Você está na página 1de 10

09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Sexta-Feira, 9 de Fevereiro de 2018

Construção Civil [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/construcao_civil] Téxtil e Vestuário


[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario] Agro-pecuária
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/agro_pecuaria] Química (tintas e vernizes)
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica] Metalomecânica
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/metalomecanica] Reparação Automóvel
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/reparacao_automovel] Restauração
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/restauracao] Armazenagem
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/armazenagem] Caracterização do Sector
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/construcao_civil/caracterizacao] Riscos e Medidas preventivas
associadas ao sector da Construção Civil
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/construcao_civil/riscos_medidas_preventivas] Caracterização do
Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/caracterizacao] Relevância do Sector
Têxtil [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/caracterizacao/relevancia%20sector]
Descrição do sector da Indústria Têxtil
[http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/caracterizacao/descricao%20do%20sector%20itv]
Riscos e Medidas de Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001]
Subsector Algodoeiro [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001/algodoeira]
Subsector de Cordoaria [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001/cordoaria]
Subsector de Lanifícios [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001/lanificios]
Subsector de Malhas [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001/malhas]
Subsector de Vestuário [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/textil_vestuario/folder.0001/vestuario]
Caracterização do Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/agro_pecuaria/caracterizacao] Riscos e
Medidas de Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/agro_pecuaria/folder.0005]
Caracterização do Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/caracterizacao] Riscos e
Medidas de Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui] Caracterização
do Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/metalomecanica/caracterizacao] Caracterização do
Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/reparacao_automovel/caracterizacao] Caracterização do
Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/restauracao/caracterizacao] Riscos e Medidas de
Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/restauracao/HSTFolder.2006-01-04.2382828791]
Caracterização do Sector [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/armazenagem/caracterizacao] Riscos e
Medidas de Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/armazenagem/riscos_armazenagem]
Riscos e Medidas de Prevenção [http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/metalomecanica/HSTFolder.2006-
03-17.5465863436]

RISCOS E MEDIDAS DE PREVENÇÃO


Exemplos dos principais Riscos e das respectivas Medidas de Prevenção para algumas das principais tarefas
na produção de tintas e vernizes

Riscos e Medidas de Prevenção associados às seguintes


tarefas
Manuseamento e movimentação de produtos químicos [#qui2]
Pesagem / Dosagem de solventes, aditivos diversos, resinas e pigmentos [#qui3]
Mistura e dispersão [#qui4]
Filtração das tintas [#qui5]
Controlo de qualidade e “afinação” da cor do produto acabado [#qui6]
Lavagem de ferramentas e das cubas com diluentes e outros solventes [#qui7]
Enchimento / Rotulagem [#qui8]

Manuseamento e movimentação de produtos químicos


Perigos / Riscos

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 1/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Libertação de vapores tóxicos (dos solventes e produtos químicos utilizados) – risco de inalação de vapores.
Contacto com substâncias nocivas e potencialmente inflamáveis - risco de contacto com materiais e substâncias
(dermatites de contacto).
Risco de incêndio e explosões.
Risco eléctrico – electricidade estática.
Risco de queda em altura – no acesso e trabalhos efectuados nas plataformas ou silos.
Contacto com substâncias nocivas, tóxicas, corrosivas e cancerígenas devido à ruptura dos recipientes ou derrames
inadvertidos.

Imagem à esquerda: Transporte de produtos químicos com auxílio de um empilhador

Imagem à direita: Trasfega de produtos químicos para uma cuba recorrendo a um empilhador

