Você está na página 1de 194

DIA DE JEOVÁ

DIA DE JEOVÁ
. . . é o tema que se repete vá-
rias vezes nos últimos 12 livros das
Escrituras Hebraicas. Muitos não
conhecem bem esses livros profé-
ticos; no entanto, você poderá en-
contrar neles informações práticas
para a vida diária. Sabe como? E de
que modo esses mesmos livros po-
derão ajudá-lo a se preparar para o
grande dia de Jeová?

VIVA TENDO
EM MENTE O
DIA DE JEOVÁ
s
jd-T
151106
jd-T
DIA DE JEOVÁ
DIA DE JEOVÁ
. . . é o tema que se repete vá-
rias vezes nos últimos 12 livros das
Escrituras Hebraicas. Muitos não
conhecem bem esses livros profé-
ticos; no entanto, você poderá en-
contrar neles informações práticas
para a vida diária. Sabe como? E de
que modo esses mesmos livros po-
derão ajudá-lo a se preparar para o
grande dia de Jeová?

VIVA TENDO
EM MENTE O
DIA DE JEOVÁ
s
jd-T
151106
jd-T
VIVA TENDO
EM MENTE O ´
DIA DE JEOVA

ESTE LIVRO PERTENCE A


˘ 2006
Watch Tower Bible and Tract Society of Pennsylvania
˜ ´
Associaçao Torre de Vigia de Bıblias e Tratados
Todos os direitos reservados
´
Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
EDITORAS
Watchtower Bible and Tract Society of New York, Inc.
Brooklyn, New York, U.S.A.
˜ ´
Associaçao Torre de Vigia de Bıblias e Tratados
´ ˜
Cesario Lange, Sao Paulo, Brasil
˜
Ediçao de agosto de 2015
˜ ´ ˜
A menos que haja outra indicaçao, os textos bıblicos citados sao da
˜ ˆ
Traduçao do Novo Mundo das Escrituras Sagradas com Referencias.
´ ´
Credito das fotos: ˛ Pagina 48: Randy Olson/National Geographic Image Collection
´
˛ Pagina 119: foto por cortesia do British Museum

Live With Jehovah’s Day in Mind


Portuguese (Brazilian Edition) ( jd-T)
ISBN 85-7392-086-6
Made in Brazil Impresso no Brasil
´
SUM ARIO

´ ´
Capıtulo Pagina
˜ ´
SEÇAO 1 Deus pode ajuda-lo a se preparar para Seu grande dia
´
1. Mensagens de Jeova para o passado e o presente 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 5
2. Profetas cujas mensagens podem influir na nossa vida 9 9 9 9 14
´
3. O dia de Jeova — um assunto vital 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 29
˜ ´
SEÇAO 2 Conheça a Jeova e sirva a ele
´
4. Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 43
´ ˜
5. ‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 9 9 9 56
´
6. “Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente”
— uma chave para conhecer a Deus 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 70
´ ˜
7. Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 9 9 9 9 9 9 9 83
˜
SEÇAO 3 Agrade a Deus na sua conduta e nos seus relacionamentos
´ ˆ
8. ‘O que Jeova pede de voce?’ 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 97
9. Trate os outros como Deus deseja que os tratemos 9 9 9 9 9 9 111
10. Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 9 9 9 9 124
˜ ´
SEÇAO 4 Aguarde o dia de Jeova com alegria
´
11. Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna
ˆ ´
— voce tambem? 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 139
12. ‘Continue na expectativa’ 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 152
˜
13. “Proclamai isto entre as naçoes” 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 9 165
ˆ ˜ ´ ˜
14. “Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 9 9 9 9 9 9 9 179
˜
S E Ç A O 1

´
DEUS PODE AJUDA-LO A SE
PREPARAR PARA SEU GRANDE DIA
´ ´ ´
“Esta proximo o grande dia de Jeova”, disse o profeta de
Deus. (Sofonias 1:14) Esse dia se aproxima rapidamente,
ˆ
de modo que temos de viver levando isso em conta. Voce
ˆ
sabia que os chamados Profetas Menores tem algo impor-
´
tante a dizer sobre esse grande dia? Os Capıtulos 1 a 3
˜
deste livro o ajudarao a conhecer melhor esses 12 profetas
´
e os assuntos de seus livros. Desse modo podera se bene-
˜ ´
ficiar do que eles escreveram, encontrando liçoes praticas
para sua vida.
´
C APITULO UM

´
MENSAGENS DE JEOVA PARA
O PASSADO E O PRESENTE
´
AO LONGO das eras, muitos ja sonharam em encontrar
ˆ ´ ´
algum tesouro escondido. Voce ja leu historias sobre explo-
´
radores, arqueologos e outros que realmente procuraram
ˆ ˜
tais tesouros? Embora voce talvez nao participe nesse tipo
de busca, que tal se encontrasse mesmo um tesouro? Seria
muito recompensador se esse tesouro melhorasse sua vida
ou a tornasse mais prazerosa e bem-sucedida.
2 A maioria das pessoas jamais vai a` caça de tesouros lite-
`
rais, mas vai a busca de felicidade talvez se esforçando para
´
ganhar dinheiro, ter boa saude e um bom casamento — te-
˜ ´ ˜
souros que nao se encontram cavando o solo. Tambem nao
˜
existe um mapa literal indicando a localizaçao desses te-´
´ ´
souros. Como sabe, e preciso esforço para encontra-los. E
˜
por isso que muitos sao gratos por bons conselhos sobre
como atingir seus objetivos e tornar a vida mais prazerosa
e bem-sucedida.
3 Voceˆ realmente tem a` disposiçao ˜
conselhos uteis,
´
˜ ´ ´
orientaçoes que ja ajudaram outros a ser felizes. A Bıblia
oferece os melhores conselhos sobre como viver melhor,
´ ˆ
conforme muitos ja constataram. O autor ´ ingles Char-
´
les Dickens disse a respeito da Bıblia: “E o melhor livro
´ ´
que ja existiu ou existira no mundo . . . porque ensina as
1, 2. O que se pode dizer sobre a busca de tesouros escondidos, mas
ˆ
o que pode ajudar voce a encontrar prazer na vida?
ˆ ´
3, 4. Onde voce pode encontrar conselhos praticos sobre como vi-
ver melhor?

5
´
6 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜
melhores liçoes pelas quais qualquer criatura humana . . .
pode ser guiada.”
4 Essas palavras nao ˜
causam surpresa para´ os que consi-
´ ´
deram a Bıblia como inspirada por Deus. E provavel que
ˆ ˜ ´
voce concorde com a afirmaçao que lemos em 2 Timoteo
´
3:16: “Toda a Escritura e inspirada por Deus e proveitosa
para ensinar, para repreender, para endireitar as coisas,
´
para disciplinar em justiça.” Em outras palavras, na Bıblia
´ ˜ ´ `
ha informaçoes muito uteis que mostram as pessoas como
`
viver melhor em meio as complexidades do mundo mo-
´
derno. Aqueles que guiam seus passos pela Bıblia podem
´
ter uma vida realmente mais satisfatoria e bem-sucedida.
5 Mas em que partes da Bıblia ´ ˆ
voce acha que se en-
˜
contram tais conselhos? Alguns mencionam o Sermao do
´
Monte, no qual Jesus deu conselhos praticos sobre aspectos
´ ´
da vida diaria. Outros se lembram dos escritos do apos-
´
tolo Paulo. E todos podem encontrar conselhos uteis nos
´
Salmos e nos Proverbios — livros cheios de sabedoria. Na
˜
realidade, dependendo de sua situaçao ou dos desafios que
ˆ ´ ´
voce enfrenta, qualquer livro bıblico pode ser util, mes-
˜ ´ ´
mo os que sao essencialmente historicos, como os de Josue
´ ˆ ˜
ate Ester. Seus relatos contem liçoes alertadoras para toda
´
pessoa que deseja ser feliz em servir a Deus. (1 Corıntios
´ ˆ
10:11) De fato, nesses livros ha conselhos que voce pode-
´
ra usar ao dirigir os seus passos, para tornar bem-sucedida
a sua vida. Lembre-se da seguinte verdade: “Todas as coi-
˜
sas escritas outrora foram escritas para a nossa instruçao,
´
para que, por intermedio da nossa perseverança e por in-
´ ´
termedio do consolo das Escrituras, tivessemos esperança.”
´ ˆ
— Romanos 15:4; Josue 1:8; 1 Cronicas 28:8, 9.
6 No entanto, existe uma seçao ˜ ´
na Bıblia onde se po-
´
dem encontrar tesouros, mas que, para muitos, ainda e um
´ ˜ ´
5-7. Em que partes da Bıblia podem-se encontrar orientaçoes benefi-
cas?
´
Mensagens de Jeova para o passado e o presente 7
´
territorio praticamente inexplorado. Trata-se do grupo de
12 livros muitas vezes chamado de Profetas Menores. Em
´
geral, esses livros se encontram depois dos livros bıblicos
maiores de Ezequiel e Daniel, mas antes do Evangelho de
´ ˜
Mateus. (Na maioria das Bıblias, os 12 livros estao nesta or-
´
dem: Oseias, Joel, Amos, Obadias, Jonas, Miqueias, Naum,
Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.) Como
´ ´ ´ ´
ja mencionado, a Bıblia e inspirada por Deus, contem en-
` ´
sinos valiosos e mostra as pessoas como viver melhor. Sera
que isso se aplica a esses livros?
7 Certamente que sim! De fato, nos chamados Profe-
´ ´
tas Menores ha riquezas realmente uteis que nos mostram
como viver melhor hoje em dia. Para entender por que al-
guns passam por alto esses 12 livros, pense em como eles
˜ ´
sao chamados em muitas lınguas: Profetas Menores. Pode-
ria esse nome influir no modo como as pessoas encaram
´ ´
tais livros? Sera que ate certo ponto afetou a maneira como
ˆ
voce os considera?
˜
SAO OS “PROFETAS MENORES”
MENOS IMPORTANTES?
´
8 O apostolo Paulo começou sua carta aos hebreus dizen-
´ ˜
do: “Deus, que ha muito, em muitas ocasioes e de muitos
´
modos, falou aos nossos antepassados por intermedio dos
´
profetas, no fim destes dias nos falou por intermedio dum
Filho.” (Hebreus 1:1, 2) Visto que Deus usou profetas hu-
˜
manos para transmitir suas mensagens, nao devemos
considerar quaisquer desses mensageiros ou seus escritos
ˆ
como menores em importancia. No entanto, a expres-
˜ ´
sao “Profetas Menores” leva alguns a crer que o conteudo
´
desses livros e menos importante. Outros concluem que
ˆ
as mensagens nesses livros tem menos peso do que as
8. (a) Cite uma das maneiras importantes que Deus usou para dar
˜ ´
orientaçoes. (b) Como muitas vezes e chamado o grupo dos 12 livros
˜ ˜
em consideraçao, mas o que significa essa expressao?
´
8 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´ ˜
de outros livros bıblicos. Na realidade, porem, a expressao
´
“Profetas Menores”,1 conforme usada em muitas lınguas,
˜
refere-se simplesmente ao fato de que esses 12 livros sao
menores em tamanho.
9 O fato de um livro bıblico ´ ˜ ´
ser curto nao e indicativo
ˆ ´
de sua importancia ou valor. O livro de Rute e muito mais
ˆ
curto do que os livros que vem antes e depois dele; no en-
˜ ´
tanto, quantas informaçoes tocantes ele contem! Esse livro
` ˜
curto enfatiza o apego que devemos ter a adoraçao verda-
´ `
deira, ilustra o alto valor que Deus da as mulheres e fornece
detalhes essenciais a respeito da linhagem de Jesus. (Rute
´ ´
4:17-22) Outro
´ ˜ exemplo, quase no fim da Bıblia, e o livro
˜ ´
de Judas. E tao curto que, em algumas ediçoes da Bıblia,
˜ ´ ´
nao ocupa nem uma pagina inteira. Ainda assim, ha nele
˜ ˜ ´
uma riqueza de informaçoes e orientaçoes inestimaveis:
os tratos de Deus com anjos maus, alertas sobre homens
˜ ˜
corruptos que se infiltrariam na congregaçao e exortaçoes
´ ´
para travar uma luta ardua pela fe. Da mesma forma, pode
ter certeza de que os livros dos chamados Profetas Meno-
˜ ˜ ´
res, embora sejam curtos, nao sao inferiores em conteudo
ˆ
nem em valor para voce.
˜ ´
EM QUE SENTIDO SAO PROFETICOS?
10 Outro aspecto a considerar envolve os termos “profe-
´
ta” e “profetico”. Essas palavras relacionam-se com a ideia
˜
1 Segundo a Encyclopaedia Judaica, essa expressao “parece basear-se
˜
na expressao latina usada na Vulgata (Prophetae Minores). O adjetivo
´ ˜ ` ˆ
‘menor’ no tıtulo ‘Profetas Menores’ nao se refere a importancia rela-
˜ ´
tiva dos 12 profetas em comparaçao com Isaıas, Jeremias e Ezequiel,
mas sim ao . . . tamanho bem menor” de seus livros. — Volume 12,
´
pagina 49.
´ ˜ ´
9. Por que o tamanho de um livro bıblico nao e indicativo de seu va-
lor relativo?
ˆ
10, 11. (a) Que ideia alguns tem a respeito da palavra “profeta”?
´
(b) Em sentido bıblico, quem eram os profetas, e o que faziam?
´
Mensagens de Jeova para o passado e o presente 9
´ ´
de prever o futuro. Para muitos, profeta e apenas alguem
que prediz o futuro — talvez com palavras misteriosas su-
˜
jeitas a interpretaçoes. Isso influi na maneira como alguns
encaram esses 12 livros.
´
11 E verdade que a leitura desses 12 livros logo revela que
ˆ ˜
eles contem muitas prediçoes, grande parte delas sobre a
´
vinda do grande dia de Jeova. Isso se harmoniza com o sen-
´ ´
tido basico da palavra “profeta”. Profeta era alguem bem
achegado a Deus e, em muitos casos, era usado para revelar
´
o futuro. Começando com Enoque, muitos profetas bıbli-
cos de fato previram o futuro. — 1 Samuel 3:1, 11-14; 1 Reis
17:1; Jeremias 23:18; Atos 3:18; Judas 14, 15.
´
12 E preciso lembrar-se, porem, ´
que o papel dos pro-
´ ˜ ´ ˜
fetas de Jeova nao era so declarar prediçoes divinas. Deus
muitas vezes usou profetas como porta-vozes para revelar
˜ ˜
Sua vontade. Por exemplo, talvez nao encaremos Abraao,
´
Isaque e Jaco como pessoas que prediziam o futuro; no en-
tanto, o Salmo 105:9-15 os classifica como profetas. Houve
casos em que Deus os usou para revelar algo futuro, como,
´
por exemplo, quando Jaco abençoou seus filhos. Mas esses
´
patriarcas tambem eram profetas no sentido de que infor-
` ´ ´
maram as suas famılias o que Jeova dissera a respeito de
´ ˆ
cumprirem um papel no proposito divino. (Genesis 20:7;
˜
49:1-28) Outra indicaçao do alcance de sentido do termo
´ ´ ˜
bıblico “profeta” e o fato de que Arao serviu como profeta
´ ˜
para Moises. Arao desempenhou o papel de profeta ˆ servin-
´
do como porta-voz, ou “boca”, de Moises. — Exodo 4:16;
7:1, 2; Lucas 1:17, 76.
13 Veja tambem ´ ˜
o caso dos profetas Samuel e Nata.
(2 Samuel 12:25; Atos 3:24; 13:20) Ambos foram usados
12. Como se pode mostrar que ser profeta envolvia mais do que ape-
˜
nas fazer prediçoes?
ˆ
13, 14. (a) De exemplos de como os profetas fizeram mais do que
˜ ˆ
apenas prediçoes. (b) Como voce pode se beneficiar de saber que os
˜
profetas fizeram mais do que apenas prediçoes?
´
10 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
por Jeova para declarar eventos futuros, mas ele tambem
os usou como profetas de outras maneiras. Como profeta,
Samuel instou os israelitas a largar a idolatria e voltar a pra-
˜
ticar a adoraçao pura. E ele declarou o julgamento de Deus
´
contra o Rei Saul, o que nos ensina que Jeova valoriza mais
ˆ ´
a obediencia do que sacrifıcios materiais. De fato, uma
˜
das atribuiçoes de Samuel como profeta era expressar os
conceitos de Deus sobre a maneira correta de viver. (1 Sa-
˜ ˜
muel 7:3, 4; 15:22) O profeta Nata predisse que Salomao
construiria o templo e que seu reino seria estabelecido fir-
˜ ´
memente. (2 Samuel 7:2, 11-16) Mas Nata tambem agiu
como profeta ao apontar o pecado de Davi com Bate-Seba
˜ ˜ ˆ
e contra Urias. Quem nao se lembra de como Nata expos
´ ˜
o adulterio de Davi — usando a ilustraçao de um homem
´
rico que se apoderou da unica e amada ovelha de um ho-
˜ ´ ˜
mem pobre? Nata ajudou tambem a organizar a adoraçao
´ ˆ
verdadeira no santuario de Deus. — 2 Samuel 12:1-7; 2 Cro-
nicas 29:25.
14 O importante e´ que nao ˜
devemos encarar as men-
´
sagens contidas nesses livros profeticos como meras
˜ ˆ ˜
prediçoes. Eles contem expressoes divinas a respeito de
muitas outras coisas, incluindo excelentes esclarecimentos
sobre como o povo de Deus daquele tempo devia viver e
´
como nos hoje devemos viver. De fato, temos a garantia
´ ´ ´
de que o conteudo da Bıblia, incluindo esses 12 livros, e
´ ´ ´
muito util e pratico, pois ajuda as pessoas a ver qual e o me-
˜ ˜
lhor modo de vida. Esses livros inspirados dao orientaçoes
´
valiosas que nos ajudam ‘a viver com bom juızo, justiça e
˜
devoçao piedosa no meio deste atual sistema’. — Tito 2:12.
COMO SE BENEFICIAR
Ler a inspirada Palavra de Deus pode beneficiar-nos
15
´
de muitas maneiras. Alguns livros bıblicos narram eventos
15, 16. (a) Que aspectos figurativos podem ser encontrados nos
´ ˆ
“Profetas Menores”? (b) Que quadros profeticos contem esses livros?
´
Mensagens de Jeova para o passado e o presente 11
´ ˜ ´
ocorridos num determinado perıodo, outros sao poeticos
— cada um com seu valor especial. Em ainda outros se des-
´
taca o aspecto figurativo, ou simbolico, como no caso dos
˜
12 livros em consideraçao. Por exemplo, Jesus tinha em
˜ ´
mente o livro de Jonas, quando disse: “Uma geraçao inıqua
´
e adultera persiste em buscar um sinal, mas nenhum sinal
´
lhe sera dado, exceto o sinal de Jonas, o profeta. Porque, as-
ˆ ˆ
sim como Jonas esteve tres dias e tres noites no ventre do
´ ´
enorme peixe, assim estara tambem o Filho do homem
ˆ ˆ ˜
tres dias e tres noites no coraçao da terra. Homens de
´ ˜ ˜
Nınive se levantarao no julgamento com esta geraçao e a
˜
condenarao; porque eles se arrependeram com o que Jonas
´
pregou, mas, eis que algo maior do que Jonas esta aqui.”
— Mateus 12:39-41.
16 Obviamente, Jesus via no livro de Jonas mais do que
´
apenas um registro historico dos tratos de Deus com Jo-
´
nas, das atividades desse profeta em Nınive e do que
aconteceu quando ele proclamou a alertadora mensagem
divina. Jesus sabia que o profeta Jonas cumpriu um pa-
pel figurativo, apontando para Jesus Cristo, para sua morte
˜ ´ ˜
e ressurreiçao no terceiro dia. Alem do mais, a reaçao dos
ninivitas foi um contraste — um contraste com a manei-
` ˜ `
ra como a maioria dos judeus reagiu a pregaçao e as
obras de Jesus. (Mateus 16:4) Por isso, entendemos que es-
ˆ ´
ses 12 livros contem quadros profeticos, ou similaridades,
dos tratos de Deus com seu povo nos tempos modernos.
˜
Tais estudos sao fascinantes e valiosos.1
17 No entanto, o livro que voceˆ tem em maos ˜ ˜ ´
nao e um
´
estudo do significado figurativo, ou simbolico, do livro de
´ ´
Jonas ou dos outros 11 livros. Tampouco e uma analise
1 Veja, por exemplo, o estudo sobre Ageu e Zacarias no livro O Pa-
´
raıso Restabelecido Para a Humanidade — Pela Teocracia!, publicado
´
pelas Testemunhas de Jeova, mas atualmente esgotado.
´ ˜
17. Que enfoque esta obra da aos 12 livros em consideraçao?
´
12 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
versıculo por versıculo. Em vez disso, o enfoque princi-
˜ ˜
pal sao as informaçoes desses livros que podemos aplicar
´
na vida diaria. Pergunte-se: ‘Nesses 12 livros, que orienta-
˜ ´ ´ ´
çoes uteis ou conselhos divinos Jeova me da? Como esses
´
livros podem me ajudar “a viver com bom juızo, justiça e
˜
devoçao piedosa no meio deste atual sistema”? O que eles
me dizem a respeito da vida, da moral, da vida familiar e
˜ ´ ´
das atitudes cristas nestes dias crıticos, visto que “esta che-
´ ´
gando o dia de Jeov` a, pois esta perto”?’ (Tito 2:12; Joel
´ ˆ
2:1; 2 Timoteo 3:1) A medida que voce encontrar respostas
´ ´ ´
satisfatorias, provavelmente descobrira versıculos que pre-
´ ´ ´ ˜
zara muito, versıculos que ate agora nao havia usado ao
´
dar conselhos bıblicos a outros. Desse modo, sua reserva
´ ´
de valiosos textos bıblicos certamente aumentara. — Lucas
24:45.
18 Os capıtulos ´ ˜
neste livro estao agrupados em quatro se-
˜ ˜ ˜
çoes. Ao iniciar cada seçao, procure obter uma visao geral
´ ´ ´
dela. Em cada um dos proximos 13 capıtulos ha dois qua-
´
dros para ajuda-lo a fixar na mente os assuntos estudados.
˜
As perguntas nesses quadros o ajudarao a recapitular o que
leu e a refletir sobre seu valor e praticidade. O primeiro
´
quadro fica mais ou menos no meio do capıtulo. Ao chegar
nesse quadro, considere as perguntas contidas nele. Isso
´ ˆ
18. Que metodo este livro adota, e como voce pode beneficiar-se
disso?
´
Mensagens de Jeova para o passado e o presente 13

´ ˆ
BENEFICIOS PARA VOCE
´
˙ Que equıvocos a respeito dos “Profetas
Menores” devem-se evitar? — Romanos 15:4.
ˆ
˙ Por que voce pode esperar beneficiar-se
´
de um exame dos 12 livros profeticos?
´
— 2 Timoteo 3:16.
ˆ
˙ Que expectativas voce pode ter a respeito
do estudo desses livros? — 1 Tessalonicenses
2:13.

´ ˜
o ajudara a implantar bem fundo no coraçao o que tiver
acabado de estudar. (Mateus 13:8, 9, 23; 15:10; Lucas 2:19;
´
8:15) O segundo quadro lhe dara a oportunidade de refle-
ˆ ´
tir sobre o que voce tiver lido na parte final do capıtulo e
a guardar isso na sua reserva de conhecimento. Portanto,
tire tempo para estudar esses quadros. Eles podem ser ferra-
´ ´
mentas realmente uteis, que indicam maneiras praticas de
ˆ ˜
voce se beneficiar do assunto em consideraçao.
´
19 Para “preparar o cenario” ´
para o que vira a seguir, per-
ˆ ´
gunte a si mesmo o que voce sabe a respeito do conteudo
de cada um desses 12 livros. Por meio de quem Deus apre-
sentou essas mensagens, e que tipo de homens eram? Em
´ ˜
que epoca viveram, e em que situaçoes serviram como pro-
´ ´ ´
fetas? (A tabela cronologica nas paginas 20 e 21 sera muito
´ ˆ ´
util; consulte-a com frequencia ao estudar os proximos ca-
´ ˜
pıtulos.) Qual era a mensagem imediata ou aplicaçao
original dessas mensagens, e como esse conhecimento
´ ´ ´
pode ajuda-lo a relacionar a materia ao contexto? O proxi-
´ ´
mo capıtulo o ajudara a obter as respostas a essas perguntas
´
basicas.
˜ ˆ
19. Quais sao as primeiras coisas que voce deve ter em mente a res-
˜
peito dos 12 livros em questao?
´
C APITULO DOIS

PROFETAS CUJAS MENSAGENS


PODEM INFLUIR NA NOSSA VIDA
GOSTARIA de conhecer 12 mensageiros de Deus? Eles vive-
` ˆ ˜
ram antes de Jesus ter vindo a Terra, de modo que voce nao
´ ˆ ´ ˆ
podera conhece-los pessoalmente. Mas podera conhece-los
por observar como mantiveram bem em mente “o grande
´ ˆ ´ ´
dia de Jeova”. E o que voce aprendera com certeza e valio-
˜
so para todo cristao que sabiamente se esforça em manter
´
em mente o grande dia de Jeova. — Sofonias 1:14; 2 Pedro
3:12.
2 Um grande numero ´ ˜
de homens sao chamados de pro-
´
fetas nas Escrituras — muitos livros bıblicos levam o nome
de profetas. Como os outros profetas, os 12 homens que
˜
consideraremos sao exemplos de fidelidade e coragem.
Alguns tiveram a alegria de ver sua mensagem transfor-
˜
mar coraçoes e mentes, fazendo pessoas retornar a Deus.
Outros sofreram amargo desapontamento ao ver transgres-
´ `
sores violar as normas de Jeova e se opor a sua vontade.
˜
Alguns desses 12 sentiram a frustraçao resultante da com-
ˆ ˜
placencia e da autogratificaçao de professos adoradores de
´
Jeova ao seu redor.
3 Como nos ´
hoje, esses 12 profetas viveram em tem-
´ ˜ ´
pos de instabilidade polıtica, convulsao social e declınio
religioso. Sendo homens “com sentimentos iguais aos nos-
´
sos”, com certeza tinham seus proprios temores e desafios.
(Tiago 5:17) Mas eles nos deram bom exemplo, e suas
ˆ
1. Por que voce deve se interessar pelos 12 profetas que escreveram os
´
ultimos livros das Escrituras Hebraicas?
ˆ
2, 3. Em que sentido podemos nos identificar com as experiencias
dos 12 profetas?
Profetas cujas mensagens podem influir na nossa vida 15
´
mensagens devem ser levadas a serio, pois foram registra-
´ ´
das nas “escrituras profeticas” em nosso benefıcio, “para
´
quem ja chegaram os fins dos sistemas”. — Romanos 15:4;
´
16:26; 1 Corıntios 10:11.
´
OS 12 PROFETAS E O PERIODO EM QUE VIVERAM
4 Talvez imagine que a ordem em que os livros de Oseias
´ `
a Malaquias aparecem na Bıblia equivale a ordem crono-
´ ˜ ´
logica em que esses profetas viveram. Nao e assim. Por
´
exemplo, os profetas Jonas, Joel, Amos, Oseias e Miqueias
´ ´
viveram no nono e no oitavo seculos AEC.1 Nesse perıo-
´
do, muitos reis, tanto no reino de Juda (no sul), como no
´ ´
de Israel (no norte), foram infieis. E seus suditos os imita-
vam, o que provocou a ira de Deus. Foi nesse tempo que
´ ˆ
os assırios, e mais tarde os babilonios, procuraram obter o
´ ˜
domınio mundial. Os israelitas nao podiam imaginar que
´ ˆ
Jeova usaria essas duas potencias mundiais como Seus exe-
ˆ ´
cutores! Voce sabe, porem, que Deus muitas vezes alertou
´ ´
Israel e Juda por meio de profetas fieis.
5 Quando se aproximava a execuçao ˜
do julgamento de
´ ´ ´
Jeova contra Juda e Jerusalem, ele convocou outro grupo
ˆ
de dinamicos porta-vozes. Quem o compunha? Os profe-
tas Sofonias, Naum, Habacuque e Obadias. Eles atuaram
´ ´ ´
durante o setimo seculo AEC. Os eventos mais tragicos que
´ ˜ ´
marcaram esse perıodo foram a destruiçao de Jerusalem
ˆ ´
pelos babilonios, em 607 AEC, e o exılio dos judeus. Mais
uma vez, aconteceu exatamente como Deus alertara em
´ ´ ´
1 Note a tabela cronologica nas paginas 20 e 21. Vera, por exemplo,
´ ´
que tanto Miqueias como Oseias serviram num perıodo em que Isaıas
´
era profeta de Deus em Jerusalem.
ˆ ` ˆ ´
4. O que voce notou quanto a sequencia de perıodo em que os 12 pro-
´
fetas viveram, e quais foram os primeiros que Jeova convocou para
alertar e motivar seu povo?
´
5. Que grupo de profetas proclamou o julgamento de Jeova quando
´ ´ ˜
Juda e Jerusalem estavam em vias de sofrer a desolaçao?
´
16 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

profecias declaradas por alguns desses homens que haviam


sido enviados para falar por ele. Eles tentaram alertar o
ˆ
povo contra coisas erradas, como a embriaguez e a violen-
cia, mas o povo se recusou a mudar. — Habacuque 1:2, 5-7;
2:15-17; Sofonias 1:12, 13.
6 Apos ´ ´
a volta do exılio, o povo de Deus precisava de
˜ ˜
boa liderança e de consolo e exortaçoes para nao se desviar
˜
da adoraçao verdadeira. Outro grupo de profetas — Ageu,
Zacarias e Malaquias — preencheu essa necessidade. ` Eles
´
serviram no sexto e no quinto seculos AEC. A medida que
ˆ
voce aprender mais sobre esses 12 corajosos defensores da
´ ´ ˜
soberania de Jeova e suas atividades, discernira liçoes im-
´ ´
portantes que podera usar no seu ministerio nestes tempos
perigosos. Analisemos agora esses profetas segundo a se-
ˆ ´
quencia de perıodo em que serviram.
˜
ESFORÇO PARA SALVAR NAÇOES OBSTINADAS
7 Voceˆ ja´ teve uma crise de falta de confiança, tal-
´
vez achando que sua fe estivesse diminuindo? Nesse caso,
ˆ ˜
as experiencias de Jonas sao especialmente ´ valiosas para
ˆ ´ ´
voce. Ele viveu no nono seculo AEC. E provavel que sai-
´ ˜
ba que Deus o designara para ir a Nınive, capital do entao
´ ´ ˜
emergente Imperio Assırio. A missao de Jonas era denun-
ciar a maldade dos ninivitas. No entanto, em vez de ir para
˜ ˆ
sua designaçao — uns 900 quilometros a nordeste de Je-
´
rusalem —, Jonas pegou um navio que ia para um porto
que provavelmente ficava na Espanha. Ele ia seguindo uns
ˆ ˜ ´
3.500 quilometros na direçao oposta! O que acha? Sera que
´
Jonas foi movido pelo medo, por uma temporaria falta de
´ ´ ´
fe ou ate mesmo por ressentimento contra um possıvel ar-
˜
rependimento dos ninivitas que lhes desse condiçoes de,
´ ´
6. Como Jeova motivou o restante que voltou do exılio?
ˆ
7, 8. Como as experiencias de Jonas podem nos encorajar a lidar com
qualquer falta de confiança?
´
mais tarde, agredir Israel? A Bı-
˜
blia nao diz especificamente. Mas
´
pode-se ver por que e preciso cui-
dar para que o nosso modo de
˜
pensar nao se desvie do rumo
certo.
8 Voceˆ sabe como Jonas reagiu
` ˜
a repreensao de Deus. Dentro do
“grande peixe” que o havia engo- JONAS
˜
lido, ele reconheceu: “A salvaçao
´ ´
pertence a Jeova.” ( Jonas 1:17; 2:1, 2, 9) Apos ter sido salvo
˜
de forma milagrosa, Jonas cumpriu sua missao. No en-
´
tanto, ficou muito desapontado quando Jeova desistiu de
destruir os ninivitas porque acataram a mensagem do pro-
´
feta e se arrependeram. Mais uma vez, Jeova corrigiu
amorosamente o profeta, que havia demonstrado egocen-
trismo. E, embora alguns destaquem as falhas de Jonas,
´
Jeova o considerou um servo obediente e fiel. — Lucas
11:29.
9 Ja´ ficou alguma vez frustrado quando alguem ´
difamou
´
sua mensagem bıblica chamando-a de alarmista? A mensa-
´ ´
gem do profeta Joel, cujo nome significa “Jeova e Deus”,
´
tambem foi encarada assim pelos seus compatriotas. Pelo
´
visto, ele registrou suas profecias em Juda por volta de
´
820 AEC, nos dias do Rei Uzias. Parece que os perıodos em
que Joel e Jonas trabalharam coincidiram em parte. Joel fa-
lou de uma praga de gafanhotos destrutivos que viriam em
´
ondas para devastar o paıs. De fato, o atemorizante dia de
´ ˆ ´
Deus estava proximo. Voce vera, no entanto, que a men-
˜ ´ ´
sagem de Joel nao era so de ruına. Num tom positivo, ele
´
indicou que os fieis ‘escapariam’. ( Joel 2:32) Os arrependi-
ˆ ˜ ˜ ´
dos podem alegrar-se com as bençaos e o perdao de Jeova.
´ ˆ ´
9. Que benefıcios voce pode tirar da mensagem profetica de Joel?
´
18 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

Como deve ser reanimador ter em


´
mente que esse aspecto tambem
faz parte da nossa mensagem! Joel
predisse que a força ativa de Deus,
´
seu espırito santo, seria derramada
“sobre toda sorte de carne”.
ˆ
Consegue ver como voce
´
esta envolvido nessa profe-
´
cia? Joel enfatizou a unica
˜
garantia de salvaçao: “Todo
´
JOEL aquele que invocar o nome de Jeova sal-
´
var-se-a.” — Joel 2:28, 32.
10 Voceˆ pode entender os sentimentos de Amos ´ `
caso as
vezes se sinta impressionado com a seriedade da mensa-
˜
gem que devemos proclamar, em geral a pessoas que nao
´ ˜
a aceitam. Amos nao era filho de profeta, nem fazia parte
de um grupo de profetas; era apenas criador de ovelhas e
trabalhador sazonal. Ele profetizou nos dias do Rei Uzias,
´ ´
de Juda, perto do fim do nono seculo AEC. Apesar de sua
´
origem humilde, Amos (cujo nome significa “ser uma car-
´
ga; levar uma carga”) transmitiu fortes mensagens a Juda,
˜ ˜
a Israel e a naçoes vizinhas. Nao o anima saber que
´
Jeova pode capacitar um homem
˜
comum a realizar um trabalho tao ´
AMOS
importante?
11 Ja´ se perguntou alguma vez:
´
‘Ate que ponto eu estaria disposto a
me sacrificar para fazer a vontade de
´
Jeova?’ Pense em Oseias, que viveu
´ ´
mais ou menos na epoca de Isaıas e
Miqueias, e que serviu como profeta
´
10. Como Jeova usou um simples trabalha-
dor sazonal?
´
11. Ate que ponto Oseias se dispunha a ir para
fazer a vontade de Deus?
´
Sıdon
Damasco
Reino de Israel, no norte Sarefa
´
(Efraim, ou Samaria)
´
Reino de Juda, no sul Tiro ˜
´ Da
(Juda e Benjamim)

SA˜
BA
Mar da

E
o

Mte. Carmelo
Galileia
a n d e r r aˆ n e

D
Mte. Tabor
ar)

A
Jezreel
e M

Megido

L E
edit

Hadadrimom

EFRAIM
r M

G I
SAMARIA
(Gr
Ma

´
Siquem ´
Mispa
R i o J o r d a˜ o
Gilgal
´
Raba
Betel
´
Rama Sitim
´ Gilgal
Ecrom Gibea
Asdode ´ ˜
´
Belem JERUSALEM (SIAO)

OM
Gate
Ascalom ˜
Moresete Adulao
Aczibe
AM
Laquis Maresa (Maressa) Tecoa

Safir
Gaza Mar
Salgado
Rimom
Berseba

´ Sodoma?

JUDA MOABE

Bozra N
®

EDOM
´
20 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
por cerca de 60 anos. Jeova ordenou que Oseias se casasse
ˆ ˜
com Gomer, “uma esposa de fornicaçao”. (Oseias 1:2) Dos
ˆ ˆ ´
tres filhos que Gomer teve mais tarde, pelo visto so um era
´ ´
de Oseias. Por que Jeova pediria a alguem que suportasse
´
o ultraje da infidelidade conjugal? Jeova estava ensinando
˜ ˜
uma liçao de lealdade e perdao. O reino de Israel, no norte,
´ ´
havia traıdo a Deus, assim como uma esposa adultera trai

´
12 profetas Reis de Juda*
ˆ
Profetas contemporaneos Reis de Israel*
ˆ
Outros contemporaneos *Reis que governaram por mais de dois anos

Jonas Oseias
Joel
´
Amos
850 AEC 825 800
Amazias Uzias (Azarias)
˜ ´
Jeroboao II Zacarias Menaem

˜ ´
Destruiçao de Nınive, 632
Sofonias

Naum
700 675 650 /
´
Manasses Josias

ˆ
Queda de Babilonia, 539
Exilados retornam, 537
Ageu
Daniel Zacarias ´
Reconstruıdo o templo, 515
550 // 525 / 500
21
´
o marido. Mesmo assim, Jeova mostraria
´
seu amor pelo seu povo e tentaria ajuda-lo
a se arrepender, algo que certamente nos
comove.
12 Voceˆ nao
˜
concorda que os atuais tem-
´
pos crıticos dificultam o desenvolvimento
da coragem e da confiança total em
´ ˆ
12. Que benefıcios voce pode tirar de estudar o
OSEIAS
exemplo de Miqueias e os efeitos de seu trabalho
como profeta?

Queda de Samaria, 740


Miqueias
´
Isaıas
750 / 725 700
˜
Jotao Acaz Ezequias
Peca Oseias

˜ ´
Habacuque Destruiçao de Jerusalem, 607
Obadias
Jeremias
Daniel
Ezequiel
/ 600 575 550
Zedequias
Jeoiaquim

´
Reconstruıdas as muralhas, 455
Esdras
Neemias
Malaquias
/450 425 400
´
GRECIA
AS ´
SIR
´ ´
Nınive
IA
SIRIA
CRETA Hamate
´ Damasco ˆ
Sıdon
Tiro BABILONIA
´ ˆ
RabaAMOM Babilonia
´
JERUSALEM
MOABE
N
ˆ EDOM
¯

Menfis
Mte. Horebe
EGITO

´ ˆ ´
Jeova? Se voce manifestar essas qualidades, sera como
ˆ ´
Miqueias. Contemporaneo de Oseias e Isaıas, Miqueias
˜ ´
declarou mensagens contra as naçoes de Juda e de Is-
˜
rael durante os reinados dos reis judeus Jotao, Acaz
´
e Ezequias, no oitavo seculo AEC. A extrema cor-
˜
rupçao moral e a idolatria haviam profanado o
´
reino de Israel, no norte, que foi destruıdo com
´
a conquista de Samaria pelos assırios em
´
740 AEC. O reino de Juda oscilava entre a
ˆ ´
obediencia e a infidelidade a Jeova. Apesar
dos eventos ameaçadores, Miqueias podia
consolar-se com o fato de que a sua men-
sagem, de origem divina, temporariamente
´ ˜
impediu o mergulho de Juda na corrupçao
´
espiritual e o resultante desastre. Para nos hoje
´
e muito consolador ver que alguns acolhem a
˜
nossa mensagem de salvaçao. MIQUEIAS
˜
PREVISAO DE CRISE IMINENTE
13 Com o enfraquecimento gradual das potencias ˆ
mun-
´ ´ ˆ ˜
diais egıpcia e assıria, Babilonia se destacava. Sua ascensao
´
13, 14. (a) Como o exemplo de Sofonias pode ajuda-lo na sua ado-
˜
raçao? (b) Que reforma espiritual as atividades de Sofonias ajudaram
a realizar?
Profetas cujas mensagens podem influir na nossa vida 23

ˆ
COMO VOCE PODE BENEFICIAR-SE?
ˆ
˙ O que voce notou a respeito de como os
˜ ´
12 profetas estao alistados na Bıblia?
ˆ
˙ Como voce pode beneficiar-se das expe-
ˆ ´
riencias de profetas como Jonas e Amos?
— Hebreus 11:32, 33, 39, 40.
´
˙ Ate que ponto Oseias se dispunha a ir para
´
fazer a vontade de Jeova? — Mateus 16:24.

´ ˜ ´
logo teria efeitos dramaticos sobre a naçao de Juda. Os
profetas de Deus alertavam e advertiam os adoradores de
´
Jeova. Considere alguns desses profetas, tendo em mente
˜ ´
que os cristaos hoje tambem pregam uma mensagem de
alerta.
14 Se para fazer a vontade de Jeova´ voceˆ teve de
˜ ´
romper com tradi ´ çoes familiares, podera se solidarizar
´
com Sofonias. E possıvel que ele tenha sido tataraneto do
Rei Ezequias e parente do Rei Josias — portanto, membro
´ ´
da famılia real de Juda. No entanto, Sofonias obedien-
´
temente proclamou uma mensagem de denuncia
´
contra a liderança corrupta em Juda. Seu nome
´
significa “Jeova escondeu”. Ele enfatizou que
´ ´
apenas pela misericordia divina alguem po-
´
deria ‘ser escondido no dia da ira de Jeova’.
(Sofonias 2:3) Felizmente, a corajosa procla-
˜
maçao de Sofonias deu resultado. O jovem
Rei Josias liderou uma reforma espiritual: re-
´
moveu os ıdolos, fez reparos no templo e
˜ ´
restaurou a adoraçao pura. (2 Reis, capıtulos
22-23) O trabalho de Sofonias e de outros
profetas (Naum e Jeremias) com certeza foi
providencial em assessorar e aconselhar o
˜ SOFONIAS
rei. Infelizmente, a maioria dos judeus nao
´
24 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

se arrependeu com sinceridade. Depois da morte de Josias


` ˜
em batalha, voltaram a idolatria. Nao muitos anos depois,
ˆ
foram levados ao cativeiro em Babilonia.
ˆ ˜
15 Voce talvez nao se considere importante nem uma
˜ ˆ ´
pessoa de destaque. Os cristaos tem o grande privilegio de
ser “colaboradores” de Deus, mas, pessoalmente, a maioria
˜ ˆ ´
nao tem preeminencia. (1 Corıntios 3:9) De modo similar,
sobre o profeta Naum sabemos apenas que ele era de uma
´
cidadezinha chamada Elcos, possivelmente em Juda. Mas
sua mensagem era poderosa e importante. De que forma?
´
Naum profetizou contra a capital do Imperio
´ ´
Assırio, Nınive. Seus habitantes acolheram
bem o trabalho de Jonas, mas, tempos de-
pois, voltaram ao antigo proceder. Entalhes
´
em pedra encontrados no sıtio da antiga
´
Nınive mostram que ela era, como disse
Naum, uma “cidade de derramamento
de sangue”. (Naum 3:1) Esses entalhes
ilustram o tratamento cruel que eles da-
vam aos prisioneiros de guerra. Numa
´
linguagem descritiva e dramatica, Naum
˜ ´
predisse a destruiçao total de Nınive. A sua
mensagem se cumpriu, assim como se cum-
NAUM ´
prira a mensagem que transmitimos hoje.
16 Ao longo dos seculos,´ ´
alguns leitores da Bı-
´
blia tiveram certas expectativas a respeito do dia de Jeova
˜
que nao se cumpriram. Hoje, alguns talvez se sintam frus-
˜
trados por causa da aparente demora da execuçao do
ˆ
julgamento de Deus. O que voce acha? Habacuque expres-
´ ˜ ´
sou sua compreensıvel preocupaçao, perguntando: “Ate
´ ´
15. (a) Por que Nınive merecia ouvir a mensagem desfavoravel pro-
clamada por Naum? (b) O que se pode aprender do que aconteceu
´
com Nınive?
˜
16, 17. Se as nossas expectativas a respeito do fim ainda nao se cum-
priram plenamente, o que podemos aprender do caso de Habacuque?
Profetas cujas mensagens podem influir na nossa vida
´ ´
quando, o Jeova, terei de clamar por
˜ ´ ´
ajuda e tu nao ouviras? . . . Por que ha
˜ ˆ
assolaçao e violencia diante de mim?”
— Habacuque 1:2, 3.
17 Habacuque profetizou num perıodo ´
´ ´
turbulento da historia de Juda, depois do
reinado do bom Rei Josias, mas antes da
˜ ´
destruiçao de Jerusalem em 607 AEC. As
ˆ
injustiças e a violencia predominavam. Ha-
bacuque alertou que a aliança com o Egito
˜ ´ ´ HABACUQUE
nao pouparia Juda dos sanguinarios babi-
ˆ
lonios. Ele escreveu num estilo vibrante e
´
dramatico, apresentando a ideia consoladora de que ‘o jus-
´
to continuara a viver pela sua fidelidade’. (Habacuque 2:4)
´
Essas palavras devem ser realmente importantes para nos,
´ ˆ
considerando que o apostolo Paulo as citou em tres livros
˜ ´
das Escrituras Gregas Cristas. (Romanos 1:17; Galatas 3:11;
´
Hebreus 10:38) Alem do mais, por meio de Habacuque,
´ ˜ ´
Jeova nos garante: “A visao ainda e para o tempo designa-
˜ ´
do . . . Nao tardara.” — Habacuque 2:3.
18 O profeta Obadias escreveu o livro mais

curto das Escrituras Hebraicas — apenas


´
21 versıculos. Tudo o que sabemos a
´
seu respeito e que ele profetizou
contra Edom. Os edomi-
˜
tas descendiam do irmao
´
de Jaco, sendo, portanto,
˜
‘irmaos’ dos israelitas. (Deu-
ˆ
teronomio 23:7) Mas Edom
havia tratado o povo de Deus de
modo nada fraternal. Em 607 AEC, mais ou
menos quando Obadias escreveu seu livro,
eles bloquearam as estradas e entregaram OBADIAS

´
18. Por que Jeova ordenou que Obadias profetizasse contra Edom?
´
26 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ´
judeus fugitivos aos inimigos babilonios. Jeova predisse a
´
ruına total de Edom, e isso se cumpriu. Como no caso de
Naum, sabemos pouco a respeito de Obadias, mas como
´
e animador saber que Deus pode usar como mensagei-
´
ros pessoas aparentemente insignificantes! — 1 Corıntios
1:26-29.
MOTIVADORAS, CONSOLADORAS E ALERTADORAS
19 Ageu foi o primeiro dos tres ˆ
profetas que serviram
´ ´ ˆ
apos a volta de um restante fiel do exılio em Babilo-
nia em 537 AEC. Ele talvez tenha feito parte do primeiro
grupo que voltou. Junto com o Governa-
´
dor Zorobabel e o Sumo Sacerdote Josue,
˜
e com a cooperaçao do profeta Zacarias,
Ageu tentou motivar os judeus a vencer
˜ ´
a oposiçao externa e a propria apatia
deles causada pelo materialismo.
Eles tinham de realizar aquilo que
havia sido o motivo de sua vol-
˜
ta: a reconstruçao do templo de
´
Jeova. As quatro mensagens fran-
cas e diretas de Ageu, transmitidas
AGEU em 520 AEC, enfatizaram o nome
´
e a soberania de Jeova. O leitor do livro de Ageu
´ ˜ ´ ´
encontrara 14 vezes a expressao “Jeova dos exercitos”. As
vigorosas mensagens desse profeta estimularam o povo a
ˆ ˜
reiniciar as obras do templo. Voce nao se sente reanima-
´
do por saber que, como Governante Soberano, Jeova tem
´
poder ilimitado e comanda vastos exercitos de criaturas es-
´
pirituais? — Isaıas 1:24; Jeremias 32:17, 18.
20 Pode ser que voceˆ as `
vezes se sinta um tanto desani-
mado por causa da falta de zelo de alguns que servem a
ˆ
Deus. Nesse caso, voce entende os sentimentos do profeta
19. Como Ageu ajudou a reanimar o povo de Deus?
20. Contra que atitude prevalecente Zacarias lutou?
Profetas cujas mensagens podem influir na nossa vida

Zacarias. Assim como seu contempo-


ˆ
raneo Ageu, ele enfrentou o desafio de
motivar seus companheiros de adora-
˜ ˜
çao a persistir na reconstruçao
do templo. Zacarias lutou mui-
to para fortalecer o povo na
˜
execuçao dessa tarefa monu-
mental. Apesar do comodismo
dos que o cercavam, ele se es-
´ ˜
forçou em estimular forte fe e açoes
correspondentes. E foi bem-sucedido. ZACARIAS
Zacarias registrou muitas profecias a res-
´ ´
peito de Cristo. Nos tambem podemos
´ ´
nos fortalecer com a mensagem de que “Jeova dos exerci-
˜ ´
tos” nao abandonara as pessoas que buscam o seu favor.
— Zacarias 1:3.
NA EXPECTATIVA DO MESSIAS
´ `
21 O ultimo desses 12 profetas, Malaquias, viveu a altu-
ra de seu nome, que significa “meu mensageiro”. Sabemos
pouco sobre esse profeta, que` viveu em meados do quinto
´
seculo AEC. A base de sua profecia, no en-
tanto, sabemos que ele era um corajoso
porta-voz que repreendeu o povo de Deus
por seus pecados e sua hipocrisia. As
˜ ˜
condiçoes descritas por Malaquias sao
`
bem similares as retratadas por
Neemias, que provavelmente era
ˆ
um contemporaneo de Malaquias.
Por que a mensagem de Mala-
˜ ´
quias era tao necessaria? O zelo e
21. (a) Por que a mensagem de Mala-
˜ ´
quias era tao necessaria? (b) Com que
garantia o livro de Malaquias encerra as
MALAQUIAS Escrituras Hebraicas?
´
28 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

´
PONTOS QUE PODERA USAR
ˆ
˙ Como no caso de Sofonias, que influencia
os servos de Deus podem exercer sobre
outros?
´
˙ Por que a mensagem de Habacuque e
´
aplicavel em especial nos nossos dias?
— 2 Pedro 3:12.
´ ´
˙ De que modo o valor que Jeova da aos hu-
´
mildes e exemplificado no caso de alguns
´
profetas? — Salmo 113:1, 6, 7; Isaıas 57:15.

o entusiasmo que os profetas Zacarias e Ageu haviam


´
estimulado decadas antes haviam desaparecido. A espiri-
´
tualidade dos judeus estava num nıvel muito baixo.
Malaquias falou corajosamente contra sacerdotes arrogan-
´
tes e hipocritas, e criticou as pessoas pela falta de fervor na
˜ ´
adoraçao e os sacrifıcios que ofereciam. No entanto, assim
como a Palavra de Deus garante uma perspectiva brilhante
para o futuro, Malaquias predisse a vinda do precursor do
˜ ´
Messias, Joao Batista, e, depois, do proprio Cristo. A men-
sagem de Malaquias encerra as Escrituras Hebraicas num
´
tom positivo, prometendo que ‘o sol da justiça brilhara’
para quem teme o nome de Deus. — Malaquias 4:2, 5, 6.
´
22 Pode-se ver que os homens que escreveram os ultimos
´
12 livros das Escrituras Hebraicas tinham fe e convic-
˜
çao. (Hebreus 11:32; 12:1) Seu exemplo e suas mensagens
˜
podem nos ensinar liçoes valiosas enquanto aguardamos
´
ansiosamente o “dia de Jeova”. (2 Pedro 3:10) Veja agora
´
como essas mensagens profeticas podem influir no seu fu-
turo eterno.
ˆ
22. O que voce acha da personalidade e das mensagens dos 12 profe-
tas?
´ ˆ
C APITULO TRES

´
O DIA DE JEOVA
— UM ASSUNTO VITAL
´ ´ ´ ´ ´
“ESTA proximo o grande dia de Jeova. Esta proximo e se
´ ´
apressa muitıssimo.” (Sofonias 1:14) Vez apos vez, os pro-
´
fetas de Deus alertaram sobre o iminente dia de Jeova.
˜
Em geral, eles destacaram como a aproximaçao desse dia
devia influir no cotidiano das pessoas, na sua moral e na
˜
sua conduta. Suas proclamaçoes tinham sempre o tom de
ˆ ˆ
urgencia. Se voce tivesse ouvido pessoalmente essas men-
sagens, como teria reagido?
2 Ao ler os 12 profetas, vera´ que todos eles, direta ou
´
indiretamente, falaram do dia de Jeova.1 Assim, antes de
´ ´
considerar nos proximos capıtulos as valiosas informa-
˜
çoes transmitidas por esses profetas, pense neste assunto
´
recorrente: o dia de Jeova. Seis dos profetas usaram essa
˜
mesma expressao, ou termos similares. Joel descreveu vi-
´
vidamente “o grande e atemorizante dia de Jeova”. ( Joel
´
1:15; 2:1, 2, 30-32) Amos disse aos israelitas que ‘se apron-
tassem para se encontrar’ com o Deus deles, pois o dia
´ ˜ ´
de Jeova seria um dia de escuridao. (Amos 4:12; 5:18)
´
Mais tarde, Sofonias falou as palavras citadas no paragra-
˜ ´
fo 1. E, pouco antes da destruiçao de Jerusalem, Obadias
´ ˆ
1 Tanto Isaıas, contemporaneo do primeiro grupo desses 12 profe-
ˆ ´
tas, como Ezequiel, contemporaneo do segundo grupo, tambem aler-
´ ´
taram a respeito do dia de Jeova. — Isaıas 13:6, 9; Ezequiel 7:19; 13:5;
´ ´
veja o Capıtulo 2 deste livro, paragrafos 4-6.

