Você está na página 1de 43

Passagens Hidráulicas

Passagens Hidráulicas
Adriana Santos | asantos@ascendi.pt
Passagens Hidráulicas

/ Índice

01/ Enquadramento
02/ Inspeções – Estados de Conservação
03/ Métodos de Reabilitação PH’s – Casos de Estudo
04/ Controlo

2
Passagens Hidráulicas

Ciclo de Vida

Projeto Construção Exploração

3
Passagens Hidráulicas

Aspetos Críticos

Projeto Construção Exploração

o Conceção desajustada, nomeadamente, ao nível do período de vida útil (Ph’s metálicas), bem como, na escolha do
diâmetro;
o Deficiente dimensionamento face as condições existentes e/ou de utilização, ao nível do:

\ Viés das obras \ Tipo de fundação \ Qualidade da água \ Bacias Hidráulicas (alargamentos) \

Inexistência de acessos para inspeção/monitorização.

4
Passagens Hidráulicas

Projeto Construção Exploração

o Condicionantes

o Prazo

o Orçamento

5
Passagens Hidráulicas

Principais Patologias

• Assentamentos na fundação da PH (Insuficiente saneamento das terras vegetais e/ou solos


compressíveis);
• Deformações e Corrosões (Ph’s de betão e metálicas)
• Fendilhamento (Ph’s betão), devido a:

• Incumprimento no dimensionamento das classes estruturais, face as cargas existentes e/ou a suportar, das espessuras da
chapa metálica, do recobrimento do betão ou da classe da tubagem;

• Erros de montagem das peças, tais como: desalinhamentos (metálicas e betão), deficiente aperto dos parafusos (metálicas);

• Controlo de Qualidade ineficiente: ao nível da execução dos aterros técnicos, espessuras das camadas, características dos
solos e excesso de energia de compactação;

• Incumprimento do CE/Especificações.

6
Passagens Hidráulicas

Projeto Construção Exploração

7
Passagens Hidráulicas

Exploração

1 Inspeção / Monitorização

2
Análise e Diagnóstico

3 Reparação

4 Controlo

8
Passagens Hidráulicas

Inspeção
Inspeções a
1 PH’s com Vídeo (CCTV)
Ф<1,5 m

2 Avaliação detalhada do estado de componentes


(Corpo, bocas, valas, dissipadores, etc)
Verificação de Geometria secção
Inspeções a (Deformações)
3 PH’s com
Controlo da Galvanização, Corrosão e Aperto
Ф≥1,5 m dos parafusos (PH’s Metálicas)

4 Avaliação do Recobrimento e Medição de


fendas (PH’s em Betão)

9
Passagens Hidráulicas

Avaliação geral do EC das PH’s

EC 1
Não é necessário efetuar qualquer reparação
(Bom)

EC 2
Podem ser especificadas reparações não prioritárias.
(Razoável)
EC 3 São especificadas reparações.
(Mau) Reparação a médio prazo (2-4 anos).

EC 4 São especificadas reparações prioritárias.


(Muito Mau) Não cumpre o nível de serviço para o qual foi concebido. Reparação a curto prazo (1-2 anos).

EC 5 Poderão ser especificadas reparações altamente prioritárias ou de urgência.


(Extrem. Mau) Necessidade de planeamento de intervenção imediata.

10
Passagens Hidráulicas
Inspeções Vídeo Inspeções Visuais

11
Passagens Hidráulicas

Análise e
Diagnóstico
Concessões: 1 404 PH’s Subconcessões: 1 054 PH’s
1

787

507
446

3
267
227
161
63
4 BLA CN LCP GP GL DI PI

PH’s Ф<1,5 m = 1 861 PH’s Ф ≥ 1,5 m = 597

12
Passagens Hidráulicas
Gestão de PHs / Estados de Conservação
Linha estratégica
Inspeções visuais e
vídeo Classificação

Estados de Conservação
EC ≥3
EC<3

Reabilitações/Reparações
EC=1

13
Passagens Hidráulicas

Reparação
Reabilitações Estruturais
• Betão armado
1
• Entubamento c/ aço
• Entubamento Simples – Slipnning
• Ribline
2 Metodologias de • Cipp – Cured in place pipe
o Cura por radiação UV
Reabilitação das
o Cura água quente
PH’s • Substituição Integral
3
Reabilitações Preventivas
• Soleira de betão
• Tratamento anticorrosivo
4 • Reparação de superfícies de betão e selagem de fendas e fissuras
• Encamisamento pontual – Short Liner

14
Passagens Hidráulicas

CASOS DE ESTUDO
Caraterísticas
• PH metálica – ARMCO
Reabilitação Estrutural
• ∅ = 3,50 𝑚
Betão armado (Grande Porto) • Comprimento – 56,58 m
• Estado de Conservação - 5

15
Passagens Hidráulicas
Reabilitação Estrutural_ Entubamento c/ aço (Pinhal Interior)
Caraterísticas
• PH Tripla – Betão armado
• 3 𝑋 ∅ 2,0𝑚
• Comprimento – 87,0 m
• Estado de Conservação - 5

16
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ Entubamento Simples - Sliplinning

• Entubamento contínuo por introdução dos tubos de fibra de vidro;

• Rigidez anelar da tubagem em fibra de vidro garante a segurança estrutural;

• Aumento da capacidade de escoamento da secção - menos rugosidade;

• O espaço anelar existente (entre a PH e o novo tubo) é preenchido c/ betão autonivelante.