Medidas de Protecção / Prevenção

Todos os produtos químicos utilizados devem ser acompanhados pelas respectivas fichas de segurança.
Os trabalhadores devem ter conhecimento dos conteúdos das fichas de segurança e dos riscos a que estão expostos nos
seus locais de trabalho.
As indicações presentes no rótulo dos diferentes produtos químicos devem ser criteriosamente respeitadas e cumpridas.
Ter em atenção as “frases R e S” presentes na ficha de segurança.
Os produtos deverão ser guardados e armazenados segundo as suas características e respectivos graus de compatibilidade.
Ligar os equipamentos à terra e medir periodicamente o valor da resistência da terra para verificar a eficácia da ligação.
Os locais de armazenamento devem estar isolados da exposição directa ao sol e deverão possuir também uma ventilação
adequada de modo a evitar a acumulação de vapores tóxicos.
Não inalar directamente os vapores dos solventes e sempre que a natureza do trabalho o justifique, utilizar protecção para
as vias respiratórias.
Não fumar ou foguear nesta secção. Adicionalmente deverá ser colocada sinalização no local.
Utilização de EPI’s para as diferentes partes do corpo - consoante o tipo de produto químico a manusear e a especificidade
da própria tarefa.
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual de cargas e posturas correctas que
devem ser adoptadas.
Utilização de Disjuntores diferenciais de alta sensibilidade.
Sempre que se justificar, proceder à instalação de bacias de retenção para evitar o derrame de líquidos.
Medir e avaliar os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no ambiente de trabalho.
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
O acesso às zonas elevadas deve ser feito através de escadas e plataformas fixas com corrimão e guarda-corpos adequados.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferivelmente, instalação de meios
automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.
Ligação prévia dos camiões cisterna à terra (devido à electricidade estática) para efectuar a trasfega de solventes,
nomeadamente os combustíveis.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Pesagem / Dosagem de solventes, aditivos diversos, resinas e pigmentos

Nota: Esta etapa pode envolver diferentes riscos dependendo da sofisticação do processo (mais ou menos automatizado), e no
que se refere ao estado físico das matérias-primas (líquidas ou pastosas) utilizadas.
http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 2/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Perigos / Riscos

Risco de queda ao mesmo nível e risco de contacto com materiais e substâncias – resultante de eventuais derrames de
líquidos sobre a bancada de trabalho e sobre o pavimento.
Local de trabalho com ventilação insuficiente e libertação de solventes orgânicos – risco de asfixia, e inalação de
substâncias.
Risco eléctrico – electricidade estática.
Risco de incêndio / explosão.
Contacto com substâncias – risco de inalação de vapores e contacto com substâncias nocivas.

Imagem à esquerda: Balança para pesagem de matérias-primas no estado sólido


Imagem à direita: Torneiras correspondentes a várias matérias-primas (líquidas ou pastosas)

Medidas de Protecção / Prevenção

Nunca fumar ou foguear no local de pesagem e dosagem de substâncias.


Os produtos deverão ser manuseados num local seco e convenientemente ventilado. Se possível deverá ser instalado um
sistema de extracção de gases e vapores localizado.
Delimitação da área de trabalho e sinalização da mesma através de pictogramas que indiquem também a obrigatoriedade
de uso de EPI’s as vias respiratórias, mãos e olhos.
Disponibilizar as fichas de segurança de todos os produtos utilizados, mantê-las num local acessível e em boas condições.
Todas as embalagens dos produtos utilizados deverão estar devidamente rotuladas.
Deverá procurar-se sempre utilizar no processo produtivo substâncias menos nocivas e menos prejudiciais.
Redução ao mínimo indispensável das quantidades de substâncias presentes no posto de trabalho do trabalhador.
Esta secção deverá ser mantida limpa, arrumada e o pavimento em bom estado de conservação de modo a evitar a queda
dos trabalhadores e o consequente derrame de substâncias.
Ligação das máquinas, recipientes e bidões à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para verificar a
eficácia da ligação.
Utilização de Disjuntores diferenciais de alta sensibilidade nas instalações eléctricas.
Medir e avaliar os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no ambiente de trabalho
(com regularidade).
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferivelmente, instalação de meios
automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex. extintores.
Instalação de bacias de retenção para evitar o derrame inadvertido de líquidos.
O pavimento da instalação deverá ser impermeável e possuir uma ligeira inclinação que permita o escoamento de águas
utilizadas na limpeza das instalações.
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual de cargas, posturas correctas a adoptar
e riscos específicos de cada substância que é utilizada.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Mistura e Dispersão

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 3/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Perigos / Riscos

