja nenhum tipo de lesão.
2. Corte ou depile o local conforme necessário.
3. Lave os locais com água e sabão, retirando todos os resíduos. Não use éter ou álcool puro,
pois essas substâncias secam a pele e aumentam a resistência.
4. Seque bem a pele.
5. Use o papel (abrasivo) de preparação da pele para ECG a fim de remover as células mortas
da pele e melhorar a condutividade do local do eletrodo.
Os rótulos e as cores dos eletrodos de ECG variam de acordo com os padrões. As ilustrações de
colocação de eletrodos deste guia usam os rótulos e as cores das normas AAMI e IEC. A tabela a
seguir descreve os rótulos e as cores dos eletrodos AAMI e IEC.

G30/G40 Manual de instruções 4-1


Colocação dos eletrodos

Tabela 4-1 Descrição do eletrodo

AAMI IEC
Eletrodo Cor Eletrodo Cor
RA Branco R Vermelho

LA Preto L Amarelo

LL Vermelho F Verde

RL Verde N Preto

V Marrom C Branco

Ao colocar os eletrodos, escolha um local plano e não muscular onde o sinal não será afetado por
movimentos ou ossos. A colocação correta dos eletrodos sempre é importante para fazer diagnósticos
precisos, especialmente nos eletrodos precordiais, que ficam próximos ao coração. A morfologia
QRS poderá ser alterada de modo significativo se algum eletrodo se deslocar do local correto.
A figura a seguir mostra os locais de colocação de três eletrodos de ECG:

RA LA R L

LL F

AAMI IEC

Figura 4-1 Locais de colocação de três eletrodos

4-2 G30/G40 Manual de instruções


Colocação dos eletrodos

A figura a seguir mostra os locais de colocação de cinco eletrodos de ECG:

RA LA R L

V C

RL LL N F

AAMI IEC

Figura 4-2 Locais de colocação de cinco eletrodos

4.1.1 Alteração de um conjunto de derivações


Um par de eletrodos forma uma derivação. Cada derivação fornece uma visualização diferente da
mesma atividade cardíaca. Você pode selecionar um modo de derivação e uma derivação de ECG
apropriados. O modo de derivação e a derivação de ECG selecionados são exibidos na parte superior
da forma de onda de ECG.
Para alterar o conjunto de derivações de ECG:
1. Retire os eletrodos e recoloque-os conforme necessário.
2. Selecione novamente Md eletrodo e Eletrodo ECG no menu Conf. ECG.
Se o novo conjunto de derivações tiver mais derivações do que o anterior, o monitor
reconhecerá a nova colocação dos eletrodos. Se o novo conjunto tiver menos derivações,
selecione Eletrodo ECG novamente. Se você remover eletrodos e não selecionar o novo
Eletrodo ECG, o monitor exibirá a mensagem Eletrodos desl. Selecione o novo Eletrodo
ECG para que a mensagem de alarme desapareça.
Para selecionar um modo de derivação de ECG (por exemplo, ECG1):
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Md eletrodo e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção de modo de derivação (5 eletrodos ou 3 eletrodos) e
pressione-a para confirmar.

Observação — Quando 3 eletrodos estiver selecionado, somente um canal de forma de onda de


ECG será exibido na tela.

Para selecionar uma derivação de ECG (por exemplo, ECG1):


1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Eletrodo ECG e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 4-3


Colocação dos eletrodos

4. Gire a roda de navegação até uma opção de conjunto de derivações (consulte Tabela 4-2) e
pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Tabela 4-2 Derivação de ECG

Quando o Md eletrodo é As opções são


Três eletrodos I, II, III

Cinco eletrodos I, II, III, V, aVR, aVL, aVF

I, II e III são eletrodos de extremidade bipolar. aVR, aVL e aVF são eletrodos de extremidade com
tensão adicional. V é o eletrodo do tórax.

4.1.2 Recomendações de eletrodos para pacientes cirúrgicos


O local de colocação do eletrodo depende do tipo de operação cirúrgica. Por exemplo, para cirurgias
do tórax, os eletrodos devem ser colocados na lateral ou na parte posterior do tórax.
Quando um equipamento eletrocirúrgico de alta frequência for usado, os eletrodos e fios do paciente
deverão ficar afastados do local da operação cirúrgica e de outros dispositivos. Isso reduz o risco de
queimaduras devido a uma conexão ruim do eletrodo neutro.

Aviso O equipamento eletrocirúrgico deve ser devidamente aterrado para evitar o perigo de entrada
de corrente. Isso pode causar interferência no sinal de ECG.

4.1.3 Conexão de cabos de ECG


Para conectar cabos de ECG:
1. Conecte os clipes ou encaixes nos eletrodos antes de colocá-los. Se não estiver usando
eletrodos já com gel, aplique o gel nos eletrodos antes de colocá-los.
2. Coloque os eletrodos no paciente de acordo com a colocação de derivações selecionada.
3. Conecte o cabo de eletrodo ao cabo de paciente.
4. Conecte o cabo de ECG ao conector de ECG na lateral do monitor (consulte Figura 2-4).

Aviso Para proteger o monitor contra danos durante a desfibrilação, para obter informações precisas
de ECG e para proteger contra ruídos e outras interferências, use somente os eletrodos e cabos
de ECG aprovados pela Empresa.

Durante cirurgias, use o cabo de segurança de ECG apropriado ou o cabo de derivação para
medição de ECG no centro cirúrgico. Esses cabos têm circuitos adicionais para proteger o
paciente contra queimaduras durante a cauterização e diminuem a interferência elétrica.
Isso também reduz o perigo de queimaduras caso haja algum eletrodo neutro com defeito no
dispositivo de alta frequência. Esses cabos não podem ser usados para medição de respiração.

4-4 G30/G40 Manual de instruções


A exibição de ECG

4.2 A exibição de ECG


Quando o ECG está sendo monitorado, o monitor exibe as formas de onda de ECG e os valores
numéricos correspondentes. O monitor pode exibir até 7 formas de onda de ECG ao mesmo tempo na
tela.

4.2.1 Forma de onda de ECG e painel numérico


A figura a seguir mostra uma forma de onda de ECG típica (por exemplo, ECG1) e um painel
numérico:
5 6 7 8
9

II X1 25 mm/s Monitor
E
C
G
1

1 2 3
4
Figura 4-3 Forma de onda de ECG típica
1 = Rótulo da forma de onda de ECG1
2 = Barra de calibragem de 1 mV
3 = Forma de onda de ECG1
4 = Intervalo de tempo (um segundo)
5 = Eletrodo de ECG
6 = Ganho de ECG
7 = Velocidade da forma de onda de ECG
8 = Modo ECG
9 = Fonte da freqüência cardíaca

G30/G40 Manual de instruções 4-5


A exibição de ECG

A figura a seguir mostra um exemplo do painel numérico de ECG.


1 2 4 5

FC ST (mV)

II
I
III
V

Figura 4-4 Painel numérico de ECG


1 = Indicador de batimento cardíaco
2 = Rótulo da frequência cardíaca
3 = Valor da freqüência cardíaca
4 = Rótulo de ST (unidade de medida)
5 = Valor de medida ST

4.2.2 Exibição de formas de onda de ECG de sete derivações


Use o Menu 7 ECG para visualizar as sete formas de onda de ECG ao mesmo tempo durante o
monitoramento. Quando o modo 7 ECG está ativado, não é possível configurar o Eletrodo ECG nos
menus ECG1, ECG2, ECG3 e Config ECG4.
As figuras a seguir mostram um exemplo de uma exibição de forma de onda de ECG de 7 derivações.

4-6 G30/G40 Manual de instruções


Configuração da tela de ECG

E mm/s Monitor
C
G
1
E
C
G
2
E
C
G
3
E aVR
C
G
4
E aVL
C
G
5
E aVF
C
G
6
E V
C
G
7
R RA-LL
E
S
P

Figura 4-5 Exemplo da exibição de uma forma de onda de ECG de 7 derivações


Para exibir ou sair da exibição de ECG de 7 derivações:
1. Exiba o menu Conf. rápida (consulte "Menus típicos" na página 2-12).
2. Gire a roda de navegação até 7 ECG e pressione-a. O monitor mostra as formas de onda de
ECG de 7 ou 12 derivações na tela. Para sair do modo de exibição de ECG de 7 derivações,
desmarque 7 ECG.

Observação — Não é possível selecionar 7 ECG se 3 eletrodos estiver selecionado no menu Md


eletrodo.

4.3 Configuração da tela de ECG

4.3.1 Alteração do tamanho da forma de onda de ECG


Se a forma de onda de ECG for muito pequena ou recortada, use o menu Ganho ECG para ajustar o
tamanho da forma de onda. A alteração do ganho de ECG afeta somente a aparência visual da onda
de ECG na tela. Ela não afeta o sinal de ECG analisado pelo monitor.
Você pode configurar o ganho de ECG da mesma maneira para todos os canais de ECG. Por
exemplo, para alterar o ganho de ECG1:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 4-7


Configuração da tela de ECG

3. Gire a roda de navegação até Ganho ECG e pressione-a.


4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
A seleção de ganhos diferentes exibe a forma de onda de ECG em escalas diferentes. Além disso,
uma barra de calibragem de 1 mV é exibida na lateral esquerda do canal ECG1. A tabela a seguir
descreve a escala de ECG:

Tabela 4-3 Escala ECG

Quando o ganho de ECG é A altura da escala


x1/4 é 2,5 mm.
x1/2 é 5 mm.
x1 é 10 mm.
x2 é 20 mm.
x4 excede a área de exibição de ECG.
Auto varia em cada etapa com o ganho de ECG.

5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.


6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Cuidado Um ganho de ECG baixo pode resultar em assistolia ou medidas incorretas de FC. Quando uma
forma de onda de ECG é muito baixa, altere para a derivação de ECG com o sinal mais forte
para evitar um alarme Eletrodos desl.

4.3.2 Alteração da velocidade da forma de onda de ECG


A configuração de velocidade da forma de onda no menu ECG1 determina a velocidade em que a
forma de onda é desenhada na tela. Para obter mais informações sobre como alterar essa
configuração, consulte "Alteração da velocidade da forma de onda" na página 2-20.
As opções de velocidade da forma de onda de ECG são:
• 50 mm/s
• 25 mm/s
• 12,5 mm/s
• 6,25 mm/s
A velocidade selecionada é exibida na parte superior da onda.

Observação — As alterações feitas na velocidade de uma forma de onda de ECG se aplicam a


todas as formas de onda de ECG exibidas.

4.3.3 Alteração da cor da forma de onda de ECG


Para obter mais informações sobre como alterar a cor da forma de onda de ECG, consulte "Alteração
da cor da forma de onda" na página 2-21.

4-8 G30/G40 Manual de instruções


Realização da calibragem de 1 mV

4.3.4 Alteração da posição da forma de onda de ECG


Use o menu Conf linha base para ajustar a posição da forma de onda de ECG quando a forma de
onda de ECG da tela for alta e você precisar de uma visualização mais clara.
Para alterar a linha de base de ECG1, por exemplo:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Conf linha base e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (-50 a 50) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

4.4 Realização da calibragem de 1 mV


Durante o monitoramento de ECG, selecione 1mV Cal para exibir uma onda quadrada de 1 mV na forma
de onda de ECG. Compare a forma de onda com a onda quadrada para estimar a intensidade do sinal.
Para realizar a calibragem de 1 mV para ECG1, por exemplo:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até 1mV Cal e pressione-a.
Uma onda quadrada de 1 mV é exibida no canal de ECG e se move junto com a forma de onda de ECG.

4.5 Alteração da fonte da frequência cardíaca


Se mais de um canal de forma de onda de ECG for exibido na tela, você poderá selecionar qualquer
um deles para detecção da frequência cardíaca. O indicador de fonte de frequência cardíaca é exibido
na parte superior do canal selecionado.
Para alterar a fonte da frequência cardíaca:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Fonte de FC e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (p.ex. ECG1, ECG2, ECG3 ou ECG4) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Selecione o canal de forma de onda com a maior amplitude para ser o canal de
detecção de FC. Quando Md eletrodo está definido como 3 eletrodos, o sistema coleta somente
sinais de FC do canal ECG1.
Quando Md eletrodo está definido para 5 eletrodos, o sistema coleta sinais de FC dos canais ECG1
ao ECG 4.

G30/G40 Manual de instruções 4-9


Alteração do volume da frequência cardíaca

4.6 Alteração do volume da frequência cardíaca


É possível ajustar o volume da frequência cardíaca em uma escala de 1 a 7.
Para alterar o volume da frequência cardíaca:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Vol e luz e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Volume FC e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

4.7 Alteração do modo de ECG


O monitor tem três modos de ECG para diferentes ambientes de monitoramento: Monitor,
Operação e Diagnóst. O modo de ECG atual é exibido na parte superior do canal ECG1.
Para alterar o modo de ECG:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Modo ECG e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Monitor, Operação ou Diagnóst.) e pressione-a.
– No modo Monitor, os alarmes falsos são filtrados.
– No modo Operação, o monitor diminui as falsas leituras e a interferência. Use essa opção
somente em locais (salas de operação, por exemplo) onde existe uma interferência externa
significativa que pode causar distorções da forma de onda de ECG. Esse modo não é
afetado pela calibragem.
– No modo Diagnóst., a forma de onda de ECG original (não filtrada) é exibida.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

4.8 Alteração das configurações de filtro de ECG


O filtro de interferência pode impedir a interferência de redes elétricas de 50 Hz ou 60 Hz e pode
suavizar uma forma de onda de ECG instável (com ruído) na tela.
O filtro está sempre ativado, por padrão, quando o Modo ECG está no modo Monitor ou Operação.
Não é possível desativar o filtro em nenhum desses modos. Quando Modo ECG está no modo
Diagnóst., você pode ativar ou desativar a função Filtro conforme necessário.
Para ativar ou desativar o filtro no modo Diagnóst.:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Filtro e pressione-a. Para desativar o filtro, desmarque Filtro.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

4-10 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações de alarme de FC

4.9 Alteração das configurações de alarme de FC


Para obter mais informações sobre configurações de limites de alarme, consulte a "Configuração de
limites de alarme individuais" na página 3-5.

4.10 Análise do segmento ST


O monitor realiza a análise do segmento ST em batimentos normais e com ritmo atrial e calcula as
elevações e depressões do segmento ST. Essas informações podem ser exibidas na forma de valores
numéricos de ST no monitor.
Os valores numéricos de ST para as derivações de ECG exibidas são mostrados no painel numérico
de ECG. Consulte "Forma de onda de ECG e painel numérico" na página 4-5 para obter mais
informações. Um valor de ST positivo indica uma elevação do segmento ST; um valor negativo
indica uma depressão.
A análise de ST sempre é realizada com o uso de um filtro dedicado que garante a qualidade do
diagnóstico. Para fazer uma avaliação de diagnóstico do segmento ST, sempre alterne para o modo de
filtro Diagnóst. Consulte "Alteração do modo de ECG" na página 4-10.
O valor de ST para cada complexo de batimentos é a diferença vertical entre o ponto isoelétrico
(ISO) e o ponto de medida ST (ponto ST), conforme mostrado no diagrama abaixo. O ponto ISO
fornece a linha de base, e o ponto ST está no meio do segmento ST. No ponto J, o complexo QRS
muda de inclinação. Como está a uma distância fixa do ponto ST, ele pode ser útil para ajudar a
posicionar o ponto ST corretamente.

Pico da onda R a 0 ms

Ponto J, por exemplo, 48 ms

T
P

Diferença = Valor de ST
Q
S

Ponto P-R definido como -80 ms Ponto de medição de ST, por exemplo, J + 60 ms
(Desloc. ST)

Figura 4-6 Pontos de medição de ST


Para ajustar o ponto de medição de ST:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config ST e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 4-11


Alteração de limites de alarme de ST

4. Gire a roda de navegação até Config seg ST... e pressione-a.


A janela Config seg ST... exibe o complexo QRS, e as três linhas verticais indicam o ponto
ISO e o Ponto J e o ponto de medida de ST. Use o menu para definir:
– Ponto P-R: define a linha de base de ST
– Ponto J: define o Ponto J
– Desloc. ST: especifica o tempo em ms adicionado ao valor de Ponto J para determinar o
ponto de medição de ST
5. Gire a roda de navegação até Ponto P-R e pressione-a. Gire a roda de navegação até um valor e
pressione-a para definir a linha de base de ST.
6. Gire a roda de navegação até Ponto J e pressione-a. Gire a roda de navegação até um valor e
pressione-a para definir o Ponto J.
7. Gire a roda de navegação até Desloc. ST e pressione-a. Gire a roda de navegação até um valor
e pressione-a para definir o ponto de medição de ST.
As linhas verticais na exibição do complexo mudam conforme esses pontos são movidos.
8. Gire a roda até OK e pressione-a para salvar a configuração.
Para restaurar o Ponto ISO, Ponto J e Desloc. ST aos valores padrão, gire a roda até Padrão e
pressione-a (gire a roda até OK e pressione-a para sair da janela Config seg ST...).
Para cancelar a configuração e sair da janela Config seg ST..., gire a roda até Canc. e
pressione-a.
Para obter mais informações sobre as configurações padrão da medição do segmento ST,
consulte "Configurações padrão de ECG" na página D-2.

Aviso Algumas condições clínicas dificultam a realização do monitoramento confiável de ST.


Por exemplo:

• arritmias como fibrilação atrial/flutter podem causar uma linha de base irregular.
• o paciente está com marcapasso ventricular contínuo.
• o paciente apresenta bloqueio de ramo esquerdo.
Avalie a possibilidade de desativar o monitoramento de ST se essas condições estiverem
presentes.

Esse monitor fornece informações de alteração no nível de ST; a importância clínica dessas
informações deve ser determinada por um médico.

4.11 Alteração de limites de alarme de ST


Consulte "Configuração de limites de alarme individuais" na página 3-5 para obter mais informações
sobre como alterar os limites de alarme de ST.

4-12 G30/G40 Manual de instruções


Monitoramento de pacientes com marcapasso

4.12 Monitoramento de pacientes com marcapasso


O monitor usa o sinal de detecção de marcapasso do canal de ECG definido no menu Fonte de FC.
Para obter mais informações sobre como alterar o canal de fonte da frequência cardíaca, consulte
"Alteração da fonte da frequência cardíaca" na página 4-9.
O indicador de status de marcapasso é exibido no canto superior direito da tela:
a detecção de marcapasso está ativada.
a detecção de marcapasso está desativada.
Quando um paciente com marcapasso está sendo monitorado, o pico do marcapasso (linha vertical na
onda de ECG) é exibido. Quando um sinal gerado por marcapasso é detectado, o indicador de status
do marcapasso pisca e os marcadores de pulso (linhas curtas amarelas) são exibidos na onde de ECG
para sugerir a posição onde o pulso de marcapasso foi detectado.

Aviso Alguns pulsos de marcapasso podem ser difíceis de detectar. Quando isso acontece, os pulsos são
contados como um complexo QRS e podem resultar em uma FC incorreta e em falhas de
detecção de parada cardíaca ou algumas arritmias. Mantenha os pacientes com marcapasso sob
observação. Ao alterar configurações e aceitar/dar alta para um paciente, sempre verifique se o
status do marcapasso está correto para o paciente.

Com uma conexão de três eletrodos devidamente colocada, use os sinais do canal em
conformidade com o eletrodo de ECG como o sinal de detecção de marcapasso. Com uma
conexão de cinco eletrodos devidamente colocada, use os eletrodos I, II, III e V com sinais
comparativos de alta amplitude como um sinal de detecção de marca-passo.

4.13 Monitoramento da arritmia


A análise de ARR examina as formas de onda de ECG e a frequência cardíaca e fornece um relatório
sobre suas alterações.

4.13.1 Ativação e desativação da análise de arritmia


Para ativar ou desativar a análise de ARR:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Lig/desl ARR e pressione-a para ativar a análise de ARR.
Para desativar a análise de ARR, desmarque Lig/desl ARR.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.
6. Pressione a tecla Menu parâm na parte frontal do monitor.
7. Gire a roda de navegação para selecionar Config ARR. Pressione a roda de navegação para
acessar o Menu Config ARR.

Observação — O canal ARR precisa ser especificado no menu Config canal. Para obter mais
informações, consulte a seção "Configuração do canal da forma de onda" na página 2-19.

G30/G40 Manual de instruções 4-13


Monitoramento da arritmia

4.13.2 Escolha de uma derivação de ECG para monitorar arritmias


É importante selecionar uma derivação adequada para o monitoramento de arritmias.
Diretrizes para pacientes sem marcapasso:
• O QRS deve ser alto e estreito (amplitude recomendada > 0,5 mV).
• A onda R deve ficar acima ou abaixo da linha de base (não bifásica)
• A onda T deve ser menor do que 1/3 da altura da onda R.
• A onda P deve ser menor do que 1/5 da altura da onda R.
Para pacientes com marcapasso, além das diretrizes acima, o pulso de marcapasso deve ser:
• Não maior do que o QRS normal.
• Os complexos QRS devem ter pelo menos o dobro da altura dos pulsos de marcapasso.
• Comprido o suficiente para ser detectado, sem repolarização.

4.13.3 Estabelecimento de um padrão de ECG


Quando a função Análise ARR está ativada, o monitor coleta formas de onda de ECG normais para
estabelecer um padrão para análises precisas. Se o padrão da forma de onda de ECG não satisfizer os
requisitos, talvez seja necessário reaprender o padrão.
• Se a amplitude das formas de onda de ECG coletadas for muito fraca, isso afetará o resultado
da análise de arritmia. O monitor exibe a mensagem Sinal muito fraco no canal ECG. Se isso
ocorrer, ajuste o eletrodo ECG1 para reaprender um padrão de ECG.
• Se houver uma grande diferença entre a amplitude e a forma de dois padrões de forma de onda
de ECG, o tempo necessário para estabelecer um padrão aumentará. O monitor continuará
exibindo a mensagem Aprendendo... no canal da forma de onda ARR. Se isso ocorrer, ajuste o
eletrodo ECG1 para recriar um padrão de ECG.

Observação — Se um eletrodo for trocado, a mensagem Aprendendo... será exibida no canal da


forma de onda ARR. O monitor estabelece um padrão de análise ARR depois de alguns segundos.

Para iniciar o aprendizado de ARR manualmente:


1. Gire a roda de navegação até o canal da forma de onda ARR e pressione-a para exibir o Config
ARR.
2. Gire a roda de navegação até Aprendendo ARR e pressione-a para apagar o padrão de análise
ARR anteriormente armazenado e rever um novo padrão.

Observação — Quando você fizer alterações em um destes itens, o monitor iniciará o aprendizado
de ARR automaticamente: tipo de paciente, detecção de marca-passo, modo de eletrodo, reconectar o
cabo do ECG ou reiniciar o monitor.

4-14 G30/G40 Manual de instruções


Monitoramento da arritmia

4.13.4 A exibição de arritmia


A figura a seguir mostra um exemplo da forma de onda de ARR e o painel numérico:

3 4 5 6 7

Bradicardia II X1 PVC (/min)

A
R
R

1 2 8
Figura 4-7 Exemplo da forma de onda de ARR e painel numérico
1 = Rótulo da forma de onda de ARR
2 = Forma de onda de ARR
3 = Data e hora da ocorrência de ARR
4 = Tipo de ARR
5 = Eletrodo de ECG da ocorrência de ARR
6 = Ganho de ECG da ocorrência de ARR
7 = Indicador de PVC (unidade de PVC)
8 = Número de ocorrências de PVC por minuto
O tipo de ARR é exibido na parte superior da forma de onda de ARR. O tipo de ARR pode ser:
Gêmeo, T.V, Trigêmeo, Vfib, Bradicardia, Arritmia, Taquicardia, TV >2, Par VEB,
Batimentos perdidos, VEB, R em T e Anormalidade.

Observação — T. Se não detectar nenhum batimento cardíaco, o sistema exibirá a mensagem de


alarme Assistolia. Se a análise de ARR for realizada, o sistema não detectará nenhum sinal de ARR
com exceção de assistolia e a mensagem ARR:DESL no canal ECG1. Para ativar ou desativar a
análise de ARR, consulte "Ativação e desativação da análise de arritmia" na página 4-13.

G30/G40 Manual de instruções 4-15


Monitoramento da arritmia

4.13.5 Recuperação da arritmia


Você pode revisar 200 grupos de resultados de análise de ARR na janela Análise ARR. A figura a
seguir mostra um exemplo da janela de resultados Análise ARR.
Análise ARR

Gêmeo
Batida ausente
B.V.E
B.V.E
Par de BVE
B.V.E
Par de BVE
V.T
V.T
V.T
Taquicardia
FibV

Página Sobe/Desce E/D Sair

Figura 4-8 Exemplo de resultados da análise de ARR


Para analisar os resultados de ARR:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Análise ARR... e pressione-a.
Você pode verificar a hora de ocorrência de ARR, o tipo de ARR e a forma de onda de ARR
durante a análise. Se você selecionar um segmento da forma de onda de ARR, esse segmento
será ampliado na forma de onda de ARR (incluindo a derivação de ARR, o ganho e a hora de
ocorrência de ARR).

Observação — A forma de onda de ARR é a forma de onda do eletrodo ECG selecionada no menu
Fonte de FC. Para obter mais informações sobre como selecionar a derivação, consulte "Alteração da
fonte da frequência cardíaca" na página 4-9.

4. Gire a roda de navegação até Página e pressione-a.


5. Gire a roda de navegação até página para cima ou para baixo para selecionar a onda ARR.
6. Gire a roda de navegação até Cima/baixo e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação para mover a caixa de foco para cima ou para baixo para selecionar a
forma de onda em questão. Pressione a roda novamente para sair da função.
8. Gire a roda de navegação até L/R e pressione-a.
9. Gire a roda de navegação para mover a caixa de foco para a esquerda ou para a direita para
selecionar a forma de onda em questão. Pressione a roda novamente para sair da função.
10. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.

4-16 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações de alarme de arritmia

4.14 Alteração das configurações de alarme de arritmia


Quando um ARR ocorre, a mensagem do alarme ARR é exibida na parte superior da tela. Para ativar
ou desativar os alarmes audíveis de PVC, consulte "Ativação/desativação de alarmes audíveis" na
página 3-3.
Para configurar limites de alarme de PVC, consulte "Configuração de limites de alarme individuais"
na página 3-5.

4.15 Execução da análise de variação de FC


O monitor pode executar a análise de variação de FC e fornecer resultados estatísticos. O administrador
do sistema deve ativar a função Análise de variação de FC para que você possa usá-la.

Observação — Defina limites normais de FC antes de executar uma análise de variação de FC.

Para acessar o menu Análise de variação de FC:


1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal.
O menu Parâmetro é exibido.
2. Gire a roda de navegação até Config ECG1 e pressione-a.
A janela Config ECG1 é exibida.
3. Gire a roda de navegação até Análise de variação de FC e pressione-a.
A janela Análise de variação de FC é exibida. As opções incluem: Redefinir hora, Cancelar
contagem, Definição hora, Limite sup. FC normal, Limite inf. FC normal e Lembrar estatísticas.

4.15.1 Início da análise


1. Para iniciar a análise de variação de FC, pressione Redefinir hora. Para cancelar a análise de
variação de FC, pressione Cancelar contagem.
2. Para definir um ponto inicial e final do dia no resultado estatístico, use a janela Definição hora.
3. Para definir limites normais superior e inferior de FC, use os menus Limite sup./inf. FC normal.
4. Selecione Lembrar estatísticas... para exibir uma janela que mostra o resultado da variação de
FC, incluindo FC média, FC média dia, FC média noite, Freq. cardíaca máxima, Freq.
cardíaca mínima, % fora do intervalo normal, % acima do normal, % abaixo do normal,
o Gráfico de tendência de FC e um diagrama de distribuição.
A figura a seguir mostra um exemplo da janela Análise de variação de FC.

G30/G40 Manual de instruções 4-17


Informações de segurança

Análise de variação de FC
Conf hora avançada

Estatísticas de FC

FC média
FC média dia
FC média noite
Freq. cardíaca máxima
Freq. cardíaca mínima

FC fora do limite

% fora do intervalo normal


% acima do normal
% abaixo do normal

Gráfico de tendência de FC
% acima do normal

% abaixo do normal
Normal

OK Imprimir

Figura 4-9 Exemplo da janela Análise de variação de FC é exibida.


5. Selecione Imprimir para imprimir os resultados ou OK para voltar à tela principal.

4.16 Informações de segurança

Aviso Use somente os cabos ou derivações de ECG especificados pela Empresa. Outros cabos e
derivações de ECG podem causar desempenho inadequado e/ou fornecer proteção imprópria
durante a desfibrilação.

O uso de eletrodos de materiais metálicos diferentes pode provocar a polarização em excesso ou


acelerada.

Verifique se os conectores ou eletrodos de ECG não estão em contato com outras partes
condutoras ou à terra. Especificamente, verifique se todos os eletrodos de ECG estão conectados
ao paciente.

Para pacientes com marca-passo, o monitor pode continuar contando a freqüência do


marca-passo durante paradas cardíacas ou algumas arritmias. Não confie apenas no alarme do
monitor. Mantenha os pacientes com marcapasso sob observação.