1, 2. (a) Que assunto vital todos os 12 profetas destacaram? (b) Que


˜ ´
mençao direta ao dia de Jeova fizeram alguns dos 12 profetas?
´
30 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´ ´
alertou: “Esta proximo o dia de Jeova contra todas as na-
˜
çoes.” — Obadias 15.
3 Voceˆ vera´ tambem ´
que dois profetas enviados aos
´ ˜
judeus depois da volta do exılio usaram expressoes simi-
˜
lares. Zacarias falou do dia em que todas as naçoes que
´
atacassem Jerusalem seriam aniquiladas. Descreveu vi-
vidamente o que aconteceria no “dia conhecido como
´
pertencente a Jeova”. (Zacarias 12:9; 14:7, 12-15) E Mala-
quias alertou o povo de Deus sobre a vinda do “grande e
´
atemorizante dia de Jeova”. — Malaquias 4:1-5.
4 Embora nao ˜ ˜ ´
usassem a expressao “dia de Jeova”, os
outros profetas do grupo dos 12 se referiram a esse dia.
´
Oseias falou do acerto de contas de Jeova com Israel e,
´
mais tarde, com Juda. (Oseias 8:13, 14; 9:9; 12:2) Mui-
´
tas dessas mensagens se relacionavam com o que Jeova
´
3. Por que se pode dizer que os profetas enviados depois do exılio fa-
´
laram a respeito do dia de Jeova?
ˆ ´
4. Que referencia ao dia de Jeova fizeram alguns dos 12 profetas?

Como uma ameaçadora tempestade,


´ ´ ´
‘o grande dia de Jeova esta proximo’
´
O dia de Jeova — um assunto vital 31
´
fez la naqueles dias. Por exemplo, Jonas proclamou a con-
˜ ´
denaçao divina contra Nınive, e Miqueias descreveu o
que aconteceria quando Deus agisse contra os rebeldes.
´
( Jonas 3:4; Miqueias 1:2-5) Naum prometeu que Jeova
se vingaria de Seus inimigos. (Naum 1:2, 3) Habacu-
˜
que clamou por justiça e descreveu “o dia da afliçao”.
(Habacuque 1:1-4, 7; 3:16) Algumas mensagens nesses
livros apontaram definitivamente para coisas que acon-
˜
teceriam com os cristaos verdadeiros. Por exemplo, Ageu,
´ ´
um dos profetas pos-exılicos, predisse o tremor das na-
˜ ´
çoes. (Ageu 2:6, 7) O apostolo Paulo citou as palavras de
˜ ˜
Ageu 2:6 para exortar os cristaos a estar numa condiçao
´ ´
aprovada quando Deus remover o simbolico ceu perver-
˜
so. — Hebreus 12:25-29; Revelaçao (Apocalipse) 21:1.
´ ´
O DIA DE JEOVA — O QUE E?
5 Voce tem bons motivos para indagar como sera´ o dia
ˆ
´ ´ ´
de Jeova. Talvez se pergunte: ‘Sera que o dia de Jeova
influi no meu modo de vida hoje e no meu futuro?’ Con-
´ ´
forme indicado pelos profetas, o dia de Jeova sera um
´ ´
perıodo em que ele agira para executar o julgamento ´ con-
´ ´
tra seus inimigos; sera um dia de batalha. E provavel que
ˆ
nesse dia atemorizante ocorram fenomenos celestiais.
˜ ´
“Mesmo o sol e a lua hao de ficar escuros e as proprias es-
˜
trelas recolherao realmente a sua claridade.” ( Joel 2:2, 11,
´ ´
30, 31; 3:15; Amos 5:18; 8:9) O que acontecera na Terra,
´
onde vivemos? Miqueias declarou: “Debaixo [de Jeova]
˜ ´
terao de derreter-se os montes e as proprias baixadas se
˜ ´
partirao qual cera por causa do fogo, quais aguas que se
precipitam por um lugar escarpado.” (Miqueias 1:4) Essas
´
palavras talvez sejam simbolicas, mas podemos concluir
˜
delas que os atos de Deus causarao efeitos desastrosos na
˜
Terra e em seus habitantes. Nao em todos os humanos,
´ ´
5, 6. De acordo com os profetas, como sera o dia de Jeova?
´
32 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˆ ˜
porem. Os mesmos profetas indicaram muitas bençaos
´
para os que ‘buscam o que e bom’ e que, portanto, conti-
˜ ´
nuarao vivos. — Amos 5:14; Joel 3:17, 18; Miqueias 4:3, 4.
6 Outros dos 12 profetas tambem ´
pintaram quadros
´ ´
vıvidos do dia de Jeova. Habacuque retratou dramatica-
´ ´
mente como Jeova despedaçara “as montanhas eternas”
´ ˜ ´
e esmagara “os morros de duraçao indefinida”, sımbolos
˜
apropriados de organizaçoes humanas, aparentemente
´ ´
eternas. (Habacuque 3:6-12) De fato, o dia de Jeova sera
´ ˜ ´
“dia de furia, dia de afliçao e de angustia, dia de tempes-
˜ ˜
tade e de desolaçao, dia de escuridao e de trevas, dia de
nuvens e de densas trevas”. — Sofonias 1:14-17.
7 Imagine o flagelo que sofrerao ˜
os que lutam con-
´
tra Deus! “Havera apodrecimento da carne enquanto a
´ ´
pessoa estiver de pe; e os proprios olhos da pessoa apo-
˜ ´ ´ ´ ´
drecerao nas suas orbitas e a propria lıngua apodrecera
˜
na boca da pessoa.” (Zacarias 14:12) Quer essa visao se
˜ ´
cumpra literalmente, quer nao, pode-se ver que e um pre-
´ ´ ˜
nuncio de tragedia para muitos. Mesmo que nao seja de
´
modo literal, as lınguas dos inimigos de Deus apodre-
˜ ´
cerao no sentido de que sua linguagem desafiadora sera
silenciada. E qualquer plano de agir unidamente contra o
´
povo de Deus sera frustrado.
´
POR QUE UM DEUS AMOROSO AGIRA?
8 Talvez ja´ tenha ouvido a pergunta: ‘Como pode um
´
Deus amoroso provocar tal tragedia contra seus inimi-
´ ˜
gos? Sera que ele precisa mesmo causar devastaçao na
˜ ´
Terra? Nao disse Jesus que devemos amar ate mesmo os
inimigos, provando assim que somos filhos do Pai no
´
7. Que flagelo e predito, e como talvez venha a se cumprir?
´ ´
8, 9. (a) Para entender por que Jeova agira contra os maus, o que
ˆ ˆ ´
voce deve levar em conta? (b) De que importancia e a lealdade na sua
´ ˜ ´
vida diaria em vista da açao que Jeova vai tomar?
´
O dia de Jeova — um assunto vital 33
´
ceu?’ (Mateus 5:44, 45) Em resposta, lembre-se de como
começaram os problemas da humanidade. Deus criou
`
o primeiro casal humano a sua imagem e semelhança
— eles eram perfeitos. No entanto, introduziram o peca-
´
do e a morte na famılia humana e, consequentemente,
´ ˜
na nossa vida. Apoiaram Satanas, o Diabo, na questao de
quem tem o direito supremo de governar a humanida-
ˆ ´ ´
de. (Genesis 1:26; 3:1-19) Ao longo dos seculos, Satanas
˜
tem tentado provar que os humanos deixarao de servir a
´ ˆ
Jeova caso sejam induzidos a fazer isso. Voce sabe que Sa-
´
tanas tem falhado. Jesus Cristo e muitos outros servos de
´ ´
Jeova foram ıntegros a Deus e mostraram que o serviam
ˆ ´
por amor. (Hebreus 12:1-3) Voce sem duvida poderia ci-
tar o nome de muitos que nos dias de hoje servem a Deus
lealmente.
9 Alem ´ ˆ ´ ˜
do mais, voce esta envolvido nessa questao que
´ ˜ ´
culminara na eliminaçao, por parte de Jeova, de toda a
perversidade. Por exemplo, ao ler esses 12 livros, nota-
´ ˜
ra que alguns dos profetas chamaram a atençao ao estilo
de vida luxuoso de pessoas que negligenciavam a adora-
˜ ´
çao de Jeova. Eles exortaram o povo de Deus a ‘fixar o
˜
coraçao nos seus caminhos’ e a transformar suas vidas.
´
(Ageu 1:2-5; 2:15, 18; Amos 3:14, 15; 5:4-6) De fato, mos-
`
traram as pessoas como deviam viver. As que aceitaram
˜ ´
essa exortaçao mostraram que seu Soberano era Jeova,
´ ´ ´
provando desse modo que Satanas e mentiroso. Jeova
´
sera leal a pessoas assim, quando aniquilar seus inimigos.
— 2 Samuel 22:26.
10 Ha´ ainda outro motivo para Deus agir. Volte sua
˜ ´
atençao para o oitavo seculo AEC, quando Miqueias pro-
´ ˜
fetizou em Juda. Falando como se ele fosse a naçao,
10. Por que as coisas que Miqueias observou deram mais um motivo
´
para Jeova agir?
˜ `
Por que a reaçao dos ninivitas a mensagem
de Jonas pode nos encorajar?
˜
Miqueias comparou a situaçao a um vinhedo ou a um po-
˜
mar depois da colheita. Nao restava mais nenhuma uva e
nenhum figo. Era assim na sociedade judaica, onde
˜
praticamente nao havia pessoa correta. Os israelitas caça-
˜
vam seus concidadaos, ficando de tocaia para derramar
´ ´ ´
sangue. Seus lıderes e juızes visavam lucros egoıstas. (Mi-
ˆ ˜
queias 7:1-4) Se voce presenciasse uma situaçao dessas,
´
como reagiria? Provavelmente sentiria pena das vıtimas
´
inocentes. Quanto mais Jeova se compadece! Hoje, ele
ˆ
examina a humanidade. O que voce acha que ele encon-
tra? Opressores exploram maldosamente e atacam com
ˆ ˜
violencia seus semelhantes. Os leais sao poucos, em com-
˜ ˜ ˜ ´
paraçao com a populaçao mundial. Mas nao e preciso se
` ´ ´ ´
desesperar. Por amor as vıtimas, Jeova fara justiça. — Eze-
quiel 9:4-7.
11 Obviamente, o dia de Jeova´ significara´ destruiçao˜
˜
para seus inimigos e libertaçao para os que o temem e
´ ´
11. (a) O que o dia de Jeova significara para os que o temem? (b) Que
efeito o alerta de Jonas teve sobre os ninivitas?
´
O dia de Jeova — um assunto vital 35

ˆ
O QUE VOCE APRENDEU?

˙ Que assunto vital todos os 12 profetas men-


cionaram nas suas profecias? — Joel 1:15;
Sofonias 1:7, 14.
´ ´
˙ Como sera o dia de Jeova? — Joel 2:30, 31;
Zacarias 14:12.
˙ Por que um Deus amoroso agiria contra
´
os perversos como que num unico dia?
— Miqueias 7:2-4; Hebreus 12:1-3.

˜
servem.1 Miqueias predisse que naçoes afluiriam ao
´ ˜
monte da casa de Jeova, resultando em paz e uniao mun-
´ ´
dial. (Miqueias 4:1-4) Sera que la no passado o fato de
´
os profetas proclamarem o dia de Jeova influiu na vida
das pessoas? Sim, em algumas. Lembre-se de que, quan-
˜ ´
do Jonas proclamou uma condenaçao contra Nınive, os
violentos e perversos habitantes daquela cidade “come-
´
çaram a depositar fe em Deus” e ‘recuaram de seu mau
˜ ´ ˜
caminho’. Por isso, naquela ocasiao, Jeova nao lhes cau-
sou nenhuma calamidade. ( Jonas 3:5, 10) A mensagem
˜ ´
sobre o iminente dia da execuçao do julgamento de Jeova
de fato influiu na vida dos ninivitas.
ˆ
COMO ESSE DIA INFLUI EM VOCE?
´
12 ‘Mas esses profetas viveram seculos ´ ´
atras’, alguem
talvez objete. ‘O que as mensagens deles sobre o dia de
ˆ
1 Para evidencias adicionais desse aspecto positivo, leia Oseias 6:1;
Joel 2:32; Obadias 17; Naum 1:15; Habacuque 3:18, 19; Sofonias 2:2, 3;
Ageu 2:7; Zacarias 12:8, 9 e Malaquias 4:2.
˜
12, 13. (a) A respeito de que naçoes profetizaram os 12 profetas?
(b) Por que se pode dizer que as profecias dos 12 profetas apontavam
para um futuro bem distante?
´
36 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˆ ´
Jeova tem a ver comigo?’ E verdade que esses profetas vi-
´ ´
veram ha muito tempo, ate mesmo antes do nascimento
´
de Jesus. Mas e preciso considerar como suas palavras a
´ ˜ ´
respeito do dia de Jeova sao importantes no seculo 21.
´
Que benefıcios podemos tirar do que eles disseram sobre
´ ´ ´
o grande dia de Jeova? Ha um fator basico que nos ´ aju-
´
da a ver o valor e os benefıcios da mensagem deles. E ter
em mente que os profetas alertaram a respeito do dia de
´ ´ ˜ ˆ
Jeova contra Israel, Juda, naçoes vizinhas e certas poten-
´ ´
cias mundiais daquela epoca.1 O importante e que tais
´
profecias se cumpriram! Os assırios realmente invadiram
´ ˜
Samaria, Juda foi desolada em 607 AEC e, nao muito tem-
˜
po depois, as vizinhas naçoes hostis foram devastadas.
ˆ ´ ˆ ´
Por fim, as potencias mundiais assıria e babilonica caı-
´
ram, tudo em cumprimento de profecias especıficas.
13 Volte agora sua atençao ˜
para o Pentecostes de 33 EC,
muito tempo depois que muitas daquelas profecias tive-
´
ram seu primeiro cumprimento. Naquele dia, o apostolo
Pedro aplicou a profecia de Joel ao derramamento do es-
´ ´
pırito santo de Deus. Daı citou do livro de Joel: “O sol
´ ˜
sera transformado em escuridao e a lua em sangue, an-
´
tes de chegar o grande e ilustre dia de Jeova.” (Atos 2:20)
Isso mostra que haveria ainda outros cumprimentos das
´ `
profecias a respeito do dia de Jeova. Quanto a profe-
cia de Joel, ela teve um segundo cumprimento em 70 EC,
´ ´
quando o exercito romano destruiu Jerusalem, o que cer-
´ ˜
tamente foi um perıodo de escuridao e sangue.
14 No entanto, a profecia de Joel e outras a respeito

˜
1 Alguns dos 12 profetas nao profetizaram apenas contra uma na-
˜ ´
çao, mas contra varias.

14, 15. (a) Por que podemos dizer que as profecias sobre o dia de
´
Jeova nos dizem respeito? (b) Quando podemos esperar que aconte-
´
ça o dia de Jeova?
´
O dia de Jeova — um assunto vital 37
´ ˜
do dia de Jeova ainda terao um cumprimento final, que
´ ´
diz respeito a nos que vivemos no seculo 21. Como as-
˜
sim? Pedro admoestou os cristaos a ‘ter bem em mente
´ ´ ´
a presença do dia de Jeova’. O apostolo disse mais: “Ha
´
novos ceus e uma nova terra que aguardamos segundo a
´
sua promessa, e nestes ha de morar a justiça.” (2 Pedro
´ ´
3:12, 13) Nenhum ‘novo ceu’ (novo governo teocratico)
com uma nova terra (sociedade de pessoas justas sob tal
´ ˜
governo) foi estabelecido logo apos a destruiçao de Jeru-
´ ´
salem em 70 EC. Portanto, as palavras profeticas sobre o
´ ˆ
dia de Jeova tem de ter ainda outro cumprimento. Sem
´ ´
duvida, essas profecias dizem respeito a nos, que vivemos
´ ´
em “tempos crıticos”. — 2 Timoteo 3:1.
15 A descriçao ˜ ´
conjunta do dia de Jeova, apresentada
´
nesses 12 livros bıblicos, nos faz lembrar as palavras de
´ ˜
Jesus Cristo: “Havera grande tribulaçao, tal como nun-
´ ´ ˜
ca ocorreu desde o princıpio do mundo ate agora, nao,
´
nem tampouco ocorrera de novo.” Ele disse que “imedia-
˜
tamente depois” do começo dessa grande tribulaçao “o
´ ˜ ´
sol ficara escurecido, e a lua nao dara a sua luz, e as estre-
˜ ´ ´ ˜
las cairao do ceu, e os poderes dos ceus serao abalados”.
(Mateus 24:21, 29) Isso nos ajuda a determinar quan-
´ ´ ´ ´
do ocorrera o dia de Jeova. Sera no futuro proximo. As
˜ ´
Escrituras indicam que a grande tribulaçao destruira “Ba-
ˆ ´ ˜
bilonia, a Grande”, o imperio mundial da religiao falsa.
´ ˜
Em seguida, como clımax da grande tribulaçao, o dia de
´ ´
Jeova exterminara da face da Terra os inimigos de Deus.
˜
— Revelaçao 17:5, 12-18; 19:11-21.
16 As Testemunhas de Jeova´ tem ˆ
discernido as carac-
´ ´
terısticas basicas dos cumprimentos de profecias sobre
˜
16. Que cumprimentos principais terao as profecias a respeito do dia
´
de Jeova?
´
38 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
o dia de Jeova. Muitas vezes, e de diversas maneiras, a
´ ´
Jerusalem apostata, a infiel Samaria, os hostis edomitas,
´ ˆ
os violentos assırios e os babilonios prefiguraram aspec-
˜ ˜ ´ ´
tos da religiao falsa. Toda a religiao falsa sera destruıda na
˜
fase inicial da grande tribulaçao. Em seguida, no “grande
´ ´
e atemorizante dia de Jeova”, os amantes polıticos e co-
˜ ˜
merciais da religiao falsa serao eliminados. — Joel 2:31.
‘MOSTREM-SE PRONTOS’
˜
17Visto que as mensagens de condenaçao se aplicam
` ˜ ˜
principalmente a religiao falsa, alguns cristaos talvez
˜ ˜
achem que nao serao afetados pelo cumprimento des-
´
sas profecias. No entanto, o que Amos disse aos israelitas
´
tem valor pratico para todos: “Ai dos que almejam o dia
´ ´
de Jeova!” Alguns israelitas nos dias de Amos pensavam
´ ˆ ˜
que o dia de Jeova significaria apenas bençaos para eles,
acreditando que seria o dia em que Deus agiria em favor
´
de seu povo. Eles ate almejavam esse dia! Para os pre-
´ ´ ˜
sunçosos, porem, o dia de Jeova significaria “escuridao, e
˜ ´
nao luz”, acrescentou Amos. De fato, aqueles israelitas se-
´ ´
riam alvos da ira de Jeova. — Amos 5:18.
´
18 A seguir, Amos explica o que aconteceria com aque-
´
les que almejavam o dia de Jeova. Imagine um homem
˜
que, fugindo de um leao, se depara com um urso. Para
escapar do urso, refugia-se numa casa. Ofegante, fecha
´
a porta, encosta-se na parede e e picado por uma cobra.
´ ˜ ˜
Em certo sentido, esse e o destino daqueles que nao estao
´ ´
realmente preparados para o dia de Jeova. — Amos 5:19.
19 Consegue ver o valor pratico ´
que esse relato pode
´ ˜
17, 18. (a) Por que Amos pronunciou maldiçao contra os que ‘al-
´ ˜
mejavam o dia de Jeova’? (b) O que aconteceria com os que nao
´
estivessem preparados para o dia de Jeova?
´
19. De que maneiras praticas devemos nos preparar para o dia de
´
Jeova?
No Pentecostes de 33 EC, Pedro indicou um cumprimento da
´
profecia de Joel. Esta tambem se cumpre em nossos dias
ˆ ´
ter para voce? Lembre-se de que Amos falou a pes-
˜
soas que estavam numa relaçao dedicada com Deus.
˜
No entanto, certas açoes e atitudes delas precisavam
´ ˜
ser corrigidas. Sera que nao vale a pena examinar sua
ˆ ´
vida para ver se voce esta preparado para esse dia vital,
´
ou se e preciso fazer alguns ajustes? ´ Como pode mos-
´ ´ ˜ ´
trar que esta realmente preparado? E obvio que nao e
por construir um abrigo, estocar alimentos, aprender a
´
purificar a agua, ou acumular moedas de ouro, como fa-
zem alguns sobrevivencialistas. “Nem a sua prata nem
´ ´ ´
o seu ouro os podera livrar no dia da furia de Jeova”,
˜
diz Sofonias. Portanto, estar preparado nao depende de
´
estocar coisas materiais. (Sofonias 1:18; Proverbios 11:4;
´
Ezequiel 7:19) Em vez disso, e preciso estar espiritual-
´
mente alerta e viver cada dia como alguem preparado.
40

Assim como Miqueias, mostre uma atitude


˜
de espera pelo Deus de salvaçao

Temos de ter a atitude correta — acom-


˜
panhada de açoes. Miqueias disse:
`
“Quanto a mim, ficarei a espreita de
´
Jeova. Mostrarei uma atitude de es-
˜
pera pelo Deus da minha salvaçao.”
— Miqueias 7:7.
20 Se voceˆ tiver essa atitude de
´ ˆ ´
espera, dara evidencias de que esta pre-
´
parado, na expectativa do dia de Jeova.
˜ ´ ´
Nao estara preocupado com a data em que esse dia vira,
´
ou ha quanto tempo o espera. Todas as profecias sobre
˜ ´
esse dia se cumprirao no tempo marcado por Jeova, sem
´ ˜
nenhum atraso. Jeova disse a Habacuque: “A visao ainda
´ ´
e para o tempo designado e prossegue arfando ate o fim,
˜ ´
e nao mentira. Ainda que se demore [do ponto de vista
humano], continua na expectativa dela; pois cumprir-
´ ˜ ´ ´
se-a sem falta. Nao tardara [do ponto de vista de Jeova].”
— Habacuque 2:3.
21 Neste livro, voceˆ aprendera´ como mostrar uma ati-
˜ ´
tude de espera pelo Deus de salvaçao. Que benefıcios
´ ´ ´
podera receber? O enfoque sera numa parte da Bıblia
ˆ ˜
que voce talvez ainda nao conheça muito bem — os
´
chamados 12 Profetas Menores. Assim, varios pontos es-
˜ ˜
timulantes serao esclarecidos. Por exemplo, na Seçao 2,
ˆ ´ ´ ´
voce vera como ‘buscar a Jeova’ e continuar vivo. (Amos
´ ´ ˆ
5:4, 6) Com base nesses 12 livros, e possıvel que voce
´
venha a conhecer melhor a Jeova e a fortalecer seu con-
ˆ
ceito sobre a importancia de servi-lo, talvez de modo
˜
20. Que fatores nao alteram a nossa atitude de espera?
´ ˆ ´ ´
21. Que benefıcios voce podera receber do que ainda sera considera-
do neste livro?
´
O dia de Jeova — um assunto vital 41

´ ˆ
BENEFICIOS PARA VOCE
´
˙ Como o dia de Jeova pode influir na sua
vida? — Atos 2:19, 20; 2 Pedro 3:13.
˙ Quando se pode esperar que ocorra o dia de
´
Jeova? — Mateus 24:21, 29.
ˆ
˙ Como voce pode estar preparado para o dia
´ ´
de Jeova? — Amos 5:4, 6; Habacuque 2:3.

ˆ ´
mais pleno. Com a ajuda desses profetas, voce sem duvi-
´
da aprofundara seu entendimento da personalidade de
´ ˜ ´ ´
Jeova. Na Seçao 3, vera mais claramente o que Jeova es-
ˆ
pera de voce nos seus tratos com familiares e outros. Isso
´ ´
podera ajuda-lo a estar preparado para Seu grande dia.
˜ ´
Por fim, na Seçao 4, examinara os conselhos dos profe-
tas sobre qual deve ser sua atitude ao ver aproximar-se o
´ ´ ´
dia de Jeova. Vera, tambem, que impacto isso pode ter
´ ˜ ´ ´
sobre seu ministerio cristao. Sem duvida, ficara emocio-
nado ao considerar as mensagens desses profetas sobre
´
como podera ser seu futuro.
22 Lembra-se das palavras urgentes de Sofonias citadas
´ ´
no inıcio deste capıtulo? (Sofonias 1:14) A sua mensa-
gem influiu na vida do jovem Rei Josias. Com apenas
´
16 anos de idade, ele começou a buscar a Jeova. Aos
20 anos, iniciou uma campanha contra a idolatria, em
´
harmonia com o incentivo de Sofonias ao povo de Juda
´ ˆ ´
e de Jerusalem. (2 Cronicas 34:1-8; Sofonias 1:3-6) Sera
´ ´
que o alerta sobre o dia de Jeova influi na sua vida dia-
ria assim como influiu na de Josias? Vejamos como os
´
12 profetas podem ser de ajuda para cada um de nos.
´
22. Qual e sua atitude para com os conselhos contidos nos livros dos
12 profetas?
˜
S E Ç A O 2

´
CONHEÇA A JEOVA
E SIRVA A ELE
ˆ
O que os livros dos 12 profetas contem que nos faz que-
´
rer conhecer ainda melhor a Jeova? Por que as mensagens
´ ˜ ˜ ´
de Jeova transmitidas por esses profetas sao tao uteis hoje?
´ ´
Ao considerar os Capıtulos 4 a 7 deste livro, encontrara in-
˜
dicaçoes sobre como adorar a Deus e viver segundo seus
˜ ˆ
padroes. Por exemplo, o que ele espera de voce quanto a
´
exercer a justiça nos seus tratos com outros? Sem duvida,
´ ´
vera que esses 12 livros profeticos podem melhorar a sua
vida hoje.
´
C APITULO QUATRO

´
JEOVA — O DEUS QUE
CUMPRE O QUE PREDIZ
˜
MUITAS pessoas acham que estao perdendo o controle de
´
sua vida. E, com base nas notıcias que leem, concluem
que a inteira raça humana se encontra numa espiral des-
cendente. Os esforços para remediar os males do mundo
˜ ´
parecem apenas complicar uma situaçao ja sem espe-
rança. Vale mencionar que alguns dos 12 profetas em
˜ ˜ ´
consideraçao enfrentaram preocupaçoes comparaveis a
essas, e eles transmitiram mensagens de esperança que
podem nos beneficiar e ser usadas para consolar outros.
— Miqueias 3:1-3; Habacuque 1:1-4.
2 A questao˜ ´ ´
fundamental nesses livros profeticos e que
´
Jeova, o Soberano do Universo, exerce pleno controle so-
bre os assuntos humanos e se interessa muito pelo nosso
´
bem-estar. De fato, cada um de nos pode dizer: “Ele se in-
teressa pelo meu bem-estar.” Os 12 profetas fazem uma
˜ ´ ´
bela descriçao de “Jeova dos exercitos”. Deus pode ‘to-
car na Terra de modo que ela se derreta’, mas ele garante
´
ao seu povo: “Aquele que toca em vos, toca no globo do
´ ˜
meu olho.” (Zacarias 2:8; Amos 4:13; 9:5) Nao acha como-
´
vente ler trechos bıblicos que ilustram como os tratos de
˜ ´
Deus sao governados pelo amor, e como ele e misericor- ´
dioso e perdoador? (Oseias 6:1-3; Joel 2:12-14) E verdade
˜
que os escritos desses profetas nao abordam cada aspecto
´
1, 2. (a) Por que alguns talvez achem que ninguem controla os as-
suntos humanos? (b) Como os 12 profetas retratam a personalidade
´
de Jeova?

43
´
44 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ´
da personalidade de Deus; para isso sao necessarios to-
´
dos os 66 livros da Bıblia. Mesmo assim, esses 12 livros
nos oferecem um belo quadro dos tratos e da personalida-
de atraente de Deus.
3 Os escritos dos 12 profetas podem fortalecer nossa
´
certeza na confiabilidade de Jeova como Profetizador e in-
´
falıvel Cumpridor de objetivos. Eles confirmam que ele
´ ´
por fim estabelecera um paraıso terrestre sob um governo
divino. (Miqueias 4:1-4) Alguns desses profetas descrevem
´
como Jeova preparou o caminho para a vinda do Messias
e para o resgate que libertaria a humanidade do pecado e
´
da morte. (Malaquias 3:1; 4:5) Por que e vital saber tudo
isso?
UM SOBERANO AMOROSO EXERCE O CONTROLE
´
4 Como vimos no capıtulo ´
anterior, Satanas lançou um
˜
desafio ao direito de Deus governar. A rebeliao contra a
´ `
autoridade de Jeova — e a suspeita quanto a Sua mo-
˜ ´
tivaçao — levaram alguns no ceu a desobedecer a Deus e
´ ´
causar danos na Terra. Assim, e obvio que o respeito e a
˜ ` ´ ˜ ´
submissao a soberania de Jeova sao necessarios para a ple-
na ordem no Universo e a paz entre os humanos. Por isso,
´
Jeova decidiu corretamente vindicar sua soberania. Veja-
´
mos como os 12 livros profeticos nos ajudam a entender
melhor esse assunto.
5 Como mensageiros de Jeova, ´
os profetas enfatizaram
˜
Sua posiçao enaltecida. Por exemplo, ao engrandecer o
´
nome e a soberania do Todo-Poderoso, Amos usa 21 vezes
˜
a expressao “Soberano Senhor”. Isso mostra que o Deus
´ ´
verdadeiro e infinitamente grande e que nada esta fora de
´ ´
seu alcance. (Amos 9:2-5; veja o quadro “Jeova, o Todo-Po-
´ ´
3. Como os 12 profetas evidenciam que Jeova e um Deus de objeti-
vos?
4, 5. (a) Que verdade fundamental sobre Deus enfatizaram os 12
´ ˆ
profetas? (b) Como o poder soberano de Jeova influi em voce?
´
Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 45

´
JEOVA, O TODO-PODEROSO
´ ´ ´
Um dos tıtulos para Deus em hebraico e Shad·daı, ou
“Todo-Poderoso”. Esse termo ocorre uma vez nos 12 livros
´
profeticos, em Joel 1:15. Tem-se sugerido que seu signifi-
´ ´
cado primario e “ser forte” ou “agir fortemente”. Uma ex-
˜ ´ ´
pressao similar, “Jeova dos exercitos”, ocorre 107 vezes nos
12 livros. “Poder” implica força, ou vigor, para realizar o
˜ ´
que a pessoa se propoe a fazer. Denota tambem vencer
´ ˜
obstaculos ou oposiçao. Ser todo-poderoso significa que
´ ´
Jeova tem o poder insuperavel de realizar seus objetivos,
de cumprir o que prediz.

´ ´ ´ ´
deroso”.) Jeova e o unico Soberano legıtimo do Universo,
´
incomparavelmente superior a ıdolos sem vida. (Miqueias
˜ ´
1:7; Habacuque 2:18-20; Sofonias 2:11) A posiçao de Jeova
´
como Criador de todas as coisas lhe da o direito ineren-
´
te de exercer o poder soberano sobre todos. (Amos 4:13;
´ ˆ
5:8, 9; 9:6) Por que isso e importante para voce?
6 Se voceˆ ja´ sofreu discriminaçao,
˜
injustiça ou precon-
ceito, console-se em saber que o amoroso Soberano se
´ ˜
preocupa com todos. Jeova tinha uma relaçao especial
˜
com uma antiga naçao; no entanto, ele anunciou sua de-
˜ ˜ ´
cisao de beneficiar pessoas de todas as naçoes e lınguas.
´
Ele e o ‘verdadeiro Senhor de toda a Terra’. (Miqueias 4:13)
´ ´
Jeova prometeu que seu nome “sera grande entre as na-
˜ ´
çoes”. (Malaquias 1:11) Visto que nosso Pai celestial se da
a conhecer a todos sem parcialidade, “homens dentre to-
´ ˜
das as lınguas das naçoes” entusiasticamente aceitam seu
convite para se tornarem seus adoradores. — Zacarias 8:23.
˜
6. De que modo todos os humanos estao envolvidos no cumprimen-
´
to do proposito de Deus?
´
46 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˜
7 Conhecer a Deus e seus propositos tem grande relaçao
com o seu nome. (Salmo 9:10) Nos dias de Miqueias, o
´
nome de Jeova era difamado, porque muitos que levavam
seu nome eram crassamente desobedientes. O profeta foi
´
inspirado a enfatizar a “superioridade do nome de Jeova”
´ ´
e a destacar que ‘a pessoa de sabedoria pratica temera
ˆ
o nome de Deus’. (Miqueias 5:4; 6:9) Por que? Qualquer
´ ˆ
esperança confiavel que voce tenha quanto a um futu-
ro eterno envolve o profundo significado desse nome, ou
seja: “Ele Causa que Venha a Ser”. Leia Joel 2:26 e pen-
se na alegria de levar esse nome e de falar a outros sobre
´
o unico Deus que pode tornar-se o que for preciso para
beneficiar todas as suas criaturas. Deus tem mostrado ca-
pacidade ilimitada de fazer com que as coisas aconteçam.
´
O cumprimento de inumeras profecias proclamadas pelos
12 profetas prova isso.
8 Milhoes˜ ´
de pessoas ja se beneficiaram de aprender que
´
Jeova pode fazer com que se realize, ou se cumpra, qual-
quer coisa que ele deseje. Joel indicou isso nas famosas
˜
palavras citadas por escritores cristaos: “Todo aquele que
´ ´
invocar o nome de Jeova salvar-se-a.” ( Joel 2:32; Atos
´
2:21; Romanos 10:13) Sera que nos identificamos com a
˜
afirmaçao de Miqueias, a saber, que ‘da nossa parte anda-
´
remos no nome de Jeova, nosso Deus, para todo o
´
sempre’? (Miqueias 4:5) De fato, em perıodos de persegui-
˜ ˜
çao ou de afliçao pessoal, podemos confiantemente ‘nos
´
refugiar no nome de Jeova’. — Sofonias 3:9, 12; Naum 1:7.
9 A leitura desses livros profeticos ´ ´
reforçara sua con-
˜ ´ ´
vicçao de que Jeova tem controle ate mesmo sobre
˜
governantes humanos e poderosos tomadores de decisao.
ˆ
Ele tem a capacidade de faze-los agir segundo a Sua vonta-
´ ´
7. Por que e importante o significado do nome de Jeova?
´ ˆ
8. De que maneiras o nome de Jeova motiva voce?
˜ ´
9. Quao amplo e o controle de Deus sobre os governantes humanos?
´
Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 47

´ ´
COMO SUA FE E FORTALECIDA
´
˙ por Jeova ser todo-poderoso? — Joel 1:15.
˙ pela imparcialidade de Deus? — Zacarias 8:23.
˙ pelo profundo significado do nome de Deus?
— Miqueias 5:4.

´
de. (Proverbios 21:1) Veja o caso de Dario, o Grande, da
´ ˜
Persia. Os inimigos da adoraçao verdadeira queriam que
˜ ´
ele impedisse a reconstruçao do templo de Jeova em Je-
´ ´
rusalem. Aconteceu exatamente o contrario! Por volta de
520 AEC, Dario revalidou o decreto de Ciro e apoiou a
˜ ´
construçao dos judeus. Quando surgiram outros obstacu-
los, a mensagem de Deus ao governador judeu Zorobabel
˜
foi: “ ‘Nao por força militar, nem por poder, mas por
´ ´ ´ ´ ´
meu espırito’, disse Jeova dos exercitos. Quem es tu, o
´
grande monte? Diante de Zorobabel tornar-te-as uma pla-
´ ´ ´
nıcie.” (Zacarias 4:6, 7) Nenhum obstaculo impedira que
´
Jeova destrua o atual perverso sistema mundial e estabele-
´ ´
ça um paraıso para o usufruto de seus adoradores. — Isaıas
65:21-23.
10 Alem ´ ´
disso, Jeova controla as forças da natureza, que
´
ele podera usar para destruir seus inimigos, se assim o
´
decidir. (Naum 1:3-6) Enfatizando como Jeova pode pro-
´
teger seu povo, Zacarias usou linguagem simbolica:
´ ´ ´ ´
“O proprio Jeova sera visto sobre eles e sua flecha ha de
´ ´ ´
sair como raio. E o proprio Soberano Senhor Jeova tocara
´
a buzina e ele ha de andar com os vendavais do sul.” (Za-
´ ´
carias 9:14) Assim sendo, sera que vai ser difıcil para Deus
˜ ´
provar sua supremacia sobre as naçoes ımpias de nossos
´
dias? De modo algum! — Amos 1:3-5; 2:1-3.
´ ´
10. Qual e o alcance do controle de Deus, e por que isso e digno de
nota?
´
48 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
CONFIAVEL CUMPRIDOR DE PROMESSAS
11 Suponha que voceˆ tivesse vivido no nono seculo
´
AEC
´ ´
onde hoje e o Oriente Medio. De que grande cidade certa-
´ ´
mente teria ouvido falar? Nınive, sem duvida. Ela era uma
´
importante cidade assıria na margem leste do rio Tigre, a
ˆ ´
uns 900 quilometros a nordeste de Jerusalem. Provavel-
˜
mente teria ouvido informaçoes sobre seu impressionante
ˆ ´
tamanho — uns 100 quilometros de perımetro! Os que
ˆ
a visitavam comparavam seu esplendor ao de Babilonia,
´ ´
com seus palacios reais, templos, ruas largas, jardins publi-
´ ´
cos e uma notavel biblioteca. Alem do mais, estrategistas
´
militares falavam de suas maciças e impenetraveis mura-
lhas externas e internas.
´
12 “Invencıvel!” Muitos devem ter exclamado isso ao fa-
´ ˜
lar de Nınive. Mas alguns profetas da pequena naçao de
´ ´
11, 12. (a) Por que Nınive era considerada invencıvel? (b) O que
´ ´
aconteceu com Nınive, em cumprimento da palavra profetica de
Deus?
´ ´
Nınive parecia invencıvel, mas como se cumpriu
´
a profecia de Jeova?
´
Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 49
´ ´ ` ˜
Juda afirmavam que Jeova condenara a destruiçao essa
“cidade de derramamento de sangue”. Por causa da boa
˜ `
reaçao do povo a mensagem de Jonas, Deus a poupara
˜ ´
temporariamente da destruiçao. Mas os ninivitas recaıram
´
no seu velho proceder perverso. Naum predisse: “Nıni-
´ ˜ ´ ´
ve . . . , a espada te decepara . . . Nao ha alıvio da tua
´
catastrofe.” (Naum 3:1, 7, 15, 19; Jonas 3:5-10) Mais ou
´
menos nessa mesma epoca, Deus predisse por meio de So-
´
fonias que Nınive se tornaria um “baldio desolado”, ou
´ ´ ˆ
deserto. (Sofonias 2:13) Sera que a invencıvel potencia
´ ´
polıtica da epoca seria derrubada em cumprimento da pa-
´
lavra de Jeova? A resposta veio por volta de 632 AEC,
ˆ ´
quando os babilonios, os citas e os medos sitiaram Nınive.
˜
Inundaçoes repentinas corroeram as muralhas e os agres-
sores romperam suas defesas. (Naum 2:6-8) A ex-poderosa
˜ ´ ´ ´
cidade logo virou um montao de ruınas. Ate hoje Nınive
˜ ˆ
permanece desabitada.1 “A cidade rejubilante” nao pode
impedir o cumprimento da palavra de Deus! — Sofonias
2:15.
13 O que aconteceu com Nınive ´ ´
e apenas um exemplo
´
de profecia cumprida. Veja um mapa atual do Oriente Me-
´ ˆ
dio. Consegue encontrar Amom, Assıria, Babilonia, Edom
˜
ou Moabe? Nao. Embora houvesse tempo em que tais na-
˜
çoes se destacavam, os 12 profetas predisseram seu fim.
1 Em novembro de 2002, antes da guerra no Iraque, o professor
˜
Dan Cruickshank ` visitou a regiao. Ele disse num programa de televi-
˜ ´
sao da BBC: “A beira [da cidade] de Mossul ficam as vastas ruınas da
´
cidade de Nınive, que . . . junto com as de Nimrud . . . foram escava-
´ ˆ
das entusiasticamente por arqueologos britanicos a partir dos anos
˜ ´
1840. . . . A exploraçao dessas cidades assırias significou nada menos
˜ ´ ´
que a descoberta de uma civilizaçao ha muito perdida — quase mıti-
´ ` ´
ca — que so era conhecida a base de breves, enigmaticas e nada lison-
˜ ´
jeiras descriçoes na Bıblia.”
ˆ
13. Que evidencias de profecias cumpridas se encontram nos 12 pro-
fetas?
´
50 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
(Amos 2:1-3; Obadias 1, 8; Naum 3:18; Sofonias 2:8-11;
˜
Zacarias 2:7-9) Uma por uma essas naçoes deixaram de
´
existir. Jeova disse que elas se extinguiriam, e assim se deu.
˜
E a prediçao desses profetas, de que um restante de judeus
ˆ
retornaria do cativeiro em Babilonia, se cumpriu — o re-
torno aconteceu.
ˆ
14 Como essas evidencias ´
da capacidade profetica de
´ ˆ
Jeova influem na sua confiança? Voce pode ter certeza de
´ ´ ´ ˜
que Jeova cumprira suas promessas; ele e o Deus “que nao
´
pode mentir”. (Tito 1:2) Alem disso, na sua Palavra, Deus
ˆ
nos informa o que precisamos saber. Voce pode fazer a sua
´
vida girar em torno de fazer a vontade de Jeova e confiar
´
nas suas palavras profeticas. As profecias nesses 12 livros
˜ ˜ ˜
nao sao meros exemplos de prediçoes cumpridas no pas-
˜
sado. Muitas delas se cumprem agora ou se cumprirao em
breve. Assim, os registros nesses 12 livros podem fortale-
cer sua confiança de que as profecias a respeito dos nossos
˜ ´
dias, e a respeito do futuro, se cumprirao. Leve-as a serio.
UM PAI QUE SE IMPORTA
˜ ´
15A confiabilidade de Deus nao e apenas com respei-
´ ˜ ´
to ao que acontecera com as naçoes ou no cenario geral
´
do mundo. Jeova prediz e cumpre coisas que podem in-
ˆ
fluir em voce pessoalmente. Como assim? Digamos que
ˆ ˆ ˜ ´
voce tenha certo problema pessoal. Voce sabe que nao e
˜ ˆ
mera questao de achar uma pessoa compreensiva — voce
´ ´
precisa de alguem de confiança para ajuda-lo. No oitavo
´ ´
seculo AEC, Miqueias deve ter-se sentido muito solitario
´
ao enfrentar o orgulhoso povo de Juda. Talvez parecesse
´ ˜
que ele era a unica pessoa fiel no mundo, e que nao podia
ˆ
14. Por que voce pode confiantemente fazer sua vida girar em torno
´
das promessas de Jeova?
ˆ ´
15. Como a experiencia de Miqueias pode ajuda-lo a enfrentar pro-
blemas pessoais?
´
Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 51
´
confiar nem mesmo na sua famılia. Por todos os lados ha-
´
via pessoas sanguinarias, falsas e corruptas. Apesar disso,
´
as promessas divinas de cuidar dos fieis, independente-
mente do que outros pudessem fazer, o reanimavam.
ˆ ´
Voce tambem pode se consolar com isso; em especial
´ ˆ ´
se, como adorador de Jeova, voce e parte da minoria ou
´ ˜
se sente solitario, cercado de pessoas que nao honram a
Deus. — Miqueias 7:2-9.
16 Os ricos e poderosos em Juda´ e em Israel se torna-

ram gananciosos e injustos, como muitas vezes acontece


˜
hoje em dia. Impostos excessivos e apoderaçao de terras
˜
resultavam na escravidao ilegal. Os pobres eram tratados
´ ´
com indiferença, ate mesmo com crueldade. (Amos 2:6;
5:11, 12; Miqueias 2:1, 2; 3:9-12; Habacuque 1:4) Por meio
˜
de seus mensageiros, Deus deixou claro que nao tolera a
˜ ˜ ´
corrupçao nem a opressao, e que punira transgressores ha-
´
bituais. (Habacuque 2:3, 6-16) Ele prediz que “resolvera
˜ ˜
as questoes com respeito a poderosas naçoes”, e que seus
˜
servos aprovados “realmente sentar-se-ao, cada um debai-
˜ ´
xo da sua videira e debaixo da sua figueira, e nao havera
´
quem os faça tremer”. (Miqueias 4:3, 4) Imagine o alıvio!
˜ ´
Deus predisse e cumpriu muitas outras coisas. Nao lhe da
´ ´
isso a certeza de que essa promessa tambem se cumprira?
17 Jeova´ nao ˜
cumpre suas promessas apenas para
˜
mostrar sua capacidade de prediçao, como que para im-
˜
pressionar humanos. Seus atos sao motivados pelo amor
´ ´ ˜
baseado em princıpios, pois “Deus e amor”. (1 Joao 4:8)
´
Lembre-se de Oseias, que viveu no oitavo seculo AEC. As-
ˆ
sim como sua esposa, Gomer, foi infiel, os israelitas foram
´ ´ ´ ´
infieis a Jeova. A sua idolatria era comparavel ao adulterio;
˜
16. Por que se pode ter certeza de que Deus observa a corrupçao e a
˜ ´
opressao, e libertara os justos?
17, 18. (a) Por que Deus oferece esperança para as pessoas?
´
(b) Como devemos encarar a disciplina de Jeova?
´
52 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜
eles misturavam a adoraçao de Baal com a adoraçao pura
´ ´
de Jeova. Alem disso, simbolicamente ‘cometeram forni-
˜ ´ ´
caçao’ com a Assıria e com o Egito. Como Jeova reagiu?
Oseias devia procurar trazer de volta sua esposa infiel. Por
´
amor, Jeova procurou trazer de volta seu povo. “Continuei
´
a puxa-los com as cordas do homem terreno, com os cor-
˜
does do amor, . . . e suavemente eu levei alimento a cada
um.” (Oseias 2:5; 11:4) Com arrependimento sincero, eles
´
poderiam ser perdoados por Deus, tornando possıvel nor-
˜
malizar sua relaçao com ele. (Oseias 1:3, 4; 2:16, 23; 6:1-3;
˜ ´
14:4) Nao se sente comovido com o afeto de Jeova? Per-
´ ˜ ´
gunte-se: ‘Se Jeova foi tao afetuoso no passado, sera que
˜
nao posso ter certeza de seu amor e de seu leal, terno, imu-
´
tavel e infinito afeto?’ — Oseias 11:8.
18 Os 12 livros profeticos ´ ´
o ajudam tambem a ver que o
˜
amor de Deus pode incluir a correçao. Ele garantiu a seu
˜
povo transgressor que ‘nao o aniquilaria completamen-
´ ´ ˜
te’. (Amos 9:8) Quando foi necessario, Deus nao deixou
´
de punir, mas que alıvio deve ter sido saber que a puni-
˜ ´ ´
çao seria temporaria! Malaquias 1:6 compara Jeova a um
ˆ
pai amoroso. Voce sabe que um pai pode disciplinar seus
filhos amados, a fim de corrigi-los. (Naum 1:3; Hebreus
´
Jeova — o Deus que cumpre o que prediz 53