Derrames de líquidos sobre os misturadores e sobre o pavimento – risco de queda ao mesmo nível e risco de contacto com
materiais e substâncias.
Risco eléctrico – electricidade estática.
Local de trabalho com ventilação insuficiente e libertação de solventes orgânicos – risco de asfixia e inalação de
substâncias.
Risco de exposição ao ruído (dependendo este do tipo de máquinas utilizadas).
Risco de desrespeito pelos princípios ergonómicos.
Contacto com diversas substâncias – risco de inalação e contacto com substâncias nocivas.
Risco de queda ao mesmo nível.
Risco de queda de objectos (ferramentas de apoio ao enchimento).
Risco de corte - em eventuais arestas cortantes das latas de tinta e nas ferramentas.
Risco de agarramento e esmagamento - nos tapetes rolantes e eventualmente em órgãos rotativos dos misturadores e
dispersores sem protecção.
Risco incêndio / explosão.

Imagem à esquerda: Misturador de tintas


Imagem à direita: Dispersor de tintas e a respectiva cuba

Imagem: Dispersor de tintas e respectiva "pá" de agitação

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 4/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Medidas de Protecção / Prevenção

Nunca fumar ou foguear no local de pesagem e dosagem de substâncias.


Ligação dos bidões, dos misturadores e dispersores à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para
verificar a eficácia da ligação.
Sempre que possível, tapar os dispersores e misturadores, no intuito de eliminar ou reduzir a quantidade de vapores
libertados ou instalar um sistema de extracção de gases e vapores.
Instalação de bacias de retenção para evitar eventuais derrames de líquidos.
Os produtos deverão ser armazenados num local seco e convenientemente ventilado.
Delimitação da área de trabalho (através da pintura de faixas amarelas no pavimento).
Sinalização através de pictogramas que indiquem também a obrigatoriedade de uso de EPI’s as vias respiratórias, mãos,
pés e olhos.
Disponibilizar as fichas de segurança de todos os produtos utilizados, mantê-las num local acessível e em boas condições.
Todas as embalagens dos produtos utilizados deverão estar devidamente rotuladas.
Deverá procurar-se sempre utilizar no processo produtivo substâncias menos nocivas e prejudiciais.
Redução ao mínimo indispensável das quantidades de substâncias presentes no posto de trabalho do trabalhador.
Esta secção deverá ser mantida limpa, arrumada e o pavimento em bom estado de conservação de modo a evitar a queda
dos trabalhadores e o consequente derrame de substâncias.
Prever na aquisição do equipamento à análise e selecção dos que têm menor nível de potência sonora (moinhos menos
ruidosos).
Criar plano de manutenção periódica do equipamento.
A superfície dos equipamentos deve estar colocada sobre apoios estáveis e anti-vibráticos.
Isolar as áreas mais ruidosas de modo a não permitir a propagação do ruído às áreas menos ruidosas.
Utilizar protectores de ouvido que permitam a atenuação adequada dos níveis de ruído, (se necessário).
Avaliar o nível de exposição ao ruído e definir um plano de acompanhamento médico periódico da capacidade auditiva dos
trabalhadores expostos a níveis de ruído iguais ou superiores a 85 dB(A).
Utilização de Disjuntores diferenciais de alta sensibilidade nas instalações eléctricas.
Medir e avaliar os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no ambiente de trabalho
(com regularidade).
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferivelmente, instalação de meios
automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.
O pavimento da instalação deverá ser impermeável e possuir uma ligeira inclinação que permita o escoamento de águas
utilizadas na limpeza das instalações.
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual e mecânica de cargas (geralmente
empilhadores e porta-paletes), posturas correctas a adoptar e riscos específicos adjacentes aos químicos utilizados.
Dotar os tapetes rolantes e órgãos rotativos das máquinas de protecções adequadas de modo a impedir o acesso
inadvertido.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Filtração das tintas

Perigos / Riscos

Derrames de água de lavagem, solvente de limpeza e do próprio produto final sobre a máquina de filtração e sobre o
pavimento.
Risco de queda ao mesmo nível.
Risco de contacto com materiais e substâncias.
Local de trabalho com ventilação insuficiente e libertação de solventes orgânicos – risco de asfixia e inalação de
substâncias.
Risco de desrespeito pelos princípios ergonómicos.
Contacto com substâncias nocivas e emissões de compostos voláteis – risco de inalação e contacto com substâncias.
Risco de inalação de compostos voláteis e solventes utilizados na limpeza.
Risco de exposição a níveis elevados de ruído, nomeadamente na utilização das pistolas de ar comprimido.
Risco eléctrico – electricidade estática.
Risco incêndio / explosão.

