Você está na página 1de 41

BIOLOGIA

Teoria de Lamarck e teoria de


Darwin
LAMARCK (Século XIX)

• Propôs que a evolução


orgânica causaria diferenças
observadas entre espécies,
mas determinou
erroneamente o mecasnismo.
LINNAEUS (Século XVIII)
• Criou o sistema de classificação atual dos
seres vivos.
• Acreditava que as espécies de animais e
vegetais que nomeou eram na maioria as
criadas como descrito no Gênesis. Seu
pensamento se modificou, tendo admitido
posteriormente que novas espécies poderiam
surgir por hibridização entre espécies.
BUFFON
• Realizou o inventário das espécies conhecidas
em Histoire naturelle, por volta de 1730-70.
DARWIN (Século XIX)
• Circunavegou o globo no HMS Beagle.
Evolução por adaptação e seleção natural.
Única teoria capaz de unificar a biologia.
Rascunhou suas idéias sobre seleção natural
em 1844, mas somente publicou quando
provocado por Wallace em 1858. Em 1859
publicou “A origem das espécies através da
seleção natural ou a preservação das raças
favorecidas na batalha da vida”.
WALLACE (Século XIX)
• Idéias semelhantes às de Darwin, exceto que
não admitiu jamais que se aplicassem ao
homem. Enviou carta a Darwin sobre suas
idéias, de maneira que resolveram publicar
pequenos artigos simultaneamente.
HAECKEL
• Lei biogenética (1866): a ontogenia recapitula
a filogenia.
FISHER, WRIGHT e HALDANE
• Entre 1818 e 1832 estabeleceram a teoria
matemática da genética de populações e suas
relações com a evolução. Primeira síntese
evolutiva
DOBZHANSKY (1937)
• “Nada na biologia faz sentido, exceto à luz da
evolução”.
Ernst Mayr
• Juntamente com MAYR, SIMPSON, STEBBINS e
RENSCH estabeleceram a SÍNTESE MODERNA
ou Teoria Sintética da Evolução, mostrando
que a seleção natural agindo sobre as
variações genéticas descritas por MENDEL era
consistente com a evolução de populações,
espécies e registro fóssil.
KIMURA
• Desenvolveu a partir de 1964 o Modelo
Neutro para a evolução molecular.

• Base para o relógio molecular.


LEWONTIN e HUBBY
• Demonstram a existência dos polimorfismos
bioquímicos e iniciam o debate entre a
evolução neutra e evolução adaptativa.
LAMARCK (Século XIX)
• Zoologista e botânico francês, nascido em
Bazantin, um dos pioneiros na formulação das
teorias da evolução biológica.
• Filosofia Zoológica (1809)
• Leis:
• 1. Adaptação ao meio;
• 2. Lei do Uso e desuso;
• 3. Hereditariedade dos caracteres adquiridos
LAMARCK (Século XIX)
• Segundo Lamarck, as girafas teriam, a
princípio, pescoços curtos e viveriam em
ambientes onde a vegetação rasteira era
relativamente escassa.
Darwinismo
• Thomas Malthus ( 1766-1834, sociólogo)
“ população humana tende a crescer para além das
possibilidades do meio, cresce exponencialmente,
geometricamente , enquanto que os recursos
alimentares crescem em progressão aritmética”
• Livro sobre as populações, afirma que muitas
espécies produzem um grande nº de descendentes,
mas apenas alguns poucos sobrevivem.
• Alfred Russel Wallace(1823-1913, cientista)
• Obra “A tendência das variedades de se afastarem
indefinidamente do tipo original
Seleção Natural
• O conceito que verdadeiramente caracteriza a teoria da
evolução de Darwin;

• Este sugere que em cada geração uma parte dos indivíduos de


uma população são eliminados porque estabelecem entre
eles uma "Luta pela sobrevivência" devido à competição pelo
alimento, refúgio, espaço e fuga aos predadores;

• Deste modo sobrevivem os que melhor se adaptarem ao


meio’.

• Os indivíduos mais aptos transmitem essas características à


descendência.
Seleção Natural
• Segundo Darwin, a explicação para a
evolução do pescoço das girafas se
deve ao fato de que já existiam
girafas que apresentavam pescoço
com tamanhos diferentes, havendo,
portanto, variação nessa
característica.
Reflexão
Positivos
• Atitude científica correta, observação da natureza,
elaborando o conceito da seleção natural;

• Estabeleceu que todas as espécies, incluindo o homem, tem


um ancestral comum.