12:6) Mas o amor do Pai celestial evita que ele se irrite


com facilidade, e Malaquias 3:10, 16 confirma que ele re-
´
compensara generosamente seus servos.
19 Malaquias começa seu livro com esta garantia: “ ‘Eu
´
vos amei’, disse Jeova.” (Malaquias 1:2) Ao refletir sobre
essa garantia divina dada a Israel, pergunte-se: ‘Estou fa-
zendo algo que me impeça de ser amado por Deus? Que
aspectos do amor de Deus eu gostaria de conhecer e sen-
tir mais plenamente?’ Sentir em profundidade o amor de
´
Deus lhe dara cada vez mais certeza de seu eterno afeto.
˜ ˜
O PERDAO ABRE O CAMINHO PARA A SALVAÇ AO
´
20 Ao ler esses livros profeticos, ´ `
notara que, as vezes,
´ ˆ
Jeova predisse calamidades. Por que? Em muitos casos, era
para mover seu povo ao arrependimento. Para esse fim,
´
ele permitiu que estrangeiros destruıssem Samaria em
´ ˜
740 AEC e Jerusalem em 607 AEC. As prediçoes de Deus
se cumpriram; no entanto, mais tarde ele permitiu que
os arrependidos voltassem para sua terra. De fato, esses
livros acentuam que Deus perdoa bondosamente e resta-
belece os que abandonam o pecado e se voltam para
ele. (Habacuque 3:13; Sofonias 2:2, 3) Miqueias foi mo-
´
vido a proclamar: “Quem e Deus como tu, perdoando o
˜
erro e passando por alto a transgressao do restante da sua
˜ ´ `
herança? Certamente nao se aferrara a sua ira para todo o
ˆ
sempre, pois se agrada na benevolencia.” (Miqueias 7:18;
Joel 2:13; Zacarias 1:4) O cumprimento de profecias con-
firma isso.
21 Com relaçao˜
a uma base legal permanente para o per-
˜ ´
dao duradouro, Jeova predisse a vinda do Messias, que
´
19. Que autoanalise devemos fazer?
˜ ˜
20. Como o perdao divino abre o caminho para a salvaçao?
21. (a) O que os 12 profetas indicaram a respeito do Messias?
ˆ ˆ
(b) Que profecias messianicas voce acha especialmente interessantes?
´
54 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

ˆ
COMO VOCE PODE
˜ FORTALECER SUA
RELAÇ AO COM DEUS
˙ por meditar na sua capacidade de cumprir
promessas? — Joel 2:11.
˙ por pensar no seu terno amor? — Oseias
11:4; 14:4; Sofonias 3:17.
´
˙ por refletir sobre sua misericordia e dispo-
˜
siçao de perdoar? — Oseias 2:23; Miqueias
7:18.

sacrificaria sua vida humana como “resgate correspon-


´
dente” pela humanidade pecaminosa. (1 Timoteo 2:6)
´ ˜
Amos indicou uma restauraçao que seria realizada pelo
´
Messias, filho de Davi. (Amos 9:11, 12; Atos 15:15-19) Mi-
´
queias ate mesmo indicou o lugar do nascimento de Jesus,
´
que traria benefıcios vitalizadores para todos os que exer-
´ ´
cessem fe no seu sacrifıcio. (Miqueias 5:2) E Zacarias falou
do “Renovo”, Jesus, que ‘se assentaria e governaria no seu
´
trono’. (Zacarias 3:8; 6:12, 13; Lucas 1:32, 33) Sua fe sem
´ ´
duvida se fortalecera ao examinar mais a fundo essas pro-
fecias. — Veja o quadro “Principais profecias a respeito do
Messias”.
22 Ao ler as mensagens dos 12 profetas, sua confiança
´ ´ ´ ´
na vitoria final de Deus aumentara. Jeova e nosso Defen-
´
sor, e ele fara com que prevaleça a verdadeira justiça. A
˜
palavra de Deus permanece firme. Ele nao abandona os
acordos feitos com seu povo; ele zela pelos seus servos e li-
vra-os de todos os opressores. (Miqueias 7:8-10;
´ Sofonias
´ ˜
2:6, 7) Jeova nao mudou. (Malaquias 3:6) E muito anima-
˜ ´
dor saber que para ele nao ha problemas ou barreiras na
´ ´
22. Como sua confiança em Jeova e fortalecida pelo que os 12 pro-
fetas revelam a respeito dele?
PRINCIPAIS PROFECIAS A RESPEITO DO MESSIAS

Profecia Em Cumprimento
´ Lucas 2:4-11;
Nasceria em Belem Miqueias 5:2 ˜
Joao 7:42

Seria chamado do
´ Oseias 11:1 Mateus 2:14, 15
refugio no Egito
´
Entraria em Jerusalem Mateus 21:1-9;
Zacarias 9:9 ˜
montado num jumento Joao 12:12-15
´
Seria traıdo por Mateus 26:15;
Zacarias 11:12
30 moedas de prata 27:3-10

O pastor seria golpeado,


Zacarias 13:7 Mateus 26:31, 56
o rebanho disperso

Teria o corpo traspassado Mateus 27:49;


Zacarias 12:10 ˜
na estaca Joao 19:34, 37
ˆ
Passaria partes de tres
Mateus 12:39, 40; 16:21;
dias na sepultura, Jonas 1:17; 2:10 ´
´ 1 Corıntios 15:3-8
daı seria ressuscitado

˜
realizaçao de seus objetivos. Quando ele diz que seu dia de
´ ´
julgamento chegara, isso sem falta acontecera. Portanto,
´ ´ ´
mantenha-se atento ao dia de Jeova! “Jeova tera de tornar-
´ ´
se rei sobre toda a terra. Naquele dia Jeova mostrara ser
´ ´
um so e seu nome um so.” (Zacarias 14:9) Ele prediz isso;
´
ele o cumprira.
´
C APITULO CINCO

´
‘PROCURE A JEOVA’ ˜
PRATICANDO A ADORAÇ AO
QUE ELE APROVA
´ ´
COMO e grande seu privilegio de conhecer o Deus que
ˆ ˜
cumpre profecias! Voce pode desfrutar das condiçoes so-
bre as quais o profeta Oseias escreveu: “Vou tomar-te por
´ ´
noiva em fidelidade; e certamente conheceras a Jeova.”
˜
Oseias estava descrevendo uma condiçao segura, compa-
´ ´
ravel a um paraıso, que o povo de Deus teria ao voltar
´ ˆ
do exılio em Babilonia. De modo similar, o povo de Deus
nos tempos modernos desfruta de prosperidade e segu-
˜ ´ ´ ´
rança espirituais; sua situaçao e comparavel a um paraıso.
ˆ
(Oseias 2:18-20) Voce agora leva o nome de Deus como
um de seus servos dedicados — uma Testemunha de
´ ´
Jeova — e deseja continuar a levar esse nome. — Isaıas
43:10, 12; Atos 15:14.
2 O Israel antigo era uma naçao ˜ ´
dedicada a Jeova. Ele
lhes deu um conjunto de regulamentos que nenhuma ou-
˜ ˆ
tra naçao recebeu. (Deuteronomio 4:33-35) No entanto,
´ ˜
no fim do nono seculo AEC, a situaçao dos israelitas ha-
´
via mudado tanto que Deus fez com que o profeta Amos
lhes dissesse: “Odiei, rejeitei as vossas festividades . . . Se
me oferecerdes holocaustos, mesmo nas vossas oferendas
˜ ´ ˜
nao terei prazer.” (Amos 5:21, 22) Embora Deus nao diga
` ˜
algo assim a sua congregaçao mundial da atualidade, pode
ˆ ˜ ˆ
1. Que bençaos voce tem junto com o povo de Deus?
´ ˜
2, 3. (a) Por que Jeova chegou a odiar o modo de adoraçao de seu
˜ `
povo do passado? (b) Por que devemos dar consideraçao as mensa-
gens dos profetas?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 57
ˆ ˜
imaginar como voce se sentiria caso ouvisse essa avaliaçao
˜ ´ ˜
de sua adoraçao? Sera que temos aqui uma liçao para cada
´
um de nos?
3 Naqueles dias, o povo de Deus afirmava que adorava
´
a Jeova do modo como ele aprovava. No entanto, mui-
˜
tos deles serviam a deuses pagaos, como o cananeu Baal e
´
as imagens de bezerro, ou ofereciam sacrifıcios nos altos.
´ ´
Curvavam-se diante do “exercito dos ceus” e, ao mesmo
´
tempo, faziam votos a Jeova. Assim, o Deus verdadeiro en-
viou profetas para exortar o povo a retornar a ele por´
˜ ´
meio da adoraçao pura. (2 Reis 17:7-17; 21:3; Amos 5:26) E
evidente, portanto, que mesmo entre os servos dedicados
˜
de Deus pode haver aspectos que necessitem de atençao
˜
— açoes ou atitudes que devem ser examinadas para se ter
˜ ´
certeza de que refletem a adoraçao que Jeova aprova.
“CONHECIMENTO DE DEUS”
´
Pense no perıodo em que os primei-
4

ros dos 12 profetas falaram em nome de


´
Deus. Predizia-se que o dia de Jeova gol-
pearia o reino de Israel, de dez tribos.
´
Superficialmente, porem, prevalecia um
ar de prosperidade. Assim como Jonas
˜
havia profetizado, o Rei Jeroboao II
restaurou a fronteira de Israel des-
de as proximidades de Damasco, no
´
norte, ate o mar Morto. (2 Reis
˜
14:24-27) Embora Jeroboao
´
fizesse o que era mau, Jeova
˜
foi paciente, pois nao deseja-
va eliminar Israel da face da
´
Amos Terra. Ele deu tempo para os
˜
4. Que condiçoes existiam no rei-
˜
nado do Rei Jeroboao II?
´
Como a pessoa talvez comece a se esquecer de Jeova?
´
israelitas se arrependerem, a fim de ‘buscarem a Jeova e
´
continuarem vivendo’. — Amos 5:6.
´
5 Os prosperos israelitas poderiam ter usado esse tem-
´ ˆ
po para voltar para Jeova, por vir a conhece-lo melhor
e fazer o que ele aprovava. Mas eles eram autoconfian-
˜
tes, achando que ‘a calamidade nao chegaria perto nem
´
os atingiria’. (Amos 9:10) Pode-se dizer que se esqueceram
´ ˜
de Jeova porque ‘se fartaram e seu coraçao começou a se
˜
enaltecer’. (Oseias 13:6) Nao devemos achar que isso seja
´ ˜ ´
mera historia antiga que nao nos afeta. Note por que Jeova
´
tinha uma causa jurıdica contra Israel: “Visto que tu re-
´
jeitaste o conhecimento, tambem eu te rejeitarei para que
˜
nao me sirvas como sacerdote.” Os israelitas eram dedica-
´
dos a Jeova e estavam rodeados de familiares dedicados.
´
Individualmente, porem, faltava-lhes o verdadeiro “co-
nhecimento de Deus”. — Oseias 4:1, 6.
´
5. O que faltava aos israelitas que fez com que Jeova os rejeitasse?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 59
˜
6 Nao era o caso de eles nunca terem ouvido as pala-
vras de Deus, que os pais israelitas tinham de ensinar aos
filhos. Provavelmente a maioria deles tinha ouvido falar
´
de relatos bıblicos nas conversas ˆ de seus pais com outros,
˜ ´ ˆ
ou nas reunioes publicas. (Exodo 20:4, 5; Deuteronomio
6:6-9; 31:11-13) Por exemplo, eles ouviram falar do que
˜
aconteceu quando Arao fez um bezerro de ouro enquanto
´
Moises estava ˆ no monte Sinai para receber os Dez Man-
damentos. (Exodo 31:18–32:9) Assim, os israelitas nos dias
dos profetas tinham algum conhecimento da Lei e haviam
´ ˜
ouvido relatos historicos. Nao obstante, o conhecimento
˜
deles era inoperante, pois nao os movia a adorar a Deus do
modo como ele queria.
7 Talvez se pergunte: ‘Como foi possıvel ´
os israelitas se-
˜ ` ˆ
rem induzidos tao facilmente a desobediencia?’ Oseias
explica: “Israel começou a esquecer-se Daquele que o fez.”
´
(Oseias 8:14) A forma do verbo hebraico original e bem
˜
traduzida por “começou a esquecer-se”. Os israelitas nao
´ ´
sofreram subitamente de amnesia a respeito de Jeova. Em
ˆ
vez disso, aos poucos perderam de vista a importancia de
´
adora-lo do modo como ele aprova. Acha que um cris-
˜
tao poderia cair nessa armadilha? Veja, como exemplo,
´
um homem que leva a serio seu dever de prover o sus-
´ ´ ˜
tento da famılia. (1 Timoteo 5:8) Assim sendo, com razao
ele considera importante seu serviço secular. Talvez surja
˜
determinada situaçao e ele conclua que precisa faltar a al-
˜ ˜
gumas reunioes cristas a fim de trabalhar. Com o tempo,
´
isso se torna frequente. Aos poucos, seu vınculo com Deus
enfraquece — ele ‘começa a esquecer-se Daquele que o fez’.
˜
Algo parecido pode acontecer com um cristao cujos pais
6. Em que sentido faltava aos israelitas conhecimento sobre Deus?
7. (a) Por que os israelitas desobedeciam com tanta facilidade?
˜
(b) Como um cristao pode ‘começar a esquecer-se Daquele que o fez’?
´
60 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜ ´
ou outros parentes nao sao adoradores de Jeova. Ele se de-
˜
para com as quest
ˆ oes: quanto tempo vou reservar para eles
e quando? (Exodo 20:12; Mateus 10:37) E que dizer sobre
˜
decidir quanto tempo e atençao dedicar a viagens, passa-
˜
tempos ou diversao?
8 Nos´ ´
estudamos a Palavra de Deus e pomos em pratica
´
o que aprendemos. Ainda assim, cada um de nos deve con-
˜ ´
siderar uma expressao usada no livro de Amos: “Limpeza
´
de dentes.” Por meio de Amos, Deus advertiu Seu povo:
´
“Tambem eu, da minha parte, vos dei limpeza de dentes
ˆ ˜
em todas as vossas cidades e carencia de pao em todos os
´ ˜
vossos lugares.” (Amos 4:6) Essa limpeza de dentes nao era
´ ` ´
por escova-los. Devia-se a falta de comida, ou fome. Alem
˜ ˜
do mais, era um alerta sobre “uma fome, nao de pao, e
˜ ´
uma sede, nao de agua, mas de se ouvirem as palavras de
´ ´
Jeova”. — Amos 8:11.
´
8. Nos dias de Amos, o que significava ter “limpeza de dentes”?
´ ´ ˜
E possıvel que um cristao sinta fome
mesmo tendo fartura espiritual?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 61

˜
RECAPITULAÇ AO

˙ Em harmonia com a mensagem dos 12 pro-


fetas, o que o povo de Deus devia fazer?
— Sofonias 2:3.
˙ Em que sentido o povo de Deus do passado
o esqueceu? — Oseias 8:14.
˜
˙ Por que os cristaos precisam estar alertas
´
mesmo tendo fartura espiritual? — Amos 4:6;
8:11.

´
9 Em sentido espiritual, as palavras de Amos se cum-
´ ˜
prem na lamentavel condiçao da cristandade. Em
´ ˜
contraste com isso, “as comportas dos ceus” estao abertas
˜
para os servos de Deus no mundo inteiro. Eles sao aben-
˜
çoados com amplas provisoes espirituais. (Malaquias 3:10;
´ ˜ ´
Isaıas 65:13, 14) Mas o cristao talvez se pergunte: ‘Ate que
ponto me beneficio desse alimento espiritual?’ Curiosa-
mente, alguns pesquisadores descobriram que animais de
´ ˜ ´
laboratorio com lesoes no centro da fome, no cerebro, per-
deram o apetite a ponto de morrerem de fome em meio a
uma fartura de comida! Poderia o “centro da fome” de um
˜ ˜
cristao ser afetado a ponto de sofrer de inaniçao, mesmo
tendo fartura de alimento espiritual?
10 Considerando sua situaçao˜
pessoal, pense no seguin-
´
te: Jeova proveu os israelitas de uma fartura de alimento
espiritual. Eles tinham a Lei, que podia fortalecer sua rela-
˜
çao com ele; tinham um programa de ensino para inculcar
os conhecimentos sobre Deus nos filhos e os profetas para
´
ajuda-los a conhecer a vontade de Deus. Mesmo assim, aos
´ ´ ˜
9, 10. (a) Como e possıvel que um cristao venha a sofrer de inani-
˜
çao espiritual? (b) Por que precisamos estar alertas aos perigos da
˜
inaniçao espiritual?
´
62 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
poucos se esqueceram de Jeova. A Bıblia diz que nos dias
de Oseias eles “fartaram-se [materialmente] e seu cora-
˜ ˆ
çao começou a enaltecer-se”. (Oseias 13:6; Deuteronomio
˜ ˜
8:11; 31:20) Se nao queremos que a nossa situaçao mate-
´
rial interfira no nosso vınculo com Deus, temos de estar
alertas a esse perigo diariamente. — Sofonias 2:3.
ˆ ˜
DE ATENÇ AO AOS ASSUNTOS MAIS IMPORTANTES
11 Enquanto Jeroboao ˜
II reinava em Israel, Uzias (tam-
´ ´
bem chamado de Azarias) governava em Juda. Ele
´ ´
estendeu seu territorio e expandiu Jerusalem. Uzias ‘de-
´
monstrava ter força num grau extraordinario’, porque ‘o
´
Deus verdadeiro continuava a ajuda-lo’. Ele “fazia o que
´
era direito aos olhos de Jeova” e “tendia continuamente a
´ ´
buscar a Deus”. Muitos em Juda, porem, continuavam a
ˆ
fazer fumaça sacrificial nos altos. — 2 Cronicas 26:4-9.
12 Podemos concluir entao que, embora o povo em Juda´
˜
e em Israel levasse o nome de Deus, muitas vezes a ado-
˜ ´ ˜
raçao deles incluıa coisas que ele nao aprovava. Os profe-
´ ˜
tas tentavam ajuda-los a distinguir a adoraçao verdadeira da
falsa. Deus rogou por meio de Joel: ‘Retornai a mim de todo
˜
o vosso coraçao, com jejum, choro e lamento.’ ( Joel 2:12)
Note: Deus queria que seu povo o procurasse ‘de todo o co-
˜ ˜
raçao’. De fato, o problema era o coraçao deles. (Deutero-
ˆ ´ ˜
nomio 6:5) Eles adoravam a Jeova mecanicamente, nao de
˜
pleno coraçao. Repetidas vezes Deus enfatizava por meio
˜
dos profetas o valor da bondade, da justiça e da mansidao
˜ ˜
— que sao qualidades do coraçao. — Mateus 23:23.
13 Veja agora o que aconteceu depois que os judeus
` ˜
retornaram a sua terra de origem. Embora a adoraçao ver-
11, 12. (a) Durante o reinado do Rei Uzias, por que os profetas pre-
´
cisavam incentivar o povo a retornar a Jeova? (b) Que necessidade
Joel destacou?
ˆ
13. O que os judeus que haviam retornado de Babilonia deviam con-
siderar?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 63
`
dadeira a base da Lei tivesse sido restaurada, nem tudo
ia bem. Os judeus jejuavam em certos dias que eram
´ ˜
aniversarios de eventos relacionados com a destruiçao
´
de Jerusalem. “Jejuastes realmente para mim, sim, para
´ ´
mim?” perguntou Jeova. A ruına daquela cidade havia
˜
ocorrido por causa da justiça divina, algo que nao se de-
via deplorar. Em vez de olharem para o passado e jejuarem
com lamento, aqueles judeus deviam exultar, alegrando-
´ ` ˆ ˜ ˜
se nas suas epocas festivas devido as bençaos da adoraçao
verdadeira. (Zacarias 7:3-7; 8:16, 19) E eles tinham de dar
˜ ˆ
atençao a ainda outros assuntos. A que, por exemplo? “Fa-
zei o vosso julgamento com verdadeira justiça; e praticai
ˆ ´ ˜
mutuamente benevolencia e misericordias . . . e nao ma-
quineis nada de mal um contra o outro nos vossos
˜ ´
coraçoes.” (Zacarias 7:9, 10) Todos nos podemos benefi-
ciar-nos do que esses profetas ensinaram aos israelitas
˜
sobre como adorar a Deus de todo o coraçao.
˜
14 O que inclui a adoraçao de todo o coraçao? ˜
Bem, o
que se exigia do povo de Deus tanto antes como depois do
´ ˆ ˜
exılio? Voce sabe que os padroes de Deus sobre a moral
´ ˜
tinham de ser defendidos. Havia tambem açoes ou ativida-
´ ´
des especıficas exigidas na Lei, que incluıam reunir-se para
´
ouvir e aprender a vontade de Deus. Mas, alem disso, Deus
fez com que seus profetas destacassem o cultivo e a de-
˜ ˜ ´
monstraçao da bondade, justiça, mansidao, misericordia
´ ´
e modestia. Note como Jeova enfatizou essas qualida-
ˆ ˜ ´
des: “Agrado-me da benevolencia e nao do sacrifıcio; e
do conhecimento de Deus antes do que de holocaustos.”
´
“Semeai para vos mesmos em justiça; colhei segundo a be-
ˆ
nevolencia.” (Oseias 6:6; 10:12; 12:6) Miqueias declarou:
´ ´ ˜
“O que e que Jeova pede de volta de ti senao que exerças a
´
14. (a) Os que haviam voltado do exılio tinham de incluir o que na
˜
sua adoraçao? (b) Como os profetas enfatizaram os aspectos mais im-
˜
portantes da adoraçao?
´
64 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

justiça, e ames a benignidade, e andes modestamente com


o teu Deus?” (Miqueias 6:6-8) E o profeta Sofonias exor-
´
tou o povo de Deus: “Procurai a Jeova, todos os mansos da
˜
terra . . . Procurai a justiça, procurai a mansidao.” (Sofo-
´ ` ˜
nias 2:3) Agir desse modo e essencial a adoraçao que Deus
aprova.
15 Como esse modo de agir influi na nossa adoraçao? ˜
ˆ ˜ ´
Voce sabe que a pregaçao das boas novas e vital. (Mateus
´
24:14; Atos 1:8) Mas convem perguntar-se: ‘Tenho a ten-
ˆ ˜ ˜
dencia de encarar a pregaçao na minha regiao como tarefa
´
desagradavel ou pesada? Ou a encaro como oportunidade
de ajudar pessoas que precisam ouvir a mensagem vi-
´ ´
talizadora da Bıblia? Mostro-lhes misericordia?’ De fato, a
´
misericordia e a bondade devem nos motivar a alertar ou-
´ ˜ ´
tros sobre o dia de Jeova. A justiça e a retidao tambem nos
motivam ao procurarmos alcançar toda sorte de pessoas
´
com essa mensagem. — 1 Timo-
teo 2:4.
16 Como outro exem-

plo, considere a nossa


˜ `
obrigaçao de assistir as
˜ ˜
reunioes cristas, cuja
15. De acordo com as ad-
˜
moestaçoes dos profetas, o
˜
que os cristaos precisam
˜
fazer na sua adoraçao?
16, 17. Por que a mansi-
˜ ´ ˜
dao e a modestia sao vitais
˜
na nossa adoraçao?
ˆ ´
Voce esta procurando alcançar
toda sorte de pessoas com
as boas novas?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 65
ˆ ˆ ´
importancia voce reconhece. (Hebreus 10:24, 25) Ja pen-
˜ ´
sou como isso envolve mansidao e modestia? Os mansos
˜ ˜
sao suficientemente humildes para aceitar instruçao e
´ ˜
aplicar o que aprendem, pondo em pratica as decisoes
´
judiciais de Jeova. A pessoa modesta, ciente de suas li-
˜ ´
mitaçoes, reconhecera que precisa do encorajamento e do
˜
conhecimento que tais reunioes proporcionam.
´
17 Podera ver desses exemplos como podemos benefi-

ciar-nos do que os profetas ensinaram. Mas que dizer se


ˆ
voce reconhece a necessidade de fazer ajustes em um ou
ˆ
mais aspectos mencionados acima? Ou se voce cometeu
`
erros graves que as vezes lhe causam remorso? Os 12 pro-
˜
fetas lhe darao consolo e ajuda.
´
VOLTE PARA JEOVA
18 Como vimos, os profetas em consideraçao ˜
fizeram
muito mais do que denunciar e condenar. Eles apre-
´ ´
sentaram Jeova como alguem que exorta seu povo a
´
voltar para ele. Reflita nos sentimentos por tras dos apelos
´
de Oseias: “Vinde, e retornemos a Jeova, pois ele mes-
´
mo dilacerou, mas ha de curar-nos. Ele estava dando os
´
golpes, mas ha de nos pensar [atar as feridas]. . . . E co-
´
nheceremos, empenhar-nos-emos
´ em conhecer a Jeova.”
´
(Oseias 6:1-3) E verdade que Jeova Deus executou com
´
justiça o julgamento contra Israel e, depois, contra Juda.
Ainda assim, seu povo devia ter encarado esses golpes
´
como medidas para restaurar sua saude espiritual. (He-
´
breus 12:7-13) Se o desobediente povo de Jeova o buscasse
de novo, ele o ‘curaria’ ou ‘ataria suas feridas’. Imagine
um homem se curvando para atar as feridas de seu seme-
´
lhante. Agora imagine Jeova fazendo o mesmo. Que Deus
ˆ
18. (a) Para quem os 12 profetas tem uma mensagem especialmen-
˜ ´
te consoladora? (b) Quais sao seus sentimentos para com Jeova, um
`
Deus que insta as pessoas que voltem para ele?
˜
Josias nao apresentou
desculpas quando foi
˜
preciso fazer uma purificaçao

misericordioso! Um Deus que ‘ata


as feridas’ dos que desejam voltar
´ ˜
para ele. Sera que isso nao nos move a de-
sejar voltar para Deus caso tenhamos pecado
contra ele? — Joel 2:13.
19 O que envolve voltar para Deus? Oseias nos lembra
˜
da necessidade de nao apenas “conhecer” a Deus, mas
´ ˆ
tambem de ‘empenhar-nos em conhece-lo’. Uma moder-
ˆ
na obra de referencia diz sobre Oseias 6:3: “Existe uma
´ ´
19. O que esta envolvido em conhecer a Jeova?
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 67

marcante diferença´ entre conhecer a respeito de Deus e


´ `
conhecer a Deus. E comparavel a diferença entre ler a res-
peito do amor e se apaixonar.” Temos de ter mais do que
´
um conhecimento superficial a respeito de Jeova. Ele tem
´
de tornar-se real para nos, um Amigo de confiança sempre
´ ˜ ˆ
acessıvel. ( Jeremias 3:4) Essa relaçao permite a voce enten-
ˆ
der como ele se sente quando voce age de determinada
´ ˜
maneira, o que e de grande ajuda para praticar a adoraçao
que ele aprova.
20 O Rei Josias foi um belo exemplo em praticar a adora-
˜
çao verdadeira. Veja algo mais a seu respeito. Quando ele
˜
se tornou rei, a naçao estava arruinada pela idolatria, vio-
ˆ
lencia e fraudes, que haviam prevalecido nos reinados de
´ ˜
Manasses e de Amom. (2 Reis 21:1-6, 19-21) A exortaçao de
´
Sofonias, de ‘procurar a Jeova’, deve ter causado bom efei-
to em Josias, pois ele “principiou a buscar o Deus de Davi”.
Ele iniciou uma campanha para acabar com a idolatria em
´ ´ ´
Juda, ate mesmo em territorio que antes pertencia ao rei-
no do norte — Sofonias 1:1, 14-18; 2:1-3; 3:1-4;
ˆ
2 Cronicas 34:3-7.
21 Depois dessa purificaçao, ˜
Josias
ˆ ´
20, 21. Como o Rei Josias pos em pratica o
conhecimento sobre Deus?

ˆ ´
Voce fara qualquer
mudança que for
´
necessaria para se
harmonizar com as
´
normas da Bıblia?
´
68 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
continuou a buscar a Jeova. Ordenou que se fizessem re-
paros no templo e, durante esse trabalho, foi achado o
´ ˜
livro da “lei de Jeova” que fora dada “pela mao de Moi-
´
ses”, evidentemente o manuscrito original da Lei. Como
`
Josias reagiu a leitura desse livro? “Assim que o rei ou-
viu as palavras da lei, rasgou imediatamente as suas vestes.”
´ ˜ ˆ ´
Ele tambem ‘rasgou seu coraçao’ e logo pos em pratica o
˜ ´
que foi lido. Nao tentou justificar-se, alegando que ja tinha
feito muita coisa. Lembra-se do que resultou de suas refor-
˜
mas? “Em todos os seus dias, [os filhos de Israel] nao se
´
desviaram de seguir a Jeova, o Deus de seus antepassados.”
ˆ
— 2 Cronicas 34:8, 14, 19, 21, 30-33; Joel 2:13.
22 ‘Como eu teria reagido?’ talvez se pergunte. Teria
ˆ
voce, como Josias, acatado as palavras dos profetas e feito
´ ˜
as necessarias mudanças nas suas açoes ou no seu modo
˜
de pensar? Embora nao vivamos nos dias de Sofonias e
`
Josias, entendemos a necessidade de dar ouvidos as men-
´
22. Que benefıcio podemos tirar do exemplo de Josias?
´
Alguns precisam “buscar a Jeova”
no sentido de voltar para ele
´ ˜
‘Procure a Jeova’ praticando a adoraçao que ele aprova 69

ˆ
O QUE VOCE ACHA?
˜ ´
˙ Como deve ser a adoraçao sincera que Jeova
aprova? — Oseias 6:6; Miqueias 6:8.
ˆ ´
˙ Como voce pode voltar para Jeova caso se
sinta um tanto afastado dele? — Oseias 6:1-3.
ˆ
˙ Como voce pode imitar o Rei Josias quanto a
´ ˆ
buscar a Jeova? — 2 Cronicas 34:19-21;
Joel 2:13.

sagens e aos conselhos de Deus hoje em dia. Assim, se um


˜ ˜
cristao sente no coraçao a necessidade de ajustar seu modo
˜
de vida ou sua adoraçao, um estudo dos 12 profetas pode
´ ` ˜
desperta-lo a açao. — Hebreus 2:1.
`
23 As vezes voceˆ talvez se sinta como Jonas, que disse o

seguinte quando estava na barriga do grande peixe: “Fui


´
expulso de diante dos teus olhos! Como e que olharei no-
˜
vamente para o teu santo templo?” ( Jonas 2:4) Mas quao
´
reanimadoras podem ser as palavras de Jeova dirigidas a
´
nos, humanos imperfeitos, propensos a cometer erros:
´
“Retornai a mim e eu vou retornar a vos” ! (Malaquias 3:7)
ˆ ˆ ˜
Se voce ve a necessidade de fortalecer sua relaçao com
´ ˜ ˜ ˜
Jeova, os anciaos na sua congregaçao terao prazer em aju-
´ ´
da-lo. Pode-se comparar isso a dirigir um carro; e preciso
começar em marcha lenta, por assim dizer. Uma vez em
´ ´ ˆ
movimento, o avanço sera mais facil. Voce pode ter certeza
´ ´ ´
de que Jeova o acolhera de bom grado e o ajudara, “por-
´
que ele e clemente e misericordioso, vagaroso em irar-se e
ˆ
abundante em benevolencia”. ( Joel 2:12-14) Certamente,
˜
as mensagens dos profetas sao animadoras para todos os
˜
que praticam a adoraçao que Deus aprova.
ˆ
23. O que voce pode fazer caso ache que precisa melhorar em certo
aspecto?
´
C APITULO SEIS

“HAJA TANTA
´ JUSTIÇA
COMO AS AGUAS DE UMA
ENCHENTE” — UMA CHAVE
PARA CONHECER A DEUS
´
AO LONGO da Historia sempre houve pessoas famosas por
promoverem a justiça. Mas considere este fato: a justiça atrai
` ˆ
porque os humanos foram feitos a imagem de Deus. Voce
tem um senso de justiça e deseja que outros o tratem com
ˆ ` ´
justiça porque voce foi feito a imagem de Jeova, que ‘se agra-
ˆ ´
da da justiça’. — Jeremias 9:24; Genesis 1:27; Isaıas 40:14.
´ ´ ˆ
2 Pela leitura de varios livros da Bıblia voce pode com-
´
preender a justiça de Deus. Mas sera especialmente re-
compensado por examinar os livros dos 12 profetas. O des-
˜ ` ´ ˜ ˜
taque que eles dao a justiça e tao grande que uma ediçao de
´
Oseias, Amos e Miqueias, publicada por uma sociedade
´ ´
bıblica, intitula-se Justice Now! (Justiça Ja!). Veja, por exem-
˜ ´
plo, as exortaçoes de Amos: “Haja tanta justiça como as
´
aguas de uma enchente e que a honestidade seja como um
˜
rio que nao para de correr.” E note o que Miqueias colocou
˜ ´
em primeiro lugar entre as obrigaçoes de cada um de nos:
´ ´ ˜
“O que e que Jeova pede de volta de ti senao que exerças a
justiça, e ames a benignidade, e andes modestamente com o
´ ´
teu Deus?” — Amos 5:24, Bıblia na Linguagem de Hoje; Mi-
queias 6:8.
3 Portanto, para conhecermos melhor a Jeova´ e poder-
´
mos imita-lo, certamente temos de reconhecer a sua justiça.
ˆ
1. Por que voce tem um senso de justiça?
´ ´
2, 3. Para aprender sobre a justiça de Jeova, por que e proveitoso es-
tudar os livros dos 12 profetas?
´
“Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente” 71
´ ´
A justiça de Jeova e um aspecto de seu Ser, de modo que
˜
nao podemos dizer que o conhecemos a menos que enten-
´ ´
damos a sua justiça. Ate mesmo servos de Jeova do passado
sabiam que ele “ama a justiça”. — Salmo 33:5; 37:28.
4 Algum tempo antes de Jeova´ punir Jerusalem, ´
o pro-
´ ´ ´
feta Habacuque perguntou: “Ate quando, o Jeova, terei de
clamar por ajuda? . . . A lei fica entorpecida e a
´ ´
justiça nunca sai. Visto que o inıquo esta em
torno do justo, por isso a justiça sai perverti-
da.” (Habacuque 1:2, 4) O fiel Habacuque
´
conheceu a Jeova por meio das Escritu-
ˆ
ras de que dispunha e por experiencia
´
propria. Assim, ele confiava que Deus
tanto defende como incentiva a justi-
ça. Contudo, o profeta se perguntava
´
por que Jeova permitia a perversida-
de. Deus confirmou a Habacuque
´
que trataria os fieis com justiça.
(Habacuque 2:4) Se Habacuque e
outros podiam ter essa confiança,
ˆ ˆ
voce tem ainda mais motivos para te-la.
ˆ ´ ´
Por que? Porque a Bıblia hoje esta com-
Habacuque ˆ
pleta, de modo que voce tem acesso a um
´
registro mais extenso dos tratos de Jeova e das
˜
expressoes de sua personalidade, incluindo a justiça. As-
ˆ ˜ ´
sim, voce tem melhores condiçoes de conhecer a Jeova e
de se convencer de sua justiça perfeita.
5 Ao enviar mensageiros a Israel, Jeova´ enfatizou que ele
´ ´
e justo. (Isaıas 1:17; 10:1, 2; Jeremias 7:5-7; Ezequiel 45:9)
Manteve isso rigorosamente em destaque por meio dos
´
12 profetas. (Amos 5:7, 12; Miqueias 3:9; Zacarias 8:16, 17)
4. Ilustre por que os escritos dos 12 profetas podem fortalecer sua
confiança na justiça de Deus.
´
5. Que aspecto da justiça e de interesse especial hoje?
´
72 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

Todos os que leem seus escritos podem ver que eles exortam
´ ´ ´
ao exercıcio da justiça na vida diaria. Ha muitas maneiras de
˜
aplicarmos as liçoes desses 12 livros, mas examinemos duas
´
areas em que devemos exercer a justiça, conforme esses pro-
fetas enfatizaram.
´
JUSTIÇA NOS NEGOCIOS E
NOS ASSUNTOS FINANCEIROS
6 Jesus disse: “O homem nao ˜ ´ ˜
deve viver so de pao.”
ˆ ˜
(Lucas 4:4; Deuteronomio 8:3) Ele nao negou que preci-
˜
samos de pao — temos de nos alimentar. Para a maioria,
´ ´
isso significa trabalhar ou ter alguem na famılia que traba-
´
lhe para obter o sustento. Era assim tambem no caso dos
servos de Deus no passado. Alguns trabalhavam por con-
´
ta propria — cultivando a terra ou fabricando coisas como
´ ´
roupas, moveis ou utensılios de cozinha. Outros eram pa-
˜
troes — contratavam homens para trabalhar nas colheitas
ou para fabricar farinha, azeite ou vinho. Ainda outros
eram comerciantes — compravam e vendiam mercadorias.
Ou alguns talvez prestassem serviços — como ˆ consertar
telhados ou tocar instrumentos musicais. — Exodo 35:35;
ˆ
Deuteronomio 24:14, 15; 2 Reis 3:15; 22:6; Mateus 20:1-8;
Lucas 15:25.
7 Voceˆ veˆ algo similar na sua propria´
vida ou na vida
´ ´
de amigos e parentes? E verdade que as atuais tecnicas de
˜ ˜
trabalho em geral sao diferentes, mas nao concorda que o
´
conceito de Deus sobre justiça nesses assuntos sem duvida
´
e o mesmo que naquele tempo? Em suas mensagens por
´
meio dos 12 profetas, Jeova mostrou que espera que seus
servos pratiquem a justiça nesses aspectos da vida. Ao con-
ˆ ´
siderarmos alguns indicativos disso, pense em como voce e
exortado a demonstrar a justiça que agrada a Deus. — Sal-
mo 25:4, 5.
´
6, 7. Por que todos nos devemos interessar-nos pela justiça nos ne-
´
gocios e nos assuntos financeiros?
´
“Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente” 73

8 Deus declarou por meio de Malaquias: “Vou chegar-me


´
a vos para julgamento e vou tornar-me testemunha ve-
´
loz contra os feiticeiros, e contra os adulteros, e contra os
que juram falsamente, e contra os que agem fraudulenta-
´ ˜
mente com o salario do assalariado, . . . ao passo que nao
´
me temeram.” (Malaquias 3:5) De fato, Jeova condenou os
que eram injustos com os empregados, ou trabalhadores
contratados. Qual era a seriedade disso? Notamos que ele
˜
alistou a exploraçao de empregados junto com o espiritis-
´ ˜
mo, o adulterio e a mentira. Os cristaos sabem como Deus
´
julgara ‘os fornicadores, os que praticam o espiritismo e to-
˜
dos os mentirosos’. — Revelaçao (Apocalipse) 21:8.
9 O que acontecia no local de trabalho nao ˜
era simples
˜ ´
questao de moral humana; envolvia a justiça de Jeova. Ele
` ˜
disse que, devido a traiçao dos que ‘agiam fraudulenta-
´
mente com o salario do assalariado’, ele ´ ‘se chegaria a tais
pessoas para executar o julgamento’. E verdade que Deus
˜ ˜
nao disse que o patrao precisa atender a todo e qualquer
capricho de um empregado ou de um grupo de traba-
˜
lhadores. Pode-se ver na ilustraçao de Jesus, a respeito de
homens contratados para trabalhar num vinhedo, que a
˜ ´
posiçao de empregador o autoriza a fixar o sal´ ario e as con-
˜
diçoes de trabalho. (Mateus 20:1-7, 13-15) E significativo
˜
nessa ilustraçao que todos os trabalhadores receberam um
´ ´
denario, o combinado ‘salario de um dia’, quer tenham
˜ ´
trabalhado o dia inteiro, quer nao. Notamos tambem que o
˜ `
empregador nao recorreu a desonestidade para lucrar mais
`
a custa dos contratados. — Jeremias 22:13.
10 Se voceˆ e´ dono de uma firma com empregados, ou se
´
contrata alguem para executar um trabalho, pergunte-se:
˜
8, 9. (a) Por que a condenaçao expressa em Malaquias 3:5 era es-
´
pecialmente seria? (b) Que conceito equilibrado sobre emprego e
trabalho as Escrituras promovem?
10. Por que devemos nos interessar em como tratamos nossos em-
pregados?
´
74 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´ ˆ
‘Sera que os salarios, as exigencias e os assuntos financei-
´
ros
´ se harmonizam com os princıpios de Malaquias 3:5?’
˜ ˜
E bom pensar nisso, pois a questao de nao ser justo com
´ ´
os empregados tambem e considerada nas Escrituras Gre-
˜ ˜
gas Cristas. A respeito dos que sao injustos nesses assuntos,
´ ˜ ˜ ´ ´
o discıpulo Tiago perguntou: “Nao se opoe [Jeova] a vos?”
´
(Tiago 5:1, 4, 6) Por isso concluımos corretamente: os que
˜ ´
sao injustos quanto ao ‘salario do assalariado’ na realidade
˜ ´ ˜
nao conhecem a Jeova, pois nao imitam a sua justiça.
´
11 Leia agora por que Jeova se opos ˆ
a certos homens de
´ ´
destaque nos dias de Oseias: “Os prıncipes de Juda torna-
´
ram-se como os que recuam o marco divisorio. Derramarei
´ ´
sobre eles a minha furia qual agua.” (Oseias 5:10) Que
´
erro Oseias denunciou? O lavrador em Juda vivia de sua
terra, cujos limites eram marcados com pedras ou estacas.
´
‘Recuar o marco divisorio’ visava reduzir o terreno do la-
´
vrador e priva-lo de parte de seu sustento, roubando-o.
11, 12. (a) Que proceder injusto destaca Oseias 5:10? (b) Como se
´
pode aplicar o princıpio de Oseias 5:10?
´
“Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente” 75
´ ´
Oseias comparou os prıncipes de Juda, que deviam defen-
` ´
der a justiça, aqueles que recuavam os marcos divisorios.
ˆ ´ ´
— Deuteronomio 19:14; 27:17; Jo 24:2; Proverbios 22:28.
12 Hoje, alguns que trabalham no ramo imobiliario ´
po-
´
dem ser tentados a ‘recuar o marco divisorio’ para enganar
´ ´
os compradores. Mas o princıpio se aplica tambem a co-
˜
merciantes, patroes, empregados ou clientes — todos os
envolvidos em contratos ou acordos. Como sabe, alguns
´ ˆ
no mundo dos negocios hesitam em por as coisas por escri-
´ ´ ˜
to, achando que assim sera mais facil nao cumprir tudo o
ˆ
que foi combinado ou fazer novas exigencias. Outros ofe-
recem um contrato escrito, mas incluem detalhes em letra
´ ´
miuda para distorcer seu significado em proveito proprio,
mesmo que isso prejudique injustamente a outra parte.
ˆ ´
Voce acha que alguem que age assim — um vendedor, um
˜
comprador, um patrao ou um empregado — de fato conhe-
´ ˜
ce o Deus de justiça? Jeova diz na sua Palavra: “Nao recues
´ ˜
o termo . . . de meninos orfaos de pai. Porque o Reden-
´ ´
tor deles e forte; ele mesmo pleiteara contigo a causa deles.”
´
— Proverbios 23:10, 11; Habacuque 2:9.
13 Miqueias 6:10-12 lança ainda mais luz sobre a justiça:
´
“Existem ainda os tesouros da iniquidade na casa do inı-
quo, e o efa minguado que se denunciou? Acaso posso ser
´
moralmente puro com balança inıqua e com uma bolsa de
´
enganosos pesos de pedra? Pois os seus proprios . . . habi-
´ ´
tantes falaram falsidade, e a lıngua deles e insidiosa.” Hoje
em geral medimos ou pesamos os alimentos em litros ou
˜ ˜
quilos, nao em efas. E praticamente nao se usam mais ba-
lanças com pesos de pedra. Ainda assim, o argumento de
´ ´
Miqueias e claro. Os comerciantes ou homens de negocios
˜
em seus dias eram vigaristas; nao usando pesos e medidas
˜
padroes, eles tratavam o povo com injustiça. Deus chamou
13. De acordo com Miqueias 6:10-12, que injustiças existiam entre
o povo de Deus no passado?
´
76 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
de ‘inıquos’ os de ‘lıngua insidiosa na sua boca’ e nos seus
ˆ ´
tratos comerciais. — Deuteronomio 25:13-16; Proverbios
´
20:10; Amos 8:5.
14 Sera´ que as palavras de Miqueias sobre pesos e me-
` ˆ
didas enganosos podem aplicar-se a maneira como voce´
´ ˆ
dirige seu negocio ou ao que voce faz como empregado? E
˜
algo a pensar, pois os fregueses ou clientes sao fraudados
de muitas maneiras. Por exemplo, algumas firmas inescru-
pulosas colocam menos cimento do que o normal ou o
´ ´
obrigatorio numa mistura. Ou, em areas em que um pro-
˜ ´ `
fissional sabe que o serviço nao ficara a mostra, talvez use
materiais mais baratos do que os que foram pagos. Alguns
comerciantes vendem coisas usadas como se fossem no-
ˆ
vas. Voce deve ter ouvido falar de outras “espertezas” no
14. O alerta de Miqueias pode nos ajudar a evitar que tipos moder-
nos de injustiça?
´ ´
E a justiça um princıpio orientador
no seu trabalho e nos seus
tratos comerciais?
´
“Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente” 77

ˆ
O QUE VOCE APRENDEU?
˜ ` ˜ ˆ
˙ Com relaçao a justiça, que padrao voce segue?
— Salmo 37:28; Oseias 2:19, 20.
ˆ
˙ Por que voce deve cultivar a justiça e se empe-
´
nhar por ela? — Amos 5:6, 7; Sofonias 2:3.
ˆ ´
˙ Como voce pode ser justo nos negocios ou nos
assuntos financeiros? — Oseias 5:10; 12:6, 7;
´
Amos 8:5; Miqueias 2:1, 2; Malaquias 3:5.