O monitor e o desfibrilador devem estar em boas condições de uso antes da cardioversão.

Quando um desfibrilador for usado, verifique se os eletrodos e os cabos do paciente não estão em
contato com metal ou outra superfície condutora ou com fios de aterramento do dispositivo.

Não use cabos que não são de desfibrilação para realizar a desfibrilação em um paciente.
Durante o monitoramento RESP, não use cabos de uma unidade anti-eletrocirúrgica.

Nunca enrosque os cabos eletrocirúrgicos (ES) com os cabos de ECG. Ao usar equipamentos ES,
coloque os eletrodos de ECG na metade do caminho entre a placa de aterramento ES e a faca ES
para evitar queimaduras.

4-18 G30/G40 Manual de instruções


Informações de segurança

Ao usar equipamentos eletrocirúrgicos, nunca coloque os eletrodos de ECG próximos à placa de


aterramento dos dispositivos ES, pois isso pode causar interferência no sinal de ECG.

Aterre adequadamente o equipamento eletrocirúrgico para reduzir os riscos de entrada de


corrente que podem interferir os sinais de ECG. Ao usar equipamentos ES, coloque os fios e os
cabos dos eletrodos do paciente afastados da mesa da sala de operação e de outros dispositivos.

Observação — Os cabos de ECG podem ser danificados quando conectados a um paciente durante
a desfibrilação. Verifique a funcionalidade dos cabos que foram conectados a um paciente durante a
desfibrilação antes de usá-los novamente.

O monitoramento com o recurso de detecção de marcapasso ativado normalmente não afeta o


monitoramento de pacientes sem marcapasso. No entanto, em alguns casos, se o paciente não tiver
marcapasso, é melhor desativar a função de detecção para que os artefatos da forma de onda não
sejam confundidos com um sinal do marcapasso.

Quando o circuito de ECG está sobrecarregado ou alguma parte do amplificador está saturada, a parte
superior ou inferior da forma de onda de ECG aparece tracejada ou se transforma em uma linha reta
quebrada.

Use somente os eletrodos Ag/Ag/Cl recomendados ou qualificados.

Os picos de eletricidade do monitor de isolamento de linha podem parecer formas de onda cardíacas
reais e, assim, impedir alarmes de frequência cardíaca. Esses picos podem ser minimizados com a
colocação correta de eletrodos e cabos, conforme especificado neste manual e nas instruções de uso
dos eletrodos.

Quando o monitor está conectado a um paciente com marcapasso ou outros geradores elétricos ou
quando o paciente tem um problema de arritmia, podem ocorrer medidas de FC incorretas.
Nesse caso, os sinais de ECG ainda podem aparecer após a morte do paciente. Mantenha o paciente
com marca-passo sob estrita vigilância para fazer diagnósticos corretos.

G30/G40 Manual de instruções 4-19


Informações de segurança

4-20 G30/G40 Manual de instruções


5
Monitoramento da respiração

A respiração pode ser medida com um dos seguintes métodos:


• ECG. O monitor mede a impedância torácica entre dois eletrodos de ECG no peito do
paciente. As alterações na impedância causadas pelo movimento torácico produzem a forma
de onda de respiração na tela do monitor. O monitor conta os ciclos da forma de onda para
calcular a taxa de respiração (RR).
• CO2. É possível medir a taxa de respiração das vias aéreas (awRR) do paciente. O valor de
awRR é calculado por meio da medição direta do movimento de entrada e saída do ar das
vias aéreas do paciente.

5.1 Colocação de derivações para monitoramento da respiração


Técnicas corretas de preparação da pele do paciente para colocação de eletrodos são importantes
para medições respiratórias. consulte Colocação dos eletrodos na página 4-1.
Débito cardíaco: a atividade cardíaca que afeta a forma de onda de respiração é chamada de débito
cardíaco. A colocação correta dos eletrodos pode ajudar a reduzir o débito cardíaco: evite a área
do fígado e os ventrículos do coração na linha entre os eletrodos respiratórios. Isso é importante
principalmente para pacientes neonatais.
Expansão lateral do tórax: alguns pacientes, principalmente os neonatais, expandem o tórax
lateralmente. Nesses casos, é melhor colocar os dois eletrodos respiratórios nas áreas midaxilar
direita e lateral esquerda do tórax no ponto máximo de movimento respiratório do paciente para
otimizar a onda respiratória.
Respiração abdominal: alguns pacientes com movimentos torácicos limitados respiram
principalmente pelo abdômen. Nesses casos, talvez seja necessário colocar o eletrodo da perna
esquerda no lado esquerdo do abdômen no ponto de expansão abdominal máxima para otimizar a
onda respiratória.

5.1.1 Seleção de uma derivação de respiração


Selecione uma derivação de respiração conforme necessário. A respiração é detectada a partir das
alterações de impedância entre os eletrodos de ECG selecionados.
Para selecionar uma derivação de respiração:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config RESP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Eletro. RESP e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção de conjunto de derivações e pressione-a.
– Quando Md eletrodo de ECG está definido como 3 eletrodos, as opções de Eletro.
RESP são: RA-LA e RA-LL.
– Quando Md eletrodo de ECG está definido como 5 eletrodos ou Eletrodo doze,
as opções de Eletro. RESP são: RA-LA, RA-LL, LA-RL e LL-RL.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

G30/G40 Manual de instruções 5-1


A exibição de respiração

5.2 A exibição de respiração


A medida de respiração é exibida no monitor como uma onda contínua e uma taxa de respiração
numérica. A figura a seguir mostra um exemplo da forma de onda de respiração e um painel numérico:
2 3 4 5

LL-RL X1 RESP(rpm)
R
E
S
P

1 6

Figura 5-1 Exemplo de uma forma de onda de Resp e painel numérico


1 = Rótulo da forma de onda de respiração
2 = Derivação de respiração
3 = Ganho de respiração
4 = Forma de onda de respiração
5 = Rótulo do painel numérico de respiração (unidade da taxa de respiração)
6 = Taxa de respiração

Observação — Se a taxa de respiração detectada for muito próxima à frequência cardíaca,


a mensagem de alarme Débito cardíaco será exibida.

5.3 Alteração da exibição de respiração


A exibição da respiração no monitor pode ser ajustada alterando-se as configurações de respiração.

5.3.1 Alteração do tamanho da forma de onda de respiração


Você pode configurar o tamanho da forma de onda de respiração selecionando um ganho de
respiração para aumentar/diminuir a altura da forma de onda.
Para alterar o ganho de RESP:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config RESP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Ganho RESP e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (X 1/2, X 1 ou X 2) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

5-2 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações de alarme de respiração

5.3.2 Alteração da velocidade da forma de onda de respiração


A velocidade da forma de onda configurada determina a velocidade de varredura da forma de onda na
tela. Para obter mais informações sobre como alterar a velocidade da forma de onda, consulte
Alteração da velocidade da forma de onda na página 2-20.
As opções de velocidade da forma de onda são: 50 mm/s, 25 mm/s, 12,5 mm/s e 6,25 mm/s.

5.3.3 Alteração do modo de exibição da forma de onda de respiração


Para configurar o modo de exibição da forma de onda de respiração:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config RESP e pressione-a.
3. Para exibir a forma de onda como uma linha em negrito, gire a roda de navegação até Pr.
forma de onda e pressione-a. Para exibir a forma de onda em uma única linha, desmarque Pr.
forma de onda.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

5.3.4 Alteração da cor da forma de onda de respiração


Para obter mais informações sobre como alterar a cor da forma de onda de respiração,
consulte Alteração da cor da forma de onda na página 2-21.

5.4 Alteração das configurações de alarme de respiração


Para ativar/desativar o alarme audível de RESP, consulte Ativação/desativação de alarmes audíveis
na página 3-3.
Para alterar as configurações do alarme de respiração, consulte Configuração de limites de alarme
individuais na página 3-5.

5.5 Alteração das configurações de alarme de apneia


O alarme de apneia é um alarme de alta prioridade usado para detectar apneias. A medição de
respiração não reconhece apneias misturadas e obstrutivas − ela só indica um alarme quando o tempo
definido pelo usuário passa desde a última respiração detectada.
Para ativar ou desativar os alarmes de apneia:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config RESP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Alarme apneia e pressione-a. Para desativar o alarme de apneia,
desmarque Alarme apneia.
4. Quando Alarme apneia estiver selecionado, gire a roda de navegação até Hora do alarme
apneia e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 5-3


Informações de segurança

Hora do alarme apneia equivale ao tempo transcorrido desde a última respiração detectada.
Ela varia de 10 a 60 segundos em intervalos de 5 segundos.
5. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a para salvar a configuração.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

5.6 Informações de segurança

Aviso A medição de respiração não reconhece apneias misturadas e obstrutivas. Ela só indica um
alarme quando o tempo definido pelo usuário passa desde a última respiração detectada.

A segurança e a eficiência do método de medição de respiração na detecção de apneia,


principalmente a apneia neonatal ou de infância, não foram estabelecidas.

Durante a operação de acordo com as condições do padrão de EMC EN 60601-1-2 (imunidade


irradiada 3 V/m), a intensidade do campo superior a 1 V/m pode causar medidas erradas em
várias frequências. Portanto, evite usar equipamentos de irradiação elétrica muito perto da
unidade de medição de respiração.

Não use cabos de ECG com resistência a ESD para monitorar a respiração.

O monitor mede a respiração usando cabos e eletrodos de ECG. Não use um conjunto de cabos
de ECG para centro cirúrgico (operating room, OR) para monitorar a respiração. A respiração
só pode ser monitorada com um conjunto de cabos de ECG ICU. Isso acontece devido à maior
impedância interna do conjunto de cabos OR.

Os marcapassos implantados podem se adaptar ao volume minuto e, ocasionalmente, podem


reagir na medição de impedância usada pelos monitores de paciente para determinar o valor da
respiração e executar o marcapasso com a taxa programada máxima. A desativação da medição
de respiração pode evitar isso.

Os sinais eletromagnéticos irradiados de fontes externas ao paciente e ao monitor podem causar


leituras de respiração imprecisas. Mantenha os pacientes csob estrita vigilância ao monitorar a
respiração.

O movimento excessivo do paciente pode resultar em medições de respiração incorretas.


Preste atenção aos pacientes que se movimentam muito.

Observação — Quando os eletrodos de ECG são aplicados nos braços do paciente, o


monitoramento da impedância da respiração não fica disponível.

5-4 G30/G40 Manual de instruções


6
Monitoramento de SpO2

A oximetria de pulso usa um algoritmo de processamento de sinais tolerante a movimentos.


Ela fornece estas medidas:
• Saturação de oxigênio do sangue arterial (SpO2) − porcentagem de hemoglobina oxigenada
em relação à soma da oxihemoglobina e desoxihemoglobina.
• Forma de onda pletismográfica – indicação visual do pulso do paciente.
• Taxa de perfusão – valor numérico da parte pulsátil do sinal medido causado pela pulsação
arterial.
• Taxa de pulso – taxa de pulsações arteriais.

6.1 Seleção de um sensor de SpO2


Leia o Manual de instruções fornecido com o sensor antes de usá-lo. Consulte Acessórios de SpO2
na página A-3 para saber quais são os sensores de SpO2 recomendados.

6.2 Aplicação do sensor


Siga o Manual de instruções do sensor de SpO2, seguindo todos os avisos e notas de cuidado.
Para aplicar o sensor corretamente:
• Retire o esmalte colorido das unhas no local de aplicação.
• Verifique se o sensor está aplicado em pontos macios da pele com fluxo sanguíneo arterial
suficiente e se não há movimento e/ou vibração excessiva do paciente.
• Aplique o sensor no mesmo nível do coração do paciente.
• Verifique se o sensor não está nas extremidades de um cateter arterial ou linha de infusão
venosa intravascular.
• Verifique se o sensor tem o tamanho apropriado. O sensor não deve estar frouxo a ponto de
cair, nem apertado demais.
• Verifique se o emissor de luz e o fotodetector estão diretamente opostos entre si. Toda a luz
do emissor precisa passar pelo tecido do paciente.

Aviso Em temperatura ambiente elevada, tome cuidado com locais de medição que não têm uma
boa perfusão, pois isso pode causar queimaduras graves após a aplicação prolongada.
Todos os sensores listados funcionam sem correr o risco de ultrapassar 41 °C (105,8 °F) na
pele, caso a temperatura inicial da pele não seja superior a 35 °C (95 °F).

G30/G40 Manual de instruções 6-1


Conexão de cabos de SpO2

6.3 Conexão de cabos de SpO2


Conecte uma extremidade do cabo do sensor (ou use um cabo de extensão) ao conector de SpO2 no
painel do lado esquerdo do monitor (consulte Painel do lado esquerdo na página 2-7) e conecte a
outra extremidade no local do paciente.

Aviso Posicione o cabo do sensor e o conector longe dos cabos de alimentação para evitar interferência
elétrica.

Para pacientes neonatais, verifique se todos os conectores do sensor e os conectores do cabo do


adaptador estão fora da incubadora. A atmosfera úmida na parte interna pode causar medições
imprecisas.

6.4 Medição de SpO2


Para iniciar o monitoramento da SpO2:
1. Selecione um sensor com o tipo e o tamanho corretos e conecte-o ao local de aplicação no paciente.
2. Conecte os cabos de SpO2 e garanta uma boa conexão.
3. Configure os limites apropriados de alarme de SpO2. consulte Configuração de limites de
alarme individuais na página 3-5.
O monitor exibe a forma de onda de SpO2 e o valor de SpO2 quando detecta o SpO2 do paciente.
Durante a medição, os fatores a seguir podem influenciar as leituras de SpO2:
• Esmalte nas unhas, especialmente azul ou roxo.
• O fumo compulsivo de pacientes, que causa altos níveis temporários de CO e resulta em
leituras mais altas.
• Corantes injetados como metileno azul ou dishemoglobinas intravasculares (metahemoglobina
e carboxihemoglobina).
• Intensa iluminação ambiente e movimentação do paciente.
• Posicionamento indevido do sensor.
• Perfusão insuficiente.

Aviso Inspecione o ponto da aplicação a cada duas a três horas para garantir a qualidade da pele e o
correto alinhamento óptico. Se a qualidade da pele mudar, mova o sensor para outro ponto.
Altere a posição do sensor pelo menos a cada quatro horas.

6-2 G30/G40 Manual de instruções


Avaliação de leituras suspeitas de SpO2

6.5 Avaliação de leituras suspeitas de SpO2


Leituras imprecisas podem ser causadas por movimentação do paciente ou sinais fracos,
especialmente em pacientes neonatais. Siga estas diretrizes ao monitorar pacientes neonatais:
• Deve haver uma forma de onda de SpO2 de seis segundos sem artefatos e ininterrupta.
• Um valor estável de SpO2 deve permanecer por pelo menos seis segundos.
Quando a frequência de pulso é muito baixa ou ocorre uma arritmia grave, a frequência de pulso de
SpO2/pletismográfica pode ser diferente da frequência cardíaca calculada a partir do ECG. No
entanto, isso não indica um valor impreciso de SpO2.
Se você suspeitar do valor de SpO2 medido, use a onda pletismográfica e o indicador de perfusão
para avaliar a qualidade do sinal.

6.6 A exibição de SpO2


A figura a seguir mostra um exemplo da onda pletismográfica e do painel numérico de SpO2.

3 4

S SPO2(%) PR (bpm)
P
O Perf.:
2

1 2 5 6 7 8 9

Figura 6-1 Exemplo de uma onda pletismográfica e painel numérico de SpO2


1 = Rótulo da forma de onda de SpO2
2 = Onda pletismográfica
3 = Indicador de SpO2 (unidade de SpO2)
4 = Indicador de frequência de pulso (unidade de frequência de pulso)
5 = Valor de SpO2
6 = Barra do indicador de perfusão de SpO2
7 = Indicador do índice de perfusão
8 = Valor do índice de perfusão
9 = Valor da frequência de pulso
A Figura 6-1 mostra uma forma de onda de SpO2 normal. Quando o sinal de SpO2 é inadequado,
a forma de onda fica anormal.

G30/G40 Manual de instruções 6-3


Alteração da exibição de SpO2

6.7 Alteração da exibição de SpO2


Você pode alterar a tela SpO2 conforme necessário.

6.7.1 Alteração da velocidade da forma de onda de SpO2


A velocidade da forma de onda configurada determina a velocidade da forma de onda digitalizada na
tela. Para obter mais informações sobre como alterar a velocidade da forma de onda, consulte
Alteração da velocidade da forma de onda na página 2-20.
As opções de velocidade da forma de onda são: 50 mm/s, 25 mm/s, 12,5 mm/s e 6,25 mm/s.

6.7.2 Alteração da cor da forma de onda de SpO2


Para obter mais informações sobre como alterar a cor da forma de onda de SpO2, consulte Alteração
da cor da forma de onda na página 2-21.

6.8 Configuração da exibição da frequência de pulso de SpO2


Para ativar ou desativar a exibição da frequência de pulso de SpO2:
1. Se o menu não aparecer na tela principal, gire a roda de navegação até o painel numérico de
SpO2 e pressione-a para exibir o menu de Configuração de SpO2.
2. Gire a roda de navegação até PR atv. e pressione-a para ativar a exibição de frequência de
pulso. Para desativar a exibição de frequência de pulso, desmarque PR atv.
3. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a para sair do menu de Conf. SpO2.

Observação — Ativar/desativar o PR para SpO2 também ativa/desativa o PR para o IBP.

6.9 Configuração da prioridade de FC/PR


Configure a prioridade de FC/PR conforme necessário.
Para configurar a prioridade de FC/PR:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Config e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Priord. FC/PR e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Primeiro PRI. e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (ECG, SPO2 ou IBP) e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Segundo PRI. e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
9. Repita até voltar ao menu Principal.
10. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

6-4 G30/G40 Manual de instruções


Configuração da exibição de FC/PR

O monitor fornece os seguintes tons quando a prioridade de FC/RR é definida:


• Quando ECG é a primeira prioridade e a frequência cardíaca é detectada, o monitor emite os
tons de FC. Se nenhuma frequência cardíaca for detectada, o monitor emitirá os tons de PR do
parâmetro que é a segunda prioridade.
• Quando SPO2 é a primeira prioridade e a frequência de pulso de SpO2 é detectada, o monitor
emite os tons de frequência de pulso de SpO2. Se nenhuma frequência de pulso de SpO2 for
detectada, o monitor emitirá os tons de FC do parâmetro que é a segunda prioridade ou os tons
de frequência de pulso de IBP.
• Quando IBP é a primeira prioridade e a frequência de pulso de IBP é detectada, o monitor
emite os tons de frequência de pulso de IBP. Se nenhuma frequência de pulso de IBP for
detectada, o monitor emitirá os tons de FC do parâmetro que é a segunda prioridade ou os tons
de frequência de pulso de SpO2.

6.10 Configuração da exibição de FC/PR


Se a frequência de pulso de SpO2 ou de IBP estiver ativada, o monitor exibirá FC e PR ao mesmo
tempo. FC é exibido no painel numérico de ECG e a PR no painel numérico de SpO2 ou IBP.
Se a frequência de pulso de SpO2 ou de IBP estiver desativada, FC e PR não serão exibidas ao
mesmo tempo. Não há frequência de pulso do SpO2 ou do IBP exibida no painel numérico do SpO2
ou IBP. A exibição de FC ou PR no painel numérico de ECG é descrita na tabela a seguir.

Tabela 6-1 Exibição de FC/PR no painel numérico de ECG

A primeira A segunda
Exibição no painel numérico de ECG
prioridade prioridade
ECG SPO2 ou IBP • Se a FC for detectada, FC será exibida.
• Se a frequência de pulso for detectada e a FC não,
a frequência de pulso de SpO2 ou de IBP será
exibida.
• Se nenhuma FC ou frequência de pulso for
detectada, “–” será exibido.
SPO2 ECG ou IBP • Se a frequência de pulso de SpO2 for detectada,
a frequência de pulso de SpO2 será exibida.
• Se a frequência de pulso de SpO2 não for
detectada, a FC ou a frequência de pulso de IBP
será exibida.
• Se nem a frequência de pulso de SpO2 nem a FC
forem detectadas, “–” será exibido.
IBP ECG ou SPO2 • Se a frequência de pulso de IBP for detectada,
a frequência de pulso de IBP será exibida.
• Se a frequência de pulso de IBP não for detectada,
a FC ou a frequência de pulso de SpO2 será
exibida.
• Se nem a frequência de pulso de IBP nem a FC
forem detectadas, “–” será exibido.

G30/G40 Manual de instruções 6-5


Alteração do modo Resposta SpO2

6.11 Alteração do modo Resposta SpO2


A configuração do modo de resposta de SpO2 determina a rapidez com que os relatórios do monitor
são alterados nos valores de SpO2.
Para alterar o modo de resposta de SpO2:
1. Gire a roda de navegação para realçar o canal da forma de onda de SpO2 e pressione-a para
exibir o menu Config SPO2.
2. Gire a roda de navegação até Resposta SPO2 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a. As opções são:
– Normal: use esta configuração para a maioria das situações de monitoramento.
– Ráp.: use essa configuração para aplicações especiais (por exemplo, estudos do sono)
quando você precisar de uma resposta rápida. Não use a configuração Ráp. se o artefato
de movimento for um problema.
– Lto: use esta configuração quando o artefato de movimento for um problema. As alterações
de SpO2 são relatadas mais lentamente em comparação com os outros modos.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.

6.12 Alteração das configurações de alarme de SpO2


Para ativar/desativar o alarme audível de SpO2, consulte Ativação/desativação de alarmes audíveis na
página 3-3.
Para obter mais informações sobre limites de alarme de SpO2, consulte Configuração de limites de
alarme individuais na página 3-5.

6.13 Alteração das configurações de alarme de PR


Para configurar os limites de alarme de PR:
1. Ative a exibição da frequência de pulso de SpO2. Para obter mais informações, consulte
Configuração da exibição da frequência de pulso de SpO2 na página 6-4.
2. Para ativar/desativar o alarme audível de PR, consulte Ativação/desativação de alarmes
audíveis na página 3-3.
3. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
4. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Config SPO2 e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação para Limite sup. PR e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até um limite de alarme e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação para Limite inf. PR e pressione-a.
9. Gire a roda de navegação até um limite de alarme e pressione-a.
10. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
11. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
12. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

6-6 G30/G40 Manual de instruções


Informações de segurança

6.14 Informações de segurança

Aviso O monitoramento contínuo pode tornar a pele avermelhada, causar bolhas ou deixar aparência
de necrose por compressão. Isso ocorre principalmente em neonatais ou pacientes com distúrbio
de perfusão ou pele não saudável. Inspecione periodicamente o local de aplicação do sensor e
altere-o pelo menos a cada quatro horas.

Nunca use sensores descartáveis em pacientes que tenham reações alérgicas ao adesivo.

Evite colocar o sensor nas extremidades de um cateter arterial ou de linha de infusão venosa
intravascular.

Os materiais tóxicos e/ou ação intoxicante em tecidos com os quais o paciente ou outra pessoa
possa entrar em contato devem atender aos requisitos do ISO10993.

Se ficar muito solto, o sensor poderá comprometer o alinhamento óptico ou cair. Se ficar muito
apertado, por exemplo, porque o local de aplicação é muito grande ou fica muito grande devido
a um edema, pressão em excesso poderá ser aplicada. Isso pode resultar em congestão venosa
distal a partir do local de aplicação, levando a edema intersticial, hipoxemia e mal
funcionamento tissular.

Cuidado O sensor consiste em componentes eletrônicos sensíveis que podem ser danificados por uso
indevido. Mantenha objetos pontiagudos fora do alcance do cabo.

A limpeza inadequada do sensor pode comprometer a vida útil do sensor de SpO2.

Use os sensores e cabos de SpO2 somente com os monitores de paciente da Empresa. Os usuários
devem verificar a compatibilidade do monitor, da sonda e do cabo antes do uso, caso contrário,
podem causar ferimentos no paciente ou degradar o desempenho do equipamento.

Não use um sensor de SpO2 se houver sinais de danos ou deterioração ou se a embalagem


estiver danificada.

G30/G40 Manual de instruções 6-7


Informações de segurança

6-8 G30/G40 Manual de instruções


7
Monitoramento de NIBP

O monitor usa o método oscilométrico para medição de NIBP. O princípio do método


oscilométrico de medir a pressão sanguínea é interromper o fluxo sanguíneo arterial com a pressão
da bainha de insuflação. Conforme a pressão da bainha diminui, a onda de oscilação da pressão do
ar causada pelo fluxo sanguíneo pode ser medida na bainha. A pressão sistólica (SIS), a pressão
diastólica (DIA) e a pressão arterial média (MAP) são reconhecidas por alterações de amplitude da
onda oscilométrica em diferentes pressões da bainha.

7.1 Conexão da bainha e da mangueira de NIBP


Para monitorar a NIBP:
1. Selecione uma bainha de NIBP de tamanho adequado (marcado na bainha). Verifique se a
bainha foi desinsuflada totalmente.
2. Se possível, arregace as mangas do paciente e envolva a bainha em torno do braço esquerdo
do paciente, no nível do coração com a palma para cima.
A linha do índice deve ficar entre as duas linhas de intervalo e a marcação arterial deve ficar
na artéria braquial do paciente com a bainha colocada corretamente na artéria braquial.
3. Coloque a bainha de 2 a 5 cm acima do cotovelo e verifique se ela está na posição correta.
4. Coloque a mangueira ao longo do lado esquerdo ou direito do braço do paciente para evitar
que ela se enrole.
A figura a seguir mostra o posicionamento correto da bainha.

Figura 7-1 Posicionamento da bainha de NIBP


5. Encaixe a mangueira da bainha ao conector NIBP no lado esquerdo do monitor. A mangueira
faz um clique quando é encaixada corretamente. Verifique se não há obstrução entre o
monitor e a mangueira.
6. Defina o tipo de paciente correto no menu Tipo pacte no menu NIBP.
7. Pressione a tecla NIBP no painel frontal do monitor para iniciar ou interromper a medição
de NIBP a qualquer momento.

G30/G40 Manual de instruções 7-1


Limitações de medição

Aviso Não enrole a bainha com muita força ao redor do membro. Isso pode provocar descoloração e
isquemia das extremidades. Inspecione o ponto de aplicação regularmente para garantir a
qualidade da pele e a extremidade do membro com a bainha para verificar se a cor, o calor e a
sensibilidade estão normais. Se a qualidade da pele mudar ou se a circulação da extremidade
estiver sendo afetada, mova a bainha para outro local ou interrompa imediatamente as
medições de pressão sanguínea. Verifique com mais frequência ao fazer medições automáticas
ou estáticas.

Se a bainha for muito pequena ou estiver muito apertada, o resultado será mais alto do que o
valor normal e vice-versa. Selecione uma bainha apropriada para pacientes diferentes e coloque
a bainha corretamente para obter resultados confiáveis.

Para pacientes neonatais, use somente a bainha de NIBP recomendada pelo fabricante para
evitar pressão de insuflação em excesso.

Não reutilize bainhas de NIBP descartáveis.

Para obter mais informações sobre bainhas de NIBP, consulte Acessórios de NIBP na página A-2.

7.2 Limitações de medição


As medições de NIBP não podem ser realizadas com extremos de frequência cardíaca inferiores a
40 bpm ou superiores a 300 bpm, ou se o paciente estiver em uma máquina coração-pulmão.
A medição poderá ser imprecisa ou impossível:
• Se for difícil detectar um pulso de pressão arterial regular.
• Com arritmia cardíaca.
• Com movimento do paciente em excesso e contínuo, como calafrios ou convulsões.
• Com rápidas alterações da pressão sanguínea.
• Com choque ou hipotermia grave que diminui o fluxo sanguíneo até as regiões periféricas.
• Com obesidade, pois uma camada espessa de gordura ao redor de um membro amortece as
oscilações da artéria.
• Em uma extremidade edematosa.

7-2 G30/G40 Manual de instruções


A exibição de NIBP

7.3 A exibição de NIBP


A figura a seguir mostra um exemplo do painel numérico de NIBP.
7

1 NIBP (mmHg)
2 Estat.
3 Adulto
4 5’

5 6

Figura 7-2 Exemplo de Painel numérico de NIBP


1 = Rótulo de NIBP (unidade)
2 = Md. operacional (modo Estat. neste exemplo)
3 = Tipo de paciente
4 = Tempo de intervalo (5 minutos para modo Estat. neste exemplo)
5 = Valor da pressão sistólica
6 = Valor da pressão diastólica
7 = Valor da pressão arterial média

7.4 Seleção dos modos de medição de NIBP


Existem três modos de medição de NIBP:
Manual
A seleção de Manual permite obter leituras de NIBP manualmente. Ao pressionar a tecla NIBP no
painel frontal do monitor, as medições de NIBP são iniciadas ou interrompidas. Quando uma
medição de NIBP é iniciada, o monitor insufla a bainha até uma determinada pressão e a desinsufla
para obter um valor de NIBP.
Auto
A seleção Auto especifica que o monitor deve realizar mensurações de NIBP a intervalos regulares.
O monitor insufla a bainha no início de cada ciclo de medição e coleta os valores de NIBP. No modo
Auto, se a pressão sanguínea do paciente for alta, o monitor ajustará a pressão de insuflação máxima
reinsuflando a bainha. A medida de NIBP será interrompida automaticamente se os valores de NIBP
não puderem ser coletados de forma correta no modo Auto.
Estat.
A seleção de Estat. especifica que o monitor mede continuamente a NIBP do paciente por 5 minutos.
Use Estat. para monitoramento de NIBP contínuo dos pacientes supervisionados em casos especiais.
O monitor exibe 5' no painel numérico de NIBP e inicia a contagem regressiva após iniciar a primeira
medição de NIBP.
Quando o modo Estat. chega ao final ou o modo Auto pára devido a um erro de medição ou falha
técnica, o monitor passa para o modo Manual.