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 5/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —

Imagem à esquerda: Dispositivo de filtração de tintas


Imagem à direita: Sistema de purga do ar comprimido

Imagem à esquerda: Dispositivo de filtração de tintas


Imagem à direita: Filtros para as tintas

Medidas de Protecção / Prevenção

Prever na aquisição do equipamento à análise e selecção dos que têm menor nível de potência sonora.
Isolamento acústico do sistema de ar comprimido utilizado na injecção dos filtros.
Criar plano de manutenção periódica do equipamento.
A superfície dos equipamentos deve estar colocada sobre apoios estáveis e anti-vibráticos.
Isolar as áreas mais ruidosas de modo a não contaminar as áreas menos ruidosas.
Utilizar protectores de ouvido que permitam a atenuação adequada dos níveis de ruído, (se necessário).
Definir um plano de acompanhamento médico periódico da capacidade auditiva dos trabalhadores expostos ao ruído.
Não fumar ou foguear no local de filtração das tintas.
Ligação das máquinas à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para verificar a eficácia da ligação.
Os produtos deverão ser armazenados num local seco e convenientemente ventilado.
Delimitação da área de trabalho e sinalização da mesma através de pictogramas que indiquem também a obrigatoriedade
de uso de EPI’s as vias respiratórias, mãos e olhos.
Disponibilizar as fichas de segurança de todos os produtos utilizados, mantê-las num local acessível e em boas condições.
Todas as embalagens dos produtos utilizados deverão estar devidamente rotuladas.
Deverá procurar-se sempre utilizar no processo produtivo substâncias menos nocivas e menos prejudiciais.
Se possível, automatizar o processo, de modo a que a necessidade de intervenção humana seja mínima.
Reduzir ao mínimo indispensável a quantidade de substâncias presentes no posto de trabalho do trabalhador.
Esta secção deverá ser mantida limpa, arrumada e o pavimento em bom estado de conservação de modo a evitar a queda
dos trabalhadores.
Utilização de disjuntores diferenciais de alta sensibilidade nas instalações eléctricas.
Medir e avaliar os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no ambiente de trabalho
(com regularidade).
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferencialmente, instalação de
meios automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.
Instalação de bacias de retenção para minimizar as consequências de um derrame inadvertido de líquidos.
O pavimento da instalação deverá ser impermeável e possuir uma ligeira inclinação que permita o escoamento de águas
utilizadas na limpeza das instalações.

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 6/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual de cargas, posturas correctas a adoptar
e riscos específicos de cada substância que é utilizada.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Controlo de qualidade e “afinação” da cor do produto acabado

Perigos / Riscos

Trabalhos executados em espaços isolados (geralmente laboratórios) – risco psicossocial (devido ao isolamento e à
monotonia do trabalho).
Risco de incêndio, de intoxicação, asfixia e queimaduras.
Mistura de vários solventes orgânicos no mesmo espaço e consequente existência de vapores – risco de incêndio e
explosão.
Risco de desrespeito pelos princípios ergonómicos.
Contacto com substâncias nocivas e emissões de compostos voláteis – risco de inalação e contacto com substâncias.
Risco eléctrico – electricidade estática.
Risco de queda em altura – no acesso e trabalhos nas plataformas ou silos.