Negativos
• Falta de explicação da origem das espécies;
• Contaminação com o Lamarckismo
( uso e desuso e hereditariedade)
Neodarwinismo - Teoria sintética
da evolução
• A Síntese Moderna (Neodarwinismo) - 1920 a 1950
• Na ânsia de renovar as ideias de Darwin, surgiu o
Neodarwinismo (ou a Síntese Moderna).
• Esta foi a reconciliação dos dados de biogeografia,
paleontologia e sistemática utilizados
• por Darwin no livro “Origem das Espécies” com os
princípios da genética.
Neodarwinismo - Teoria sintética
da evolução
• Os principais avanços da Síntese Moderna foram:
• 1. demonstração de que caracteres adquiridos não eram
herdados;
• 2. comprovação de que a variação contínua tem a mesma base
mendeliana, mas depende da interação de muitos genes;
• 3. a variação dentro e entre regiões geográficas tem base
genética, e algumas delas tem sentido adaptativo;
• 4. os sistematas demonstraram que as espécies não são tipos
morfológicos, mas populações de formas variáveis e isoladas
reprodutivamente de outras populações.
• (Fac. Albert Einstein - Medicin 2017) Seres humanos
e bactérias têm um longo histórico de interações.
Ancestralmente, uma relação conflituosa de
parasitismo, com bactérias invadindo e interferindo
no equilíbrio dinâmico da fisiologia humana e sendo
responsáveis por um grande número de infecções e
enfermidades. Mais tarde, como organismos
fermentadores, cuja ação as tornou interessantes
aliadas na fabricação de vinagres e laticínios e, mais
recentemente ainda, em técnicas de biotecnologia.
Ecologicamente, as bactérias são imprescindíveis em
processos de decomposição da matéria orgânica, no
ciclo biogeoquímico do nitrogênio e na produção de
glicose e o oxigênio molecular. (...)
(Scientific American Brasil, ano II – nº 14, 'A mais
recente rede social') Após a leitura do texto, um
estudante do ensino médio fez as afirmações a seguir.
Assinale a INCORRETA.
• a) Superbactérias causadoras de doenças em seres
humanos apresentam alterações em seu DNA,
provocadas por antibióticos utilizados
indiscriminadamente por nossa população.
• b) Lactobacilos, utilizados em larga escala na
indústria de alimentos como queijos e iogurtes,
realizam o processo de glicólise, sendo capazes de
produzir ácido lático.
• c) Certas bactérias, juntamente com fungos, são, em
um ecossistema, responsáveis pela decomposição de
organismos mortos.
• d) Bactérias nitrificantes, presentes no solo, são
responsáveis pela produção de nitritos e nitratos;
estes últimos são absorvidos pelas plantas para a
produção de compostos orgânicos nitrogenados. Por
outro lado, as cianobactérias realizam fotossíntese,
produzindo glicose e liberando oxigênio para o
ambiente.
(Scientific American Brasil, ano II – nº 14, 'A mais
recente rede social') Após a leitura do texto, um
estudante do ensino médio fez as afirmações a seguir.
Assinale a INCORRETA.
• a) Superbactérias causadoras de doenças em seres
humanos apresentam alterações em seu DNA,
provocadas por antibióticos utilizados
indiscriminadamente por nossa população.
(Ufpr 2017) Considere duas populações de uma
espécie de mamífero. Na população I os animais têm
coloração da pelagem clara e habitam ambientes de
campo aberto. Na população II eles têm coloração
escura e habitam ambientes de floresta densa. O gene
é responsável pela coloração da pelagem nessa espécie
de mamífero. O alelo (completamente dominante)
confere coloração escura, e o alelo (recessivo),
coloração clara. Nesse sentido, a seleção natural sobre
essas populações é do tipo:
a) direcional a favor da pelagem escura, o que pode
levar à extinção da população I.
b) disruptiva, desfavorecendo os heterozigotos, o que
pode levar à especiação.
c) direcional, favorecendo apenas os homozigotos nas
duas populações.
d) estabilizadora, com os heterozigotos igualmente
adaptados aos dois ambientes.
e) disruptiva, o que pode levar à extinção de ambas as
populações.
b) disruptiva, desfavorecendo os heterozigotos, o que
pode levar à especiação.
c) direcional, favorecendo apenas os homozigotos nas
duas populações.
d) estabilizadora, com os heterozigotos igualmente
adaptados aos dois ambientes.
e) disruptiva, o que pode levar à extinção de ambas as
populações.
TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:
Leia o texto a seguir e responda à(s) questão(ões).