G30/G40 Manual de instruções 7-3


Seleção do tempo de intervalo de NIBP

Para alterar o modo de medição de NIBP:


1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Md. operacional e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Manual, Auto ou Estat.) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Durante o monitoramento, a pressão de insuflação inicial é ajustada (exceto no


modo Manual) de acordo com o valor da medição anterior. A pressão de insuflação inicial especifica
o valor máximo até o qual a bainha será inflada para a primeira medição de NIBP.

No modo Auto, o tempo de intervalo é exibido no painel numérico de NIBP. O monitor inicia a
contagem regressiva após a conclusão de uma medição de NIBP. Quando a medição entra em pausa,
ela é revertida para a exibição de tempo predefinido até a medição seguinte.

7.5 Seleção do tempo de intervalo de NIBP


Um intervalo é medido desde o final de uma medida de NIBP até o início da próxima medida e é
mostrado no painel numérico de NIBP. Por exemplo, 1’00” aparece como 1' no painel numérico.

Observação — 10’59’’ significa 10 minutos e 59 segundos.

O tempo de intervalo de NIBP só pode ser configurado no modo Auto.


Para alterar o intervalo de tempo de NIBP:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Tp. de intervalo e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
As opções são: 1’00” a 10’00”, 15’00”, 30’00”, 60’00”, 90’00”, 120’00”, 180’00”, 240’00” e
480’00”.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Aviso Nos modos Auto ou Estat., as medições prolongadas podem aumentar o atrito entre a bainha e a
pele do paciente, o que pode causar púrpura, isquemia e neuropatia. Inspecione o ponto de
aplicação regularmente para garantir a qualidade da pele e a extremidade do membro com a
bainha para verificar se a cor, o calor e a sensibilidade estão normais. Se houver alguma
anomalia, coloque a bainha em outro ponto ou interrompa o monitoramento de NIBP.

7-4 G30/G40 Manual de instruções


Alteração do tipo de paciente de NIBP

7.6 Alteração do tipo de paciente de NIBP


Defina um tipo de paciente apropriado antes de realizar uma medição de NIBP. O tipo de paciente
atual é exibido no painel numérico de NIBP.
Para alterar o tipo de paciente de NIBP:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Tipo pacte e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Adulto, Pedi. ou Neo.) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — A alteração do Tipo pacte de NIBP também altera o Tipo pacte para medições de
CO2 e o tipo de paciente na janela Inf. do paciente.

7.7 Alteração da unidade de NIBP


É possível configurar a unidade de NIBP como mmHg ou kPa. A unidade é exibida no painel
numérico de NIBP.
Para alterar a unidade de NIBP:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Unidade e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (mmHg ou kPa) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.
O monitor pode analisar os dados da pressão sanguínea dinâmica e fornecer resultados estatísticos
das medições de NIBP. Quando o monitoramento dinâmico de pressão sanguínea é ativado, o
monitoramento de NIBP só funciona no modo Manual. O monitoramento dinâmico de pressão
sanguínea é ativado por padrão.
O menu Pressão sanguínea dinâmica possui as seguintes opções:
Monitor

Observação — Configure o intervalo de medição no menu Pressão sanguínea dinâmica antes de


ativar a monitoração dinâmica de pressão sanguínea. O Tp. de intervalo não pode ser ajustado
quando o monitoramento dinâmico de pressão sanguínea é ativado.

• Para ativar o monitoramento dinâmico da pressão sanguínea, marque a caixa de seleção.


Para desativar o monitoramento dinâmico da pressão sanguínea, desmarque a caixa de seleção.

G30/G40 Manual de instruções 7-5


Monitoramento da pressão sanguínea dinâmica

Intervalo medida
Use o menu Intervalo medida para configurar o intervalo de cada medição no modo de pressão
sanguínea dinâmica. Após cada intervalo, o monitor analisa os resultados. As opções são: 5 min,
10 min, 15 min e 30 min.
Definição hora
Use o menu Definição hora para especificar a hora em que o dia começa e termina. O monitor
resume os valores de NIBP medidos durante cada dia.
Limites normais de BP
Configure os limites superiores e inferiores normais de NIBP com estes menus: Limite sup. SIS,
Limite inf. SIS, Limite sup. DIA, Limite inf. DIA.
Lembrar estatísticas

7.8 Monitoramento da pressão sanguínea dinâmica


O monitor pode exibir os resultados estatísticos das medições de NIBP em uma janela. Os resultados
são exibidos em uma tabela com um gráfico de NIBP média durante 24 horas, NIBP média de dia,
NIBP média de noite, maior e menor NIBP, distribuição de NIBP, porcentagem fora do intervalo
normal, PR média, PR média de dia, PR média de noite, maior e menor PR, além da quantidade de
medições totais.
A figura a seguir mostra um exemplo de como o monitor exibe os resultados estatísticos.
NIBP DIA: Alto CO2: Espera
25 mm/s Monitor

Pressão sanguínea dinâmica

Pressão média Dados anormais


Pressão média 24 horas
Pressão média dia
Pressão média noite
Pressão sanguínea máxima
Pressão sanguínea mínima
Distribuição da pressão sanguínea
% fora do intervalo normal
% acima do normal
% abaixo do normal
SIS DIA
PR Vezes que excede o intervalo normal
Freqüência de pulso média Vezes maior que o intervalo normal
Freqüência de pulso média dia Vezes menor que o intervalo normal
Freqüência de pulso média noite
Maior freqüência de pulso Medidas totais
Menor freqüência de pulso
OK

Figura 7-3 Janela de resultados estatísticos

Observação — Se o tipo de paciente for alterado durante o monitoramento da pressão sanguínea


dinâmica, o monitoramento de NIBP será interrompido. Para reiniciar o monitoramento dinâmico da
pressão sanguínea, retorne à seção Pressão sanguínea dinâmica do Menu Config

7-6 G30/G40 Manual de instruções


Visualização de dados de medição de NIBP

7.9 Visualização de dados de medição de NIBP


Depois de uma medição de NIBP completa, o valor de medição de NIBP é exibido no painel
numérico de NIBP.
Enquanto nenhum menu estiver ativo na tela de monitoramento, gire a roda de navegação até o canal
de NIBP e pressione-a. Gire a roda para visualizar os dados na lista NIBP. O monitor exibe até 1600
grupos de dados de medição em sequência cronológica, com as leituras mais recentes na parte superior.

7.10 Alteração das configurações de alarme de NIBP


Para ativar/desativar o alarme audível de NIBP, consulte Ativação/desativação de alarmes audíveis
na página 3-3.
Para obter mais informações sobre configurações de limites de alarme de NIBP, consulte
Configuração de limites de alarme individuais na página 3-5.
É possível configurar um alarme de NIBP para a diferença de pressão entre o valor sistólico e o valor
diastólico. Quando a diferença for menor que o valor definido, o monitor emitirá um alarme audível.
Para definir o alarme:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Alarme SIS-DIA e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

7.11 Alteração do limite de NIBP


Para alterar os limites de pressão:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config NIBP e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para Limite sup. SIS e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até um valor e pressione-a para definir o valor.
5. Gire a roda de navegação para Limite inf. SIS e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até um valor e pressione-a para definir o valor.
7. Gire a roda de navegação para Limite sup. DIA e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação até um valor e pressione-a para definir o valor.
9. Gire a roda de navegação para Limite inf. DIA e pressione-a.
10. Gire a roda de navegação até um valor e pressione-a para definir o valor.
11. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
12. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

G30/G40 Manual de instruções 7-7


Calibragem de NIBP e compensação da pressão

7.12 Calibragem de NIBP e compensação da pressão


A calibragem de NIBP e a compensação da pressão não podem ser configuradas pelo usuário.
Um profissional de serviço qualificado deve realizar a calibragem NIBP e a compensação da pressão
a cada doze meses ou se houver suspeita de que as leituras de NIBP estão incorretas. Consulte o Guia
de Serviço dos Monitores de paciente G30/G40 para mais detalhes.

7.13 Informações de segurança

Aviso Medições contínuas de NIBP podem provocar lesões no paciente que está sendo monitorado.
Pondere as vantagens da medição frequente e/ou do uso do modo Estat. com o risco de lesões.

Em alguns casos, o ciclo rápido e prolongado de uma bainha de NIBP tem sido associado a um
ou todas as seguintes condições: isquemia, púrpura ou neuropatia. Aplique a bainha de acordo
com as instruções e verifique o local da bainha e a extremidade usada regularmente quando a
pressão sanguínea é medida em intervalos frequentes ou períodos prolongados.

Verifique o membro do paciente para garantir que a circulação não seja limitada, isto é,
não haja descoloração ou isquemia das extremidades. Verifique o membro em intervalos
regulares com base nas circunstâncias da situação específica.

Nunca coloque a bainha em uma área onde a circulação seja ou possa ser comprometida.
Nunca meça a NIBP em pacientes com distúrbios celulares ou com qualquer condição na qual
ocorram ou sejam esperados danos na pele.

Nunca use a bainha de NIBP em um membro com uma infusão intravenosa ou um cateter
arterial. Isso pode danificar o tecido ao redor do cateter e, nesse caso, a infusão fica mais lenta
ou obstruída durante a insuflação da bainha.

Nunca aplique a bainha de pressão sanguínea na mesma extremidade em que há um sensor de


SpO2 conectado, pois a insuflação da bainha interrompe o monitoramento de SpO2 e provoca a
emissão de alarmes sonoros.

Selecione uma bainha apropriada e verifique se o tipo de paciente correto está selecionado antes
do monitoramento. Tamanhos de bainha errados podem sobrecarregar a pressão de insuflação
em pacientes pediátricos ou neonatais.

Use o discernimento clínico antes de usar o monitoramento de NIBP em pacientes com graves
doenças de coagulação do sangue devido ao risco de hematoma no lembro com a bainha.

7-8 G30/G40 Manual de instruções


8
Monitoramento da temperatura

Este capítulo descreve como monitorar a temperatura do corpo. O monitor mede essa temperatura
através da temperatura do sensor e da impedância elétrica. Ele pode medir duas temperaturas
simultaneamente, a saber, TEMP1 e TEMP2, e exibe os valores de temperatura e a diferença entre
essas duas temperaturas no painel numérico.

8.1 Seleção e conexão de sondas de temperatura


Existem dois tipos de sonda de temperatura: sondas para superfície da pele e sondas esofágicas/
retais. Ao colocar a sonda retal, use uma tampa de proteção.
1. Conecte o cabo de temperatura ao conector TEMP1/TEMP2 (consulte Painel do lado
esquerdo na página 2-7).
2. Coloque a outra extremidade no local do paciente.
O painel numérico do monitor exibe o valor de temperatura coletado.
Para obter mais informações sobre sondas de temperatura, consulte Acessórios de temperatura na
página A-5.

Aviso Nunca reutilize sondas de temperatura descartáveis para evitar infecção cruzada.
Nunca troque e utilize sondas de temperatura de tipos diferentes.

Limpe e desinfete a sonda reutilizável antes e depois de usá-la.

8.2 Fatores influenciadores


Os fatores a seguir podem afetar as medições de temperatura:
• Posição inadequada da sonda de temperatura.
• Balanço e dissipação de calor insuficientes.
• Flutuação da temperatura do paciente.

8.3 Monitoramento da temperatura

Aviso Antes de obter as medições de temperatura, verifique se a sonda de temperatura não está em
contato com uma fonte de calor; resfrie a sonda por pelo menos 5 minutos antes de começar
uma medição de temperatura.

G30/G40 Manual de instruções 8-1


A exibição de temperatura

Para medir a temperatura:


1. Selecione a sonda correta e conecte-a monitor. consulte Seleção e conexão de sondas de
temperatura na página 8-1.
2. Aplique a sonda no local correto no paciente.
3. Defina a unidade de temperatura e os limites de alarme apropriados.
4. Inicie o monitoramento da temperatura.
O valor do parâmetro de temperatura se estabiliza e é exibido no painel numérico de
temperatura.

8.4 A exibição de temperatura


O monitor exibe dois valores de temperatura no painel numérico. A figura a seguir mostra um
exemplo de um painel numérico de temperatura.

4 5

TEMP1 (°C) TEMP2 (°C)


T

1 3 2

Figura 8-1 Exemplo de Painel numérico da temperatura


1 = Valor de TEMP1
2 = Valor de TEMP2
3 = Diferença entre TEMP1 e TEMP2
4 = Rótulo de TEMP1 (unidade de TEMP1)
5 = Rótulo de TEMP2 (unidade de TEMP2)

8-2 G30/G40 Manual de instruções


Configuração da tela Temperatura

8.5 Configuração da tela Temperatura


É possível ativar ou desativar a exibição de temperatura no painel numérico.
Para configurar a tela Temperatura:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Modo Exib. e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até TEMP e pressione-a.
Para desativar a exibição de temperatura, desmarque TEMP.

8.6 Alteração da unidade de temperatura


A unidade de temperatura pode ser configurada como °C ou °F. A unidade é exibida no painel
numérico de temperatura.
Para alterar a unidade de temperatura:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config TEMP e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Unidade e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (°C e °F) e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Quando você altera a unidade de TEMP, os outros parâmetros de temperatura


exibidos no monitor também são alterados.

8.7 Alteração das configurações de alarme de temperatura


Para ativar/desativar o alarme audível de temperatura, consulte Ativação/desativação de alarmes
audíveis na página 3-3.
Para obter mais informações sobre limites de alarme de temperatura, consulte Configuração de
limites de alarme individuais na página 3-5.

G30/G40 Manual de instruções 8-3


Informações de segurança

8.8 Informações de segurança

Aviso As sondas descartáveis são esterilizadas e devem ser manuseadas de maneira apropriada.
Procure na embalagem da sonda se há uma Data de validade de uso.

Use somente as sondas especificadas para o monitor.

Quando a sonda estiver desconectada ou frouxa, o monitor interromperá a medição da


temperatura, sem alarme audível. Para garantir a segurança do paciente, confira a conexão e
posição da sonda periodicamente.

Não utilize a sonda se houver sinais de danos.

8-4 G30/G40 Manual de instruções


9
Monitoramento de CO2

O princípio de medição de CO2 é a transmissão de infravermelho, onde a intensidade da luz


infravermelha que passa pelo gás respiratório é medida com um fotodetector. Como uma parte da
luz infravermelha é absorvida pelas moléculas de CO2, a quantidade de luz que passa pela sonda
de gás depende da concentração do CO2 medido.
Meça o dióxido de carbono (CO2) para monitorar o status respiratório e de ventilação do paciente.
A medida de CO2 produz:
• Uma forma de onda de CO2.
• Um valor de CO2 de extremidade tidal (etCO2): o valor de CO2 medido no final da fase de
expiração.
• Um valor de CO2 mínimo inspirado (inCO2): o menor valor medido durante a inspiração.
• Uma frequência da respiração das vias aéreas (awRR): o número de respirações por minuto,
calculado a partir da forma de onda de CO2.

9.1 Seleção de acessórios de CO2


Em pacientes entubados, uma amostra do gás respiratório é desenhada a partir do circuito
respiratório do paciente através de um adaptador das vias aéreas e de um tubo de amostragem de
gás. Em pacientes não entubados, a amostra de gás é desenhada através de uma cânula nasal ou
oral-nasal.
Pacientes entubados: use um conjunto Microstream FilterLine para ventilação não umidificada em
pacientes entubados. Use o conjunto FilterLine H para ventilação umidificada.
Pacientes não entubados: Use um Smart CapnoLine O2, uma combinação oral-nasal de O2/CO2
FilterLine, para medir CO2 e fornecer oxigênio para o paciente.
Todos os acessórios devem ser usados apenas por um paciente. Para obter mais informações sobre
os acessórios de CO2, consulte A exibição de CO2 na página 9-5.
Ao selecionar acessórios de CO2, considere o seguinte:
• O tipo de paciente (adulto, pediátrico ou neonatal).
• Se o paciente está recebendo oxigênio complementar.
• A probabilidade de alternância do paciente entre a respiração oral e nasal.
• A condição do paciente (ventilado ou não ventilado).
• A situação de ventilação (incluindo umidificação).
• A duração: uso breve, até 24 horas (normalmente sedação), ou uso prolongado, até 72 horas
(normalmente cuidados intensivos).

G30/G40 Manual de instruções 9-1


Conexão de acessórios de CO2

9.2 Conexão de acessórios de CO2


Para pacientes entubados que precisam de um adaptador de vias aéreas: instale o adaptador de vias
aéreas na extremidade proximal do circuito entre o cotovelo e a seção Y do ventilador. A Figura 9-1
mostra a conexão do adaptador de vias aéreas.

Figura 9-1 Conexão do adaptador de vias aéreas

Para pacientes entubados com um adaptador de vias aéreas integrado no circuito de respiração:
conecte o conector Luer macho da linha de exemplo reta à porta fêmea do adaptador de vias aéreas.
A Figura 9-2 mostra a conexão do adaptador de vias aéreas integrado.

Figura 9-2 Conexão do adaptador de vias aéreas integrado

Para pacientes não entubados: coloque a cânula nasal no paciente. A Figura 9-3 mostra a conexão da
cânula nasal.

Figura 9-3 Conexão da cânula nasal

9-2 G30/G40 Manual de instruções


Fatores influenciadores

Para os pacientes que costumam respirar pela boca, use uma cânula oral-nasal. Recorte a ponta de
amostragem oral, se necessário, para encaixá-la no paciente. Ela deve passar pelos dentes e ser
posicionada na cavidade oral. Retire a cânula do paciente se precisar recortar a ponta.
Para cânulas nasais ou orais-nasais com fornecimento de oxigênio, coloque a cânula no paciente
conforme mostrado na Figura 9-4 e, em seguida, acople o tubo de fornecimento de oxigênio ao
sistema de fornecimento de oxigênio e defina o fluxo de oxigênio prescrito.

Figura 9-4 Conexão da cânula oral-nasal

Observação — Sempre conecte o adaptador de vias aéreas ao sensor antes de inserir o adaptador
no circuito de respiração. Por outro lado, sempre retire o adaptador de vias aéreas do circuito de
respiração antes de remover o sensor. Sempre desconecte a cânula, o adaptador de vias aéreas ou o
tubo de amostragem do sensor quando não estiver em uso.

9.3 Fatores influenciadores


Os fatores a seguir influenciam a medição de CO2:
• Efeitos quantitativos de umidade ou condensado.
• Vazamentos ou ventilação interna do gás de amostra.
• Pressão cíclica de até 10 kPa.
• Efeitos quantitativos de pressão barométrica.
• Gases e vapores intereferentes.
• Outras fontes da intereferência.
• Variação da pressão atmosférica
• N2O, O2 e vapor de água
• Desvio de calibragem
• Contaminação do fluido
• Reutilização de cânulas descartáveis
• Cânulas colocadas incorretamente

G30/G40 Manual de instruções 9-3


Mensuração de CO2

9.4 Mensuração de CO2


Para iniciar uma medição de CO2:
1. Encaixe o conector do transdutor no conector de CO2 no lado esquerdo do monitor (consulte
Painel do lado esquerdo na página 2-7).
2. Espere dois minutos para que o transdutor chegue à temperatura operacional.
3. Conecte a cânula, o adaptador de vias aéreas ou o tubo de amostragem de gás ao transdutor
conforme necessário. consulte Conexão de acessórios de CO2 na página 9-2.
4. Calibre o transdutor, se necessário (consulte Fatores influenciadores na página 9-3), e comece
a monitorar o CO2 depois que a calibragem terminar.
5. Defina o tipo de paciente correto para CO2. consulte Alteração do tipo de paciente de CO2 na
página 9-6.
6. Defina os limites de alarme de CO2 corretos. consulte Alteração das configurações de alarme
de CO2 na página 9-7.
7. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
8. Gire a roda de navegação até Config CO2 e pressione-a.
9. Gire a roda de navegação até Md. operacional e pressione-a.
10. Gire a roda de navegação até Md. operacional no submenu e pressione-a.
Quando o monitor coletar os sinais de CO2 do paciente, os valores de et CO2, in CO2 e RR serão
exibidos na tela de monitoramento.
11. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
12. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

9.5 Remoção de gases expirados do sistema


Ao usar a medição de CO2 Microstream em pacientes que estão recebendo ou têm recebido
anestésicos recentemente, conecte a saída a um sistema de purificação ou ao conector de saída para
evitar a exposição da equipe médica aos gases anestésicos.

9-4 G30/G40 Manual de instruções


A exibição de CO2

9.6 A exibição de CO2


A figura a seguir mostra um exemplo da forma de onda de CO2 e um painel numérico.

6 7 8

EtCO2 InCO2(mmHg) RR(rpm)

C
O
2

1 2 3 4 5

Figura 9-5 Exemplo de uma forma de onda de CO2 e painel numérico

1 = Rótulo da forma de onda de CO2


2 = Forma de onda de CO2
3 = Valor de EtCO2
4 = Valor de InCO2
5 = Frequência da respiração (RR)
6 = Rótulo e unidade de EtCO2
7 = Rótulo e unidade de InCO2
8 = Rótulo e unidade de RR

9.7 Alteração da exibição de CO2


Você pode alterar a tela CO2 conforme necessário.

9.7.1 Alteração da velocidade da forma de onda de CO2


A velocidade da forma de onda configurada determina a velocidade da forma de onda digitalizada na
tela. Para obter mais informações sobre como alterar a velocidade da forma de onda, consulte
Alteração da velocidade da forma de onda na página 2-20.
As opções de velocidade da forma de onda são: 50 mm/s, 25 mm/s, 12,5 mm/s e 6,25 mm/s.

G30/G40 Manual de instruções 9-5


Alteração da exibição de CO2

9.7.2 Alteração do modo de exibição da forma de onda de CO2


Para configurar o modo de exibição da forma de onda de CO2:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config CO2 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Pr. forma de onda e pressione-a para exibir a forma de onda
como uma linha em negrito.
Para exibir a forma de onda em uma única linha, desmarque Pr. forma de onda.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

9.7.3 Alteração da cor da forma de onda de CO2


Para obter mais informações sobre como alterar a cor da forma de onda de CO2, consulte Alteração
da cor da forma de onda na página 2-21.

9.7.4 Alteração do modo operacional de CO2


Existem dois modos operacionais: Modo Espera e Md. operacional. Durante o modo deEspera,
o módulo CO2 funciona com baixo consumo de energia. Defina o modo operacional de CO2 como
modo de Espera quando o monitor não estiver medindo CO2 para prolongar a vida útil do módulo.
Para alterar o modo operacional de CO2:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config CO2 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Md. operacional e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Espera ou Md. operacional) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

9.7.5 Alteração do tipo de paciente de CO2


Para alterar o tipo de paciente de CO2:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config CO2 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Tipo pacte e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Adulto, Pedi. ou Neo.) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — A alteração do Tipo de paciente de CO2 também altera o Tipo de paciente para
medições de NIBP e o tipo de paciente na janela Inf. do paciente.

9-6 G30/G40 Manual de instruções


Informações de segurança

9.7.6 Alteração da unidade de CO2


É possível configurar a unidade de CO2 como mmHg ou kPa. A unidade é exibida no painel
numérico de CO2.
Para alterar a unidade de CO2:
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config CO2 e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Unidade e pressione-a.
5. Gire a roda até uma opção (mmHg ou kPa) e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

9.7.7 Alteração das configurações de alarme de CO2


Os alarmes de CO2 incluem os alarmes de etCO2, os alarmes de inCO2 e os alarmes de frequência
respiratória.
Para ativar/desativar os alarmes audíveis de CO2, consulte Ativação/desativação de alarmes audíveis
na página 3-3.
Para obter mais informações sobre limites de alarme de CO2, consulte Configuração de limites de
alarme individuais na página 3-5.

9.8 Informações de segurança

Aviso Use somente acessórios aprovados para garantir medições precisas de CO2.
Substitua o FilterLine periodicamente conforme necessário.
Nunca use as medidas Microstream na presença de anestésicos inflamáveis misturados com ar
e/ou oxigênio ou óxido nitroso.
Nunca meça o CO2 na presença de substâncias farmacêuticas em forma de aerossol.
A precisão da medida de EtCO2 podem diminuir temporariamente durante a realização de
eletrocirurgias ou desfibrilação. Isso não afeta a segurança do paciente ou do equipamento.
Vazamentos no sistema respiratório ou de amostragem podem provocar a exibição de valores
muito baixos de etCO2. Sempre conecte todos os componentes com firmeza e verifique se há
vazamentos de acordo com procedimentos clínicos padrão.
O deslocamento de cânulas nasais ou nasais-orais combinadas pode aparentar valores menores
do que as leituras reais de etCO2. Os valores de CO2 para pacientes não entubados que usam
acessórios Microstream sempre tendem a ser menores do que os valores para pacientes
entubados. Se os valores forem extremamente baixos, verifique se o paciente está respirando
pela boca ou se uma das narinas está obstruída.
Nunca reutilize acessórios descartáveis.

G30/G40 Manual de instruções 9-7


Informações de segurança

9-8 G30/G40 Manual de instruções


10
Monitoramento da pressão sanguínea invasiva

A pressão sanguínea invasiva (Invasive blood pressure, IBP), ou medição direta da pressão
sanguínea, fornece valores precisos da pressão sanguínea da área cardioarterial. O monitoramento da
IBP pode rastrear variações temporárias da pressão sangüínea arterial, entretanto, um cateter precisa
ser inserido pela pele no vaso sangüíneo em que há risco de ocorrer danos na pele. As medições de
IBP normalmente são usadas somente em pacientes gravemente doentes ou submetidos a cirurgia.
A medida de IBP pode gerar:
• Formas de onda IBP
• Valor da pressão sistólica (SIS)
• Valor da pressão diastólica (DIA)
• Valor da pressão arterial média (MAP)

10.1 Seleção de um transdutor de pressão


Existem tipos diferentes de transdutores de IBP descartáveis e reutilizáveis. Use os transdutores de
IBP compatíveis com o padrão IEC60601-2-34 e com uma precisão de 5 uV/V/mmHg.
Para obter mais informações sobre os transdutores de IBP, consulte Acessórios de IBP na página A-2.

10.2 Antes de medir a pressão sanguínea invasiva


Antes de iniciar uma medição de IBP, defina a medição de pressão correta e o rótulo de pressão
correspondente.

10.2.1 Conexão e lavagem do tubo de IBP


Para conectar e lavar o tubo:
1. Coloque o cabo de pressão nos conectores IBP1/IBP2 no lado esquerdo do monitor.
consulte Painel do lado esquerdo na página 2-7.
2. Use soro fisiológico para lavar o sistema de tubos a fim de retirar todo o ar do tubo.
Verifique se o transdutor e as torneiras estão sem bolhas de ar.
3. Conecte a linha de pressão ao cateter do paciente.
4. Se estiver usando um manguito de pressão de infusão com a linha de pressão, conecte o
manguito de pressão ao fluido a ser infundido. Infle-o de acordo com o procedimento
padrão do hospital e, em seguida, inicie a infusão.
5. Posicione o transdutor de modo que ele fique no nível do coração, aproximadamente no
nível da linha midaxilar.

Aviso Se estiver medindo a pressão intracraniana com um paciente sentado, nivele o transdutor
com a parte superior da orelha do paciente. O nivelamento incorreto pode fornecer valores
incorretos.

G30/G40 Manual de instruções 10-1


Zeragem do transdutor de pressão

10.2.2 Seleção de uma pressão para monitoramento


De acordo com a posição do tubo, selecione o rótulo de pressão para identificar o tipo de pressão.
O rótulo é um identificador exclusivo de cada tipo de pressão. Ele é exibido na lateral direita da área
da forma de onda de IBP.
Para selecionar uma pressão (por exemplo, IBP1):
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config IBP1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config rót. e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
Para obter mais informações sobre rótulos de pressão, consulte Tabela 10-1 Rótulos de pressão
de IBP na página 10-2.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.
A tabela a seguir descreve os rótulos de pressão:

Tabela 10-1 Rótulos de pressão de IBP

Rótulo Descrição Rótulo Descrição


IP Pressão sanguínea invasiva (rótulo padrão) RA Pressão da artéria radial
ART Pressão sangüínea arterial PA Pressão da artéria pulmonar
AO Pressão aórtica CVP Pressão venosa central
FA Pressão da artéria femoral ICP Pressão intracranial

O valor mostrado no painel numérico varia de acordo com o rótulo selecionado.


• Quando ICP ou CVP estiver selecionado, o valor de MAPA será exibido abaixo dos valores de
SIS/DIA no painel numérico de IBP.
• Quando outro rótulo de pressão estiver selecionado, o valor de MAPA será exibido acima dos
valores de SIS/DIA no painel numérico de IBP.