´ ´
comercio para aumentar os lucros. Ficaria tentado a usa-
˜
las? Um livro recente sobre proteçao de privacidade disse
´
que as Testemunhas de Jeova “acreditam que o Criador
as observa, e a maioria delas preferiria morrer a roubar”.
˜
Acrescentou: “Elas sao requisitadas em firmas que lidam
ˆ
com grandes somas de dinheiro.” Por que? Porque os cris-
˜ ´
taos verdadeiros sabem que Jeova ‘pede que exerçam a
´
justiça’, inclusive nos seus negocios e assuntos financeiros.
— Miqueias 6:8.
´ ´
‘PRINCIPES PARA A PROPRIA JUSTIÇA’
15 Com base nos livros dos 12 profetas vemos que, em
´
certos perıodos, a justiça foi seriamente prejudicada. As au-
˜
toridades,
ˆ que deviam ser exemplares na justiça, nao eram.
ˆ
(Exodo 18:21; 23:6-8; Deuteronomio 1:17; 16:18) Miqueias
´ ´ ´
suplicou: “Ouvi, por favor, vos cabeças de Jaco e vos
˜ ´ ´
comandantes da casa de Israel. Nao e vosso negocio conhe-
´ ´
cerdes a justiça? Vos odiadores do que e bom e amantes da
maldade, arrancando das pessoas a sua pele e seu organis-
´
mo de cima dos seus ossos.” — Miqueias 3:1-3; Isaıas 1:17.
16 Essas palavras deveriam ter chocado as pessoas acos-
`
tumadas com a vida rural. O pastor as vezes tosquiava as
´
15, 16. Como os lıderes nos dias de Miqueias tratavam o povo?
´
78 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ
ovelhas aos seus cuidados. (Genesis 38:12, 13; 1 Samuel
25:4) Mas os “comandantes da casa de Israel”, que de-
viam ‘conhecer a justiça’, exploravam as ovelhas do
rebanho de Deus, como que arrancando-lhes a pele e a
carne e quebrando seus ossos. (Salmo 95:7) Mudando
˜ ´
para outra ilustraçao tambem com base na vida rural, Mi-
´
queias disse que os prıncipes que ‘julgavam para ganhar
´ `
uma recompensa’ eram comparaveis a sarça ou a uma cer-
ca de espinhos. (Miqueias 7:3, 4) Imagine passar por uma
´
area cheia de sarças e cercas de espinhos. Provavelmente,
ˆ
voce se arranharia e rasgaria a roupa. Isso ilustra o efeito
´
dos lıderes sobre o povo de Deus. Em vez de tratarem
˜
seus irmaos com justiça, eles eram traiçoeiros e corruptos.
— Miqueias 3:9, 11.
˜
17 Sofonias disse algo similar: “As suas autoridades sao
˜ ´ ˜
como leoes que rugem, e os juızes sao como lobos fero-
zes que devoram tudo de uma vez, sem deixar nada para
´
o dia seguinte.” (Sofonias 3:3, BLH ) Pode imaginar lı-
˜
deres do povo de Deus que, como vorazes leoes selvagens,
´
desconsideravam a justiça? Ou juızes que, como lobos es-
´
fomeados e insaciaveis, devoravam tudo de modo que de
˜ ´
manha so sobravam ossos? Como a justiça poderia preva-
˜
lecer nessas condiçoes? A justiça havia sido dilacerada por
´
lıderes que predavam as pessoas, em vez de cuidar delas.
´
18 Obviamente, esses lıderes ˜
de uma naçao dedicada a
˜
Deus nao o conheciam. Se o conhecessem, teriam acata-
˜
do as palavras de Zacarias 8:16: “Estas sao as coisas que
deveis fazer: Falai verazmente uns com os outros. Fazei o
˜
vosso julgamento nos vossos portoes com verdade e com
˜
julgamento de paz.” Os anciaos em Israel que se reuniam
˜
nos portoes das cidades para fazer julgamentos deviam
fazer isso em harmonia com o modo de pensar de Deus,
´
17. De acordo com Sofonias 3:3, qual era a atitude dos lıderes?
´
18. Como os juızes em Israel deviam tratar o povo de Deus?
´
Os prıncipes nos dias de Miqueias e Sofonias
˜ ´
nao conheciam a Jeova
˜ ˜ ˜
e nao segundo sua primeira impressao ou inclinaçao pes-
ˆ ´
soal. (Deuteronomio 22:15) Jeova havia alertado contra
´
ser parcial em favor dos ricos ou preeminentes. (Levıti-
ˆ ´
co 19:15; Deuteronomio 1:16, 17) Os juızes deviam tentar
´
restaurar a paz entre as partes em litıgio com “julgamen-
to de paz”.
´
19 O apostolo Paulo citou parte de Zacarias 8:16 ao es-
˜ ´
crever aos cristaos. (Efesios 4:15, 25) Portanto, podemos
ter certeza de que os alertas e os conselhos dos 12 profe-
ˆ ˜
tas a respeito da justiça tem importante aplicaçao na
˜ ˜
congregaçao hoje. Os anciaos, ou superintendentes, de-
´
vem ser exemplares em conhecer a Jeova e em refletir
´
a Sua justiça. Isaıas 32:1 descreve-os animadoramente
´ ´ ´
como “prıncipes para o proprio juızo [ou justiça]”. Que
´ ˜
pontos praticos a respeito desses anciaos podemos discer-
nir dos alertas e conselhos que se encontram nos livros
dos 12 profetas?
˜ ˜
19, 20. (a) Por que os anciaos cristaos podem aprender muito dos
˜
12 profetas? (b) Como os anciaos podem mostrar que conhecem a
´
Jeova e a sua justiça?
´
80 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜
Os anciaos cristaos precisam ter em mente as verda-
20
˜ ´
des e as indicaçoes bıblicas a respeito do modo de pensar
´ ˜
de Jeova. Devem basear suas decisoes nelas, em vez de
˜
em meras opinioes pessoais ou no que se poderia chamar
˜ ´ ´
de intuiçao. A Bıblia mostra que podem surgir casos difı-
˜
ceis que exijam mais tempo para preparaçao, sendo preciso
´ ´
pesquisar a Bıblia e buscar os sabios conselhos ˆ nas pu-
˜
blicaçoes da classe do escravo fiel e discreto. (Exodo 18:26;
˜
Mateus 24:45) Quando os anciaos se esforçam nesse sen-
´ ´ ´
tido, e mais provavel que odeiem o que e mau e amem o
´
que e bom, do ponto de vista de Deus. Isso os ajuda a ‘dar
` ˜
a justiça um lugar no portao’ e a ‘fazer o julgamento com
´
verdadeira justiça’. — Amos 5:15; Zacarias 7:9.
21 Mesmo que alguem ´
com a responsabilidade de julgar
´
tenha conhecimento bıblico, pode mostrar certa parciali-
dade. Malaquias deplorou o fato de que os sacerdotes,
que deviam ser fonte de conhecimento, ‘mostravam par-
´
cialidade na lei’. (Malaquias 2:7-9) Como isso era possıvel?
´
Miqueias disse que alguns lıderes ‘julgavam apenas por su-
´
borno e seus sacerdotes instruıam somente por um preço’.
˜
(Miqueias 3:11) Como o modo de pensar de um anciao
pode ser afetado dessa maneira? Que dizer se a pessoa en-
˜ ´
volvida num caso que o anciao esta cuidando tenha sido
ˆ ´
generosa com ele no passado, ou se ele preve um possıvel
´
benefıcio no futuro? Ou suponha que o caso que ele esteja
´
tratando envolva algum parente. Sera que os laços fami-
˜ ´
liares falarao mais alto do que os princıpios espirituais? A
˜
imparcialidade de um anciao pode ser afetada quando ele
˜
cuida de um caso de transgressao, ou quando analisa se de-
´
terminada pessoa esta biblicamente qualificada para mais
´ ˜
privilegios de serviço na congregaçao. — 1 Samuel 2:22-25,
33; Atos 8:18-20; 1 Pedro 5:2.
˜ ˜
21. Por que os anciaos nao devem mostrar parcialidade, mas o que
´ ´
poderia tenta-los a agir de modo contrario?
´
“Haja tanta justiça como as aguas de uma enchente” 81
´
22 Quando alguem peca seriamente, os pastores espiri-
˜
tuais agem para proteger a congregaçao contra qualquer
ˆ
influencia perigosa ou corrompedora. (Atos 20:28-30; Tito
3:10, 11) Mas, se o transgressor se arrepender com sin-
˜ ˜ ´ ´
ceridade, os anciaos desejarao ‘reajusta-lo num espırito de
´
brandura’. (Galatas 6:1) Em vez de mostrarem frieza insen-
´ ˜
sıvel, eles aplicam a orientaçao: “Fazei o vosso julgamento
com verdadeira justiça; e praticai mutuamente benevo-
ˆ ´
lencia e misericordias.” (Zacarias 7:9) Os regulamentos de
´
Jeova sobre cuidar de casos judiciais no Israel antigo
´ ´
destacam a Sua justiça e misericordia. Os juızes designa-
´ ˜
dos podiam ser flexıveis em muitas de suas decisoes;
´
podiam mostrar misericordia, dependendo das circuns-
ˆ
tancias e da atitude do transgressor. Do mesmo modo, os
˜ ˆ ˜ `
22. (a) Que responsabilidade os anciaos tem com relaçao a justiça?
˜
(b) Que outras qualidades divinas os anciaos devem refletir ao lidar
com transgressores?

Em todos os seus tratos,


˜ ˜ `
os anciaos ‘dao a justiça
˜
um lugar no portao’
´
82 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

COMO SE APLICAM NOS NOSSOS DIAS?


˜ ˜
˙ Por que os anciaos cristaos precisam praticar
a justiça? — Miqueias 3:9.
˜ ´ ˜
˙ Que orientaçao Zacarias 8:16 da aos anciaos
e a outros?
˜
˙ Que demonstraçoes de parcialidade devemos
ˆ ´
evitar, e por que? — Malaquias 2:7-9; 1 Timo-
teo 5:21, 22.

˜
superintendentes cristaos devem se empenhar em julgar
ˆ
“com verdadeira justiça” e em mostrar ‘benevolencia e mi-
´ ´
sericordia’, indicando assim que conhecem a Jeova.
23 Lembre-se de Zacarias 8:16: “Fazei o vosso julgamen-
˜
to nos vossos portoes com verdade e com julgamento
de paz.” Com que objetivo? O “julgamento de paz”. Mes-
´ ˆ
mo enquanto os apostolos ainda viviam, havia divergencias
˜
pessoais ou conflitos entre alguns cristaos. Assim como
´ ´ ˜
Paulo fez com Evodia e Sıntique, os anciaos hoje talvez
precisem dar ajuda. (Filipenses 4:2, 3) Com certeza devem
esforçar-se sinceramente para oferecer o “julgamento de
paz”, visando restaurar a paz entre as partes discordantes.
´
Seus conselhos bıblicos e sua atitude ao fazerem isso devem
˜
promover a paz na congregaçao e a paz com Deus. Assim,
´ ´
ficara evidente que realmente amam a Jeova e sua justiça.
24 Os dois aspectos mencionados acima ilustram que e´
´
vital aplicar na nossa vida diaria os conselhos sobre jus-
ˆ ˜ ´
tiça registrados pelos 12 profetas. Que bençao e quando
´
nos e os que nos cercam permitimos que “haja tanta justi-
´
ça como as aguas de uma enchente”!
˜
23, 24. (a) Como os anciaos podem promover o “julgamento de
ˆ
paz”? (b) O que os 12 profetas ajudaram voce a entender com rela-
˜ `
çao a justiça?
´
C APITULO SETE

´
SIRVA A JEOVA DE ACORDO
˜
COM SEUS ELEVADOS PADROES
´ ˜ ´ ´ ˜ ´ ´
“JEOVA nao fara o que e bom e nao fara o que e mau.” As-
´
sim diziam as pessoas em Jerusalem nos dias de Sofonias.
´ ˜
Elas pensavam que Jeova nao esperava que vivessem de
˜ ´
acordo com certos padroes especıficos. Sofonias disse que
´ ˜
elas estavam ‘rıgidas sobre as suas borras’, que sao as par-
´
tıculas que sedimentam no fundo de vinho estocado. Ele
quis dizer que as pessoas desejavam acomodar-se no seu
´ ˆ
modo de vida confortavel, sem o incomodo de alguma
˜ ˜
declaraçao de intervençao divina nos seus assuntos. No
`
entanto, Deus disse aqueles judeus que ‘vasculharia Jeru-
´ ˆ ˜
salem com lampadas’ e ‘voltaria sua atençao’ para os que
˜ ´ ˜
desprezavam seus padroes. De fato, Jeova tem padroes e
ele se interessa em como seus servos os encaram. — Sofo-
nias 1:12.
2 Tambem ´
hoje, muitos odeiam a ideia de se ajustar a
˜
padroes. Talvez os ouça dizer: “Faça o que achar melhor
ˆ ˜
para voce!” Alguns pensam: ‘Se eu nao tiver dinheiro sufi-
˜ ˜ ´
ciente, ou nao puder satisfazer meus desejos, nao ha nada
de mau em fazer tudo o que for preciso para mudar essa si-
˜
tuaçao.’ Pouco se importam em saber o que Deus acha ou
ˆ ´ ˜
o que ele talvez requeira deles. E voce? Sera que os padroes
de Deus o atraem?
3 Muitos que rejeitam a ideia de ter de viver a` altura

´
1. Nos dias de Sofonias, como as pessoas em Jerusalem encaravam
˜ ´
os padroes de Jeova?
ˆ ´ ˜
2. No lugar onde voce mora, qual e a atitude geral com relaçao a pa-
˜
droes?
ˆ ˆ ˜
3, 4. Por que voce acha valiosa a existencia de padroes?
´
84 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜
dos padroes de Deus aceitam prontamente os padroes hu-
´
manos em varios aspectos da vida. Temos como exemplo
´
a qualidade da agua. A maioria dos governos estabele-
˜ ´
ce padroes para a qualidade da agua para consumo. Mas
˜
que dizer se esses padroes forem baixos demais? Isso pode-
´ ´
ra provocar diarreia e outras doenças ´causadas pela agua,
´ ´
com prejuızo maior para as crianças. E mais provavel, po-
´ ˆ ˜
rem, que voce esteja se beneficiando dos elevados padroes
´ ´ ˜
estabelecidos para a agua potavel. “Se nao houvesse pa-
˜ ´ ˜
droes, logo notarıamos”, diz a Organizaçao Internacional
˜ ˜
de Padronizaçao. “Em geral nao nos damos conta do pa-
˜ ´
pel desempenhado pelos padroes em aumentar os nıveis
ˆ
de qualidade, segurança, confiabilidade, eficiencia e inter-
ˆ ´
cambio, bem como em oferecer tais benefıcios a um custo
ˆ
economico.”
4 Se voceˆ concorda que e´ valioso ter padroes ˜
em varios
´
˜ ´ ´
aspectos da vida, nao e razoavel esperar que Deus tenha
˜
elevados padroes para o povo que leva seu nome? — Atos
15:14.
˜ ˜ ´
OS PADROES DIVINOS SAO RAZOAVEIS?
5 Na construçao ˜ ˜ ˜
de uma casa, os padroes sao impor-
´
tantes. Se uma parede ficar torta, toda a casa ficara torta.
´
Rachaduras nas paredes podem tornar a casa inabitavel.
˜ ´
Essa era a ideia de uma visao que Amos, que profetizou no
´ ˜ ˜
nono seculo AEC, teve a respeito das condiçoes da naçao
´
de Israel, de dez tribos. Ele viu Jeova postado sobre uma
˜
muralha com “um prumo na sua mao”. Deus disse: “Eis
que coloco um prumo no meio do meu povo de Israel.
˜ ´ ´
Nao mais o desculparei.” (Amos 7:7, 8) Prumo e um peso
pendurado num barbante e usado para determinar a verti-
´
calidade correta. A muralha figurativa, sobre a qual Amos
´ ´ ˆ
5. Como Jeova demonstrou, por meio de Amos, a importancia de se
˜
ajustar aos Seus padroes?
´ ˜
Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 85
´
viu que Jeova estava, havia sido “feita com o prumo”. Essa
muralha era perpendicular, ou bem aprumada. No en-
´ ˜
tanto, nos dias de Amos, os israelitas nao mais estavam
` ˜
a altura da retidao espiritual — eram como uma muralha
´
torta que devia ser derrubada antes que caısse.
6 No estudo dos 12 profetas, o seguinte ponto ocor-
ˆ ´ ˜
re com frequencia: e vital ajustar-se aos padroes de Deus.
´
Nem todas as mensagens nesses livros eram denuncias
˜ ˜
contra um ` povo que nao atendia aos elevados padroes di-
´ ´
vinos. As vezes, ao examina-lo, Jeova via que seu povo
` ˜
realmente vivia a altura de Seus padroes. Isso confirma
˜ ˜ ´
que os padroes de Deus sao razoaveis; humanos imperfei-
´
tos como nos podem ajustar-se a eles. Veja um exemplo.
7 Depois que os judeus repatriados lançaram o alicerce
˜
do templo, a obra de reconstruçao parou. Por isso, Deus
enviou seus profetas Ageu e Zacarias para animar o povo
´ ˜ ´
a reinicia-la. Numa visao dada a Zacarias, Jeova mencio-
´
nou que Zorobabel, governador de Juda, tinha “o prumo
˜
na mao” quando colocou a pedra de remate que comple-
´
tou as obras do templo. Ele foi construıdo em harmonia
˜
com os padroes divinos. (Zacarias 4:10) Mas note este
interessante detalhe a respeito do templo terminado: “Es-
˜ ´
tes sete sao os olhos de Jeova. Percorrem toda a terra.”
Deus observou Zorobabel colocar a pedra de remate e,
com seus olhos que tudo veem, constatou que o templo
´ ´
reconstruıdo resistiu ao seu escrutınio, atendeu aos seus
˜ ´ ˜
padroes. O ponto e que, mesmo que os padroes de Deus
`
sejam elevados, os humanos podem viver a altura de-
les. Incentivados por Ageu e Zacarias, Zorobabel e seu
´ ´
6. (a) Qual e uma das ideias basicas nos escritos dos 12 profe-
˜ ˜
tas? (b) Com que base se pode dizer que os padroes de Deus sao
´
razoaveis?
7. Como Zacarias nos ajuda a ver que humanos imperfeitos podem
˜ ´
ajustar-se aos padroes de Jeova?
´
86 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ´
povo fizeram isso. Como Zorobabel, voce tambem pode
` ´
viver a altura das expectativas de Deus. Como e animador
saber isso!
˜ ´
POR QUE ACEITAR OS PADROES DE JEOVA?
8 Como Criador, Deus tem o direito de estabelecer pa-
˜
droes para a humanidade e esperar que os observemos.
˜ ´ ˜
(Revelaçao [Apocalipse] 4:11) Jeova nao precisa apresen-
´
tar tudo nos mınimos detalhes, pois dotou os humanos
ˆ
de uma consciencia que serve de guia valioso. (Romanos
˜
2:14, 15) Deus disse aos primeiros humanos que nao co-
´ ´
messem da “arvore do conhecimento do que e bom e do
´
que e mau”, que representava o direito divino de estabele-
˜ ´ ´ ˆ
cer padroes do que e bom e do que e mau. Voce sabe o que
ˆ `
aconteceu. (Genesis 2:17; 3:1-19) Referindo-se a escolha
˜
errada feita por Adao, Oseias escreveu: “[Os israelitas], tal
como um homem terreno, infringiram o pacto.” (Oseias
´
6:7) Com isso Oseias revela o carater proposital do pecado
dos israelitas.
9 Qual foi esse pecado? “Eles quebraram a aliança”, ou
˜
pacto, da Lei. (Nova Versao Internacional) Por ter libertado
seu povo do Egito, Deus se tornou dono deles e, obvia-
˜
mente, tinha o direito de estabelecer padroes para eles. Os
´
israelitas aceitaram o pacto com Jeova, ˆ concordando as-
` ˜ ´
sim em viver a altura desses padroes. (Exodo 24:3; Isaıas
˜
54:5) Ainda assim, muitos deles nao aplicavam a Lei.
Tornaram-se culpados de derramamento de sangue, assas-
˜
sinato e fornicaçao. — Oseias 6:8-10.
´
10 Jeova enviou profetas, como Oseias, para ajudar

´ ´ ˜
8, 9. (a) Por que e apropriado que Jeova estabeleça padroes para os
humanos? (b) Por que era apropriado que Deus exigisse que os israe-
litas obedecessem aos seus mandamentos?
˜
10. Como Deus procurou ajudar os que nao se ajustavam aos seus
˜
padroes?
´ ˜
Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 87
˜ ´
Seu povo dedicado. Na conclusao de seu livro profetico,
´ ´
Oseias declarou: “Quem e sabio para entender estas coi-
ˆ ´ ˜
sas? Discreto, para sabe-las? Pois os caminhos de Jeova sao
˜ ˜
retos e os justos serao os que andarao neles; mas os trans-
˜ ˜
gressores serao os que tropeçarao neles.” (Oseias 14:9) Um
´
pouco antes no capıtulo 14 de Oseias vemos que o profeta
´
destacou a necessidade de voltar para Jeova. Os sensa-
´
tos entenderiam que Jeova delineou os caminhos corretos
que seu povo devia seguir. Como servo dedicado de Deus,
ˆ ´
voce sem duvida deseja sinceramente permanecer assim,
´
andando nos caminhos de Jeova.
´
11 Oseias 14:9 tambem chama a nossa atençao ˜
aos as-
`
pectos positivos de seguir um proceder correto. Viver a
ˆ ˜ ´
altura dos requisitos de Deus resulta em bençaos e benefı-
˜
cios. Como Criador, ele conhece a nossa constituiçao. O
´ ´
que ele espera de nos e para o nosso bem. Para ilustrar a re-
˜ ´
laçao entre nos e Deus, podemos pensar num carro e seu
´
fabricante. O fabricante sabe como o veıculo foi projeta-
´
do e montado. Ele sabe que e preciso
´
trocar o oleo do motor com certa
regularidade. O que aconteceria se
ˆ ˜
voce desprezasse esse padrao,
talvez achando que o carro
´
esta funcionando bem?
Mais cedo do que o nor-
mal, o motor estragaria
ˆ
11. Por que voce deseja obe-
decer aos mandamentos de
Deus?

ˆ
Por que voce segue
˜
os padroes que o
Criador estabeleceu
e recomenda?
´
88 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
e falharia. Da-se o mesmo com os humanos. Nosso Cria-
ˆ ´
dor nos deu mandamentos. Obedece-los e para o nosso
´
bem. (Isaıas 48:17, 18) Ter em mente que de fato nos bene-
´ `
ficiamos nos da motivo adicional para viver a altura dos
˜
padroes de Deus e obedecer aos seus mandamentos. — Sal-
mo 112:1.
12 A maior recompensa de obedecer aos mandamentos
´ ˜
de Deus e que isso fortalece a relaçao que temos com ele.
` ˜
Quando vivemos a altura de seus padroes e vemos como
˜ ´ ´
sao razoaveis e beneficos, o nosso afeto pelo seu Au-
tor se aprofunda. O profeta Miqueias retratou belamente
˜
essa relaçao aprofundada: “Todos os povos, da sua parte,
˜ ´
andarao cada um no nome de seu deus; mas nos, da nos-
´
sa parte, andaremos no nome de Jeova, nosso Deus, por
tempo indefinido, para todo o sempre.” (Miqueias 4:5)
´ ´
Que privilegio temos de andar no nome de Jeova, defen-
˜
der sua reputaçao e reconhecer sua autoridade em nossa
ˆ
vida! Como consequencia natural, desejamos refletir suas
qualidades. Pessoalmente, esforcemo-nos em fortalecer
´
nosso vınculo com Deus. — Salmo 9:10.
13 Diz-se que aqueles que vivem a` altura dos padroes ˜
de
Deus e andam no nome divino temem o nome de Deus.
˜ ´ ´
Isso nao e algo negativo ou ruim. Jeova lhes garante: “Para
´ ´
vos os que temeis o meu nome ha de brilhar o sol da
´
justiça, com cura nas suas asas; e vos realmente saireis e
escarvareis o solo como os bezerros cevados.” (Malaquias
´
4:2) No cumprimento dessa profecia, “o sol da justiça” e
˜
Jesus Cristo. (Revelaçao 1:16) Ele brilha agora oferecendo
´
curas espirituais e, no tempo oportuno, brilhara oferecen-
´ ˜
do curas fısicas para a humanidade. A alegria dos que sao
´ ´ `
curados e comparavel a de bezerros cevados que ‘escarvam
12. De que modo andar no nome de Deus pode fortalecer o nosso
´
vınculo com ele?
˜ ´
13. Por que temer o nome de Deus nao e algo negativo ou ruim?
´ ˜
Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 89

COMO RESPONDERIA?
ˆ
˙ Como Deus se sente com respeito a se voce
˜ ˜ ´
segue, ou nao, Seus padroes? — Amos 7:7-9.
ˆ ˜ ´
˙ Por que voce acha que os padroes de Jeova
˜ ´
sao razoaveis? — Zacarias 4:10.
ˆ
˙ Que motivos voce tem para aceitar os
˜
padroes de Deus? — Miqueias 4:5; Mala-
´ ˜
quias 4:2; 2 Corıntios 5:15; Revelaçao 4:11.

ˆ ´ ˜
o solo’, animados e felizes por estarem livres. Voce ja nao
˜ ˜
sentiu uma grande medida dessa libertaçao? — Joao 8:32.
´
14 Outro benefıcio ˜ ´
de seguir os padroes de Deus e a
˜
melhora nas relaçoes com os nossos semelhantes. Haba-
cuque declarou cinco ‘ais’ — contra os cobiçosos, os que
procuram lucros desonestos, os que derramam sangue, os
´
que tramam pecados sexuais e os idolatras. (Habacu-
´ ˜
que 2:6-19) Ter Jeova declarado essas condenaçoes indica
˜
claramente que ele fixou padroes sobre como devemos vi-
ver. Mas note o seguinte: quatro dos erros mencionados
se relacionam a como tratamos os nossos semelhantes.
˜
Se cultivarmos o conceito de Deus, nao prejudicaremos o
´ ˜
nosso proximo. Com isso, as nossas relaçoes com a maio-
ria das pessoas deve melhorar.
´
15 Um terceiro benefıcio `
diz respeito a felicidade fa-
´ ˜
miliar. Muitos hoje encaram o divorcio como soluçao
definitiva para os conflitos conjugais. Mas, pela boca
´
do profeta Malaquias, Jeova declarou: ‘Tenho odiado o
´
divorcio.’ (Malaquias 2:16) Posteriormente analisaremos
`
Malaquias 2:16 em mais detalhes, mas, a base desse texto,
˜
note por enquanto que Deus sabiamente fixou padroes a
´ ˆ ˜ ´
14, 15. Que benefıcios voce recebe de seguir os padroes de Jeova?
De que modo acatar os conselhos dos 12 profetas
`
pode ajudar a resistir a pornografia?
´ ´
ser seguidos por membros da famılia; a paz depender ´ a de
´ ˜ ´
ate que ponto farao isso. (Efesios 5:28, 33; 6:1-4) E verdade
´ ˜
que todos nos somos imperfeitos, de modo que surgirao
problemas. No entanto, no livro de Oseias, Deus, “a quem
´ ´
toda famılia no ceu e na terra deve o seu nome”, forneceu
˜ ´
uma liçao objetiva sobre como resolver ate mesmo graves
´
problemas conjugais. Examinaremos isso tambem num
´ ´
capıtulo posterior deste livro. (Efesios 3:15) Vejamos agora
´ ˜
o que mais esta envolvido em seguir os padroes de Deus.
´ ´
‘ODEIE O QUE E MAU E AME O QUE E BOM’
16 O primeiro homem, Adao, ˜
fez uma escolha tola
˜
quanto a quem havia estabelecido os melhores padroes do
´ ´ ´
que e bom e do que e mau. Faremos uma escolha mais sa-
´
bia? Amos nos alerta a encarar com muita seriedade esse
´ ´
assunto, exortando: “Odiai o que e mau e amai o que e
´
bom.” (Amos 5:15) William Rainey Harper, falecido pro-
´ ´
fessor de lınguas e literatura semıticas na Universidade de
˜ ´ ˜
16. Que relaçao Amos 5:15 tem com os padroes de Deus?
´ ˜
Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 91
´ ˜
Chicago, disse a respeito desse versıculo: “O padrao do
´ ´
bem e do mal, na ideia de [Amos], e a conformidade com
´ ´ ´
a vontade de Yahweh [Jeova].” Esse e um conceito basico
que podemos aprender dos 12 profetas. Estamos dispostos
˜ ´ ´ ´
a aceitar os padroes de Jeova sobre o que e bom e o que e
˜ ˜ ´
mau? Esses elevados padroes nos sao revelados na Bıblia
˜
e explicados por cristaos maduros e experientes que com-
˜
poem o “escravo fiel e discreto”. — Mateus 24:45-47.
17 Odiar o que e´ mau nos ajuda a evitar as coisas que de-

sagradam a Deus. Por exemplo, um homem talvez saiba


do perigo da pornografia na internet e procure afastar-se
´ ´
disso. No entanto, o que ‘o homem que ele e no ıntimo’
´ ´
realmente pensa do conteudo dos sites pornograficos?
´ ˜ ´
(Efesios 3:16) Por acatar a exortaçao divina em Amos 5:15,
´ ´ ´ ´ ´
ele achara mais facil cultivar odio pelo que e mau. Podera
assim vencer sua luta espiritual.
18 Veja outro exemplo. Voceˆ consegue se imaginar pros-
´ ˜
trando-se perante ıdolos da adoraçao do sexo? A mera
´ ˜ ´
ideia disso e repugnante, nao e? Mesmo assim, Oseias fala
de antepassados dos israelitas que cometiam imoralidade
´
perante Baal de Peor. (Numeros 25:1-3; Oseias 9:10) Pelo
˜
visto, Oseias mencionou esse incidente porque a adoraçao
de Baal era um dos pecados principais do reino de Israel,
de dez tribos. (2 Reis 17:16-18; Oseias 2:8, 13) Podemos
imaginar esta cena repugnante: os israelitas ajoelhando-se
´
perante ıdolos em orgias sexuais. Saber o que Deus achou
´
disso pode ajudar cada um de nos a lutar contra os la-
´
ços que Satanas arma via internet. Hoje, muitos idolatram
lindas mulheres ou belos homens apresentados no entre-
´
tenimento popular. Mas como e diferente a atitude dos
´
que, como nos, conhecem os alertas dos profetas contra a
idolatria!
´ ´
17, 18. (a) Por que e essencial odiar o que e mau? (b) Ilustre como
´ ´
podemos cultivar forte odio ao que e mau.
´
92 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

TENHA SEMPRE EM MENTE


A PALAVRA DE DEUS
`
19 A medida que voceˆ se esforça em apoiar os eleva-
˜ ˜
dos padroes de Deus em meio a tentaçoes e dificuldades,
`
as vezes talvez se sinta incapaz ou sem saber o que fa-
zer. Se suas faculdades mentais ou emocionais parecerem
´ ˆ ˜
‘escassas’, como podera enfrentar com exito uma situaçao
´ ´
difıcil? (Proverbios 24:10) Pode-se aprender algo de Jonas,
que, como sabemos, era um homem imperfeito sujeito a
falhas. Lembre-se do que ele fez quando esteve na barriga
´ ´
de um grande peixe. Ele orou a Jeova. Note o conteudo de
˜
sua oraçao.
20 Quando Jonas orou a Deus “do ventre do Seol”, ele
˜
usou muitas palavras e frases que conhecia, expressoes
dos salmos. ( Jonas 2:2) Muito aflito, ele implorou a mise-
´ ´
ricordia de Jeova; no entanto, foram as palavras de Davi
´
que os seus labios proferiram. Por exemplo, compare as
˜
palavras de Jonas 2:3, 5 com as do Salmo 69:1, 2.1 Nao
´ ´
e obvio que Jonas conhecia os salmos de Davi que lhe
´ ˜
estavam disponıveis? As palavras e expressoes de salmos
´
inspirados fervilhavam no seu ıntimo. Jonas tinha a pa-
lavra inspirada de Deus ‘nas suas partes internas’. (Salmo
ˆ ´ ˜
40:8) Se voce esta enfrentando uma situaçao emocional-
mente desgastante, consegue lembrar-se de algumas
palavras apropriadas de Deus? Conhecer cada vez melhor
´ ´
a Palavra de Deus com certeza sera extremamente util no
` ˆ ˜
futuro, a medida que voce tomar decisoes e resolver pro-
˜
blemas em harmonia com os padroes divinos.
´
1 Compare tambem Jonas 2:2, 4-9 com Salmo 18:6; 31:22; 30:3;
142:3; 31:6 e 3:8, na ordem usada por Jonas.

19. O que se pode aprender do que Jonas fez quando esteve na bar-
riga de um grande peixe?
ˆ
20. Como voce pode preparar-se para fazer o que Jonas fez?
´ ˜
Sirva a Jeova de acordo com seus elevados padroes 93

TENHA UM SADIO TEMOR DE DEUS


˜ ´
21 Naturalmente, para se apegar aos padroes de Jeova
˜ ´
nao basta ter a Palavra de Deus na memoria. O profeta Mi-
ˆ
queias esclarece ainda mais o que voce precisa para aplicar
´ ´
a Palavra de Deus: “A pessoa de sabedoria pratica temera o
teu nome.” (Miqueias 6:9) Para ser uma pessoa de sabedo-
´
ria pratica, que sabe aplicar na vida seus conhecimentos,
ˆ
voce precisa cultivar temor ao nome de Deus.
22 Como voceˆ pode aprender a temer o nome de Deus?
´ ´
Consulte, por exemplo, o profeta pos-exılico Ageu. Em
´
seu livro bem curto, de apenas 38 versıculos, ele usou
´
35 vezes o nome Jeova. Quando Deus o designou para
´
profetizar, em 520 AEC, ja se haviam passado 16 anos de
˜
poucas atividades na reconstruçao do templo em Jeru-
´
salem. O povo de Deus estava desanimado por causa da
˜
oposiçao de inimigos. (Esdras 4:4, 5) As pessoas achavam
´ ˜
que a epoca para reconstruir o templo ainda nao havia
´ ˜
chegado. Jeova as exortou: “Fixai o vosso coraçao nos vos-
´
sos caminhos. . . . Construı a casa, para que eu tenha
prazer nela e eu seja glorificado.” — Ageu 1:2-8.
23 O Governador Zorobabel, o Sumo Sacerdote Josue´ e

“todos os remanescentes do povo começaram a escutar a


´
voz de Jeova, seu Deus, . . . e o povo começou a temer por
´
causa de Jeova”. Com isso Deus declarou: “Eu estou con-
´
vosco.” Que encorajamento! Com a ajuda do espırito de
Deus, as pessoas “começaram a entrar e a fazer a obra na
´
casa de Jeova”. (Ageu 1:12-14) O sadio temor de desagra-
dar a Deus moveu o povo, que estava desanimado, a agir
˜
apesar da oposiçao.
ˆ ˜
21. O que voce precisa cultivar a fim de se apegar aos padroes de
Deus?
´
22, 23. (a) Por que Jeova enviou Ageu para falar com os judeus re-
ˆ ´ `
patriados? (b) Que motivos voce tem para confiar que podera viver a
˜
altura dos padroes de Deus?
´
94 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

COMO´ OS PONTOS QUE SE SEGUEM ˜ PODEM


AJUDA-LO A SEGUIR OS PADROES DE DEUS?
´ ´
˙ Odiar o que e mau — Amos 5:15.
´
˙ Ter a Palavra de Deus na memoria — Jonas
2:4-9.
´
˙ Cultivar o temor a Jeova — Ageu 1:12-14.

ˆ ˜ ˜
24 E voce? Se perceber como os padroes divinos estao
˜ ˆ ´
envolvidos na situaçao que voce enfrenta, tera a coragem
´ ´ ˆ
necessaria para temer a Jeova em vez de a homens? Voce
talvez seja uma mulher jovem e tenha um colega de tra-
˜ ´
balho que nao segue os mesmos princıpios divinos que
ˆ ´ ´ `
voce. Ainda assim, ele e bondoso e atencioso. Vira a sua
´ ˜
mente um texto bıblico que a faça lembrar dos padroes
´ ´
de Jeova e dos perigos de desconsidera-los? Que dizer de
˜ ´
Oseias 4:11: ‘A fornicaçao, o vinho e o vinho doce e que ti-
´
ram o bom motivo’? Em harmonia com isso, sera que seu
´ ˜
temor a Deus a movera a apegar-se ao Seu padrao e dizer
˜
Nao caso esse homem a convide para algum evento so-
cial? Se ele começar a flertar, o temor de desagradar seu
´ ´ ˆ
amoroso Deus podera ajuda-la a ‘fugir’. — Genesis 39:12;
Jeremias 17:9.
25 Voltemos agora ao exemplo de um homem que pro-
` ˜ ´
cura resistir a tentaçao da pornografia na internet. Sera
´ ˜
que se lembrara das palavras do Salmo 119:37, que estao
˜
em forma de oraçao? “Faze meus olhos passar adiante de
´ ´ ´ ´
ver o que e futil.” E sera que repassara mentalmente as pa-
˜
lavras de Jesus no Sermao do Monte? “Todo aquele que
persiste em olhar para uma mulher, a ponto de ter pai-
´ ˆ
24, 25. Com exemplos especıficos, ilustre como voce pode aplicar
´ ´
os princıpios apresentados neste capıtulo.
˜
Como o temor a Deus ajuda numa situaçao como esta?
˜ ´ ˜ ´
xao por ela, ja cometeu no coraçao adulterio com ela.”
´ `
(Mateus 5:28) Ter temor a Jeova e desejo de viver a altura
˜ ˜
de seus padroes deve mover o cristao a evitar o que pode
ser corrompedor. Sempre que for tentado a pensar ou agir
´ ˜
contrario aos padroes de Deus, procure cultivar maior te-
´
mor a Deus. E lembre-se do que Jeova lhe diz por meio de
Ageu: ‘Estou contigo.’
26 Realmente, voceˆ pode servir a Jeova´ de acordo com
˜
seus elevados padroes e se beneficiar disso. Ao continuar-
´
mos a examinar os 12 livros profeticos, entenderemos
˜
melhor os padroes de Deus, ou o que ele requer de cada
´ ´ ˜ ´ ˆ ´
um de nos. A proxima seçao deste livro abordara tres areas
´ ´ ˜
principais nas quais Jeova estabelece admiraveis padroes:
nossa conduta, nosso relacionamento com outros e nossa
vida familiar.
26. O que consideraremos a seguir?
˜
S E Ç A O 3

AGRADE A DEUS NA SUA


CONDUTA E NOS SEUS
RELACIONAMENTOS
` ´
Como responderia a pergunta: ‘O que Jeova pede de
ˆ ˜
voce?’ (Miqueias 6:8) Os escritos dos 12 profetas nos dao
´ ´
algumas ideias. Como vera nos Capıtulos 8 a 10 deste li-
˜ ´
vro, esses escritos poderao ajuda-lo a enfrentar desafios
tais como o de sempre falar a verdade e como evitar a vio-
ˆ ´ ´ ˜
lencia. Vera tambem sugestoes sobre a vida familiar que,
˜ ´
com certeza, serao uteis.
´
C APITULO OITO

´
‘O QUE JEOVAˆ PEDE
DE VOCE?’
IMAGINE a cena: uma menina se assusta com fortes ba-
tidas na porta. Ela teme que seja o comerciante corrupto,
´ ´
que exige o dinheiro que a famılia lhe deve. Ele ja ex-
plorou muita gente usando pesos falsos e cobrando juros
˜ ´
ilegais. Para nao ser pego, ele suborna lıderes da cidade,
´
que desprezam o clamor das vıtimas. A menina se sen-
´
te indefesa; seu pai largou a famılia para viver com uma
˜
mulher mais jovem. Ela e sua mae correm o risco de ser
vendidas como escravas.
2 Essa cena engloba algumas das praticas ´
denunciadas
´
pelos 12 profetas. (Amos 5:12; 8:4-6; Miqueias 6:10-12;
ˆ
Sofonias 3:3; Malaquias 2:13-16; 3:5) Como voce teria rea-
gido se tivesse vivido naquele tempo? Por mais triste que
´
pareça o quadro, podera animar-se com os aspectos posi-
´
tivos dos tratos de Jeova com o seu povo nos dias desses
´
profetas. Realmente, podera ver que nesses 12 livros Deus
enfatizou qualidades e atitudes elevadas. O encorajamento
´
divino pode fortalecer sua moral, motiva-lo a fazer o bem
´
e a louvar a Deus. Visto que o dia de julgamento de Jeova
˜ `
se aproxima rapidamente, dar atençao a mensagem positi-
´
va desses livros pode ajuda-lo a compreender o que Deus
ˆ
pede de voce. Inicie examinando os eventos dos dias de
´
Miqueias, no oitavo seculo AEC.
´ ´ ` ˆ
1, 2. Por que e animador ver como Jeova reagiu a decadencia moral
de seu povo no passado?