O tempo nada mais é que a forma da nossa intuição


interna. Se a condição particular da nossa sensibilidade
lhe for suprimida, desaparece também o conceito de
tempo, que não adere aos próprios objetos, mas
apenas ao sujeito que os intui.
KANT, I. Crítica da razão pura. Trad. Valério Rohden e
Udo Baldur Moosburguer.
São Paulo: Abril Cultural, 1980. p. 47. Coleção Os
Pensadores.
(Uel 2017) No início do século XIX, alguns naturalistas
passaram a adotar ideias evolucionistas para explicar a
diversidade do mundo vivo. Embora os teólogos
naturais tivessem reconhecido a importância do meio
ambiente e as adaptações dos organismos a ele, Jean-
Baptiste Lamarck foi o primeiro a reconhecer a
importância crucial do tempo para explicar a
diversidade da vida.

Assinale a alternativa que apresenta, corretamente,


uma contribuição de Lamarck para o pensamento
evolucionista da época, além do fator tempo.
a) Uma vez que, a cada geração, sobrevivem os mais
aptos, eles tendem a transmitir aos descendentes as
características relacionadas a essa maior aptidão para
sobreviver.
b) Os indivíduos que sobrevivem e se reproduzem, a
cada geração, são os que apresentam determinadas
características relacionadas com a adaptação às
condições ambientais.
c) Algumas características conferem a seus portadores
vantagens para explorar o meio ambiente de forma a
tornar a sobrevivência e a reprodução mais eficientes.
d) A variação casual apresenta-se em primeiro lugar e a
atividade ordenada do meio ambiente vem
posteriormente, ou seja, a variação independe do
meio.
e) A adaptação é o inevitável produto final de
processos fisiológicos requeridos pelas necessidades
dos organismos de fazer face às mudanças de seu meio
ambiente.
d) A variação casual apresenta-se em primeiro lugar e a
atividade ordenada do meio ambiente vem
posteriormente, ou seja, a variação independe do
meio.
e) A adaptação é o inevitável produto final de
processos fisiológicos requeridos pelas necessidades
dos organismos de fazer face às mudanças de seu meio
ambiente.
(Ufu 2016) A Klebsiella pneumoniae carbapenemase
(KPC), também conhecida como superbactéria, quando
entra no organismo, é capaz de produzir infecções
graves. O surto da bactéria está frequentemente
relacionado ao uso indiscriminado de antibióticos.

A seguir está representado como surgem cepas


resistentes
Considerando os argumentos neodarwinistas para
explicar a multirresistência da KPC aos antibióticos, é
INCORRETO afirmar que:
a) Bactérias resistentes podem transferir a outras
bactérias anéis de DNA que garantem a variabilidade
entre bactérias, conferindo resistência aos antibióticos.
b) A utilização de antibióticos de forma indiscriminada
propicia a seleção de bactérias resistentes.
c) O uso de antibióticos provoca alterações no DNA da
bactéria, tornando-a cada vez mais resistente.
d) O mecanismo de mutação no código genético das
bactérias pode conferir resistência a antibióticos.
Considerando os argumentos neodarwinistas para
explicar a multirresistência da KPC aos antibióticos, é
INCORRETO afirmar que:
a) Bactérias resistentes podem transferir a outras
bactérias anéis de DNA que garantem a variabilidade
entre bactérias, conferindo resistência aos antibióticos.
b) A utilização de antibióticos de forma indiscriminada
propicia a seleção de bactérias resistentes.
c) O uso de antibióticos provoca alterações no DNA da
bactéria, tornando-a cada vez mais resistente.
d) O mecanismo de mutação no código genético das
bactérias pode conferir resistência a antibióticos.
(Uema 2016) Para responder à questão, analise o
esquema que mostra uma população de gafanhotos
submetida a determinado inseticida por um período
prolongado.
Quanto ao processo de seleção, é possível afirmar, após
o uso do inseticida, que
a) a seleção natural favorece os indivíduos com
fenótipos extremos (representados pela cor clara) em
relação aos indivíduos com fenótipos intermediários.
b) a seleção natural favorece os indivíduos com
fenótipos extremos (representados pela cor clara) da
variação normal (representados pela cor escura) da
população.
c) a seleção natural age de forma aleatória,
favorecendo os insetos sensíveis (representados pela
cor clara) e os resistentes (representados pela cor
escura) ao acaso.
d) a seleção natural elimina os indivíduos muito
diferentes da média (representados pela cor escura),
com características extremas, o que favorece os
indivíduos com fenótipos intermediários.
e) a seleção natural favorece os insetos resistentes
(representados pela cor escura), visto que eles
sobrevivem e podem se reproduzir; os insetos sensíveis
(representados pela cor clara) têm sua população
diminuída.
d) a seleção natural elimina os indivíduos muito
diferentes da média (representados pela cor escura),
com características extremas, o que favorece os
indivíduos com fenótipos intermediários.
e) a seleção natural favorece os insetos resistentes
(representados pela cor escura), visto que eles
sobrevivem e podem se reproduzir; os insetos sensíveis
(representados pela cor clara) têm sua população
diminuída.