Você está na página 1de 10

Tema:

Aplicação de um sistema hidráulico para o acionamento de uma prensa

Introdução

O conceito primário usado para fornecer energia a estes equipamentos é que o


nível de pressão num sistema fechado é constante. Este tipo de prensa tem pistões e fluido
dentro que é deslocado pelo movimento dos pistões internamente. O fluido força seu
caminho de volta para o espaço movendo o pistão para fora. A potência adicional é criada
por meio do movimento do fluido, que se limita ao sistema.

A lei de Pascal indica que a pressão de um fluido dentro de um sistema fechado


não diminui, mas atua com a mesma força em áreas iguais. Além disso, esta força irá
mover em ângulos retos para as paredes do recipiente. É importante para assegurar que a
prensa hidráulica seja concebida para suportar a pressão dentro do sistema e transferir a
energia para a prensa em si, e para longe da estrutura.

Ao selecionar este dispositivo, é importante compreender que a quantidade de


força gerada baseia-se no tamanho dos pistões, tanto em termos de diâmetro da cabeça do
pistão como da distância do movimento. A quantidade de fluido movido pelo pistão é
proporcional à razão de áreas cabeça do pistão. Isto significa um pequeno pistão teria de
se mover a uma distância grande para criar uma força suficiente para deslocar um pistão
maior a qualquer distância significativa. Para calcular a distância que um êmbolo maior
irá mover-se, deve-se dividir a razão entre a área da cabeça do pistão pela distância que o
pequeno pistão é movido.

Lembre-se que o trabalho é a força multiplicada pela distância. À medida que


aumenta de força sobre o pistão maior, à distância percorrida pelo pistão menor deve ser
diminuída. Esta aplicação do princípio da física do núcleo criou a prensa hidráulica e
resultou em avanços significativos no setor manufatureiro.
Problemática

A conformação mecânica de aços e de outros materiais, na realidade do nosso país


é muito difícil de se efetuar, isso devido as condições a se reunir para a execução da
mesma e uma dessas condições é a força elevada necessária para comprimir e tracionar
as mesmas.

Objectivos

Objectivo geral

 Estudos de sistemas hidráulicos.

Objectivo específico

 Estudo de uma prensa hidráulica.

Justificativa

Estas máquinas em muito têm sido aprimoradas e inovadas de modo que hoje elas
possuem uma diversidade de aplicações que são indispensáveis para a dinamização dos
imensos trabalhos que infelizmente até hoje em nosso país tem sido feitos manualmente,
acarretando mais custos, menor produção e menor qualidade (isto desde a Construção
Civil, Empacotamento e produção de diversos elementos) nisto facilmente se vê a
importância das prensas hidráulicos.
INTRODUÇÃO

O conceito da prensa hidráulica é baseado na teoria de Pascal, que afirma que


quando a pressão é aplicada em fluidos em um sistema fechado, a pressão em todo o
sistema permanece sempre constante. Em palavras simples, uma prensa hidráulica é uma
máquina que faz uso da pressão exercida sobre os fluidos para esmagar alguma coisa.

Joseph Bramah inventou a prensa hidráulica, por isso também é conhecida como
a Bramah Press.

CONCEPÇÃO DO SISTEMA

Essa prensa é considerada uma máquina baseada na Lei de Pascal. Ela possui a
capacidade de multiplicar as forças. Vejamos:

Com base na figura acima, podemos perceber que os dois vasos acima são
comunicantes entre si, possuindo assim um líquido homogêneo protegido por dois
êmbolos móveis, porém sem atrito, possuindo áreas SA, que representa o êmbolo menor
e SB que representa o êmbolo maior.

Como podemos observar FA é considerada uma força de intensidade, que foi aplicada no
êmbolo A, contudo podemos levar para o êmbolo B uma força de intensidade FB.

Com base na Lei de Pascal, temos:


Vantagem mecânica (Vm)

A vantagem mecânica é considerada o resultado da multiplicação da força. Vejamos:

Conversão do trabalho

Considerando dA como sendo o deslocamento do êmbolo A e dB como sendo o


deslocamento do êmbolo B, possuindo um líquido com um volume constante, ou seja,
com um líquido incompressível, teremos que o um volume líquido que desce até A, é o
mesmo volume líquido que sobe até B.

Portanto:
A relação FBdB = FAdA, explica toda conservação de trabalho em máquinas
simples, ou seja, nas prensas hidráulicas o trabalho da força que é aplicada no êmbolo
menor, é o mesmo que o trabalho da força que é passada para o êmbolo maior.

