Você está na página 1de 5

SEMINÁRIO TEOLÓGICO ADONAI

DISCIPLINA: ECLESIÁSTICA

PROFESSOR: NELSON TAYLOR

PESQUISA - REFORMADORES E AVIVALISTAS

TEMA: Biografia - Charles Haddon Spurgeon (1834-1892)

ALUNO: LUCIANO BRITO GARCIA

Introdução - Biografia de Rev. Charles Haddon Spurgeon

Nascido em Kelvedon, Essex, Inglaterra, em 19/06/1834, originário de uma família cristã, filho de Mr. James, pastor de Stambourne e Mrs. Eliza e neto de pastores. Sua família fugiu da perseguição na Espanha, promovida pelo imperador Carlos V e Igreja Romana. Ainda criança, leu o livro O Peregrino de John Bunyan, um clássico da literatura cristã, e provavelmente diversas obras de teologia evidenciando a sua provável fonte de despertar teologicamente, afinal, era filho e neto de pastores. Havia ainda a tia Ana, que era citada sempre com carinho e como tutora e guia nos temas corriqueiros de vida doméstica,um exemplo para o garoto Charles.

Conversão – Uma alma de criança batista

Se converte em 03 de Maio de 1850. (É batizado no Rio Lark, em Isleham), aos 15 anos após uma busca pessoal, orou seis meses e visitou igrejas buscando a “existência de Deus”. Certa noite, porém, uma tempestade de neve impediu que o pastor de uma igreja local pudesse assumir o púlpito. Um dos membros da congregação - um humilde sapateiro - tomou a palavra e pregou de maneira bem simples uma mensagem com base em Isaías 45.22a: Olhai para mim e sereis salvos, vós todos os termos da terra. Desprovido de qualquer experiência, o pregador repetiu o versículo várias vezes antes de direcionar o apelo final. Spurgeon não conteve as lágrimas, tamanho o impacto causado pela Palavra de Deus.

Evangelista do Senhor – Um exemplo de fé

Com a conversão, começa a evangelizar com folhetos nas ruas e a ensinar a Bíblia na escola dominical para crianças em Newmarkete, Cambridge. Prega seu PRIMEIRO SERMÃO, na casa de uma família rural em Teversham, 1850, mesmo iniciando e de pouca idade era muito organizado e desenvolto nas doutrinas da Palavra e demonstrava possuir o “dom” do Ministério de Pregação Pastoral. Um pregador brilhante e hábil para “tocar” nos corações de maneira eficaz .Prega seu primeiro sermão na Capela Batista WATERBEACH, em 12 de Outubro de 1851 e depois na Capela New Park Street, Londres, em 18 de Dezembro de 1853. Durante o tempo que permaneceu em Waterbeach passou por apertos e escassez, mas a Igreja cresceu e o povo sofreu uma completa transformação. O jovem que Deus havia usado para isso recebeu o apreço e o respeito de todos.

Em pouco tempo, os pais de Spurgeon queriam que o seu filho ingressasse no famoso Regent´s Park College. Ainda que Spurgeon se sentisse arredio a fazê-lo, acordaram em uma entrevista entre ele e o diretor, a fim de tratar o assunto. A entrevista seria organizada na casa de um tal Macmillan, um editor cristão. Ambos foram ao encontro no horário e lugar marcado, mas por um erro de uma das empregadas, foram introduzidos em distintos cômodos, onde ficaram esperando por muito tempo, sem saberem que se encontravam tão perto um do outro. A entrevista fracassou e Spurgeon considerou que isto era uma indicação de que Deus não queria que ele cursasse estudos sistemáticos de teologia. Essa mesma tarde entendeu ouvir

uma voz que lhe dizia: "Procuras grandes coisas para ti? Não as busque". Ele recebeu isto como um expresso mandamento de Deus para não ingressar em universidade alguma. Nem naquele momento nem depois, Spurgeon haveria de fazê-lo. No entanto, chegou a ser um dos homens mais ilustres da época. Dizem que lia pelo menos seis livros por semana e chegou a contar com uma biblioteca pessoal de 10.000 volumes. Aos vinte, já era conhecido na Inglaterra como “o menino pregador”. Por causa disso, em Londres, tornou-se hábito ler seus sermões, que passaram a ser impressos.