10.3 Zeragem do transdutor de pressão


Para evitar leituras de pressão imprecisas, o monitor exige um valor de zero válido. Zere o transdutor
de acordo com a política de seu hospital (pelo menos uma vez ao dia). Você deve zerar o transdutor:
• Ao usar um novo transdutor ou tubulação.
• Sempre que você reconectar o cabo do transdutor ao monitor.
• Se suspeitar que as leituras de pressão do monitor estão incorretas.
Para zerar o transdutor (por exemplo, IBP1):
1. Desligue a torneira do paciente.
2. Ventile o transdutor até a pressão atmosférica para compensar a pressão estática e atmosférica
exercida no transdutor.
3. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.

10-2 G30/G40 Manual de instruções


Medição da pressão sanguínea invasiva

4. Gire a roda de navegação até Config IBP1 e pressione-a.


5. Gire a roda de navegação até Modo Zerando e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até uma opção (Manual ou Autom.) e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até Zerando IBP e pressione-a para realizar a calibragem.
– ModoManual: durante a calibragem de IBP, uma janela de confirmação é exibida.
Pressione a roda de navegação para confirmar a zeragem. A mensagem Sensor vent p/
ar. aparecerá no canal de IBP. Quando a calibragem de IBP terminar, o valor de MAPA
exibido no painel numérico será 0.
– Modo Autom.: Durante a calibragem de IBP, a mensagem Zerando será exibida no canal
de IBP. O monitor realiza a zeragem automática e a mensagem Sensor vent p/ ar.
é exibida no canal de forma de onda de IBP. Quando a calibragem de IBP terminar,
o valor de MAPA exibido no painel numérico será 0.
8. Feche a torneira da pressão atmosférica e abra-o para o paciente.
A calibragem de IBP está concluída.

10.4 Medição da pressão sanguínea invasiva


Para medir a IBP:
1. Prepare o equipamento corretamente para a medição de pressão. consulte Antes de medir a
pressão sanguínea invasiva na página 10-1.
2. Zere o transdutor. consulte Zeragem do transdutor de pressão na página 10-2.
3. Ative os alarmes de IBP e defina os limites de alarme corretos. consulte Alteração das
configurações de alarme de IBP na página 10-7.
4. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
5. Gire a roda de navegação até Config IBP1 ou Config IBP2 (IBP3 ou IBP4 se necessário) e
pressione-a para exibir o submenu.
6. Gire a roda de navegação até Zerando IBP e pressione-a para iniciar a medição de IBP.
O monitor exibe a forma de onda de IBP e os valores de pressão correspondentes.
Faça lavagem regular ou contínua durante as medições de IBP.
• Para lavagem regular: injete soro fisiológico com heparina em determinados intervalos.
• Para lavagem contínua: use uma bolsa de pressão ou uma bomba de injeção para lavar
ininterruptamente a uma velocidade de 2 a 4 gotas por min ou 2 a 4 ml por hora.
• Para retirar as bolhas de ar que aparecem no tubo de pressão ou no transdutor, use soro
fisiológico com heparina para lavar o sistema de tubos novamente.
• Se surgir uma irregularidade durante a medição de IBP, use soro fisiológico com heparina para
lavar o sistema de tubos.

Observação — Se aparecerem bolhas de ar no sistema de tubos, lave o sistema com a solução de


infusão novamente. As bolhas de ar podem ocasionar uma leitura incorreta da pressão.

G30/G40 Manual de instruções 10-3


A exibição da pressão sanguínea invasiva

10.5 A exibição da pressão sanguínea invasiva


A figura a seguir mostra um exemplo de uma forma de onda IBP. No canal de IBP, existem duas
linhas de grade que são exibidas como linhas pontilhadas na parte superior e inferior da forma de
onda. Uma escala é exibida na lateral esquerda.

5 6 8

IBP1 (mmHg)
I IP
B 60
P
1

1 2 3 4 10 7 9

Figura 10-1 Exemplo de uma forma de onda de IBP e painel numérico


1 = Rótulo da forma de onda de IBP1
2 = Ganho de IBP1
3 = Linha de base de IBP1
4 = Forma de onda de IBP1
5 = Rótulo de pressão IBP1
6 = Rótulo de IBP1 (unidade)
7 = Pressão sistólica
8 = Pressão arterial média
9 = Pressão diastólica
10 = Frequência de pulso

10.6 Alteração da exibição da forma de onda de pressão sanguínea


invasiva
Você pode configurar a exibição de IBP do monitor alterando as configurações de IBP.

10.6.1 Alteração do tamanho da forma de onda de pressão sanguínea invasiva


Você pode configurar o tamanho da forma de onda de IBP selecionando um ganho de IBP para
aumentar/diminuir a altura da forma de onda. A diferença entre os dois números na lateral esquerda
das linhas basais é igual ao ganho da forma de onda de IBP selecionada.
Para alterar o ganho de IBP (por exemplo, IBP1):
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config IBP1 e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Ganho IBP e pressione-a.

10-4 G30/G40 Manual de instruções


Alteração da exibição da forma de onda de pressão sanguínea invasiva

4. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a. As opções de Ganho IBP são: Manual
20, Manual 40, Manual 60, Manual 80, Manual 120, Manual 180, Manual 240, Manual 330,
Manual 450 e Auto. O monitor exibe a forma de onda de IBP de acordo com o ganho
selecionado. O intervalo de exibição associado a um opção de ganho depende da unidade de
exibição selecionada (mmHg ou kPa)

Tabela 10-2 Configurações de ganho IBP e Intervalos de exibição

Configuração de Intervalo de Intervalo de


exibição exibição (mmHg) exibição (kPa)
Manual 20 20 2,7

Manual 40 40 5,3

Manual 60 60 8

Manual 80 80 10,7

Manual 120 120 16

Manual 180 180 24

Manual 240 240 32

Manual 330 330 44

Manual 450 450 60

– Por exemplo, selecionando Manual 40, será exibida a forma de onda com um intervalo de
40 (5,3 kPa). Se a diferença entre as medições de SIS e DIA for inferior ao Ganho IBP
selecionado, a forma de onda estará entre a escala superior e inferior no canal IBP; se a
diferença for maior do que o Ganho IBP selecionado, a forma de onda ficará truncada.
– Se Auto estiver selecionado, o monitor escolherá uma das opções de ganho como ganho
de forma de onda de IBP de acordo com a diferença medida entre SIS e DIA.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Selecione um Ganho IBP apropriado de acordo com a diferença entre o valor de SIS
e o valor de DIA. O monitor não salvará a configuração de ganho de IBP em caso de falha de energia.

10.6.2 Alteração da velocidade da forma de onda de pressão sanguínea invasiva


A velocidade da forma de onda configurada determina a velocidade da forma de onda digitalizada na
tela. Para obter mais informações sobre como alterar a velocidade da forma de onda, consulte
Alteração da velocidade da forma de onda na página 2-20.
As opções de velocidade da forma de onda são: 50 mm/s, 25 mm/s, 12,5 mm/s e 6,25 mm/s.

10.6.3 Alteração da cor da forma de onda de pressão invasiva


Para obter mais informações sobre como alterar a cor de IBP, consulte Alteração da cor da forma de
onda na página 2-21.

G30/G40 Manual de instruções 10-5


Configuração da frequência de pulso da pressão sanguínea invasiva

10.7 Configuração da frequência de pulso da pressão sanguínea


invasiva
Para ativar ou desativar a exibição da frequência de pulso de IBP (por exemplo, IBP1):
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config IBP1 e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até PR atv. e pressione-a para ativar a exibição PR de IBP.
Para desativar a exibição PR de IBP, desmarque PR atv.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

Observação — Ativar/Desativar o PR para o IBP também ativa/desativa o PR para o SpO2.

10.8 Configuração da prioridade de frequência de pulso de IBP


Para obter mais informações sobre a prioridade da frequência de pulso de IBP, consulte Configuração
da prioridade de FC/PR na página 6-4.

10.9 Configuração da exibição da frequência de pulso de IBP


Para obter mais informações sobre a exibição da frequência de pulso de IBP, consulte Configuração
da exibição de FC/PR na página 6-5

10.10 Alteração da unidade de pressão sanguínea invasiva


É possível configurar a unidade de IBP como mmHg ou kPa. A unidade é exibida no painel numérico
de IBP.
Para alterar a unidade de IBP (por exemplo, IBP1):
1. Pressione a tecla do menu Parâmetro no painel frontal para exibir o menu Parâmetro.
2. Gire a roda de navegação até Config Alarme e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Config IBP1 e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Unidade e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (mmHg ou kPa) e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
7. Repita até voltar ao menu Parâmetro.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Parâmetro.

10-6 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações de alarme de IBP

10.11 Alteração das configurações de alarme de IBP


Os alarmes de IBP incluem alarmes para SIS, DIA e MAPA. Os limites de alarme padrão de IBP são
diferentes de acordo com o tipo de pressão de IBP. Quando CVP ou ICP estiver selecionado como
tipo de pressão, somente os alarmes de MAPA estarão disponíveis para configurações de alarme.
consulte Configurações padrão de débito cardíaco na página D-7.
Para ativar/desativar os alarmes audíveis de SYS/DIA e MAP, consulte Ativação/desativação de
alarmes audíveis na página 3-3. Para obter mais informações sobre configurações de limites de
alarme de IBP, consulte Configuração de limites de alarme individuais na página 3-5.

Aviso Defina limites de alarme corretos para o rótulo de pressão selecionado. Os limites de alarme
serão alterados se você mudar os rótulos de pressão.

10.12 Informações de segurança

Aviso Use somente cabos, transdutores e domos de IBP recomendados pelo fabricante ou que estejam
em conformidade com as exigências de segurança de dispositivos médicos.

Conecte o cabo de IBP ao conector de IBP e verifique se os componentes de IBP não estão em
contato com outras partes condutoras ou com o fio de aterramento.

Verifique se o cabo de IBP está danificado. Se houver algum dano, troque o cabo ou substitua o
conector do transdutor.

Use transdutores e domos descartáveis somente uma vez. Descarte-os adequadamente como
resíduo hospitalar.

Faça lavagem regular ou contínua durante as medições de IBP para evitar coagulação ou
obstrução.

G30/G40 Manual de instruções 10-7


Informações de segurança

10-8 G30/G40 Manual de instruções


11
Monitoramento do débito cardíaco

A aferição do débito cardíaco (Cardiac Output, C.O.) mede (somente modelo G40) de modo
invasivo o débito cardíaco e outros parâmetros hemodinâmicos usando uma técnica chamada
termodiluição, que pode ser usada para determinar a taxa de fluxo de um sistema introduzindo uma
solução fria no sistema e medindo a queda de temperatura resultante em um local distal.
A mudança de temperatura é exibida como uma curva na janela Medida cardíaca, e o monitor
calcula o valor de C.O. a partir dessa curva. O valor de C.O. é inversamente proporcional à área
embaixo da curva. Como o débito cardíaco varia continuamente, uma série de medidas deve ser
realizada para atingir um valor médio de C.O. confiável. Sempre use a média de várias medidas de
termodiluição para tomar decisões relacionadas ao tratamento.
A medida de C.O. gera:
• Uma curva da medida de C.O.
• Um valor médio de C.O.
• Índice cardíaco (CI)
• Temperatura do sangue (BT)
• Parâmetros hemodinâmicos

11.1 Conexão dos cabos de débito cardíaco


O monitor usa o método de termodiluição do ventrículo direito. Um fluido de volume e
temperatura conhecidos é injetado no átrio direito por meio da entrada proximal de um cateter de
artéria pulmonar (PA) (Swan-Ganz). O bolo injetável se mistura com o sangue no ventrículo
direito e a mudança na temperatura do sangue é medida com um termistor na extremidade distal
do cateter na artéria pulmonar.

G30/G40 Manual de instruções 11-1


Fatores influenciadores

Para conectar os cabos de C.O.:


1. Configure o cateter PA. Para conectar os cabos de
C.O. no monitor
2. Conecte o compartimento da sonda de temperatura Cabo de interface de C.O.
de injeção ao cateter PA. C.O.

3. Conecte o cabo de interface de C.O. ao conector


C.O. no painel esquerdo do monitor e conecte a
sonda de temperatura de injeção ao cabo de
Conector do termistor
interface de C.O.
Sonda de
temperatura
de injeção Cabo de conexão
do termistor
Observação — Siga as condutas adotadas pelo
hospital para evitar que o cateter de C.O. saia de posição. Cateter PA
Prenda o cabo usando o clipe de montagem enviado com
cada cabo de C.O. Se preferir, enrole o cabo de C.O. e
fixe a alça assim formada com uma fita ao leito do Temperatura de injetável
paciente usando um alfinete de segurança. de temperatura de injeção
Seringa para injeção

4. Conecte o cabo de conexão do termistor do cateter


PA ao conector do termistor.
5. Conecte a sonda de temperatura de injeção ao
compartimento da sonda.

11.2 Fatores influenciadores


Os fatores a seguir podem influenciar as leituras de C.O.:
• Movimento do paciente
• Ansiedade do paciente
• Frequência cardíaca e variação dos batimentos
• Anormalidade cardíaca (por exemplo, insuficiência valvular)
• Posição inadequada do cateter
• Danos no cateter
• Tempo impróprio da injeção

11.3 Configuração da medição de débito cardíaco


Antes de medir o C.O., defina as configurações de medição apropriadas:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a para exibir o menu AlarmeConfig.
2. Gire a roda de navegação até Medida cardíaca e pressione-a.

11-2 G30/G40 Manual de instruções


Medição do débito cardíaco

3. Gire a roda de navegação até Config. e pressione-a.


– Intervalo medida: tempo entre duas medidas. As opções são: 1 min. a 5 min.
– Temperatura do injetado: define a temperatura de injeção quando o Modo injetável está
definido como modo Manual. Você pode definir o valor entre 0 °C a 27 °C.
– Modo injetável: defina como modo Manual para inserir uma temperatura de injeção
manualmente; defina como modo Autom. para adquirir a temperatura de injeção
automaticamente.
– Cateter: escolha o modelo do cateter. As opções são: 131HF7, 141HF7, 151F7, 831HF75,
132F5, 139HF75, 096F6 e outros. Se o número do modelo do seu cateter não estiver
listado, escolha Outros.
– Vol. injetável: quando o modelo do CO estiver definido para 132F5, as opções de
dosagem serão 1 cc, 3 cc ou 5 cc; quando o modelo do CO estiver definido para 131HF7,
141HF7, 151F7, 831HF75, 139HF75 ou 096F6, as opções de dosagem serão 3 cc, 5 cc ou
10 cc; quando o modelo do CO estiver definido para Others, tas opções de dosagem
serão de 1 cc a 10 cc.
– Const: a constante de calibração para C.O. Insira o valor de acordo com o Manual de
instruções do cateter quando o tipo de cateter for definido como Outros. Caso contrário,
o monitor definirá o valor automaticamente com base no tipo de cateter selecionado.
– Altura: define a altura do paciente, variando de 41 cm a 210 cm.
– Peso: define o peso do paciente, variando de 3 kg a 200 kg.
4. Gire a roda de navegação até OK e pressione-a para salvar as configurações.
5. Para alterar a escala do intervalo de tempo da janela de exibição da curva, gire a roda de
navegação até X (escala de tempo) e pressione-a. Gire a roda de navegação até um valor e
pressione-a para confirmar. As opções são: 30 s e 60 s.
6. Para alterar a escala de temperatura da janela de exibição da curva, gire a roda de navegação
até Y (escala de temperatura) e pressione-a. Gire a roda de navegação até um valor e pressione-
a para confirmar. As opções são: 0,5 °C, 1 °C, 1,5 °C e 2,0 °C.
Quanto menor o valor, mais alta a curva. É possível configurar a escala de temperatura de
acordo com a diferença de temperatura.

11.4 Medição do débito cardíaco


Para medir o C.O.:
1. Conecte o cabo de interface de C.O. consulte Conexão dos cabos de débito cardíaco na
página 11-1.
2. Defina as configurações de C.O. Consulte Configuração da medição de débito cardíaco na
página 11-2.
3. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a para exibir o menu AlarmeConfig.
4. Gire a roda de navegação até Medida cardíaca e pressione-a para exibir a janela Medida
cardíaca.
5. Gire a roda de navegação até Iniciar e pressione-a para confirmar a seleção.
6. Injete a solução na entrada atrial direita do cateter de Swan-Ganz. A taxa de injeção ideal é de
2,5 ml/segundo.

G30/G40 Manual de instruções 11-3


Medição do débito cardíaco

No final da medição, a curva de termodiluição é exibida na janela Medida cardíaca. Informações


adicionais exibidas na tela:
• O valor do débito cardíaco (C.O.)
• O valor do índice cardíaco (CI)
• Temperatura do sangue (BT)
• Temperatura do injetado (IT)
• A constante de calibragem de C.O. (Const)
• O tempo restante entre as medições (contagem regressiva em segundos)
• Tempo de intervalo (data e hora da medição)
• Status atual (alertas de curva, se houver)

Medida cardíaca

C.O. 10,4 (l/min) BT: 36,8 °C IT: 0,2 °C Iniciar


CI: 6,6 (l/min/m^2) Const: 0,561
Canc.

Cálculo

Imprimir

Config.

X: 30 S
Y: 1 °C

Tempo de intervalo 12-08-2014 15: 26: 30

Status atual: Sair

Figura 11-1 Janela de Medida cardíaca


7. Repita o procedimento até concluir as medições que deseja realizar. Você pode realizar no
máximo seis medições antes de calcular os valores de débito cardíaco e índice cardíaco.
Se você realizar mais de seis medições sem rejeitar nenhuma, a medida mais antiga será
excluída automaticamente quando uma sétima curva for armazenada.

Observação — Realize uma injeção em até 4 segundos depois de selecionar Iniciar.

Defina um intervalo correto (Intervalo medida) entre mensurações de C.O. Não será possível iniciar
uma nova medida antes do final do intervalo de espera.

Quanto maior o volume injetável e mais baixa a temperatura, mais precisa será a medição.
Um volume injetável menor ou uma temperatura maior pode reduzir a precisão.

Para garantir a precisão máxima da medição em pacientes adultos, use um injetado frio (< 8 °C) com
10 ml de volume se isto não for contraindicado pela condição do paciente. A escolha do volume
injetável deve se basear na temperatura do injetado e no débito cardíaco do paciente.

11-4 G30/G40 Manual de instruções


Edição e salvamento de medidas de C.O.

11.5 Edição e salvamento de medidas de C.O.


É importante identificar e rejeitar medidas erradas (chamadas de "testes"). É por isso que o monitor
usa todos os valores de teste de medição que você não rejeita para calcular o débito cardíaco médio.
Antes de rejeitar testes com erros, considere a semelhança entre os valores e o formato da curva de
C.O. Uma curva de C.O. normal possui um pico suave e retorna à temperatura basal após o pico.
Para rejeitar testes insatisfatórios:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Medida cardíaca e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Cálculo e pressione-a. Você verá as últimas seis curvas medidas.
4. Gire a roda de navegação até a janela da curva de C.O. que deseja rejeitar e pressione-a. Uma
janela de confirmação da exclusão do registro será exibida. Para apagar a curva de C.O., gire a
roda de navegação até a posição OK e pressione-a; para salvar a curva, gire a roda de
navegação até a posição Canc. e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do submenu.
6. Repita até voltar à tela de monitoramento.
Se todos os valores forem diferentes uns dos outros, poderá haver uma verdadeira instabilidade
hemodinâmica causada, por exemplo, por arritmia cardíaca grave. O monitor armazena os valores
médios no banco de dados de cálculos e os exibe na janela Cálculo.

11.6 Documentação de uma medida de débito cardíaco


Você pode documentar uma medida de C.O. no gravador:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Medida cardíaca e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Imprimir e pressione-a para imprimir a medida atual.
4. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do submenu.
5. Repita até voltar à tela de monitoramento.

G30/G40 Manual de instruções 11-5


Mensagens de alerta da curva de débito cardíaco

11.7 Mensagens de alerta da curva de débito cardíaco


Após cada teste de medida, o monitor analisa a curva de termodiluição. Se a curva parecer anormal,
uma mensagem de alerta de curva será exibida na janela de procedimento de C.O. As mensagens de
alerta de curva não são mensagens de erro e não significam necessariamente que os valores medidos
são inválidos.
A tabela a seguir descreve as mensagens de alerta da curva de C.O.:

Tabela 11-1 Mensagens de alerta sobre a curva de C.O.

Mensagens de alerta sobre a curva


Causa possível
de C.O.
Cateter C.O. ausente Nenhum cateter de C.O. foi detectado.
Sem sensor de temperatura de injeção Nenhum sensor de temperatura de injeção foi detectado.
Erro de linha de base O paciente está retomando a temperatura normal.
Tempo limite de medida Nenhum cateter de C.O. ou sensor de temperatura de injeção
foi detectado.
Temperatura de injeção alta demais A temperatura da injeção está acima de 30 °C. Altere a solução
injetável e realize a medição novamente.
Atraso de injeção A injeção começou 10 segundos depois que você pressionou
Iniciar na janela Medida cardíaca. Nesse caso, o valor da
medida cardíaca talvez não esteja correto.

11.8 Hemodinâmica
O monitor pode realizar cálculos de hemodinâmica de acordo com os valores médios de C.O.
Para executar um cálculo de hemodinâmica:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Medida cardíaca e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Cálculo e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Hemodinâmica e pressione-a.
Na janela Hemodinâmica, insira os seguintes parâmetros hemodinâmicos para cálculo:
– C.O.: valor médio de C.O. das medidas realizadas (até seis).
– Altura: não é um item configurável pelo usuário. É a altura do paciente definida
anteriormente para a medida de débito cardíaco. consulte Configuração da medição de
débito cardíaco na página 11-2.
– Peso: não é um item configurável pelo usuário. É o peso do paciente definido
anteriormente para as medidas de débito cardíaco. Consulte Configuração da medição de
débito cardíaco na página 11-2
– FC: frequência cardíaca.
– MAPA: pressão arterial média.

11-6 G30/G40 Manual de instruções


Alteração das configurações de alarme de temperatura do sangue

– CVP: pressão venosa central.


– PAM: pressão arterial pulmonar média.
– PAW: pressão da cunha da artéria pulmonar.
5. Gire a roda de navegação até Iniciar Cálc. e pressione-a para exibir o resultado do cálculo.
6. Gire a roda de navegação até Imprimir e pressione-a para imprimir o resultado do cálculo.
Gire a roda até Sair e pressione-a para sair da janela.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do submenu.
8. Repita até voltar à tela de monitoramento.

Observação — O monitor considera o valor de MAPA na janela Cálculo e outros valores


necessários na janela Config. ao realizar cálculos hemodinâmicos.

11.9 Alteração das configurações de alarme de temperatura do sangue


O monitor mostra a temperatura do sangue (TS) ao mesmo tempo em que a medida cardíaca é
realizada. Ela é exibida na parte inferior da tela Principal. consulte Exibição da tela na página 2-10.

Observação — Os alarmes de BT são interrompidos durante mensurações de C.O. e se reativam


automaticamente ao final do procedimento de medição.

11.9.1 Configuração do Alarme audível de temperatura do sangue


Para ativar ou desativar os alarmes audíveis de BT:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Alarme BT e pressione-a para ativar o alarme audível.
Para desativar o alarme audível, desmarque Alarme BT.
3. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.

11.9.2 Alteração dos limites de alarme de temperatura do sangue


Para alterar os limites de alarme de BT:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Limite sup. alarme BT e pressione-a. Gire a roda de navegação
até uma opção e pressione-a para definir o valor.
3. Gire a roda de navegação até Limite inf. alarme BT e pressione-a. Gire a roda de navegação
até uma opção e pressione-a para definir o valor.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 11-7


Alteração da unidade de temperatura do sangue

11.10 Alteração da unidade de temperatura do sangue


Para alterar a unidade de BT:
1. Gire a roda de navegação até a área BT (temperatura do sangue) na parte inferior da tela de
monitoramento e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até Unidade temp e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até uma opção (°C ou °F) e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Repita até voltar à tela de monitoramento.

Observação — Quando você altera a unidade de BT, a alteração é exibida sempre que há
parâmetros de temperatura exibidos no monitor.

11.11 Informações de segurança

Aviso Verifique se a constante de cálculo para a medida é apropriada para o volume injetável,
a temperatura de injeção e o tipo de cateter.

Se precisar mudar o cateter de Swan-Ganz, siga as instruções do manual aplicável.

11-8 G30/G40 Manual de instruções


12
Gerenciamento de dados

Você pode revisar dados de ECG com a função Recall ECG e visualizar informações de tendência
em forma de gráfico com a função Tendência.
Medições contínuas – por exemplo, SpO2 e temperatura – são capturadas e armazenadas no banco
de dados de tendências a cada 18 segundos.
Medições não contínuas – por exemplo, NIBP e eventos de alarme – são gravadas no momento em
que a medida é iniciada.

12.1 Recuperação de formas de onda de ECG


A função Recall ECG recupera os últimos 12 minutos de uma forma de onda de ECG contínua e
fornece uma análise de ECG.

12.1.1 Visualização de formas de onda de ECG


Para visualizar formas de onda de ECG:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Recall ECG... e pressione-a para exibir a janela Recall ECG.
Recall ECG

Página Sobe/Desce D/E Varredura Análise Sair

Figura 12-1 Janela Recall ECG

G30/G40 Manual de instruções 12-1


Recuperação de formas de onda de ECG

Observação — Os dados da derivação de ECG selecionada no menu Origem de FC são exibidos


na janela Recall ECG. Para obter mais informações sobre como selecionar a derivação, consulte
Alteração da fonte da frequência cardíaca na página 4-9.

Na janela Recall ECG, os indicadores de tempo à esquerda são os pontos iniciais das formas de onda
recuperadas exibidas nas três linhas. Cada linha equivale a 24 segundos (4 segmentos com 6
segundos por segmento).
4. Para selecionar uma determinada forma de onda de ECG:
– Gire a roda de navegação até Página, pressione-a e gire-a para visualizar as formas de
onda de ECG em páginas diferentes. Pressione a roda novamente para selecionar uma
página.
– Gire a roda de navegação até Cima/baixo, pressione-a e gire-a para visualizar as formas
de onda de ECG em linhas diferentes. Pressione a roda novamente para selecionar uma
linha da forma de onda do ECG.
– Gire a roda de navegação até E/D, pressione-a e gire-a para visualizar o segmento
seguinte ou anterior da forma de onda de ECG. Pressione a roda de navegação novamente
para confirmar a seleção.
O segmento de forma de onda de ECG selecionado é ampliado e exibido na parte inferior da janela
com o modo de eletrodo e o ganho da forma de onda. Os tempos inicial e final desse segmento são
exibidos, respectivamente, na extremidade esquerda e direita do segmento ampliado.

Para analisar a forma de onda recuperada no modo de varredura:


5. Gire a roda de navegação até Varredura e pressione-a para iniciar a varredura.

Observação — O monitor exibe e verifica automaticamente o próximo segmento da forma de onda


na parte inferior da janela depois de verificar o segmento selecionado.

6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.


7. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

12.1.2 Análise de um segmento da forma de onda de ECG


Você pode selecionar e analisar um segmento da forma de onda de ECG. Para analisar um segmento
da forma de onda de ECG:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Recall ECG... e pressione-a.
4. Para selecionar um segmento de ECG para análise, consulte Visualização de formas de onda de
ECG na página 12-1.
5. Gire a roda de navegação até Análise e pressione-a para exibir a janela de Análise ECG do
segmento.
6. Gire a roda de navegação até L/R e pressione-a.

12-2 G30/G40 Manual de instruções


Visualização de tendências

7. Gire a roda de navegação para selecionar um segmento de ECG (realçado em vermelho) para
análise e pressione-a para confirmar.
8. Gire a roda de navegação até Posição e pressione-a.
9. Gire a roda para selecionar a posição do ponto base e pressione para confirmar.
O plano de fundo do botão Posição fica rosa.
10. Gire a roda de navegação para mover o cursor ao longo do segmento da forma de onda,
indicando o tempo e a amplitude com relação ao ponto base.
11. Pressione a roda de navegação (o plano de fundo do botão Posição fica laranja) para visualizar
a análise do segmento da forma de onda.
12. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do submenu.
13. Repita até voltar ao menu Auxiliar.
14. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
15. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

12.2 Visualização de tendências


As tendências podem ser exibidas em forma de gráfico ou lista.

12.2.1 Utilização da exibição de tendências


A janela Exibir tendência exibe os dados do paciente em forma de gráfico. A janela exibe os dados
mais recentes nas últimas 120 horas. Para analisar os dados com mais de 120 horas, você pode usar o
Gerenc. dados. Para obter mais informações, consulte Utilização do gerenciador de dados na
página 12-6.

Observação — A janela Exibir tendência exibe somente as tendências do parâmetro selecionado


em Config canal.

Para exibir a janela Exibir tendência:


1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Exibir tendência e pressione-a.

G30/G40 Manual de instruções 12-3


Visualização de tendências

Exibir tendência
FCbpm

NIBP mmHg

TEMP oC

CVP / min

ST(I) mV

Monitorado::

19horas18Min.