TIPOS DE PRENSA HIDRÁULICA

Existem muitos tipos diferentes de prensas hidráulicas que atendem às diversas


necessidades das indústrias. Alguns deles são os seguintes:

• Prensas de mandril: estas prensas são geralmente usadas quando o trabalho


envolvido não é de natureza pesada. Estas impressoras vêm em uma variedade de
tamanhos e especificações. Mas, comparado a outras prensas hidráulicas, elas não
comprimem grandes quantidades de pressão necessárias para gerar mais produção. As
prensas de mandril são usadas em processos como perfuração de furos em metais,
estampagem, nivelamento de metais, rasgões, marcação de inscrições, etc.

• Prensas de laminação: Ao contrário de outras prensas hidráulicas que são


operadas automaticamente, essas prensas fazem uso de mão de obra manual. Prensas de
laminação têm duas aberturas que são conhecidas como placas. Um é usado para
aquecimento, enquanto o outro é usado para resfriamento. Isso torna o processo de
laminação comparativamente mais rápido. Através destas prensas, materiais como o
polímero podem ser laminados em papel e metal. No caso de prensas de laminação, as
placas são geralmente aquecidas com óleo ou eletricidade. Uma prensa de laminação
também é usada para usos comuns, como laminação de cartões de identidade, certificados
e até capas de livros. Desta forma, as prensas laminadoras facilitam a laminação rápida e
fácil para as necessidades industriais e domésticas.

• Prensas com estrutura em C: essas prensas têm um formato semelhante a um


"C", que é projetado especificamente para maximizar o espaço físico para os
trabalhadores, a fim de se locomoverem facilmente no local de trabalho. Diferentemente
de outras impressoras que possuem multiprocessos, as impressoras C-frame incluem
apenas um único aplicativo de impressão. Sua aplicação inclui alisamento, desenho e
inclui principalmente o trabalho de montagem. Prensas C-frame vêm em uma variedade
de pesos. As prensas C-frame também estão disponíveis com recursos extras, como
suportes de rodas e manômetros.

• Prensas pneumáticas: Estas prensas são as prensas hidráulicas mais básicas


usadas nas indústrias porque comprimem o ar para criar uma pressão para ganhar
movimento. A vantagem das prensas pneumáticas é que as operações são executadas
rapidamente, enquanto a desvantagem dessa prensa é que ela não pode criar pressões
extremamente altas, como outras prensas hidráulicas são capazes de criar. As prensas
pneumáticas são freqüentemente usadas em sistemas de freios para carros e aeronaves. Os
usos industriais das prensas pneumáticas incluem montagem, estampagem,
puncionamento, etc. Uma prensa pneumática geralmente requer um operador em tempo
integral e, para fins de segurança, acessórios de segurança adicionais, como dispositivos
elétricos de segurança, também estão incluídos.

• Prensas de energia: Estas prensas são usadas em grandes indústrias que


exigem o uso de máquinas e equipamentos pesados. Existem 2 tipos de prensas de energia
com base no tipo de embreagem usada. Eles são revolução completa e parte embreagem
de revolução. No caso de uma embreagem de revolução completa, a embreagem não pode
ser interrompida até e a menos que o virabrequim faça uma volta completa. Em caso de
revolução parcial, a embreagem pode ser interrompida a qualquer momento, antes ou
depois da revolução completa. Prensas de energia envolvem muito perigo por causa das
pesadas operações associadas a ele. Muitas medidas de segurança são tomadas durante o
uso de prensas de energia.

• Prensas de montagem: Estas prensas usam a pressão extrema gerada pelos


pistões e pelos fluidos hidráulicos para montar e manter as peças.

• Prensas com estrutura em H: Essas prensas têm uma forma peculiar de 'H' e
são capazes de lidar com mais do que uma aplicação de prensa.

Aplicações

As prensas hidráulicas apresentam uma vasta área de aplicação desde as mais


simples até as mais complexas ou industriais, para contar algumas das aplicações das
prensas hidráulicas são:

 Moldagem por injeção (RIM, PIM, etc.).


 Compactação de pó.
 Perfuração.
 Empilhamento.
 Estampagem.
 Corte de aço.
 Aparar.
 Moldagem por compressão.
 Forjamento.
 Corte voador.
 Gravação em relevo.

