Você está na página 1de 83

Marcos Aurélio Miranda Ferreira

Prof. Marcela Nery


Plantas oleaginosas

São plantas que contém um alto teor de óleo, tanto a partir de
suas sementes (soja, colza/canola, girassol) como a partir de
seus frutos (palma, babaçu, coco), podendo ser utilizadas para
a produção de óleo vegetal.

2006 © STCP Engenharia de Projetos Ltda.


Plantas oleaginosas

Outra característica é que após a extração do óleo,
subprodutos podem ser utilizados para diferentes aplicações.

2006 © STCP Engenharia de Projetos Ltda.


Plantas oleaginosas

 No Brasil as espécies oleaginosas são utilizadas como
matéria-prima para produção de biocombustível
especificamente o biodiesel.
Plantas oleaginosas

 A diversidade de culturas agrícolas (oleaginosas) a
serem empregadas é grande e varia conforme as
características de cada região ou Estado brasileiro.
Culturas Oleaginosas

 Algodão,
 Amendoim,
 Girassol,
 Mamona.
Algodão: Características
botânicas

 Grupo = dicotiledoneas, família Malvaceae e tem como
nome cientifico, Gossypium hirsutum L.. À raça
Latifolium Hutch, pertence o algodoeiro "herbáceo" ,

 Já a raça Marie Galante Hutch, pertence o algodoeiro


"arbóreo".
Clima

 Clima tropical; algumas cultivares podem desenvolver-se
em regiões de temperatura amena.

 A planta também medra em regiões semi-áridas.


Histórico e importância

 Era conhecido 8 mil anos A. C. e tecidos de algodão eram
encontrados na Índia 3 mil anos A. C.

 A Índia = centro de origem do algodoeiro.


Histórico e importância

 Tinha-se também o cultivo dessa planta pelos indígenas
(que transformavam o algodão em fios e tecidos) na época
do descobrimento do Brasil.
Algodão na economia
Brasileira

 No Brasil, em 1997/98, a área colhida de algodão foi de
849 mil hectares (2,25 milhões de ha em 1985) que
produziu cerca de 1.232 mil toneladas de algodão em
caroço (2,66 milhões de t. em 1985), com produtividade
de 1.451 quilos /hectare.
Algodão na economia Brasileira:
Produtores nacionais

 Entre os maiores produtores nacionais encontram-se os
estados de Mato Grosso (21,94% da produção), Goiás
(20,99%), São Paulo (19,3%) Paraná (14,24%) e Minas
Gerais (10,41%).
Regiões produtoras

 Entre as principais regiões produtoras destacam-se a
Centro – Oeste (50,48% da produção) a Sudoeste
(29,71%) e a Sul (14,24%).


Melhoramento

 Na década de 80, passou-se a investir mais no
desenvolvimento de variedades anuais de ciclo precoce
como estratégia para a convivência com o bicudo do
algodoeiro.

 Embrapa Algodão, 2013


Melhoramento

 Na década de 90, a Embrapa Algodão passou a promover
pesquisas para o desenvolvimento de cultivares de
algodoeiro adaptáveis às condições do Cerrado brasileiro.
 A obtenção e distribuição da CNPA ITA 90 a partir de
1992 foi o marco para a consolidação da cotonicultura na
região.
Melhoramento: cultivares

 E desde 1997, a Unidade tem lançado de uma a três
cultivares por ano para o Cerrado, que tem
aproximadamente metade de sua área de algodão plantada
com variedades da Embrapa.

Embrapa Algodão, 2013


Melhoramento

 Para o Nordeste, já foram desenvolvidas 11 cultivares de
algodão branco.
 Em 2000: Novas cultivares = colorido = lançadas pela
Embrapa,
 1ª => BRS 200 Marrom,
 Em 2003 -BRS Verde,
 Em 2005-A BRS Safira e BRS Rubi,
Melhoramento

 Novas cultivares= adaptadas às fiações modernas < os
custos de produção para a indústria têxtil e o lançamento
de efluentes químicos e tóxicos, por dispensarem o uso de
corantes.
Melhoramento/Processamento

 Outra importante tecnologia para a agricultura familiar é a
mini-usina de beneficiamento de algodão, que descaroça e
enfarda a pluma agregando valor à mercadoria do pequeno
produtor.
Maiores produtores