Cursor Cima/baixo Página Zoom [2h] Sair

Figura 12-2 Exibir tendência


Na janela, o valor do parâmetro da tendência e os limites de alarme correspondentes são exibidos à
esquerda da janela. Os botões na parte inferior alteram a escala de tempo e os segmentos de tendência.
Os valores de parâmetro são representados na vertical no gráfico, ao longo do eixo y da tela. Um
período aparece ao longo do eixo x horizontal. As medidas mais recentes aparecem na lateral direita
do gráfico e os dados se movem para a esquerda a fim de que os dados mais antigos apareçam na
extrema esquerda.

Observação — Na exibição de tendência Temp, TEMP1 fica em azul e TEMP2 em verde.

Todos os parâmetros (exceto NIBP, IBP, TEMP e CO2) têm duas linhas horizontais que indicam,
respectivamente, os limites dos alarme superior e inferior.

Na janela Exibir tendência, você pode alterar a escala de tempo das tendências de exibição.
Para alterar a escala de tempo:
1. Entre na janela Exibir tendência e gire a roda de navegação até Zoom e pressione-a para
confirmar a seleção.
2. Gire a roda de navegação para alterar a escala de tempo. A escala de tempo é exibida ao lado
do botão Zoom. Quando você gira a roda de navegação, os ciclos de tempo variam entre
2 horas, 4 horas, 8 horas, 24 horas, 48 horas, 72 horas, 96 horas e 120 horas.
Pressione a roda de navegação novamente para confirmar a seleção.
3. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela Exibir tendência.

12-4 G30/G40 Manual de instruções


Visualização de tendências

4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.


5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.
Na janela Exibir tendência, você pode verificar dados de tendência.
Para verificar dados de tendência:
1. Entre na janela Exibir tendência e gire a roda de navegação até Cursor e pressione-a para
confirmar a seleção.
Gire a roda de navegação para verificar as tendências e pressione-a novamente para deixar o
plano de fundo do botão Rótulo vermelho.
Gire a roda de navegação para mover o cursor rapidamente e verificar os dados em uma escala
maior.
Pressione a roda de navegação novamente para confirmar a seleção.
2. Gire a roda de navegação até Cima/baixo e pressione-a para confirmar a seleção.
Gire a roda de navegação (a barra de rolagem à direita se move para cima ou para baixo) para
verificar as tendências de parâmetros diferentes.
Pressione a roda de navegação novamente para confirmar a seleção.
3. Gire a roda de navegação até Página e pressione-a para confirmar a seleção.
Gire a roda de navegação (a barra de rolagem na parte inferior se move para a esquerda ou
direita) para verificar as tendências em páginas diferentes.
Pressione a roda de navegação novamente para confirmar a seleção.
4. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela Exibir tendência.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

12.2.2 Utilização da lista de tendências


A janela Lista tend. exibe os dados do paciente em formato de lista. A janela Lista tend. exibe dados
de um conjunto fixo de parâmetros, incluindo: FC, RESP, SPO2, NIBP e TEMP. Também é possível
selecionar até dois outros valores dentre IBP1, IBP2 e CO2.

Observação — Os dados de NIBP são atualizados sempre uma nova medida de NIBP ocorre.
Os outros dados da janela Lista tend. são atualizados a cada 18 segundos.

Para verificar a lista de tendências:


1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Lista tend. e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção dos parâmetros na parte superior da janela e
pressione-a para adicionar os dados do parâmetro à lista.
5. Para avançar para outra página por um número específico de páginas, gire a roda de navegação
até o menu Etapa e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação e especifique um número. As opções são de 1 a 20. Pressione a roda
para confirmar a seleção.
7. Gire a roda de navegação até Página e pressione-a. Gire a roda até página para cima ou para
baixo o número especificado de páginas. Pressione a roda para confirmar a seleção.
8. Gire a roda de navegação até Imprimir e pressione-a para imprimir a lista de tendências.
9. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela Lista tend.

G30/G40 Manual de instruções 12-5


Utilização do gerenciador de dados

12.3 Utilização do gerenciador de dados


O administrador do sistema deve ativar a função Gerenc. dados para que você possa usá-la.
O gerenciador de dados permite que você recupere 120 minutos das formas de onda de ECG ou
verifique 50 dias ou 1200 horas de dados de tendência.

12.3.1 Recuperação de formas de onda de ECG


Na janela Gerenc. dados, Interv tempo armaz indica o tempo em que o segmento de dados foi salvo.
Você pode recuperar até 10 segmentos (120 minutos no total) dos dados de ECG, com 12 minutos por
segmento.
Para recuperar 120 minutos dos dados de ECG:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Gerenc. dados e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até um segmento de recuperação de ECG e pressione-a para exibir a
janela de Recall ECG para o segmento em questão. Para obter mais informações sobre a janela
Recall ECG, consulte Recuperação de formas de onda de ECG na página 12-1.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.

12.3.2 Visualização de dados de tendência


Na janela Gerenc. dados, você pode recuperar até 10 segmentos (50 dias no total) de dados de
tendência, com 120 horas por segmento.
Para visualizar 50 dias de dados de tendência:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Gerenc. dados e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Exibir tendência e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até um segmento de tendência e pressione-a para exibir a janela
Exibir tendência do segmento em questão. Para obter mais informações sobre a janela Exibir
tendência, consulte Visualização de tendências na página 12-3.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela e voltar à tela principal.

12.3.3 Salvamento de dados do paciente em uma unidade flash USB


Quando o Gerenc. dados está ativado, você pode salvar dados do paciente do monitor em uma
unidade flash USB.

Observação — É recomendável usar uma unidade flash USB Kingston FAT32 de 1 GB a 4 GB.

Se outro monitor de paciente G30/G40/G50/G60/G70/G80 tiver a função Gerenc. dados ativada,


você poderá visualizar os dados de paciente salvos nesse monitor.

12-6 G30/G40 Manual de instruções


Utilização do gerenciador de dados

Importante — Sempre insira o nome do paciente na janela Informações do paciente antes de


salvar os dados desse paciente no Gerenc. dados. Isso identifica claramente os dados do paciente
durante a visualização em outro monitor. Para obter mais informações sobre como inserir o nome de
um paciente, consulte Internação de um novo paciente na página 2-24.

Para salvar dados do paciente em uma unidade flash USB:


1. Conecte uma unidade flash USB ou um dispositivo de memória similar ao monitor na porta
USB no painel traseiro.
2. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
3. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Gerenc. dados USB e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Salvar dados atuais e pressione-a para salvar os dados do
paciente na unidade flash USB.
O monitor salva os dados do paciente (tendências e Recall ECG) em um arquivo de dados com
data/hora.
Para revisar os dados de paciente salvos em outro monitor:
1. Conecte o dispositivo de memória que contém os dados do paciente salvos ao monitor na porta
USB no painel traseiro.
2. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
3. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Gerenc. dados USB e pressione-a.
5. Role até o arquivo de dados salvos que deseja analisar e pressione a roda.
A janela Recall ECG do Gerenc. dados aparece exibindo os arquivos de recuperação de ECG.
6. Para visualizar os segmentos de dados recuperados, role até um arquivo e pressione a roda de
navegação.
A janela Recall ECG aparece exibindo os segmentos de dados de 12 minutos.
7. Para visualizar dados de tendência, na janela Recall ECG do Gerenc. dados, gire a roda de
navegação até Exibir tendência e pressione-a.
A janela Exibir tendência do Gerenc. dados aparece exibindo a lista de dados de tendência do
paciente.
8. Selecione um arquivo de paciente e pressione a roda de navegação.
A janela Exibir tendência do Gerenc. dados aparece exibindo todos os dados de tendência
armazenados.
9. Para sair da janela Recall ECG ou Exibir tendência do Gerenc. dados, gire a roda até Sair e
pressione-a para voltar à tela principal.

Observação — Você não pode visualizar os dados do paciente na unidade USB por meio de
nenhum outro monitor de paciente G30/G40/G50/G60/G70/G80 com a função Gerenc. dados. Os
dados do paciente não pode ser baixado para o monitor.

G30/G40 Manual de instruções 12-7


Realização de cálculos

12.4 Realização de cálculos


Os cálculos são dados do paciente que não foram medidos diretamente, mas foram calculados pelo
monitor quando são fornecidas as informações apropriadas. O monitor pode realizar os seguintes
cálculos: hemodinâmica, oxigenação e ventilação.

Tabela 12-1 Cálculos

Hemodinâmica Oxigenação Ventilação


Índice cardíaco: CI Área da superfície do corpo: Pressão parcial do oxigênio
BSA nos alvéolos: PAO2

Índice sistólico: SI Diferença de conteúdo do oxigênio Diferença de oxigênio


artério-venoso: C(a-v)O2 alveolar-arterial: AaDO2

Área da superfície do corpo: Consumo de oxigênio: VO2 ca Fração do oxigênio


BSA inspirado: Pa/FiO2

Volume sistólico: SV Proporção da extração de Espaço morto: Vd


oxigênio: O2ER

Índice de volume sistólico: Fornecimento de oxigênio: DO2 Espaço morto fisiológico em


SVI porcentagem do volume
tidal: Vd/Vt

Resistência vascular Pressão do oxigênio: PAO2 Proporção entre oxigênio


sistêmica: SVR alveolar e arterial: a/AO2

Índice de resistência vascular Diferença de oxigênio alveolar- MV: volume minuto


sistêmica: SVRI arterial: AaDO2

Resistência vascular Conteúdo do oxigênio arterial: Volume alveolar: VA


pulmonar: PVR CaO2

Índice de resistência vascular Conteúdo de oxigênio capilar:


pulmonar: PVRI CcO2

Índice do trabalho sistólico do Fração de Shunt: Qs/Qt


ventrículo esquerdo: LVSWI

Índice do trabalho sistólico do Diferença de conteúdo do


ventrículo direito: RVSWI oxigênio artério-venoso: CvO2 ca

Trabalho cardíaco esquerdo:


LCW

Trabalho sistólico do
ventrículo esquerdo: LVSW

Trabalho cardíaco direito: RCW

Trabalho sistólico do
ventrículo direito: RVSW

Índice de trabalho cardíaco


esquerdo: LCWI

Índice de trabalho cardíaco


direito: RCWI

12-8 G30/G40 Manual de instruções


Realização de cálculos

Observação — Verifique se todos os valores de entrada são apropriados para o pacientes antes de
realizar algum cálculo.

12.4.1 Realização de cálculos hemodinâmicos


Os cálculos hemodinâmicos disponíveis dependem do método de medição do débito cardíaco sendo
usado. Para obter informações sobre como realizar cálculos hemodinâmicos, consulte Hemodinâmica
na página 11-6.

12.4.2 Realização de cálculos de oxigenação


Para realizar cálculos de oxigenação:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Cálculo de oxigenação e pressione-a.
A janela Cálculo de oxigenação é exibida.
4. Insira os valores de entrada apropriados, gire a roda até Iniciar Cálc. e pressione-a:
O monitor exibe os cálculos de oxigenação, incluindo BSA, VO2 ca, C(a-v)O2, O2ER, DO2, PAO2,
AaDO2, CaO2 ca, CcO2, Qs/Qt e CvO2 ca.
5. Para imprimir os cálculos, gire a roda até Imprimir e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.

12.4.3 Realização de cálculos de ventilação


Para realizar cálculos de ventilação:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Cálculo de ventilação e pressione-a.
A janela Cálculo de ventilação é exibida.
4. Insira os valores de entrada apropriados, gire a roda até Iniciar Cálc. e pressione-a:
O monitor exibe os cálculos de ventilação, incluindo PAO2, AaDO2, Pa/FiO2, Vd, Vd/Vt, a/AO2,
MV e VA.
5. Para imprimir os cálculos, gire a roda até Imprimir e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.

G30/G40 Manual de instruções 12-9


Realização de cálculos

12-10 G30/G40 Manual de instruções


13
Cálculo de medicamento

O monitor fornece uma janela Cálculo medicamento para permitir que você calcule a concentração
do medicamento, a taxa perfusão, a taxa titulação e a dosagem. Também é possível gerar um
gráfico de titulação para velocidade e hora da infusão.

13.1 Cálculo da concentração do medicamento


Para calcular a concentração do medicamento:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Auxiliar e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação para Cálculo medicamento e pressione-a.
A janela Conc. medicamento é exibida.
Insira as seguintes informações antes do cálculo:
– Nome paciente: não obrigatório. Insira no máximo 8 letras. O Nome paciente não
precisa ser igual ao que aparece na janela Inf. do paciente.
– Nºpaciente (Registro médico do paciente): não obrigatório. Insira no máximo 8 letras.
O Nºpaciente não precisa ser o mesmo que o mostrado na janelaInformações do
paciente.
– Tipo pacte: obrigatório. Você pode selecionar Adulto, Pedi. e Neo. O Tipo pacte não
precisa ser igual ao que aparece na janela Inf. do paciente.
– Nome medicamento: obrigatório. É possível selecionar 15 nomes de medicamento:
Dopamina, Dobutamina, Epinefrina, Niprida, Nitroglicerina, Heparina, Diazepam,
Penicilina, Pitocina, Aminofilina, Medicam. A, Medicam. B, Medicam. C, Medicam.
D e Medicam. E. Medicam. A, B, C, D e E são definidos pelo médico como qualquer
medicamente diferente dos especificados no menu.
– Peso: obrigatório. kg é a unidade. Insira um número que seja no máximo 200 kg.
– Dose total: obrigatório. Selecione entre essas unidades: g, mg, mcg, mEg, unidade,
k unidade e m unidade.
– Volume SOL (Volume da solução): obrigatório. Volume do líquido diluído na unidade ml.

Observação — Se dados incorretos forem exibidos, o monitor exibirá asteriscos *** no campo
de dados e uma mensagem de erro. Insira os dados novamente.

Depois que você inserir as informações obrigatórias, o monitor calculará automaticamente a


concentração do medicamento e mostrará o valor em vermelho. Conc. medicamento = Dose total/
Volume SOL.

G30/G40 Manual de instruções 13-1


Cálculo da taxa de infusão, da taxa de titulação e da hora do medicamento

13.2 Cálculo da taxa de infusão, da taxa de titulação e da hora do


medicamento
Não é possível calcular a taxa de infusão, a taxa de titulação e a hora do medicamento enquanto a
concentração não for gerada.
A Taxa perfusão é o volume SOL injetado por unidade de tempo. A unidade usada é mililitro por
hora (ml/h). Taxa perfusão = Dosagem/Conc. medicamento.
Hr. do medicamento equivale ao tempo para concluir a infusão da dose total. A unidade usada é
hora (h). Hr. do medicamento = Dose total/Dosagem.
Para calcular a taxa de infusão:
1. Calcule a concentração do medicamento, consulte Cálculo da concentração do medicamento na
página 13-1.
2. Gire a roda de navegação até Unidade da dose e pressione-a. É possível selecionar as
seguintes unidades: Dose/min, Dose/h, Dose/kg/min ou Dose/kg/h. Pressione a roda de
navegação para confirmar a seleção.
3. Gire a roda de navegação até Dosagem e pressione-a. Insira as informações usando o teclado
virtual.
O monitor gera e exibe a taxa de infusão e o tempo do medicamento.

Observação — Dosagem é o volume do medicamento injetado por unidade de tempo. A dosagem


está relacionada à Unidade da dose selecionada. Quando a Unidade da dose é alterada, o valor de
Dosagem é alterado conforme apropriado.

Você só poderá realizar o cálculo da taxa de titulação depois que a taxa de infusão for gerada.
A unidade da taxa de titulação é GTT/min. Taxa titulação = Taxa perfusão x Volume da queda.
Para calcular a taxa de titulação:
1. Gire a roda de navegação para Volume da queda e pressione-a.
2. Gire a roda de navegação até 15 GTT/ml (15 gotas por mililitro para conjuntos de infusão de
vidro) ou 20 GTT/ml (20 gotas por mililitro para conjuntos de infusão descartáveis) e
pressione-a para confirmar.
O monitor gera e exibe a taxa de titulação.

Observação — O Volume da queda é de 15 GTT/ml por padrão. Se o Volume da queda for


alterado, o monitor calculará a Taxa titulação novamente. Quando o Tipo pacte for Neo., a Taxa
titulação e o Volume da queda não serão válidos.

13-2 G30/G40 Manual de instruções


Utilização do gráfico de titulação

13.3 Utilização do gráfico de titulação


É possível visualizar a dosagem do medicamento injetado para diferentes taxas de infusão. Você só
poderá usar o Gráfico de titulação depois de concentração do medicamento, taxa de infusão, taxa de
titulação e tempo do medicamento terem sido calculados.
Para usar o gráfico de titulação:
1. Calcule a concentração do medicamento, consulte Cálculo da concentração do medicamento na
página 13-1.
2. Calcule a taxa perfusão, a taxa titulação e a hora do medicamento, consulte Cálculo da taxa de
infusão, da taxa de titulação e da hora do medicamento na página 13-2.
3. Gire a roda de navegação até Gráfico de titulação e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até Etapa e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até uma opção (de 1 a 10) e pressione-a para confirmar.
6. Gire a roda de navegação até Imprimir e pressione-a para imprimir o Gráfico de titulação.
7. Gire a roda de navegação até Rolar e pressione-a para verificar as informações na próxima
página. Pressione a roda de navegação novamente para confirmar a seleção.
8. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair da janela.
9. Repita até voltar à tela principal.

G30/G40 Manual de instruções 13-3


Utilização do gráfico de titulação

13-4 G30/G40 Manual de instruções


14
Impressão

O gravador do monitor imprime valores de parâmetro e formas de onda em tempo real. A velocidade,
o conteúdo, a duração de tempo, o intervalo de tempo e o modo de impressão são itens
configuráveis. Você pode imprimir até três formas de onda ao mesmo tempo. Se o monitor for
configurado para imprimir quando for emitido um alarme, o sistema imprimirá automaticamente
os dados de alarme relacionados.

14.1 Sobre o gravador


A figura a seguir mostra o gravador opcional.

Figura 14-1 Gravador


1 = Slot de saída do papel do gravador
2 = Trava do gravador
3 = Tampa do gravador

14.2 Colocação do papel do gravador

Observação — Utilize apenas papel térmico com 50 mm de largura fornecido pela Empresa.
O uso de papel do tipo incorreto pode danificar o gravador ou prejudicar a impressão.

Para colocar o papel do gravador:


1. Insira o dedo na trava do gravador (OPEN indicado) e suspenda-a para abrir a tampa do gravador.

Figura 14-2 Abertura da tampa do gravador

G30/G40 Manual de instruções 14-1


Impressão

2. Insira um novo rolo no suporte de modo que a extremidade saia por baixo do rolo, estendendo-
se além da tampa do gravador.

Figura 14-3 Colocação do papel


3. Puxe pelo menos 25 mm de papel para fora da tampa, evitando que fiquem partes distendidas.
4. Feche a tampa do gravador com firmeza.
5. Para testar o gravador e garantir que o papel esteja colocado corretamente, inicie a impressão.
Se não aparecer nenhuma impressão, isso significará que talvez o papel esteja colocado ao
contrário. Tente colocar o papel novamente.

14.3 Impressão
• Pressione a tecla Imprimir no painel frontal para iniciar uma impressão.
• Para interromper a impressão, pressione a tecla Imprimir novamente. Por outro lado,
o monitor gera uma impressão de 90 segundos e para automaticamente. Isso não inclui a
impressão acionada por alarme ou a impressão programada.

Observação — A impressão será interrompida se o papel do gravador acabar ou houver problemas


técnicos.

Se a Impressão programada estiver habilitada, o monitor gerará automaticamente uma impressão


logo que o tempo predefinido for atingido.

O monitor também pode ser configurado para começar a imprimir os sinais vitais automaticamente se
um valor medido ultrapassar os limites de alarme.

14-2 G30/G40 Manual de instruções


Seleção do conteúdo da impressão

14.4 Seleção do conteúdo da impressão


O monitor imprime formas de onda e valores do parâmetro selecionado. Antes de imprimir, selecione
uma opção no menu Imprimir conteúdo para imprimir a forma de onda em tempo real ou os dados
associados.
Para selecionar o conteúdo da impressão:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Imprimir conteúdo e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Frm. de onda ou Dados) e pressione-a.
Selecionar Frm. de onda imprima formas de onda e os valores numéricos associados do
parâmetro selecionado.
Selecionar Dados imprime somente os primeiros 20 grupos dos valores numéricos de NIBP atuais.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.5 Impressão de formas de onda


O monitor pode gerar impressões com até três formas de onda. Antes de imprimir, você precisa
configurar os canais.
Só é possível selecionar os canais exibidos no menu Config canal. Por exemplo, para imprimir o
canal IBP1, você precisa primeiramente selecionar um canal IBP1 no menu Config canal. Depois
disso, o canal IBP1 será exibido no menu Config canal, e você poderá então selecionar e imprimir o
canal IBP1.

14.5.1 Seleção do canal de impressão


Para selecionar o canal de impressão:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Forma de onda canal 1 e pressione-a. ECG é a única opção
disponível nesse menu. É possível selecionar ECG1, ECG2, ECG3 ou ECG4.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Forma de onda canal 2 e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.
7. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
8. Gire a roda de navegação até Forma de onda canal 3 e pressione-a.
9. Gire a roda de navegação até uma opção e pressione-a.

Observação — Se você selecionar NENHUM, o monitor imprimirá somente duas formas de onda
de canal.

G30/G40 Manual de instruções 14-3


Ativação da impressão acionada por alarme

10. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.


11. Repita até voltar ao menu Principal.
12. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.5.2 Impressão de uma única forma de onda de canal


Se você selecionar PRT ECG único, o monitor só poderá imprimir uma única forma de onda de ECG.
Para imprimir uma única forma de onda de canal:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até PRT ECG único e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.6 Ativação da impressão acionada por alarme


Quando você ativa a impressão acionada por alarme, o monitor gera uma impressão quando um
limite de alarme alto ou baixo é ultrapassado.
Para ativar a impressão acionada por alarme:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Ac. do alarme e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

Observação — A impressão acionada por alarme só está disponível para imprimir formas de onda.

14.7 Ativação/desativação da impressão programada

Observação — A Impressão programada só está disponível para impressão de determinadas


formas de onda.

Quando Impressão programada estiver ativado, o monitor gerará uma impressão de formas de onda
após a primeira impressão.
Para ativar Impressão programada:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.

14-4 G30/G40 Manual de instruções


Configuração do tempo de impressão do alarme

2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.


3. Gire a roda de navegação até Impressão programada e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (15 min., 30 min., 1 hora, 4 horas, 8 horas ou
12 horas). Para desativar a Impressão programada, selecione Desl.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Repita até voltar ao menu Principal.
7. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.8 Configuração do tempo de impressão do alarme


Quando você define a impressão acionada por alarme ou programada, o monitor gera impressões de
acordo com o tempo de impressão predefinido.
Para configurar o tempo de impressão do alarme:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Hora impressão alarme e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (10 segundos, 15 segundos, 20 segundos ou
30 segundos) e pressione-a para confirmar.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.9 Configuração da hora avançada


Quando você definir uma hora avançada, será gerada um impressão contendo valores obtidos em um
curto período. Essa opção só está disponível para impressão de forma de onda.
Para configurar a hora avançada:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Conf hora avançada e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Nenhum, 1 s, 2 s ou 3 s) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

G30/G40 Manual de instruções 14-5


Seleção do modo de impressão

14.10 Seleção do modo de impressão


O monitor tem dois modos de impressão: Auto e Padrão. O modo de impressão só está disponível
para impressão acionada por alarme. Quando o modo de impressão estiver definido como Auto e
ocorrer um alarme, a forma de onda do parâmetro de alarme será impressa a partir do segundo canal
de impressão se esse canal não estiver selecionado na configuração. Quando o modo de impressão
estiver definido como Padrão, o monitor imprimirá a forma de onda selecionada na configuração no
menu Modo impressão.
Para selecionar o modo de impressão:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Modo impressão e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Auto ou Padrão) e pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14.11 Alteração da velocidade de impressão


Para alterar a velocidade de impressão:
1. Pressione a tecla do menu Principal no painel frontal para exibir o menu Principal.
2. Gire a roda de navegação até Impressão e pressione-a.
3. Gire a roda de navegação até Vel da impressão e pressione-a.
4. Gire a roda de navegação até uma opção (Auto, 12,5 mm/s, 25 mm/s ou 50 mm/s) e
pressione-a.
5. Gire a roda de navegação até o X e pressione-a.
6. Gire a roda de navegação até Sair e pressione-a para sair do menu Principal.

14-6 G30/G40 Manual de instruções


Tira de gravação de amostra

14.12 Tira de gravação de amostra


A figura a seguir mostra um exemplo de uma impressão de gravação.

1 2 3 4

DATA:
MODO: NORMAL VELOC.: mm/s ECG1
Nº LEITO NOME PT: JACK WU
ST1: II
IBP1:
NIBP:
7 RESP
TEMP:
5
SPO2

Figura 14-4 Impressão de gravação de amostra


A tabela a seguir descreve a impressão da gravação:

Tabela 14-1 Impressão

Número Número
Descrição Descrição
do item do item
1 Data e hora 7 • Rótulo do Canal 1
• Indicação da forma de onda de
2 Modo de impressão
ECG
3 Número do leito • Valor da frequência cardíaca
4 Velocidade de impressão • Eletrodo ECG e Ganho ECG
• Rótulo do Canal 2
5 Nome paciente
• Indicação da forma de onda de
6 Valores de parâmetros e respiração
medidas • Valor da respiração
• Rótulo do Canal 3
• Indicação da forma de onda de
SpO2
• Valor de SpO2/frequência de
pulso

G30/G40 Manual de instruções 14-7


Diretrizes do papel do gravador

14.13 Diretrizes do papel do gravador

Cuidado Para armazenamento prolongado, faça cópias das impressões.

• Use apenas papel de impressão aprovado pela Empresa.


• Guarde as tiras de gravação em local seco, escuro e frio.
• Evite exposição a estes fatores:
– alta temperatura, umidade, incidência de luz solar direta, e iluminação e radiação
fluorescentes.
– temperaturas ambiente acima de 50°C.
– líquidos.
– amido, agente adesivo, papel oleoso ou papel carbono.
– etano, óxido, borracha plástica, fita adesiva, tinta fluorescente ou tintas vermelhas.
• Nunca torça, esfregue, nem arranhe o papel.
• Nunca coloque duas superfícies de impressão juntas.

14-8 G30/G40 Manual de instruções


15
Manutenção da bateria

O monitor pode ser alimentado por uma fonte de alimentação CA ou pela bateria de íon de lítio
opcional.

Aviso Use somente as baterias especificadas pela Empresa. Outras baterias podem causar danos ao
monitor ou lesões pessoais.

15.1 LED de carregamento


Um símbolo de bateria no painel frontal indica o LED de carregamento.
Quando a bateria começa a ser carregada, o LED de carregamento pisca. A bateria precisa de
8 horas para ficar totalmente carregada. Quando o carregamento terminar, o LED de carregamento
permanecerá aceso.

Observação — Sempre deixe o monitor conectado a uma fonte de alimentação CA quando não
estiver em uso. Isso garante o carregamento da bateria. Verifique o status da bateria pelo menos
uma vez por mês.

15.2 Alimentação CA
Quando o monitor do paciente estiver conectado a uma fonte de alimentação CA, pressione a tecla
Ligar/Espera no painel frontal. Depois que é ligado, o monitor exibe dados de forma de onda na
tela e o indicador de energia do painel frontal fica verde, indicando uma condição de
funcionamento normal.
Quando o monitor é desligado e está conectado à fonte de alimentação CA, o indicador de energia do
painel frontal fica amarelo, indicando que o modo de espera está ativado e a bateria está carregando.

15.3 Indicadores de bateria


Quando o monitor funcionar com a energia da bateria interna, um medidor de bateria será exibido
no canto superior direito da tela e mostrará a carga restante. Quanto mais linhas dentro do
indicador, mais carga tem a bateria.
A capacidade da bateria depende do método e da frequência de uso. Uma bateria nova e
totalmente carregada (com medida de ECG e SpO2, medida de NIBP a cada 15 minutos e brilho
ajustado para o mínimo) pode suportar o monitor em funcionamento contínuo por pelo menos
2,5 horas (5 horas para duas baterias). No entanto, a medição de NIBP com mais frequência e a
impressão podem consumir mais energia da bateria. Quando a bateria estiver quase descarregada,
o símbolo da bateria no canto direito da tela piscará, alertando que é necessário conectar o monitor
a uma fonte de alimentação CA.

G30/G40 Manual de instruções 15-1


Instalação e carregamento da bateria

Observação — Quando a bateria não tem carga suficiente para suportar o uso normal do
equipamento, o monitor desliga e só funcionará se for conectado a uma fonte de alimentação CA.
Além disso, o monitor emite um alarme de bateria fraca.

15.4 Instalação e carregamento da bateria

Cuidado Somente representantes de manutenção autorizados devem instalar a bateria do monitor.


Sempre retire a bateria ao transportar o monitor.

Para retirar a bateria, siga, por exemplo, o procedimento para G40:


1. Desligue o monitor e desconecte o cabo de alimentação ou outros fios.
2. Abra a tampa da bateria na direção indicada pela seta na tampa.