Imagem à esquerda: Operação de controlo de qualidade do produto acabado em laboratório


Imagem à direita: Câmara de "testes de ensaio"

Medidas de Protecção / Prevenção

O laboratório (ou compartimento) destinado ao controlo de qualidade e de tonalidade deverá ser constituído por materiais
incombustíveis. Deverá ter instalado um sistema de extracção de gases e vapores. Este último (preferencialmente) deverá
estar dotado de um sistema que possibilite a introdução e circulação de água, no intuito de se tornar mais eficaz na
retenção de determinados solventes prejudiciais à saúde.
Nunca fumar ou foguear no laboratório.
Utilização de EPI’s - para as vias respiratórias, mãos e olhos sempre que o risco das substâncias ou produtos químicos
utilizados, assim o justifique.
Utilizar uma bata de trabalho de algodão (100%) e calçado anti-derrapante (preferencialmente).
Permanecer no laboratório somente o tempo estritamente necessário e promover a rotatividade dos postos de trabalho, no
intuito de reduzir a monotonia do trabalho e o carácter repetitivo das tarefas.
Fazer regularmente um inventário das substâncias químicas presentes no laboratório de ensaios, indicando a sua
localização.
Disponibilizar as fichas de segurança de todos os produtos utilizados e mantê-las num local acessível em boas condições.
Rotular e acondicionar de forma adequada todos os resíduos produzidos (para posterior tratamento).
Redução ao mínimo indispensável das quantidades de substâncias presentes no posto de trabalho de cada operador.
Sempre que possível, manter os frascos e embalagens fechados de modo a evitar a libertação de vapores e solventes.
Esta secção deverá ser mantida limpa, arrumada e o pavimento em bom estado de conservação de modo a evitar a queda
dos trabalhadores e o consequente derrame de substâncias.
Deverão ser medidos e avaliados os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no
ambiente de trabalho (com regularidade).
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
O acesso às zonas elevadas, nomeadamente aos silos, deverá ser feito através de escadas e plataformas fixas com corrimão
e guarda-corpos adequados.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferencialmente, instalação de
meios automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 7/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —
Ligação dos silos, exaustores e restantes máquinas à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para
verificar a eficácia da ligação.
Formação e informação dos trabalhadores relativamente a posturas correctas a adoptar e riscos específicos de cada
substância que é utilizada (especialmente as pastas contidas nos silos, utilizadas para a “afinação” da cor).

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Lavagem de ferramentas e das cubas com diluentes e outros solventes

Perigos / Riscos

Risco eléctrico – inexistência de ligação à terra.


Risco de incêndio ou explosão.
Local de trabalho com ventilação insuficiente e libertação de solventes orgânicos – risco de asfixia e inalação de
substâncias.
Risco queimaduras.
Risco de contacto e inalação de vapores nocivos.
Risco de desrespeito pelos princípios ergonómicos devido à especificidade das tarefas e posturas que é necessário adoptar.
Derrames de líquidos sobre o pavimento – risco de escorregamento, queda ao mesmo nível e risco de contacto com
materiais e substâncias.
Contacto com substâncias – risco de contacto com substâncias nocivas.
Risco de corte em eventuais arestas cortantes das cubas e ferramentas.
Risco de queda de objectos – no manuseamento das cubas e ferramentas.

Imagem à esquerda: local destinado à lavagem de filtros e ferramentas


Imagem à direita: Cubas de tintas e vernizes

Medidas de Protecção / Prevenção

Nunca fumar ou foguear perto do diluente ou solventes usados na limpeza das ferramentas e cubas.
Colocação de sinalização de uso obrigatório de EPI’s - para as vias respiratórias, mãos, pés e olhos.
Implementar nesta secção um sistema adequado de extracção de gases e vapores.
Conceber cubas e ferramentas mais ergonómicas e com maior facilidade de movimentação.
O pavimento deve ser impermeável e anti-derrapante e possuir uma ligeira inclinação. Deverá existir também uma existir
uma estação para tratamento de água e resíduos resultantes da limpeza.
Delimitação da área de trabalho (através da pintura de faixas amarelas no pavimento).
Sinalização através de pictogramas que indiquem também a obrigatoriedade de uso de EPI’s as vias respiratórias, mãos,
pés e olhos.
Disponibilizar as fichas de segurança de todos os produtos utilizados, mantê-las num local acessível e em boas condições.
Todas as embalagens dos produtos utilizados deverão estar devidamente rotuladas.
Deverá procurar-se sempre utilizar no processo produtivo substâncias menos nocivas e prejudiciais.
Utilização de Disjuntores diferenciais de alta sensibilidade nas instalações eléctricas.
Ligação das máquinas e das cubas à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para verificar a eficácia da
ligação.
Medir e avaliar os níveis de concentrações ambientais dos contaminantes químicos presentes no ambiente de trabalho
(com regularidade).
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferencialmente, instalação de
meios automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 8/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual e mecânica de cargas, posturas
correctas a adoptar e riscos específicos adjacentes aos químicos utilizados.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

