Você está na página 1de 19

REDE TEMÁTICA FAP e RAT

Adaptada das apresentações do Dr. Paulo Reis


e da CGSAT/DPSSO/SPPS/MPS
2

Ementa

RAT (SAT ou GIL-RAT)

FAP

RAT AJUSTADO

NTEP
3

Risco de Acidente de Trabalho


RAT
4

RAT (SAT)
É a contribuição da empresa, destinada ao financiamento da aposentadoria especial e dos
benefícios concedidos em razão do grau de incidência de incapacidade laborativa decorrente dos
riscos ambientais do trabalho (GIIL-RAT) e incide sobre a folha de pagamento.
5

RAT (SAT)

B91

B92

Pensão por Morte por AT – B93


SEM
REVISÃO Auxílio - Acidente por AT – B94
DESDE 2009!
6

RAT (SAT)
7

Fator Acidentário de Prevenção


FAP
8

O QUE É O FAP?
Índice atribuído à empresa em função da sinistralidade.
Calculado com base em estatísticas de Acidentes/Doenças do
Trabalho, considerando:
Frequência
Gravidade
Custos

RAT X FAP = RAT


(0,5 a 2) AJUSTADO
9

Períodos de apuração do FAP


O MPS usa dois anos de informações de sua base de dados para o cálculo do FAP
PERÍODO DE APURAÇÃO
FAP
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

2010 Abr Dez

2011 Jan Dez

2012 Jan Dez

2013 Jan Dez

2014 Jan Dez

2015 Jan Dez

2016 Jan Dez

2017 Jan Dez

2018 Jan Dez

2019 Jan Dez

2020 Jan Dez


10

Nexo Técnico Epidemiológico


Previdenciário
NTEP
11

O que é o Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP)?

O NTEP faz uma ASSOCIAÇÃO PROBABILÍSTICA entre as atividades


econômicas (CNAE) e os agravos à saúde (CID - Classificação
Internacional de Doenças).

CNAE X CID = NTEP

2.600 associações com RC > 1


Não existe descrição na metodologia de associação de patologias a
fatores de riscos nos ambientes de trabalho
12

LISTA C (NTEP)

TUBERCULOSE no CNAE: 1411-8/01 - Confecção de roupas


íntimas.
TUBERCULOSE no CNAE: 4713-0/03 - Lojas duty free de
aeroportos internacionais.
DIABETES no CNAE: 1091-1/01 - Fabricação de produtos de
panificação e outros 40 segmentos econômicos.
APENDICITES no CNAE: 8610-1/01 - Atividades de
atendimento hospitalar e outros 28 segmentos econômicos.
HEMORRÓIDAS listadas em 120 segmentos econômicos.
13

CONTESTAÇÃO DE NEXOS PREVIDENCIÁRIOS

Prazo de 30 dias e sem efeito suspensivo

Nexo Técnico Profissional ou do Trabalho e Nexo Técnico por


Doença Equiparada a Acidente de Trabalho ou Nexo Técnico
Individual (listas A e B)

Prazo de 15 dias e com efeito suspensivo

Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP) (lista C)


14

Gestão de Nexos Previdenciários


15

GESTÃO DE SEGURANÇA, SAÚDE e QV


Uso Inteligente da Informação

Mendes R., 2013


16

O que mudou no RAT (2016)


1) Instrução Normativa 971/2009 e alterações recentes (IN RFB 1453/2014)

2) Solução de Consulta RFB n. 180, de 13/07/2015 (reformando a de n. 71)

Enquadramento do RAT/SAT deve ser efetuado por estabelecimento (CNPJ


completo), e não mais por empresa (CNPJ raiz), conforme entendimento já
pacificado do STJ e, inclusive, da própria Receita Federal do Brasil. A
classificação deve ser realizada através do Quadro de Atividades e Profissões a
que se refere o art. 577 do Decreto-Lei nº 5.452, de 1943 (CLT).

Súmula 351 do STJ:

“A alíquota de contribuição para o Seguro de Acidente do Trabalho (SAT) é


aferida pelo grau de risco desenvolvido em cada empresa, individualizada pelo
seu CNPJ, ou pelo grau de risco da atividade preponderante quando houver
apenas um registro”.
17

O que mudou no FAP (2016)


O Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) comunicou no dia
27/08/2015 alteração no cálculo do FAP vigorando já para o ano de 2016.

FAP
FAPCNPJ
CNPJ(estabelecimento)
(estabelecimento)
FAP CNPJ (raiz) FAP
FAPCNPJ
CNPJ(estabelecimento)
(estabelecimento)
FAP
FAP CNPJ(estabelecimento)
CNPJ (estabelecimento)

Potencial crescimento de estabelecimentos com acidentalidade zerada (FAP


0,50) “empurrando” aqueles que registrarem acidentes para lugares piores nas
filas de frequência, gravidade e custo.

Quanto mais estabelecimentos com “zero ocorrências” existirem, pior será o


FAP daquele que apresenta uma, duas ou mais ocorrências.
18

O que pode mudar no FAP de 2017


1) Exclusão dos acidentes de trabalho sem concessão de benefícios;

2) Exclusão dos acidentes de trajeto;

3) Exclusão do bloqueio de bonificação em caso de morte ou de invalidez


(neste caso fica mas, passaria a contar apenas uma única vez);

4) Exclusão da redução de 25% calculado na faixa malus;

5) Exclusão do bloqueio de bonificação em caso de taxa média de


rotatividade maior que 75% (neste caso fica, mas excluindo os
contratos por prazo determinado, aprendizes e outros);

6) Alteração da regra de desempate das empresas no CNAE.


19

OBRIGADO
eduardo.arantes@sesisp.org.br
11 3146-7172
11 99847-9120