Você está na página 1de 8

Iniciado em segunda, 26 Dez 2016, 17:09

Estado Finalizada
Concluída em segunda, 26 Dez 2016, 17:27
Tempo 18 minutos 2 segundos
empregado
Avaliar 86,67 de um máximo de 100,00
Questão 1
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Sobre a condição das mulheres na sociedade brasileira e suas mudanças no


Brasil Colônia, Império e República, assinale as proposições verdadeiras.

Escolha uma ou mais:


a. A igualdade entre homens e mulheres passou a reger as relações familiares

no Brasil após o afastamento total das Ordenações Filipinas;


b. As Ordenações Filipinas tratavam desigualmente homens e mulheres, mas o

Código Criminal de 1830 mudou esse cenário;


c. O Código Civil de 1916 manteve a desigualdade entre homens e mulheres no

casamento;

d. O poder do homem e o dever de obediência da mulher na família,

característica do patriarcalismo brasileiro no Brasil Colônia, refletiu nas


legislações civis brasileiras, posteriores a esse período.

e. A previsão constitucional relativa à criação de mecanismos para coibir a

violência no âmbito das relações familiares (art. 226, § 8º.), é exemplo de


medida que visa alcançar a igualdade entre homens e mulheres na
família.

Feedback

As proposições verdadeiras são as letras "c", "d" e "e".

Questão 2
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA, analisando o caso


Maria da Penha, fez recomendações ao Brasil para que outros casos, como esse,
não mais se repetissem no País.
Assinale a alternativa que contenha apenas proposições corretas em relação a
essas recomendações.
I– Capacitação e sensibilização dos funcionários judiciais e policiais
especializados para que compreendam a importância de não tolerar a violência
doméstica;
II– A expansão do número de delegacias especiais de atendimento à mulher;
III- Inclusão da temática da compreensão do respeito à mulher e de seus
direitos reconhecidos na Convenção de Belém do Pará nas escolas;
IV– A tolerância à violência doméstica contra as mulheres nas práticas judiciais;
V– A tolerância estatal com a violência doméstica contra a mulher.

Escolha uma:
a. II, IV e V

b. I, III e IV

c. I, II e III

d. II, III e V

e. III, IV e V

Feedback

A resposta correta é a letra “c”. As assertivas "a", "b", "d" e "e" possuem o item
IV e/ou o V que estão incorretos, pois, estes, mencionam “tolerância” nas
práticas judiciais e estatal. As recomendações falam expressamente em evitar
de toda forma essa tolerância mediante adoção de algumas medidas, entre as
quais, a capacitação e sensibilização dos profissionais, que se estendem para o
âmbito das delegacias, juízes e promotores que lidam com esses casos.

Questão 3
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

A respeito da Violência de Gênero, assinale a alternativa incorreta.

Escolha uma:
a. É socialmente construída;

b. Varia de acordo com o contexto histórico e cultural da sociedade;

c. Tem sido compreendida como a radicalização da desigualdade de gênero;

d. Pode ser desconstruída;

e. Não pode ser desconstruída, pois se vincula a fatores biológicos.

Feedback

A resposta correta é a letra “e”. A noção de violência de gênero se vincula à


noção de gênero pela qual os seres femininos e masculinos são construídos
socialmente, a partir das expectativas dos papeis sociais esperados para
homens e mulheres na sociedade. Assim, não se vinculam ao sexo, mas ao
componente cultural.

Questão 4
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a afirmativa abaixo como verdadeira ou falsa:


o A Convenção de Belém do Pará define a violência contra a mulher
como violação de direitos humanos.

Escolha uma opção:


Verdadeiro

Falso
Feedback

A afirmativa é verdadeira.

Questão 5
Parcialmente correto
Atingiu 6,67 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Assinale as proposições verdadeiras abaixo.

Escolha uma ou mais:


a. A Comissão Interamericana de Mulheres (CIM) teve papel decisivo na criação

da Convenção Belém do Pará;


b. O caso Maria da Penha levado à OEA demonstrou que o Brasil estava

cumprindo as normas acordadas na Convenção Belém do Pará;


c. A aplicação da Lei nº 9.099/95 aos crimes de violência doméstica e familiar

contra as mulheres não era incompatível com a Convenção Belém do Pará;


d. A análise do caso Maria da Penha pela Corte Interamericana de Direitos

Humanos da OEA evidenciou a violação dos direitos de Maria da Penha


Fernandes, entre eles, a proteção judicial;

e. O caso Maria da Penha revelou um padrão discriminatório e tolerante do

Brasil em relação à violência contra as mulheres no país.

Feedback

Você selecionou corretamente 2.


As proposições verdadeiras são as letras "a", "d" e "e".