97
´ ˜ ` ˜ `
Jeova nao fecha os olhos a corrupçao e a injustiça
´ ˆ
O QUE JEOVA PEDE DE VOCE?
3 Ao ler o livro de Miqueias, a primeira impressao˜
que se
´ ˜
tem e que se trata apenas de uma longa´ lista de acusaçoes
´ ˜
contra os desobedientes israelitas. E verdade que Jeova nao
` ˆ
fez vistas grossas a decadencia moral de seu povo dedica-
do, incluindo os que ele classificou de “odiadores do que
´
e bom e amantes da maldade”. (Miqueias 3:2; 6:12) No
´
entanto, junto com as denuncias, o livro apresenta uma
˜ ´
das mais atraentes e motivadoras admoestaçoes da Bıblia.
˜
Miqueias focaliza a Fonte dos padroes justos e faz uma per-
` ˜ ´ ˜
gunta que induz a reflexao: ‘O que Jeova pede de ti senao
que exerças a justiça, ames a benignidade e andes modes-
tamente com o teu Deus?’ — Miqueias 6:8.
´
3, 4. (a) Que apelo atraente ha no livro de Miqueias? (b) Como in-
ˆ
flui em voce a pergunta em Miqueias 6:8?
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 99

4 Percebe aqui um apelo do nosso Criador? Somos amo-


rosamente lembrados de atitudes positivas que podemos
adotar, em vez de nos deixar desviar pela prevalecente
´
maldade. Jeova sabe que, como humanos leais, desejamos
˜
cultivar qualidades divinas, e ele nao perde a esperança
´
em nos. Assim, como responderia se lhe fosse pergun-
´ ˆ
tado: ‘O que Jeova pede de voce?’ Reconhece na sua vida
˜
alguns aspectos em que os padroes morais de Deus fazem
˜
— ou deviam estar fazendo — uma diferença? Sua relaçao
˜
com Deus e a qualidade de sua vida melhorarao mui-
` ˜
to a medida que persistir em ajustar-se a esses padroes. Na
ˆ ´
iminencia de um paraıso global, anime-se com esta exorta-
˜ ´
çao: “Semeai para vos mesmos em justiça; colhei segundo
ˆ ´
a benevolencia. Lavrai para vos mesmos a terra de lavou-
´ ´ ´
ra, quando ha tempo para se buscar a Jeova, ate ele vir e
˜
vos dar instruçao em justiça.” (Oseias 10:12) Examinemos
agora alguns pontos principais nas belas palavras de Mi-
queias 6:8.
‘SEJA MODESTO’
´
5 Significativamente, Miqueias declara que Jeova nos
pede que ‘andemos modestamente’ com Ele. Ser modes-
´ ´
to so pode beneficiar-nos, pois “a sabedoria esta com os
´
modestos”. (Proverbios 11:2) Isso inclui reconhecer as li-
˜ ˆ ˜
mitaçoes que o pecado adamico nos impoe. Admitirmos
´ ´
que nascemos em pecado e o primeiro passo indispensa-
vel na luta contra qualquer pecado proposital. — Romanos
7:24, 25.
´
6 Por que a modestia ˜ ˜
e a humildade sao tao importantes
para evitar o pecado proposital? A pessoa modesta reco-
nhece a força do pecado. (Salmo 51:3) Oseias ajuda-nos a
´
5. Por que e importante ‘andar modestamente’ com Deus?
´ ´
6. Por que e benefico reconhecer modestamente os efeitos do pe-
cado?
´
100 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

´
MODESTIA E FRANQUEZA EXEMPLARES
´
Jonas demonstrou franqueza e modestia que
˜ ˜ ´
nao se encontram entre escritores nao bıblicos.
´
Ele falou francamente sobre sua propria deso-
ˆ
bediencia e o que aconteceu quando deixou de
´ ˜
confiar em Jeova. Nao tentou encobrir sua atitu-
˜ ` ˜
de inadequada em relaçao a sua missao ou ao
fato de Deus ter poupado os ninivitas. Que belo
´
exemplo de modestia!

entender que o pecado pode ser sedutor, mas resulta


´ ´
sempre em ruına. Por exemplo, Jeova prometeu “ajustar
` ˆ
contas” com seu povo do passado devido a desobediencia
´
deles. Sera que isso soa como se os pecadores imodestos
˜ ˆ
nao fossem sofrer nenhuma consequencia? Talvez fosse
isso o que esperavam, pois o pecado muitas vezes enga-
na e escraviza. Mais importante ainda, o pecado afasta de
Deus os pecadores, que talvez cheguem a este extremo:
˜ ˜
“Suas açoes nao permitem o retorno a seu Deus.” O peca-
´
do proposital corroi a fibra moral da vida do transgressor,
´ ´
tornando-o ‘praticante do que e prejudicial’. Alem disso, o
´
pecado torna infrutıfera a vida do transgressor. Por algum
tempo ele talvez pareça ser bem-sucedido, mas um peca-
˜ ˜ ˜
dor nao arrependido nao pode contar com a aprovaçao de
Deus. — Oseias 1:4; 4:11-13; 5:4; 6:8.
7 Pessoas modestas admitem tambem ´
que precisam das
˜
orientaçoes de Deus para evitar os tristes efeitos do pecado.
Miqueias predisse um tempo — os nossos dias — em que
˜ ´
multidoes procurariam zelosamente ‘ser instruıdas nos ca-
´
minhos de Jeova’ e ‘andar nas suas veredas’. Essas pessoas
˜ ´
7. Como as pessoas modestas encaram as orientaçoes de Jeova?
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 101
´ ˆ
mansas buscam a “lei” e “a palavra de Jeova”. Voce pro-
vavelmente se sente feliz entre os que desejam ‘andar no
´
nome de Jeova’, atendendo aos seus requisitos. Mesmo
assim, como Miqueias, talvez deseje conhecer outras ma-
neiras de manter-se “moralmente puro”. (Miqueias 4:1-5;
´
6:11) Procurar fazer modestamente o que Jeova pede de
ˆ ´
voce sera de muita ajuda.
CULTIVE MORAL ELEVADA
´ ´
8 Visando o nosso bem-estar espiritual e fısico, Jeova
nos pede que sejamos moralmente castos, apesar da de-
˜
gradaçao do mundo ao nosso redor. (Malaquias 2:15)
Somos inundados por mensagens de cunho sexual. Mui-
´
tos acham que ver fotos ou filmes pornograficos, ler sobre
´ ´
praticas sexuais degradantes e ouvir musicas com letras su-
´ ´
gestivas faz parte da vida. Alem disso, ha pessoas que
desrespeitam as mulheres, considerando-as apenas como
objetos sexuais. Muitos jovens na escola gostam de contar
˜
piadas obscenas ou de maliciosa conotaçao sexual. Como
ˆ
resistir a tais influencias corrompedoras?
9 Os 12 profetas que estamos estudando nos dao ˜
valio-
˜
sas admoestaçoes. Eles viveram antes da era dos cinemas
multissalas e das videolocadoras, mas no seu tempo havia
´ ´ ˜
sımbolos falicos, bem como a chamada prostituiçao sa-
´
grada e a vergonhosa promiscuidade. (1 Reis 14:24; Isaıas
˜
57:3, 4; Habacuque 2:15) As provas disso estao nos escri-
´
tos desses profetas: “No que se refere aos homens, e com
´
as meretrizes que eles se retiram e e com as prostitutas de
´ ´
templo que oferecem sacrifıcios.” “Um homem e seu pro-
prio pai foram ter com a mesma moça para profanar meu
santo nome.” Alguns regularmente ‘pagavam prostitutas’
ˆ
8. O que voce observa a respeito da moral do mundo de hoje?
˜ ´
9. De que modo muitos abandonaram os padroes de Jeova nos dias
dos 12 profetas?
´
102 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˆ
em rituais de fertilidade.1 O adulterio era comum, e con-
´ ´
juges infieis ‘iam atras de seus amantes apaixonados’.
´ ´
— Oseias 2:13; 4:2, 13, 14; Amos 2:7; Miqueias 1:7, Bıblia na
Linguagem de Hoje.
10 Provavelmente voceˆ reconhece que a imoralidade se-
˜
xual reflete a atitude e as motivaçoes da pessoa. (Marcos
´
7:20-22) Jeova disse a respeito de seu povo imoral: ‘O
´ ´ ˜
proprio espırito de fornicaçao [“loucura por sexo”, Con-
temporary English Version] fizera com que se transviassem’
´
e ‘so se empenhassem em conduta desenfreada’. (Oseias
´
4:12; 6:9)2 Zacarias falou do “espırito de impureza”. (Zaca-
rias 13:2) A atitude das pessoas era descarada, desrespeitosa
´ ˜
ou ate de desprezo para com os padroes e a autoridade
´ ˜
de Jeova. Assim, para corrigir suas motivaçoes, as pessoas
teriam de mudar radicalmente sua mentalidade e a con-
˜ ˜
diçao de coraçao. Reconhecer isso deve fazer com que
˜
os cristaos se sintam ainda mais gratos pela ajuda que
´
recebem para evitar a imoralidade e suas tragicas conse-
ˆ
quencias.
SEJA CASTO
ˆ ´
11 Voce sem duvida se apercebe que a baixa moral mui-
´ ˜
tas vezes rompe famılias, priva os filhos da orientaçao
´
1 O tradutor da Bıblia Joseph Rotherham diz o seguinte sobre as
˜ ˜ ˜
naçoes de Canaa, cuja conduta os israelitas imitavam: “A adoraçao
que praticavam era crassamente sensual e de uma crueldade revol-
tante. Em honra aos seus deuses, as mulheres sacrificavam sua virtu-
´ ´ ˜ ˜
de. Seus locais sagrados eram bordeis. Os orgaos de reproduçao eram
´
representados livremente por sımbolos repugnantes. Os povos ti-
nham prostitutos santos (!), homens e mulheres.”
´ ˜
2 O povo de Deus tambem era culpado de fornicaçao espiritual.
˜ ´ ˜ ˜
Eles travavam relaçoes ilıcitas com naçoes pagas e misturavam a ado-
˜ ˜
raçao de Baal com a adoraçao pura.
´ ´
10. (a) O que principalmente esta por tras da conduta imoral?
(b) Como o povo de Deus do passado se tornou culpado de fornica-
˜
çao espiritual?
ˆ
11. Cite algumas consequencias da imoralidade sexual.
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 103

ˆ
O QUE VOCE PODE APRENDER
´ ˆ
˙ do apelo de Jeova para que voce viva de
˜
acordo com os padroes dele? — Zacarias
6:15; Malaquias 3:16, 18.
˙ por meditar na natureza do pecado e nos
tristes efeitos dele? — Malaquias 4:1; Roma-
´
nos 6:12-14; 1 Corıntios 6:18.
˙ das falhas morais do antigo povo de Deus?
— Oseias 8:7; 10:12; 14:9.

dos pais, resulta em doenças repulsivas e em abortos que


destroem vidas. Muitos que desconsideram o Criador em
´
assuntos de sexualidade sofrem danos fısicos e emocionais.
Miqueias escreveu: “Visto que [a pessoa] se tornou impura,
´ ˜ ˜ ´
havera demoliçao; e o trabalho de demoliçao e penoso.”
˜
(Miqueias 2:10) Saber disso reforça a determinaçao dos que
˜
temem a Deus. Eles evitam poluir o coraçao e a mente
˜
por nao entreter pensamentos impuros. — Mateus 12:34;
15:18.
12 Os cristaos ˜ ˜
nao obedecem apenas por medo de doen-
´
ças ou de gerar filhos ilegıtimos. Eles veem o valor de
`
cultivar amor a lei de Deus e de adotar seu conceito so-
´
bre moral sexual. Jeova colocou nos humanos um desejo
˜ ˜
normal de ter relaçoes sexuais como expressao de amor
´
conjugal. Fazia parte do proposito criativo de Deus. Quan-
´
do e mantido no seu contexto correto — o casamento — o
´ ´
sexo e benefico, unindo marido e esposa como se fossem
` ˜
um, e as vezes resulta em procriaçao. Mas o sexo fora do
´
casamento e muito destrutivo, como mostraram os 12 pro-
˜
fetas. O sexo imoral resultou na desaprovaçao de Deus.
´
12. Como nos beneficiamos de aceitar o conceito de Jeova sobre
sexo?
˜ ´ ˜
Expor claramente suas crenças cristas servira de proteçao

Pagava-se um alto preço pela imoralidade nos dias desses


´
profetas, e ainda e assim hoje para qualquer pessoa.
ˆ
13 Oseias pediu a seus contemporaneos que removessem,
˜
ou ‘afastassem, de diante de si a fornicaçao’, no senti-
do de tomarem medidas concretas para proteger a moral
´
deles. (Oseias 2:2) No nosso caso, e sensato nos afastar
˜ ˆ
de qualquer situaçao comprometedora. Por exemplo, voce
˜
talvez enfrente uma tentaçao persistente na escola ou na
˜
vizinhança. Talvez nao possa mudar de escola ou de casa,
mas pode haver outras maneiras de se distanciar das cir-
ˆ
cunstancias tentadoras e, assim, ‘afastar de diante de si
˜ ˆ ´
a fornicaçao’. Revele aos outros que voce e um cris-
˜ ´
tao verdadeiro, uma Testemunha de Jeova. De modo claro
e respeitoso, explique seus valores e suas crenças. Deixe
ˆ ´
outros saber que voce esta decidido a seguir os elevados
˜ ´ ´
padroes de Jeova. (Amos 5:15) Outra maneira de ‘afastar a
˜ ´ ˜ ´
fornicaçao’ e evitar a pornografia e a diversao questiona-
vel. Isso pode significar descartar uma revista ou procurar
´ ˆ
novos amigos — que amem a Jeova e concordem que voce
˜
13. Como podemos, em certo sentido, ‘afastar a fornicaçao’ e evitar
˜
a tentaçao?
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 105
ˆ
deve fazer o que ele pede de voce. (Miqueias 7:5) Com
´ ˆ
a ajuda de Jeova, voce pode evitar ser contaminado pela
imoralidade do mundo.
‘AME A BENIGNIDADE’
´
14 Miqueias enfatizou que Jeova pede que ‘amemos a be-
nignidade’. Ser benigno envolve fazer coisas boas, em vez
˜
de prejudiciais. A benignidade tem estreita relaçao com a
ˆ
bondade e a excelencia moral. Requer que sejamos hones-
tos e justos nos nossos assuntos pessoais e nos tratos com
´
outros. No Capıtulo 6 deste livro examinamos importan-
´
tes aspectos da vida, como negocios e assuntos financeiros,
˜ ˜
nos quais a justiça e a honestidade sao vitais. Mas esses nao
˜ ´
sao os unicos aspectos da vida em que devemos ser justos,
honestos e bondosos.
15 Quem ama a bondade e deseja fazer o bem para os ou-
´ ´
tros se esforça em ser irrepreensıvel. Jeova disse o seguinte
˜ ˜
para os israelitas que nao cumpriam suas obrigaçoes mate-
˜ ´
riais para com a adoraçao pura: “Vos me roubais.”
´
(Malaquias 3:8) Consegue discernir como alguem poderia
˜
‘roubar’ a Deus hoje em dia? Veja o caso de um cristao
´ ˜
que tem acesso aos recursos contribuıdos para a promoçao
˜
dos interesses do Reino na congregaçao local ou em outro
´ ´ ˆ
projeto. De quem e esse dinheiro? Em ultima instancia per-
´ ˜
tence a Jeova, pois foi doado para promover sua adoraçao.
´ ´
(2 Corıntios 9:7) Deveria alguem achar que pode “tomar
ˆ
emprestado” tal dinheiro para uma emergencia pessoal ou
´ ˜
de outro modo usa-lo sem a devida autorizaçao? Obvia-
˜ ˜
mente nao. Isso seria como roubar de Deus. E nao seria
nada bondoso nem justo para com os que doaram tais re-
´
cursos para a obra de Deus. — Proverbios 6:30, 31; Zacarias
5:3.
14, 15. (a) O que significa ‘amar a benignidade’? (b) Como o amor
` ´
a bondade nos ajuda a ser irrepreensıveis?
˜
Muitos cristaos amorosamente se preocupam com
as necessidades espirituais de estrangeiros

16 A benignidade e a bondade tambem ´


movem os cris-
˜ ´ ˆ
taos a evitar a cobiça. Nos dias de Amos, a ganancia extre-
´ ˜
ma era comum. Predadores insaciaveis nao hesitavam em
´ ˜
‘vender o justo’ — o proprio companheiro de adoraçao —
´ ´
“pela mera prata”. (Amos 2:6) Era assim tambem nos dias
´
de Miqueias, quando os ricos em Juda se apoderavam, se
´ ` ˜
necessario a força, de propriedades dos que nao podiam
se defender. (Miqueias 2:2; 3:10) Ao se apossarem de ter-
´ ´
ras de seu proximo, tais indivıduos gananciosos violavam a
´ ´
Lei de Jeova, incluindo o ultimo dos Dez Mandamentos e
as diretrizes
ˆ contra a venda permanente de terras herdadas.
´
— Exodo 20:13, 15, 17; Levıtico 25:23-28.
´
17 Hoje e pouco comum a venda ou escravizaçao ˜
de hu-
manos, como era nos dias dos profetas. Mas que dizer de
˜
levar vantagens financeiras ou explorar outros? O cristao
˜
que ama a bondade certamente nao explora seus compa-
˜ ˜
nheiros de adoraçao. Por exemplo, ele sabe que nao seria
ˆ ´
16, 17. (a) Como alguns manifestavam ganancia nos dias de Amos
e de Miqueias? (b) O que Deus acha da cobiça?
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 107
´
apropriado nem bondoso abrir um negocio ou promover
um esquema de investimentos visando ter como clientes
˜ ´ ´
principalmente irmaos na fe. Planejar ganhar dinheiro fa-
˜ ˆ
cil explorando os irmaos seria ganancia, contra a qual os
˜ ˜ ´
cristaos sao alertados. (Efesios 5:3; Colossenses 3:5; Tiago
ˆ
4:1-5) A ganancia pode manifestar-se no amor ao dinheiro,
´ ˆ
no desejo de poder ou de lucros, ate mesmo na ansia por
comida, bebida, sexo ou outras coisas. Miqueias mostrou
˜
que pessoas interesseiras e gananciosas ‘nao se fartariam’.
O mesmo acontece hoje. — Miqueias 6:14.
18 Jeova´ instruiu seu povo a ‘nao ˜
defraudar nenhum
residente forasteiro’. E, por meio de Malaquias, ele decla-
´
rou: ‘Vou chegar-me a vos para julgamento contra os que
repelem o residente forasteiro.’ (Zacarias 7:10; Malaquias
´ ˜ ˆ
3:5) Sera que a regiao em que voce vive passou por uma
mudança devido a um influxo de imigrantes, ou outros,
˜
de nacionalidade, raça ou formaçao diferentes? Talvez te-
nham se mudado em busca de segurança, emprego ou
˜
melhores condiçoes de vida. Como encara as pessoas cuja
´ ˜
lıngua e estilo de vida sao diferentes dos seus? Percebe em
ˆ ˆ
voce alguma tendencia para preconceito, que seria exata-
mente o oposto da bondade?
19 Pense em como outros reagirao ˜ ˆ
bem se voce mos-
´ ˜ ´
trar que pessoas de outros paıses ou formaçoes tambem
˜ ´
merecem ouvir as verdades cristas. Alem disso, a bondade
´ ´
impedira qualquer sentimento de que esses recem-chega-
˜
dos estejam “usurpando” o uso do Salao do Reino ou de
˜ ´
outros recursos. A alguns cristaos judeus do primeiro secu-
˜
lo que tinham certo preconceito contra os nao judeus, o
´ ´
apostolo Paulo lembrou que realmente ninguem merecia
18, 19. (a) O que alguns dos 12 profetas disseram sobre os cuidados
´
de Jeova com os “residentes forasteiros”? (b) De que modo mostrar
˜ ˆ
interesse bondoso nos outros pode melhorar as relaçoes onde voce
vive?
´
108 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

ser salvo; apenas a benignidade imerecida de Deus tor-


´ ˜
nara possıvel que a pessoa ganhasse a salvaçao. (Romanos
´
3:9-12, 23, 24) Ser bondoso com outros fara com que
nos alegremos de que o amor de Deus esteja alcançando
muitas pessoas que antes talvez tenham tido pouca oportu-
´
nidade de ouvir as boas novas. (1 Timoteo 2:4) Pessoas de
´ ˜ ˜
outros paıses ou formaçoes muitas vezes sao menos afor-
˜
tunadas, de modo que devemos mostrar-lhes consideraçao
e bondade, acolhendo-as no nosso meio, tratando cada
´ ´
uma delas como “natural”, ou nativa, entre nos. — Levıtico
19:34.
ANDE COM O DEUS VERDADEIRO
´
20 Miqueias enfatizou tambem a necessidade de andar
´
com Deus, de encara-lo como Deus verdadeiro e buscar sua
˜ ´
orientaçao. (Proverbios 3:5, 6; Oseias 7:10) Depois da volta
´
do exılio, alguns judeus recorreram a adivinhadores, carto-
´
mantes e deuses falsos, talvez para ajuda-los durante uma
´
seca. Na verdade eles invocavam a ajuda de espıritos maus,
´ ´
embora Jeova tivesse condenado claramente tais praticas.
ˆ
(Deuteronomio 18:9-14; Miqueias 3:6, 11; 5:12; Ageu 1:10,
11; Zacarias 10:1, 2) Aqueles judeus se envolviam com cria-
˜
turas espirituais que se opoem ao Deus verdadeiro.
´
21 Hoje alguns acham que os espıritos maus menciona-
˜ ´
dos nas Escrituras sao meros sımbolos do conceito do mal.
´ ˆ ˜
No entanto, a Bıblia revela que os demonios sao reais e es-
˜ ´
tao por tras da astrologia, da feitiçaria e de alguns tipos
´
de magica. (Atos 16:16-18; 2 Pedro 2:4; Judas 6) Os peri-
˜
gos do espiritismo sao igualmente reais. Pessoas em muitas
˜
culturas recorrem a xamas ou a curandeiros que alegam
´
ter poderes magicos, e a feiticeiros. Outros buscam orienta-
˜
20. A quem alguns israelitas pediam orientaçao?
˜
21, 22. (a) Que tipos de espiritismo sao comuns na sua localidade?
´ ´ ˜
(b) Por que os servos genuınos de Jeova nao se envolvem com o es-
piritismo?
´ ˆ
‘O que Jeova pede de voce?’ 109
˜ ´ ˆ ´
çoes no horoscopo ou usam cartas de taro, varinhas ma-
´
gicas, pranchetas ouija ou cristais especiais. Ate mesmo
´ ˜
tentativas de comunicar-se com os espıritos dos mortos sao
ˆ ´
muito comuns. Tem-se notıcias de que certos chefes de Es-
` ´ ´
tado recorrem a astrologia e a mediuns espıritas como
˜
ajuda na tomada de decisoes. Tudo isso contradiz clara-
´
mente as palavras de Miqueias de que nos devemos andar
˜
com o Deus verdadeiro, seguindo Suas orientaçoes.
ˆ
22 Certamente voce — um genuıno servo de Jeova´ — pre-
´
´
cisa evitar tais praticas. Esteja certo de que Deus jamais
usa a magia ou o ocultismo para revelar sua vontade,
ou para exercer seu poder. Em vez disso, como nos ga-
´ ´
rante Amos 3:7, Jeova ‘revela seu assunto confidencial aos
´
seus servos, os profetas’. Alem do mais, quem se envol-
ˆ ´
ve com o ocultismo pode cair na influencia do lıder dos
ˆ ´ ´ ´
demonios, Satanas, que e mentiroso e tem como estrate-
gia enganar as pessoas. Ele e seus lacaios procuram causar
´ ´
o mal; sempre foram crueis, ´ ate mesmo matando pessoas.
´ ´
( Jo 1:7-19; 2:7; Marcos 5:5) E compreensıvel que Miqueias

Os servos
de Deus
precisam evitar
o ocultismo
´
110 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

ˆ
COMO VOCE PODE BENEFICIAR-SE
´
˙ de adotar o conceito de Jeova sobre morali-
dade sexual? — Oseias 3:3; 4:11.
˜
˙ de aplicar as admoestaçoes dos 12 profetas
ˆ ´
contra a ganancia e o egoısmo? — Miqueias
7:5-7; Filipenses 2:4.
˙ de evitar o espiritismo e o ocultismo? — Mi-
queias 5:12; Naum 3:4; Malaquias 3:5.

˜
tenha condenado a adivinhaçao e a feitiçaria ao nos exor-
tar a andar com o Deus verdadeiro.
23 A espiritualidade so´ e´ verdadeira quando diz respeito a
´ ˜ ˜ ´
Jeova e sua adoraçao pura. ( Joao 4:24) ‘Peçam a Jeova’, es-
ˆ
creveu o profeta Zacarias. (Zacarias 10:1) Se voce sofre
˜ ´
ataques ou tentaçoes de espıritos maus, lembre-se de que
´ ´
“todo aquele que invocar o nome de Jeova salvar-se-a”.
´
( Joel 2:32) Essa garantia e importante ao termos bem em
mente o Seu grande dia.
24 Obviamente, as palavras em Miqueias 6:8 nos dao ˜
muito em que pensar. Para desenvolver uma moral for-
˜
te precisamos ter motivaçao correta e qualidades divinas.
´
Oseias encorajou a nos, que vivemos “na parte final dos
dias”, dizendo que, em nossos tempos, os tementes a Deus
´ ´
procurariam a bondade de Jeova. (Oseias 3:5) Amos con-
firmou o convite de Deus para fazermos exatamente o
´
seguinte: ‘Buscar o que e bom, para que possamos con-
´ ´
tinuar a viver.’ Tambem somos exortados: “Amai o que e
´
bom.” (Amos 5:14, 15) Se fizermos isso, seremos reanima-
´ ´
dos por fazer o que Jeova pede de nos.
23. Somente quem pode atender aos nossos pedidos corretos?
˜ ˆ
24. Que liçoes voce tirou de Miqueias 6:8?
´
C APITULO NOVE

TRATE OS OUTROS COMO DEUS


DESEJA QUE OS TRATEMOS
`
O QUE lhe vem a mente quando se fala na antiga Tiro?
˜
Muitos cristaos talvez se lembrem de como as profecias se
cumpriram quando Alexandre, o Grande, raspou os entu-
´
lhos das ruınas da Tiro continental e construiu um aterro
´
ate a cidade-ilha de Tiro, que era mais nova, e a destruiu.
´ ˜
(Ezequiel 26:4, 12; Zacarias 9:3, 4) Mas sera que a mençao
˜
de Tiro o faz pensar em como tratar seus irmaos espiri-
˜
tuais, ou outros, e em como nao os tratar?
2 Por que Tiro foi destruıda? ´ ˆ
“Por causa de tres revoltas
de Tiro . . . , por entregarem a Edom um grupo inteiro de
˜ ˜
exilados e por nao se terem lembrado do pacto de irmaos. E
´
vou enviar fogo sobre a muralha de Tiro.” (Amos 1:9, 10)
˜
Em tempos anteriores, o Rei Hirao, de Tiro, havia mostra-
do boa vontade para com Davi e fornecido materiais
˜
para o templo de Salomao. Este fez um pacto com Hi-
˜ ˜ ˜
rao e deu-lhe cidades na Galileia. Hirao chamou Salomao
˜
de “meu irmao”. (1 Reis 5:1-18; 9:10-13, 26-28; 2 Samuel
˜ ˜
5:11) Quando Tiro ‘nao se lembrou do pacto de irmaos’ e
˜
vendeu alguns do povo de Deus como escravos, isso nao
´
passou despercebido por Jeova.
3 Que liçao˜
podemos tirar do fato de que Deus con-
denou os cananeus de Tiro por terem tratado mal o
˜ ´
Seu povo? Uma liçao basica envolve como tratamos nos-
˜ ´
sos irmaos espirituais. Em capıtulos anteriores deste livro
` ˜
1-3. (a) O que talvez venha a mente de muitos cristaos ao se men-
˜
cionar a antiga Tiro? (b) Descreva alguns dos tratos entre o Rei Hirao
˜
e Israel. (c) O que desejamos considerar com relaçao a Tiro?
´
112 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

examinamos alguns conselhos dos 12 profetas sobre


´
como tratar os outros, tais como ser justo nas praticas co-
ˆ
merciais e casto na conduta. Mas esses 12 livros contem
˜
mais indicaçoes sobre como Deus deseja que tratemos os
outros.
˜
NAO SE ALEGRE COM A DESGRAÇA ALHEIA
4 Pode-se aprender uma liçao ˜ ˜
da condenaçao de Deus
´ ˜
contra Edom, um paıs que ficava perto de Israel: “Nao de-
´ ˜
vias ter contemplado o espetaculo no dia de teu irmao,
´ ˜
no dia do seu infortunio; e nao te devias ter alegra-
´
do sobre os filhos de Juda no dia de seu perecimento.”
´ ˜
(Obadias 12) Os tırios talvez fossem “irmaos” nos tratos
˜
comerciais, mas os edomitas eram “irmaos” de Israel no
´ ˆ
verdadeiro sentido, pois descendiam de Esau, gemeo de
´ ´ ´ ˜
Jaco. Ate mesmo Jeova chamou os edomitas de “irmaos”
ˆ
de Israel. (Deuteronomio 2:1-4) Assim, foi realmente
odioso os edomitas se alegrarem quando os judeus sofre-
` ˜ ˆ
ram calamidade as maos dos babilonios. — Ezequiel
25:12-14.
5 Deus obviamente nao ˜
aprovou o modo como os
˜
edomitas trataram seus irmaos judeus. Mas pode-se per-
guntar: ‘Como Deus avaliaria o modo como eu trato
˜ ´
meus irmaos?’ Algo a pensar e como encaramos e trata-
˜ ´
mos um irmao quando ha desacordos. Por exemplo,
˜
suponha que um cristao o tenha ofendido ou tido um
ˆ ˜
problema com um parente seu. Se voce “tiver razao para
˜ ´ ˜
queixa” contra esse irmao, ficara ressentido, nao esque-
´ ´ ˆ
cera o assunto nem tentara resolve-lo? (Colossenses 3:13;
´ ´
Josue 22:9-30; Mateus 5:23, 24) Essa atitude podera influir
˜
4. Em que sentido os edomitas eram “irmaos” de Israel, mas como
os trataram?
ˆ ´
5. Sob que circunstancias a pessoa talvez demonstre um espırito se-
melhante ao dos edomitas?
Trate os outros como Deus deseja que os tratemos 113
˜ ˜ ´ ´
nas suas relaçoes com esse irmao; podera trata-lo com frie-
za, evitar sua companhia ou falar mal dele. Ampliando o
˜
exemplo, imagine que esse irmao mais tarde cometa um
´
erro, vindo ate mesmo a precisar de conselhos ou de cor-
˜ ˜ ˜ ´
reçao por parte dos anciaos da congregaçao. (Galatas 6:1)
´ ˆ ´
Sera que voce refletiria o espırito dos edomitas e se alegra-
˜
ria com as dificuldades desse irmao? Como Deus gostaria
ˆ
que voce agisse?
6 Jeova´ fez com que Zacarias mencionasse Seu desejo
˜
de ‘nao maquinarmos nada de mau um contra o outro
˜
nos nossos coraçoes’. (Zacarias 7:9, 10; 8:17) Esse conselho
˜
se aplica quando achamos que um irmao nos prejudicou
´ ´ ´
ou agiu mal com alguem da nossa famılia. Nesses casos, e
´ ˜
facil ‘maquinar o mal no coraçao’ e, depois, refletir isso
˜
nas nossas açoes. Mas Deus deseja que imitemos seu bom
6. Em contraste com Zacarias 7:10, o que Miqueias 7:18 sugere que
façamos?
´ ˆ
Se alguem o ofendeu, o que voce deve evitar?
´
114 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
exemplo. Lembre-se de que Miqueias escreveu que Jeova
˜
‘perdoa o erro e passa por alto a transgressao’.1 (Miqueias
7:18) Como podemos aplicar isso?
7 Talvez estejamos magoados com o que se fez a nos´
ou
´ ´ ´
a um parente, mas e algo realmente serio? A Bıblia de-
lineia os passos a ser dados para resolver desavenças,
´ ˜
ate mesmo quando se peca contra um irmao. No entan-
´
to, muitas vezes e melhor simplesmente desconsiderar o
erro ou a ofensa, ou seja, ‘passar por alto a transgres-
˜ ´
sao’. Pergunte-se: ‘Sera essa uma das 77 vezes que eu devo
´ ˜
perdoa-lo? Por que nao simplesmente esquecer o assun-
to?’ (Mateus 18:15-17, 21, 22) Mesmo que a ofensa pareça
´
grande agora, sera assim daqui a mil anos? Aprenda uma
˜ ´ ´
liçao basica do comentario em Eclesiastes 5:20 sobre o
trabalhador que se delicia com o alimento e a bebida:
“Raramente [ele] fica pensando na brevidade de sua vida,
´
porque Deus o mantem ocupado com ` a alegria do cora-
˜ ˜
çao.” (Nova Versao Internacional) A medida que a pessoa
alegremente se concentra nos seus prazeres do momento,
´
ela tende a esquecer os problemas da vida diaria. Podemos
imitar essa atitude? Se nos concentrarmos nas alegrias de
˜
nossa fraternidade crista, conseguiremos esquecer assun-
ˆ ˜
tos sem importancia permanente, dos quais nao mais nos
´
lembraremos no novo mundo. Isso e muito diferente de
alegrar-se com a desgraça alheia ou guardar ressentimen-
tos.
˜
1 Quanto a ‘passar por alto a transgressao’, certo erudito diz que
´
essa metafora hebraica “se inspira na conduta de um viajante que se-
˜
gue seu rumo sem se deter num objeto ao qual ele nao deseja dar
˜ ˜ ´ ˜ ˆ
atençao. A ideia [nao e que Deus nao ve o pecado] mas que, em ca-
´ ˜
sos especıficos, ele nao o observa com o objetivo de punir; que ele
˜
nao pune, mas perdoa”.

7. Em certos casos, por que podemos preferir simplesmente esque-


cer uma ofensa?
Trate os outros como Deus deseja que os tratemos 115

FALE SEMPRE A VERDADE


´ ´
8 Os 12 livros profeticos acentuam tambem o quanto
´
Deus deseja que sejamos verıdicos nos nossos relaciona-
´
mentos. Naturalmente, nos nos esforçamos em falar ‘a
verdade das boas novas’ a outros. (Colossenses 1:5; 2 Co-
´ ´
rıntios 4:2; 1 Timoteo 2:4, 7) O que pode ser um desafio,
´ ´ ´ ˜
porem, e sempre falar a verdade com a famılia e os irmaos
˜ ´
espirituais na comunicaçao diaria, que envolve uma am-
˜
pla variedade de assuntos e situaçoes. Por que pode ser um
desafio?
9 Quem de nos ´
nunca disse ou fez algo maldoso que
depois teve que se explicar? Provavelmente nos sentimos
constrangidos ou um tanto culpados. Esses sentimentos
podem levar a pessoa a negar o que fez ou a dar uma
˜
“explicaçao” que deturpa a verdade a fim de desculpar
ˆ ˜
o erro ou faze-lo parecer correto. Ou numa situaçao em-
baraçosa talvez sejamos tentados a ocultar certos detalhes
para minimizar o erro. Assim, o que dizemos talvez seja
˜
essencialmente verdade, mas passa uma impressao bem
˜ ´
diferente. Embora nao seja uma mentira flagrante, que e
´ ´
comum no mundo de hoje, sera que agir assim e realmen-
´ ˜
te ‘falar a verdade cada um com o seu proximo’, ou irmao?
´ ´ ˜
(Efesios 4:15, 25; 1 Timoteo 4:1, 2) Quando um cristao
´ ˜
diz coisas que no ıntimo ele sabe que induz irmaos a uma
˜ ˜ ´
conclusao errada, ou a crer em algo que realmente nao e
ˆ
verdade ou exato, como voce acha que Deus encara isso?
10 Os profetas sabiam que ate´ mesmo homens e mulhe-
´
res dedicados a Jeova nem sempre fazem o que ele
espera deles. Oseias expressou os sentimentos de Deus a
˜
8. Que desafio enfrentamos com relaçao a sempre falar a verdade?
˜ ˜
9. Em que situaçoes talvez sejamos tentados a nao falar toda a ver-
dade, mas o que devemos nos perguntar?
10. Como os profetas descrevem um comportamento que era co-
´
mum nos antigos Israel e Juda?
´
116 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜
respeito de certas pessoas nos seus dias: “Assolaçao para
eles, pois transgrediram contra mim! E eu mesmo passei a
´ ´
remi-los, porem, eles mesmos falaram mentiras ate contra
´
mim.” Alem de falarem mentiras descaradas e flagrantes
´ ˜
contra Jeova, alguns ‘proferiam maldiçoes e praticavam o
engano’, talvez distorcendo os fatos para desencaminhar
outros. (Oseias 4:1, 2; 7:1-3, 13; 10:4; 12:1) Oseias escre-
´
veu essas palavras em Samaria, o reino do norte. Sera que
˜ ´
a situaçao em Juda era melhor? Miqueias nos informa:
´ ˆ
“Os seus proprios ricos ficaram cheios de violencia e seus
´ ´ ´
proprios habitantes falaram falsidade, e´ a lıngua deles e
insidiosa na sua boca.” (Miqueias 6:12) E bom termos em
´
mente que esses profetas condenaram a “pratica do en-
´ ´
gano” e os ‘de lıngua insidiosa na sua boca’. Assim, ate
˜ ˜
mesmo os cristaos, que com certeza nao devem mentir
´ `
deliberadamente, podem perguntar-se: ‘Sera que as ve-
´
zes engano outros ou tenho uma lıngua insidiosa? O que
Deus espera de mim nesse respeito?’
11 No lado positivo, Deus tambem ´
usou os profetas para
´
deixar claro o bem que ele espera de nos. Zacarias 8:16
˜
diz: “Estas sao as coisas que deveis fazer: Falai verazmente
uns com os outros. Fazei o vosso julgamento nos vossos
˜
portoes com verdade e com julgamento de paz.” Nos dias
˜ ´
de Zacarias, os portoes eram locais publicos em que os an-
˜ ´
ciaos resolviam causas jurıdicas. (Rute 4:1; Neemias 8:1)
˜
Mas ele nao ´ disse que somente nesses casos se devia falar a
´ ˜
verdade. E preciso ser verıdico nas situaçoes formais, mas
´
tambem somos exortados: “Falai verazmente uns com os
ˆ
outros.” Isso inclui falar a verdade em casa com o con-
´
juge ou com parentes. Tambem ao conversar com nossos
˜
irmaos espirituais — face a face, ao telefone ou de outra
11. O que os profetas revelam sobre como Deus deseja que sejam as
nossas palavras?
Trate os outros como Deus deseja que os tratemos 117

´
O QUE JEOVA DESEJA?
´
˙ Como o exemplo de Jeova pode ajudar-nos a
˜
tratar um irmao que nos ofendeu? — Oseias
14:2; Miqueias 7:18; Malaquias 2:10, 11.
˜
˙ A comparaçao de Oseias 4:1 com Zacarias
´ ´
8:16 mostra que Jeova espera o que de nos
nos nossos relacionamentos?
ˆ
˙ Que aspecto nos seus tratos com outros voce
gostaria de melhorar?

ˆ
maneira. Eles tem todos os motivos para esperar que fale-
˜
mos a verdade. Os pais cristaos devem enfatizar aos filhos
ˆ ˜
a importancia de evitar a falsidade. Assim eles crescerao
´
sabendo que Deus espera que evitem a “lıngua insidiosa”
´
e sejam realmente verıdicos no que disserem. — Sofonias
3:13.
12 O jovem ou adulto que se apega a` verdade aceita a
˜
exortaçao de Zacarias: ‘Ama a verdade e a paz.’ (Zacarias
8:19) E veja como Malaquias descreveu o exemplo que
´ ´
Jeova viu em Seu Filho: “A propria lei da verdade mostrou
˜ ´
estar na sua boca e nao se achou injustiça nos seus labios.
˜
Andava comigo em paz e em retidao.” (Malaquias 2:6)
´ ´ ´
Sera que Jeova esperaria menos de nos? Lembre-se, temos
` ˜
a disposiçao a Sua Palavra completa, incluindo os 12 pro-
˜
fetas e todas as liçoes que podemos aprender deles.
ˆ
EVITE A VIOLENCIA NOS SEUS RELACIONAMENTOS
13 Miqueias 6:12 diz que uma das maneiras de o povo

de Deus do passado maltratar os outros era por ‘falar


˜ ´
12. Que liçoes valiosas podemos aprender dos livros profeticos?
ˆ
13. Miqueias 6:12 revela a existencia de que outro problema naque-
´
la epoca?
´
118 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
falsidades e ter uma lıngua insidiosa’. No entanto, esse
´
versıculo identifica ainda outro defeito grave. Menciona
ˆ
que ‘os ricos haviam ficado cheios de violencia’. Em que
˜
sentido, e que liçao podemos aprender disso?
14 Veja que reputaçao ˜ ˜
tinham algumas naçoes vizinhas
´
do povo de Deus. A nordeste ficava a Assıria, com sua ca-
´
pital Nınive, sobre a qual Naum escreveu: “Ai da cidade de
´
derramamento de sangue. Ela esta cheia de impostura e
˜ ´
de roubo. A presa nao se afasta!” (Naum 3:1) Os assırios
eram conhecidos por sua agressividade na guerra e cruel-
dade com que tratavam os prisioneiros de guerra — alguns
eram queimados ou esfolados vivos, outros eram cegados
ou se lhes decepavam o nariz, as orelhas ou os dedos. O
´ ´ ´
livro Deuses, Tumulos e Sabios diz: “Nınive gravou-se na
ˆ
consciencia dos homens quase unicamente por estar li-
˜ ˜
gada a assassinato, saque, repressao, violaçao dos fracos,
guerra e terror de toda sorte.” Temos uma testemunha
ˆ
ocular (e possivelmente participante) dessa violencia. De-
´
pois de ouvir a mensagem de Jonas, o rei de Nınive disse
a respeito de seu povo: “Cubram-se de serapilheira, ho-
´
mem e animal domestico; e clamem a Deus com força e
ˆ
recuem, cada um do seu mau caminho e da violencia que
˜
havia nas suas maos.” — Jonas 3:6-8.1
ˆ
15 A violencia ˜ ` ´
crassa nao se restringia a Assıria. Edom, a
´ ´ ˆ
sudeste de Juda, tambem recebeu o castigo. Por que? “No
ˆ ´ ´
1 Uns 35 quilometros a sudeste de Nınive ficava a cidade de Cala
´ ˆ ˜
(Nimrud), reconstruıda por Assurnasirpal. O Museu Britanico expoe
´ ´
paineis de parede de Cala, a respeito dos quais lemos: “Assurnasirpal
˜
nao poupou detalhes da ferocidade e brutalidade de suas campanhas.
Os prisioneiros eram pendurados em postes ou cravados em estacas
`
junto as muralhas de cidades sitiadas . . . ; rapazes e moças eram es-
folados vivos.” — Archaeology of the Bible.
˜ ˜
14, 15. Que reputaçao algumas naçoes vizinhas do povo de Deus ti-
` ˆ
nham com respeito a violencia?
´ ˜
que se refere a Edom, tornar-se-a um ermo de desolaçao,
ˆ ´
por causa da violencia feita aos filhos de Juda, em cuja
´
terra derramaram sangue inocente.” ( Joel 3:19) Sera que
os edomitas acataram esse aviso e abandonaram seus mo-
´
dos violentos? Uns dois seculos depois, Obadias escreveu:
˜ ´ ˜
“Teus poderosos hao de ficar aterrorizados, o Tema [cida-
ˆ ˜
de edomita], . . . Por causa da violencia feita ao teu irmao
´ ´
Jaco . . . teras de ser decepado por tempo indefinido.”
(Obadias 9, 10) Mas que dizer do povo de Deus?
16 Amos ´ ˜
revelou qual era a situaçao em Samaria, capital
do reino do norte: “ ‘Vede as muitas desordens no meio
˜ ˜
dela e as defraudaçoes dentro dela. E nao souberam fazer
´ ´ ˜ ´
o que e direito’, e a pronunciaçao de Jeova, ‘os que
ˆ ˜ ´
armazenam violencia e assolaçao’.” (Amos 3:9, 10) Tal-
´
vez se pense que seria diferente em Juda, onde ficava o
´ ´
templo de Jeova. Mas Habacuque, que morava em Juda,
´
perguntou a Deus: “Ate quando clamarei a ti por socorro
´ ˆ
16. Amos e Habacuque revelaram a existencia de que problema nos
seus dias?
´
120 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ˜ ´
contra a violencia e tu nao salvaras? Por que me fazes ver
´
o que e prejudicial e continuas a olhar para a mera desgra-
´ ˜ ˆ
ça? E por que ha assolaçao e violencia diante de mim?”
— Habacuque 1:2, 3; 2:12.
17 Sera´ que a violencia ˆ
entre o povo de Deus se torna-
ˆ ´
ra comum por causa da influencia da Assıria, de Edom e
˜ ˜
de outras naçoes? Salomao havia alertado sobre essa pos-
˜ ˆ
sibilidade: “Nao fiques invejoso do homem de violencia,
´
nem escolhas a quaisquer dos seus caminhos.” (Prover-
´
bios 3:31; 24:1) Mais tarde, Jeremias foi especıfico: “Assim
´ ˜
disse Jeova: ‘Nao aprendais absolutamente o caminho das
˜ ˆ
naçoes.’ ” — Jeremias 10:2; Deuteronomio 18:9.
18 Se Habacuque vivesse hoje, nao ˜
ficaria estarrecido
ˆ ˜ ` ˆ
diante da violencia atual? Muitos sao expostos a violencia
ˆ
desde a infancia. Desenhos animados que divertem me-
ˆ
ninos e meninas apresentam violencia — um personagem
tenta esmagar, explodir ou de outra maneira destruir o ou-
tro. Logo muitos jovens passam para jogos de computador
nos quais vencem ´ alvejando, explodindo ou aniquilando
´
oponentes. “E apenas uma brincadeira”, ha quem protes-
te. Mesmo assim, jogos violentos num computador em
´
casa ou numa lan house mergulham os usuarios na vio-
ˆ ˜ ˜
lencia, moldando suas atitudes e reaçoes. Como sao certas
ˆ
estas palavras inspiradas: “O homem de violencia seduzi-
´ ´ ´
ra seu proximo e certamente o fara ir num caminho que
˜ ´ ´
nao e bom”! — Proverbios 16:29.
19 Embora Habacuque fosse obrigado a observar a mera
ˆ
desgraça e a “violencia diante” dele, isso o afligia. Assim,
ˆ ´ ´ `
voce podera perguntar-se: ‘Sera que ele se sentiria a von-
ˆ ˆ
17. Por que talvez se tenha desenvolvido a tendencia para a violen-
cia entre o povo de Deus?
´
18, 19. (a) Se Habacuque vivesse hoje, como sem duvida encararia
˜ ˆ ˆ ˆ
as modernas expressoes de violencia? (b) O que voce acha da violen-
cia dos nossos dias?
Muitos desenhos animados e jogos de computador induzem
ˆ ´ ´
os jovens a pensar que a violencia e aceitavel
˜
tade ao meu lado assistindo aos programas de televisao a
´
que eu assisto?’ Ou: ‘Sera que ele assistiria aos chamados
˜
eventos esportivos que sao violentos por natureza, em que
´
os jogadores ate usam armaduras protetoras semelhantes
` ˜
as dos antigos gladiadores?’ Em certos jogos, a emoçao
para muitos vem das disputas violentas na quadra ou no
´
campo, ou das brigas entre torcedores fanaticos. Em certos
´ ´
paıses, muitos assistem a filmes e fitas de vıdeo com en-
redos de guerra ou artes marciais. Como desculpa talvez
´
se diga que se trata de historia ou de amostra do passado
´ ´ ˆ
cultural do paıs, mas sera que isso torna a violencia mais
´ ´
aceitavel? — Proverbios 4:17.
20 Malaquias mencionou ainda outro aspecto ao desta-
´ ˜
car o conceito de Jeova sobre a traiçao de alguns
` ´
judeus as suas esposas. “ ‘Ele tem odiado o divorcio’,
ˆ
20. A respeito de que tipo de violencia Malaquias expressou o con-
´
ceito de Jeova?
´
122 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

EM CONTRASTE COM O MUNDO


ˆ ˆ
˙ Que evidencias voce observa de que muitos
ˆ ´
no mundo ‘bebem violencia’? — Proverbios
4:17; Sofonias 1:9; Malaquias 2:17.
ˆ
˙ Como voce aplicaria Miqueias 4:3 na congre-
˜ ´
gaçao e na famılia?
´
˙ Como este capıtulo o ajudou a ver que pode-
˜ ´
mos aprender liçoes de partes da Bıblia que
˜ ˆ
sao consideradas com menos frequencia?