Ministério Pastoral – A carreira do menino pregador

Com 20 anos é convidado para Ministrar uma igreja. Aceita a cadeira pastoral da Capela Batista New Park Street, Londres, em 28 de Abril de 1854 (então com 232 membros), em Londres, substituindo o teólogo John Gill. Uma batalha enorme, era do

interior londrino e agora pastoreia uma igreja “fria” e vazia, sem perspectivas. Spurgeon não se intimida e inicia o desafio em uma igreja que outrora era referência na cidade. Tem o primeiro sermão publicado no “New Park Street Pulpit, em 07 de Janeiro de

1855. Sua igreja tinha capacidade para 1.200 visitantes, mas não ultrapassava de 100

nos seus sermões iniciais. No início os irmãos da igreja eram poucos mas estavam em “clamor” pelo avivamento da igreja e verem vidas salvas.

O Despertar - Deus agindo poderosamente

Deus ouve o clamor e a igreja começa a ter conversões e dezenas de almas se salvam como cita Spurgeon posteriormente. Casa-se com com Susanah Thompson, nascida em 15/01/1832 em 08 de Janeiro de 1855, uma jovem da igreja, considerando que ela teve durante grande parte da sua vida problemas de saúde, foi uma ajudadora idônea e amiga fiel. Pertencia a uma pacata família de comerciantes da cidade e havia recebido uma sólida educação. Brilhava em seu ambiente por seus gostos refinados e pela grande bondade do seu caráter, mais que pela beleza física. Era uma mulher a quem Deus havia adornado com as melhores virtudes para a missão que lhe corresponderia cumprir, “esposa de pastor”.

O ministério de Spurgeon, na igreja fria, passa à uma fase de avivamento e despertar onde a igreja não suportava o movimento na semana estimado em 10 mil ouvintes. Ajudava os jovens como “chamado” para a pregação, com recursos próprios, funda em 1856, o Colégio de Pastores, com um aluno e um professor. Logo foi construído um edifício para o Colégio. O local e igreja não comportava mais o Ministério de Spurgeon e criam um comitê em Junho de 1856. Assim fazem a obra do Tabernáculo Metropolitano, e com uma Reunião de Oração, em 18 de Março de 1861. Com capacidade para até 6 mil ouvintes, além disso, havia um salão para a Escola Dominical, com capacidade para 1.000 pessoas; e outras dependências, a obra não resolveu o problema e de três em três meses, Spurgeon pedia às pessoas para fazerem um tipo de “rodízio”, afim de que todos pudessem estar no templo para conhecer a Palavra de Deus. Nascem os filhos gêmeos (não idênticos) Thomas e Charles, nascidos em 20 de Setembro de 1856. Como brilhante pregador batista, se separou por questões doutrinárias da União Batista Britânica e disse: A preservação de uma

associação denominacional quando ela é impotente para disciplinar heréticos não pode

ser justificada sob a base da preservação da 'União Cristã'

Em 1872, por não suportar mais a demanda, construiu-se um lar para o Colégio de Pastores. Em seu discurso anual de 1890, Spurgeon informa que nos 34 anos do Colégio, tinham sido recebidos nele 828 postulantes, dos quais 673 exerciam na obra.

".

Legado - Eventos e Obras para o Reino

Estabelece em 1856 o The Pastor’s College - que se expande em 1857.

É fundada a Associação dos Colportotes, distribuidores de de livros, do Tabernáculo

Metropolitano, em 1866.

É fundado o Orfanato Stockwell (para meninos), em 1867. Pedra inaugural foi lançada

em 9 de Setembro de 1869.

É posta a primeira pedra pelo Diácono Thomas Olney para o Edificio do The Pastor's

College, conclusa em Março de 1868.

São iniciadas suas férias anuais no sul da França, para descanso e recuperação, em Dezembro de 1871.

São agregados 571 membros em Fevereiro de 1873, para uma membresia total de

4.417.