 81 países cultivam o algodoeiro, economicamente,
liderados pela China, E.U.A. Índia, entre outros.
Características culturais/sociais

 Resistência à seca,
 Umas das poucas opções para cultivo em regiões semi-
áridas,
 Alternativa = fixar o homem no campo,
 Gerar emprego,
 Renda no meio rural e meio urbano.
Mercado: Importância e uso

 O mercado mundial de têxteis e vestuários = tendência de
> com a participação crescente de países em
desenvolvimento.
 No Brasil a demanda aumentará das atuais 900 mil
toneladas/ano para 1.200 mil toneladas/ano.
Mercado: Importância e uso

 Do algodoeiro quase tudo é aproveitado notadamente o
caroço (que representa em torno de 65% do peso da
produção) e a fibra, (35% do peso da produção).
Utilização

 Os restos de cultura – caule, folhas maçãs, capulhos – são
utilizados na alimentação de animais em geral.
Utilização

 O caroço (semente) é rico em óleo (18-25%) e contém 20-
25% de proteína bruta; o óleo extraído da semente é
refinado e destinado à alimentação humana e fabricação de
margarina e sabões.
Amendoim: Caracterização botânica

 Arachis hypogea L. Família: Leguminosa,

 Características da planta: planta anual, herbácea,


pubescente, ramificada, de porte geralmente ereto, que
atinge ao redor de 50 cm de altura.

 fonte: Flores do Alimento - Silvestre Silva - Empresa das


Artes - 1997
Amendoim: Caracterização botânica

 O amendoim = frutificação = geocarpia, na qual uma flor
aérea, após ser fecundada, produz um fruto subterrâneo.
Amendoim: Caracterização botânica

 O fruto são as vagens que podem estar revestidas por um
película de coloração variável: roxa, vermelha, branca,
castanha ou por uma combinação dessas cores.
Amendoim Origem

 O amendoim => leguminosa de origem sul-
americana.
 Rico em óleo, proteínas e vitaminas,
 Fonte de energia e aminoácidos utilizada
intensamente na alimentação dos indígenas antes da
colonização.
 No século XVIII foi introduzido na Europa,
Amendoim no Brasil

 No século XIX difundiu-se do Brasil para a África e do
Peru para as Filipinas, China, Japão e Índia.
 Nos dias atuais o amendoim é um produto conhecido por
sabor e versatilidade de uso em pratos salgados, doces e
indústria.
Amendoim e a economia
Mundial

Em 2005, a exportação do amendoim em casca movimentou
U$ 753 milhões = importadores são os países da Europa e o
Japão.
Cerca de 10% da produção mundial de óleo comestível é
composta pelo óleo de amendoim, o quinto mais consumido
com uma produção superior a quatro milhões de toneladas.
x 

Melhoramento: objetivos

 Objetivo: obter cultivares com os melhores índices
nutricionais e receitas que utilizem todo esse potencial na
culinária.
Novas cultivares

 Para o amendoim, foram desenvolvidas as cultivares BR1,
indicada para condições de sequeiro; BRS 151L7, precoce,
produtiva, adaptada ao cultivo em clima semi-árido; e
BRS Havana, de película creme, ciclo curto, alta
produtividade e tolerância à seca.
Beneficiamento/equipamentos

 A empresa (Embrapa) aperfeiçoou equipamentos para
auxiliar os pequenos produtores no beneficiamento de
amendoim, como a descascadora manual, com capacidade
para beneficiar 75 Kg por hora, com perdas abaixo de 5%
- manualmente gasta-se cerca de 1 hora para cada Kg.

 Embrapa Algodão, 12/06.


Melhoramento: pequeno
produtor

 O trabalho desenvolvido pela Embrapa Algodão tem
atendido, principalmente, a demanda de pequenos
agricultores dos estados do nordeste por cultivares
adaptadas, resistentes a doenças e à seca, de ciclo precoce,
para comercialização no mercado de consumo de grãos in
natura.

 Embrapa Algodão, 12/06


Importância e uso

 Cultivado em todo o brasil,
 Aceitação no mercado interno e externo,
 A produção aumentou expressivamente nos últimos anos,
alcançando a 300 mil t em 2005,

 Embrapa Algodão, 12/06.