´
disse Jeova, o Deus de Israel; ‘e aquele que cobriu a sua
ˆ ˜
vestimenta de violencia’.” (Malaquias 2:16) A expressao
ˆ
hebraica traduzida “cobriu a sua vestimenta de violencia”
´
tem sido entendida de varias maneiras. Alguns eruditos
acham que significa manchar a roupa de sangue ao atacar
ˆ
uma pessoa com violencia. Seja como for, Malaquias con-
denava claramente o abuso conjugal. De fato, ele levantou
˜ ˆ ´
a questao da violencia num contexto domestico, e mos-
trou que Deus a desaprova.
21 A violencia ˆ ´
(fısica ou verbal) na privacidade de um
˜ ˜ ´ ´ ˆ
lar cristao nao e menos condenavel do que a violencia
´
em publico; Deus observa tudo. (Eclesiastes 5:8) Embo-
` ˆ
ra Malaquias se refira a violencia contra a esposa, nada
´ ´
na Bıblia a torna menos repreensıvel se for cometida por
´
um homem contra seus filhos ou pais idosos. Tampouco e
´
desculpavel se for praticada por uma esposa contra o ma-
´
rido, os filhos ou os pais. Admite-se que numa famılia de
˜ `
humanos imperfeitos podem surgir tensoes irritantes e, as
´ ´
vezes, furia. Mesmo assim, a Bıblia aconselha: “Ficai furio-
˜ ˜
sos, mas nao pequeis; nao se ponha o sol enquanto estais
˜ ˜ ˆ
21. Em que situaçoes o cristao tem de evitar a violencia?
Trate os outros como Deus deseja que os tratemos 123
´
encolerizados.” — Efesios 4:26; 6:4; Salmo 4:4; Colossen-
ses 3:19.
22 Alguns talvez justifiquem sua violencia, ˆ
dizendo:
´
‘Sou assim porque fui criado numa famılia violenta’, ou:
ˆ
‘As pessoas da minha terra ou da minha raça tem sangue
˜
quente, sao mais explosivas.’ No entanto, ao condenar os
ˆ ˜
‘ricos que ficaram cheios de violencia’, Miqueias nao deu
˜
a entender que eles nao tinham como agir de outro modo
por terem sido criados num ambiente violento. (Miqueias
´ ˆ
6:12) Nos dias de Noe, a Terra estava “cheia de violencia”
´
e seus filhos cresceram nesse meio. Sera que se tornaram
˜ ´
violentos? Obviamente nao! “Noe achou favor aos olhos
´
de Jeova”, seus filhos o imitaram e foram preservados no
´ ˆ
Diluvio. — Genesis 6:8, 11-13; Salmo 11:5.
23 Em todo o mundo, as Testemunhas de Jeova´ sao ˜
´ ˜
conhecidas por serem pacıficas, nao violentas. Elas res-
´
peitam e acatam as leis de Cesar contra atos violentos.
(Romanos 13:1-4) ‘Forjaram de suas espadas relhas de ara-
´
do’ e se empenham pela paz. (Isaıas 2:4) Esforçam-se em
assumir a “nova personalidade”, que ajuda a evitar a vio-
ˆ ´
lencia. (Efesios 4:22-26) E seguem o bom exemplo dos
˜ ˜ ˜
anciaos cristaos, que nao podem ser ‘espancadores’, nem
˜ ´
em palavras nem em açoes. — 1 Timoteo 3:3; Tito 1:7.
24 Realmente podemos — e temos de — tratar os ou-

tros assim como Deus deseja que os tratemos. Oseias diz:


´ ´
“Quem e sabio para entender estas coisas? Discreto, para
ˆ ´ ˜
sabe-las? Pois os caminhos de Jeova sao retos e os justos se-
˜ ˜
rao os que andarao neles.” — Oseias 14:9.
´ ´ ˜
22. Como sabemos que e possıvel nao ser violento, mesmo que mui-
tos ao redor o sejam?
23, 24. (a) O que nos ajuda a evitar ser conhecidos como pessoas
´
violentas? (b) Como Jeova encara os que tratam os outros assim como
ele deseja que sejam tratados?
´
C APITULO DEZ

CONTRIBUA PARA UMA VIDA


FAMILIAR QUE AGRADA A DEUS
´ ˜
AS TESTEMUNHAS DE JEOVA sao bem conhecidas por te-
rem, em geral, uma vida familiar feliz. O professor Bryan
Wilson, da Universidade de Oxford, escreveu: “As Tes-
´
temunhas de Jeova oferecem uma grande variedade de
˜ ˜
conselhos . . . sobre relaçoes conjugais, questoes de mo-
˜ ´ ˆ
ral, criaçao de filhos e outros assuntos praticos. [Elas] tem
´
muito a oferecer por meio de conselhos solidos baseados
nas Santas Escrituras e integrados numa coerente filosofia
´ ˆ ´
de vida.” Sem duvida, voce ja aprendeu muito da Palavra
de Deus sobre como ter uma boa vida familiar.
2 Com a aproximaçao ˜ ´ ´
do dia de Jeova, Satanas ataca em
´
especial as famılias. Por isso, como nos dias de Miqueias,
˜ ´
muitos nao confiam mais nos membros de sua propria
˜ ´
casa. Ele escreveu: “Nao tenhais fe no companheiro. . . .
Guarda o abrir da tua boca diante daquela que se deita
ao teu seio. Pois o filho despreza o pai; a filha se levanta
˜
contra a sua mae; a nora contra a sua sogra; os inimigos
˜
do homem sao os homens da sua casa.” (Miqueias 7:5, 6)
ˆ ˜ ´
Voce vive num mundo em que a instituiçao famılia tem
ˆ ˜
deteriorado, mas voce tem se esforçado muito para nao
se deixar influenciar negativamente. Assim, sua vida fami-
´ ´
liar
´ tem´ sido mais satisfat oria, mais agradavel para Deus.
ˆ
E provavel que voce costume aplicar textos como Deu-
´ ˆ
1. Por que as Testemunhas de Jeova, em geral, tem uma vida fami-
liar feliz?
ˆ ˜ ` ´
2. (a) O que voce tem observado com relaçao as famılias no mun-
´
do atual? (b) A que livros da Bıblia vamos recorrer em busca de
conselhos sobre vida familiar?
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 125
ˆ ´
teronomio 6:5-9; Efesios 5:22–6:4 e Colossenses 3:18-21.
´
Mas ja pensou alguma vez nos livros dos 12 profetas como
´
fonte de conselhos sobre vida familiar feliz? Neste capıtu-
˜
lo, veremos alguns exemplos desses conselhos. Mas n` ao se
´
limite a notar apenas esses conselhos especıficos. A base
´ ´
desses exemplos, procure discernir um metodo basico que
´ ˜
podera usar para tirar outras liçoes desses livros. No fim
´ ˜ ˜
deste capıtulo, sao citados alguns textos que o habilitarao
˜
a tirar liçoes desses 12 livros.
´
“ELE TEM ODIADO O DIVORCIO”
3 Logicamente, a principal area ´ ´ ´
de interesse e o vıncu-
´
lo entre marido e esposa. Ate tempos relativamente recen-
˜ ´
tes, a maioria das pessoas nao encarava o divorcio como
˜ ´
soluçao facil para problemas conjugais. Divorciar-se em
´ ´
geral era difıcil; na Inglaterra do seculo 19, obter um di-
´ ˜
vorcio dependia de uma decisao do Parlamento. Tais pro-
´
cedimentos tendiam a evitar a ruptura de famılias. Mas
˜
hoje as coisas sao bem diferentes. A Encyclopædia Britan-
´ ´
nica observa: “Os ındices de divorcio aumentaram acen-
´
tuadamente em muitos paıses desde a Segunda Guerra
´
Mundial . . . O modo de encarar o divorcio mudou drasti-
ˆ ´ ´
camente . . . com a tendencia geral para tolera-lo.” O divor-
ˆ ´ ´
cio se tornou um fenomeno social ate mesmo em paıses
´ ´ ´ ´ ˜
como a Coreia, onde ate uma decada atras o divorcio nao
´
era bem-visto. Hoje, pessoas em muitos paıses encaram o
´ ˜ ´
divorcio como opçao viavel para casais num casamento
conturbado.
4 Nos dias de Malaquias, no quinto seculo ´
AEC, o di-
´
vorcio era comum entre os judeus. Malaquias lhes disse:
´ ´
“O proprio Jeova deu testemunho entre ti e a esposa da
3, 4. (a) Como muitos hoje tentam resolver seus problemas conju-
´ ˜
gais? (b) Que atitude lamentavel em relaçao ao casamento existia nos
dias de Malaquias?
´
126 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

tua mocidade, para com a qual tu mesmo agiste traiçoei-


˜
ramente.” Por causa das traiçoes de maridos, o altar de
´ ´
Jeova estava “coberto de lagrimas, de choro e de suspiros”
´
de esposas traıdas. E sacerdotes corruptos toleravam essa
crueldade. — Malaquias 2:13, 14.
5 Como Jeova´ encarou a lamentavel ´
atitude em relaçao
˜
ao casamento que existia nos dias de Malaquias? “ ‘Ele tem
´ ´
odiado o divorcio’, disse Jeova, o Deus de Israel”, escreveu
´ ´ ˜
Malaquias. Ele afirmou tambem que Jeova ‘nao mudou’.
´
(Malaquias 2:16; 3:6) Percebeu o ponto? Deus ja havia se
´ ˆ
posicionado contra o divorcio. (Genesis 2:18, 24) Fez o
´
mesmo nos dias de Malaquias. E ainda e assim hoje. Al-
˜
guns talvez decidam se separar simplesmente porque nao
˜ ˆ
estao satisfeitos com o conjuge. Por mais traiçoeiro que
˜ ´
seja o coraçao deles, Jeova o esquadrinha. ( Jeremias 17:9,
10) Ele percebe qualquer trapaça ou plano maldoso por
´ ´
tras de um divorcio, por mais que a pessoa tente justifi-
´ ˜
ca-lo. De fato, “todas as coisas estao nuas e abertamente
expostas aos olhos daquele com quem temos uma presta-
˜
çao de contas”. — Hebreus 4:13.
6 Seu casamento talvez nao ˜
esteja passando pela crise
´ ´
de um divorcio, mas e bom ter em mente o concei-
´ ´ ´
to de Jeova. Ninguem e perfeito; assim, podem-se esperar
ˆ
dificuldades e desacordos no casamento. Mas voce consi-
´ ˜ ´ ´
deraria o divorcio uma opçao ou saıda facil? No calor de
˜ ´
uma discussao, mencionaria a possibilidade de um divor-
cio? Muitos o fazem, mas o conceito divino sobre o
´
vınculo conjugal recomenda que os casais se empenhem ´
com mais seriedade em salvar seu casamento. E verdade
´
que Jesus Cristo mencionou uma base legıtima para o di-
´ ´ ˆ ´
5. (a) Como Jeova encara o divorcio? (b) Por que trair o conjuge e
˜ ´
algo tao serio?
´ ´
6. (a) De que modo ter o conceito de Jeova sobre o divorcio pode
ˆ ˜
ajudar voce? (b) Qual era o ponto focal da orientaçao de Jesus sobre
´
o divorcio?
ˆ ´ ˜
Voce consideraria o divorcio uma opçao
em caso de conflito conjugal?
´ ˜ ´ ˜
vorcio — a fornicaçao, isto e, todo tipo de relaçao sexual
fora do casamento. Mas qual era o ponto focal da admoes-
˜ ˆ
taçao de Jesus? Ele disse aos ouvintes: “O que Deus pos
˜
sob o mesmo jugo, nao o separe o homem.” Portanto, ele
´ ´
apoiou a norma imutavel de Jeova, mencionada por Ma-
laquias uns 450 anos antes. — Mateus 19:3-9.
˜
7 Como, entao, ˜
os casais cristaos podem manter um
´ ´
forte vınculo? Malaquias apresentou esta ideia basica:
´ ˜
“Tendes de guardar-vos quanto ao vosso espırito e nao
deveis agir traiçoeiramente.” (Malaquias 2:16) Isso signi-
˜ ´
fica vigiar a forte inclinaçao que temos dentro de nos. Se
´ ˜
‘guardarmos o nosso espırito’, evitaremos a tentaçao de
˜ ´ ˜ ˆ
dar atençao indevida a alguem que nao seja nosso conju-
´
ge. (Mateus 5:28) Que dizer, por exemplo, se no ıntimo
˜ ´
gostamos de receber atençoes ou lisonjas de alguem do
´
sexo oposto? Com isso estarıamos nos descuidando com
˜ ´ ˜ ´
relaçao ao nosso espırito. Assim, uma liçao basica dos
´ ´
12 profetas para fortalecer o vınculo conjugal e dar aten-
˜ ´
çao ao ‘nosso espırito’.
˜
7. Em harmonia com a admoestaçao no livro de Malaquias, como
ˆ ´
voce pode manter um forte vınculo conjugal?
´
128 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ´ ´
8 Voce sem duvida esta decidido a preservar seu casa-
˜ ´
mento. Mesmo assim, nao esta imune a problemas na
´
vida de casado. Qual e a melhor maneira de lidar com
ˆ
qualquer problema que surja, em especial se voce acha
´ ˆ
que o maior culpado e seu conjuge? Lembre-se do que
´ ´
ja foi mencionado neste livro, nos Capıtulos 2 e 4, sobre
ˆ
Oseias. Sua esposa, Gomer, tornou-se “uma esposa de for-
˜ ´
nicaçao” e depois ‘foi atras de seus amantes apaixonados’.
Mais tarde foi abandonada, ficou pobre e escravizada.
Oseias tomou-a de volta por um custo e foi exortado a
´ ˆ
ama-la. Por que? Para retratar vividamente o que aconte-
´ ´
cia entre Jeova e Israel. Jeova era um “dono marital” e seu
povo estava ligado a ele como uma esposa. — Oseias 1:2-9;
´
2:5-7; 3:1-5; Jeremias 3:14; Isaıas 62:4, 5.
´
9 Desde o inıcio, os israelitas ˆferiam os sentimentos de
´ ´
Jeova adorando outros deuses. (Exodo 32:7-10; Juızes 8:33;
´
10:6; Salmo 78:40, 41; Isaıas 63:10) O reino do norte, de dez
tribos, era especialmente re-
´
preensıvel por causa da ado-
˜
raçao de bezerros. (1 Reis
´
12:28-30) Alem disso, os is-
˜
raelitas nao confiavam no
´
seu Dono Marital, Jeova,
preferindo recorrer a aman-
´ ˜
tes polıticos. Certa ocasiao,
como uma obstinada zebra
´ ´
no cio, foram atras da Assı-
´
8, 9. Por que o episodio de
ˆ ´
Oseias e Gomer foi incluıdo na
´
Bıblia?

O que o fato de Oseias


ˆ
ter aceitado Gomer de volta
´
nos ensina sobre Jeova?
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 129
ˆ ˆ
ria. (Oseias 8:9) Como voce se sentiria caso seu conjuge agis-
se assim?
10 Nos dias de Oseias, ja´ se haviam passado mais de

700 anos desde que os israelitas tinham entrado numa rela-


˜ ´
çao pactuada com Jeova. No entanto, Deus estava disposto
´
a perdoa-los, caso retornassem a ele. Acredita-se que Oseias
tenha começado a profetizar antes de 803 AEC, de modo
ˆ ´
que a paciencia de Jeova com Israel se estendeu por mais
´
uns 60 anos, e com Juda por mais uns 200 anos. Usando
˜ ˜ ´
a situaçao familiar de Oseias como ilustraçao, Jeova ainda
convidava seu povo pactuado a se arrepender. Ele tinha ra-
˜ ´
zoes legıtimas para terminar seu casamento com Israel; mas,
mesmo assim, continuava a enviar profetas para ajudar sua
´
esposa simbolica a retornar, mesmo a um custo para si mes-
´
mo. — Oseias 14:1, 2; Amos 2:11.
ˆ
11 Se voce enfrentasse uma crise conjugal em que tudo
ˆ
indicasse que seu conjuge fosse o culpado, reagiria como
´
Jeova reagiu? Tomaria iniciativas para tentar fazer com que
seu casamento voltasse a ser como antes? (Colossenses 3:12,
13) Fazer isso exige humildade. Que exemplo maravilhoso
´
Jeova deu nos seus tratos com os israelitas! (Salmo 18:35;
˜ ´
113:5-8) Deus ‘falou ao coraçao dos israelitas’, ate mesmo
˜
implorando-lhes. Como humanos imperfeitos, nao temos
˜ ˆ
ainda mais motivos para ‘falar ao coraçao’ do nosso conju-
ge, esforçando-nos em resolver problemas e desconsiderar
´
erros? Vale registrar que os esforços de Jeova trouxeram al-
´ ˜
guns bons resultados. Um restante do paıs abriu seu coraçao
˜ ´ ˆ
na sua condiçao desolada no exılio em Babilonia e, mais tar-
` ´
de, voltou a sua terra de origem, chamando Jeova de “meu
esposo”. — Oseias 2:14-16.1
ˆ ˜ ´ ´
1 No caso em que o conjuge de um cristao e culpado de adulterio, o
ˆ ˜
conjuge inocente precisa decidir se vai perdoar, ou nao. — Mateus 19:9.
ˆ ´
10, 11. Como voce pode imitar a Jeova em caso de crise conjugal em
ˆ ´
que tudo indica que seu conjuge e o culpado?
´
130 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´ ´
12 Em caso de problema serio, e bem possıvel que
´ ˜
seus esforços genuınos de restaurar sua relaçao com o
ˆ
conjuge produzam bons resultados. Deus se dispunha a
´ ˜
perdoar ate mesmo o crasso pecado de fornicaçao espiri-
ˆ ´
tual por parte de seu conjuge simbolico. A gravidade da
˜ ˜
maioria das crises conjugais entre cristaos nao chega a esse
ponto. Muitos problemas começam com palavras duras
ˆ
ou ofensivas. Assim, se as palavras ferinas de seu conju-
´ ´
ge o magoaram, pense no que Oseias, e o proprio Jeova,
´ ´ ˜
passaram. (Proverbios 12:18) Sera que isso nao o ajuda a
perdoar?
13 Ha´ ainda outro aspecto desse relato historico.
´ ´
Sera que
˜
Deus se dispunha a restaurar sua relaçao com seu povo
˜
enquanto este continuasse a praticar fornicaçao? Deus disse
˜ ´
a Oseias a respeito da naçao adultera: “Ela deve afastar de
´
12. De que modo meditar sobre como Jeova lidou com sua esposa
´
simbolica pode beneficiar seu casamento?
˜ ´
13. Que liçao aprendemos do fato de que Jeova exigia arrependimen-
to da parte de seu povo rebelde?
´
Imite a Jeova tomando a iniciativa em
dialogar para resolver qualquer
problema que surja
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 131

˜
RECAPITULAÇ AO
´ ˜ ˆ
˙ Ao edificar sua famılia, que liçoes voce pode
tirar de Malaquias 2:16?
´ ˜
˙ Como Jeova lidou com a traiçao de sua
´
esposa simbolica? — Oseias 3:1-5.
˙ O que se pode fazer para restaurar uma
˜
relaçao conjugal depois de um erro grave?
— Oseias 2:2.

˜
diante de si a sua fornicaçao e de entre os seus seios os seus
´
atos de adulterio.” (Oseias 2:2) O povo tinha que se arrepen-
´
der e ‘produzir frutos proprios do arrependimento’. (Mateus
´
3:8) Nesse respeito, focalize suas proprias falhas, em vez de
ˆ ˆ ˜
as do conjuge. Se voce agiu mal, por que nao procura res-
˜
tabelecer a relaçao pedindo desculpas sinceras e mudando
´ ˜
seu proceder? Podera ser recompensado com o perdao.
˜
“OS CORDOES DO AMOR” — UMA BASE
PARA ADMINISTRAR DISCIPLINA
14 Podemos aprender ainda mais sobre vida familiar ob-
´
servando os tratos de Jeova com os israelitas, conforme
´ ˜
registrados nos 12 profetas. Nesses livros ha indicaçoes
´
sobre como ajudar os filhos. Para dizer o mınimo, criar
˜ ´ ´ ´
filhos hoje nao e facil. Os pais precisam levar a serio
´
sua responsabilidade. Lemos: “ ‘O dia que vira certamen-
´ ´ ´
te . . . devorara [pessoas]’, disse Jeova dos exercitos, ‘de
˜ ´
modo que nao lhes deixara nem raiz nem galho’.” (Ma-
˜
laquias 4:1) Nesse dia de prestaçao de contas, as crianças
ˆ ´
14, 15. (a) Em vista de Malaquias 4:1, por que voce deve levar a se-
ˆ
rio a responsabilidade de ensinar seus filhos? (b) Como voce pode
´
ajudar seus filhos a conhecer a Jeova?
´
132 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜
(os galhos) serao tratadas com justiça segundo a avaliaçao
´ ´ ˜ ´
que Jeova fizer dos pais (as raızes), que sao responsaveis
´
pelos filhos pequenos. (Isaıas 37:31) O modo de vida dos
pais pode decidir o futuro de seus filhos pequenos, para
ˆ ˜
o bem ou para o mal. (Oseias 13:16) Se voce (a raiz), nao
˜ ´
estiver mantendo uma boa posiçao perante Jeova, o que
´
podera acontecer com seus filhos pequenos (os galhos) no
´ ´
dia de Sua furia? (Sofonias 1:14-18; Efesios 6:4; Filipenses
´ ˜
2:12) Por outro lado, seus esforços fieis de ter a aprovaçao
˜ ´ ´
de Deus poderao beneficia-los. — 1 Corıntios 7:14.
15 Apos ´
citar a profecia de Joel sobre a necessidade de in-
´ ´
vocar o nome de Jeova, o apostolo Paulo escreveu: “Como
˜ ˜ ´
invocarao aquele em quem nao depositaram fe? Por sua
˜ ´ ˜
vez, como depositarao fe naquele de quem nao ouviram
falar?” (Romanos 10:14-17; Joel 2:32) Paulo referia-se ao
´ ´ ´
nosso ministerio publico, mas o princıpio se aplica ao
´
caso de ensinar os filhos. Como eles podem ter fe em
´ ˜ ˆ
Jeova se nao ouviram falar a seu respeito? Voce toma dia-
riamente tempo suficiente para ensinar seus filhos sobre
´
a bondade de Jeova, fazendo com que criem ´ um profun-
˜ ´
do amor por ele e suas orientaçoes? E provavel que os
filhos sejam bem-sucedidos na vida se ouvirem constante-
´ ˆ
mente a respeito de Jeova no lar. — Deuteronomio 6:7-9.
˜
16 Quando os filhos sao bem pequenos, pode ser rela-
´ ´ ` ˜ ˜ `
tivamente facil leva-los as reunioes cristas. Mas, a medi-
´ ´
da que crescem, eles desenvolvem seu proprio raciocınio.
Como lidar com os filhos se, vez por outra, demonstrarem
ˆ ˆ
tendencias rebeldes? Voce pode aprender dos 12 profe-
´ ´
tas, observando como Jeova lidou com Israel e Juda. (Za-
carias 7:11, 12) Por exemplo, ao ler Miqueias 6:3-5, preste
˜
atençao ao tom das palavras. Os israelitas eram faltosos;
ˆ
16. Em harmonia com Miqueias 6:3-5, como voce pode imitar a
´
Jeova ao disciplinar os filhos?
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 133

mesmo assim, ´ Deus os chamou de “meu povo”. Ele fez


o apelo: “O meu povo, por favor, lembra-te.” Em vez de
´ ˜
acusa-los duramente, ele tentou sensibilizar o coraçao de-
ˆ ´ ´
les. Voce e capaz de imitar a Jeova mesmo ao disciplinar os
filhos? Por mais que tenham errado, considere-os como
´ ˜
parte integrante da famılia e nao os trate com termos de-
´
preciativos. Em vez de condena-los, faça apelos com bran-
dura. Faça perguntas para saber o que pensam. Tente tocar
˜
o coraçao deles, para que externem seus sentimentos.
´
— Proverbios 20:5.
17 Por que voceˆ disciplina os filhos? Alguns pais fazem
˜ ˆ ˜ ´ ´
isso para nao por em risco a reputaçao da famılia. Jeova
˜ ´
mostrou a motivaçao por tras de sua disciplina, declaran-
do: “Ensinei a Efraim a andar, tomando-os nos braços . . .
´
Continuei a puxa-los com as cordas do homem terreno,
˜
com os cordoes do amor.” (Oseias 11:3, 4) Nesse exem-
˜ ´
plo, Oseias compara a relaçao entre Jeova e Israel com a
de um pai e um filho. Pode imaginar um pai
amoroso, conduzindo seu filhinho com cordas
˜
na mao, tentando ajudar a cambaleante crian-
˜ ˜
cinha a andar? As cordas sao uma proteçao
ˆ
caso o bebe tropece, e um guia se ele se des-
via do caminho. — Jeremias 31:1-3.
18 Voceˆ imitara´ o amor de Deus pelos
´
israelitas? Vez apos vez eles lhe de-
´ ˜
ram as costas, mas Jeova nao largou
ˆ
17, 18. (a) O que deve motivar voce a dis-
ˆ
ciplinar os filhos? (b) Como voce pode
˜
continuar usando “os cordoes do amor”
com os filhos?

˜ ´
Como pai, ou mae, esta
´
imitando a Jeova por mostrar
amor pelos filhos?
´
134 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜
rapidamente os “cordoes do amor”. Parece que as crianças
`
as vezes tendem a se desviar e criar caso com coisas tri-
ˆ
viais, mas tente manter os laços de amor entre voce e elas.
´ ˜
Tenha em mente que Jeova nao foi cegado pelo favoritis-
mo, de modo a passar por alto os erros de seu povo. Ele
˜
encarou a situaçao, disciplinou-os amorosamente e tirou
´ ˆ
tempo para prover a ajuda necessaria. Se voce notar que
seu filho (ou sua filha) parece estar se desviando do ca-
˜ ˆ
minho da verdade, nao deixe de agir. Procure traze-lo(a)
de volta, como que com cordas orientadoras, fornecendo
´ ´
calorosa ajuda nesse perıodo problematico. Dedique tem-
´
po a seus filhos com problemas. Nunca e demais enfatizar:
dedique tempo a eles!
19 Oseias previu que um restante de israelitas aceitaria a
˜
disciplina: “Os filhos de Israel voltarao e certamente pro-
˜ ´
curarao a Jeova, seu Deus, e a Davi, seu rei; e certamente
˜ ˆ ´ `
virao tremulos a Jeova e a sua bondade, na parte final dos
˜
dias.” (Oseias 3:5) De fato, a açao disciplinar de Deus fun-
˜
cionou com relaçao a um restante de seu povo. Portanto,
´ ´
seja otimista, pois isso tambem podera acontecer com os
seus filhos. Procure ver o lado bom neles. Seja bondoso ao
´ ´ ´
lhes falar, porem firme no apego aos princıpios bıblicos.
˜
Mesmo que um filho rebelde nao reaja bem agora, quem
˜ ˜ ´
sabe se amanha ou depois ele nao recobrara o bom-senso?
´
CUIDADO COM AS MAS COMPANHIAS!
20 O que voces, ˆ
jovens, podem aprender dos 12 profe-
ˆ
tas? Um dos textos mais citados nas conversas entre voces
´ ´
e seus pais talvez seja 1 Corıntios 15:33, sobre evitar mas
˜ ´ ´ ˜
associaçoes. ‘Mas sera que e tao ruim assim ter amizade
ˆ ˜
19. Por que voce nao deve desistir de seus filhos?
20. A resposta a que pergunta sobre amizades os jovens podem en-
contrar nos livros dos 12 profetas?
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 135
˜ ´
com os que nao servem a Jeova?’ alguns talvez se pergun-
´
tem. Podera encontrar a resposta nesses 12 livros.
21 Embora os livros dos 12 profetas visassem primaria-
´
mente o povo de Deus, o livro de Obadias e dirigido aos
edomitas, que haviam sido mencionados como sendo ir-
˜ ˆ
maos dos israelitas.1 (Deuteronomio 2:4) Diferentemente
dos outros livros dos 12 profetas, Obadias usa o pronome
“tu” ao referir-se aos edomitas. Mas veja a atitude destes.
´ ´
Era por volta de 607 AEC, epoca em que Jerusalem estava
´
sitiada. Embora os edomitas fossem parentes consanguı-
´ ˆ
neos de Jaco, eles se aliaram aos babilonios. “Exponde-a!
Exponde-a!” clamavam. (Salmo 137:7; Obadias 10, 12)
´ ´
Eles planejavam tomar a terra de Juda. Ate mesmo co-
ˆ
miam junto com os babilonios, o que no Oriente pode
indicar que dois grupos fizeram um pacto entre si.
22 Note o que Obadias predisse a respeito dos edomi-
´ ˆ
tas: “Os proprios homens [os babilonios] que estavam em
pacto contigo enganaram-te todos. Os homens em paz
contigo prevaleceram contra ti. Os que comem alimento
˜ ´
contigo colocarao uma rede debaixo de ti como alguem
˜ ´
em quem nao ha discernimento.” (Obadias 7) O que real-
mente aconteceu com os edomitas, que abandonaram
˜ ´ ˆ
seu irmao, Jaco, preferindo a companhia dos babilonios?
ˆ
Por fim, os babilonios, comandados por Nabonido, des-
´
truıram os edomitas. Nos dias de Malaquias, Deus
transformara os montes de Edom em “baldio desolado” e
dera a herança de Edom aos “chacais”. — Malaquias 1:3.
23 Pense agora nos seus chamados amigos que nao ˜
ado-
´ ´ ˜ ´
ram a Jeova. Ja nao observou que ‘os proprios rapazes (ou
˜ ´
1 A outra exceçao e o livro de Naum, dirigido aos ninivitas.

21-23. (a) O que os jovens podem aprender do comportamento dos


˜
edomitas? (b) Quem realmente sao seus amigos?
´
136 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜
moças) que estao no pacto’, ou nos laços de amizade, mui-
tas vezes enganam uns aos outros e ‘colocam uma rede
`
debaixo’ dos “amigos” deles? Se o engano vem a tona,
o que dizem? Talvez achem que os amigos que eles en-
ˆ
ganaram sejam ingenuos, incapazes de perceber as tramas
dos outros. Uma atitude muito parecida com a dos ba-
ˆ ˆ
bilonios para com os seus companheiros edomitas. Voce
acha que tais “amigos” realmente se importariam com
ˆ ˆ
voce caso voce tivesse um problema? (Obadias 13-16) Por
´ ´
outro lado, pense em Jeova Deus e seu povo atual. Jeova
´ ´ ´
esta sempre pronto para ajuda-lo. Ele o sustentara durante
´ ´ ˜ ´
perıodos difıceis. Os seus servos sao tambem ‘verdadeiros
´
companheiros que amam todo o tempo’ e amigos fieis
´ ˜ ´
‘nascidos para quando ha afliçao’. — Proverbios 17:17.
´
VALORIZE O VINCULO MAIS IMPORTANTE
´
24 Sem duvida, os laços familiares sao˜
importantes, e
24, 25. O que deve ser a coisa mais importante na nossa vida?
´
Sera que aqueles que dizem ser seus amigos
ˆ
‘colocam uma rede debaixo de voce’?
Contribua para uma vida familiar que agrada a Deus 137

´ ˆ
BENEFICIOS PARA VOCE
ˆ
˙ Como voce pode beneficiar-se dos seguintes
textos?
Oseias 11:3, 4; Obadias 7;
Miqueias 6:3-5; Malaquias 4:1
´
˙ Conforme exemplificado neste capıtulo,
ˆ
como voce pode usar os seguintes textos
para melhorar sua vida familiar?
Oseias 14:4; Joel 1:3;
Malaquias 2:11, 12

ˆ ´ ˜
vale a pena fortalece-los. Nos 12 profetas ha muitas liçoes
valiosas sobre isso. Talvez queira examinar esses escritos e
´
aplicar os metodos que temos usado neste livro. Com isso
´ ˜
podera tirar ainda mais liçoes sobre como melhorar sua
´
vida familiar. Mas, mesmo assim, sera que ter uma vida fa-
´
miliar feliz e a coisa mais importante para os adoradores
de Deus hoje?
´
25 E interessante que, a respeito da vinda do dia de
´
Jeova, Joel profetizou: “Ajuntai o povo. Santificai uma
˜
congregaçao. . . . Saia o noivo do seu quarto interior e a
ˆ
noiva da sua camara nupcial.” ( Joel 2:15, 16) Todos na fa-
´ ´
mılia deviam reunir-se para adorar a Jeova. Nem mesmo
´ ˜
os recem-casados, que normalmente estao atarefados com
˜
outras coisas, eram exceçao. Nada deve ser mais importan-
´
te do que nos reunir para adorar a Deus. Com a rapida
˜ ´ ˜
aproximaçao do dia de Jeova, ter uma boa posiçao peran-
te ele tem de ser a coisa mais importante na nossa vida. Na
˜
seçao final deste livro veremos o que devemos fazer ale-
gremente hoje em dia.
˜
S E Ç A O 4

´
AGUARDE O DIA DE JEOVA
COM ALEGRIA
´
Jeova usou seus profetas para nos alertar a respeito do
´ ` ˜ ˜
que esta a frente — a manifestaçao de Sua ira. Mas nao
´
devemos imagina-lo como Deus furioso. Ele ‘rejubila sobre
seu povo com clamores felizes’. Ao continuarmos na expec-
tativa de seu grande dia, temos todos os motivos para ‘nos
˜
alegrar e rejubilar de todo o coraçao’. (Sofonias 3:14, 17)
ˆ ˜
Como voce pode manifestar isso nas suas açoes e atitudes?
ˆ
E por que pode ser grato pelas coisas que voce estuda nos
´
12 livros profeticos?
´
C APITULO ONZE

´
JEOVA DESEJA QUE AS PESSOAS
GANHEM Aˆ VIDA ETERNA
´
— VOCE TAMBEM?
´
JEOVA estava feliz. O profeta, aborrecido. Misericordiosa-
mente, Deus havia poupado a vida de milhares de pessoas.
´ ´
Se dependesse de Jonas, elas teriam sido destruıdas. Jeova
decidira perdoar e preservar pessoas que haviam sido ini-
migas de seu povo.
2 Como se veˆ no caso de Jonas, as`
vezes pode ser difı-
´
ˆ
cil os humanos compreenderem o alcance da clemencia
de Deus e refletir Seu desejo de que as pessoas ganhem a
˜ ´
vida eterna. A decisao de Jeova de poupar os ninivitas ‘de-
´
sagradou muito a Jonas, e acendeu-se a sua ira’. Sera que
´
ele estava mais interessado nos seus proprios sentimentos
´
do que na misericordia e em salvar vidas? Talvez imagi-
nasse que, se os ninivitas fossem poupados, ele perderia a
credibilidade. ( Jonas 4:1, 10, 11) Que dizer de hoje, com
´ ˜ ´
a rapida aproximaçao do dia de julgamento de Jeova?
Talvez se pergunte: ‘Como posso aprofundar meu apreço
˜
pelo perdao de Deus, e como ajudar transgressores arre-
pendidos a se beneficiar mais plenamente de sua ternura?
De que modo posso imitar o desejo de Deus de que as pes-
soas ganhem a vida eterna?’
˜ ` ˜
1, 2. (a) O que podemos aprender da reaçao de Jonas a decisao de
´ ´
Jeova a respeito de Nınive? (b) Por que devemos procurar entender a
´
misericordia de Deus e seu conceito sobre a vida?

139
´
140 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
JUSTIÇA E MISERICORDIA VISANDO A VIDA
3 Para alguns parece que esses 12 livros profeticos ´ ´
so
´ ˜
falam sobre a ira de Jeova e a puniçao de seu povo, ou sua
˜ ´
execuçao de justiça. Talvez perguntem: ‘Onde esta a miseri-
´ ´ ´
cordia de Jeova? Sera que ele se interessa em salvar vidas?’
˜
Na verdade, em vez de haver contradiçao entre a justiça e a
´
misericordia de Deus, elas se complementam e contribuem
˜ ´ ˜
para a salvaçao de vidas. A justiça e a misericordia sao duas
facetas de sua personalidade perfeitamente equilibrada.
(Salmo 103:6; 112:4; 116:5) Por desfazer os males causa-
´
dos pelos perversos, Deus mostra misericordia para com os
ˆ ˜
que tem inclinaçao para a justiça. Isso evidencia sua justi-
´
ça perfeita. Por outro lado, sendo plenamente justo, Jeova
´ ˜
age com misericordia levando em conta as limitaçoes de
˜ ´
humanos imperfeitos. Ou seja: puniçao quando necessario,
´ ´
misericordia sempre que possıvel. Nas mensagens dos pro-
´ ˜ ´
fetas, ha muitas declaraçoes que confirmam esse equilıbrio
perfeito, mostrando que Deus quer que as pessoas ganhem
˜
a vida eterna. Examinemos isso e vejamos que liçoes pode-
mos aplicar hoje em dia.
4 O profeta Joel transmitiu uma mensagem de denuncia, ´
´ ´
mas tambem confirmou que Deus “e clemente e misericor-
ˆ
dioso, vagaroso em irar-se e abundante em benevolencia”.
´
(Joel 2:13) Uns cem anos depois, no oitavo seculo AEC, Mi-
˜ ´
queias enfatizou o quanto precisamos do perdao de Jeova.
´ ´
Apos perguntar: “Quem e Deus como tu?”, ele disse so-
´ ˜ ´ `
bre Jeova: “Certamente nao se aferrara a sua ira para todo
ˆ
o sempre, pois se agrada na benevolencia. Ele novamen-
´ ´
te mostrara misericordia para conosco.” (Miqueias 7:18, 19)
Como mostra o relato de Jonas sobre os ninivitas, Deus se
˜ ˜
dispoe a reconsiderar sua decisao de punir os que incorrem
´ ˜ ´
3. Ha contradiçao entre a justiça e a misericordia de Deus? Explique.
ˆ ˜
4. Cite evidencias de que Deus nao deseja que as pessoas percam a
vida.
´ ˆ ´
Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna — voce tambem? 141

na sua ira, caso estes provem seu arrependimento por meio


de obras.
5 Nao ˜
estamos vivendo nos dias dos 12 profetas. No en-
˜ ˜ ´
tanto, nao nos comovem tais indicaçoes da misericordia de
´
Jeova e seu interesse em salvar vidas? Sentir-se assim pode
fortalecer seu apego a Deus e aumentar seu interesse em
ajudar outros a ganhar a vida eterna. Embora a maioria
das pessoas hoje siga um mau proceder, temos certeza de
˜ ´ ´
que Deus “nao deseja que alguem seja destruıdo, mas de-
seja que todos alcancem o arrependimento”. (2 Pedro 3:9)
˜
As calorosas expressoes de Oseias ao acolher de volta sua es-
´ ´
posa adultera ilustram esse desejo de Jeova. Deus ‘falou ao
˜ ˜
coraçao’ de seu povo. Ele nao era obrigado a perdoar, mas fa-
´
zia isso de sua “propria vontade”. (Oseias 1:2; 2:13, 14; 3:1-5;
´
5. Que aspectos da misericordia de Deus e de seu interesse em salvar
ˆ ´ `
vidas voce acha muito animadores? (Veja tambem “Colocaram-se a
˜
disposiçao”.)

` ˜
COLOCARAM-SE A DISPOSIÇ AO
Os 12 profetas foram exemplos excepcionais de pessoas
´
preocupadas com a vida do proximo. Transmitiram lealmente
´
suas mensagens em benefıcio do povo de Deus e de outros,
´
apesar dos sacrifıcios envolvidos, dos perigos que enfrenta-
vam e das ameaças que recebiam. Na sempre crescente parte
˜ ´
terrestre da organizaçao de Deus, no mundo inteiro ha uma
necessidade constante de homens maduros dispostos a servir
˜ ´ ´
como anciaos e servos ministeriais. Ha tambem necessidade
´ ˆ
urgente de mais ministros de tempo integral. Sera que voce
pode imitar o exemplo dos profetas oferecendo-se para aju-
dar, usando suas habilidades para realizar a obra de Deus tan-
˜ ´
to fora como dentro da congregaçao? Essa e uma das melho-
´
res maneiras de imitar a Jeova, de modo que outros possam
ganhar a vida eterna.
´
142 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ˜
14:4) Voce sabe por que a atitude e as açoes de Deus nesse
˜ ˜ ˜
respeito sao tao importantes? Porque vidas estao em jogo.
ˆ ´
Mais evidencias da misericordia de Deus e do seu desejo de
que as pessoas ganhem a vida podem ser vistas na congre-
˜ ˜ ˆ
gaçao crista, que faz algo que envolve voce.
AJUDE OUTROS A GANHAR A VIDA ETERNA
ˆ ´ ´
6 Por que voce participa no ministerio publico? Uma das
˜ ´
razoes principais ´ e ajudar outros a conhecer o Deus ver-
´
dadeiro. E importante saber o seguinte sobre Jeova: ele
cuida que sejam dados claros avisos antes de executar uma
˜
puniçao. Isso mostra seu interesse misericordioso nas pes-
˜
soas, nao querendo que elas morram, mas que ganhem a
vida eterna. Os 12 profetas deixaram claro para os transgres-
sores que Deus lhes oferecia a oportunidade de corrigir seus
caminhos e, assim, escapar de sua ira justa. Realizamos hoje
˜ ˆ ´
um trabalho similar. Como cristao, voce tem o privilegio de
proclamar o aviso do vindouro dia de vingança de Deus. Ao
´
fazer isso, evite qualquer espırito vingativo, desejando ver as
˜
pessoas nao receptivas “ganhar o que merecem”. Lembre-se
ˆ
de que, em grande parte, voce prega com o objetivo de que
alguns encontrem o caminho da vida. — Joel 3:9-12; Sofo-
nias 2:3; Mateus 7:13, 14.
7 Toda vez que voceˆ fala das verdades bıblicas ´ `
as portas,
na escola, no local de trabalho ou em qualquer outro lugar,
ˆ ´ ´
voce esta oferecendo ajuda a alguem que precisa urgente-
´ ˜
mente da misericordia e do perdao de Deus. (Oseias 11:3, 4)
´
Talvez encontre apatia e indiferença, e verdade. Mas, por
˜ ˆ
nao desistir, voce imita nosso Deus misericordioso que dis-
se ao seu povo rebelde por meio de Zacarias: “Por favor,
6. De que maneira principal Deus mostra que deseja que as pessoas
ganhem a vida eterna?
´
7. (a) Por que e vital participar na obra de testemunho? (b) De que
´ ´
modo e de ajuda lembrar-se da atitude de Jeova caso encontremos apa-
´
tia no nosso ministerio?
` ´
As vezes, ate mesmo os servos
˜
de Deus talvez nao entendam o
´
alcance da misericordia divina

recuai dos vossos maus caminhos


´ ˜
e das vossas mas açoes.” (Zacarias
1:4) Quem sabe quantos ainda
˜ `
reagirao positivamente a medida
ˆ
que voce lhes falar sobre a miseri-
´ `
cordia divina e apontar o caminho que leva a vida? Mas
ˆ ´
lembre-se sempre que voce prega porque Jeova deseja que as
´ ´
pessoas ganhem a vida eterna, e que esse e tambem o seu
desejo.
8 Achara´ animador ter em mente o seguinte: quase sem-
`
pre houve pessoas que reagiram bem as mensagens de
ˆ
Deus. Assim, Oseias pode falar dos que entenderam que “os
´ ˜
caminhos de Jeova sao retos”. Ele acrescentou: “Os justos
˜ ˜ ´
serao os que andarao neles.” (Oseias 14:9) Ao longo dos se-
culos, muitos aceitaram o convite de Deus: “Retornai a mim
˜
de todo o vosso coraçao.” (Joel 2:12) Isso foi dito a um
´ ´ ´
povo que ja conhecia a Jeova, mas reflete tambem seu inte-
˜ ˆ
resse nos que estao começando a conhece-lo. De fato, Deus
˜
nao perdeu a confiança na capacidade dos humanos de la-
mentar os erros do passado, de arrepender-se e passar a fazer
´ ´ ˆ
o que e certo. Isso lhes da a perspectiva de sobrevivencia.
´
— 1 Timoteo 4:16.
9 Ha´ ainda outro fator envolvido no perdao ˜
de Jeova
´
´
aos ninivitas. Lemos que as pessoas levaram a serio a men-
˜
sagem de iminente condenaçao divina e “começaram a
´
depositar fe em Deus”. (Jonas 3:5) Para continuar vivo era
´ ˜ ˜
preciso ter fe, nao simplesmente medo da condenaçao. De-
´
vido ao profundo interesse de Jeova em ver as pessoas se
´ `
8. Por que e animador lembrar-se que alguns reagiram bem a miseri-
´
cordia de Deus?
˜ ´ ˆ
9. A boa reaçao dos ninivitas mostrou que e preciso o que?
´
144 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
arrepender e agir com fe, ele tem permitido que sejamos
pregadores que ajudam outros a fazer uma escolha. Com
˜
que resultado? Lemos com relaçao aos ninivitas: “O verda-
deiro Deus chegou a ver os seus trabalhos, que tinham
recuado de seu mau caminho; e por isso o verdadeiro Deus
deplorou a calamidade de que falara que lhes ia causar; e ele
˜ ´ ˜
nao a causou.” (Jonas 3:10) Jeova nao pode ser enganado
por meras palavras ou gestos simulados. O arrependimen-
to dos ninivitas com certeza foi sincero, demonstrado por
´
obras. Deus viu que realmente mudaram; mostraram fe e
´
arrependimento genuıno.
10 Jamais devemos concluir que o interesse de Jeova´ em
˜
salvar vidas beneficiou apenas os ninivitas. Na destruiçao
´ ´
de Jerusalem em 607 AEC — depois do ministerio de Oba-
´ ˜
dias, Naum e Habacuque —, Jeova providenciou libertaçao
para o obediente Jeremias e um grupo de companheiros
´
fieis. (Jeremias 39:16-18) E os profetas de Deus predisse-
ˆ
ram que um restante arrependido retornaria de Babilonia e
˜
restauraria a adoraçao pura. (Miqueias 7:8-10; Sofonias 3:10-
20) Essas profecias tiveram um grandioso cumprimento nos
tempos modernos. Depois da Primeira Guerra Mundial, os
˜
cristaos ungidos, muitos dos quais se haviam tornado um
˜ `
tanto displicentes na adoraçao verdadeira, voltaram a zelo-
´
sa atividade e ao favor de Jeova, com a vida eterna em
´ ˜ ˜
vista. Hoje, tambem, pessoas de “muitas naçoes” estao se
´ ˆ
‘juntando a Jeova’. (Zacarias 2:11) Elas tem a perspectiva de
sobreviver ao iminente fim deste sistema mundial. Portan-
´ ´ ˜ ´ ˆ ´
to, seu ministerio publico nao e mero ato de obediencia so
˜ ´
porque os cristaos receberam a ordem de realiza-lo. Tam-
´
pouco e feito apenas para cumprir profecias. (Mateus 24:14;
´ ´ ´
28:19, 20) O objetivo de seu ministerio publico e ajudar
´ ´
pessoas a aprender sobre Jeova, exercer fe e ganhar a vida
eterna.
˜ ´ ˜
10. Cite algumas situaçoes em que Jeova ofereceu salvaçao.
´ ˆ ´
Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna — voce tambem? 145

ˆ
VOCE DISCERNIU?
ˆ
˙ Por que voce pode beneficiar-se examinando
´
sua atitude para com a misericordia e a compai-
˜
xao? — Jonas 4:1, 10, 11.
´
˙ Em que sentido a misericordia e a justiça de
´
Jeova andam juntas? — Oseias 2:19; Miqueias
7:9.
˙ O caso dos ninivitas exemplifica que aspectos
˜ ´
do perdao de Jeova? — Jonas 3:5, 9, 10; 4:2.

´
VIDA PARA OS QUE RETORNAM A JEOVA
11 Jeova´ se interessa pelos novos adoradores e deseja que
˜ ´
ganhem a vida eterna, mas nao se esquece dos que ja o ser-
´ ´
vem. Nos tambem devemos nos interessar por eles e desejar
´
que continuem no caminho da vida. Em termos praticos,
como podemos mostrar interesse?
12 Talvez conheça alguns que aprenderam sobre Jeova, ´
´ ˜
exerceram fe nele, eram ativos na adoraçao verdadeira, mas
˜ ´
agora nao o servem mais. As mensagens de Jeova por meio
dos 12 profetas mostram que ele se dispunha a mostrar mi-
´
sericordia para com os que faziam parte de seu povo, mas
˜ ˜
nao persistiram na adoraçao verdadeira. O mesmo ocorre
hoje, quer tais pessoas tenham se desviado, quer tenham
˜
cometido alguma transgressao e precisam se arrepender.
˜
(Hebreus 2:1; 3:12) Embora talvez nao se sintam felizes afas-
´ ´
tadas de Jeova, pode ser que achem difıcil retornar. Deus
lhes faz um apelo, nas palavras de seu profeta: “Assim dis-
´ ´ ´ ˜
se Jeova dos exercitos: ‘Retornai a mim’, e a pronunciaçao
´ ´ ´
de Jeova dos exercitos, ‘e eu retornarei a vos’.” (Zacarias
˜
1:3) Como sao reanimadoras as palavras de Oseias! Ele diz:
´
11, 12. Como a misericordia de Deus pode beneficiar os que antes
eram seus adoradores?
´
146 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
“Volta deveras a Jeova, teu Deus, o Israel, pois tropeçaste
´
no teu erro. Tomai convosco palavras e voltai a Jeova. Di-
´ ´
zei-lhe, todos vos: ‘Que tu perdoes o erro; e aceita o que e
bom.’ ” De fato, mesmo os que haviam cometido pecados
graves, mas retornaram a Deus sinceramente arrependidos,
˜ ` ˜
podiam receber o perdao que levava a plena recuperaçao.
(Oseias 6:1; 14:1, 2; Salmo 103:8-10) Era assim nos dias dos
´
profetas e e assim hoje.
˜
13 Mas o que isso significa para os cristaos ˆ
que tem perma-
necido no caminho da vida? Como podemos mostrar que
´
temos o mesmo conceito que Jeova tem sobre outros? Ele
´
espera que mostremos misericordia, tanto aos novos adora-
dores como aos que talvez tenham deixado de servi-lo. Por
´
meio de Oseias, Deus declarou o que espera de nos: “Agra-
ˆ ˜ ´
do-me da benevolencia e nao do sacrifıcio.” Com base
nessas palavras, Jesus Cristo expressou a ideia do seguinte
´ ˜
modo: “Aprendei o que significa: ‘Misericordia quero, e nao
´
sacrifıcio.’ ” (Oseias 6:6; Mateus 9:13) Demonstrar essa mi-
´ ´ ˜
sericordia e fundamental para manter nossa relaçao com
˜
13. Que razoes temos para ser misericordiosos com os que foram per-
doados por Deus?