Questão 6
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão
Texto da questão

Conforme foi visto na Unidade 3, nos anos 1990, diferentes formas de violência
foram sendo visibilizadas pelos estudos sobre a violência contra as mulheres, a
exemplo da discriminação das mulheres no acesso ao trabalho. A Lei nº
9.029/95 proibiu a exigência de atestados de gravidez, esterilização ou
quaisquer outras práticas discriminatórias no acesso ou permanência no
trabalho. Com base no texto acima, assinale a alternativa correta:
I- A Lei nº 9.029/95 pretende reduzir a desigualdade de gênero no acesso ao
trabalho;
II- A violência contra as mulheres pode ocorrer em outras esferas da vida, além
do espaço doméstico e familiar;
III- A Lei nº 9.029/95 é uma lei de proteção contra a violência que atinge a
mulheres no acesso ao trabalho;
IV- A violência contra a mulher não alcança o campo do trabalho e ocorre
apenas no espaço privado, da família;
V- É uma medida positiva que busca promover a igualdade de oportunidades no
mundo do trabalho.

Escolha uma:
a. Apenas a III é falsa;

b. Apenas I, III e IV são verdadeiras;

c. Apenas a IV é falsa;

d. Todas são verdadeiras;

e. Todas são falsas.

Feedback

A resposta correta é a letra “c”, pois conforme Grossi (1994), outras formas de
violência foram sendo problematizadas e visibilizadas nos anos 1990, sendo a
discriminação no acesso ao trabalho uma delas.

Questão 7
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Em relação ao sistema de proteção internacional de direitos humanos, julgue os


itens abaixo e assinale a sequência correta.
I- A Convenção para Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a
Mulher (CEDAW), adotada em 1979, incluiu a proteção à violência contra a
mulher nas relações familiares, em seu texto.
II- A Convenção CEDAW, quando de sua criação no âmbito da ONU, atendeu a
todas as reivindicações dos movimentos de mulheres.
III- A Convenção Belém do Pará é específica na temática da violência contra as
mulheres.
IV- A violência contra as mulheres é compreendida como uma forma de
discriminação e violação de direitos humanos das mulheres.
VI- A Declaração de Viena, em 1993, postula que diversos órgãos da ONU
deveriam abordar regularmente os direitos das mulheres.

Escolha uma:
a. V, F, V, V, V

b. F, V, V, F, V

c. F, F, V, V, V

d. V, F, F, V, V

e. F, V, V, V, V

Feedback

A sequência correta é F, F, V, V, V.
O item I é falso, pois a Convenção CEDAW, adotada em 1979, não incluiu a
questão da violência contra as mulheres nas relações familiares.
O item II é falso, pois a questão da violência contra a mulher era uma das
demandas dos movimentos de mulheres, mas a CEDAW foi omissa nessa
questão. A Resolução nº 19/92 sanou essa omissão definindo a violência contra
a mulher como uma forma de discriminação.

Questão 8
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a afirmativa abaixo como verdadeira ou falsa:


o Para a Convenção CEDAW, a expressão "discriminação contra a
mulher" tem a ver com tratamento desigual, excludente e restritivo,
com base no sexo, que tenha por objeto ou resultado prejudicar ou
anular o reconhecimento, gozo ou exercício pela mulher de seus
direitos em qualquer campo da vida social.

Escolha uma opção:


Verdadeiro

Falso

Feedback

A afirmativa é verdadeira.

Questão 9
Incorreto
Atingiu 0,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Sobre o pátrio-poder na legislação brasileira, é incorreto afirmar:

Escolha uma:
1. Legitimou o poder masculino na família;

2. Gerava o dever de obediência apenas para os filhos;

3. Foi afastado definitivamente da legislação brasileira pela Constituição

Federal de 1988, que instituiu a igualdade em direitos e obrigações entre


Homens e mulheres na família;
4. Instituiu a desigualdade entre homens e mulheres na família;

5. Conferiu ao marido autorização para o trabalho da mulher.

Feedback

É incorreto afirmar o que se diz no item 2, pois o pátrio-poder gerava o dever de


obediência para os filhos e para as mulheres.

Questão 10
Correto
Atingiu 10,00 de 10,00
Marcar questão

Texto da questão

Segundo o que foi exposto ao longo das unidades, indique qual a


alternativa falsa.

Escolha uma:
a. As noções de “crime passional” e de “legítima defesa da honra” não

constituíam previsões legais, mas foram construídas com a intenção de


absolvição de homens que assassinavam as mulheres;
b. Ao instituir que “O Estado assegurará a assistência à família na pessoa de

cada um dos que a integram, criando mecanismos para coibir a violência no


âmbito de suas relações”, a Constituição Federal de 1988 representou um
grande avanço no direito das mulheres a viver sem violência;
c. A circunstância agravante, prevista no Código Penal de 1940, quando o

agente comete o crime prevalecendo-se das relações domésticas, de


coabitação ou de hospitalidade, era amplamente aplicada nos casos de
violência doméstica contra as mulheres;

d. A Lei nº 9.099/95 não contemplou as especificidades dos crimes de violência

doméstica contra a mulher;


e. A Lei nº 9.099/95 foi criada para resolução dos crimes de menor

complexidade denominados infrações de menor potencial ofensivo, por isso é


incompatível com a gravidade dos casos de violência doméstica contra a
mulher.
Feedback

A resposta correta é a letra “c”, pois a circunstância agravante do Código Penal


não encontrava lugar de aplicação, sob a vigência da Lei nº 9.099/95 que criou
mecanismos simplificados para a resolução dos conflitos que envolvessem
delitos de menor potencial ofensivo.