Tecnologias: Importância e
uso

 Aplicadas em São Paulo e no cerrado, onde o amendoim é
cultivado em rotação ou em segunda safra. Sendo uma
produção exportada ou destinada à indústria de alimentos
– mais de 50 mil toneladas em 2005.
Embrapa Algodão, 12/06.
Estados
produtores/consumidores

 Na região nordeste, os principais estados produtores são Bahia,
Sergipe, Ceará e Paraíba,

 O sistema de produção típico é o de agricultura familiar, com


pouco uso de insumos ou mecanização,

 O consumo na região, no entanto, é alto - o nordeste é considerado


o segundo maior pólo consumidor de amendoim do Brasil,
estimado em 50 mil toneladas por ano.

 Embrapa Algodão, 12/06.


Mamona características e
origem

A mamoneira (Ricinus communis L.) é uma oleaginosa de
destacada importância no Brasil e no mundo.
Pertence à família Euphorbiaceae.
Origem tropical, região Leste da África, provavelmente da
Etiópia, sendo cultivada comercialmente em mais de 15
países.
Mamona características

 Seu óleo = matéria prima => indústria química.
 Características peculiares sendo o único óleo vegetal
naturalmente hidroxilado, e um único ácido graxo,
ricinoléico, o qual lhe confere as propriedades químicas
atípicas.
Mamona: Características

 A mamoneira = tolerância à seca, tornando-se uma cultura
viável para a região semi-árida do Brasil, onde há poucas
alternativas agrícolas. Não sendo exclusiva da região
semi-árida.
Importância e uso

 O óleo de mamona é também utilizado em outros
processos industriais: na fabricação de corantes, anilinas,
desinfetantes, germicidas, óleos lubrificantes de baixa
temperatura, colas e aderentes; serve de base para
fungicidas, inseticidas, tintas de impressão, vernizes,
nylon e matéria plástica.
Santos et al., 2001) impud Embrapa Algodão, set/2006
Importância e uso

 Outro uso do óleo de mamona é na produção
de biocombustível,

Embrapa Algodão, set/2006


Mamona x programa biodiesel

 Objetivo:
 Realizar um programa de grande benefício social,
 Assegurar fonte de renda para as famílias de regiões que
estejam à margem do processo de desenvolvimento
econômico do país.
Mamona x programa biodiesel

 A mamona se encaixa no programa=exige= sistema
pouco mecanizado, os agricultores utilizam sementes
comuns e não usam insumos modernos, como
adubos e agrotóxicos.
Falhas

 Os preços são controlados por empresas esmagadoras,

 Pagam pouco ao produtor,

 O produtor ter que vender “porta em porta” para conseguir


vender sua produção.
Soluções

 Políticas de preço mínimo e contratos de longo
prazo,

 É fundamental o comprometimento governamental


(Federal, Estadual e Municipal),

 Por meio de políticas agrícolas e industriais


adequadas que favoreçam o produtor, que gerem
uma remuneração satisfatória para plantarem mais.
Soluções

 O fator principal de incentivo ao agricultor, é
estabelecer unidades esmagadoras diretamente
ligadas aos produtores.

Biodieselbr, 2013
Soluções

 A torta é um importante co-produto da cadeia
produtiva, utilizada como adubo orgânico
controlador de nematóides ou como alimento animal
rico em proteína.

 Biodieselbr, 2013
Mamona e a economia
Mundial

 Segundo dados da FAO (2005), a Índia é o maior produtor
mundial de mamona (870.000 MT), seguida pela China
(268.000 MT) e Brasil (176.743 MT).
 Os três maiores produtores mundiais de óleo: são a Índia,
a China e o Brasil, em 2001, com 92% da produção
mundial.

 Embrapa Clima Temperado, 2007


Mamona e a economia
Mundial

 Os três maiores importadores : França, os Estados Unidos
e a China.

 Embrapa Clima Temperado, 2007


Brasil frente a economia
Mundial

 O Brasil aparece como segundo maior exportador
mundial, entretanto, com grande distância da Índia que,
em 2001, respondeu por 85% das exportações mundiais.

 Embrapa Clima Temperado, 2007


A mamona e a economia
Brasileira

 No Brasil, o Estado maior produtor é a Bahia, com cerca
de 149,5 mil hectares cultivados, e uma produção de 134,9
mil toneladas, cerca de 90% da produção nacional (IBGE,
2004).

 Embrapa Clima Temperado, 2007.