BENEFÍCIOS

Os benefícios das prensas hidráulicas são:

Tonelagem total ao longo do curso: Ao contrário das prensas mecânicas, as


prensas hidráulicas têm a capacidade de fornecer força de prensagem total em qualquer
lugar na faixa de curso. As prensas mecânicas desenvolvem força total apenas na parte
inferior do curso.
Personalização: É fácil projetar a prensa hidráulica para atender às necessidades
específicas dos clientes, como tamanhos de cama grande com pouca tonelagem ou alta
tonelagem para pequena área de trabalho.

Flexibilidade: Na prensa hidráulica, os usuários podem ajustar a tonelagem e


maximizar o tempo de ciclo. Mais eficiência pode ser alcançada eliminando o movimento
excessivo do aríete ou alterando a pressão ou mantendo as velocidades do aríete.

Dedicado ou Multi-Funcional: As prensas hidráulicas podem ser projetadas para


qualquer nível de sofisticação desde a simples prensa de célula dedicada ou um sistema
multiuso totalmente integrado. A flexibilidade pode ser aumentada ainda mais por meio
da capacidade adicional de curso para reduzir o tempo de configuração e facilitar as trocas
de matrizes.

Custos frontais mais baixos / ROI rápido: As prensas hidráulicas são o projeto
mais simples, com componentes hidráulicos comprovados e prontamente disponíveis. Ao
contrário das prensas mecânicas, em que os componentes básicos são caros e geralmente
personalizados, as prensas hidráulicas são muito menos dispendiosas em operações de
longo prazo.

Sem limitações de projeto: As prensas hidráulicas são projetadas para operações


múltiplas, como ação por cima, ação por baixo, ação lateral e multi-ação. Os sistemas de
energia são colocados diretamente acima ou abaixo, bem como remotos da impressora.

Proteção contra sobrepressão: As válvulas de alívio hidráulico nos circuitos


hidráulicos fornecem proteção de sobrecarga embutida. A força de pressão não pode
exceder a pressão permitida. Tal limitação atingível controla a força máxima.

Opções de controlo ilimitadas: As prensas hidráulicas são controladas de várias


maneiras, desde relés básicos até sofisticados controles de PLC. As interfaces do operador
podem ser adicionadas aos sistemas de pressão para facilitar o trabalho. A retenção de
pressão, o controle de velocidade e os ajustes dinâmicos podem ser controlados. A força
e a velocidade da ram podem ser controladas em qualquer direção.
Precisão das peças: O controlo das forças e movimentos nas prensas hidráulicas
permite que eles forneçam maior qualidade geral de uma peça manufaturada do que
muitos outros tipos de prensas.

Usos De Uma Prensa Hidráulica

Uma prensa hidráulica é usada para quase todos os fins industriais. Mas
basicamente é usado para transformar objetos metálicos em folhas de metal. Em outras
indústrias, é usado para o desbaste do vidro, produzindo pós no caso da indústria
cosmética e para a formação de comprimidos para uso médico. Os outros usos comuns
das prensas hidráulicas são os seguintes:

 Para esmagar carros. Uma prensa hidráulica é o coração de qualquer sistema de


britagem de carros. Neste processo, um motor hidráulico aplica uma grande
pressão sobre os fluidos nos cilindros. A pressão do fluido faz com que as placas
subam e, com uma grande força, a placa é acionada no carro, esmagando-a.

 Pó de cacau sem gordura. Ao processar os grãos de cacau, um líquido conhecido


como licor de chocolate é derivado. Para fazer cacau em pó sem gordura, esse
líquido é espremido em uma prensa hidráulica. Após esta fase, este líquido é
processado para produzir um pó. O pó assim derivado é o pó de cacau, que é livre
de gordura.

 Para fazer espadas. No processo de fabricação de espadas, uma prensa hidráulica


é usada para dar uma forma plana ao aço bruto.

Medidas de segurança

A partir de hoje, as prensas hidráulicas estão disponíveis em ambas as categorias,


ou seja, automáticas e operadas manualmente. No caso de prensas hidráulicas operadas
manualmente, muitas medidas de segurança devem ser tomadas, como o uso de proteções
de intertravamento e de barreira.
Benefícios da Prensa Hidráulica

Ao contrário de suas contrapartes mecânicas, as prensas hidráulicas podem


comprimir qualquer material em toda sua extensão. Além disso, as prensas hidráulicas
ocupam apenas metade do espaço que as mecânicas ocupam porque têm a capacidade de
comprimir uma grande pressão em um cilindro com um diâmetro menor.