Figura 15-1 Abertura da tampa da bateria


3. Gire o suporte da bateria no sentido anti-horário para soltar as baterias do monitor.

4. Retire as baterias.
Para instalar a bateria, siga, por exemplo, o procedimento para G40:
1. Verifique os indicadores de polaridade na tampa da bateria e insira as novas baterias de acordo
com os indicadores.
2. Empurre as baterias no monitor e gire o suporte da bateria no sentido horário para prendê-las.
3. Instale a tampa da bateria.

15-2 G30/G40 Manual de instruções


Recarregamento da bateria

Aviso Verifique se a bateria está completamente inserida no monitor e feche a tampa com firmeza.
Baterias instaladas de modo incorreto podem causar lesões graves em pacientes caso caiam do
monitor.

15.5 Recarregamento da bateria


Antes de ativar o monitor, carregue a bateria por completo. Você pode carregar uma bateria em um
monitor usado para monitorar pacientes.
Para carregar a bateria:
1. Insira a bateria no monitor. Consulte Instalação e carregamento da bateria na página 15-2.
2. Conecte o monitor a uma fonte de alimentação CA.
O LED de carregamento pisca, indicando o status do carregamento.
3. Carregue a bateria por pelo menos 8 horas. Quando o LED de carregamento permanecer aceso,
e o indicador de bateria a bateria estiver cheio, continue carregando a bateria por pelo menos
mais duas horas.

15.6 Descarte de uma bateria


Substitua a bateria quando forem exibidos sinais de danos ou quando a bateria não carregar mais.
Descarte a bateria usada de acordo com os regulamentos e leis locais.

15.7 Informações de segurança

Aviso Nunca abra nem queime a bateria. A bateria poderá queimar, explodir, vazar ou aquecer,
causando lesões pessoais, se não for descartada corretamente.

Nunca aqueça a bateria além de 40 °C.

Mantenha a bateria fora do alcance das crianças e na embalagem original até o momento da
utilização.

Em condições extremas, a bateria pode vazar e líquidos corrosivos podem entrar nos olhos e
queimar a pele. Se isso ocorrer, lave o local com água e procure o médico imediatamente.

G30/G40 Manual de instruções 15-3


Informações de segurança

15-4 G30/G40 Manual de instruções


16
Limpeza e cuidado

Este capítulo contém diretrizes gerais sobre a limpeza e os cuidados necessários com o monitor e
os acessórios. Use somente os métodos de limpeza aprovados e os agentes listados neste capítulo.
A garantia não cobre os danos causados pelo uso de substâncias não aprovadas. Os métodos de
limpeza descritos neste capítulo foram testados pela Goldway. Outros métodos e agentes de
limpeza podem contaminar ou danificar o monitor. Além disso, profissionais qualificados devem
realizar a calibragem e a manutenção do monitor periodicamente.

16.1 Diretrizes gerais


Mantenha o monitor, os cabos e os acessórios sem sujeira e poeira. Depois de limpar e desinfetar,
verifique o equipamento com cuidado. Não o utilize se houver sinais de deterioração ou danos.
Se for necessário devolver algum equipamento à Empresa, descontamine-o primeiro.
Siga estas precauções gerais:
• Sempre dilua os agentes de limpeza de acordo com as instruções deste capítulo ou use a
concentração mais baixa possível.
• Nunca permita a entrada de líquidos na carcaça.
• Nunca mergulhe nenhuma parte do equipamento em líquidos nem permita a entrada de
líquidos nos contatos elétricos.
• Nunca use material abrasivo (como lã de aço ou polimento de prata).
• Nunca use alvejante nos contatos ou conectores elétricos.
• Nunca use solventes fortes como acetona ou compostos à base de acetona.
• Nunca use autoclave, procedimentos de esterilização a vapor nem limpe o monitor ou os
cabos de modo ultrassônico.
• Nunca use álcool nos cabos do paciente. O álcool pode deixar o plástico quebradiço e
provocar sua ruptura prematura.

Cuidado Se você espirrar algum líquido na parte externa do monitor, use um pano limpo para secá-lo.
Se o líquido penetrar no equipamento, desligue o monitor e entre em contato com seu
representante de manutenção.

Use os acessórios de acordo com as instruções fornecidas. As informações do fabricante


podem ser mais atualizadas.

G30/G40 Manual de instruções 16-1


Limpeza do monitor

16.2 Limpeza do monitor


Para limpar o monitor:
1. Desligue o monitor do paciente e desconecte o cabo de alimentação.
2. Limpe o monitor sempre em temperatura ambiente. Use um pano macio e qualquer um dos
seguintes agentes de limpeza:
– Álcool isopropílico (solução de 70% em água)
– Detergente neutro e água
– Hipocloreto de sódio (alvejante à base de cloro), solução de 3% em água
3. Seque as partes limpas com um pano.

Observação — Não permita a entrada de líquidos no monitor e evite entornar líquidos no monitor
durante a limpeza. Não permita a entrada de água ou de solução de limpeza nos conectores de medição.

16.3 Limpeza dos acessórios


Quando for possível, limpe os acessórios de acordo com as instruções do fabricante. Use as diretrizes
gerais deste capítulo se não houver nenhuma instrução de limpeza específica do produto.

16.3.1 Limpeza dos cabos


Umedeça um pano macio em um dos seguintes agentes de limpeza:
• Sabão sem álcool
• Hipocloreto de sódio (alvejante à base de cloro), solução de 3% em água

Observação — Essa solução pode descolorir o cabo.

Retire o excesso de umidade do pano e limpe os cabos com cuidado.

16.3.2 Limpeza do sensor de SpO2


Para limpar o sensor de SpO2:
1. Limpe todas as superfícies do sensor, incluindo as almofadas de dedo e o cabo, com um pano
limpo umedecido em uma das seguintes soluções de limpeza aprovadas:
– detergente neutro
– solução salina (1%)
2. Limpe um sensor com um pano úmido para remover todos os resíduos do limpador.
Em seguida, seque todas as superfícies do sensor e do cabo com um pano limpo e seco.
Coloque o sensor de lado, deixando-o secar por completo.

Observação — Se você notar algum sinal de deterioração ou dano no sensor ou no cabo, descarte-
os imediatamente seguindo os procedimentos adequados definidos por seu estabelecimento médico.

16-2 G30/G40 Manual de instruções


Limpeza do cabeçote de impressão do gravador

16.3.3 Limpeza da bainha de NIBP


Para limpar a bainha de NIBP:
1. Retire a bexiga de borracha da bainha.
2. Limpe a bainha com detergente (sabão neutro).
3. Deixe a bainha secar naturalmente.
4. Verifique a bainha e o tubo. Se houver sinais de deterioração ou danos, não os utilize.
5. Coloque a bexiga de borracha novamente na bainha.

Observação — Nunca deixe a bainha secar naturalmente.

16.3.4 Limpeza da sonda de temperatura


Para limpar a sonda de temperatura:
1. Segure a sonda com uma mão e limpe-a a partir de cima com um pano sem fiapos umedecido.
2. Use um pano seco para limpar a superfície da sonda de temperatura.
3. Verifique a sonda de temperatura e não a utilize se houver sinais de deterioração ou danos.

Cuidado Nunca aqueça a sonda além de 100°C (212°F). Aqueça somente até 80°C (176°F) - 100°C
(212°F) por um curto período.

16.4 Limpeza do cabeçote de impressão do gravador


Depois de um longo período de uso, resíduos de papel podem ficar no cabeçote de impressão,
deixando as gravações mais claras de modo irregular em faixas horizontais nas impressões e
diminuindo a vida útil do cabeçote de impressão e do rolo.
Para limpar o cabeçote de impressão:
1. Use as medidas de precaução de descarga eletrostática (Electrostatic discharge, ESD)
2. Desligue o monitor e abra a porta do gravador para retirar o rolo de papel do gravador.
3. Umedeça um cotonete de algodão em álcool (70%) e limpe com cuidado a superfície do
cabeçote de impressão térmica.
4. Limpe o rolo usando o mesmo método acima.
5. Recoloque o rolo de papel depois que o álcool secar e feche a tampa do gravador.

Observação — Não use nenhuma ferramenta de metal ou cortante (por exemplo, uma chave de
fenda) para retirar os resíduos do cabeçote de impressão.

G30/G40 Manual de instruções 16-3


Desinfecção do monitor

16.5 Desinfecção do monitor


Para evitar danos irreparáveis ao equipamento, desinfete o equipamento como determinado nas
políticas do hospital.

Aviso Nunca misture soluções desinfetantes (como alvejante e amônia), pois gases perigosos podem ser
formados.

Limpe o equipamento antes de desinfetar. Limpe o monitor depois de desinfetá-lo.


É possível usar os seguintes desinfetantes:
• Etanol (até 70%) e 1 e 2-propanol (até 70%)
• Glutaraldeído (até 3,6%)

Observação — Desinfete os acessórios de acordo com as instruções do fabricante. Use as


diretrizes gerais deste capítulo se não houver nenhuma instrução de limpeza específica do produto.

16.6 Esterilização do monitor


A esterilização não é recomendada para este monitor, produtos relacionados, acessórios ou
suprimentos, a não ser que haja alguma indicação no Manual de instruções fornecido com os
acessórios e suprimentos.

16-4 G30/G40 Manual de instruções


17
Manutenção e solução de problemas

Aviso Caso a implementação de manutenção satisfatória não seja programada para esse
equipamento, poderão ocorrer falhas indevidas no equipamento e possíveis riscos de segurança.

Se você descobrir um problema em alguma parte do equipamento, entre em contato com a


equipe de manutenção.

17.1 Inspeção do equipamento e dos acessórios


Realize uma inspeção visual antes de cada utilização.
1. Examine a parte externa da unidade quanto à condição física geral. Verifique se o monitor
está limpo e se os compartimentos e conectores não estão rachados ou quebrados.
2. Inspecione todos os acessórios (cabos, transdutores, sensores e assim por diante). Se houver
algum sinal de dano, não os utilize.
3. Examine todos os cabos do sistema, a tomada de alimentação e os fios quanto a danos.
Verifique se os pinos da tomada não se movem na carcaça. Se houver danos, substitua-a por
uma tomada apropriada.
4. Inspecione os cabos de paciente, as derivações e os respectivos alívios de tensão quanto à
condição geral. Verifique se não existem rachaduras no isolamento. Verifique se os
conectores estão devidamente encaixados em cada extremidade para evitar rotação ou outro
tipo de tensão.

17.2 Tarefas de manutenção e programação de testes


As tarefas a seguir destinam-se apenas para profissionais de manutenção qualificados. Essas
tarefas devem ser realizadas conforme indicado pela programação de manutenção do monitor ou
conforme especificado pelas leis locais. Limpe e desinfete o equipamento para descontaminá-lo
antes de testes ou atividades de manutenção.

Tabela 17-1 Tarefas de manutenção e programações de teste

Tarefa de manutenção e
Frequência
programação de teste
Verificações de segurança Pelo menos uma vez a cada dois anos, ou conforme
necessário, depois de reparos que envolvam a remoção
ou substituição da fonte de alimentação ou se o
monitor tiver caído.

Verificação do desempenho para Pelo menos uma vez a cada dois anos ou se você
todas as medidas não listadas abaixo suspeitar que os valores de medição estão incorretos.

G30/G40 Manual de instruções 17-1


Solução de problemas

Tabela 17-1 Tarefas de manutenção e programações de teste (Continuação)

Tarefa de manutenção e
Frequência
programação de teste
Calibragem de NIBP Pelo menos uma vez a cada dois anos ou conforme
especificado pelas leis locais.

Calibragem de CO2 e teste de Pelo menos uma vez por ano ou depois de 4000 horas
desempenho de funcionamento.

Bateria consulte Capítulo 15, Manutenção da bateria.

17.3 Solução de problemas


Se você suspeitar de algum problema com uma medição individual, leia a seção relacionada neste
guia e verifique as configurações de medição.
Use as tabelas a seguir para solucionar problemas com o monitor e os acessórios.

Tabela 17-2 Problemas de ECG

Problema Solução
Medidas imprecisas de FC ou ARR • Verifique o sinal de ECG do paciente
• Verifique/ajuste a posição do eletrodo
• Verifique/limpe a pele novamente
• Verifique/recoloque o eletrodo de ECG
• Verifique a amplitude da onda de ECG

Os fios das derivações estão conectados, • Verifique se o eletrodo está em perfeito contato com o
mas não há nenhuma forma de onda de paciente.
ECG e a tela exibe Eletrodos desl ou Sem • Verifique todas as partes de extensão dos fios do eletrodo
sinal. de ECG. O circuito entre os plugues e os pinos dos 5 cabos
de extensão de ECG está aberto. Substitua o fio do eletrodo
se o circuito estiver aberto.
• Verifique o eletrodo de ECG e substitua-o depois de um
longo período de uso.
• O ECG pode ter um problema de comunicação com o host.
Desligue e reinicie o monitor. Se o problema não for
solucionado, entre em contato com o fornecedor.

O monitor não mostra a forma de onda da • Verifique se o ambiente está seco e se o monitor não está
linha de base de ECG de forma consistente molhado. Se houver alguma umidade no ambiente ou no
na tela e às vezes a forma de onda se move monitor, execute o monitor continuamente por 24 horas
para fora da área de exibição. para secá-lo.
• Verifique a qualidade do eletrodo e se o local onde o
eletrodo é colocado no paciente está limpo. Substitua o
eletrodo ou limpe o local de contato.

17-2 G30/G40 Manual de instruções


Solução de problemas

Tabela 17-3 Problemas de RESP

Problema Solução
Existe uma interferência ou ruído de Desligue e reinicie o monitor. Se o problema não for
RESP solucionado, entre em contato com o representante de serviço.

A forma de onda de respiração está muito • Verifique se os eletrodos de ECG estão posicionados
fraca para observação estável. corretamente.
• Verifique se o local de aplicação no paciente está limpo.
• Selecione uma derivação respiratória adequada para o
paciente.

Tabela 17-4 Problemas de SpO2

Problema Solução
Não há nenhuma forma de onda ou valor • Verifique a posição do sensor no paciente.
de SpO2. • Verifique se a luz vermelha da sonda do dedo está
piscando. Se a luz vermelha não estiver piscando, pode
haver mal contato. Verifique o cabo de extensão e o
conector.
• Verifique se o braço do paciente está sendo pressionado.
Nunca tire a pressão sanguínea e as medidas de SpO2 no
mesmo braço.
• Verifique se a temperatura ambiente está muito baixa.
Não exponha o braço do paciente ao ar frio, pois isso pode
afetar as leituras.

Os valores de SpO2 são ativados e Durante monitoramento ou operação por períodos


desativados durante o monitoramento de prolongados, o movimento do paciente pode resultar em
SpO2. interrupções de SpO2 Mantenha o paciente estabilizado. As
interrupções de SpO2 por movimentos da mão do paciente são
normais.

Quando isto ocorre, o canal do traçado A função SpO2 indica problemas de comunicação com o host.
de SpO2 exibe a mensagem Sem sinal Desligue e reinicie o monitor. Se o problema não for
solucionado, entre em contato com o representante de serviço.

A mensagem Limite pesq aparece no • Verifique se a sonda de SpO2 está solta ou coloque-a em
canal do traçado de SpO2. outro dedo.
• Se o problema persistir, reconecte a sonda de SpO2 e
reinicie o monitor.
• Se o problema continuar, entre em contato com o
representante de serviço ou com a Empresa.

G30/G40 Manual de instruções 17-3


Solução de problemas

Tabela 17-5 Problemas de NIBP

Problema Solução
Vazmt. de ar é exibido no canal NIBP. Verifique se há algum vazamento na bainha ou na mangueira.
O Tempo limite de medida é exibido no Existe um mau funcionamento durante a medida e o monitor não
canal NIBP. pode processar os dados de medida.
• Verifique o status do paciente e a conexão.
• Substitua a bainha e reinicie a medida.
As mensagens Bainha solta ou Erro de Verifique se o tamanho correto da bainha está sendo usado.
posição da bainha aparecem no painel
• Verifique a posição da bainha.
numérico NIBP.
• Verifique se o tubo de extensão está quebrado e se o tubo estiver
danificado, substitua-o.
A mensagem Excesso de pressão Verifique se há algum enrosco ou obstrução na mangueira e reinicie
aparecerá no canal NIBP. a medida.
Interv pressão excedido é exibido no Uma leitura de pressão sanguínea excedeu o intervalo de pressão. O
painel numérico de NIBP. monitor não pode realizar mais nenhuma leitura de NIBP até o
alarme ser reconhecido.
A mensagem Erro de medida aparecerá Esse erro pode ser causado por: teste automático do sistema,
no painel numérico NIBP. movimento em excesso do paciente e/ou dos membros ou vazamento
de ar. Entre em contato com o representante de serviço.

Tabela 17-6 Problemas de TEMP

Problema Solução
Nenhuma temperatura é exibida. O sensor TEMP talvez esteja desconectado do paciente ou do
monitor.
• Verifique a conexão do sensor.
• Se não for possível solucionar o problema, substitua o sensor.
• Se o problema não for solucionado, entre em contato com o
representante de serviço.

Tabela 17-7 Problemas de CO2

Problema Solução
Via aérea bloqueada é exibido na tela. Verifique se o cabo está obstruído ou enroscado.
A mensagem Tubo não conectado Verifique se o tubo de gás tem uma boa conexão.
aparecerá na tela.
Erro verif. é exibido na tela ou não há Verifique se os acessórios estão conectados corretamente e reinicie o
nenhum valor de medida na tela. monitor.
Se o problema não for solucionado, entre em contato com o
representante de serviço.

17-4 G30/G40 Manual de instruções


Solução de problemas

Tabela 17-8 Problemas de IBP

Problema Solução
Erro calibragem é exibido no canal de forma Acesse o menu Config IBP e zere o transdutor
de onda de IBP. novamente.
• Se o problema não for solucionado, substitua o
sensor.
• Se o problema não for solucionado, entre em
contato com o representante de serviço.

A mensagem Sem sinal aparecerá no canal do Reinicie o monitor.


traçado de IBP. • Se o problema não for solucionado, entre em
contato com o fornecedor.

Os valores de IBP têm uma disparidade Acesse o menu Config IBP e zere o transdutor
significativa em relação aos valores estimados. novamente. Reinicie as medidas de IBP.

Tabela 17-9 Problemas com C.O.

Problema Solução
Sem cateterCO é exibido. Verifique se a conexão do cateter está correta.

Sem sensor de temperatura de injeção é Verifique se a conexão do sensor de temperatura de


exibido. injeção está correta.

Erro const. é exibido. Verifique se a configuração do tipo de cateter, da


temperatura de injeção e do volume injetável está
correta.

Temperatura de injeção muito alta é exibido. Use um líquido de injeção com temperatura mais baixa.

Tabela 17-10 Problemas do gravador

Problema Solução
O gravador não funciona. • Verifique se o gravador tem papel. Se o gravador
tiver papel, reinicie o monitor.
• Se o problema não for solucionado, entre em contato
com o representante de serviço.

Para obter mais informações sobre como resolver problemas do monitor, consulte o Guia de serviço
dos Monitores de paciente s G30/G40.
Se você suspeitar de um problema intermitente que ocorre em todo o sistema, entre em contato com a
equipe de manutenção.

G30/G40 Manual de instruções 17-5


Descarte do monitor

17.4 Descarte do monitor

Aviso Para evitar contaminar ou infectar a equipe, o ambiente ou outro equipamento, desinfete e
descontamine o monitor corretamente antes de descartá-lo de acordo com as leis do seu país
relacionadas a equipamentos que possuem peças elétricas e eletrônicas. Para o descarte de
acessórios, quando não houver nenhuma outra especificação, siga as normas locais de descarte
de resíduos hospitalares.

Não descarte equipamentos elétricos e eletrônicos como lixo comum não classificado. Colete-os
separadamente para que possam ser reutilizados, tratados, reciclados ou recuperados de modo seguro
e adequado.

17-6 G30/G40 Manual de instruções


A
Acessórios

Este apêndice descreve os acessórios que são compatíveis com os monitores de paciente G30/G40.

Observação — A lista de acessórios está sujeita a mudanças. Para obter informações atualizadas
sobre os acessórios aprovados, entre em contato com um representante da Empresa.

A.1 Acessórios de ECG


Os acessórios de ECG a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.
Tabela A-1 Acessórios de ECG

Número de peça da
Acessório
Philips
Cabo-tronco de cinco derivações de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803166301
(IEC)

Cabo-tronco de três derivações de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803166311


(IEC)

Cabo-tronco de cinco derivações de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803166321


(AAMI)

Cabo-tronco de três derivações de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803166331


(AAMI)

Cabo-tronco de cinco derivações de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803184911


(IEC)

Cabo-tronco de três eletrodos de ECG e conjunto de clipes de eletrodo (IEC) 989803178151

Cabo-tronco de cinco eletrodos de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803184901


(AAMI)

Cabo-tronco de três eletrodos de ECG e conjunto de clipes de eletrodo 989803178161


(AAMI)

CBL ou suporte para 5 eletrodos, segurança (AAMI) M1621A

CBL ou suporte para 3 eletrodos, segurança (AAMI) M1601A

CBL ou suporte para 5 eletrodos, segurança (IEC) M1631A

CBL ou suporte para 3 eletrodos, segurança (IEC) M1611A

G30/G40 Manual de instruções A-1


Acessórios de NIBP

A.2 Acessórios de NIBP


Os acessórios de NIBP a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.
Tabela A-2 Acessórios de NIBP

Número de peça da
Acessório
Philips
Mangueira da bainha NIBP com conexão rápida1 989803166341

Bainha NIBP - padrão adulto2 989803166371

Bainha NIBP - adulto grande 989803166381

Bainha NIBP - adulto pequeno 989803166391

Bainha NIBP - pediátrico3 989803166361

Bainha NIBP - pacientes neonatais e bebês 989803166351

Mangueira de extensão para bainhas neonatais da Philips 989803177181

1 Bainha NIBP neonatal, descartável M1866A

2 Bainha NIBP neonatal, descartável M1868A

3 Bainha NIBP neonatal, descartável M1870A

4 Bainha NIBP neonatal, descartável M1872A

1. Incluído no pacote de acessórios para pacientes pediátricos e adultos.


2. Incluído no pacote de acessórios para adultos.
3. Incluído no pacote de acessórios para pacientes pediátricos.

A.3 Acessórios de IBP


Os acessórios de IBP a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.

Tabela A-3 Acessórios de IBP

Acessório Número de peça da Philips


Cabo de pressão de IBP 989803166451

Transdutor de pressão de IBP 989803166461

Cabo reutilizável de canal único IBP 989803167621

Kit de monitoramento único com transdutor de IBP e tubo 989803167631

A-2 G30/G40 Manual de instruções


Acessórios de SpO2

A.4 Acessórios de SpO2


Os acessórios de SpO2 a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.
Tabela A-4 Sensores reutilizáveis

Compriment Philips
Tipo de paciente Descrição Cabo
o do cabo Nº da peça
Adulto Sensor de dedo para pacientes que 2m M1191B
pesam >50 kg

Pediátrico/adulto Sensor de dedo para pacientes que 1,5 m M1192A


pequeno pesam de 15 kg a 50 kg Cabo de
extensão
Neonatal Sensor de pé/mão para pacientes 1,5 m M1193A
M1941A
que pesam de 1 kg a 4 kg
(2 m)
Adulto Sensor com clipe de orelha para 1,5 m M1194A opcional
pacientes que pesam >40 kg

Bebês Sensor de dedo para pacientes que 1,5 m M1195A


pesam de 4 kg a 15 kg

Adulto Sensor de dedo para pacientes que 3m M1191BL Nenhum


pesam >50 kg cabo de
adaptador
necessário

Adulto Sensor de dedo para pacientes que 3m M1196A Nenhum


pesam >44 kg cabo de
adaptador
necessário

Tabela A-5 Sensores descartáveis

Tipo de Philips Cabo


Descrição
paciente Nº da peça adaptador
Adulto/pediátrico Sensor de dedo para pacientes que pesam >20 kg M1131A

Bebês Sensor de dedo para pacientes que pesam de 3 kg a M1132A


10 kg M1943A
(1,1 m) ou
Neonatal/bebês/ Sensor de pé/mão para pacientes neonatais, hálux/ M1133A M1943AL
adulto polegar para bebês ou dedo para adultos. Tamanho (3 m)
de paciente neonatal, <7 lb (3 kg); tamanho de
paciente infantil, 22 lb a 44 lb (10 kg a 20 kg);
tamanho de paciente adulto, >88 lb (40 kg)

G30/G40 Manual de instruções A-3


Acessórios de SpO2

Tabela A-6 Sensores descartáveis

Tipo de Philips Cabo


Descrição
paciente Nº da peça adaptador
Disponibilizado pela Philips somente na Europa e no Japão.

Adulto Idêntico a OxiMax MAX-A M1904B


M1943A
Pediátrico Idêntico a OxiMax MAX-P M1903B (1 m) ou
Bebês Idêntico a OxiMax MAX-I M1902B M1943AL
(3 m)
Adulto Idêntico ao OxiMax MAX-N M1901B

Tabela A-7 Sensores descartáveis Nellcor

Tipo de Número da Cabo


Descrição
paciente peça adaptador
Os sensores descartáveis Nellcor listados abaixo estão disponíveis apenas na Europa e Japão, e devem ser
solicitados à Nellcor.

Adulto Sensor de dedo para pacientes que pesam >30 kg OxiMax MAX-A

Pediátrico Sensor de pé/mão para pacientes que pesam de 10 OxiMax MAX-P


kg a 50 kg M1943A
Bebês Sensor de pé/mão para pacientes que pesam de 3 OxiMax MAX-I (1 m) ou
kg a 20 kg M1943AL
(3 m)
Adulto/neonatal Sensor de pé/mão para pacientes neonatais ou dedo OxiMax MAX-N
para adultos. Tamanho de paciente neonatal, <7 lb
(3 kg); tamanho de paciente adulto, >88 lb (40 kg)

Tabela A-8 Cabos de extensão/adaptadores para sensores Philips e Nellcor

Comprimento Nº de peça da
Descrição Observação
do cabo Philips
Cabo de extensão 2m M1941A A ser usado com sensores
reutilizáveis e cabos adaptadores da
Phillips

Cabo de adaptador 1,1 m M1943A Cabo adaptador para sensores


descartáveis da Philips/Nellcor
Cabo de adaptador 3m M1943AL

A-4 G30/G40 Manual de instruções


Acessórios de temperatura

Tabela A-9 Cabos adaptadores Masimo

Comprimento
Descrição Número da peça Observação
do cabo
Cabo de paciente série 3,6 m M1020-61100 Cabo de adaptador para sensores
LNOP MP LNOP Masimo

Cabo de paciente série 3,0 m 989803148221 Cabo adaptador para sensores LNCS
LNCS MP Masimo

A.5 Acessórios de temperatura


Os acessórios de temperatura a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.

Tabela A-10 Acessórios de temperatura

Acessório Número de peça da Philips

Sonda de temperatura - superfície da pele 989803166411

Sonda de temperatura - retal 989803166401

A.6 Acessórios de CO2


Os acessórios de CO2 a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.

Tabela A-11 Acessórios de CO2 – Circuitos intubados

Tipo de paciente Acessório Número de peça da Philips

Adulto/pediátrico Conjunto de FilterLine M1920A

Adulto/pediátrico Conjunto de FilterLine H M1921A

Bebê/neonatal Conjunto de FilterLine H (pode ser M1923A


usado para ventilação umidificada e
não umidificada de bebês)

Adulto/pediátrico Conjunto de filtros CO2 Microstream 989803166431

Adulto/pediátrico Conjunto de VitaLine H 989803159571

Bebê/neonatal Conjunto de VitaLine H, longo 989803159581

Adulto/pediátrico Conjunto de FilterLine, longo 989803160241

Adulto/pediátrico Conjunto de FilterLine H, longo 989803160251

Bebê/neonatal Conjunto de FilterLine H, longo 989803160261

G30/G40 Manual de instruções A-5


Acessórios de CO2

Tabela A-12 Acessórios de CO2 – Circuitos não intubados com dupla finalidade

Tipo de paciente Acessório Número de peça


da Philips
Pediátrico Smart CapnoLine O2, cânula oral-nasal M2520A

Adulto/adolescente Smart CapnoLine Plus O2, cânula oral-nasal M2522A

Adulto CapnoLine H O2, cânula nasal M4680A

Pediátrico CapnoLine H O2, cânula nasal M4681A

Pediátrico Smart CapnoLine O2, longo 989803160271

Adulto Smart CapnoLine Plus O2, longo 989803160281

Tabela A-13 Acessórios de CO2 – Circuitos não intubados com finalidade única

Número de peça
Tipo de paciente Acessório
da Philips
Pediátrico Smart CapnoLine, cânula oral-nasal M2524A

Adulto/adolescente Smart CapnoLine Plus, cânula oral-nasal M2526A

Adulto CapnoLine H, cânula nasal M4689A

Pediátrico CapnoLine H, cânula nasal M4690A

Bebê/neonatal CapnoLine H, cânula nasal M4691A

Adulto Smart CapnoLine 989803160301

Tabela A-14 Acessórios de CO2 – Circuitos de ventilação não invasiva com finalidade única

Número de peça
Tipo de paciente Acessório
da Philips
Adulto Cabo NIV, nasal M4686A

Pediátrico Cabo NIV, nasal M4687A

A-6 G30/G40 Manual de instruções


Acessórios de débito cardíaco (C.O.)