17
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ Entubamento com PRFV (Grande Porto)

Caraterísticas
• PH metálica – ARMCO
• ∅ = 1,60 𝑚
• Comprimento – 60,20 m
• Estado de Conservação - 4

18
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ Ribline

• Introdução de um perfil “SPRPE” em aço reforçado com um tubo de plástico;

• O “liner” é introduzido dentro do tubo a reabilitar e é preenchido com argamassa cimentícia (“Grout”) de baixa resistência.

Winding process Grouting

• O perfil “SPRPE” é progressivamente enrolado no tubo a reabilitar. • O “grouting” pode ser realizado em várias fases dependendo das especificações
do projeto.
• Também pode ser misturado em obra, ou pode vir pronto a injetar da central de
betão.

19
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural
Ribline – (Grande Porto)
Caraterísticas
• PH metálica – ARMCO
• ∅ = 1,40 𝑚
• Comprimento –61,89 m
• Estado de Conservação - 5

20
Passagens Hidráulicas
Projeto
Caixa de visita com 5 m de altura.

Boca Jusante da PH: Alteração


face ao Projeto devido à
construção de um Centro de
Distribuição.

Deformação da PH
junto da caixa de
visita

21
Passagens Hidráulicas

Escorregamento do talude

Acesso de montante

Caixa existente (não visitável)

22
Passagens Hidráulicas

Arranjo da envolvente da drenagem de pé de talude

23
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ CIPP – Cured in Place Pipe


• Manga – constituída por Polímero Reforçado com Fibra de Vidro (PRFV);

• Impregnação em fábrica, ou “in loco” com resina de poliéster;

• Cura da manga c/ água quente ou c/ radiação Ultra Violeta;

• Material apresenta alta resistência à tração e flexão.

Cura do CIPP c/água quente Cura do CIPP c/ radiação UV

24
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ CIPP – Cura c/ água quente (Grande Porto)


Caraterísticas
• PH metálica – ARMCO
• ∅ = 0,80 𝑚
• Comprimento – 43,91 m
• Estado de Conservação - 4

25
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural
Substituição integral c/ abertura de vala (Grande Porto)
Caraterísticas
Instalação de novo troço de conduta em manilhas pré-fabricadas;
• PH metálica
• ∅ = 1,0 𝑚 Reabilitação da plataforma da via.
• Comprimento – 36,0 m
• Estado de Conservação - 5

26
Passagens Hidráulicas

Incidente a 13-Fev-2016 (Grande Porto)


Caraterísticas
• PH metálica
• ∅ = 5,0 𝑥 4,5 𝑚
• Comprimento – 87,0 m
• Estado de Conservação - 4

27
Passagens Hidráulicas

Trabalhos preparatórios – Sondagens

28
Passagens Hidráulicas

Solução Implementada – Execução de Box Culvert 4 x 4

29
Passagens Hidráulicas

Solução Implementada – Execução de Box Culvert 4 x 4


Faseamento construtivo _ Fase 1 - Planta

30
Passagens Hidráulicas

Solução Implementada – Execução de Box Culvert 4 x 4


Fase 1 – Perfil pelo eixo da PH

31
Passagens Hidráulicas

Solução Implementada – Execução de Box Culvert 4 x 4


Fase 2 _Planta

Fase 2

32
Passagens Hidráulicas

Desenvolvimento dos trabalhos – 1ª Fase


• Escavação • Impermeabilização da Box Culvert
• Remoção da infraestrutura existente • Execução do aterro e Muro de contenção
• Betão Projetado

33
Passagens Hidráulicas

Desenvolvimento dos trabalhos – 2 ª Fase


• Impermeabilização da Box Culvert • Execução da boca de montante e jusante
• Execução do aterro • Restabelecimento do Serviço Afetado

34
Passagens Hidráulicas

Serviços afetados – PH com conduta de saneamento (SMEAS)


Intervenção de urgência - Grande Porto

Caraterísticas
• PH metálica
• ∅ = 1,20 𝑚
• Comprimento – 44,60 m
• Estado de Conservação - 5

35
Passagens Hidráulicas

Serviços afetados – PH conduta de saneamento SMEAS


PH ao Pk 10+200 da A41 (2016) – Intervenção de urgência

36
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural
Sem abertura de vala _Perfuração (Grande Porto)

Caraterísticas
• PH metálica
• ∅ = 0,80 𝑚
• Comprimento – 56,80 m
• Estado de Conservação - 5

37
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Estrutural_ S/ abertura de vala _Perfuração

38
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Preventiva
Tratamento anticorrosivo + soleira de betão
Caraterísticas
• PH metálica – ARMCO
• ∅ = 4,73 𝑚
• Comprimento – 30,0 m
• Estado de Conservação – 3

39
Passagens Hidráulicas

Reabilitação Preventiva
Encamisamento Pontual c/ Manga de Fibra de Vidro – “Short Liner”
• Permite reparar defeitos localizados no interior da conduta, tais como fissuras transversais e/ou radial, e deslocamento em juntas, repondo
o comportamento estático e hidráulico da tubagem;

• Cada reparação pontual pode apresentar uma extensão variável entre 0,5 e 1,0 m.

PH na Beiras Litoral e Alta


Caraterísticas
• PH Betão
• Ø = 1,0 m
• Comprimento – 46,62 m
• Estado de Conservação - 3

33 40
Passagens Hidráulicas

Grandes Pilares / “Focus”


Controlo

1 Processos

2
Tecnologia

Recursos
3 Humanos

34 41
Passagens Hidráulicas

Controlo

35 42
Passagens Hidráulicas

OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO

36 43