Girassol: origem

 O girassol (Helianthus annuus L.) teve inicialmente o Peru
definido como seu centro de origem, e indicativo de
cultivo nos Estados de Arizona e Novo México, por volta
de 3000 anos a. C. (SELMECZI-KOVACS, 1975).

A cultura do girassol, esalq / usp – 2012.


Girassol: origem

 A domesticação do girassol ocorreu principalmente na
região do México e sudoeste dos EUA,
 A disseminação feita por ameríndios,
Girassol no Brasil

 Os primeiros cultivos comerciais ocorreram no Rio
Grande do Sul,
 Pela falta de adaptação dos cultivares e competição com a
área de soja.
Girassol no Brasil

 O Instituto Agronômico de Campinas (IAC), em
1937, inicia estudos científicos com o girassol.
 Ferrugem + falta de informação mais precisa sobre
correção de solo + baixo teor de óleo dos materiais
genéticos brasileiro = < redução da
produção(LASCA, 1993).
Girassol no Brasil

 Hoje os estados do Paraná e São Paulo são os mais
produtivos.
 E o rendimento médio brasileiro está por volta de 1500 kg
ha-1, podendo chegar a de 2400 kg ha-1.
Desafios do girassol no Brasil

1. Oferecer ao produtor uma alternativa, que em caráter
complementar, possibilite uma segunda colheita, sobre a
mesma área e no mesmo ano agrícola;
Desafios do girassol no Brasil

2. Oferecer mais uma matéria prima oleaginosa às indústrias
de processamento de outros grãos, reduzindo sua ociosidade,
Desafios do girassol no Brasil

3. Oferecer ao mercado um óleo comestível de alto valor
nutricional.
Perspectivas

 A manutenção do crescimento gradual da cultura do
girassol safrinha e silagem.
Importância e uso

 A cultura do girassol destaca-se como a quinta oleaginosa
em produção de matéria prima,
 Quarta oleaginosa em produção de farelo,
 Terceira em produção mundial de óleo.
Importância social e uso

 O setor de industrialização do girassol no País é formado,
principalmente, por um pequeno número de médias e
grandes indústrias, localizadas, sobretudo, nos Estados de
Goiás, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.
 O Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel
(PNPB), criado pela lei 11.097/2005, 9.
Importância e uso

 O sistema radicular = reciclagem de nutrientes no solo,
 Hastes podem = fabricação de material para isolamento
acústico,
 As folhas e hastes = adubação verde, podendo a massa
seca atingir de 3 a 5 toneladas por hectare,
Girassol e saúde

 O óleo de girassol possui ácidos graxos < dos níveis do
mau colesterol (LDL) e na prevenção de doenças
vasculares.


Premissas do (PNPB)

 Estimular a cadeia de produção agro energética,
 Aproveitamento de áreas antropizadas /improdutivas,
 Reduzindo a taxa de expansão da fronteira agrícola e ao
mesmo tempo barrando processos de degradação de
sistemas ambientais ameaçados, e otimizando as vocações
regionais,
Vertentes principais

 Álcool;
 Biodiesel;
 Florestas energéticas cultivadas; e,
 Resíduos agroflorestais.
Plano de biodiesel

 O plano está inserido nesse contexto de incentivo ao
agronegócio da biomassa energética.


Conclusão

 O brasil possui características edafoclimaticas que
favorecem o desenvolvimento de culturas oleaginosas que
possuam potencial tanto para consumo quanto para a
produção de bioenergia em quantidades suficiente suprir a
sua necessidade. Porém para que isso possa ser viável
economicamente e socialmente será necessário politicas
mais eficientes.
Obrigado

 marcosmamf23@yahoo.com.br
Referências

 http://www.cnpa.embrapa.br/produtos/algodao/index.html,
 http://www.seagri.ba.gov.br/Algodao.htm#Importância e
Usos do Algodoeiro.
 http://www.agrov.com/vegetais/graos/amendoim.htm,
 http://www.biodieselbr.com/plantas/mamona/mamona-
economia.htm
Referências

 http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTM
L/Mamona/CultivodaMamona_2ed/importancia.html,
 http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTM
L/Mamona/SistemaProducaoMamona/introducao.htm,
 http://www.cnpa.embrapa.br/produtos/mamona/index.html
Referências

 http://www.lpv.esalq.usp.br/lpv506/LPV-0506%20-
%20GIRASSOL%20APOSTILaO%202012.pdf

Você também pode gostar