Enchimento / Rotulagem

Perigos / Riscos

Falta de ligação à terra – risco eléctrico.


Risco de contacto e inalação de vapores prejudiciais à saúde.
Risco de desrespeito pelos princípios ergonómicos.
Risco eléctrico – inexistência de ligação à terra.
Risco de incêndio ou explosão devido ao espaço de trabalho reduzido e ventilação insuficiente.
Risco de asfixia e inalação de substâncias devido a ventilação insuficiente e libertação de solventes orgânicos.
Derrames de líquidos sobre o pavimento – risco de escorregamento, queda ao mesmo nível e risco de contacto com
materiais e substâncias.
Risco de corte em eventuais arestas cortantes das cubas e ferramentas.
Risco de choque / impacto e corte / perfuração – na utilização de ferramentas, máquinas de enchimento ou nas próprias
latas de produto acabado.
Risco de agarramento e arrastamento nos órgãos rotativos das máquinas, tapetes rolantes, etc.
Risco de queda de objectos – no manuseamento de recipientes e ferramentas.

Imagem à esquerda: Linha de enchimento de recipientes de tinta


Imagem à direita: Enchimento de recipientes de tinta plástica

Imagem: Enchimento de recipientes de tinta plástica

Medidas de Protecção / Prevenção

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 9/10
09/02/2018 Riscos e Medidas de Prevenção —
Ligação das máquinas à terra. Medir periodicamente o valor da resistência da terra para verificar a eficácia da ligação.
Utilização preferencial de tanques e cubas hermeticamente fechados com saída automática, de modo a minimizar a
intervenção humana e a exposição a vapores e solventes.
Se necessário, implementar nesta secção um sistema adequado de extracção de gases e vapores.
Nunca fumar ou foguear perto da secção de enchimento de recipientes de diluente ou tintas.
Promover a ventilação geral da secção.
Colocação de sinalização de uso obrigatório de EPI’s - luvas de protecção contra produtos químicos e com boa resistência
mecânica, óculos de protecção contra a projecção de produtos químicos, fato de trabalho, calçado anti-derrapante e com
biqueira de aço e máscara de protecção.
Delimitação da zona de trabalho.
O pavimento deve ser impermeável e anti-derrapante.
Eliminação / redução da movimentação manual de cargas. Instalar meios automáticos de movimentação mecânica de
cargas.
Utilização de Disjuntores diferenciais de alta sensibilidade.
Proceder a medições e avaliações frequentes dos níveis de concentrações ambientais dos diversos produtos químicos
utilizados.
Vigilância médica dos trabalhadores, no intuito de diagnosticar eventuais doenças ou lesões num estádio inicial.
Instalação de chuveiros de emergência e lava-olhos para minimizar as consequências resultantes de projecções acidentais
de produtos.
Dotar o local de trabalho dos meios necessários para um combate eficaz a incêndios, preferencialmente, instalação de
meios automáticos de detecção e extinção de incêndios e adicionalmente, os meios manuais, ex.: extintores.
Formação e informação dos trabalhadores relativamente à movimentação manual e mecânica de cargas e ainda, posturas
correctas a adoptar em função da tarefa.
Dotar os tapetes rolantes e órgãos rotativos das máquinas de protecções adequadas de modo a impedir o acesso
inadvertido.
O acesso às zonas elevadas deve ser feito através de escadas e plataformas fixas com corrimão e guarda-corpos adequados.

topo da página [riscosmedidasprev#portal-top]

http://negocios.maiadigital.pt/hst/sector_actividade/quimica/riscosmedprevqui/riscosmedidasprev 10/10