Você está na página 1de 2

CHECK LIST

Admissão preliminar: Qualificação cadastral.


1) Nome
http://consultacadastral.inss.gov.br/Esocial/pages/qualificacao/qualificar.xhtml 2) CPF
3) Data de nascimento
Sendo este um procedimento necessário para o envio do evento S-2200
S ou S-2190. 4) NIS

(...) Qualquer divergência existente impossibilitará o envio das informações trabalhistas, previdenciárias e
tributárias, bem como o recolhimento dos valores devidos (...) M.O.S Versão 2.4, pág. 9.

CBO x Cargo x Escolaridade: Verificar o CBO que se adéque às atividades da função e a


escolaridade solicitada para este:
Tabela de cargos S-1030
1030 e pg. 87 (MOS V.2.4)
http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/home.jsf
Buscas
Características de Trabalho

Contribuição Sindical: Desconto anual, verificar se já contribuiu caso não, o desconto será no
mês subsequente a admissão, deve ser informada para fins de desconto.
Art. 582 (...) que autorizam prévia e expressamente o seu recolhimento/desconto (...). Reforma Trabalhista Lei nº 13.467/2017.

Horário de trabalho: Não podendo ultrapassar 220 horas mensais, o horário de trabalho deve
ser informado no contrato, contendo o horário de intervalo.
Semanas = 44 horas / Mensais: 220 horas limite de 2 horas extras semanais.
Tempo parcial: Não exceda 30 horas semanais. Reforma
Semanas = 30 horas / Mensais: 150 horas Sem a possibilidade de horas extras. Trabalhista
Tempo parcial:: Não exceda 26 horas semanais. Lei nº
Semanas = 26 horas / Mensais: 130 horas limite de 6 horas extras semanais. 13.467/2017
Tempo parcial: Inferior a 26 horas semanais.
nais. limite de 6 horas extras semanais.

Vale-transporte – Lei nº 95.247/1987, art. 9º, I: I: Se for fornecido ao trabalhador, deve-se


deve
descontar 6% sobre o salário base/contratual, limitado ao valor fornecido para utilização.

Vale refeição: Limitado a 20% sobre os vales fornecidos.


fornecidos O desconto pode p ser irrisório ou o
valor correspondente a 20% sobre os vales.
Inscrição no PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador) contendo a informação da
empresa fornecedora e o tipo de programa de alimentação, sendo vaucher eletrônico,
vaucher em papel, refeitório, essas condições deverão ser abertas e informadas, mas,
estarão acordadas no contrato com a fornecedora.
Aprendiz – Lei nº 10.097/2000:: A partir de 7 empregados, corresponde à 5% até 15% do quadro
dos empregados
egados daquele estabelecimento. FACULTATIVO:: Optantes pelo Simples Nacional, ME,
EPP, sem fins lucrativos.
Contrato especial por prazo determinado, tendo como prazo até 2 anos de contrato,
pressupõe anotação na CTPS, sendo um contrato de aprendizagem para maior de 14
anos e menor de 24 anos art. 428 CLT. O contrato de aprendizagem será celebrado com
os Serviços Nacionais de Aprendizagem, na falta deles, outras entidades qualificadas em
formação técnico-profissional
técnico metódica art. 430 CLT.

Estagiário – Lei nº 11.788/2008:: Sendo por estabelecimento de 1 até 5 empregados = 1; 6 até 10


empregados = 2; 11 até 25 empregados = 5; acima de 25 empregados = 20%.

PCD – Lei nº 3.296/1999: Obrigatório para as empresas que tenham 100 ou mais empregado no
estabelecimento.. Sendo de 2% até 5% do quadro de empregados.

Art. 36:
I – 200 empregados = 2%;
II – 200 até 500 empregados = 3%;
III – 500 até 1.000 empregados = 4%;
IV – 5.000 empregados = 5%.

Controle do ponto – Art. 74, CLT - §2º: Obrigados a anotação da hora de entrada e de saída, em
registro manual, mecânico ou eletrônico, os estabelecimentos com mais de 10 trabalhadores.
trabalhadores
Podendo adotar o sistema manual, sistema mecânico, SREP – Portaria 1510/2009,
sistema eletrônico alternativo – Portaria 373/2011.

Trabalhador Autônomo: Deverá ser analisado na Qualificação Cadastral para que seja feito o
seu cadastro, assim como, o CBO deste trabalhador deverá ser de acordo com a sua escolaridade.

Responsável legal perante a Receita Federal do Brasil para fins de envio das informações do
eSocial.