Você está na página 1de 2

Comunicação Efetiva

Módulo III - Como melhorar a comunicação


Unidade 2 - Inimigos da oratória

Alguns comportamentos do orador podem se tornar seus inimigos, pois comprometem o objetivo
de comunicar assim como o entendimento do receptor. Nesta unidade você vai saber quais os
inimigos da oratória e como superá-los. Veja a seguir:

Instabilidade emocional

Relaxe antes de iniciar uma palestra, aula ou apresentação. Reveja mentalmente os conceitos e
invista em si mesmo, acredite no seu potencial.

Hostilidade

Pode ocorrer de duas formas: do público contra o apresentador e vice-versa:

1. Seu público pode estar insatisfeito com algo que não esteja relacionado a você, mas há o risco
de que isso reflita no comportamento do grupo, que demonstrará por meio de conversas paralelas
ou perguntas em tom desafiador. Não tome como ofensa pessoal, procure ser simpático e amistoso.

2. Caso saiba ou perceba que o assunto da sua apresentação causará polêmica, evite ser
agressivo, defenda as ideias como propostas e não como uma bandeira pessoal. Caso alguém se
manifeste contra o que você disse, mantenha o foco no assunto sem ser hostil com a plateia.

Diferença de status

O ideal ao programar uma palestra, aula ou apresentação é buscar informações prévias sobre as
características do seu público e adequar os termos do assunto à realidade deles. Dificilmente um
público é homogêneo, portanto, algumas adaptações deverão ser feitas por você ao longo da sua
apresentação, quando necessário.

Quanto mais atento você estiver em seu público maior será sua percepção. Observe as pessoas
e antes de iniciar sua fala crie expectativa nas pessoas com perguntas. Assim, você se aproxima
dos seus ouvintes e pode adequar sua fala.

Mas, atenção: caso perceba que a maioria das pessoas tem um nível cultural diferente do seu ou
tenha menos conhecimento, seja cauteloso e humilde, caso contrário você se sentirá com a “bola
cheia” e sua vaidade poderá comprometer a eficácia do seu trabalho.

O mesmo se aplica na situação inversa: caso perceba que o nível cultural dos
seus ouvintes é mais elevado que o seu procure ser objetivo e claro e não tema,
pois as pessoas realmente mais capacitadas sabem que sempre é possível
aprender mais, conte com isso.
Palavras de duplo sentido

Não pense que as pessoas partirão do mesmo pressuposto que você, ou seja: procure ser claro.
Use termos do cotidiano e se perceber que há dúvida do público, pergunte se foi claro, se
compreenderam e esclareça imediatamente qualquer questionamento.

Tome cuidado com palavras de duplo sentido. Veja um exemplo:

‘O cachorro do meu chefe me deu um susto’. Pode ser uma situação simples, você estava
passando e avistou seu chefe. Ao se aproximar para cumprimentá-lo se assustou com o cachorro
de estimação dele.

É necessário cautela porque a frase pode ser interpretada como se fosse um comentário
desagradável sobre seu chefe.

Retenção da informação

Você sabia que, em geral, somos capazes de reter:

• 20% do que ouvimos


• 30% do que vemos
• 50% do que vemos e ouvimos

Exemplo: retemos cerca de 50% da informação emitida pela televisão, porque vemos e ouvimos
Simultaneamente.

Isso mostra que, ao planejarmos uma apresentação, temos que ser assertivos na associação de:

• Fala
• Imagens
• Recursos tecnológicos

Chegamos ao final dos estudos desta unidade. Você aprendeu que existem alguns comportamentos
que devem ser evitados para alcançar a eficácia na utilização da técnica da oratória, são eles:

• Instabilidade emocional
• Hostilidade
• Diferença de status
• Palavras de duplo sentido

Lembre-se de que você está no controle, por isso, esteja atento para evitar
tais comportamentos.