É colocada a primeira pedra para um novo edifício ampliando o The Pastor's College,

em 14 de Outubro de 1873.

É inaugurado o Fundo para Livros da esposa. Mrs. Spurgeon no ano de 1875.

Apresentação da lembrança pelas Bodas de Prata pastorais, em 20 de Maio de 1879.

É fundado o Orfanato Stockwell (para meninas), em 1879. A primeira pedra foi lançada

em 22 de Junho de 1880.

Celebrações do seus Jubileu e reconhecimentos, em 18 e 19 de Junho de 1884.

Primeiro artigo da “Controvérsia do Declínio” publicado na revista “A Espada e a Colher”, em agosto de 1887.

Falecimento de Mrs. ELIZA, a mãe de Spurgeon, com a idade de 75 anos, em 1888.

Último sermão pronunciado no Tabernáculo Metropolitano, em 07 de Junho de 1891.

Durante seu Pastorado, foram batizados e se uniram ao Tabernáculo 14.692 irmãos.

No final do ano de 1891 a membresia contava com 5.311 (a capacidade do Tabernáculo era de 6.000, com 5.500 assentos, 500 de pé; as dimensões: 44.5 m de largura, 25 m de comprimento, 21 m de altura).

Sofre muito pelas dores e enfermidades durante os meses de Junho e Julho de 1891.

Viaja de novo (pela última vez) para MENTON, França, em 26 de Outubro de 1891.

Pela combinação sofrida e duradoura de reumatismo, gota e enfermidade de Bright (rins) sua saúde fica debilitada.

Ainda descansando em Menton, seu estado se agrava, em 20 de Janeiro de 1892.

O corpo de Spurgeon MORRE, mas seu espírito entra na GLÓRIA, em 31 de Janeiro de

1892.

É sepultado no cemitério de Norwood, em 11 de Fevereiro de 1892.

Seu irmão JAMES (Pastor Assistente do Tabernáculo), morre com a idade de 61 anos, em 22 de Março de 1899.

Seu pai (e Pastor) JOHN, de quase 92 anos, morre em 14 de Junho de 1902.

Sua esposa (e colaboradora) SUSANAH, morre aos 71 anos, em 22 de Outubro de

1903.

Seu filho (e Pastor) THOMAS, morre aos 61 anos, em 17 de Outubro de 1917.

Seu filho (e Pastor) CHARLES, morre aos 70 anos, em 13 de Dezembro de 1926.

CONCLUSÃO – Viveu pela palavra do Senhor

Seus sermões eram registrados taquigraficamente e ele pessoalmente os revisava; para autorizar a impressão. Iniciaram com uma ampla circulação: 2.500 exemplares por semana. Em 35 anos de Ministério foram publicados aproximadamente uns 32 milhões de sermões, fora publicações de jornais e revistas, em diversas partes do mundo.

Charles Spurgeon foi uma uma celebridade mundial em seu tempo. Recebia convites para pregar em outras cidades da Inglaterra e Europa. Pregava as Boas Novas ao ar livre, para multidões e grandes reuniões, treinou cerca de 900 pregadores. Em seu Funeral, 31 de janeiro de 1892, com presença de seis mil espectadores, foi colocada a Bíblia aberta sobre o caixão, no texto usado para convertê-lo:

“Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os confins da terra; pois eu sou Deus, e não há outro”, Is 45: 22.

Fonte 1: http://www.icrvb.com/conteudo.php?id=126 Fonte 2: http://www.luz.eti.br/index.htm Fonte 3: http://www.iprb.org.br/artigos/textos/art101_150/art141.htm Fonte 4: http://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Haddon_Spurgeon Fonte 5: http://www.aguasvivas.ws/revista/43/espigando1.htm Fonte6: http://www.levandoapalavra.com/historia/charlesspurgeon4.htm Fonte7: http://www.horadaverdade.com/blogdopastor/index.php?/archives/101-ECUMENISMO-BILLY-GRAHAM-em-familia-no-Brasil.html Fontre 8 : http://www.aguasvivas.ws/revista/44/espigando1.htm