A.7 Acessórios de débito cardíaco (C.O.)


Tabela A-15 Cabo de interface de C.O.

Comprimento do Número de peça da


Acessório
cabo Philips
Sonda de temperatura do injetado reutilizável 2,4 m 23.001A

Sonda de temperatura do injetado reutilizável 0,5 m 23.001B

Cabo de interface de C.O. 2,7 m M1642A

Cabo de interface de C.O. 2,4 m + 2,4 m M1643A

Sonda de temperatura da banheira de gelo 3m 23002A

A.8 Acessórios adicionais


Os acessórios adicionais a seguir estão disponíveis para os monitores de paciente G30/G40.

Tabela A-16 Acessórios adicionais

Acessório Número de peça da Philips

Papel térmico (4 rolos/pacote) 989803166421

Bateria de lítio 989803195041

Suporte do rolo 989803172771

Montagem na parede 989803172761

Aviso A reutilização de acessórios de uso único pode resultar em desempenho inadequado do acessório
ou em infecções. Nunca use um acessório se houver danos nele ou na embalagem.

Use somente os acessórios recomendados pelo fabricante. Usar outros tipos de acessórios pode
causar danos ou lesões pessoais.

Sempre verifique as datas de fabricação e vencimento na embalagem e os períodos de validade e


armazenamento antes de usar um acessório no paciente.

G30/G40 Manual de instruções A-7


Acessórios adicionais

A-8 G30/G40 Manual de instruções


B
Especificações

Este apêndice descreve as especificações dos monitores G30/G40.

B.1 Especificações de energia

Tabela B-1 Especificações de energia

Parâmetro de energia CA Especificação

Entrada de energia principal 100 V – 240 V~, 50 Hz/60 Hz

Entrada de energia 115 VA

Fusível T1,6A 250V

Parâmetro de energia da
Especificação
bateria
Capacidade Bateria de lítio, 11,1 V/4800 mAh por unidade

Tempo de carga 8 horas

Tempo operacional típico (bateria nova G30: 2,5 hora


e totalmente carregada, medida de
G40: 5 horas (2 baterias)
ECG e SpO2, medida de NIBP de 15
em 15 minutos; brilho na configuração
mais baixa)

Modo de carga Automático (com recurso de proteção de carga)


quando o monitor recebe energia da fonte de
alimentação CA.

Proteção de descarga Com a bateria ligada, o monitor se desliga


quando a energia da bateria está muito baixa.

G30/G40 Manual de instruções B-1


Especificações de ECG

B.2 Especificações de ECG

Tabela B-2 Especificações de ECG

Parâmetro Especificação
CMRR (relação de rejeição em modo ≥ 90 db
comum)

Medição de FC e intervalo do alarme Adulto/pediátrico: De 15 a 300 bpm


Neonatal: De 15 a 350 bpm

Precisão de FC ±1% ou ±5 bpm, o que for maior

Intervalo de ST De -2,5 mV a +2,5 mV (em Modo diagnóstico)

Precisão de ST ±0,02 mV ou ±5%, o que for maior (em Modo Diagnóstico)

Recurso de rejeição de pulso de Cumpre a norma AAMI EC13 (sem overshot)


marca-passo

Eletrodos ECG De 3 e 5 eletrodos, selecionáveis pelo usuário

Alarme de eletrodos desligados Indicadores audíveis e visuais

Indicador de QRS Símbolo de coração e tom do monitor pisca

Velocidades de varredura da tela 6,25 mm/s, 12,5 mm/s, 25 mm/s, 50 mm/s

Ganho ECG x1/4, x1/2, x1, x2, x4, Auto

Largura de banda Modo Monitor: de 0,5 a 40 Hz


Modo de operação: De 1 a 25 Hz
Modo Diagnóstico: de 0,05 a 100 Hz

Recurso de rejeição de onda T alta Ultrapassa a amplitude de onda T de 1,2mV mínima


recomendada pela norma ANSI/AAMI EC 13

Tempo de resposta do alarme de < 12 segundos


freqüência cardíaca

Relação de proporção De 0,24 s/mV a 0,6 s/mV

Desfibrilador protegido Testado com 5 kV

Tempo de recuperação pós-desfibrilação Menos de 5 segundos

Atraso de sinal ≤ 0,5 segundo


Corrente auxiliar (detecção de Eletrodo ativo: <100 nA
eletrodos desligados) Eletrodo de referência: <900 nA

Precisão do medidor de frequência Bigeminismo ventricular: 80 bpm


cardíaca e resposta ao ritmo irregular Bigeminismo ventricular alternado lento: 60 bpm
Bigeminismo ventricular alternado rápido: 120 bpm
Sístoles bidirecionais: 90 bpm

B-2 G30/G40 Manual de instruções


Especificações de RESP

Tabela B-2 Especificações de ECG (Continuação)

Parâmetro Especificação
Tempo de resposta do medidor de Alteração da FC de 80 1/min para 120 1/min: ≤ 8 segundo
frequência cardíaca a alterações na Alteração da FC de 80 1/min para 40 1/min: ≤ 10 segundo
frequência cardíaca

Tempo até o alarme de taquicardia Taquicardia ventricular: 1 mVpp, 206 bpm


Ganho 0,5 ou Ganho 1,0 ou Ganho 2,0: média ≤ 8 segundos
Taquicardia ventricular: 2 mVpp, 195 bpm
Ganho 0,5 ou Ganho 1,0 ou Ganho 2,0: média ≤ 8 segundos

Saída de pulso de sincronismo de Largura de pulso


ECG
Modo diagnóstico: de 0,05 a 100 Hz
Modo monitoramento: de 0,5 a 40 Hz
Modo filtro: De 1 a 20 Hz
Atraso do pico de onda R ao início do pulso: < máximo
35 ms, conforme AAMI EC13

Tempo até o alarme de frequência ≤ 10 segundo


cardíaca alta

Tempo até o alarme de frequência ≤ 10 segundo


cardíaca baixa

B.3 Especificações de RESP

Tabela B-3 Especificações de RESP

Parâmetro Especificação
Modo operacional Impedância torácica

Medição da freqüência de respiração e De 0 a 120 rpm


intervalo do alarme

Duração do alarme apneia De 10 a 60 s

Precisão de RESP ±2 rpm

Velocidades de varredura da tela 6,25 mm/s, 12,5 mm/s, 25 mm/s, 50 mm/s

Atraso do alarme < 10 segundos

G30/G40 Manual de instruções B-3


Especificações de SpO2

B.4 Especificações de SpO2

Tabela B-4 Especificações de SpO2 1

Parâmetro Especificação
Tecnologia Philips SpO2

Medição de SpO2 e intervalo de alarme 0% – 100%

Intervalo da frequência de pulso de SpO2 De 30 a 300 bpm

Precisão de PR de SpO2 ±2 bpm ou ±2%, o que for maior.

Intervalo do comprimento de onda2 De 500 a 1000 nm para todos os sensores especificados

Potência de saída óptica máxima 15 mW para todos os sensores especificados

Tempo de atualização Normalmente 1 segundo

Som de PR Tom de PR

Exibição de PR Numérica
Precisão de SpO23 Intervalo Precisão
Sensores reutilizáveis Philips

M1192A 70% – 100% ±2,5%

M1191B, M1191BL 70% – 100% ±2,5%

M1193A, M1195A 70% – 100% ±3%

M1194A 70% – 100% ±3%

M1196A 70% – 100% ±3%


Sensores descartáveis Philips

M1131A 70% – 100% ±3%

M1132A, M1133A 70% – 100% ±2%

1. As especificações de SpO2 nesta tabela se aplicam somente aos sensores Philips fornecidos
com o monitor.
2. As informações sobre intervalos de comprimento de onda podem ser úteis para médicos que
realizam terapia fotodinâmica.
3. A precisão dos sensores foi obtida conduzindo estudos de hipoxia controlada em voluntários
adultos saudáveis e não-fumantes (de acordo com a norma EN ISO 9919). As leituras de
SpO2 foram comparadas com mensurações de oxímetro e CO em amostras de sangue
arterial. Para representar a população geral, foram obtidos dados de pelo menos 10
indivíduos (homens e mulheres) com ampla variedade de cor da pele para validar a precisão
de SpO2. A precisão dos sensores não é especificada abaixo de 70% (fora do limite).

B-4 G30/G40 Manual de instruções


Especificações de NIBP

B.5 Especificações de NIBP

Tabela B-5 Especificações de NIBP

Parâmetro Especificação
Método de medição Método oscilométrico

Parâmetro de medição SIS, DIA, MAP, PR

Unidade mmHg ou kPa

Modo operacional Manual, Auto, Estat.

Período do ciclo De 1 a 10, 15, 30, 60, 90, 120, 240, 480 minutos

Intervalo de SIS – adulto/pediátrico De 30 a 254 mmHg (de 4,0 a 33,9 kPa)

Intervalo de SIS -- neonatal De 30 a 135 mmHg (de 4,0 a 18,0 kPa)

Intervalo de DIA – adulto/pediátrico De 10 a 220 mmHg (de 1,3 a 29,3 kPa)

Intervalo de DIA – neonatal De 10 a 110 mmHg (de 1,3 a 14,7 kPa)

Precisão de NIBP Desvio máximo padrão: 8 mmHg (1,1 kPa)


Erro médio máximo: ±5 mmHg (±0,7 kPa)

Pressão da bainha – adulto/pediátrico De 0 a 300 mmHg (de 0 a 40,0 kPa)

Intervalo de pressão da bainha – neonatal De 0 a 150 mmHg (de 0 a 20,0 kPa)

Pressão de insuflação inicial Adulto: 170 mmHg (22,6 kPa)


Pediátrico: 160 mmHg (21,3 kPa)
Neonatal: 100 mmHg (13,3 kPa)

Insuflação de bainha subseqüente 30 mmHg acima do último valor sistólico medido

Tempo de medição Manual ou Auto: 25 segundos


Estat.: 20 segundos

Intervalo de medição de PR De 40 a 240 bpm

Precisão de medição de PR ±2 bpm ou ±2%, o que for maior.

G30/G40 Manual de instruções B-5


Especificações de TEMP

B.6 Especificações de TEMP

Tabela B-6 Especificações de TEMP

Parâmetro Especificação
Intervalo de TEMP 0°C – 50°C (32°F – 122°F)
Unidade °C ou °F
Precisão ±0,1°C
Resolução 0,1°C
Tempo mínimo de medição Sonda de superfície da pele acoplável: < 10 minutos
Sonda esofágica/retal: < 2 minutos
Tempo de atualização Aproximadamente 1 segundo

B.7 Especificações de CO2

Tabela B-7 Especificações de CO2

Parâmetro Especificação
Modo operacional Operacional ou Espera
Intervalo de CO2 De 0 a 99 mmHg (de 0 a 13,2 kPa)
Unidade mmHg ou kPa
Precisão De 0 a 38 mmHg: ±2 mmHg (de 0 kPa a 5,1 kPa ±0,28 kPa)
De 39 a 99 mmHg: ± 5% da leitura + 0,08% para cada 1 mmHg
acima de 38 mmHg (5,2 a 13,2 kPa: ± 5% da leitura + 0,08% para
cada 0,13 kPa acima de 5,1 kPa)
Amostra de índice de fluxo 50 + 15/-7,5 ml/minuto
Resolução 1 mmHg (0,13 kPa)
Vel. forma de onda 6,25 mm/s,12,5 mm/s, 25 mm/s, 50 mm/s
Atraso do alarme 10 segundos
Precisão da respiração ±1 rpm no intervalo de 3 a 70 rpm
±2 rpm no intervalo de 71 a 120 rpm
±3 rpm no intervalo de 121 a 150 rpm
O tempo de ativação no RGM para alcançar < 60 segundos
o desempenho operacional especificado
Tempo de resposta total do sistema < 8 segundos
Desvio da precisão da medição Atenda aos requisitos de precisão de medida para menos de 6 horas.

B-6 G30/G40 Manual de instruções


Especificações de IBP

B.8 Especificações de IBP

Tabela B-8 Especificações de IBP

Parâmetro Especificação
Intervalo de IBP De -50 mmHg a 400 mmHg (-6,6 kPa – 53,2 kPa)

Precisão de IBP ±4% de leitura ou ± 4 mmHg (0,53 kPa), o que for maior

Unidade mmHg ou kPa

Resolução 1 mmHg (0,13 kPa)

Índice de amostragem 62,5 amostras por segundo

Velocidade da forma de onda 6,25 mm/s, 12,5 mm/s, 25 mm/s, 50 mm/s

Sensibilidade do transdutor 5μV/V/mmHg

Tipo de transdutor Descartável, reutilizável

Tempo de atualização Normalmente 1 segundo

B.9 Especificações de C.O.

Tabela B-9 Especificações de C.O.1

Parâmetro Especificação
Método de medição Termodiluição cardíaca direita

Unidade °C ou °F
Intervalo de C.O. De 0,1 l/min a 20,0 l/min

Precisão de C.O. ± 0,2 l/min ou ± 10%, o que for maior


Intervalo de temperatura do sangue 27 °C a 43 °C (80,6 °F a 109,4 °F)

Precisão da temperatura do sangue ± 0,1 °C


Temperatura de injetável 0 °C a 27 °C (80,6 °F a 109,4 °F)

Atraso do alarme < 10 segundos

1. O C.O. só está disponível para os monitores de paciente G40.

G30/G40 Manual de instruções B-7


Especificações da tela

B.10 Especificações da tela

Tabela B-10 Especificações da tela

Parâmetro Especificação
Tipo de tela LCD TFT colorida
Tamanho G30: 10,4" (26,42 cm)
G40: 12,1" (30,73 cm)
Resolução 800H×600V pixels
Canal: 6 ou 8 canais (ajustáveis)

B.11 Especificações do gravador

Tabela B-11 Especificações do gravador

Parâmetro Especificação
Tipo Gravador de matriz térmica
Modo de impressão Impressão de texto e forma de onda acionada por
alarme e em tempo real
Canal de impressão: 1/2/3 canais
Velocidade de impressão Auto, 12,5 mm/s, 25,0mm/s, 50,0mm/s

B.12 Especificações físicas

Tabela B-12 Especificações físicas

Especificação
Parâmetro
G30 G40
Peso líquido (com 4,5 kg (9,92 lbs) 5,5 kg (12,13 lbs)
bateria)
Peso bruto 9,5 kg (20,94 lbs) 11 kg (24,25 lbs)

Dimensões 278 mm (l) x 167 mm (p) x 298 mm (a) 318 mm (l) x 156 mm (p) x 328 mm (a)
10,94" (l) x 6,57" (p) x 11,73" (a) 12,52" (l) x 6,14" (p) x 12,91" (a)

B-8 G30/G40 Manual de instruções


Especificações ambientais

B.13 Especificações ambientais

Tabela B-13 Especificações ambientais

Parâmetro Especificação
Temperatura - em operação 5°C – 40°C (41°F – 104°F)

Temperatura - em armazenamento e -20°C a 55°C (-4°F a 131°F) para o dispositivo


transporte -20°C a 40°C (-4°F a 104°F) para o dispositivo com os acessórios

Umidade relativa - em operação 15% – 80%

Umidade relativa - em armazenamento e 15% – 95% (15% a 80% com o gravador)


transporte

Pressão barométrica - em operação De 70 kPa a 106 kPa

Pressão barométrica - em armazenamento e De 50 kPa a 106 kPa


transporte

G30/G40 Manual de instruções B-9


Especificações ambientais

B-10 G30/G40 Manual de instruções


C
Especificações de alarme

Este apêndice descreve as mensagens de alarmes fisiológicos e técnicos dos Monitores de paciente
modulares G30/G40 e lista a prioridade e o limite de cada alarme.

C.1 Classificações de alarme


Todos os alarmes (fisiológicos e técnicos) são classificados em três níveis para prioridades
diferentes.
• Alto
• Média
• Baixo

C.2 Alarmes fisiológicos


A tabela a seguir contém uma lista em ordem alfabética das mensagens de alarmes fisiológicos.

Tabela C-1 Alarmes fisiológicos

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
FC: Alto Média O valor de freqüência cardíaca excedeu o limite
de alarme superior. Verifique o paciente.

FC: Baixo Média O valor de frequência cardíaca caiu abaixo do


limite de alarme inferior. Verifique o paciente.

ST: Alto Média O valor de ST excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

ST: Baixo Média O valor de ST caiu abaixo do limite de alarme


inferior. Verifique o paciente.

Assístole Alto Nenhum QRS detectado. Verifique o paciente,


os eletrodos e os cabos.

Vfib Alto Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Gêmeo Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

V.T Alto Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Trigeminismo Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Bradicardia Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

G30/G40 Manual de instruções C-1


Alarmes fisiológicos

Tabela C-1 Alarmes fisiológicos(Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
Arritmia Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o
paciente.

Taquicardia Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

VT>2 Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Par de BVE Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Batidas ausentes Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

B.V.E Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

R em T Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

Anomalia Média Ocorreu um alarme de arritmia. Verifique o


paciente.

RESP: Alto Média O valor de respiração excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

RESP: Baixo Média O valor de respiração caiu abaixo do limite de


alarme inferior. Verifique o paciente.

RESP: Débito cardíaco Média A frequência cardíaca é igual à taxa de respiração


ou há interferência. Verifique o paciente.

Alarme apneia Alto O sinal respiratório está fraco demais. Verifique


o paciente e o sensor.

SPO2: Alto Média O valor de SpO2 excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

SPO2: Baixo Média O valor de SpO2 caiu abaixo do limite de alarme


inferior. Verifique o paciente.

SPO2: Ultrabaixo Alto O valor de SpCO2 caiu mais de 10 pontos abaixo


do limite de alarme inferior. Verifique o paciente.

PR: Alto Média A frequência do pulso de SpO2 excedeu o limite


de alarme superior. Verifique o paciente.

PR: Baixo Média A frequência do pulso de SpO2 caiu abaixo do


limite de alarme inferior. Verifique o paciente.

C-2 G30/G40 Manual de instruções


Alarmes fisiológicos

Tabela C-1 Alarmes fisiológicos(Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
NIBP SIS: Alto Média O valor da pressão sanguínea sistólica excedeu o
limite de alarme superior. Verifique o paciente.

NIBP SIS: Baixo Média O valor da pressão sanguínea sistólica caiu


abaixo do limite de alarme inferior. Verifique o
paciente.

NIBP DIA: Alto Média O valor da pressão sanguínea diastólica excedeu


o limite de alarme superior. Verifique o paciente.

NIBP DIA: Baixo Média O valor da pressão sanguínea diastólica caiu


abaixo do limite de alarme inferior. Verifique o
paciente.

NIBP SIS - DIA: Fora do Alto A diferença entre os valores da pressão sanguínea
intervalo sistólica e diastólica é menor do que o valor
predefinido. Verifique o paciente.

IBP SIS: Alto Média O valor da pressão sanguínea sistólica excedeu o


limite de alarme superior. Verifique o paciente.

IBP SIS: Baixo Média O valor da pressão sanguínea sistólica caiu


abaixo do limite de alarme inferior. Verifique o
paciente.

IBP DIA: Alto Média O valor da pressão sanguínea diastólica excedeu


o limite de alarme superior. Verifique o paciente.

IBP DIA: Baixo Média O valor da pressão sanguínea diastólica caiu


abaixo do limite de alarme inferior. Verifique o
paciente.

IBP MAP: Alto Média O valor de MAP excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

IBP MAP: Baixo Média O valor de MAP caiu abaixo do limite de alarme
inferior. Verifique o paciente.

TEMP: Alto Média O valor de temperatura excedeu o limite de


alarme superior. Verifique o paciente.

TEMP: Baixo Média O valor de temperatura caiu abaixo do limite de


alarme inferior. Verifique o paciente.

CO2: EtCO2 Alto Média O valor de etCO2 excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

CO2: EtCO2 Baixo Média O valor de etCO2 caiu abaixo do limite de alarme
inferior. Verifique o paciente.

G30/G40 Manual de instruções C-3


Alarmes técnicos

Tabela C-1 Alarmes fisiológicos(Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
CO2: InCO2 Alto Média O valor de InCO2 excedeu o limite de alarme
superior. Verifique o paciente.

CO2: InCO2 Baixo Média O valor de InCO2 caiu abaixo do limite de


alarme inferior. Verifique o paciente.

CO2: RR Alto Média A taxa de respiração excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

CO2: RR Baixo Média A taxa de respiração caiu abaixo do limite de


alarme inferior. Verifique o paciente.

C.O.: BT alto Média O valor de BT excedeu o limite de alarme


superior. Verifique o paciente.

C.O.: BT mín. Média O valor de BT caiu abaixo do limite de alarme


inferior. Verifique o paciente.

C.3 Alarmes técnicos


A tabela a seguir contém uma lista em ordem alfabética das mensagens de alarmes técnicos.

Tabela C-2 Alarmes técnicos

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
CO2: Sem dados Média Não há nenhum dado de mensuração de CO2.
Verifique e monitor e o tubo.

CO2: Sinal baixo Média O sinal de CO2 está fraco. Verifique o paciente e o
monitor.

CO2: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação


entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

CO2: Via aérea Média Existe uma obstrução no tubo de CO2. Verifique
bloqueada se o tubo está bloqueado.

CO2: Erro de verificação Média O tubo de CO2 permaneceu muito tempo


bloqueado. Verifique o tubo.

CO2: Tubo não conectado Média O tubo de CO2 está desconectado. Verifique se o
tubo está conectado corretamente.

C-4 G30/G40 Manual de instruções


Alarmes técnicos

Tabela C-2 Alarmes técnicos (Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
ECG: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação
entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

ECG: Eletrodos desl Média Nem todos os eletrodos de ECG estão conectados.
Verifique as conexões de ECG.

ARR: Sinal muito fraco Média O sinal de ARR está fraco demais. Verifique e
monitor e as derivações.

IBP: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação


entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

IBP: Erro calibragem Média Ocorreu um erro de calibragem. Tente calibrar


novamente.

IBP: Sem sensor Média O sensor IBP foi desconectado do monitor.


Reconecte o sensor.

NIBP: Vazmt. de ar Média Existe um vazamento de ar. Verifique a bainha e o


tubo de inflação.

NIBP: Bainha solta Média A bainha da pressão sanguínea não está conectada
ou colocada corretamente. Reconecte a bainha.

NIBP: Erro de posição da Média A bainha da pressão sanguínea está na posição


bainha errada. Verifique o tipo de bainha e reposicione.

NIBP: Erro de medida Média Ocorreu um erro na medida NIBP. Verifique o


paciente ou a conexão.

NIBP: Excesso de pressão Média O tubo NIBP pode estar bloqueado. Verifique o
tubo e tente novamente.

NIBP: Excesso de pressão Média O valor da pressão sanguínea excedeu os limites


do intervalo de pressão. Verifique o tubo e o
paciente.

TEMP: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação


entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

TEMP: Falha do auto- Média Houve um erro no autoteste de temperatura.


teste Tente realizar o autoteste novamente.

G30/G40 Manual de instruções C-5


Alarmes técnicos

Tabela C-2 Alarmes técnicos (Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
RESP: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação
entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

RESP: Eletrodos desl Média Nem todos os eletrodos de ECG estão conectados.
Verifique as conexões de ECG.

SPO2: Sem sinal Média Existe uma falha do monitor ou a comunicação


entre o monitor e a função de alarme falhou. Pare
de usar o monitor e entre em contato com o
representante de manutenção.

SPO2: Equip com falha Média Houve uma falha no equipamento de SpO2.
Pare de usar o módulo de SpO2 e entre em contato
com o representante de serviço.

SPO2: Interferência Média Existe uma interferência de SpO2. Procure fontes


de interferência como a luz ambiente ou
interferência elétrica. Verifique o paciente e evite
movimentos excessivos do paciente.

SPO2: Sonda desl Média O sensor SpO2 está desconectado do paciente ou


do monitor ou o sensor não é um acessório
aprovado. Verifique o encaixe, o tipo e a
integridade do sensor. Reconecte o sensor ou
substitua-o.

SPO2: Baixa perfusão Média O sinal SpO2 não tem boa qualidade.

SPO2: Sinal com ruído Média Existe um padrão de pulso irregular de SpO2
causado pelo movimento em excesso do paciente
ou por interferência elétrica. Reconecte o sensor e
estabilize o paciente.

SPO2: Sensor com falha Média Houve uma falha no sensor de SpO2. Verifique o
encaixe, o tipo e a integridade do sensor.
Reconecte o sensor ou substitua-o. Se o problema
continuar, pare de usar o monitor e entre em
contato com o representante de serviço.

SPO2: Errático Média O sensor de SpO2 está na posição errada ou está


sendo usado incorretamente. Altere ou ajuste o
sensor.

Bateria fraca1 Média Bateria fraca. Troque a bateria ou conecte o


monitor a uma fonte de alimentação AC.

C-6 G30/G40 Manual de instruções


Limites de alarme padrão

Tabela C-2 Alarmes técnicos (Continuação)

Mensagem do
Prioridade Causa
alarme
Rede desconectada2 Baixo O monitor está desconectado do Sistema de
monitoramento central. Verifique a conexão da
rede.

Continuação do Baixo O monitor é reiniciado quando o sistema pára.


monitoramento3

Erro de exportação de Baixo Houve um erro ao exportar dados do paciente.


dados

1. Quando o alarme está ativado, não há mensagem de alarme para esse alarme técnico,
mas o ícone correspondente pisca.
2. Quando o alarme está ativado, não há mensagem de alarme para esse alarme técnico,
mas o ícone correspondente pisca.
3. Quando o temporizador (watchdog) está habilitado, o monitor clínico reinicia
automaticamente após um erro no sistema. Quando o monitor é reiniciado, a mensagem
a seguir é exibida na área de mensagens de alarme técnicos durante três minutos.
Apenas representantes autorizados podem configurar o watchdog.

C.4 Limites de alarme padrão


A tabela a seguir mostra os limites de alarme padrão dos Monitores de pacientes G30/G40.

Tabela C-3 Limites de alarme padrão

Medida/limites Adulto Pediátrico Neonatal


FC/PR Alto 120 160 200
(bpm) Baixo 40 70 90

PVC Alto 20 20 20

Baixo – – –

ST Alto +0,30 +0,30 +0,30


(mV) Baixo -0,30 -0,30 -0,30

SpO2 Alto 100 100 100


(%) Baixo 90 90 88

NIBP SIS Alto 160 / 21,3 120 / 16,0 100 / 13,3


(mmHg / kPa) Baixo 100 / 13,3 70 / 9,3 40 / 5,3

G30/G40 Manual de instruções C-7


Limites de alarme padrão

Tabela C-3 Limites de alarme padrão(Continuação)

Medida/limites Adulto Pediátrico Neonatal


NIBP DIA Alto 100 / 13,3 70 / 9,3 60 / 8,0
(mmHg / kPa) Baixo 60 / 8,0 40 / 5,3 20 / 2,7

SIS-DIA Baixo 20 / 2,7 20 / 2,7 20 / 2,7


(mmHg / kPa)

Resp (rpm) Alto 40 40 40

Baixo 6 6 6

Temp Alto 39,0°C (102,2°F) 39,0°C (102,2°F) 39,0°C (102,2°F)

Baixo 36,0°C (96,8°F) 36,0°C (96,8°F) 36,0°C (96,8°F)

IBP SIS Alto 160 / 21,3 120 / 16,0 100 / 13,3


(mmHg / kPa) Baixo 100 / 13,3 70 / 9,3 40 / 5,3

IBP DIA Alto 100 / 13,3 70 / 9,3 60 / 8,0


(mmHg / kPa) Baixo 60 / 8,0 40 / 5,3 20 / 2,7

IBP MAP Alto 110 / 14,7 90 / 12 70 / 9,3


(mmHg / kPa) Baixo 70 / 9,3 50 / 6,7 35 / 4,7

CVP MAP Alto 10 /1,3 10 / 1,3 4 / 0,5


(mmHg / kPa) Baixo 0 / 0,0 0 / 0,0 0 / 0,0

ICP MAP Alto 10 /1,3 10 / 1,3 4 / 0,5


(mmHg / kPa) Baixo 0 / 0,0 0 / 0,0 0 / 0,0

EtCO2 Alto 50 / 6,7 50 / 6,7 50 / 6,7


(mmHg / kPa) Baixo 8 / 1,1 8 / 1,1 8 / 1,1

InCO2 Alto 8 / 1,1 8 / 1,1 8 / 1,1


(mmHg / kPa) Baixo 0/0 0/0 0/0

RR Alto 30 30 100
(rpm) Baixo 8 8 30

C.O. BT Alto 40°C (104°F) 40°C (104°F) 40°C (104°F)

Baixo 34°C (93°F) 34°C (93°F) 34°C (93°F)

C-8 G30/G40 Manual de instruções


D
Configurações padrão

Este apêndice descreve as configurações padrão do monitor conforme fornecido da fábrica.

Observação — Se o monitor tiver sido pré-configurado de acordo com seus requisitos,


suas configurações poderão ser diferentes das listadas neste apêndice.

D.1 Configurações padrão do sistema


A tabela a seguir descreve as configurações padrão do sistema.