ˆ
Como voce pode ajudar
˜
um cristao anteriormente
´
zeloso a voltar para Jeova?
´ ˆ ´
Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna — voce tambem? 147
´ ˜
Deus. Veja como o apostolo Paulo mostrou a relaçao en-
tre perdoar e imitar a Deus: “Tornai-vos benignos uns para
com os outros, ternamente compassivos, perdoando-vos li-
´
beralmente uns aos outros, assim como tambem Deus vos
perdoou liberalmente por Cristo. Portanto, tornai-vos imita-
dores de Deus, como filhos amados, e prossegui andando
´ ˆ ´
em amor.” (Efesios 4:32–5:2) Como voce esta se saindo
quanto a imitar a Deus nesse respeito?
14 E quando um irmao ˜ ˜
comete um pecado grave e nao se
˜
arrepende e precisa ser expulso da congregaçao? Isso ocor-
´ ˜
ria no primeiro seculo; cristaos que se tornavam pecadores
˜
nao arrependidos tinham de ser desassociados. Se isso acon-
´ ˜ ´
tecia quando os apostolos de Jesus ainda viviam, nao e de
admirar que aconteça de vez em quando hoje. Nesses casos,
˜ ´ ˜
os leais na congregaçao aceitam a norma bıblica de nao se
´
associar com os que foram expulsos. A sua lealdade a Jeova
pode ajudar o transgressor a ver a seriedade de seu erro,
ˆ ´
e talvez move-lo ao arrependimento. Lemos na Bıblia que
certo homem em Corinto foi expulso, mais tarde se arre-
´
pendeu, mudou de proceder e foi readmitido. (1 Corıntios
´ ˆ
5:11-13; 2 Corıntios 2:5-8) Como voce se sente quando isso
acontece hoje, e como pode mostrar seu interesse em que
outros ganhem a vida eterna?
15 Um transgressor arrependido talvez sinta vergonha e

certo desespero, precisando da certeza de que tanto Deus


˜
como seus irmaos o amam e desejam que ganhe a vida
eterna. Veja com que ternura Deus reanimou seu povo do
passado que estava disposto a se arrepender: “Vou tomar-te
´ ´
por noiva em fidelidade; e certamente conheceras a Jeova.”
´
(Oseias 2:20) Se e assim que Deus pensa, devemos mostrar
que concordamos com aquele a quem Zacarias descreveu
´
como Deus que ‘tem misericordia’. — Zacarias 10:6.
ˆ ˜
14, 15. Sob que circunstancias a nossa atitude para com a disposiçao
´
de Jeova de perdoar pode ser provada?
´
148 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

16 Deus deseja que as pessoas ganhem a vida eterna. As-


sim, ele se alegra quando um pecador se arrepende ou um
servo inativo renova seu zelo.1 (Lucas 5:32) No caso do ho-
mem em Corinto que foi readmitido, Paulo incentivou a
˜ ´ ´
congregaçao a perdoa-lo e encoraja-lo, para que ele tivesse
certeza de que realmente era amado: “Esta censura da parte
´
da maioria e suficiente para tal homem, de modo que . . .
´
deveis perdoar-lhe bondosamente e deveis consola-lo, para
˜
que tal homem nao seja de algum modo tragado pela sua
excessiva tristeza. Exorto-vos, portanto, a que confirmeis o
´
vosso amor por ele.” (2 Corıntios 2:6-8) Lembre-se de que
´
Oseias citou as palavras de Jeova a respeito de ex-pecado-
´ ´
res: “Sararei a sua infidelidade. Ama-los-ei de minha propria
´
vontade.” (Oseias 14:4) Imitaremos a Jeova, contribuindo
alegremente para tal cura e para que a pessoa possa ganhar
a vida eterna?
17 Jeova´ deixa claro que ele trata com dignidade os que re-

tornam a ele, acolhendo-os de volta como merecedores de


˜
seu amor, assim como Oseias nao hesitou em receber de
´
volta sua ex-infiel esposa. Jeova explica como tratou seus
servos: “[Eu] me tornei para eles como os que retiram um
jugo das suas queixadas, e suavemente eu levei alimen-
´
to a cada um.” (Oseias 11:4) Como e animador saber que
´
Jeova atrai com afeto e brandura os que retornam! Pode-
´ ˜ ´
mos imita-lo por nao sermos rıgidos ou frios com os
´
que demonstram tristeza sincera e arrependimento genuı-
´ ´ ˜
no. Quando alguem e readmitido na congregaçao, em vez
de mostrarmos ressentimento ou rancor por causa de seus
ˆ ˜
1 Tres ilustraçoes animadoras mostram o intenso interesse de Deus
pelos de seu povo que se desviaram: a da ovelha perdida, a da moeda
´
perdida e a do filho prodigo. — Lucas 15:2-32.
´ ´
16. Como devemos reagir quando alguem e readmitido?
17, 18. Como podemos ajudar amorosamente os que retornam a
´
Jeova ou os familiares de um desassociado?
´ ˆ ´
Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna — voce tambem? 149
´
erros do passado, devemos consola-lo, conforme a necessi-
dade. — 1 Tessalonicenses 5:14.
18 Consegue imaginar outras maneiras de imitar a Jeova´
´ ´ ˜ ´
quando alguem e desassociado da congregaçao? Se alguem
´
teve de ser expulso, sera que podemos ajudar os membros
´ ˆ
leais de sua famılia, talvez o conjuge fiel e os filhos? Tal-
˜ ˜
vez eles lutem para nao perder as reunioes e para participar
´
no ministerio. Daremos o apoio especial de que talvez ne-
´ ´
cessitem? Outro modo de mostrar terna misericordia e usar
“boas palavras, palavras consoladoras”, iniciando conversas
´ ´
animadoras com esses fieis. (Zacarias 1:13) Ha muitas opor-
˜
tunidades para fazer isso antes e depois das reunioes, no
´ ˜ ˜
ministerio de campo ou em outras ocasioes. Eles sao nos-
˜
sos companheiros de adoraçao, amados membros de nossa
˜ ˜
congregaçao que nao devem sentir-se rejeitados ou isola-
´
dos. Ha casos em que apenas os filhos de um desassociado,
´
ou desassociada, servem a Jeova. Queremos que eles ga-
nhem a vida eterna. Como demonstramos isso?
´
“MISERICORDIA ´ ˜ PARA COM
O MENINO ORFAO DE PAI”
19 No ministerio ´
de Sofonias, que serviu em meados do
´ ´
setimo seculo AEC, encontramos um modelo de como pres-
´
tar essa ajuda. Possivelmente, ele era membro da famılia
´
real de Juda, talvez primo distante do Rei Josias. O pai de Jo-
sias havia sido assassinado, o que obrigou Josias a assumir
o trono aos 8 anos de idade. Ele enfrentou uma tarefa de-
˜ ´
safiadora: a naçao estava atolada na idolatria e em praticas
´ ´ ˜
detestaveis. (Sofonias 3:1-7) O jovem orfao Josias precisava
˜ ´
de orientaçao perita e aconselhamento solido para gover-
˜ ´ ˜
nar essa naçao rebelde. Jeova providenciou orientaçoes
´
sabias por meio de Jeremias e Sofonias, como vimos nos
ˆ ´ ´
19. Que assistencia espiritual Sofonias deu a alguem comparavel a um
´ ˜
“menino orfao de pai”?
´
150 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

ˆ
COMO VOCE PODE BENEFICIAR-SE?
˙ Como aqueles que cometeram um pecado
´
grave podem beneficiar-se da misericordia de
Deus? — Oseias 3:3; 4:2; 14:4.
´ ˆ
˙ De que maneiras especıficas voce pode mos-
˜
trar benignidade na congregaçao? — Oseias
11:4; Zacarias 1:13.
´ ˜
˙ Por que e vital a compaixao ao ajudar os
necessitados? — Sofonias 3:16, 17.

´ ´ ´
Capıtulos 3 e 5 deste livro. E significativo que Jeova, embo-
´ ´
ra tenha falado contra “os prıncipes” de Juda, por meio de
˜
seu profeta, nao criticou o rei. (Sofonias 1:8; 3:3) Isso talvez
´
indique que o jovem Rei Josias ja se inclinava em favor da
˜ ˜ ´
adoraçao pura. As admoestaçoes do profeta sem duvida for-
˜ ´ ˜
taleceram sua determinaçao de livrar Juda da adoraçao
impura.
20 O interesse de Sofonias em Josias ilustra o interesse de
´ ´
Jeova pelos jovens necessitados e vulneraveis, como os fi-
lhos de pais desassociados. Oseias declarou: “Tu [Deus] . . .
´ ´ ˜
tens misericordia para com o menino orfao de pai.” (Oseias
ˆ ´ ˜
14:3) Voce conhece algum menino ou menina ‘orfaos’ que
ˆ ´ ´
precisam de assistencia espiritual e pratica? Talvez sejam or-
˜ ˜
faos espirituais, criados sem pai ou sem mae, ou jovens
´ ´ ´
que servem a Jeova sem o apoio da famılia. Ate que
˜
ponto eles permanecem na congregaçao e amadurecem es-
piritualmente depende muito da presença, ou da falta, de
´ ˜
um mentor espiritual. Muitos ‘orfaos’ se tornaram adultos
espiritualmente equilibrados graças ao apoio prestimoso de
˜ ˜
cristaos maduros na congregaçao. — Salmo 82:3.
´
20. De que modo um mentor espiritual pode ser de ajuda para os ‘or-
˜ ˜
faos’ na congregaçao?
´ ˆ ´
Jeova deseja que as pessoas ganhem a vida eterna — voce tambem? 151
˜
21 Uma mae sem marido, por exemplo, pode ser ajuda-
˜
da se cristaos maduros se interessarem pelos filhos dela.
(Tiago 1:27) Ao passo que demonstram o devido respeito
ˆ
pela chefia e normas de convivencia, os superintenden-
tes e outros podem oferecer apoio espiritual a membros
´ ˆ ˆ
de famılias carentes. Talvez voce e seu conjuge, ou sua fa-
´ ´ ˜
mılia, possam passar tempo com uma criança orfa. Pode
˜ ˜
dar atençao a jovens que talvez sofram de solidao? Eles
´
podem estar precisando de alguem que os compreenda e
ˆ ´
sirva de confidente, uma necessidade que voce podera su-
´ ˜
prir ao participar com eles no serviço publico de pregaçao,
ˆ ´ ´
por exemplo. Voce sem duvida e muito ocupado, de modo
´
que prestar tal ajuda regular a um jovem por certo perıodo
pode ser ‘uma prova da genuinidade de seu amor’. (2 Co-
´ ˜
rıntios 8:8) Seus esforços refletirao seu interesse em que
outros ganhem a vida eterna.
´
22 E muito reanimador refletir no interesse de Deus pelas

pessoas, no seu desejo de que ganhem a vida eterna. Para


´
ele, e muito mais prazeroso mostrar afeto pelos justos que
o amam, e lhes dar a vida eterna, do que expressar
seu descontentamento com os que preferem
´
ser incorrigıveis e indignos de merecer
a vida eterna. Enquanto aguardamos
ansiosamente o Seu dia, imitemos
´
a Jeova por ajudar outros a andar
no caminho da vida.
˜
21. Que ajuda os cristaos maduros
podem dar a jovens?
ˆ
22. Como voce se sente com re-
˜ ´
laçao ao interesse de Jeova em
`
dar vida eterna as pessoas?
ˆ
Voce pode se tornar um
amoroso mentor espiritual
´ ˜
de jovens ‘orfaos’?
´
C APITULO DOZE

‘CONTINUE NA EXPECTATIVA’
´ ˆ ´
HA QUANTO tempo voce espera pelo dia de Jeova para
acabar com a perversidade na Terra? Quanto tempo ainda
´ ˜
esta disposto a esperar? Enquanto isso, que atitude e açoes
˜
resultantes marcarao a sua vida? Obviamente, suas respos-
˜
tas serao diferentes das dos frequentadores de igreja que
´
vivem a seu bel-prazer, esperando ir para o ceu.
ˆ
2 Enquanto voce espera esse grande dia, os livros dos

12 profetas podem ser de muita ajuda. Alguns desses pro-


´
fetas viveram numa epoca em que era iminente uma in-
˜
tervençao judicial da parte de Deus. Miqueias, por exem-
´ ˜
plo, serviu num perıodo em que se aproximava a puniçao
` ˜ ´
de Samaria as maos dos assırios, ocorrida em 740 AEC.
´ ´
(Veja a tabela cronologica nas paginas 20 e 21.) Mais tar-
de na corrente do tempo, mas com a mesma certeza, veio
´ ´ ˜
o dia de Jeova contra Juda. Visto que Miqueias nao sabia
´
ao certo quando Deus agiria, sera que concluiu que deve-
ria simplesmente ficar parado e aguardar, na esperança de
˜
que Deus agisse logo? Estas sao as suas palavras: “Quanto
` ´
a mim, ficarei a espreita de Jeova. Mostrarei uma atitude
˜
de espera pelo Deus da minha salvaçao. Meu Deus me ou-
´
vira.” (Miqueias 7:7) De fato, na certeza do que estava para
ocorrer, Miqueias era como um ativo sentinela numa tor-
˜
re de observaçao. — 2 Samuel 18:24-27; Miqueias 1:3, 4.
3 A seguir, localize Sofonias e Habacuque na tabela cro-

ˆ
1, 2. (a) Que perguntas voce pode fazer a si mesmo? (b) Que situa-
˜
çao existia nos dias de alguns dos 12 profetas, e qual era a atitude de
Miqueias?
3. Que atitude manifestaram Habacuque e Sofonias diante da espe-
˜ ´
rada destruiçao de Jerusalem?
‘Continue na expectativa’ 153
´ ´ ´
nologica. Note que eles serviram num perıodo mais proxi-
˜ ´
mo da destruiçao de Jerusalem em 607 AEC. Ainda assim,
˜ ˜
eles nao tinham como saber se a execuçao do julgamen-
´ `
to divino ocorreria logo ou decadas a frente. (Habacuque
`
1:2; Sofonias 1:7, 14-18) Sofonias escreveu: “ ‘Estai a espe-
´ ˜ ´ ´
ra de mim’, e a pronunciaçao de Jeova, ‘ate o dia em que
˜
eu me levantar para o despojo, pois a minha decisao judi-
´ ˜ ˜
cial e . . . derramar sobre [as naçoes] a minha verberaçao,
toda a minha ira ardente’.” (Sofonias 3:8) E que dizer de
Habacuque, que viveu pouco depois de Sofonias? Ele es-
˜ ´
creveu: “A visao ainda e para o tempo designado e pros-
´ ˜ ´
segue arfando ate o fim, e nao mentira. Ainda que se de-
´
more, continua na expectativa dela; pois cumprir-se-a sem
˜ ´
falta. Nao tardara.” — Habacuque 2:3.
4 A situaçao ˜
que existia quando foram feitos os pronun-
´
ciamentos em Sofonias 3:8 e Habacuque 2:3 e revelado-
´ ´ ˜
ra. Numa epoca em que certos judeus diziam “Jeova nao
´ ´ ˜ ´ ´
fara o que e bom e nao fara o que e mau”, Sofonias pro-
´
clamou “o dia da ira de Jeova”. Nesse dia, tanto as na-
˜
çoes inimigas como os judeus rebeldes sentiriam a desa-
˜
provaçao de Deus. (Sofonias 1:4, 12; 2:2, 4, 13; 3:3, 4) Acha
˜ ˜
que Sofonias temia a verberaçao e a ira de Deus? Nao, pois
fora-lhe dito que se mantivesse “na expectativa”
ˆ
desse dia. ‘E Habacuque?’ voce talvez se per-
´
gunte. Ele tambem devia ‘continuar na ex-
ˆ ´
pectativa’. Voce esta certo em concluir que
˜
Sofonias e Habacuque nao eram indiferen-
tes quanto ao que estava por vir, levan-
do a vida como se achassem que as coi-
sas jamais mudariam. (Habacuque 3:16;
ˆ
4. Sob que circunstancias Sofonias e Habacuque
profetizaram, e com que atitude?

Sofonias
´
154 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

2 Pedro 3:4) Mas, como vimos, esses dois profetas tinham


algo importante em comum, ou seja, deviam ‘continuar
ˆ
na expectativa’. E voce sabe: o que eles esperavam se tor-
´
nou fato historico em 607 AEC. Portanto, continuar “na
´
expectativa” foi o proceder sabio.
5 Voceˆ pode ter a mesma convicçao ˜
de que “o dia da
´ ´
ira de Jeova” contra o atual sistema mundial vira sem fal-
´ ´ ˆ
ta; sera um fato, real e incontestavel. Voce com certe-
˜
za nao duvida disso. Assim como Sofonias e Habacuque,
ˆ ˜ ´
voce nao sabe exatamente quando vira esse dia. (Marcos
´ ´
13:32) Mas e certo que vira, e o cumprimento de profecias
´ ´
bıblicas nos nossos tempos indica fortemente que sera em
´
breve. Assim, o que Jeova enfatizou para aqueles profe-
´ ˆ
tas tambem se aplica a voce — ‘continuar na expectativa’.
´ ´
E lembre-se desta verdade absoluta: o nosso Deus e o uni-
´ `
co Deus ‘que age em favor daquele que esta a sua espera’.
´
— Isaıas 64:4.
6 Voceˆ pode mostrar a correta atitude de espera de-
˜
monstrando pelas suas açoes que confia que “o dia da ira
´ ´
de Jeova” vira exatamente na hora marcada. Estar conven-
˜ ˜
cido disso, e confirmar essa convicçao com açoes apro-
priadas, harmoniza-se com algo que Jesus disse. Ele exor-
´ ˜
tou os apostolos e todos os cristaos ungidos: “Os vossos
ˆ
lombos estejam cingidos e as vossas lampadas acesas;
´
e vos mesmos sede como homens que esperam
˜
pelo seu amo . . . Felizes sao aqueles escra-
vos, cujo amo, ao chegar, os achar vigian-
5, 6. Em vista de onde estamos na corrente do
˜ ´
tempo com relaçao ao cumprimento do proposito
de Deus, qual deve ser a nossa atitude?
` ´
“ ‘Estai a espera de mim’, e a
˜ ´
pronunciaçao de Jeova.”
— Sofonias 3:8
‘Continue na expectativa’ 155
´ ´
do! Deveras, eu vos digo: Ele se cingira e os fara recostar-se
` ´
a mesa, e chegando-se, ministrar-lhes-a.” (Lucas 12:35-37)
Uma correta atitude de espera realmente mostra confian-
´ ˜ ´
ça de que o grande dia de Jeova nao se atrasara um instan-
te sequer.
“NA EXPECTATIVA” E “PRONTOS”
7 Os servos de Deus nos tempos modernos estavam na
expectativa antes de o Reino de Deus ter sido estabeleci-
´ ˆ ˜
do no ceu em 1914, e tem estado assim desde entao. A sua
˜ ˆ
expectativa certamente nao tem sido sinonimo de indo-
ˆ ´ ˆ
lencia. Ao contrario, eles tem-se mantido ativos na obra de
testemunho que Deus lhes confiou. (Atos 1:8) Mas pen-
´
se no seguinte: se o grande dia de Jeova tivesse ocorrido
˜
em 1914, qual teria sido sua situaçao? Mesmo se tivesse
´ ˆ
ocorrido 40 anos atras, voce era naquele tempo uma pes-
˜ ˜
soa de ‘atos santos de conduta e açoes de devoçao piedo-
˜
sa’? (2 Pedro 3:11) E que dizer de seus familiares que sao
´ ˜
Testemunhas de Jeova e de seus amigos na congregaçao?
´ ˆ
Obviamente, esse perıodo de expectativa abriu para voce e
˜
muitos outros o caminho da salvaçao, como mostra 2 Pe-
´ ˜ ´
dro 3:9. O fato de Jeova nao ter destruıdo o inteiro siste-
´
ma perverso logo apos o estabelecimento do Reino tem
permitido que muitos se arrependam, assim como os ni-
´
nivitas se arrependeram e foram poupados. Todos nos te-
´
mos motivos para concordar com as palavras do aposto-
ˆ
lo Pedro: “Considerai a paciencia de nosso Senhor como
˜ ´
salvaçao.” (2 Pedro 3:15) E no perıodo atual ainda existe
a oportunidade para que as pessoas se arrependam ou fa-
çam ajustes na sua vida e no seu modo de pensar.
8 Admitidamente, o cristao ˜ ˜
poderia pensar na situaçao
prevalecente nos dias de Miqueias, Sofonias e Habacuque
ˆ
7, 8. (a) Em que tem resultado a paciencia de Deus? (b) Que atitu-
de Pedro nos exorta a manifestar?
´
156 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
com certo desinteresse. “Afinal”, talvez dissesse: “Ja faz
˜
tanto tempo!” Mas que liçoes podemos aprender desses
´
eventos? Ja mencionamos o conselho de Pedro sobre a ne-
˜
cessidade de os cristaos serem pessoas de ‘atos santos de
˜ ˜
conduta e açoes de devoçao piedosa’. Logo depois de dizer
isso, Pedro enfatizou outra necessidade — a de ‘aguardar e
´
ter bem em mente a presença do dia de Jeova’. (2 Pedro
3:11, 12) Portanto, devemos “ter bem em mente” esse dia,
ou estar “na expectativa” dele.
9 Quer sirvamos a Jeova´ ha´ alguns anos, quer ha´ mui-
´ ´ `
tas decadas, sera que ‘continuamos a espreita e com a
mesma
´ atitude de espera’ de Miqueias? (Romanos 13:11)
E verdade que, como humanos, talvez tenhamos o desejo
´ ˜
de saber quando vira o fim. Mas simplesmente nao pode-
mos saber. Lembre-se das palavras de Jesus: “Se o dono de
´ ˜
casa tivesse sabido em que vigılia viria o ladrao, teria fi-
˜
cado acordado e nao teria permitido que a sua casa fosse
˜ ´ ´
arrombada. Por esta razao, vos tambem mostrai-vos pron-
tos, porque o Filho do homem vem numa hora em que
˜
nao pensais.” — Mateus 24:43, 44.
10 O que Jesus disse e´ bem similar aos escritos de Mi-

queias, Sofonias e Habacuque. No entanto, as palavras de


˜ `
Jesus nao se dirigiam as pessoas dos tempos antigos, mas a
´ ˜
seus seguidores — a nos. Muitos cristaos zelosos realmente
ˆ ˆ
tem aplicado o conselho de Jesus; tem-se ‘mostrado pron-
´ ˜ ´
tos’, permanecendo na expectativa. O apostolo Joao e um
bom exemplo nesse sentido. Ele foi um dos quatro que
˜
perguntaram a Jesus a respeito da terminaçao do sistema
de coisas, no monte das Oliveiras. (Mateus 24:3; Marcos
˜ ˜
13:3, 4) Isso foi em 33 EC, mas Joao nao dispunha de uma
´
tabela cronologica para determinar exatamente quando
´ `
9. Por que e apropriado ‘ficarmos a espreita’?
˜ ´ ˜
10. Que liçoes se podem tirar da vida e da atitude do apostolo Joao?
‘Continue na expectativa’ 157

˜
PONTOS PARA REFLEXAO
ˆ
˙ Que ponto principal sobre sua atitude voce
extrai de Miqueias 7:7, Habacuque 2:3 e
Sofonias 3:8?
´
˙ Por que o conselho em Tiago 5:10, 11 e
´ ˆ
importante e util para voce?
ˆ
˙ Como voce pode se beneficiar de meditar
sobre 2 Pedro 3:9, 11, 12, 14?

as coisas aconteceriam. Agora, em sua mente, avance uns


˜
60 anos na corrente do tempo. Joao havia envelhecido,
˜
mas nao se cansara nem perdera seu senso de expectati-
´
va. Ao contrario, quando Jesus disse: “Sim; venho depres-
˜ ´ ˜
sa”, Joao respondeu: “Amem! Vem, Senhor Jesus.” Ele nao
se arrependeu de como havia vivido aqueles anos. Estava
˜ ´
convicto de que, na execuçao de seu julgamento, Jeova re-
˜
compensaria cada um segundo as suas obras. (Revelaçao
[Apocalipse] 22:12, 20) Independentemente de quando
˜
viesse esse julgamento, Joao queria´ estar ‘pronto’, como o
´
Senhor Jesus havia aconselhado. E essa tambem sua ati-
tude?
“NA EXPECTATIVA” OU ‘FARTO’?
˜
11 Veja outra liçao que se pode aprender dos profe-
´ `
tas que viveram nos perıodos que precederam as exe-
˜ ´
cuçoes dos julgamentos de Jeova, primeiro contra Israel
´
e depois contra Juda. Ao passo que Miqueias ‘permane-
`
cia a espreita e mostrava uma atitude de espera’, muitos
` ˜ ´
a sua volta nao faziam isso. Eles ‘odiavam o que e bom e
˜
amavam a maldade’. Miqueias advertiu-os de que, se nao
11. Em que sentido as pessoas nos dias de Miqueias e Oseias eram
diferentes deles?
´
158 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
mudassem, talvez ‘clamassem a Jeova por socorro, mas ele
˜
nao lhes responderia’. (Miqueias 3:2, 4; 7:7) Oseias, con-
ˆ
temporaneo de Miqueias, usou termos comuns em agri-
cultura ao instar os habitantes do reino de Israel, no nor-
´
te: “Semeai para vos mesmos em justiça; colhei segundo
ˆ ´
a benevolencia. Lavrai para vos mesmos a terra de lavou-
´ ´
ra, quando ha tempo para se buscar a Jeova.” Mesmo as-
˜
sim, a maioria nao deu ouvidos. Eles ‘lavraram a iniqui-
dade’ e por isso colheram a injustiça. (Oseias 10:12, 13)
˜
Toleravam ou promoviam a corrupçao e ‘confiavam nos
´
seus proprios caminhos’, em vez de confiar nos caminhos
´
de Jeova. Alguns hoje talvez se perguntem: ‘Como isso po-
dia acontecer com adoradores verdadeiros que viviam na
´
propria Terra Prometida?’ Oseias mostrou que o problema
´
basico deles era a mesma atitude que temos de evitar se
´
havemos de ficar na expectativa do grande dia de Jeova.
´
Essa atitude e: ficar acomodado e ‘farto’.
12 Depois de entrar na Terra Prometida, que manava lei-

te e mel, o povo de Deus teve muita prosperidade. Como


´
reagiram? Oseias transmitiu estas palavras de Jeova: “Far-
´
taram-se tambem segundo o seu pasto. Fartaram-se e seu
˜
coraçao começou a enaltecer-se. Por isso se esqueceram
´
de mim.” (Oseias 13:6) Seculos antes, Deus havia alertado
ˆ
seu povo a respeito desse perigo. (Deuteronomio 8:11-14;
˜ ´
32:15) Nao obstante, nos dias de Oseias e de Amos, os is-
´ ´
raelitas haviam sucumbido — “fartaram-se”. Amos nos da
´
alguns detalhes. Ele menciona que muitos tinham moveis
´ ´
e utensılios luxuosos nas suas casas, e que algumas famı-
´
lias tinham ate mesmo casas de inverno ou de veraneio.
Comiam do bom e do melhor, bebiam vinho excelente
˜ ´
12. (a) Que situaçao indesejavel entre os israelitas, antes de 740 AEC,
foi identificada por Oseias? (b) Em que sentido as pessoas haviam ‘se
fartado’?
‘Continue na expectativa’ 159
` ´
em taças especiais e aplicavam a pele “os oleos mais se-
´ ´
letos”, talvez como cosmeticos perfumados. (Amos 3:12,
ˆ
15; 6:4-6) Voce com certeza reconhece que nenhum des-
ses aspectos da vida era errado em si mesmo, mas dar-lhes
ˆ ˜
importancia excessiva obviamente nao era correto.
´
13 E verdade que nem todos no reino do norte se torna-
´
ram prosperos e ‘se fartaram’. Alguns eram pobres e luta-
´ ´
vam para ganhar a vida e sustentar a famılia. (Amos 2:6;
4:1; 8:4-6) Ocorre o mesmo hoje em muitas partes da Ter-
´
ra. Sera que o conselho de Deus em Oseias 13:6 se aplica-
´
va ate mesmo aos pobres no Israel antigo, e aplica-se nos
´
nossos dias? Certamente que sim. Jeova indicava que o
˜
adorador verdadeiro, fosse ele rico, ou nao, tinha de cui-
˜
dar em nao valorizar demais os aspectos materiais da vida
a ponto de ‘se esquecer de Deus’. — Lucas 12:22-30.
14 Na nossa posiçao ˜
vantajosa na corrente do tempo,
´
e com tantas profecias bıblicas cumpridas, temos ainda
mais motivos para ficar alertas, prontos, na expectativa.
´ ´
Mas que dizer se ja estamos na expectativa ha muito tem-
´ ´ ´
po, talvez ha decadas? No passado nos esforçavamos no
´ ´ ˜
ministerio e tomavamos decisoes pessoais que refletiam a
˜ ´ ˜
nossa convicçao de que o dia de Jeova nao estava muito
˜ ´
distante. Mas esse dia ainda nao veio. Como esta o nosso
senso de expectativa? Para tornar o assunto bem pessoal,
pergunte-se: ‘Ainda tenho um forte senso de expectativa,
´ ˜
ou sera que esfriou consideravelmente?’ — Revelaçao 2:4.
15 Podemos avaliar o nosso senso de expectativa de
˜ ´
muitas maneiras. Mas por que nao usar os proprios
´
13. Que defeito basico tinham os israelitas, tanto ricos como pobres?
´ ´
14. Por que e bom refletir sobre como esta o nosso senso de expec-
tativa?
˜ ´
15. Quais sao alguns indıcios de que o nosso senso de expectativa
´
talvez tenha diminuıdo?
ˆ
Que tipo de estilo de vida voce
incentiva seus filhos a adotar?
˜ ´
aspectos da descriçao de Amos sobre pessoas de seus dias
que ‘se haviam fartado’? Ao examinarmos isso, podemos
´ ˆ
analisar se detectamos em nos mesmos alguma tendencia
˜
para ‘nos fartar’. Um cristao, que em anos passados pensa-
va e agia de um modo que refletia seu senso de expectati-
va, talvez comece a empenhar-se em ter uma casa ou um
´ ´
carro mais luxuoso, roupas da ultima moda, cosmeticos e
´
joias caras, vinhos ou alimentos seletos. A Bıblia em ne-
nhuma parte sugere que devamos ser ascetas, ou privar-
´
nos de prazeres razoaveis. O homem diligente deve ‘co-
´
mer, beber e ver o que e bom por todo o seu trabalho
´ ´ ˜
arduo’. (Eclesiastes 3:13) No entanto, o perigo e o cristao
ˆ
interessar-se cada vez mais por comida, bebida e aparen-
‘Continue na expectativa’ 161

cia pessoal. (1 Pedro 3:3) Jesus notou que houve ´ uma mu-
dança de foco no caso de alguns ungidos na Asia Menor,
´ ˜
o que prova que isso e um perigo para os cristaos. (Revela-
˜ ´
çao 3:14-17) Sera que aconteceu algo similar conosco? Es-
tamos ‘nos fartando’, talvez interessados demais em coisas
´
materiais? Sera que o nosso senso de expectativa dimi-
nuiu? — Romanos 8:5-8.
16 Um enfraquecimento de nossa expectativa do grande
´
dia de Jeova pode-se revelar nos conselhos que damos aos
˜
nossos filhos ou a outros. O cristao talvez raciocine: ‘Eu
˜ ˆ
decidi nao seguir uma carreira academica ou profissional
porque achava que o fim viria logo. Mas agora faço ques-
˜ ´
tao que meus filhos estudem ´ o necessario para ter uma
´ ´
vida bem confortavel.’ E possıvel que nos dias de Oseias
´ ´
alguns tambem pensassem assim. Nesse caso, sera que os
conselhos dos pais enfocando um estilo de vida ‘farto’ te-
riam sido nos melhores interesses dos filhos? E se os filhos
naquele tempo realmente tivessem dado prioridade a um
´
modo de vida ‘farto’, ou bem confortavel, qual teria sido
˜
a situaçao deles em 740 AEC, quando Samaria caiu diante
´
dos assırios? — Oseias 13:16; Sofonias 1:12, 13.
VIVA COM EXPECTATIVAS BEM FUNDADAS
´
Assim como os adoradores genuınos do passado, po-
17
˜
demos confiar que as promessas de Deus se cumprirao
´
pontualmente, no tempo marcado por ele. ( Josue 23:14)
O profeta Miqueias mostrou sabiamente uma atitude de
˜
espera pelo Deus de sua salvaçao. Na nossa perspecti-
´ ´
va historica, podemos examinar uma tabela cronologica
´
do perıodo de Miqueias e ver que ele viveu bem perto da
˜
16. Por que nao seria nos melhores interesses de nossos filhos incen-
´
tiva-los a se empenhar por um modo de vida ‘farto’?
17. Em que sentido devemos imitar Miqueias?
´
162 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´
epoca em que Samaria foi conquistada. E quanto a nos
e os tempos em que vivemos? Quando olhamos para o
˜ ´
nosso passado, fica claro que fizemos decisoes sabias, tais
como a respeito de carreira secular, ´ estilo de vida e minis-
´ ˜
terio de tempo integral? E verdade que nao sabemos
´
quando vira ‘aquele dia e aquela hora’. (Mateus 24:36-42)
˜ ´ ´ ´
Nao ha duvida, porem, que agiremos sabiamente se culti-
`
varmos uma atitude semelhante a de Miqueias e agirmos
de acordo. E quando Miqueias for recompensado com
´
a vida numa restaurada Terra paradisıaca, quanta alegria
´
sentira de saber que nos beneficiamos de sua mensagem
´ ´
profetica e de seu exemplo fiel! Nos nos teremos tornado
´ ´ ˜
uma prova viva de que Jeova e o Deus de salvaçao.
18 A nossa confiança tem uma base solida. ´
Pense, por
´
exemplo, no curto livro profetico de Obadias. Ele se cen-
´
traliza no antigo Edom, declarando o julgamento de Jeova
˜
contra esse povo que maltratou seu “irmao” Israel. (Oba-
˜
dias 12) A predita devastaçao realmente aconteceu, como
´ ´
vimos no Capıtulo 10 deste livro. Em meados do sexto se-
ˆ
culo AEC, os babilonios comandados por Nabonido con-
˜
quistaram Edom, que deixou de existir como naçao. Mas
´
ha ainda outro pensamento importante na mensagem de
Obadias, vital para nos manter na expectativa do grande
´
dia de Jeova.
ˆ
19 Voce sabe que a naçao ˜ ˆ
inimiga (Babilonia) que de-
´ ˜
vastou Edom tambem havia executado a puniçao de Deus
ˆ ´
contra seu povo infiel. Em 607 AEC, os babilonios destruı-
´ ´ ´
ram Jerusalem e levaram os judeus ao exılio. O paıs vi-
˜ ˜
rou uma regiao deserta. Foi o fim de tudo? Nao. Por meio
´
de Obadias, Jeova predisse que os israelitas recuperariam a
sua terra. Em Obadias 17 lemos esta promessa animadora:
˜
18, 19. (a) A que calamidade ent ao futura apontou Obadias?
(b) Com que palavras Obadias apresentou esperança a Israel?
‘Continue na expectativa’ 163
´ ˜ ˜
“E no monte Siao que mostrarao estar os que escaparem,
´ ´ ´
e ele tera de tornar-se algo sagrado; e a casa de Jaco tera de
´
tomar posse das coisas a serem possuıdas por eles.”
´
20 A Historia ´
confirma que aquilo que Jeova disse por
meio de Obadias realmente ocorreu. O que Deus predis-
´
se, aconteceu. Milhares de exilados de Juda e de Israel re-
ˆ ˜ ´
tornaram em 537 AEC. Com as bençaos de Jeova, os repa-
triados transformaram uma terra deserta num verdejante
´ ˆ ´ ´
paraıso. Voce ja leu em Isaıas 11:6-9 e 35:1-7 profecias a
˜ ˆ
respeito dessa maravilhosa transformaçao. De importan-
˜
cia fundamental foi o restabelecimento da adoraçao ver-
´ ´
dadeira, centralizada num reconstruıdo templo de Jeova.
´
Assim, Obadias 17 e mais uma prova de que as promessas
´ ˜ ´
de Jeova sao confiaveis. Elas sempre se cumprem.
21 Obadias concluiu sua profecia com estas palavras en-
´ ´ ´
faticas: “O reinado tera de tornar-se de Jeova.” (Oba-
ˆ
dias 21) Com a mesma confiança, voce aguarda o tem-
´
po glorioso em que Jeova, por meio de Jesus Cristo,
´
20, 21. Por que Obadias 17 deve ser consolador para nos?

´
Servimos alegremente a Jeova com a eternidade em vista
´
164 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

ˆ ´
COMO VOCE SE BENEFICIARA?
ˆ ˜
˙ Quer voce seja rico, quer pobre, que liçoes
´
deve tirar de Amos 3:15; 5:11 e Ageu 1:4-7?
˙ Que conflito existe entre sentir-se ‘farto’
e continuar na expectativa? — Habacuque
3:17, 18.
´
˙ Por que e imperativo manter um forte senso
de expectativa? — Sofonias 1:12-15.

´ ˜
governara sem oposiçao o Universo inteiro, incluindo o
ˆ ´
nosso planeta. Quer voce esteja ha pouco tempo na
´
expectativa do grande dia de Jeova — com suas resultan-
ˆ ˜ ´ ´
tes bençaos —, quer ha muitas decadas, pode ter certe-
´
za absoluta de que tais expectativas baseadas na Bıblia se
˜
cumprirao.
22 Portanto, e´ apropriado repetir a garantia de Habacu-
´ ´ ˜
que, que certamente e valida nos nossos dias: “A visao ain-
´ ´
da e para o tempo designado e prossegue arfando ate o
˜ ´
fim, e nao mentira. Ainda que se demore, continua na ex-
´ ˜ ´
pectativa dela; pois cumprir-se-a sem falta. Nao tardara.”
(Habacuque 2:3) Ainda que do ponto de vista humano pa-
´
reça que o grande dia de Jeova esteja demorando, esse dia
´ ´
vira sem falta na hora marcada. Jeova prometeu isso. As-
´
sim, os que ja servem a Deus por muitos anos, bem como
´
os que começaram a adora-lo recentemente, podem avan-
çar juntos com a mesma confiança expressa em Miqueias
´ ´
4:5: “Nos, da nossa parte, andaremos no nome de Jeova,
nosso Deus, por tempo indefinido, para todo o sempre.”
ˆ
22. Por que voce deseja que seu conceito reflita o de Habacuque 2:3
e de Miqueias 4:5?
´
C APITULO TREZE

“PROCLAMAI ISTO
˜
ENTRE AS NAÇOES”
ˆ ´ ˜
VOCE ja ouviu o rugido de um leao? Dizem que seu ru-
´
gido e mais alto do que o som de uma britadeira. O que
ˆ ˆ
voce faria se, no silencio da noite, ouvisse o rugido de
˜ ˜
um leao nas imediaçoes? Isso com certeza provocaria uma
˜ ´
reaçao imediata. Amos, um dos 12 profetas cujos escritos
´ ˜
estamos considerando, usou esta analogia: “Ha um leao
˜ ´ ´
que bramiu! Quem nao tera medo? O proprio Soberano
´ ˜ ´ ´
Senhor Jeova falou! Quem nao profetizara?” (Amos 3:3-8)
ˆ ´ ´ ˜
Se voce ouvisse o proprio Jeova falar, nao reagiria assim
´
como Amos? Ele agiu imediatamente e profetizou contra
˜
a naçao de Israel, de dez tribos.
2 Talvez diga: ‘Mas eu nao ˜
sou profeta!’ Pode ser que
ˆ ˜
voce se sinta despreparado, por nao ter sido trei-
´
nado como profeta. Mas veja o caso de Amos.
Quando confrontado pelo sacerdote Amazias,
´
um adorador de bezerros, Amos disse: “Eu
˜
nao era profeta, nem era filho de profe-
ta; mas eu era boieiro e riscador de
ˆ ´
figos de sicomoros.” (Amos 7:14) Em-
´
bora fosse de origem humilde, Amos
´
1. Por que as palavras de Jeova ao seu pro-
feta podem ser comparadas ao rugido de
˜
um leao?
ˆ ´
2. (a) Como voce pode imitar Amos no
˜
cumprimento da missao de profetizar? (b) O
´
que analisaremos neste capıtulo?
ˆ
Como voce reagiria se ouvisse
˜
o rugido de um leao?
´ ´ ´
Desde o inıcio do seculo 20 ate
os nossos dias, o povo de Deus
tem “profetizado”
ˆ ˜
se dispos a cumprir sua missao
´ ˆ
como profeta de Jeova. E voce? En-
ˆ
tende que, em certos sentidos, voce
˜ `
recebeu uma designaçao similar a
ˆ
dos 12 profetas? Voce deve declarar
a mensagem de Deus para os nossos
´
dias, bem como ensinar e fazer discıpu-
´ ˜
los. Como encara essa seria designaçao?
´
Qual e a mensagem que deve proclamar
˜ ´
entre as naçoes? Esta cumprindo cabal-
˜
mente essa designaçao? O que determina
ˆ
o exito de seu trabalho? Analisemos as res-
postas.
´
‘OS NOVILHOS DE SEUS L ABIOS’
3 Voceˆ esta´ mesmo envolvido num traba-

lho semelhante ao dos profetas? Com certeza


˜ ˜
nao ouviu o rugido de um leao no senti-
´
do de ter sido inspirado diretamente por Jeova.
ˆ ´
Voce ouviu, no entanto, de sua Palavra, a Bı-
blia, a mensagem urgente sobre o iminente dia
´ ´
de Jeova. Como vimos no Capıtulo 1 deste li-
´ ˆ ´
vro, as palavras “profeta” e “profetico” tem varios
ˆ ˜
sentidos. Embora voce nao seja um profeta, como
´
Amos ou os outros profetas do passado, mesmo as-
sim pode falar a respeito do futuro. Como? Por
´ ˆ
declarar as mensagens profeticas que voce estudou
´
nas paginas das Escrituras Sagradas, incluindo as
´
dos 12 profetas. Agora e o tempo para fazer exata-
mente isso.
ˆ
3. De que modo voce pode realizar um trabalho semelhan-
te ao dos profetas cujos escritos estamos estudando?
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 167
ˆ ´
4 Veja o assunto de outro angulo. Jeova Deus falou ao
profeta Joel sobre um tempo em que toda sorte de pes-
´
soas profetizaria, por assim dizer. Ele disse: “Depois tera
´
de acontecer que derramarei meu espırito sobre toda sorte
de carne, e vossos filhos e vossas filhas certamente profe-
˜ ˜
tizarao. Quanto aos vossos homens idosos, terao sonhos.
˜ ˜
Quanto aos vossos jovens, terao visoes.” ( Joel 2:28-32)
´
No Pentecostes de 33 EC, o apostolo Pedro aplicou esse
´
texto ao derramamento do espırito santo sobre os que
´ `
estavam reunidos num sobrado em Jerusalem e a pre-
˜ ´
gaçao das “coisas magnıficas de Deus” que realizaram
em seguida. (Atos 1:12-14; 2:1-4, 11, 14-21) Conside-
re agora os nossos dias. O cumprimento principal
da profecia de Joel tem acontecido desde o come-
´ ˜ ´
ço do seculo 20. Cristaos ungidos pelo espırito
— homens e mulheres, jovens e idosos — passa-
´
ram a “profetizar”, isto e, a declarar “as coisas
´
magnıficas de Deus”, como as boas novas
´ ´
do Reino, agora ja estabelecido no ceu.
˜
5 Embora nao sejam ungidos por es-
´
pırito santo para se tornarem filhos
˜
de Deus, “uma grande multidao” de
“outras ovelhas” diz aos seguido-
res ungidos de Jesus Cristo: “Iremos
convosco, pois ouvimos que Deus
´ ˜
esta convosco.” (Revelaçao [Apo-
˜
calipse] 7:9; Joao 10:16; Zacarias
8:23) Quer sua esperança seja
4. Em que sentido a profecia de Joel
2:28-32 se cumpre hoje em dia?
´ ´
5. (a) Que privilegio todos nos te-
mos? (b) O que se quer dizer com
´
‘oferecer os novilhos de seus la-
bios’, e o que isso significa para
ˆ
voce?
´
168 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˆ
viver para sempre no ceu, quer na Terra, voce tem o pri-
´ ´
vilegio de oferecer “os novilhos de [seus] labios”. (Oseias
˜
14:2) O que significa essa expressao na profecia de Oseias?
“Novilhos . . . eram os melhores animais para ofertas de
´ ´
agradecimento”, diz o erudito bıblico Carl F. Keil. O apos-
tolo Paulo referiu-se a Oseias 14:2, ao escrever: “Ofereça-
´ ´
mos sempre a Deus um sacrifıcio de louvor, isto e, o fruto
´ ˜ ´
de labios que fazem declaraçao publica do seu nome.”
˜
(Hebreus 13:15) De fato, a expressao “os novilhos dos nos-
´ ´
sos labios” refere-se ao melhor que os nossos labios po-
´
dem proferir, as nossas palavras de louvor a Jeova.
6 Voceˆ oferece a Jeova´ sacrifıcios
´
de louvor quando ora
˜ ´
de coraçao a ele, faz comentarios apreciativos sobre ele
˜ ˜
nas reunioes cristas ou fala entusiasticamente com as pes-
´ ´ ´
soas no ministerio publico. Mas cada um de nos pode se
´
perguntar: ‘Ao participar nessas atividades, qual e a quali-
ˆ ´
dade das minhas ofertas?’ Pelo que voce ja estudou, sem
´
duvida sente desprezo pelos sacerdotes que, nos dias de
Malaquias, descaradamente levavam animais defeituosos
´
ao altar de Deus. Por meio de Malaquias, Jeova teve de en-
´ ´ ˜
fatizar a eles a ma qualidade de seus sacrifıcios, pois nao
´
achavam que estivessem desprezando a mesa de Jeova.
(Malaquias 1:8) Assim, faremos bem em examinar a qua-
´
lidade de nossos sacrifıcios para que sejam da melhor
´
qualidade possıvel e sem nenhum defeito.
A MENSAGEM A SER PROCLAMADA
´
7Oferecer “os novilhos dos nossos labios” no mi-
´ ˜ ´
nisterio exige coragem, nao e mesmo? Isso porque a
` ´ ´
mensagem que levamos as pessoas e de duplo conteudo,
´
6. Por que devemos examinar a qualidade de nossos sacrifıcios de
louvor?
´
7. Que aspecto de nossa mensagem de duplo conteudo requer cora-
gem para proclamar?
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 169
˜ ´
e um de seus aspectos certamente nao e popular. O pro-
feta Joel disse ao povo de Deus: “Proclamai isto entre as
˜
naçoes: ‘Santificai a guerra! Despertai os poderosos! Apro-
ximem-se eles! Subam todos os homens de guerra!’ ”
´
( Joel 3:9) Aplicando aos nossos dias, que desafio isso e
˜ ˜
para as naçoes! Trata-se de uma declaraçao de guerra jus-
´
ta de Jeova contra pessoas que o desafiam. Ao passo que
´
Jeova instrui seu povo a ‘forjar de suas espadas relhas de
` ˜
arado e de suas lanças podadeiras’, ele ordena as naçoes
inimigas que ‘forjem espadas de suas relhas de arado e lan-
ças de suas podadeiras’. (Miqueias 4:3; Joel 3:10) De fato,
os inimigos de Deus precisam preparar-se para guerrear
˜
contra o Criador do Universo. Nesse respeito, nao temos
nenhuma mensagem consoladora a declarar.
8 Na mensagem do profeta Miqueias, os que oferecem
´ ˜ ˜
‘os novilhos de seus labios’ sao comparados a um leao.
´ ˜
Ele escreveu: “Os remanescentes de Jaco terao de tornar-se
´ ˜ ˜
8. Por que “os remanescentes de Jaco” sao comparados a um leao?