Tabela D-1 Configurações padrão do sistema

Configurações Padrão
Idioma Local para o país

Sexo Masculino

Tipo de paciente Adulto

Novo paciente Sim

Brilho Padrão

Modo noturno Desl

Conexão de rede Nenhum

Primeira prioridade de FC/PR ECG

Segunda prioridade de FC/PR SpO2

D.2 Configurações de alarme padrão


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de alarme.

Tabela D-2 Configurações de alarme padrão

Configurações Padrão
Volume do alarme 4

Md. do alarme Auto

Lig/desl alarme Lig

Config. padrão Adulto

Gravação acionada por alarme Desl

Conf cham enferm Desl

Revisão de eventos de alarme Lig

G30/G40 Manual de instruções D-1


Configurações padrão de exibição

D.3 Configurações padrão de exibição


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de exibição.

Tabela D-3 Configurações padrão de exibição

Configurações Padrão
Modo Canal 8 canais

Canal 1 ECG1

Canal 2 ECG2

Canal 3 ECG3

Canal 4 ECG4

Canal 5 ARR

Canal 6 RESP

Canal 7 SPO2

Canal 8 NIBP

Grade ativada Lig

Forma de onda apr Lig

Número grande Desl

Lig/desl tend din Desl

Gerenc. dados Lig

D.4 Configurações padrão de ECG


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de ECG.

Tabela D-4 Configurações padrão de ECG

Configurações Padrão
Derivação de ECG1 II

Derivação de ECG2 I

Derivação de ECG3 III

ECG4 V

Ganho ECG X1

Velocidade da forma de onda 25 mm/s

D-2 G30/G40 Manual de instruções


Configurações padrão de respiração

Tabela D-4 Configurações padrão de ECG (Continuação)

Configurações Padrão
Detectar marca-passo Desl

Fonte de FC ECG1

Md eletrodo 5 eletrodos

Modo ECG Monitor

Alarme FC Lig

Cor da forma de onda de ECG R:0, G: 255, B: 0

Conf linha base 0

7 ECG Desl

Volume FC 5

Frequência de filtro 50 Hz

Filtro Modo de diagnóstico: Lig

Análise de variação de FC Desl

Limite sup. FC normal em 120 bpm


Análise de variação de FC

Limite inf. FC normal em 40 bpm


Análise de variação de FC

canal de saída de ECG ECG1

D.5 Configurações padrão de respiração


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de respiração.

Tabela D-5 Configurações padrão de respiração

Configurações Padrão
Alarme RESP Lig

Eletro. RESP RA-LA

RESP, ganho de X1

Velocidade da forma de onda 12,5 mm/s

Pr. forma de onda Desl

Alarme apnéia Lig

G30/G40 Manual de instruções D-3


Configurações padrão de SpO2

Tabela D-5 Configurações padrão de respiração

Configurações Padrão
Hora do alarme apnéia 20 s

Cor da forma de onda R: 255, G: 255, B: 0

D.6 Configurações padrão de SpO2


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de SpO2.

Tabela D-6 Configurações padrão de SpO2

Parâmetro Padrão
Alarme de SpO2 Lig

Alarme PR Desl

Velocidade da forma de onda 25 mm/s

Cor da forma de onda R: 0, G: 255, B: 255

PR atv. Desl

Abrir OCRG Desl

Período OCRG 1,25 min

D.7 Configurações padrão de NIBP


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de NIBP.

Tabela D-7 Configurações padrão de NIBP

Parâmetro Padrão
Alarme NIBP Lig

Modo operacional Manual

Tp. de intervalo no Modo automático 1’00”

Tempo de medição no modo Estat. 5 min

Tipo de paciente Adulto

Unidade mmHg

D-4 G30/G40 Manual de instruções


Configurações padrão de temperatura

Tabela D-7 Configurações padrão de NIBP (Continuação)

Parâmetro Padrão
Medição de pressão sanguínea Desl
dinâmica

Intervalo de medição de pressão 30 minutos


sanguínea dinâmica

Limite sup. SIS normal na medição de Adulto: 160 mmHg (21,3 kPa)
pressão sanguínea dinâmica
Pediátrico: 120 mmHg (16,0 kPa)
Neonatal: 100 mmHg (13,3 kPa)

Limite inf. SIS normal na medição de Adulto: 100 mmHg (13,3 kPa)
pressão sanguínea dinâmica
Pediátrico: 70 mmHg (9,3 kPa)
Neonatal: 40 mmHg (5,3 kPa)

Limite sup. DIA normal na medição Adulto: 100 mmHg (13,3 kPa)
de pressão sanguínea dinâmica
Pediátrico: 70 mmHg (9,3 kPa)
Neonatal: 60 mmHg (8,0 kPa)

Limite inf. DIA normal na medição Adulto: 60 mmHg (8,0 kPa)


de pressão sanguínea dinâmica
Pediátrico: 40 mmHg (5,3 kPa)
Neonatal: 20 mmHg (2,7 kPa)

D.8 Configurações padrão de temperatura


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de temperatura.

Tabela D-8 Configurações padrão de TEMP

Parâmetro Padrão
Alarme T1/T2 Lig

Unidade °C

G30/G40 Manual de instruções D-5


Configurações padrão de dióxido de carbono

D.9 Configurações padrão de dióxido de carbono


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de CO2.

Tabela D-9 Configurações padrão de CO2

Parâmetro Padrão
Medição de CO2 Desl

Alarme InCO2/EtCO2 Lig

Alarme RR Lig

Modo operacional Espera

Tipo de paciente Adulto

Velocidade da forma de onda 12,5 mm/s

Pr. forma de onda Desl

Cor da forma de onda R: 0, G: 255, B: 255

Unidade mmHg

D.10 Configurações padrão de pressão sanguínea invasiva


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de IBP.

Tabela D-10 Configurações padrão de IBP

Padrão
Parâmetro
IP, ART, AO, FA, RA, PA CVP, ICP
Medição de IBP Desl

Alarme IBP Lig

PR atv. Desl

Ganho IBP Manual 330

Config rót. IP

Modo Zerando Auto

Velocidade da forma de onda 25 mm/s

Unidade mmHg

Cor da forma de onda R: 255, G: 0, B: 0

D-6 G30/G40 Manual de instruções


Configurações padrão de débito cardíaco

D.11 Configurações padrão de débito cardíaco


A tabela a seguir descreve as configurações padrão de C.O.

Tabela D-11 Configurações padrão de C.O.

Parâmetro Padrão
Medida cardíaca Desl

Alarme BT Lig
o
Unidade temp C

D.12 Configurações padrão de gravador


A tabela a seguir descreve as configurações padrão do gravador.

Tabela D-12 Configurações padrão de gravador

Parâmetro Padrão
Gravando Desl

Imprimir conteúdo Frm. de onda

Velocidade de impressão 25 mm/s

Forma de onda canal 1 ECG1

Forma de onda canal 2 SpO2

Forma de onda canal 3 RESP

Modo de impressão Auto

Gravação acionada por alarme Desl

Tempo de impressão do alarme 10 s

Conf hora avançada Nenhum

Impressão programada Desl

PRT ECG único Desl

G30/G40 Manual de instruções D-7


Configurações padrão de gravador

D-8 G30/G40 Manual de instruções


E
Glossário

Este apêndice define alguns termos e abreviações.

E.1 Definições de terminologia

Tabela E-1 Definições de terminologia

Termo Definição
a/AO2 Oxigênio alveolar-arterial

AaDO2 Diferença de oxigênio alveolar-arterial

AG Gás anestésico

AO Pressão aórtica

ARR Arritmia

ART Pressão arterial

aVL Eletrodo aumentado do braço esquerdo

aVR Eletrodo aumentado do braço direito

BSA Área da superfície do corpo

BT Temperatura do sangue

C(a-v)O2 Conteúdo do oxigênio artério-venoso

CaO2 Conteúdo do oxigênio arterial

CcO2 Conteúdo de oxigênio capilar

CI Índice cardíaco

CO2 Dióxido de carbono

Conector de Débito cardíaco

CvO2 ca Diferença de conteúdo do oxigênio


artério-venoso

CVP Pressão venosa central

DES Desflurano

DIA Diastólica

DO2 Fornecimento de oxigênio

ECG Eletrocardiografia

ENF Enflurano

G30/G40 Manual de instruções E-1


Definições de terminologia

Tabela E-1 Definições de terminologia (Continuação)

Termo Definição
EtCO2 Dióxido de carbono da extremidade tidal

EtN2O Óxido nitroso da extremidade tidal

EtO2 Oxigênio da extremidade tidal

FA Pressão da artéria femoral

FC Freqüência cardíaca

GP Parâmetro de gás

HAL Halotano

IBP Pressão sanguínea invasiva

ICP Pressão intracranial

InCO2 Dióxido de carbono inspirado

InN2O Óxido nitroso inspirado

InO2 Oxigênio inspirado

IP Pressão sanguínea invasiva

ISO Isoflurano

LA Braço esquerdo

LCW Trabalho cardíaco esquerdo

LCWI Índice de trabalho cardíaco esquerdo

LL Perna esquerda

LVSW Trabalho sistólico do ventrículo


esquerdo

LVSWI Índice do trabalho sistólico do


ventrículo esquerdo

MAP Pressão arterial média

MV Volume minuto

N2 O Óxido nitroso

NIBP Pressão sanguínea não invasiva

O2 Oxigênio

O2ER Proporção da extração de oxigênio

Pa/FiO2 Fração do oxigênio inspirado

E-2 G30/G40 Manual de instruções


Definições de terminologia

Tabela E-1 Definições de terminologia (Continuação)

Termo Definição
PAO2 Pressão do oxigênio

PR Freqüência de pulso

PVR Resistência vascular pulmonar

PVRI Índice de resistência vascular pulmonar

Qs/Qt Fração de Shunt

RA Braço direito

RCW Trabalho cardíaco direito

RCWI Índice de trabalho cardíaco direito

RESP Respiração

RL Perna direita

RR Freqüência da respiração

RVSW Trabalho sistólico do ventrículo direito

RVSWI Índice do trabalho sistólico do


ventrículo direito

SEV Sevoflurano

SI Índice sistólico

SIS Pressão sistólica

SpO2 Saturação do oxigênio arterial da


oximetria de pulso

SV Volume sistólico

SVI Índice de volume sistólico

SVR Resistência vascular sistêmica

SVRI Índice de resistência vascular sistêmica

TEMP Temperatura

VA Volume alveolar

Vd Espaço morto

Vd/TV Proporção espaço morto/volume de


titulação

VO2 Consumo de oxigênio

G30/G40 Manual de instruções E-3


Definições de terminologia

E-4 G30/G40 Manual de instruções


F
Compatibilidade eletromagnética

Este apêndice lista os testes e os níveis de conformidade que fazem com que o monitor de paciente
G30/G40 seja adequado para uso no ambiente eletromagnético especificado de acordo com o
padrão IEC 60601-1-2:2000/A1:2004.

F.1 Manual de instruções


Os equipamentos médicos elétricos podem gerar ou receber interferência eletromagnética.
Este produto foi avaliado quanto à EMC (Electromagnetic Compatibility, Compatibilidade
eletromagnética) com os acessórios apropriados de acordo com o IEC60601-1-2:2004, o padrão
internacional de EMC para equipamentos médicos elétricos. A União Europeia adotou a norma IEC
como a Norma Europeia EN 60601-1-2:2004. A interferência de radiofrequência (RF) de
dispositivos transmissores próximos podem prejudicar o desempenho do produto. A compatibilidade
eletromagnética com os dispositivos das proximidades deve ser avaliada antes de utilizar o produto.
Equipamentos de comunicação de radiofrequência fixos, portáteis e móveis também podem afetar o
desempenho de equipamentos médicos. Consulte o provedor do serviço para obter ajuda com relação
à distância de separação mínima recomendada entre o equipamento de comunicação RF e o produto.
Os cabos, os sensores/transdutores e outros acessórios cuja compatibilidade foi avaliada estão
listados neste manual.

Aviso O uso de acessórios, transdutores e cabos diferentes dos especificados podem resultar no
aumento das emissões e/ou na diminuição da imunidade do monitor de paciente G30/G40.

O monitor de paciente G30/G40 não deve ser usado próximo a outros equipamentos nem
empilhado neles. Se isso for necessário, verifique se a operação do monitor está normal na
configuração em que está sendo usado.

Cuidado As seguintes portas dos monitores de paciente G30/G40 são sensíveis à descarga eletrostática
durante o monitoramento do paciente:
• SpO2
• ECG
Siga estas diretrizes para reduzir a descarga eletrostática:
• Não toque nos pinos do conector da porta.
• Ao conectar e desconectar os cabos das portas, use medidas de precaução contra
descarga eletrostática. Essas medidas podem incluir o seguinte:
– Verifique se você está aterrado antes da conexão. Toque em algum metal
aterrado.
– Use uma tira de aterramento e uma roupa de proteção contra descarga
eletrostática.
– Forneça um treinamento sobre descarga eletrostática para todos os usuários.
Os usuários devem entender o que é descarga eletrostática, como podem ocorrer
danos e como evitá-la.

G30/G40 Manual de instruções F-1


Orientação e declaração de EMC do fabricante

F.2 Orientação e declaração de EMC do fabricante


O monitor de paciente G30/G40 deve ser usado no ambiente eletromagnético especificado nas tabelas
a seguir.
O cliente ou o usuário dos monitores G30/G40 devem assegurar que o equipamento seja usado em tal
ambiente.

F.2.1 Emissões eletromagnéticas de todos os equipamentos e sistemas


Tabela F-1 Emissões eletromagnéticas de todos os equipamentos e sistemas

Teste de emissão Conformidade Orientação para o ambiente eletromagnético


Emissões de RF Grupo 1 O monitor de paciente G30/G40 usa energia RF somente
para seu funcionamento interno. Desse modo, as emissões
CISPR 11
de RF são muito baixas e provavelmente não causarão
nenhuma interferência nos equipamentos eletrônicos
próximos.

Emissão de RF Classe A O monitor de paciente G30/G40 é adequado para ser usado


em todos os estabelecimentos, exceto em estabelecimentos
CISPR 11
domésticos e nos diretamente conectados à rede pública de
Emissões harmônicas Classe A baixa tensão que alimenta as instalações usadas para fins
domésticos.
IEC 61000-3-2

Oscilações de tensão/ Em conformidade


emissões variáveis
IEC 61000-3-3

F.2.2 Imunidade eletromagnética de todos os equipamentos e sistemas


Tabela F-2 Imunidade eletromagnética de todos os equipamentos e sistemas

Ambiente
Teste de Nível do teste Nível de
eletromagnético -
imunidade IEC 60601 conformidade
Orientação
ESD (Electrostatic ± 6 kV, contato ± 6 kV, contato Os pisos devem ser de madeira,
discharge, Descarga concreto ou azulejo de
± 8 kV, ar ± 8 kV, ar
eletrostática) cerâmica. Se o piso for coberto
com material sintético, a
IEC 61000-4-2
umidade relativa deve ser pelo
menos 30%.

Pico de eletricidade ±2 kV para cabos de ±1kV para cabos de A rede elétrica deve ser típica
rápido/explosão alimentação alimentação de um ambiente comercial ou
hospitalar. É recomendado o
IEC 61000-4-4
uso de filtros em cabos de
entrada de energia.

F-2 G30/G40 Manual de instruções


Orientação e declaração de EMC do fabricante

Tabela F-2 Imunidade eletromagnética de todos os equipamentos e sistemas (Continuação)

Ambiente
Teste de Nível do teste Nível de
eletromagnético -
imunidade IEC 60601 conformidade
Orientação
Pico ±1 kV no modo ±1 kV no modo A rede elétrica deve ser típica
diferencial diferencial de um ambiente comercial ou
IEC 61000-4-5
hospitalar.
±2 kV no modo comum ±2 kV no modo comum

Quedas de tensão, < 5% UT 1 <5% de UT A rede elétrica deve ser típica


breves interrupções e de um ambiente comercial ou
(>queda de 95% em UT) (>queda de 95% em UT)
oscilações de hospitalar. Se o usuário do
voltagem nos cabos durante 0,5 ciclo durante 0,5 ciclo monitor de paciente G30/G40
de entrada de energia 40% UT 40% de UT (queda de precisar de operação contínua
60% em UT) durante durante as interrupções da rede
IEC 61000-4-11 (queda de 60% em UT)
5 ciclos elétrica. Recomenda-se
durante 5 ciclos alimentar o monitor de paciente
70% UT G30/G40 com uma fonte de
70% UT
(queda de 30% em UT) alimentação ininterrupta ou
(queda de 30% em UT) uma bateria.
para 25 ciclos
durante 25 ciclos
<5% de UT
<5% de UT
(>queda de 95% em UT)
(>queda de 95% em UT)
por 5 segundos
por 5 segundos

Frequência de energia 3 A/m 3 A/m Campos magnéticos de


frequência de energia
(50/60 Hz) campo
magnético Devem estar nos níveis
característicos de um local
IEC61000-4-8
típico em um ambiente
comercial ou hospitalar típico.

1. UT é a tensão da corrente CA antes da aplicação do nível de teste.

G30/G40 Manual de instruções F-3


Orientação e declaração de EMC do fabricante

F.2.3 Imunidade eletromagnética dos equipamentos e sistemas que não dão


suporte à vida
Tabela F-3 Imunidade eletromagnética dos equipamentos e sistemas que não dão suporte à vida

Teste de Nível do teste Nível de


Ambiente eletromagnético - Orientação
imunidade IEC 60601 conformidade
Os equipamentos portáteis e móveis de
comunicação RF não devem ser usados mais
próximos de qualquer parte do monitor de paciente
G30/G40, incluindo os cabos, do que a distância de
separação recomendada calculada a partir da
equação aplicável à frequência do transmissor.

Distância de separação recomendada

RF conduzida 3 Vrms 3 Vrms


⎡ 3.5 ⎤
IEC 61000-4-6 150 kHz a 80 MHz d =⎢ ⎥ P
⎣ V1 ⎦
RF irradiada 3 V/m 3 V/m
IEC 61000-4-3 80 MHz a 2,5 GHz ⎡ 3.5 ⎤
d =⎢ ⎥ P
⎣ V1 ⎦

⎡7⎤
d =⎢ ⎥ P
⎣ E1 ⎦
Onde P é a energia máxima de saída do transmissor
em Watts (W) de acordo com o fabricante do
transmissor e d é a distância de separação
recomendada em metros (m).
A intensidade dos campos dos transmissores de RF
fixos, conforme determinado por uma pesquisa
eletromagnética local,1 deve ser menor do que o nível
de conformidade em cada intervalo de frequência.2
Pode ocorrer interferência nas proximidades do
equipamento marcado com o seguinte símbolo:

1. A intensidade dos campos dos transmissores fixos, como estações de base para telefones via rádio (com/
sem fio) e rádios móveis terrestres, rádios amadores, difusão de rádio AM e FM e difusão de TV não pode
ser estimada teoricamente com precisão. Para avaliar o ambiente eletromagnético próprio dos transmissores
de RF fixos, uma pesquisa eletromagnética local deve ser considerada. Se a intensidade do campo medido
no local em que o monitor de paciente G30/G40 é usado exceder o nível de conformidade de RF aplicável
acima, verifique o monitor para observar se o funcionamento está normal. Se algum desempenho anormal
for observado, medidas adicionais talvez sejam necessárias, tais como reorientar ou reposicionar o monitor
de paciente G30/G40.
2. Acima do intervalo de frequência de 150 kHz a 80 MHz, a intensidade dos campos deve ser inferior a 3 V/m.

F-4 G30/G40 Manual de instruções


Orientação e declaração de EMC do fabricante

F.2.4 Distâncias de separação recomendadas


O monitor de paciente G30/G40 deve ser usado em um ambiente eletromagnético no qual as
interferências de RF irradiada sejam controladas. O cliente ou usuário do monitor de paciente G30/
G40 pode ajudar a evitar a interferência eletromagnética mantendo uma distância mínima entre o
equipamento de comunicação de RF portátil e móvel (transmissores) e o monitor de paciente G30/
G40 conforme recomendado abaixo, de acordo com a energia de saída máxima do equipamento de
comunicação.

Tabela F-4 Distâncias de separação recomendadas entre o equipamento de comunicação de


RF portátil e móvel e o monitor G30/G40

Distância de separação de acordo com a frequência do


transmissor (m) 1
Energia de saída máxima 150 kHz a 80 MHz 80 MHz a 800 MHz 800 MHz a 2,5 GHz
do transmissor
⎡ 3.5 ⎤ ⎡ 3 .5 ⎤ ⎡7⎤
(W) d =⎢ ⎥ P d =⎢ ⎥ P d =⎢ ⎥ P
⎣ V1 ⎦ ⎣ E1 ⎦ ⎣ E1 ⎦

0,01 0,12 0,12 0,23

0,1 0,37 0,37 0,74

1 1,17 1,17 2,33

10 3,69 3,69 7,38

100 11,67 11,67 23,33

1. Para os transmissores cuja energia de saída máxima não está listada acima, a distância de separação
recomendada (d) em metros (m) pode ser estimada usando-se a equação aplicável à frequência do
transmissor, onde P é a energia de saída máxima do transmissor em Watts (W) de acordo com o fabricante
do transmissor.

Observação — Entre 80 e 800 MHz, deve-se usar a distância de separação correspondente à maior
frequência. Essas diretrizes talvez não se apliquem a todas as situações. A propagação
eletromagnética é afetada pela absorção e pela reflexão de estruturas, objetos e pessoas.

G30/G40 Manual de instruções F-5


Orientação e declaração de EMC do fabricante

F.2.5 Resultados do teste de interferência


Os resultados do teste de interferência a seguir não afetam o diagnóstico do paciente.

Tabela F-5 Resultados de interferência

Teste de Nível do teste Nível de


Resultados
imunidade IEC 60601 conformidade
Pico de ±2 kV para cabos de 1 kV para cabos de A adição da interferência de ±2 kV ao cabo
eletricidade alimentação alimentação de alimentação interferiu muito a forma de
rápido/explosão onda de ECG. A diminuição da interferência
IEC 61000-4-4 para ±1 KV interferiu ligeiramente na forma
de onda. A remoção da interferência retornou
a forma de onda ao modo operacional anterior
em 10 segundos sem perda dos dados
armazenados.

F-6 G30/G40 Manual de instruções


Índice

Valores numéricos colocação do eletrodo, 4-1


4.1 Colocação dos eletrodos, 4-1 componentes principais, 1-2
concentração do medicamento, 13-1
Conector de
A cabos, conexão, 11-1
acessórios configuração da medição, 11-2
Conector de, A-7 documentação da medida, 11-5
monitor, A-1, A-2, A-3, A-5 edição e salvamento, 11-5
Acessórios de CO2 na página A-5, 9-1 fatores de influência, 11-2
alarme hemodinâmica, 11-6
classificações, C-1 medição, 11-3
fisiológicos, C-1 mensagens de alerta de curva, 11-6
alarmes configuração do produto, 1-2
apnéia, 5-3 configurações padrão
audível, 3-3 alarme, D-1
chamada da enfermeira, 3-6 CO2, D-6
eventos de alarme, 3-7 Conector de, D-7
limite de temperatura do sangue, 11-7 ECG, D-2
limites de PR, 6-6 exibição, D-2
limites estreitos, 3-6 gravador, D-7
mensagens, 3-2 NIBP, D-4
níveis, 3-1 resp, D-3
temperatura do sangue, 11-7 sistema, D-1
tipos, 3-1 SPO2, D-4
visual, 3-2 TEMP, D-5
análise de variação de FC, execução, 4-17
ARR D
exibição, 4-15
dados
monitoramento da, 4-13
análise de dados exportados, 12-7
padrão de ECG, 4-14
exportação, 12-9
recuperação, 4-16
salvamento na unidade flash, 12-6
dados do paciente
B salvamento na unidade flash, 12-9
bateria débito cardíaco, 5-1
condicionamento, 15-3 desinfecção
descarte, 15-3 monitor, 16-4
instalação, 15-2
otimização, 15-3 E
recarregamento, 15-3
ECG
conectar cabo, 4-4
C exibição, 4-5
cálculos filtro, 4-10
execução, 12-8 formas de onda de ECG de sete derivações, 4-6
cálculos de oxigenação ganho da forma da onda, 4-7
execução, 12-9 linha de base da forma de onda, 4-9
cálculos de ventilação modo, 4-10
execução, 12-9 velocidade da forma de onda, 4-8
cálculos hemodinâmicos ECG, forma de onda de
execução, 12-9 análise, 12-2
Calibragem de 1 mV, 4-9 recall, 12-1, 12-6
CO2 ECG, monitoramento de
conexão de acessórios, 9-2 análise de variação de FC, execução, 4-17
painel, 9-5 especificações
alarme, F-1

G30/G40 Manual de instruções Índice-1


especificações de alarme, F-1 impressão da tira, manutenção, 14-8
esterilização imprimir conteúdo, 14-3
monitor, 16-4 Indicações de uso, 1-1
Exibição de FC/PR, 6-5 informações do produto, ii
expansão lateral do tórax, 5-1 inspeção
cabos e fios, 17-1
F equipamento e acessórios, 17-1
fabricante, ii
Fonte de FC, 4-9 L
forma de onda LED de carregamento, 15-1
canal, 2-19 limites de alarme padrão, C-7
congelar, 2-21 limpeza
cor, 2-21 acessórios, 16-2
exibição, 2-20 bainha de NIBP, 16-3
velocidade, 2-20 cabeçote de impressão do gravador, 16-3
forma de onda de respiração cabo, 16-2
ganho, 5-2 diretriz, 16-1
preencher, 5-3 Módulo Vár gás, 16-3
velocidade, 5-3 monitor, 16-2
forma de onda de SpO2 sensor de SpO2, 16-2
velocidade, 6-4 sonda de temperatura, 16-3

G M
garantia, vi modo de impressão, 14-6
gerenciador de dados, 12-6 monitor
gráfico de titulação, 13-3 brilho, 2-23
gravador, papel do, 14-1 data e hora, 2-22
descarte, 17-6
H desembalagem, 2-1
fonte de alimentação, 2-2
hora impressão alarme, 14-5
idioma, 2-21
inspeção, 2-3
I manutenção do sistema, 2-22
IBP modo noturno, 2-24
conexão do tubo, 10-1 montagem, 2-2
exibição, 10-4 rede, 2-23
Exibição de PR, 10-6 tela principal, 2-10
medição, 10-3 monitores
módulo de medição, 10-1 acessórios, A-1, A-2, A-3, A-5
prioridade de PR, 10-6
seleção da pressão, 10-2 N
seleção de transdutor, 10-1 NIBP
unidade, 10-6
calibragem, 7-8
zerando, 10-2
colocação da bainha, 7-1
IBP, forma de onda de dados de medição, 7-7
ganho, 10-4
exibição, 7-3
velocidade, 10-5
limitações de medição, 7-2
impressão, 14-2
limites de alarme, 7-7
acionada por alarme, 14-4
medição, 7-3
forma de onda única, 14-4
modo de medição, 7-3
hora avançada, 14-5
tempo do intervalo, 7-4
programada, 14-4 tipo de paciente, 7-5
tira, 14-7
unidade, 7-5
velocidade, 14-6

Índice-2 G30/G40 Manual de instruções


O tela Tendência dinâmica, 2-15
TEMP
OCRG, 2-17
conectar sonda, 8-1
intervalo, 2-17
exibição, 8-2
fator influenciador, 8-1
P monitoramento da, 8-1
paciente unidade, 8-3
gerenciamento, 2-24 Temperatura do sangue, 11-7
marcapasso, 4-13 temperatura do sangue
padrões de segurança, v alarme, 11-7
painel unidade, 11-8
frontal, 2-4 tempo médico, 13-2
inferior, 2-10 terminologia, E-1
lateral, 2-7
traseiro, 2-6 U
preparação da pele, 4-1
unidade flash USB, 12-6
principais, componentes, 1-2
uso previsto, 1-1
Prioridade FC/PR, 6-4
programação de teste, 17-1
V
R versão, ii
versão do software, 2-3
rede, 2-2
Visualização de outro leito
resp
derivação, 5-1 Canal, 2-18
Número de ID, 2-18, 2-19
exibição, 5-2
Alarme, 2-18
Modo Resp, 5-2
respiração abdominal, 5-1 Volume FC, 4-10

S
segurança, ii
seleção do canal de impressão, 14-3
serviço pós-venda, vi
símbolos, no monitor e na embalagem, iii
solução de problemas, 17-2
SpO2
aplicar sensor, 6-1
conectar cabos, 6-2
exibição, 6-3
Exibição de PR, 6-4
leitura suspeita, 6-3
medição, 6-2
modo de resposta, 6-4
ST
análise, 4-11
status da bateria, 15-1

T
tarefa de manutenção, 17-1
taxa de infusão, 13-2
taxa de titulação, 13-2
tela
7 ECG, 2-15
dados de tendência, 12-6
exibir tendência, 12-3, 12-6
grade de fundo, 2-15
lista de tendências, 12-5
monitoramento de outro leito, 2-17

G30/G40 Manual de instruções Índice-3


Índice-4 G30/G40 Manual de instruções
Impresso na China
Quarta edição

*453564396971*
453564396971

*D *D