ˆ ´
Voce esta proclamando
destemidamente o dia
´
de Jeova?
´
170 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ˜
entre as naçoes . . . como o leao entre os animais da flo-
˜
resta, como o leao novo jubado entre as greis de ovelhas,
que, quando realmente passa, certamente tanto pisoteia
˜ ´
como dilacera; e nao ha livrador.” (Miqueias 5:8) Por que
essa analogia? Em nossos dias, o povo de Deus, com o
`
restante ungido a frente, precisa mostrar coragem leonina
` ˜
para proclamar a mensagem de aviso as naçoes.1
ˆ ´ ˜
9 Voce e corajoso como um leao ao proclamar o aviso
˜
contido na mensagem? Talvez precise dessa coragem nao
´
apenas ao comparecer perante autoridades, mas tambem
ao falar com colegas de escola ou de trabalho, ou com pa-
˜ ˜ ´
rentes que nao sao Testemunhas de Jeova. (Miqueias 7:5-7;
ˆ
Mateus 10:17-21) Como voce pode reunir coragem diante
˜
de oposiçao ou de apatia? Veja como Miqueias conse-
˜
guiu realizar a colossal tarefa de alertar sobre a destruiçao
´
tanto de Samaria como de Jerusalem: “Eu mesmo fiquei
´ ´
cheio de poder com o espırito de Jeova, e de justiça e de
ˆ ´
potencia, a fim de contar a Jaco a sua revolta e a Israel o
ˆ
seu pecado.” (Miqueias 1:1, 6; 3:8) Voce da mesma forma
´
pode ‘ficar cheio de poder’, porque tambem pode receber
´
um farto suprimento do espırito energizador de Deus. (Za-
ˆ ´
carias 4:6) Por orar a Deus e confiar nele, voce sera capaz
de declarar as palavras que talvez façam ‘tinir os ouvidos’.
— 2 Reis 21:10-15.
10 Voceˆ deseja ser corajoso, mas e´ preciso tambem ´
usar
1 O primeiro cumprimento dessa profecia talvez tenha ocorrido no
´
perıodo macabeu, quando os judeus, liderados pelos macabeus, ex-
´
pulsaram de Juda os seus inimigos e rededicaram o templo. Isso tor-
´
nou possıvel que um restante dos judeus acolhesse o Messias quan-
do ele apareceu. — Daniel 9:25; Lucas 3:15-22.
ˆ ˜
9. (a) Cite casos em que voce precisa ser corajoso como um leao.
´ ´ ˜
(b) Como e possıvel ser corajoso diante de oposiçao ou de apatia?
10. Como podemos imitar a Sofonias ao transmitirmos a mensagem
´
sobre “o dia de Jeova”?
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 171

ENTENDEU O SENTIDO?
ˆ
˙ Como voce hoje pode oferecer ‘os novilhos
´
dos seus labios’? — 2 Reis 20:3; Malaquias
1:11.
´ ˆ
˙ Que mensagem de duplo conteudo voce
´
proclama? — Isaıas 61:2; Miqueias 5:7, 8.
ˆ
˙ Por que voce precisa de coragem leonina
´
para anunciar o dia de Jeova? — Jeremias
1:19; Joel 3:9-12.

`
de tato ao apresentar as pessoas a mensagem de aviso. Te-
mos de ser ‘meigos (ou ‘jeitosos’) para com todos’, mesmo
quando a mensagem for a respeito do iminente “dia de
´ ´
Jeova”. (2 Timoteo 2:24, nota; Joel 2:1, 11; Sofonias 1:14)
´
Aqui tambem podemos aprender algo dos 12 profetas.
Eles proclamavam corajosamente as mensagens de conde-
˜ ´ ˜
naçao de Jeova, mas mostravam consideraçao pelos que
ouviam. Por exemplo, o profeta Sofonias falou sem ro-
´
deios ao se dirigir aos endurecidos prıncipes (ou nobres)
˜ ´
de seus dias, mas nao incluiu o fiel Rei Josias nessa crıti-
ca. (Sofonias 1:8) Ao transmitirmos a mensagem de aviso,
˜ ´
nao acha que e bom ajudar as pessoas encarando-as como
´
possıveis ovelhas, sem adotar um conceito negativo a res-
peito delas? — Mateus 25:32-34.
11 Qual e´ o outro aspecto da mensagem de duplo con-
´ ´
teudo que transmitimos? Esse aspecto e destacado em
´ ´ ˜
Miqueias, capıtulo 5. “Os remanescentes de Jaco terao de
tornar-se no meio de muitos povos como orvalho da par-
´ ˜
te de Jeova, como chuvas copiosas sobre a vegetaçao, que
´ ´
11. (a) Qual e o segundo aspecto da mensagem de duplo conteudo
ˆ
que proclamamos? (b) Como voce pode imitar os 12 profetas ao pro-
´
clamar o dia de Jeova?
´
172 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜
nao espera o homem nem aguarda os filhos do homem
terreno.” (Miqueias 4:1; 5:7) Por causa das boas novas que
´
levam a “muitos povos” hoje, “os remanescentes” de Jaco,
˜
ou Israel, espiritual e seus companheiros sao como um re-
´
vigorante “orvalho da parte de Jeova” e “chuvas copiosas
˜ ´
sobre a vegetaçao”. Temos muito a aprender dos ultimos
12 livros das Escrituras Hebraicas a respeito desse segundo
aspecto de nossa mensagem, visto que esses profetas
˜ ˜ ´
proclamaram nao apenas destruiçao, mas tambem restau-
˜ ´ ˆ
raçao. No seu ministerio, voce destaca o aspecto positivo
´
da mensagem sobre o dia de Jeova?
ˆ
DE QUE MODO VOCE PROCLAMA
ESSA MENSAGEM?
12 De que modo, entao, ˜ ˆ
voce proclama essa mensa-
´
gem de duplo conteudo? O profeta Joel comparou o tra-
´
balho do povo de Deus a uma serie de pragas de insetos,
incluindo gafanhotos. ( Joel 1:4) Mas, afinal, por que se
´ ´
diria que o povo de Jeova e compa-
´
ravel a nuvens de insetos? Porque,
como vemos em Joel 2:11, Deus
identifica esses insetos como
“sua força militar”. (O povo
´
de Deus e simbolizado por
´
gafanhotos tambem no livro
˜ ˜
de Revelaçao. Veja Revelaçao
9:3, 4.) O trabalho dos inse-
tos descritos por Joel era como
um fogo devorador, e aquilo
que no caminho deles parecia
12, 13. (a) Em que sentido o povo
´ ´
de Deus e comparavel a nuvens de
ˆ
insetos? (b) O que voce acha a res-
ˆ
peito do que se le em Joel 2:7, 8?
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 173
´
“o jardim do Eden” transformou-se num “ermo desola-
ˆ ´
do”. (Joel 2:2, 3) Como voce pode mostrar que esta ciente
do significado da profecia de Joel?
13 Pense em como essas pequenas criaturas realizam

um “trabalho” cabal. Joel as descreve da seguinte manei-


ra: “Correm como homens poderosos. Sobem a muralha
˜
como homens de guerra. E vao, cada um, nos seus
´ ˜ ˜
proprios caminhos e nao trocam de veredas. E nao em-
purram um ao outro. Prosseguem andando assim como o
˜ ´
varao vigoroso no seu rumo; e se alguns caırem mesmo
´ ˜
entre os projeteis, os outros nao interrompem o avanço.”
˜
( Joel 2:7, 8) Nenhuma “muralha” de oposiçao impede seu
avanço e a praga que provocam. ‘Se alguns caem mes-
´ ˜
mo entre os projeteis’, como tem sido o caso de cristaos
leais executados por inimigos opressivos, outros assumem
˜ ´
o trabalho, cumprindo a missao que Jeova lhes confiou.
ˆ ´ ` ˜
Voce esta decidido a apegar-se a designaçao de procla-
´ ´
mar o dia de Jeova ate que ´ ele determine
´
que esteja cumprida? E possıvel que
ˆ `
voce esteja dando continuidade a
obra realizada por alguns cris-
˜ ´ ´
taos fieis que ja morreram.
14 Um serviço cabal, essa e´ a
ˆ
ideia. Como voce pode con-
tribuir para uma obra de
˜
pregaçao cabal, conforme
descrito na profecia de Joel?
ˆ
14. De que modo voce pode con-
˜
tribuir para a realizaçao cabal da
˜
obra de pregaçao?
´
Seu ministerio pode
ser bem-sucedido
independentemente da
receptividade das pessoas
´
174 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´
Participando no ministerio de casa em casa e revisitan-
´ ˆ
do os interessados. Alem disso, voce volta para tentar falar
˜
com os que nao estavam em casa. Desse modo mostra que
´ ´
entende esse quadro profetico. E, quando da testemunho
´
para pessoas na rua, talvez encontre alguem que de outra
˜ ˆ
forma nao encontraria. Ainda outra oportunidade: voce
pode ajudar pessoas no seu bairro ou na sua cidade que
´ ´
imigraram de outros paıses.1 Esta atento a tais oportunida-
˜
des, contribuindo para a realizaçao cabal da atual obra de
˜
pregaçao?
O QUE DETERMINA SEU SUCESSO?
`
15 Como as pessoas reagem a mensagem sobre o ate-
´ ˜
morizante dia de Jeova? Nao se surpreenda de encontrar
˜
oposiçao ou apatia. Foi assim no caso de muitos profetas
de Deus, muitos dos quais tinham fortes mensagens de
aviso a transmitir. ( Jeremias 1:17-19; 7:27; 29:19) Apesar
´
disso, varios profetas viram bons resultados. Pelo menos
cinco deles — Jonas, Miqueias, Sofonias, Ageu e Zacarias —
˜
moveram o coraçao de algumas pessoas a se arrepende-
rem de seus pecados e mudarem de proceder.
16 O trabalho de Sofonias como profeta evidentemen-
˜
te moveu o Rei Josias a iniciar uma renovaçao da
˜
adoraçao pura. Miqueias proclamou corajosamente uma
˜ ´ ´
mensagem de condenaçao contra os lıderes de Juda, e o
Rei Ezequias agiu de ´ acordo com as palavras de Miqueias.
(Miqueias 3:1-3) E interessante que alguns homens de
˜
1 O folheto Boas Novas para Pessoas de Todas as Naçoes, publicado
´ ´
pelas Testemunhas de Jeova, tem sido util para ajudar pessoas que
˜ ˜ ˆ
nao falam o idioma principal da regiao em que voce mora.
´ ˜ ` ˜ `
15. O que e digno de nota com relaçao a reaçao das pessoas as men-
sagens dos 12 profetas?
16. Quais foram os resultados dos esforços de Miqueias como pro-
feta?
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 175
` ˜
mais idade dos dias de Jeremias se referiram a reaçao de
Ezequias como bom exemplo, quando disseram que o rei
´
‘temeu a Jeova e passou a abrandar a Sua face’. (Jeremias
26:18, 19; 2 Reis 18:1-4) Liderados por Ezequias, o povo
´ ´
de Juda e os do reino do norte dispostos a acompanha-los
´ ˜ ˜
celebraram a Pascoa e a Festividade dos Paes Nao Fermen-
´
tados, ate mesmo estendendo a festividade por mais uma
` ˜
semana. Qual foi o resultado de seu retorno a adoraçao
´
verdadeira? “Veio a haver grande alegria em Jerusalem.”
ˆ
(2 Cronicas 30:23-26) Miqueias havia começado a pro-
˜ ˜
clamar a mensagem divina de condenaçao da naçao
´
apostata, governada pelo Rei Acaz. No entanto, o profeta
´
viu os otimos resultados de seus esforços quando o filho
de Acaz, Ezequias, reagiu positivamente.
17 Veja tambem ´
o caso dos profetas Ageu e Zacarias.
As suas profecias se dirigiam aos judeus repatriados, que
´ ˆ
se haviam tornado apaticos e egocentricos. (Ageu 1:1, 2;
Zacarias 1:1-3) Quando esses dois profetas iniciaram suas
´
atividades, ja se haviam passado 16 anos desde o lança-
mento do alicerce do templo. As pessoas ‘corriam cada
´
qual em prol de sua propria casa’, ao passo que a casa
´
de Jeova estava “devastada”. Ageu conclamou os judeus:
´ ´ ˜
“ ‘Sede fortes, todos vos, povo da terra’, e a pronunciaçao
´ ˜ ´
de Jeova, ‘e trabalhai’.” O que aconteceu entao? Jeova pas-
´
sou a “despertar o espırito” do Governador Zorobabel, do
´
Sumo Sacerdote Josue e de “todos os remanescentes do
povo”. Como resultado, conseguiram terminar as obras
do templo. — Ageu 1:9, 12, 14; 2:4.
18 A maioria dos 12 profetas declarou mensagens a`

17. O que Ageu e Zacarias conseguiram realizar?


˜ ` ˜ ´
18, 19. (a) Que reaçao positiva a proclamaçao do dia de Jeova se ob-
´ ˆ ´
serva em alguns paıses? (b) Como voce agira diante da necessidade
de declarar a mensagem de aviso a todas as pessoas?
´
176 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
˜ ´ ´
naçao originalmente dedicada a Jeova. Nos talvez pregue-
mos a pessoas que nunca conheceram o Deus verdadeiro,
mas, mesmo assim, podemos aprender dos resultados das
´
atividades dos profetas. Hoje tambem, em muitos lugares,
˜
as pessoas estao aceitando a urgente mensagem sobre o
´
dia de Jeova. Estamos vendo resultados como os preditos
˜
por Zacarias: “Naquele dia certamente se juntarao mui-
˜ ´ ˜
tas naçoes a Jeova e tornar-se-ao realmente meu povo; e
eu vou residir no teu meio.” (Zacarias 2:11) Atualmente,
em sentido literal, o povo de Deus encontra uma respos-
˜ ˜
ta positiva entre “muitas naçoes”. (Revelaçao 7:9) Zacarias
˜ ˜
predisse: “Muitos povos e poderosas naçoes virao real-
´ ´ ´
mente para procurar a Jeova dos exercitos em Jerusalem e
´ ˜
para abrandar a face de Jeova.” Esses sao descritos como
´ ˜
“dez homens dentre todas as lınguas das naçoes” que
agarrariam a veste de um israelita espiritual, dizendo: “Ire-
´
mos convosco, pois ouvimos que Deus esta convosco.”
— Zacarias 8:20-23.
ˆ
19 Note a referencia ´ ˜
a “todas as lınguas das naçoes”.
´ ˜ ´ ˜
A Bıblia e publicaçoes bıblicas sao traduzidas para mui-
´ ´
tas lınguas, e as Testemunhas de Jeova treinam ministros
´ ˜
para ensinar pessoas “dentre todas as lınguas das naçoes”.
ˆ
(Mateus 28:19, 20; Atos 1:8) Voce talvez tenha aprendido
˜
outro idioma para ajudar pessoas na sua regiao que falam
´ ˜
esse idioma. E um bom numero de ministros se dispoe a
´
aprender um ou dois novos idiomas e mudar-se para paı-
ses em que muitos aceitam animadamente as boas novas.
´ ˆ ˜
Seria possıvel voce se mudar para uma dessas regioes pro-
˜
dutivas e assim ‘proclamar isto entre as naçoes’? Ore a
respeito desse assunto. Se estiver criando filhos, fale repe-
´
tidas vezes com a famılia sobre a possibilidade de se
mudarem, mantendo esse alvo perante seus filhos em for-
˜
maçao.
˜
“Proclamai isto entre as naçoes” 177

20 Outro profeta cujos ouvintes, contrariando todas as


expectativas, foram receptivos, foi Jonas. Os homens de
´ ´ ´ `
Nınive, ate o proprio rei, reagiram bem a mensagem de
´ ´ ´
Jonas, passando a ter fe em Jeova. O proprio Deus pergun-
˜ ´
tou: “Eu . . . nao devia ter pena de Nınive, a grande cidade,
´
em que ha mais de cento e vinte mil homens que absolu-
˜
tamente nao sabem a diferença entre a sua direita e a sua
˜
esquerda?” ( Jonas 4:11) Pense nessas palavras com relaçao
´
ao que o motiva a proclamar o atemorizante dia de Jeova.
´ ´ ˆ
Sente-se em dıvida para com Jeova por ele te-lo salvado
por meio do resgate? Tem um senso de responsabilidade
´ ˜
como seu servo dedicado? (1 Corıntios 9:16, 17) Essas sao
˜ ´ ´ ´
razoes validas para proclamar o dia de Jeova. Mas, alem
ˆ
disso, voce sente “pena” das pessoas a quem proclama o
´ ˆ
dia de Jeova? Voce pode ser muito feliz quando a miseri-
´ `
cordia divina o motiva a falar as pessoas a respeito desse
dia.
˜
21 Nao sabemos muita coisa a respeito da receptividade
que Joel, Obadias, Naum, Habacuque e Malaquias tive-
˜
ram. Mas sabemos como foi pelo menos uma das reaçoes
´ ˆ ´
que Amos enfrentou. Amazias opos-se fortemente a Amos,
acusando-o de conspirar contra o rei, e tentou proibi-lo
´ ´
de pregar em Betel. (Amos 7:10-13) Amos enfrentou cora-
˜ ´ ´
josamente a oposiçao. Hoje, tambem, religiosos fanaticos
´ ´
talvez tentem influenciar alguns lıderes polıticos a perse-
´ ´
guir o povo de Jeova ou mesmo proibir sua benefica obra
˜ ˆ ´ ´
de pregaçao. Voce imitara a Amos em proclamar destemi-
˜
damente as boas novas apesar de oposiçao?
22 Embora os 12 profetas tenham encontrado diferentes

´ ˜
20. Jeova chamou atençao a que sentimento seu para com o povo de
´
Nınive?
ˆ ´
21. O que voce pode aprender do exemplo de Amos em lidar com as
ameaças de Amazias?
ˆ ´ ´
22. Por que voce pode dizer que o ministerio e bem-sucedido na sua
˜
regiao?
´
178 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

´
COMO RESPONDERA?
˜
˙ Que liçao se pode aprender do fato de o
povo de Deus ser comparado a nuvens de
insetos? — Joel 1:4; 2:3; Atos 20:24.
ˆ ´
˙ Como voce pode mostrar que esta ciente da
necessidade de realizar cabalmente seu mi-
´ ´
nisterio? — Amos 7:14, 15; Miqueias 1:1-4;
Atos 10:42.
ˆ
˙ Por que voce pode confiar que sua procla-
˜ ´ ´
maçao do dia de Jeova e um sucesso aos
olhos de Deus? — Malaquias 3:10.

˜ ˜
reaçoes, todos eles cumpriram sua missao. O importante
˜ ´ ˜
nao e se as pessoas aceitam, ou nao, a mensagem de du-
´
plo conteudo que transmitimos, mas sim que ofereçamos
´ ´
a Jeova “os novilhos de nossos labios”, o melhor “sa-
´ ´
crifıcio de louvor” possıvel. (Oseias 14:2; Hebreus 13:15)
´ ˜
Daı podemos deixar os resultados nas maos de Deus. Ele
˜ ˜ ´
vai atrair os que realmente sao ovelhas. (Joao 6:44) Alem
ˆ ´
do mais, voce podera ser um bem-sucedido proclamador
˜
da mensagem divina, independentemente da reaçao das
´
pessoas. Esteja certo de que ‘os pes daquele que leva boas
˜
novas, aquele que publica a paz’, sao belos aos olhos dos
que aceitam com prazer as boas novas. E acima de tudo,
˜ ´ ´
sao belos aos olhos de Jeova. (Naum 1:15; Isaıas 52:7)
´
Com a proximidade do grande dia de Jeova, esteja decidi-
do a continuar fazendo o que Joel predisse para os nossos
˜
tempos: “Proclamai isto entre as naçoes: ‘Santificai a guer-
`
ra! Despertai os poderosos!’ ” Isso se refere a guerra de
˜
Deus contra as naçoes. — Joel 3:9.
´
C APITULO C ATORZE

ˆ ˜ ´ ˜
“UMA BENÇ AO ATE QUE NAO
HAJA MAIS NECESSIDADE”
´ ˆ ˜ ´
VIVEMOS numa epoca de julgamento e de bençaos. E
´ ˆ ˜
um perıodo de decadencia religiosa e de restauraçao espi-
ˆ ˆ ˜
ritual. Voce certamente deve desejar as bençaos bem como
˜
os atuais e futuros bons efeitos da restauraçao espiritual.
ˆ
Mas que certeza pode ter de que vai recebe-los? A respos-
ta envolve uma profecia que teve seu cumprimento princi-
´
pal pouco depois do começo dos “ultimos dias” em 1914.
´ ´
(2 Timoteo 3:1) Malaquias predisse: “ ‘Vira ao Seu templo
´
o verdadeiro Senhor [Jeova], a quem procurais, e o mensa-
´
geiro do pacto, em quem vos agradais. Eis que vira certa-
´ ´
mente’, disse Jeova dos exercitos.” — Malaquias 3:1.
2 Essa profecia, que tem significado fundamental na sua
´ ´
vida, acha-se no ultimo dos 12 livros profeticos. Ao con-
cluirmos o estudo desses livros, os escritos de Malaquias
˜ ˜
sao de interesse especial. Seu livro inclui instruçoes vitais
´ ˆ ´
que tornam possıvel que voce e outros servos de Jeova re-
ˆ ˜ ´ ˜
cebam “uma bençao ate que nao haja mais necessidade”.
´
(Malaquias 3:10) Examinemos o capıtulo 3 do livro de Ma-
laquias.
´ ˜
EPOCA DE PURIFICAÇ AO ESPIRITUAL
´
3 Uns cinco seculos ´
depois dos dias de Malaquias, Jeova,
representado por Cristo (o “mensageiro [de Deus] do pacto
´
1, 2. (a) Que boas escolhas cada um de nos pode fazer? (b) O cum-
ˆ ˜
primento de que profecia tem a ver com as bençaos que podemos
receber?
˜ `
3. Que situaçao entre o antigo povo de Deus levou a escolha do “Is-
rael de Deus”?
´
180 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
ˆ ´
[abraamico]”), veio ao templo literal em Jerusalem para
˜
julgar Seu povo pactuado. Aquela naçao em geral havia se
´
mostrado indigna de favor constante, de modo que Jeova a
´
rejeitou. (Mateus
´ 23:37, 38) A prova disso e o que ocorreu
´ ˜
em 70 EC. E certo tambem que, em lugar daquela naçao,
˜
Deus escolheu “o Israel de Deus”, uma naçao espiritual de
˜ ´
144 mil membros dentre todas as naçoes. (Galatas 6:16; Ro-
˜
manos 3:25, 26) Mas esse nao foi o cumprimento final da
´
profecia de Malaquias. Ela aponta tambem para os tempos
modernos, e influi diretamente nas suas perspectivas de re-
ˆ ˜ ´ ˜
ceber “uma bençao ate que nao haja mais necessidade”.
4 O cumprimento de profecias bıblicas ´
confirma que
em 1914 Jesus Cristo foi empossado como Rei do Reino
´ ˜
celestial de Jeova. Veio entao o tempo para Jesus identifi-
˜ ˜
car um grupo de cristaos que merecia a aprovaçao divina.
Quem passaria no teste de pureza espiritual? As palavras de
˜ ˜
Malaquias dao uma indicaçao da resposta: “Quem aguen-
´ ´ ´
tara o dia da sua vinda e quem se mantera de pe quando
´
ele aparecer? Pois ele sera como o fogo do refinador.” (Ma-
´
laquias 3:2) Quando e em que sentido Jeova veio ao seu
“templo” para julgamento?
5 Obviamente, Deus nao ˜
veio a um templo de pedras e
´ ˜
argamassa. O ultimo templo literal para adoraçao verdadei-
4. Que pergunta precisava de uma resposta depois que Jesus foi en-
tronizado em 1914?
´
5, 6. (a) O que Jeova encontrou entre a maioria dos pro-
fessos adoradores quando veio para inspecionar
seu templo espiritual? (b) De que neces-
sitavam os servos de Deus ungidos pelo
´
espırito?
´
Jeova tem refinado seu
´
povo como grupo. Sera que
pessoalmente ainda
precisamos de algum
refinamento?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 181
´ ´
ra havia sido destruıdo em 70 EC. Em vez disso, Jeova veio
a um templo espiritual, o arranjo que permite aos huma-
´ ` ´
nos se aproximarem de Deus e adora-lo a base do sacrifı-
˜
cio resgatador de Jesus. (Hebreus 9:2-10, 23-28) As religioes
˜ ´
da cristandade certamente nao constituıam esse templo es-
piritual, pois faziam parte de um sistema religioso culpa-
´
do de derramamento de sangue e de meretrıcio espiritual,
um sistema que promovia ensinos falsos em vez de a ado-
˜ ´
raçao pura. Jeova tornou-se “testemunha veloz contra” tal
ˆ ´
sistema, e voce sabe que seu julgamento desfavoravel foi
justo. (Malaquias 3:5) Mas depois que o Reino de Deus foi
˜
estabelecido, havia um grupo de cristaos verdadeiros que
´
servia nos patios do templo espiritual de Deus e foi leal a
˜
ele sob severas provas. Nao obstante, mesmo esses ungidos
˜
precisavam de certa purificaçao. Os escritos dos 12 profetas
˜ ˆ
apontaram para essa purificaçao, pois contem promessas
˜ ´
animadoras de restauraçao espiritual e fısica entre os ser-
vos de Deus. Malaquias predisse que haveria um povo que
´
Jeova ‘depuraria como o ouro e como a prata’. Certamente
´
‘se tornariam para Jeova pessoas que apresentam uma ofe-
renda em justiça’. — Malaquias 3:3.
6 De acordo com solidas ´ ˆ ´
evidencias disponıveis, de 1918
´ ´ ˜
em diante Jeova realizou a necessaria purificaçao dos cris-
˜ ` ˜
taos ungidos, com respeito a sua adoraçao, costumes e dou-
˜ ˜
trinas.1 Esses cristaos, e a “grande multidao” que mais tarde
˜
se juntou a eles, se beneficiaram muito disso. (Revelaçao
[Apocalipse] 7:9) Como grupo unido, continuam a apresen-
´ ´
tar “uma oferenda em justiça”, “agradavel a Jeova”. — Ma-
laquias 3:3, 4.
7 Isso e´ assim no caso do povo de Deus em geral, mas

˜
1 Para mais informaçoes, veja A Sentinela de 15 de junho de 1987,
´
paginas 14-20.
´ ´ ˜
7. O que e apropriado que perguntemos a nos mesmos com relaçao
` ˜
a nossa posiçao perante Deus?
´
182 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˆ
que dizer de nos individualmente? Talvez voce se pergunte:
‘Existe algum aspecto na minha atitude e nas minhas
˜
açoes que ainda precisa de refinamento? Ainda preciso re-
´
finar minha conduta, assim como Jeova refinou seus un-
´
gidos?’ Ja vimos que os 12 profetas destacaram aspectos e
´ ˜
conduta negativos, bem como caracterısticas e açoes posi-
ˆ ´
tivas. Terem feito isso possibilita que voce saiba o que Jeova
ˆ
‘pede de volta de voce’. (Miqueias 6:8) Note que diz ‘de
ˆ ´
voce’. Isso enfatiza por que cada um de nos deve verificar
se pessoalmente ainda precisa fazer algum refinamento ou
˜
purificaçao.
“EXPERIMENTAI-ME, POR FAVOR”
´
8 Vejamos o que Jeova diz a seguir por meio de Mala-
´ ´
quias, no capıtulo 3, versıculo 10. Encontramos ali este ca-
´ `
loroso convite: “ ‘Trazei todas as decimas partes a casa do
´
deposito para que venha a haver alimento na minha casa;
´
e experimentai-me, por favor, neste respeito’, disse Jeova
´ ˜ ´
dos exercitos, ‘se eu nao vos abrir as comportas dos ceus e
´ ˆ ˜ ´ ˜
realmente despejar sobre vos uma bençao ate que nao haja
´
mais necessidade’.” Essa proposta e feita ao povo de Deus
´ ´
como um todo. Percebe que e tambem um convite pessoal
ˆ
para voce?
9 Como voceˆ pode dar “as decimas´ ´
partes” a Jeova? Na-
ˆ ˜ ´
turalmente, voce nao e obrigado a apresentar ofertas lite-
´
rais e dızimos, como a Lei prescrevia. O que Deus espera
˜
hoje sao ofertas de natureza espiritual. Como vimos no ca-
´
pıtulo anterior, Paulo classificou de oferta a obra de teste-
˜
munho que o cristao realiza. (Oseias 14:2) E, em seguida,
´ ´ ˜
o apostolo mencionou outro tipo de sacrifıcio: “Nao vos
esqueçais de fazer o bem e de partilhar as coisas [mate-
riais] com outros, porque Deus se agrada bem de tais
´
8. Que convite Jeova faz ao seu povo?
´ ˆ ´
9. Que tipo de ofertas e “dızimos” voce pode apresentar a Jeova?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 183
´ ´ ´ ´
sacrifıcios.” (Hebreus 13:15, 16) Assim, e obvio que “as de-
cimas partes” mencionadas em Malaquias 3:10 represen-
˜
tam ofertas espirituais e materiais. Como cristao batizado,
ˆ ´ ´ ´
voce esta dedicado plenamente a Jeova, mas seu “dızimo”
˜ ´ ˆ
representa a porçao do que e seu e que voce pode trazer
´
para Jeova, ou usar no Seu serviço. Inclui o tempo, a ener-
˜ ˆ
gia, os recursos e as contribuiçoes materiais que voce dis-
´
ponibiliza para o serviço de Jeova.
´
10 E muito apropriado que voceˆ ofereça tais dızimos ´
sim-
´ ´ ˜ ´
bolicos a Jeova com sentimentos de devoçao e amor. Esta
´ ˆ ˆ
envolvido tambem um senso de urgencia. Voce sabe que
´ ´
o grande dia de Jeova se aproxima rapidamente e que e
˜
“muito atemorizante”. ( Joel 2:1, 2, 11) Vidas estao em
ˆ
jogo. Deus faz um convite que voce pode aceitar pessoal-
ˆ
mente. Ele pede que voce o ‘experimente’. Naturalmente,
ˆ ´ `
nenhum humilde humano deve atrever-se a por Jeova a
prova, como se ele fosse indigno de confiança. (Hebreus
ˆ ´ `
3:8-10) Mas voce pode humildemente coloca-lo a prova
ˆ
num sentido correto. Como? Deus promete “uma ben-
˜ ˆ ˆ `
çao”. Ao obedece-lo, voce o coloca a prova, como que se
´
perguntando: ‘Sera que ele vai me abençoar?’ Em respos-
˜
ta, Deus se coloca sob a obrigaçao de fazer isso, cumprin-
do sua promessa. Assim, o fato de que Deus permite que
ˆ ˜
voce o ‘experimente’ fortalece sua convicçao de que rece-
´ ˆ ˜
bera dele muitas bençaos.
11 Voceˆ se apercebe de que o povo de Jeova´ tem feito ge-
´ ´
nerosas ofertas materiais e sacrifıcios espirituais. E Jeova
ˆ ˜ ´ ˜ ´
tem ‘despejado uma bençao ate nao ser mais necessario’.
ˆ
Talvez voce tenha observado que o povo de Deus recebeu
ˆ ˜
essa bençao, conforme refletida nos espantosos aumentos
´ ´ ˆ
numericos que as Testemunhas de Jeova tem tido desde
ˆ
10. Em que sentido voce pode apropriadamente ‘experimentar’ a
´
Jeova?
ˆ ˜ ´ ˆ ´
11, 12. De que bençaos de Jeova sobre seu povo voce e testemunha?
´
184 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ´ ´ ˆ ´
o inıcio do seculo 20 ate hoje. Voce tem visto tambem um
acentuado aumento no entendimento das “coisas profun-
´ ´
das de Deus”. (1 Corıntios 2:10; Proverbios 4:18) Mas pen-
ˆ
se nisso de outro angulo: que impacto tudo isso teve sobre
ˆ
voce?
12 Talvez uns tempos atras ´ ˆ
voce frequentasse uma igre-
` ˜
ja ou apenas estivesse começando a assistir as reunioes das
´ ˆ
Testemunhas de Jeova. Quanto voce entendia das verda-
´ ´
des basicas da Bıblia naquele tempo? Agora, contraste isso
ˆ ˜
com o que voce aprendeu desde entao e que pode provar
`
a base das Escrituras. Ou, pense nas coisas mais profundas
˜
que passou a entender, incluindo profecias que estao se
ˆ ´
cumprindo. E veja como voce ja aplica melhor certos tex-
´ ˆ ´
tos bıblicos no seu dia a dia. Quanto progresso voce ja fez!
´
Assim, pode incluir a si mesmo nas palavras do apostolo
´
Pedro: “Temos a palavra profetica tanto mais assegurada.”
´ ˆ ´
(2 Pedro 1:19) O ponto e: voce foi ‘ensinado por Jeova’ e
´ ´
esta entre um povo que pratica o cristianismo genuıno e
´ ´ ˆ
deseja servir a Jeova para sempre. (Isaıas 54:13) Voce pode
˜ ´
dizer, com razao, que ele ja o abençoou ricamente.
SEU NOME NO LIVRO DA VIDA
ˆ ˜ ´
13 Malaquias 3:16 menciona outras bençaos de Jeova:
´
“Naquele tempo, os que temiam a Jeova falaram um ao
´
outro, cada um ao seu companheiro, e Jeova prestava aten-
˜
çao e escutava. E começou-se a escrever perante ele um li-
˜ ´
vro de recordaçao para os que temiam a Jeova e para os
que pensavam no seu nome.” Tanto os ungidos como os
˜
da grande multidao manifestam esse reverente ‘temor a
´ ˜ ´ ´
Jeova’. Nao concorda que e um privilegio ser Testemunha
´
de Jeova, parte de um povo feliz que ‘pensa’ no nome de
´
13. O que e preciso para ter o nome registrado no livro de recorda-
˜
çao de Deus?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 185

ˆ
COMO INFLUIU EM VOCE?
ˆ ˜
˙ Como voce se beneficiou da purificaçao
´
espiritual do povo de Jeova dos tempos
modernos? — Daniel 12:10; Malaquias 3:12.
ˆ
˙ Por que voce deseja aumentar sua oferta de
´
sacrifıcios a Deus? — Oseias 14:2;
1 Pedro 2:5.

´ ˆ
Jeova e o magnifica no globo inteiro? Voce pode ser mui-
´ ˜ ´
to feliz com a certeza de que Jeova nao despercebera sua
fidelidade! — Hebreus 6:10.
14 Como voceˆ pode qualificar-se para ter seu nome in-
´ ˜ ´ ´
cluıdo nesse “livro de recordaçao”, que ja esta sendo es-
´ ´
crito perante Jeova? Lembre-se de alguns sabios conselhos
que vimos nos livros dos 12 profetas. Aprendemos a res-
peito de conduta, qualidades e atitudes que desagradam a
´ ´
Jeova. Por exemplo, os profetas alertaram-nos contra prati-
˜
cas que Deus diz que se conflitam com seus padroes justos
e podem arruinar a nossa vida, tais como “conduta desen-
´ ˜
freada” e “espırito de fornicaçao”. (Oseias 4:12; 6:9) Deus
ˆ ˜
odeia os que traem o conjuge ou, por extensao, os outros
´ ´
membros da famılia. (Malaquias 2:15, 16) Jeova inspirou
˜ ˆ
os profetas a enfatizar que ele nao se agrada da violencia,
´ ´
seja de que forma for. (Amos 3:10) Tambem fez com que
destacassem a necessidade de evitar a injustiça, ou a de-
´ ´
sonestidade nos negocios e tratos financeiros. (Amos 5:24;
´
Malaquias 3:5) E os 12 livros frisaram como e importante
˜
que os homens em autoridade nao permitam que seus jul-
gamentos sejam influenciados por parcialidade ou interes-
´
ses egoıstas. — Miqueias 7:3, 4.
ˆ ´
14. Como os 12 profetas ajudaram voce a ver que atitudes e praticas
´
Jeova odeia?
´
186 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova
´ ˜ ˜
15 Os profetas, porem, nao dirigiram a nossa atençao
`
apenas as coisas que devemos evitar. Eles destacaram os
´ ` ˜
benefıcios de viver a altura dos padroes de Deus. Podemos
˜ ´
estreitar nossa relaçao com Jeova. (Miqueias 4:5) A nos-
˜ ´ ´
sa congregaçao sera mais estavel e mais ativa se prevale-
´ ´
cer a justiça. O nosso casamento sera mais forte, a famılia
mais unida, mais voltada para coisas espirituais. (Oseias
2:19; 11:4) Sendo justos e honestos, granjearemos o res-
´ ´
peito de outros. Por imitarmos a misericordia de Jeova,
˜
seremos compassivos e benevolentes, e nossos irmaos cor-
˜
responderao com as mesmas qualidades. (Miqueias 7:18,
19) Realmente, estaremos rodeados de pessoas de mentali-
˜
dade espiritual, irmaos que amam a verdade e a paz e, aci-
´
ma de tudo, teremos a amizade de Jeova. (Zacarias 8:16,
ˆ ˜ ´ ˆ ˜
19) Voce nao reconhece que ja usufrui essas bençaos?
16 Com base no que acabamos de considerar, fica bem
´
evidente que “a diferença entre o justo e o inıquo” — en-
˜ ´ ´
tre os cristaos verdadeiros e os falsos — e mais obvia do
´
que nunca. (Malaquias 3:18) Nos nos esforçamos em nos
˜ ´
ajustar cada vez mais aos padroes de Jeova, ao passo que
o mundo em geral afunda cada vez mais num lamaçal de
ˆ ´ ´
impiedade. E voce sabe que essa diferença tera serias impli-
˜ ´
caçoes quando chegar “o grande dia de Jeova”. — Sofonias
1:14; Mateus 25:46.
17 Portanto, e´ obvio
´
que os conselhos dos 12 profetas
˜ ´
sao sempre validos. Ao enfrentar determinados desafios
˜ ˜ ´
ou decisoes, talvez queira recapitular as informaçoes prati-
ˆ ´
cas contidas neste livro. Assim voce demonstrara que dese-
´ ´
ja ser continuamente instruıdo nos caminhos de Jeova e
´ ˆ
15. Cite alguns benefıcios excelentes que voce recebe por acatar as
˜
exortaçoes dos 12 profetas.
´ ´
16. Que diferença e evidente hoje, e o que isso significara no dia de
˜ ´
prestaçao de contas de Jeova?
` ˆ ´ ˜
17. Nos dias a frente, como voce podera usar as informaçoes conti-
das neste livro?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 187

‘andar nas suas veredas’. (Miqueias 4:2) Andar desse modo,


´
porem, envolve mais do que o momento presente. Seu
´
desejo sincero e ter seu nome inscrito para sempre no li-
˜ ´ ˜ ´
vro de recordaçao de Jeova, nao e mesmo? Os livros dos
´
12 profetas podem ajuda-lo nesse sentido.
´ ` ˜
A FE CONDUZ A SALVAÇ AO
18 Joel enfatizou um dos fatores principais que podem
ˆ
levar voce a receber o favor eterno de Deus, ao declarar:
´
“Todo aquele que invocar o nome de Jeova salvar-
´ ´
se-a.” ( Joel 2:32) Dois apostolos, Pedro e Paulo,
citaram esse requisito vital. (Atos 2:21; Roma-
nos 10:13) Paulo acrescentou outro aspecto a
˜
essa declaraçao, ao perguntar: “Como invo-
˜ ˜ ´
carao aquele em quem nao depositaram fe?”
ˆ
(Romanos 10:14) Voce com certeza deseja in-
´ ´
vocar o nome de Jeova e exercer fe nele ago-
ra e para sempre.
19 Invocar o nome de Jeova´ envolve mais

do que apenas conhecer e usar o nome divi-


´
no. (Isaıas 1:15) O contexto de Joel 2:32 enfa-
´ Joel
tiza a necessidade de arrependimento genuıno
˜ ´
e confiança no perdao de Jeova. ( Joel 2:12, 13) Invocar o
ˆ
nome de Deus envolve realmente conhece-lo, confiar nele,
ˆ
obedece-lo e dar-lhe o primeiro lugar na nossa vida. De
´ ´
fato, servir a Jeova passa a ser a nossa prioridade maxima.
Isso, por sua vez, contribui muito para uma vida longa e sa-
´ ´ ˆ ˜
tisfatoria, que e uma bençao de Deus. — Mateus 6:33.
´
20 Jeova disse por meio de Habacuque: “Quanto ao jus-
´
to, continuara a viver pela sua fidelidade.” (Habacuque
´
18. Que requisito vital menciona Joel 2:32, e o que o apostolo Pau-
lo acrescentou a esse requisito?
´
19. O` que esta envolvido em invocar o nome de Deus?
ˆ ´
20. A medida que voce exerce fe, que recompensa maravilhosa se tor-
´
na possıvel?
´
188 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

2:4) Grave isso profundamente na mente e no co-


˜ ´ ´ ´
raçao. E uma das verdades basicas da Bıblia. Paulo
ˆ
referiu-se tres vezes a esse texto nos seus escri-
´
tos inspirados.1 (Romanos 1:16, 17; Galatas 3:11,
ˆ
14; Hebreus 10:38) Essa verdade requer que voce
´ ´
exerça fe no sacrifıcio de Jesus Cristo pelos nos-
sos pecados. Jesus explicou: “Deus amou tan-
ˆ
to o mundo, que deu o seu Filho unigenito, a
´
fim de que todo aquele que nele exercer fe . . .
´
tenha vida eterna.” Lemos tambem: “Quem exer-
´ ˜
ce fe no Filho tem vida eterna.” ( Joao 3:16, 36)
´
Esse sacrifıcio proporciona a cura que somente
o nosso Redentor pode oferecer. Depois de re-
˜ ´
gistrar a declaraçao de Jeova sobre o que o Seu
´
grande dia causara ao perverso mundo de Sata-
´ ´
nas, Malaquias continuou: “Para vos os que te-
´
meis o meu nome ha de brilhar o sol da justiça,
com cura nas suas asas.” Realmente, Jesus brilha-
ria realizando curas. Isso inclui a cura espiritual
´ ´
que ja temos hoje. Mas como e emocionante pen-
´ ´
sar que isso abrangera a plena cura fısica no novo
mundo! — Malaquias 4:2.
´
21 E muito importante tambem ´ ´
ter fe na capa-
˜
1 Paulo citou da Septuaginta grega, onde os dizeres sao
ligeiramente diferentes do texto hebraico.
ˆ ´
21. Por que voce pode ter fe na capacidade de
´
Jeova de realizar a Sua vontade?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 189

cidade de Deus de realizar a Sua vontade. Nos


´
dias de Miqueias, era difıcil confiar nas pessoas.
˜ ´
O profeta observou: “Nao tenhais fe no com-
˜ ´
panheiro. Nao tenhais confiança no amigo ınti-
˜ ˜
mo.” Mas Miqueias nao tinha motivo para nao
´ ˆ
confiar em Jeova; tampouco voce deve ter. Mi-
`
queias declarou: “Quanto a mim, ficarei a esprei-
´
ta de Jeova.” (Miqueias 7:5, 7) Diferentemente
´ ´
dos imprevisıveis humanos, Jeova tem o desejo e
´
o poder de cumprir seu proposito para a vindi-
˜
caçao de sua soberania e o bem-estar eterno das
´
pessoas de fe.
ˆ
22 Voce pode repetir com confiança as palavras
´ ´
de Habacuque: “Vou rejubilar com o proprio Jeova;
˜
vou jubilar com o Deus da minha salvaçao.” (Ha-
bacuque 3:18) O profeta Joel deixa claro um dos
motivos de alegria para quem invoca o nome de
´ ´ ´
Jeova com fe: “Salvar-se-a”, ou, como disse Pau-
´
lo, “sera salvo”. ( Joel 2:32; Romanos 10:13) Sal-
´ ˆ ´
vo em que sentido? Por exercer fe voce ja foi
´
salvo das artimanhas de Satanas e das muitas ex-
ˆ ˜
periencias dolorosas das quais os maus nao
22. Que resultados podem esperar os que invocam
´ ´
o nome de Jeova com fe?

´ ˜
Os servos de Jeova estao rodeados
dos que amam a verdade e a justiça
´
190 Viva Tendo em Mente o Dia de Jeova

´
VIVA TENDO EM MENTE O DIA DE JEOVA
ˆ
˙ Por que voce acha importante ter em mente as
palavras de Habacuque 2:4? — Oseias 2:18, 20.
˙ Como os 12 profetas fortaleceram suas
expectativas de um novo mundo? — Salmo
126:1-3.
ˆ ´
˙ Por que voce esta decidido a viver tendo em
´
mente o dia de Jeova? — Joel 2:1, 2; Habacuque
2:2, 3.

ˆ ´
tem como escapar. (1 Pedro 1:18) Mais do que isso, porem,
ˆ ˜
voce pode ter a expectativa certa de salvaçao no fim catas-
´ ´
trofico deste sistema mundial perverso. Isso lhe abrira o
´ ˆ ˜
caminho para inumeras bençaos preditas pelos 12 profe-
tas.
´
VISLUMBRES DO PARAISO
ˆ ˜ ˜
23 Bençaos eternas estao em reserva para os que ‘te-
´
mem a Jeova’. (Malaquias 3:16) Alguns dos 12 profetas for-
´ ´
neceram vıvidos vislumbres do iminente Paraıso terrestre,
˜ ˆ
descriçoes que podem enche-lo de alegria e expectativa.
˜
Por exemplo, Miqueias escreveu: “Realmente sentar-se-ao,
cada um debaixo da sua videira e debaixo da sua figueira, e
˜ ´
nao havera quem os faça tremer.” (Miqueias 4:4) Realmen-
ˆ ´
te, sob o governo do Reino de Deus voce se sentira seguro
´
e colhera os frutos de seu trabalho.
24 Esperar o fim das doenças, das afliçoes˜ ´
e ate mesmo
˜ ´ ´
da morte nao e um simples desejo ilusorio. Pense na ale-
˜ ˜ `
gria que terao os que serao trazidos de volta a vida com
˜ ´
23, 24. (a) Quais sao alguns dos vislumbres do Paraıso apresenta-
dos pelos 12 profetas? (b) Como a sua perspectiva de futuro foi
influenciada pelos escritos dos 12 profetas?
ˆ ˜ ´ ˜
“Uma bençao ate que nao haja mais necessidade” 191
˜ ˜
a perspectiva de alcançar a perfeiçao humana. Eles verao
˜
como as seguintes palavras de Oseias 13:14 se cumprirao
˜
em grande escala na Terra: “Da mao do Seol os remirei;
˜ ˜ ´
da morte os recuperarei. Onde estao os teus aguilhoes, o
´ ´
Morte? Onde esta a tua qualidade destrutiva, o Seol?” Pau-
´ ` ˜ ´
lo aplicou esse versıculo a ressurreiçao celestial. — 1 Corın-
tios 15:55-57.
˜
25 Nao ´ ˜
deve ser difıcil demais crer numa ressurreiçao
´
terrestre. (Zacarias 8:6) Quando Amos e Miqueias predis-
´
seram que o povo de Deus voltaria do exılio, isso podia
´ ˆ
parecer difıcil de acreditar. Mas voce sabe que isso acon-
´ ˜
teceu. (Amos 9:14, 15; Miqueias 2:12; 4:1-7) Note a reaçao
˜
dos que retornaram: “Tornamo-nos como os que estao so-
nhando. Naquele tempo, nossa boca veio a encher-se de
´ ´
riso e nossa lıngua de clamor jubilante. . . . Jeova tem feito
uma grande coisa naquilo ´ que fez conosco. Ficamos ale-
ˆ ´
gres.” (Salmo 126:1-3) E assim que voce se sentira no novo
ˆ ˜ ´ ˜
mundo, ao receber “uma bençao ate que nao haja mais ne-
cessidade”.
26 Depois que “o dia de Jeova” ´
acabar com a perversida-
´ ´
de na Terra, o “reinado tera de tornar-se de Jeova” num
˜ ´
sentido mais pleno. (Obadias 15, 21) Nao sera isso uma
ˆ ˜ ´
bençao maravilhosa para todos os seus suditos terrestres?
ˆ ´ ˜
Voce podera estar entre aqueles a quem se aplicarao as pa-
´ ˜
lavras no capıtulo 3 de Malaquias: “ ‘Eles hao de tornar-se
´ ´ ˜
meus’, disse Jeova dos exercitos, . . . ‘E vou ter compaixao
˜
deles assim como o homem tem compaixao do seu filho
´
que o serve’.” (Malaquias 3:17) Sem duvida, a sua fide-
˜
lidade, que agora possibilita sua salvaçao, naquele tempo
´ ˆ ˆ ˜ ´ ˜
significara para voce “uma bençao ate que nao haja mais
necessidade”. Que perspectiva maravilhosa!
ˆ ´
25. Como voce se sentira no novo mundo?
26. O que podem esperar os que vivem tendo em mente o dia de
´
Jeova?
˜
Para mais informaçoes, acesse www.jw.org
´
ou contate as Testemunhas de Jeova.